Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESPETÁCULO “DANÇA NA VILA” A 30 DE JULHO NO GERÊS

O Município de Terras de Bouro, através  do projeto "Cultura para Todos em Terras de Bouro, irá proporcionar no próximo dia 30 de julho um espetáculo intitulado "Danças do Mundo" . O evento irá decorrer na Praceta Honório de Lima, na Vila do Gerês e contará com cerca de 20 artistas nacionais e internacionais premiados em vários campeonatos nacionais e internacionais de dança.

O “Cultura Para Todos” trata-se de um projeto de inclusão social que visa a "promoção da arte", cultura e desporto como meio de integração junto da população, inclusivamente com recurso a práticas musicais e artísticas que se podem revelar agregadores e potenciadores dos níveis de bem-estar físico e psicológico, além de proporcionar a aquisição de competências e aprendizagens.

capela (1).jpg

“ESPOSENDE A DANÇAR” ANIMA ZONA RIBEIRINHA ENTRE 29 DE JULHO E 1 DE AGOSTO

Integrado na programação Esposende Verão 2022, a Zona Ribeirinha de Esposende vai acolher, entre os dias 29 de julho e 1 de agosto, o evento “Esposende a Dançar”, que após um período de interregno motivado pelas restrições da pandemia, regressa à cidade com toda a energia e criatividade, com espetáculos totalmente produzidos e preparados por academias e coletividades locais. Todos os espetáculos decorrerão a partir das 21h30 com acesso gratuito.

Esposende a Dançar_foto1.JPG

Esta edição apresenta como grande novidade a etnografia local, através de um espetáculo que contará com ampla participação dos grupos folclóricos do concelho de Esposende. A já tradicional presença das academias locais assinala e celebra o encerramento de todo um ano de trabalho dedicado à cultura e à dança, em particular, envolvendo centenas de crianças e jovens.

No arranque do evento, amanhã, dia 29 de julho, a Academia de Bailado de Esposende apresenta-se em palco com “Peter Pan e a Terra do Nunca”. O espetáculo traduz-se numa aventura que levará o público a experienciar o mundo mágico da Terra do Nunca, onde existem piratas, meninos perdidos e fadas encantadas, e onde tudo é possível... até voar!

No sábado, dia 30, será a vez da PraxiStudio Urban Dance Studio/Escola de Dança, que apresentará “URBANATION: Tributo à Urban Dance”, uma viagem pela urbanidade da dança nos estilos que a caraterizam atualmente, salientando a beleza, modernidade, irreverência e impacto que tem na estética social atual.

O Centro de Estudos/Academia de Dança “Ás do Saber” sobe ao palco no domingo, dia 31 de julho, com "Dancing On Movies”. Recordando alguns dos melhores temas de bandas sonoras de filmes, a Academia "Ás do Saber" promete um espetáculo cheio de cor, magia, alegria, luzes, glamour e muita animação reportando ao mundo fantástico do cinema e da televisão. Viajando no tempo, passará por filmes que marcaram diferentes gerações, com temas muito pertinentes como a homossexualidade, o preconceito, a homofobia, o racismo e a igualdade de direitos.

A edição de 2022 do “Esposende a Dançar” culmina na segunda-feira, dia 1 de agosto, com “Dança tradicional e popular, um encontro entre o passado e o presente”, protagonizado por grupos folclóricos do concelho de Esposende e o Ensemble de Sopros da Banda de Antas. Aos dançares e cantares tradicionais do folclore concelhio, junta-se a sonoridade dos instrumentos de sopro da Banda de Música de Antas, que interpretarão arranjos musicais de Diogo Costa e Xavier Ribeiro. Neste espetáculo, também a dança contemporânea dialogará com todo o ambiente etnográfico, através da participação especial da Academia de Bailado de Esposende e do “Ás do Saber”. Em palco estarão o Grupo Associativo de Divulgação Tradicional de Forjães, o Grupo de Cantares e Dançares de S. Paio de Antas, o Grupo Folclórico de Palmeira de Faro, o Rancho Folclórico "As Moleirinhas das Marinhas", o Rancho Folclórico Danças e Cantares de Marinhas, o Rancho Folclórico de Fonte Boa, o Rancho Folclórico Sargaceiro da Vila de Apúlia e a Ronda de Vila Chã.

Esposende a Dançar_foto2.JPG

Esposende a Dançar_foto3.JPG

Esposende a Dançar_logo_r.jpg

Esposende a Dançar.doc

VALENÇA RECEBE FESTIVAL INTERNACIONAL ARTE DANCE

Festival Internacional Arte Dance Valença realiza-se nos dias 29 e 30 de Julho

O primeiro festival internacional de dança Arte Dance Valença, é já este fim de semana, com a participação de 10 escolas e 226 dançarinos portugueses e espanhóis

Seis espetáculos trazem a dança, nas suas múltiplas vertentes, a Valença esta sexta-feira e sábado, com acesso gratuito do público num evento que pretende marcar a agenda de verão deste mês de julho.

O festival abre com o primeiro espetáculo esta sexta-feira, 29 de julho, no Jardim Municipal, às 21h00.

Sábado, 30 de julho,  durante o dia, decorrerão quatro espetáculos no interior da Fortaleza. Entre as 10h30 e as 11h30 e as 16h30 e as 17h30  na Praça da  República  e as 12h00 e as 13h00 e as 18h00 e as 19h00 no Jardim das Amoreiras.

O espetáculo de encerramento está marcado para sábado, às 21h00, no Jardim Municipal.

𝐂𝐨𝐦 𝐚 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐜𝐢𝐩𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐝𝐨𝐬 𝐬𝐞𝐠𝐮𝐢𝐧𝐭𝐞𝐬 𝐠𝐫𝐮𝐩𝐨𝐬:

ADEIXA DANCE SCHOOL | Cerveira e Valença | Portugal

ARCA | Barcelos | Portugal

FERNANDA CANOSSA | Porto | Portugal

LDANZIA | Gondomar – Espanha

UNIDANCE | Vigo | Espanha

BS DANZA | Santiago de Compostela | Espanha

A iniciativa é da ADEIXA - Associação de Dança do Eixo Íbero Atlântico e conta com o apoio da Câmara Municipal de Valença.

Festival Internacional de Dança.jpg

“DANCE IN PERPETUITY” CELEBRA O 650º ANIVERSÁRIO DA ALIANÇA ANGLO-PORTUGUESA EM BRAGA

Espectáculo realiza-se sábado, 9 de Julho, pelas 17h30, na Praça Municipal

A Praça Municipal de Braga vai transformar-se num enorme palco de dança este sábado, 9 de Julho, pelas 17h30, com o espectáculo Dance in Perpetuity, um dos vários projectos culturais especialmente criados para celebrar o 650º aniversário da Aliança Anglo-Portuguesa. Jovens de seis escolas de dança de Braga têm vindo a trabalhar arduamente em ensaios com uma equipa criativa internacional reunida pelo English National Ballet. A iniciativa culminará numa apresentação comemorativa, na qual toda a comunidade é encorajada a participar.

Dance Journeys (c) Photography by ASH.JPG

Em 2022 comemoram-se os 650 anos da Aliança Anglo-Portuguesa, a mais antiga aliança diplomática do mundo em vigor, e o Município de Braga é uma das entidades que está envolvida na organização de um vasto conjunto de iniciativas que irão decorrer entre Portugal e o Reino Unido.

“Dance in Perpetuity” culmina com uma actuação em Braga a 9 de Julho e em 2023 com uma actuação em Londres em Junho. A celebração é para todos aprenderem algo novo, juntarem-se e divertirem-se, e é inspirado pelo tema do Tratado de Aliança da Paz e Amizade perpétuas.

Os dançarinos das seis escolas irão juntar-se para apresentar a obra completa de Dance in Perpetuity na Praça do Município. Toda a comunidade é convidada a juntar-se ao espectáculo e para isso estão a ser divulgados vídeos com alguns passos de dança, de forma a envolver o maior número possível de participantes no final, qualquer que seja a sua idade, experiência de dança e habilidade.

Os vídeos podem ser consultados na página do YouTube do Município em https://www.youtube.com/user/camaramunicipalbraga.

O objectivo principal é incentivar o diálogo intercultural, desenvolver as habilidades, a confiança, a criatividade e a cooperação dos participantes, além de promover a amizade e o espírito de entreajuda. A iniciativa resulta de uma colaboração entre o English National Ballet e o Portugal-UK 650, com o apoio do Município de Braga.

As Escolas Participantes são as seguintes: Academia Braga Dança | Arte Total | Ent´artes – Escola de Dança | Escola de Ballet do Colégio Dom Diogo de Sousa | Backstage -  Escola de Dança e Artes Performativas | Bracara Team.

DANCERVEIRA JUNTA MAIS DE 800 BAILARINOS NA VILA DAS ARTES

30 de junho a 3 de julho, Vila Nova de Cerveira

Durante quatro dias, Vila Nova de Cerveira prepara-se para acolher mais uma edição do Festival Internacional de Dança de Cerveira – Dancerveira. Organizado pela Adeixa - Associação de Dança do Eixo Ibérico com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, realiza-se de 30 de junho a 3 de julho, com espetáculos no Auditório Municipal, Baluarte de Santa Cruz e no Parque de Lazer do Castelinho. Mais de 800 bailarinos vão transformar a "Vila das Artes" na "Vila da Dança".

Bailarinos oriundos na sua maioria da Península Ibérica para além de protagonizarem os espetáculos, vão ter a oportunidade de participar em diversas atividades formativas e lúdicas, nomeadamente, aulas livres, entre as quais, aulas de salsa e dança no ventre, workshops, danças na água, dança na espuma e dance party’s, entre outros. Momentos que podem ser contemplados e aplaudidos pelo público.

Este que é um dos maiores festivais de dança realizados na região Norte do país, privilegia a arte performativa da dança, nas suas diversas vertentes, agregando várias escolas, alunos e profissionais provenientes de diferentes localidades da região do Eixo Atlântico. É, ainda, o único festival não competitivo a realizar-se em Portugal e Norte de Espanha.

PROGRAMA

QUINTA-FEIRA (30 JUNHO)

10h30-15h00 | Workshops (Bienal e Escola Adeixa)

11h00-18h00 | Abertura/Receção (Cineteatro de Cerveira – Marreca Gonçalves)

16h00-18h00 | Dança na água (Parque do Castelinho)

16h30-17h30 | Espetáculo 1 (Auditório Municipal)

21h00 | Espetáculo XVIII Dancerveira (Auditório Municipal)

SEXTA-FEIRA (1 JULHO)

09h00-15h00 | Workshops (Bienal e Escola Adeixa)

11h00-18h00 | Abertura/Receção (Cineteatro de Cerveira – Marreca Gonçalves)

15h00-18h00 | Dança na água (Parque do Castelinho)

15h00-16h00 | Aula livre (Auditório Municipal)

16h00-17h00 | Espetáculo 1 (Auditório Municipal)

19h30 | Espetáculo XVIII Dancerveira (Auditório Municipal)

01h00 | Dance Party (Auditório Municipal)

SÁBADO (2 JULHO)

09h00-15h00 | Workshops (Bienal e Escola Adeixa)

11h00-18h00 | Abertura/Receção (Cineteatro de Cerveira – Marreca Gonçalves)

12h00-13h00 | Aula livre (Auditório Municipal)

15h00-16h00 | Aula livre (Auditório Municipal)

15h00-18h00 | Dança na água (Parque do Castelinho)

16h00-16h30 | Espetáculo 1 (Auditório Municipal)

16h30-17h30 | Dança na espuma (Baluarte de Santa Cruz)

19h00 | Espetáculo XVIII Dancerveira (Auditório Municipal)

01h00 | Dance Party (Auditório Municipal)

DOMINGO (3 JULHO)

09h00-15h00 | Workshops (Bienal e Escola Adeixa)

10h00-16h00 | Insufláveis (Baluarte de Santa Cruz)

11h00-18h00 | Abertura/Receção (Cineteatro de Cerveira – Marreca Gonçalves)

12h00-13h00 | Aula livre (Auditório Municipal)

13h00-14h00 | Espetáculo 1 (Auditório Municipal)

16h00-18h00 | Dança na água (Parque do Castelinho)

18h00 | Espetáculo XVIII Dancerveira (Auditório Municipal)

dancerveira.png

BRAGA ATRIBUI BOLSAS DE ESTUDO PARA AULAS DE MÚSICA E DE DANÇA

Candidaturas estão abertas até 15 de julho

A Câmara Municipal de Braga vai atribuir 35 bolsas de estudo para aulas de música e 45 bolsas de estudo para aulas de dança. A medida, que resulta da celebração de um protocolo de colaboração com a Fundação Bomfim e com a Arte Total, tem como objetivo permitir uma utilização ativa e participativa das instalações do Mercado Cultural do Carandá e fomentar a aprendizagem da música e dança a estudantes do ensino público, residentes no Concelho de Braga.

As bolsas correspondem à frequência de aulas durante o ano letivo 2022/2023 nas instalações das duas escolas reconhecidas pelo seu valor artístico e pedagógico e sediadas no Mercado Cultural do Carandá.

Os interessados devem efetuar o processo de candidatura até ao dia 15 de julho, através do preenchimento dos formulários de candidatura disponíveis no portal do Município de Braga. A apresentação das candidaturas deve ser realizada junto do Balcão Único do Município de Braga, podendo os interessados escolher as seguintes modalidades:

  • Atendimento Presencial, mediante pedido de marcação prévia. Horário contínuo de 2.ª a 6.ª feira das 9h00 às 16h30. Telefone:253 616 060.
  • Por correio postal, para a seguinte morada: Balcão Único Municipal - Praça Conde de Agrolongo, 4704-514, Braga.
  • Por correio eletrónico, através do email: municipe@cm-braga.pt.
  • Através do serviço online do Balcão Único disponível em: https://balcaounico.cm-braga.pt, sendo necessário no primeiro acesso o registo prévio no portal.

Para mais informações está disponível o seguinte endereço eletrónico: cultura@cm-braga.pt.

Refira-se que o Conservatório Bomfim, tutelado pela Fundação Bomfim e a Arte Total, são vocacionados para o ensino da música e da dança, respetivamente, sendo reconhecidos pelo seu valor artístico e pedagógico.

Bolsas Música e Dança 2022.jpg

BRAGA REALIZA GALA FINAL DO CONCURSO DE DANÇA “SONHOS NOS PÉS

O Município de Braga promove a gala final do concurso de dança “Sonhos nos Pés”, que terá lugar amanhã, Sábado, 30 de abril, às 17h00, no Espaço Vita, em Braga.

O concurso destina-se a todos os jovens naturais ou residentes no Concelho de Braga, com idades compreendidas entre os 8 e os 18 anos, com talento na área da dança, que atuem individualmente ou em grupo.

As apresentações estão divididas em dois escalões: 1.º escalão – 8 aos 13 anos; 2.º escalão – 14 aos 18 anos. Os prémios do 1.º escalão são de 750€ para o primeiro prémio, 500€ para o segundo prémio e 250€ para o terceiro prémio. Já para o 2.º escalão, o primeiro prémio é de 1.000€, 750€ para o segundo prémio e 500€ para o terceiro prémio.

BRAGA: “PALCOS IRREQUIETOS” TRAZEM TEATRO, MÚSICA, CINEMA, DANÇA E CIRCO PARA TODA A FAMÍLIA

Primeiro espetáculo acontece domingo, 1 de maio, no Auditório Sebastião Alba, na Escola Alberto Sampaio

“Palcos Irrequietos” é a nova proposta cultural de Braga para a infância, juventude e famílias, que promete ‘agitar’ os dias na cidade. Entre maio e dezembro, sete improváveis espaços como auditórios, jardins e museus serão palco deste projeto artístico, único e ousado promovido pelo município e levado a cabo pela Fértil - Associação Cultural.

Plip (2).jpg

A infância e a juventude são habitualmente fases de muita irrequietação. É nesta energia, nesta capacidade de inventar e de criar, nesta imaginação fértil que se inspira os “Palcos Irrequietos”, oferecendo espetáculos de elevada qualidade nas áreas do teatro, música, cinema, dança e novo circo, proporcionando momentos artísticos de lazer para toda a família.

O primeiro espetáculo acontece já no próximo dia 1 de maio, no Auditório Sebastião Alba da Escola Secundária Alberto Sampaio, pelas 11h00, com o teatro de marionetas para crianças “PLIP”, falado na língua imaginária do planeta Plip apresentado pela Red Cloud, Teatro de Marionetas. Trata-se de uma viagem a um mundo sensível de sons delicados e personagens imaginárias que, como as crianças, experienciam o dia-a-dia de maneira sempre diferente.

Em junho, o palco irrequieto migra para o Jardim do Museu dos Biscainhos, onde é apresentado o espetáculo de circo, dança, música e teatro, “Estórias de Tiroleu e da Nau Catrineta” da Companhia Coração nas Mãos, que conta a intrépida aventura do Capitão Tiroléu e sua amada Marieta. Como a Nau Catrineta afundou e o amor entre os dois triunfou.

Em julho, é o Jardim de Santa Bárbara que acolhe o “INsono – Jardim Sonoro: o ouvido secreto das plantas”, para todos os públicos. INsono: O ouvido secreto das plantas é uma instalação sonora e um percurso onde se descobrem nos jardins botânico, os sons envolventes e os sons de que o silêncio é feito. É apresentada pela companhia Sonoscopia.

Os espetáculos regressam em setembro, com “Una, Duna” de Ana Sofia Paiva e Marco Oliveira, no Mosteiro de Tibães. Contos que cantam, cantigas que contam e se podem contar – trava-línguas, lengalengas, impropérios, malucadas. Palavras que dão graça, que dão colo, que são a música, o alento e que trazem lá dentro, quem sabe, os mistérios do mundo.

Em outubro, é o Teatro da Escola Sá de Miranda que acolhe as oficinas de Cinema de Animação com Abi Feijó & Sessão de Curtas Metragens.  Trata-se de uma mini-oficina de cinema de animação, com demonstração das técnicas do Cinema de Animação e exibição de “Os Salteadores”, “Fado Lusitano" e “Clandestino” de Abi Feijó e “A Noite”, “História Trágica com Final Feliz”, “Kali O Pequeno Vampiro”, “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” de Regina Pessoa.

Os Palcos Irrequietos instalam-se em novembro, no Auditório do Centro de Juventude, onde será apresentado o espetáculo “A Caminhada dos Elefantes” da Formiga Atómica, que conta a história de um homem e de uma manada de elefantes. Quando o homem morre, os elefantes fazem uma caminhada misteriosa a sua casa, para lhe prestar uma última homenagem: não era um homem qualquer, era um deles. “A Caminhada dos Elefantes” é sobre a existência, a vida e a morte, e o caminho que todos temos de fazer, um dia, para nos despedirmos de alguém.

Cabe à Fértil Cultural encerrar com chave de ouro o festival com a peça “O Cordão”, em dezembro. Um cordão mágico que é flexível, enrodilha-se e é muito grande, mas não se quebra nem se desfaz. Um cordão que vai descobrindo histórias, pessoas, ligações com um passado desconhecido, uma viagem à infância e ao nascimento. É o cordão da vida, o cordão que conta a história e que acumula histórias de outras vidas, de relações. Este cordão não tem um fim propriamente dito, porque é cíclico - tal como a vida, tal como a terra à volta do sol.

A programação completa do Festival Palcos Irrequietos está disponível em https://bit.ly/3vQPUGu

palcos irrequietos.png

palcos irrequietos8.jpg

BRAGA LANÇA NOVA EDIÇÃO DO CONCURSO “SONHOS NOS PÉS”

Inscrições decorrem até 10 de Abril

O Município de Braga volta a desafiar os jovens Bracarenses a demonstrar o seu talento com a realização do Concurso de Dança ‘Sonhos nos Pés’ que regressa ao palco no dia 30 de Abril, no auditório do Espaço Vita.

Cartazsonhospes.jpg

Num ano em que se comemora o Ano Europeu da Juventude e os dez anos de Braga ter sido Capital Europeia da Juventude, esta edição é mais uma oportunidade para levar a concurso novos talentos e diferentes estilos de dança.

O concurso destina-se a todos os jovens naturais ou residentes no Concelho de Braga, com idades compreendidas entre os 8 e os 18 anos, com talento na área da dança, que actuem individualmente ou em grupo.

As inscrições decorrem até 10 de Abril através do site da Juventude do Município de Braga em https://juventude.cm-braga.pt/criatividade/sonhos-nos-pes

A selecção dos candidatos será comunicada até 20 de Abril, estando a apresentação final do concurso ‘Sonhos nos Pés’ agendada para 30 de Abril, no auditório do Espaço Vita, em Braga.

As apresentações estão divididas em dois escalões: 1.º escalão – 8 aos 13 anos; 2.º escalão – 14 aos 18 anos. Os prémios do 1.º Escalão são de 750€ para o primeiro prémio, 500€ para o segundo prémio e 250€ para o terceiro prémio. Já para o 2.º escalão, o primeiro prémio é de 1.000€, 750€ para o segundo prémio e 500€ para o terceiro prémio.

CELORICO DE BASTO PROMOVE A DANÇA

Em Celorico de Basto Programa Oficina 5.0 inicia plano de ação com workshop de Dança

Decorreu este sábado, 27 de novembro, no Mercado Municipal, em Celorico de Basto, a primeira iniciativa de um programa de empoderamento feminino designado Oficina 5.0 e realizado pelo projeto CLDS4G em parceria com o Município de Celorico de Basto.

_DSC3520.jpg

A primeira ação deste programa “audacioso” versou num workshop de dança que contou com a participação da comunidade em geral, apesar da ação ser dirigida às mulheres.

No arranque da iniciativa, o Vice Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Domingos Teixeira, observou que “esta é a primeira iniciativa de um programa audacioso que irá percorrer as freguesias do concelho com o objetivo de dar às mulheres a oportunidade de melhorar as suas competências e adquirir novas competências contribuindo de forma muito positiva para as tornar mais confiantes e valorizadas”.

A primeira ação deste programa foi orientada pela Escola de Dança Pededança, uma valência da Associação Juvenil Synergia, com a apresentação de danças Afro latinas e danças de salão, proporcionando momentos de alegria e boa disposição entre os participantes.

Para Tatiana Silva, Técnica do CLDS4G, “este será o arranque de um projeto que vamos desenvolver, no próximo ano, em todas as juntas de freguesia do concelho, dando assim, a oportunidade a todas as mulheres de terem acesso a ferramentas que as possam capacitar, evitando situações de isolamento social, e outros problemas intrínsecos à nossa sociedade. Esta primeira ação visa a capacitação relativamente à capacidade de resiliência, autoconfiança, autoestima, pela forma como cada mulher se vê e enquadra no seu contexto de vida”. 

Efetivamente, este é um programa amplo que versara em múltiplas dimensões, “este é um programa de empoderamento feminino que vai abranger várias dimensões do ser pessoa, neste caso em concreto, ser mulher, desde a dimensão do autoconhecimento, informação, defesa pessoal, dança literacia financeira, literacia digital, de forma concreta pretendemos preparar as mulheres para o presente e para o futuro. Hoje em dia a capacitação é crucial em qualquer dimensão, capacitação essa que visa otimizar as competências que temos e apreender novas competências. Obviamente que, com o ritmo de vida que temos é muito difícil termos acesso a essas ferramentas e por isso, articulamos todos os meios e esforços para criar um leque de ações que chegue a todas e permitam o empoderamento desejado”.

No final destas ações é objetivo que sejam criados grupos de ajuda mútua, comunitária, “redes de suporte social, espaços de partilha de experiências e saberes que as ajudarão a participar ativamente no processo de desenvolvimento e de democratização da sociedade onde vivem. Este tipo de grupos, constitui um poderoso instrumento de intervenção psicossocial e de mudança e um desafio para todos aqueles que se interessam pela promoção do bem-estar, da saúde e dos direitos sociais a partir de uma perspetiva de empoderamento da população visada”.

_DSC3559.jpg

_DSC3572.jpg

_DSC3585.jpg

BARCELOS RECEBE 2ª EDIÇÃO DO PROJETO "reCoVered2020" DA COREÓGRAFA CATARINA BRANCO

“Open call bailarinos” barcelenses no dia 30 de setembro, no Theatro Gil Vicente

Catarina Branco, coreógrafa/bailarina residente no Porto, vai dar início à segunda edição do seu projeto coreográfico  “reCoVered2020” a ser realizado em quatro cidades portuguesas: Barcelos, Porto, Lisboa e Beja, no último trimestre de 2021.

Capturarbarcecoreogcrisbranc.JPG

Nesta segunda edição, Catarina Branco convida Sérgio Noé Quintela para juntos abraçarem quatro residências criativas abertas às comunidades locais das quatro cidades portuguesas, onde todos terão voz ativa. Das residências criativas resultará um espetáculo com estreia a 28 de novembro na Casa das Artes do Porto.

As audições presenciais, em Barcelos, realizam-se no dia 30 de setembro, no Theatro Gil Vicente, e as inscrições decorrem até 20 de setembro, através do email: catarina.branco92@gmail.com, no qual deverá constar curriculum vitae/biografia, 2 fotografias (rosto e corpo), um vídeo e contactos dos bailarinos.

O projeto é destinado a bailarinos naturais de Barcelos, Porto, Lisboa ou Beja, com conhecimentos em release techniquefloorwork & partnering, com vontade e sensibilidade para trabalhar com pessoas de todo e qualquer contexto social, género, faixa etária, por se tratar dum projeto inclusivo e aberto à comunidade local (de cada cidade) e ainda disponibilidade para trabalhar entre 4 de outubro e 10 de dezembro.

A primeira edição do projeto “reCoVered2020” teve como mote à criação os testemunhos de profissionais de saúde, particularmente psicólogos, que fizeram parte da Linha de Apoio Psicológico do Sistema Nacional de Saúde. Dos testemunhos, que ganharam voz na criação coreográfica, resultou um solo de dança contemporânea que teve a sua estreia no dia 6 de junho de 2021 na Casa das Artes do Porto.

"VAAMO SHARE OQUE É BEIRO PATEIRO" CHEGA A BARCELOS

Espetáculo inclusivo, coproduzido pel’A Oficina – Centro Cultural Vila Flor, realiza-se, na sexta-feira, 30 de julho, às 19h00, na Praceta Dr. Francisco Sá Carneiro

"Vaamo share oque shop é Beiro Pateiro", a peça da coreógrafa Vera Mantero, acompanhada pelo Grupo 'Dançando com a Diferença', é apresentada esta sexta-feira, 30 de julho, às 19h00, na Praceta Dr. Francisco Sá Carneiro, em Barcelos.

Imagem 1barrc.jpg

O espetáculo, uma coprodução da A Oficina • Guimarães – Centro Cultural Vila Flor, é a proposta de Guimarães, no âmbito do projeto Quadrilátero Cultural, projeto financiado por Fundos da União Europeia.

Um espetáculo inclusivo que se posiciona na frente de várias batalhas, entre a estética, a beleza e os diversos tipos de barreiras sociais trabalhando o movimento, a dança e a arte, nos limites da capacidade dos corpos.

“Esta peça é sobre o quê? Mais do que ser “sobre” algo, ela deixa-se viver sob um regime de associações livres e frequentemente não-verbais que são para mim um retrato muito fiel de tudo o que vivi e vivemos no seio deste grupo. É isto o " Vaamo share oque shop é Beiro Pateiro”" afirma a coreógrafa Vera Mantero.

Depois de ter estreado em Guimarães e de ter passado por Braga e Famalicão, o espetáculo é agora apresentado em Barcelos.

A entrada do espetáculo é gratuita, mas sujeita a reserva. Reserve o seu bilhete na bilheteira do Theatro Gil Vicente, ou através do contacto telefónico 253809694 ou do e-mail tgv@cm-barcelos.pt