Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA APRESENTA …À DIREITA DE ONDE NASCE O SOL, EM FRENTE… | EGO SUM COMPANHIA DE DANÇA

18 de Maio – 22h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

A 18 de Maio, sexta-feira, às 22h00, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, é apresentado mais um espectáculo de dança contemporânea, desta vez a estreia da EGO SUM Companhia de Dança com o espectáculo …À direita de onde nasce o Sol, em frente…, com Direcção Artística e Direcção Executiva de Susana Domingues, Criação e Coreografia de Juliana Fernandes, numa co-produção de EGO SUM Companhia de Dança, Arte em Movimento e Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima.

ego_sum_mupi_

EGO SUM nasce com a vontade de proporcionar um treino completo e coerente a nível físico e intelectual do bailarino (flexibilidade, técnica, improvisação, capacidade criativa e interpretativa, dando-lhe a conhecer diferentes potencialidades do corpo, não só a nível de movimento, mas também intelectuais); e promover criatividade e individualidade em cada um dos membros, dando-lhes um papel significativo no processo criativo, tudo isto feito num ambiente dedicado, organizado e mais profissional.

O que se propõe a companhia face ao público?

Demonstração de trabalho em equipa e espírito de grupo com sentido de responsabilidade e respeito pelas diferenças; criação valorizada, melhorando o desempenho artístico e assumindo os desafios que contribuam para o crescimento da mesma; promover a criatividade e o espírito de iniciativa.

O resultado do trabalho desenvolvido pela equipa apresenta-se através da primeira peça da EGO SUM, intitulada …à direita de onde nasce o Sol, em frente…

Com a duração aproximada de 45 minutos, a peça representa os primeiros meses da companhia, naquela que é a primeira experiência em conjunto.

Funciona como uma continuação, um trecho de algo que já teve início e que ainda não vê o final: tudo se passa como que em tempo real, como se encontrássemos este grupo de pessoas que está em viagem e o acompanhássemos durante 45 minutos. Não se sabe, nem interessa saber onde começaram a viagem, porquê e onde irão acabar, apenas que a sua direcção é Norte.

Nesta viagem, deparar-se-ão, público e intérpretes, com várias situações que lhes darão a conhecer o Norte de Portugal, algumas das suas características mais conhecidas, o carácter do povo que o habita e as tradições… não da forma mais convencional, mas pela maneira como o grupo as confronta as sente na sua própria visão e mentalidade.

A vida estará sempre incutida como metáfora constante.

Cada um de nós tem uma mochila que se vai enchendo de questões, certezas, imagens, vontades, ao longo do caminho.

Convida-se, por isso, o público a uma partilha mútua de experiências e emoções, as quais se compilaram em forma de coreografia.

Para além da peça principal, apresenta-se um prelúdio a solo pela coreógrafa Juliana Fernandes, em que a exploração da vertente performativa estará mais visível e que pretende explorar a palavra “viagem” de uma forma mais introspectiva e pessoal: de que forma o local onde estamos nos afecta emocional e fisicamente? De que maneira o relevo, o clima, as cores da paisagem com que nos deparamos diariamente nos movem, nos transformam? Quem somos em função de onde vivemos, daquilo com que nos deparamos no quotidiano, são questões colocadas neste solo, que se foca no

ser humano, sobretudo na sua vertente animal, perceptiva e observante, que assume o entorno como seu, o altera e também se deixa alterar, como entorno do outro.

Ficha Artística e Técnica

- Conceito | Juliana Fernandes e Susana Domingues

- Direcção Artística e Direcção Executiva | Susana Domingues

- Criação e Coreografia | Juliana Fernandes

- Produção Executiva | Arte em Movimento, EGO SUM Companhia de Dança

- Interpretação e co-criação | Carolina Sendim, Catarina Carvalho, Catarina Marques, Cristiana Neto, Fabiana Mar, Juliana Fernandes, Leonor Almeida, Maria Carmo, Marta Cardoso, Marta Ravazzini e Rita Machado

- Desenho de Luz | Élio Moreira

- Vídeo | Afonso Barros

- Fotografia | Miguel Estima

- Design do Cartaz | Helena Forte de Sá sobre fotografia de Susana Domingues

- Figurinos | Maikulo Senhora Dona

- Divulgação e Promoção | EGO SUM Companhia de Dança e Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

- Apoios | Arte em Movimento, Município de Ponte de Lima, Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

- Co-Produção| EGO SUM Companhia de Dança, Arte em Movimento e Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

- Maiores de 6 anos

Bilhetes à venda (3,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

CABECEIRAS DE BASTO CELEBRA DIA MUNDIAL DA DANÇA

Centenas de pessoas assistiram à celebração do Dia Mundial da Dança

Centenas de pessoas assistiram sábado à noite, 28 de abril, à celebração do Dia Mundial da Dança, um espetáculo de movimento, luz, cor e som organizado pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, produzido pela PRODESP – Associação Desportiva, e que contou com a participação de largas de dezenas de alunos e praticantes do Ginásio Bodygate, da Academia Sempre em Forma, da Companhia Atlética, do Clube Desportivo de Cabeceiras e da Associação Pé de Dança.

Dia Mundial da Dança (3)

No evento, que decorreu no Pavilhão Desportivo de Refojos, estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, os vereadores Dra. Carla Lousada, Eng. Pedro Sousa, presidentes de Junta de Freguesia, entre outros autarcas e público em geral.

O Dia Mundial da Dança teve como objetivos dar a conhecer os vários ginásios e associações existentes no concelho, ao mesmo tempo que pretende sensibilizar os Cabeceirenses para a prática desportiva, melhorando o seu estado físico geral através da dança e prevenindo doenças associadas ao sedentarismo.

Dia Mundial da Dança (2)

O Município de Cabeceiras de Basto continua a apostar e a apoiar a prática desportiva e a atividade física em geral como forma de promover a saúde e o bem-estar, aproveitando, designadamente, a comemoração deste tipo de efemérides para divulgar e incentivar cada vez mais Cabeceirenses a participarem em atividades salutares que promovem a melhoria da sua qualidade de vida.

E, nesse sentido, aproveitamos esta oportunidade para apelar, desde já, à participação de todos na próxima iniciativa desta natureza que é o ‘Passeio pela Ecopista do Tâmega’, no âmbito da celebração do Dia Mundial do Ambiente, que se realiza no dia 10 de junho.

Organizado pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e produzido também pela PRODESP – Associação Desportiva, o ‘Passeio pela Ecopista do Tâmega’ tem início no Museu das Terras de Basto, no Arco de Baúlhe.

Dia Mundial da Dança (1)

CABECEIRAS DE BASTO COMEMORA DIA MUNDIAL DA DANÇA

Cabeceiras de Basto celebra amanhã Dia Mundial da Dança

Cabeceiras de Basto celebra amanhã, dia 28 de abril, o Dia Mundial da Dança com um espetáculo de movimento e som que irá juntar os ginásios e uma associação do concelho, um evento que aguarda a participação de 250 pessoas.

Capturarqqq

A iniciativa aberta a toda a população terá início pelas 21h30 no Pavilhão Desportivo de Refojos. Pelo palco vão passar o Ginásio Bodygate, a Academia Sempre em Forma, a Companhia Atlética, o Clube Desportivo de Cabeceiras e a Associação Pé de Dança.

Para além de assinalar o Dia Mundial da Dança, este evento tem como objetivos dar a conhecer os vários ginásios e associações existentes no concelho, ao mesmo tempo que pretende sensibilizar os Cabeceirenses para a prática desportiva, melhorando o seu estado físico geral através da dança e prevenindo doenças associadas ao sedentarismo.

O Município de Cabeceiras de Basto continua a apostar na prática do desporto como forma de promover a saúde e o bem-estar dos Cabeceirenses.

A iniciativa é organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e produzida pela PRODESP – Associação Desportiva.

VORTICE DANCE COMPANY ATUA EM FAMALICÃO

Vortice Dance Company estreia “Home 2.0” na Casa das Artes, no próximo dia 28 de abril, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Dança

A Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão vai assinalar o Dia Mundial da Dança com a estreia nacional do novo espetáculo da Vortice Dance Company – “Home 2.0”. A companhia portuguesa, considerada uma das mais internacionais da atualidade, sobe ao palco do grande auditório do espaço cultural famalicense no próximo dia 28 de abril, sábado, às 21h30.  

1- _HOME 2.0_

Inspirada na obra "At Home in Space" de Phyllis J. Johnson, “Home 2.0” é a nova criação da dupla de coreógrafos Cláudia Martins e Rafael Carriço.

Em declarações à Agência Lusa, Rafael Carriço fala numa “obra futurista”, concebida para ser levada a todo o mundo. “É um espetáculo de dança contemporânea” que “fala do futuro, do universo, dos planetas e da nossa vida depois da terra”, disse.

Trata-se de uma peça que se impõem por uma linguagem corporal e uma plasticidade cénica contemporâneas, que aliadas a uma forte componente multimédia mergulham no futuro, na habitabilidade de novos planetas.

Depois de Vila Nova de Famalicão, o projeto será apresentado ainda no Teatro Avenida, em Castelo Branco, no Festival Cistermusica, em Alcobaça, no Teatro Municipal de Vila Real e no Teatro Municipal de Bragança, no contexto do Festival Algures a Noroeste, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, e no Teatro Pax Júlia, em Beja. A apresentação em Lisboa está agendada com três sessões para o Teatro da Trindade, em julho de 2019. Nota ainda para a digressão internacional que levará “Home 2.0” a Israel, Suécia, Polónia, França, Estados Unidos, México e Espanha.

Os bilhetes para a estreia em Famalicão já se encontram à venda. Têm o custo de 8 euros, reduzindo para metade para estudantes e portadores do Cartão Quadrilátero Cultural.

Mais informações em www.casadasartes.org.

FICHA TÉCNICA

Direção: Cláudia Martins e Rafael Carriço

Coreografia: Cláudia Martins e Rafael Carriço

Cenografia / Videografia / Sonoplastia: Rafael Carriço

Figurinos: Cláudia Martins

Intérpretes: Cláudia Martins, Rafael Carriço

Direcção Técnica: Nuno Martins

Desenho de Luz/Audiovisuais: Paulo Formiga

Fotógrafo: Nuno Abreu

ESPOSENDE CELEBRA DIA MUNDIAL DA DANÇA

Com o intuito de assinalar o Dia Internacional da Dança, que se comemora a 29 de abril, o Município de Esposende vai promover a apresentação de espetáculos e proporcionar aulas de dança a crianças.

Sem título-6

Pretende-se, assim, divulgar e promover o gosto por uma das mais importantes manifestações de arte, bem como dar a conhecer o trabalho que é desenvolvido pelas academias e escolas locais, espaço privilegiado de afirmação e lançamento de novos talentos.

Os espetáculos, com entrada gratuita, decorrerão no Auditório Municipal de Esposende. No dia 21 de abril, às 21h30, e, no dia 29 de abril, às 16h00, exibe-se a Academia de Bailado de Esposende; no dia 5 de maio, às 21h30, o espetáculo é com o Centro de Estudos Ás do Saber e, no dia 12 de maio, às 18h00, apresenta-se a PráxiStudio.

As crianças do 1.º Ciclo de escolas do concelho terão, no âmbito destas comemorações, a oportunidade de participar numa aula aberta na Academia de Bailado de Esposende. Assim, nos dias 26 e 27 de abril, participarão, respetivamente, os alunos os alunos das Escolas Básicas de Pinhote-Marinhas e de Antas, e, nos dias 3 e 4 de maio, será a vez dos alunos das Escolas Básicas de Gemeses e de Curvos.

O Município continua, assim, a apoiar e a incentivar o trabalho que é desenvolvido no concelho ao nível da dança, promovendo a sua divulgação e valorização.

BRAGA VIA CAPITAL DA DANÇA

Ritmos e movimentos invadem Braga para a terceira edição do ‘B de Dança’. Evento decorre de 21 a 29 de Abril

A partir do próximo Sábado, a Dança volta a invadir a Cidade de Braga com muito ritmo e movimento através da terceira edição do ‘B de Dança’. Organizado pelo Município de Braga em parceria com várias escolas de dança Bracarenses, o evento chega a vários palcos numa semana de exaltação desta expressão artística que é a dança.

CMB18042018SERGIOFREITAS00000012122

De 21 a 29 de Abril, o ‘B de Dança’ conta com mais de 60 horas de programação distribuídos por 40 iniciativas com epicentro na Tenda Estúdio, montada em plena Avenida Central. Este será um espaço de acesso livre a toda a população, que poderá usufruir de aulas abertas, workshops, exibições, concursos, espectáculos das diferentes propostas do mundo da dança.

“Neste evento temos a dança no seu esplendor e na máxima força, apresentada por aqueles que todos os dias trabalham esta expressão artística em diferentes estilos e composições nas escolas de dança do Concelho”, referiu esta Quarta-feira a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Braga, Lídia Dias, destacando o “enorme dinamismo de Braga nesta vertente cultural”.

CMB18042018SERGIOFREITAS00000012124

Para além da Avenida Central, a Dança irá invadir outros espaços emblemáticos da Cidade, desde o Theatro Circo, ao Auditório Vita, passando pelo Museu Nogueira da Silva, Conservatório Calouste Gulbenkian e pela Casa dos Crivos, o evento conta ainda com um percurso pelo património mais simbólico do Centro Histórico através da realização do concurso ‘I Photo Dance Walk Braga’.

Este ano, o ‘B de Dança’ apresenta mais novidades e engloba a primeira edição do Concurso de Dança “Sonhos nos Pés”. Esta iniciativa, que se realiza no âmbito da Braga Cidade Europeia do Desporto, terá lugar a 25 de Abril, no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian.

Após a fase de selecção, são 19 os finalistas que irão demonstrar todo o seu talento durante a gala final do concurso.

Para Sameiro Araújo, vereadora do Desporto e Juventude da Autarquia Bracarense, esta é mais uma forma de difundir e promover o talento dos jovens Bracarenses. “Braga possui muito talento na área da dança e com este concurso estamos a divulgar e a dar palco aos bailarinos Bracarenses que são muitos e de grande qualidade”, explicou Sameiro Araújo, esperando que esta primeira edição do concurso “sirva para motivar ainda mais os jovens a apostarem no seu talento”.

O concurso, destinado a jovens naturais ou residentes no Concelho de Braga que actuem individualmente ou em grupo, tem dois escalões a concurso. O primeiro para os bailarinos com idades entre os 6 e os 10 anos e o segundo escalão para idades entre os 11 e os 16. Os vencedores, escolhidos por um júri, terão direito a prémios monetários que vão desde os 750€ para o primeiro classificado no primeiro escalão, 500€ para o segundo classificado e 250€ para o terceiro lugar. Já no segundo escalão contará com 1.000€ para o grande vencedor, 750€ para o segundo e 500€ para o terceiro classificado.

Evento lança concurso de fotografia para fotógrafos e bailarinos

Outro destaque nesta edição do ‘B de Dança’, vai para o novo desafio que o Município de Braga lançou a todos os apaixonados pela arte da dança e fotografia com a realização do ‘I Photo Dance Walk Braga’.

Trata-se de um concurso de fotografia que tem por tema ‘2018 – Ano Europeu do Património Cultural’ e que convida fotógrafos e bailarinos para um percurso de recolha fotográfica nos principais monumentos e sítios do património Bracarense. Assim, em cada monumento ou sítio, os fotógrafos poderão fazer registos com um ou dois bailarinos, em diferentes tempos e em diferentes estilos de dança numa simbiose com o tempo e o estilo artístico do monumento onde se realiza a performance.

Esta iniciativa cuja organização é da responsabilidade do Município de Braga, da Backstage Escola de Dança e Artes Performativas e do fotógrafo profissional Marco Mendes, conta ainda com o apoio da UNESCO que divulgará a selecção de trabalhos nos seus canais de comunicação oficiais.

O resultado desta simbiose entre os diversos estilos de dança e monumentos históricos, após selecção do júri, resultará numa exposição a estar patente no Braga Parque.

O programa completo do evento está disponível online no site do Município, podendo ser consultado em: https://goo.gl/Ehcf7Y

CMB18042018SERGIOFREITAS00000012125

BRAGA COMEMORA DIA INTERNACIONAL DA DANÇA

‘B de Dança’ decorre de 21 a 29 de Abril

Em Abril a Dança invade todos os palcos e enche a Avenida Central de ritmo e movimento com a realização da terceira edição do ‘B de Dança’. Organizado pelo Município de Braga em parceria com várias escolas de dança Bracarenses, o evento inclui uma semana de exaltação desta expressão artística que é a dança.

B de Dança Braga

De 21 a 29 de Abril, o ‘B de Dança’ conta com mais de 60 horas de programação que têm como epicentro a Tenda Estúdio, que será montada na Avenida Central. Este será um espaço de acesso livre a toda a população, que poderá usufruir de aulas abertas, workshops, exibições, concursos, espectáculos das diferentes propostas do mundo da dança.

Para além da Avenida Central, a Dança irá invadir outros espaços emblemáticos da Cidade, desde o Theatro Circo, Auditório Vita, Museu Nogueira da Silva, o Conservatório Calouste Gulbenkian e Casa dos Crivos e até um percurso pelo património mais simbólico do centro histórico com a realização do concurso ‘I Photo Dance Walk Braga’.

Este ano, destaque para a primeira edição do Concurso de Dança “ Sonhos nos Pés”, no âmbito de Braga Cidade Europeia do Desporto, para a exposição “A Dança no Salão Oitocentista Iconografia. Memórias de uma Colecção”, coordenada por Vicente Trindade, para o I Curso Internacional B de Dança com Colin Sinclair e, ainda, para o Campeonato de Danças Urbanas BBOY BATTLE.

Concurso de fotografia para fotógrafos e bailarinos

No âmbito do ‘B de Dança’, o Município de Braga lança um novo desafio a todos os apaixonados pela arte da dança e fotografia com a realização do ‘I Photo Dance Walk Braga’.

Trata-se de um concurso de fotografia que tem por tema ‘2018 – Ano Europeu do Património Cultural’ e que convida fotógrafos e bailarinos para um percurso de recolha fotográfica nos principais monumentos e sítios do património Bracarense. Assim, em cada monumento ou sítio, os fotógrafos poderão fazer registos com um ou dois bailarinos, em diferentes tempos e em diferentes estilos de dança numa simbiose com o tempo e o estilo artístico do monumento onde se realiza a performance.

Esta iniciativa cuja organização é da responsabilidade do Município de Braga, da Backstage Escola de Dança e Artes Performativas e do fotógrafo profissional Marco Mendes, conta ainda com o apoio da UNESCO que divulgará a selecção de trabalhos nos seus canais de comunicação oficiais.

O resultado desta simbiose entre os diversos estilos de dança e monumentos históricos, após selecção do júri, resultará numa exposição a estar patente no Braga Parque.

Os fotógrafos e bailarinos interessados devem enviar as suas candidaturas até 13 de Abril para o e-mail cultura@cm-braga.pt. O regulamento do concurso pode ser consultado em http://goo.gl/xafjNb

VIANA DO CASTELO REALIZA FESTIVAL DE DANÇA

Informamos que os bilhetes para o V FESTIVAL DE DANÇA DE VIANA DO CASTELO, a realizar no Centro Cultural de Viana do Castelo, dia 5 de maio,  estão disponíveis para venda.

LOCAIS DE VENDA:

Teatro Municipal Sá de Miranda

Horários habituais da bilheteira - segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00;

Dias de espetáculo: das 9h00 às 22h00;

Sábado e domingos em dias de espetáculos, (2 horas antes).

Centro Cultural de Viana do Castelo, no dia do espetáculo,  entre as 18h00 e as 21h30, se a lotação não estiver esgotada.

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/6 anos

CUSTO DO BILHETE: 5€ (plateia) | 5€ (bancada)

Aceitam-se reservas de bilhetes, unicamente, por  email: tmsm@cm-viana-castelo.pt (indicando nome e NIF), com um prazo de levantamento de 24 horas, caso contrário a reserva ficará sem efeito.

Há bilhetes de plateia e bancada, pelo que deverão mencionar na reserva o desejado.

Não há lugares marcados.

image001

JOVENS BRACARENSES MOSTRAM TALENTO NA DANÇA

´Sonhos nos Pés´ desafia jovens a demonstrar o seu talento na Dança. Inscrições até dia 8 de Abril

O Município de Braga volta a desafiar os jovens Bracarenses a demonstrar o seu talento com a realização do concurso “Sonhos nos Pés”, totalmente dedicado à Dança. Esta iniciativa tem como objectivo estimular a divulgação dos novos talentos da Cidade na área da dança, premiando o mérito e excelência dos jovens num ano especial em que Braga ostenta o título de Cidade Europeia do Desporto.

SONHOS NOS PÉS

Este concurso destina-se a jovens naturais ou residentes na Cidade de Braga, com idades compreendidas entre os 6 e os 16 anos, que actuem individualmente ou em grupo. As apresentações serão divididas em dois escalões: 1.º Escalão – 6 e 10 anos e 2.º escalão – 11 aos 16 anos.

As inscrições já estão abertas, podendo ser feitas através do endereço juventude@cm-braga.pt até dia 8 de Abril. Os interessados devem enviar uma maquete em formato vídeo da sua apresentação, com o máximo de 4 minutos, juntamento com a Ficha de Inscrição e Declaração.

Posteriormente, serão seleccionadas as melhores candidaturas que vão participar na Gala Final do concurso, que terá lugar no Conservatório da Música Calouste Gulbenkian no dia 25 de Abril.

Os prémios do 1.º Escalão são de 750€ para o primeiro prémio, 500€ para o segundo prémio e 250€ para o terceiro prémio. Os prémios para o 2.º escalão são de 1.000€ para o primeiro prémio, 750€ para o segundo prémio e 500€ para o terceiro prémio.

As Normas de Participação e a Ficha de Inscrição estão disponíveis no site do Município em https://goo.gl/aoaZ1b

PENSAMENTO ORIENTAL – PROMOÇÃO DA CULTURA CHINESA: FOLKLOURES’18 RECEBE DANÇA TRADICIONAL DO TIBETE

Pensamento Oriental - Promoção da Cultura Chinesa representará a comunidade chinesa no FolkLoures’18

A comunidade chinesa radicada em Portugal vai participar na próxima edição do FolkLoures – Encontro de Culturas, mais concretamente no festival intercultural que terá lugar no dia 7 de Julho de 2018. Junto à réplica das ruínas da Igreja de São Paulo, em Macau, o grupo “Pensamento Oriental - Promoção da Cultura Chinesa” vai apresentar a Dança de Tibete, “Capriccio de Kumara”.

CapturarTibete

Kumara é uma formação de dança tradicional da etnia Zang (Tibete), o que representa as tradições, os costumes através de movimentos livres e de grande amplitude. As danças tibetanas transmitem sempre uma atitude firme, de cabeça erguida e de peito cheio para os homens e uma postura de curvatura e suavidade para as mulheres, imagens essas inspiradas na vida quotidiana do povo tibetano nos grandes planícies. Contudo, devido à diversidade de culturas naquela região, a própria dança tibetana sofre de influências culturais das outras regiões vizinhas no seu resultado final.

Os movimentos das danças tibetanas tem subcategorias tanto para homens como para mulheres, um dos nomes atribuídos a uma subcategoria é "Chinese Tap Dance".

Os trajes utilizados para danças tibetanas correspondem ao vestuário comum do povo tibetano, cheios de cores e figuras.

A próxima edição do FolkLoures decorre de 30 de Junho a 7 de Julho de 2018, e incluirá conferências, exposições, feira de produtos tradicionais e um festival de folclore a ter lugar no Parque da Cidade, em Loures.

O FolkLoures é uma iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

FOLKLOURES 18 接受西藏传统舞蹈

东方思维中国文化的弘扬将代表中国社区在 FolkLoures 18

居住在葡萄牙的华人社区将参加下一期的 FolkLoures--文化会议, 更具体地说, 将于2018年7月7日举行的文化艺术节。在澳门圣保禄教堂遗址的复制品旁边, "东方思维的中国文化促进" 将呈现西藏之舞 "随想曲奈特·库马拉"。

奈特·库马拉是藏 (藏) 的传统舞蹈, 代表着传统、自由的风俗和大振幅的运动。藏族的舞蹈总是以坚定的姿态, 正面和胸部为男人, 并为妇女的曲率和柔软的姿态, 这些图像的启发, 藏族人民在大平原的日常生活。然而, 由于该地区文化的多样性, 藏族舞蹈本身也受到其他相邻地区的文化影响。

藏族舞蹈的运动对男女都有子范畴, 其中一个类别的名字是 "中国踢踏舞"。

藏族舞蹈所用的服饰, 与藏族人民的共同服饰相呼应, 色彩和人物都十分鲜艳。

下一版的 FolkLoures 源于6月30日至 2018年7月7日, 将包括会议, 展览, 传统产品和民俗节日在城市公园, 在洛里什。

Capturarfolk

GRUPO “DANÇAS OCULTAS” MOSTRA-SE NO CINE TEATRO JOÃO VERDE

O Grupo “Danças Ocultas” sobe ao palco do Cine Teatro João Verde no dia 10 de fevereiro, sábado, pelas 21h30. O bilhete, no valor de 10,00 €, pode ser adquirido na Loja Interativa de Turismo (T. 251 649 013), podendo efetuar-se reservas até cinco dias antes do espetáculo.

danças_ocultas_pose_bons_sons

Depois de “Amplitude”, disco produzido em colaboração com a Orquestra Filarmónica das Beiras, com convidados como Carminho, Dead Combo e Rodrigo Leão, o grupo de Águeda prepara o seu novo disco de originais, o qual conta com produção de Jacques Morelenbaum.

Este reputado maestro, compositor e violoncelista brasileiro, apresenta um currículo notável de colaborações com Caetano Veloso, Marisa Monte, António Carlos Jobim, Ryuichi Sakamoto, David Byrne e Cesária Évora, entre outros. O novo trabalho de “Danças Ocultas” terá edição nacional e internacional.

BARCELOS RECEBE FADO E FLAMENCO

Fado e flamenco no Teatro Gil Vicente. Dia 9 de fevereiro, às 21h30

O fado e o flamenco cruzam-se num espetáculo a realizar no Teatro Gil Vicente, na noite de 9 de fevereiro, pelas 21h30, intitulado “Fado Violado”, que terá como protagonistas Ana Pinhal e Francisco Almeida.

Print

“Fado Violado” é um projeto musical português que interliga o fado com o flamenco e nasceu em Sevilha, pelas mãos de Ana Pinhal e Francisco Almeida, músico portuenses que, desde cedo, partilharam o gosto pelas artes, particularmente pela música.

O desejo de aprender levou Ana Pinhal a frequentar aulas de formação musical e canto. O primeiro contacto com o cante flamenco foi-lhe proporcionado por Francisco, que já se interessara pela guitarra flamenca. A curiosidade que aquela arte lhe despertou, fê-la deslocar-se para Sevilha onde, durante três anos, estudou cante na Fundación Cristina Heeren. Surpreendentemente foi em Sevilha que o fado conquistou o seu coração e foi da comunhão com a guitarra do Francisco que fez nascer o projeto “Fado Violado”.

O disco “A Jangada de Pedra” é o primeiro grupo de composições editadas do “Fado Violado” e representa uma síntese de todo o reportório musical dos dois portuenses, da qual sobressaem o sentimento da voz e o ritmo da guitarra.

O título alude diretamente ao livro de José Saramago, pois como acontece no livro homónimo, também eles criam uma jangada ibérica ao unirem Portugal e Espanha através das suas sonoridades mais expressivas.

Nesta fixação estão incluídos alguns dos temas que têm apresentado ao vivo, na sua maioria versões de clássicos do Fado, mas também alguns originais e poemas novos sobre fados tradicionais.

O espetáculo tem um custo simbólico de 2€, valor que reverte para uma instituição do concelho.

ESPOSENDE REALIZA CONCURSO DE DANÇA

Município de Esposende promove 4.º Esposende Dance Competition, no dia 3 de fevereiro, 21h30 – Pavilhão Desportivo de Fão

O Pavilhão Desportivo de Fão vai acolher no próximo sábado, dia 3 de fevereiro, pelas 21h30, o 4.º EDC - Esposende Dance Competition.

EDC

O evento, que terá entrada livre, é promovido pela Câmara Municipal de Esposende e Esposende 2000, em parceria com a Praxistudio Esposende - Urban Dance Studio e Escola de Dança e com a colaboração da Junta de Freguesia da União das Freguesias de Apúlia e Fão.

Este campeonato de coreografias "crews", urban dance styles, fusão será disputado nos escalões Infantil, Júnior e Adulto e contará com a participação de vários grupos de reconhecido valor artístico, cujas coreografias serão avaliadas por júris de renome nacional e internacional, nomeadamente Vasco Alves, Filipe Rico, André Ferreira e João Assunção. O evento terá como anfitriões Titiz e Fausto Bellucc, sendo que a animação estará a cargo do DJ Gui Mess.

EDC_

Além de um apelativo prize Money, está em causa a procura de mais reconhecimento e prestígio do seu trabalho. Este campeonato afigura-se, também, como uma oportunidade para promover o surgimento de jovens talentos na área da dança.

Integrado numa política de valorização da arte da dança e de promoção do território, o Esposende Dance Competition tem vindo a afirmar-se a nível nacional no calendário de eventos desta natureza, tendo registado nas duas anteriores edições forte adesão, tanto a nível de concorrentes como de assistência de público.

EDC1

CERVEIRA HOMENAGEIA OS QUEEN

III Intercâmbio Cultural de Dança com homenagem aos Queen

Pelo terceiro ano consecutivo, o Fórum Cultural de Vila Nova de Cerveira recebe a arte da dança. A ADEIXA – Associação de Dança do Eixo Atlântico, com o apoio do Município de Vila Nova de Cerveira, promove o III Intercâmbio Cultural de Dança, com dois espetáculos de coreografia, um dos quais dedicadoaos Queen. De entrada gratuita, o evento decorre de 10 a 13 de fevereiro.

Adeixa

Com uma programação intensa, os cerca de 60 participantesdas quatro escolas envolvidas têm oportunidade de aperfeiçoar técnicas de dança, assim como potenciar o convívio e a troca de experiências.

Do programa constam dois espetáculos de entrada livre, com início às 21h00. No sábado, 10 de fevereiro, com o repertório das escolas participantes e na terça-feira, 13 de fevereiro, um espetáculo coreográfico de homenagem aos Queen, com o envolvimento conjunto das quatro escolas.

A edição deste ano conta com a participação da Escola de DançaFernanda Canossa, da Escola de Dança Pedro Sousa, da Associação Recreativa e Cultural de Serzedo, e da escola anfitriã ADEIXA. Há ainda a realçar a presença de dois professores convidados para liderar ensaios e workshops formativos, desde logo oriunda do Brasil, a professora Luciana Rocha, e Cátia Nicolau, de Espanha.

PONTE DE LIMA APRESENTA DANÇA CONTEMPORÂNEA

VESTÍGIO | JOANA PROVIDÊNCIA SOBRE FOTOGRAFIAS DE GEORGES DUSSAUD

26 de Janeiro – 21h30 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

A dança contemporânea é a área artística que o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, propõe para a próxima sexta-feira, 26 de Janeiro, a partir das 21h30, com a apresentação de Vestígio, de Joana Providência sobre fotografias de Georges Dussau, uma coprodução do Teatro Municipal de Bragança, Teatro do Bolhão e do Teatro Municipal de Vila Real, com o apoio do Centro de Fotografia Georges Dussaud, da comunidade (Universidade Sénior de Bragança e outros) e Espaço Miguel Torga, em São Martinho de Anta.

vestigio_4x3_

“A peça "é uma criação original que retrata, através da obra de Georges Dussaud, uma viagem a Trás-os-Montes" e na qual "o espetador tem acesso ao seu percurso, às suas memórias, à forma como regista as pessoas, as paisagens e as sensações e lhes dá corpo através da sua forma de fixar o instante", segundo os promotores.

O espetáculo é dirigido por Joana Providência e "conjuga atores e bailarinos, conduzindo o público para a vida, para os rituais e para as paisagens" que o fotógrafo regista na sua obra.

"A encenação é um constante diálogo entre a imagem projetada e a relação com os intérpretes (António Júlio, Daniela Cruz, João Vladimiro, Vera Santos e Maria Falcão), promovendo assim uma forte ligação entre a fotografia e a representação", de acordo com o resumo de apresentação do espetáculo.” (Diário de Notícias)

Como se disse, o espectáculo é uma viagem a Trás-os-Montes através da obra de Georges Dussaud.

Este trabalho coreográfico conjuga actores e bailarinos num mergulho no universo do fotógrafo e transporta o público para o pulsar da vida, para os rituais e para as paisagens que habitam a sua obra. O projecto é um constante diálogo entre a imagem projectada e a sua relação com os intérpretes numa espécie de contracena, promovendo uma forte ligação onde a fotografia e os corpos se prolongam, diluem e desdobram num sem fim de leituras.

“Vestígio constrói-se a partir de transparências, sobreposições e sequências em que cinco intérpretes compõem e desconstroem retratos e quadros de um quotidiano de outros tempos.

Há uma contracena e um diálogo direto com as fotografias de Georges Dussaud e os intérpretes, onde são abordados temas sociais como o pão, o trabalho, a matança do porco, a infância, a escola, o recreio, o campo ou as estações do ano.” (Maria Beatriz Viana, espalhafactos.com)

Fotografias GEORGES DUSSAUD, Direcção JOANA PROVIDÊNCIA, Intérpretes cocriadores ANTÓNIO JÚLIO, DANIELA CRUZ, JOÃO VLADIMIRO, VERA SANTOS e MARIA FALCÃO (estagiária), Apoio dramatúrgico RAQUEL S.. Cenografia CRISTÓVÃO NETO. Desenho de Luz MÁRIO BESSA, Música PEDRO ‘PEIXE’ CARDOSO, Figurinos LOLA SOUSA, Assistência de Cenografia e Adereços FILIPE MENDES e CHARLOTTE HERMANT (estagiária), Direcção de Produção GLÓRIA CHEIO e PEDRO APARÍCIO, Direcção Técnica MÁRIO BESSA, Direcção de Cena ARMANDA ANDRADE, Montagem de Luz TIAGO SILVA e JOÃO MONTEIRO, Operação e Montagem de Som FÁBIO FERREIRA, Operação de Luz e Vídeo PEDRO CORREIA e TIAGO SILVA, Montagem e Apoio Vídeo JOÃO MARTINS, Maquinaria de Cena ANTÓNIO QUARESMA, Execução de Figurinos MARIA DA GLÓRIA COSTA, Produção Executiva ROSA BESSA, Apoio à Montagem Técnica CARLOS QUEIROZ, FRANCISCO ALVES,JOÃO BRITO, LEANDRO LEITÃO, MIGUEL BARROS, RAFAEL COUTO e RUI VERMELHO.

Maiores de 12 anos. Bilhetes à venda (3,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

VIANA DO CASTELO RECEBE ESPECTÁCULO DE DANÇA INCLUSIVA

Informamos que os bilhetes para - O AQUI  -espetáculo de dança inclusiva da CIM, a realizar no Teatro Municipal Sá de Miranda, no próximo dia 19 de  janeiro de 2018, já se encontram  disponíveis.

Sessão com áudio-descrição e  interpretação em Língua Gestual Portuguesa

Conversa com os artistas no final do espetáculo.

LOCAL DE VENDA:

           Teatro Municipal Sá de Miranda:

                Segunda a sexta-feira: das 9h00 às 19h00

                Dias de espetáculo: das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00

                Sábado e domingos em dias de espetáculos:  2 horas antes.

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/6 anos

PREÇO: 5€

NOTA : Aceitam-se reservas de bilhetes, unicamente, para o  email: tmsm@cm-viana-castelo.pt.

              Prazo de levantamento de 24 horas, caso contrário a reserva ficará sem efeito.

image004

MINHOTOS EM LISBOA COMEÇAM O ANO A DANÇAR

Os minhotos dançaram ontem o vira e a chula de Viana tendo como cenário o magnífico portão sul do Mosteiro dos Jerónimos com o seu deslumbrante rendilhado manuelino.

26169234_2005083769817409_9162231023785891681_n

O Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho andou ontem pela zona monumental de Belém e, para gáudio de muitas pessoas que escolheram o domingo para passear naquela zona de Lisboa, sobretudo números turistas estrangeiros, ofereceu algumas danças do nosso folclore. Foi a sua primeira actuação no ano que agora se inicia.

Como já é tradição, este grupo folclórico percorre alguns pontos da cidade a cantar os reis e a pedir alvíssaras. E, com a baixa temperatura que ontem se fez sentir, cantaram e dançaram com mais ânimo para espalhar o frio e aquecer os corações!

26169259_2005084119817374_4905854130108077901_n

26731512_2005084399817346_6645480201243571263_n

JOVEM BAILARINA BRACARENSE PARTE EM CONQUISTA DOS EUA

Alunos da Escola de Dança Ent'Artes continuam a ser premiados fora de portas. Carolina Costa, de 11 anos, foi admitida num estágio de Verão na Ballet Bolshoi Academy.

26196061_719392934920604_6744685212581131631_n

Professora Diana Sá Carneiro sublinha que o talento não chega e que a conquista é fruto de muito trabalho

O ano não podia começar de melhor forma para a jovem Carolina Costa. Com apenas 11 anos, a jovem bracarense conseguiu ser admitida para um estágio numa das mais antigas e prestigiadas escolas de ballet clássico, a Ballet Bolshoi Academy, nos Estados Unidos onde a jovem terá a oportunidade de aprender com alguns dos melhores professores do mundo. 

26056081_718296721696892_3375830278887212040_n

A candidatura foi gravada e enviada por vídeo para o outro lado do Atlântico. O anúncio foi feito hoje, no entanto a aventura só começa em Junho. Para além de começar a ter aulas de ballet clássico, a jovem bracarense irá também frequentar aulas de Russo.

Diana Sá Carneiro, professora na escola de dança Ent'Artes, afirma que esta conquista "é fruto de muito trabalho" já que "talento não chega" para atingir os sonhos tão ambiciosos destes jovens. Segundo a mesma, os alunos da escola treinam cerca de 4 a 5 horas diárias passando por várias aulas como dança contemporânea, jazz e pilates.

De destacar que no ano passado a jovem bailarina arrecadou várias medalhas em competições como o concurso Internacional de Dança no Porto, onde foi medalha de prata, Dance World Cup Final em Offenburg, na Alemanha, onde ficou em terceiro lugar e ainda o Youth America Grand Prix, uma Semi-Final Europeia que decorreu em Paris, onde a bracarense de apenas 11 anos conseguiu ficar no top 12 na categoria Pré-Competitivo.

*Por Vanessa Batista / http://www.rum.pt/

26168446_718296941696870_7346716998059653777_n

PONTE DE LIMA RECEBE MARIA ZAMBRANO: LA PALABRA DANZANTE, PELA COMPANHIA KARLIK DANZA – TEATRO

30 de Novembro – 21h30 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

A dança contemporânea, como não podia deixar de ser, continua a ocupar um lugar de destaque na programação do Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, tendo em conta a sua importâncias nos mais diversificados contextos artísticos e o quanto representa na vanguarda do desenvolvimento cultural das comunidades onde é apresentada e fruída.

maria_zambrano_4x3_

Na quinta-feira à noite, 30 de Novembro, véspera de feriado, às 21h30, chega-nos de Espanha, mais precisamente de Cáceres, o espectáculo Maria Zambrano: La Palabra Danzante, pela Companhia Karlik Danza – Teatro, uma oportunidade única para apreciar umas das mais conceituadas companhias espanholas na área da dança contemporânea.

Karlik Danza – Teatro, no seu 25º aniversário, homenageia a filósofa espanhola Maria Zambranoquando se cumprem 25 anos do seu falecimento.

Depois de quase meio século de exílio, Espanha reconheceu a figura de Maria Zambrano outorgando-lhe em 1981 o Prémio Príncipe das Astúrias de Comunicação e Humanidades e em 1988 foi a primeira mulher a receber o Prémio Miguel de Cervantes de Literatura.

Convida-se, por isso, neste espectáculo, a descobrir e a conhecer a figura de Maria Zambrano, como mulher, pensadora, criadora, através de “a palavra dançante” – a imagem, a metáfora e o símbolo do pensamento poético.

Intérpretes: Cristina Pérez Bermejo, Elena Sanches Nevado | Encenação e dramaturgia: Cristina D. Silveira | Coreografias: Cristina Pérez Bermejo, Elena Sánchez Nevado, Cristina D. Silveira | Composição musical original: Álvaro Rodrigues Barroso | Cenografia e vestuário: Susana de Uña | Desenho de luz e direcção técnica: David Pérez Hernando | Vozes off: Maria Zambrano, Elena Sánchez Nevado e Pedro Luis López Bellot | Direção de produção: David Pérez Hernando | Maiores de 14 anos.

Bilhetes (3,00€) e mais informações podem ser obtidos pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

FAFE DANÇA NO TEATRO CINEMA

Espetáculo de Dança de “Mind´s Mausoleum” no Teatro Cinema de Fafe

A Escola de Bailado de Fafe apresenta, no próximo Sábado, dia 9 de Dezembro, o espetáculo de Dança Contemporânea , “Mind´s Mausoleum”, de Ricardo Ambrózio.

“Mind´s Mausoleum” procura trazer ao de cima o belo e o monstro (“Beauty and the beast”), no percurso de vida de três diferentes mulheres.

Em palco, “Mind´s Mausoleum” será traduzido em movimentos que dão origem a encontros e reencontros entre estes três corpos femininos, com imagens e estados emocionais específicos.

A força e sensibilidade, ainda que escondidas sobre camadas de experiências traumáticas, e, por vezes, castrantes, surgem numa violenta tempestade, destrutiva e igualmente bela, numa pura manifestação de tudo o que é poderoso e belo na natureza.

“Mind´s Mausoleum” procura trazer ao de cima o belo e o monstro (“Beauty and the beast”), no percurso de vida de três diferentes mulheres.

Em palco, “Mind´s Mausoleum” será traduzido em movimentos que dão origem a encontros e reencontros entre estes três corpos femininos, com imagens e estados emocionais específicos.

A força e sensibilidade, ainda que escondidas sobre camadas de experiências traumáticas, e, por vezes, castrantes, surgem numa violenta tempestade, destrutiva e igualmente bela, numa pura manifestação de tudo o que é poderoso e belo na natureza.

O espetáculo, com duração de cerca de 60 minutos, tem Direção Coreográfica de Ricardo Ambrózio e a criação e performance de Bea Debrabant, Celine Werkhoven, Yeli Beurskens

Como assistentes coreográficas tem Luke Jessop, Sebastian Mendez Marin e a música de Rob Hayden.

Esta é uma produção da Untamed, com coprodução da Escola Bailado de Fafe.

O espetáculo, que integra também a programação da Fafe Cidade Natal 2017, tem inicio marcado para as 21h30, no Teatro Cinema de Fafe e os bilhetes estão à venda na Loja Interactiva de Turismo (Praça 25 de Abril), a partir de amanhã (23 de Novembro).