Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GUIMARÃES: MUSEU CULTURAL DE CALDAS DAS TAIPAS DIVULGA ATIVIDADES

De maio a setembro, o Museu Cultural de Caldas das Taipas, em Guimarães, recebe concertos, cinema, tertúlias, palestras, teatro, ateliers infantis, visitas guiadas e serviço educativo. A agenda conta com mais de duas dezenas de iniciativas, para todas as idades, e com entrada livre.

Alguns destaques dos Banhos Velhos:

Música: Capitão Fausto, Best Youth, Moullinex (dj set), Conjunto Corona, Zen, Máquina

Cinema: “Perfect Days”, “Anatomy Of A Fall”, “Past Lives”, “The Iron Claw”

Serviço Educativo: Noite de Astronomia, Oficina de Cerâmica, Workshop de Escrita Criativa, Visita Guiada Noturna

Tertúlias: “Importância da Banda Sonora no Cinema”, “Legado do BAR N101”

Teatro: GTAC apresenta “O Conquistador”; ATRAMA apresenta “5 em 1”.

MONÇÃO: O DESTINO É LÁ EM RIBA

01 (4).jpg

Com dialeto próprio, o “ribamourês”, um lugar apelidado de “Aldeia dos Hobbits”, Santo António de Vale de Poldros, ocupações em desuso, como os carvoeiros, e trilhos deslumbrantes com nomes insólitos, como “Caminho dos Mortos”, a freguesia de Riba de Mouro, em Monção, é um convite perfeito para quem parte à descoberta da autenticidade. Por isso, “O Destino é lá em Riba”.

A nova identidade corporativa da freguesia de Riba de Mouro, concelho de Monção, com a assinatura “O Destino é lá em Riba”, da autoria da agência de comunicação “Marka Branka”, foi apresentada no passado sábado, 30 de março, à população local, no auditório da sede da junta de freguesia.

Assente em quatro pilares estratégicos (povo | história, cultura e património | natureza, desporto e aventura | experiências), a nova marca de Riba de Mouro, com um posicionamento distintivo, destaca os atrativos naturais e patrimoniais da freguesia, apresentando uma vertente multifacetada, com experiências variadas, destinadas a todos os públicos.

Trata-se de uma marca ecoturística, vocacionada para a promoção nacional e internacional do turismo sustentável, com enfoque na preservação e valorização da identidade local, através de uma oferta diversificada e potenciadora da atratividade natural deste território singular.

A nova marca está presente na rede social (Facebook e Instagram), encontrando-se o website, também disponível, em fase de construção, através de uma progressiva inserção de novos conteúdos. Os alojamentos turísticos e os estabelecimentos comerciais vão passar a ostentar elementos identificativos da nova marca, distribuídos na apresentação pública.

08 (2).jpg

O convite perfeito para quem parte à descoberta da autenticidade

Riba de Mouro é a freguesia mais afastada da sede do concelho, cerca de 20 quilómetros, tendo pertencido, até 1855, ao extinto concelho de Valadares. Com uma área próxima de 1400 hectares, tem uma população de 802 habitantes (Censos 2021). Limita com Badim, Podame e Tangil (Monção), Sistelo (Arcos de Valdevez), e Gave, Cousso e Parada do Monte (Melgaço).

A freguesia destaca-se pela beleza paisagística e pela simplicidade da população, sem dúvida, a sua maior riqueza. Com uma cultura muito própria, vivem, fundamentalmente, da prática pecuária e agrícola, assumindo, no quotidiano, um caráter afável, acolhedor e amigo.

Em outros tempos, com poucos acessos e meios de transporte, viveram “isolados” do mundo, sendo prova desse “fechamento” o surgimento de um dialeto local, “Ribamourês”, o qual foi desenvolvido pela proximidade à zona da Galiza, Espanha, onde a acentuação é diferente.

Lá em riba, as pessoas orgulham-se das suas raízes, guardando, religiosamente, todas as práticas ancestrais e tradições orais, transmitidas de geração em geração. Os ensinamentos do “saber fazer” e “bem receber”, continuam vigorosos na alma do povo e no vasto leque de experiências que o público pode vivenciar.

Por entre regatos e ribeiros, as águas cristalinas do rio Mouro, ora serenas, ora revoltas, convidam a um contacto mais próximo. Pode ser um mergulho, um pé na água ou um passeio de barco. Os amantes de caminhadas e BTT encontram, a cada passo ou pedalada, momentos de encanto e deslumbramento. Pode ser uma ponte secular, uma paisagem deslumbrante ou, apenas, uma conversa enriquecedora com um habitante.

02 (1).png

“Num hai cousa igual”

E que dizer do lugar mais alto da freguesia, Santo António de Vale de Poldros? Apelidado como “Aldeia dos Hobbits”, numa alusão às cardenhas, construções em pedra semelhantes às existentes no filme “Senhor dos Anéis”, é um local mágico, preenchido por um património invejável e uma imensidão verdejante, que proporciona cenários fascinantes, imersos em contemplações serenas e sentimentos apaziguadores. 

Com um passado milenar, os animais (cavalos, vacas) asseguram uma importância vital no estilo de vida local e na identidade social e cultural da comunidade. Neste território de montanha, a sua presença é constante, vagueando por estradas e caminhos em perfeita liberdade e em sintonia com o tempo e o espaço.

Pelos motivos mencionados, e outros ao alcance de uma visita, com a duração precisa para o olhar percorrer todas as maravilhas, “hai que ter muque” para dar um salto a Riba de Mouro. Os habitantes “Duros e brabos c`ma canhotos” juram que “Num hai cousa igual” e prometem que, neste alto, “Bás ber o que ê bô”.

03 (3).jpg

Lá em Riba, cada (re)canto conta uma história: de sabedoria, coragem e esperança. Lá em Riba, o povo é testemunha de vivências de outros tempos. Lá em Riba, existe uma natureza que nos chama para aquilo que, realmente, desejamos fazer para sermos felizes.

04 (2).jpg

Website

https://ribademouro.pt

Facebook 

https://www.facebook.com/ribademouro 

Instagram 

https://www.instagram.com/ribademouro_odesafio/ 

05.jpeg

06.jpg

09.jpg

10 (1).jpg

15 (1).jpg

17 (1).jpg

18 (1).jpg

19 (1).jpg

20.jpg

21.jpg

12 (1).jpg

14.jpg

14.png

PONTE DE LIMA DIVULGA ATIVIDADES DO TEATRO DIOGO BERNARDES EM ABRIL

Teatro Diogo Bernardes - Programação de abril/24

O Município de Ponte de Lima, através do Teatro Diogo Bernardes apresentam, no mês de abril, uma programação em que as comemorações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 e as comemorações do Dia Mundial da Dança assumem especial destaque.

No mês dedicado à dança, destaque, no dia 5 de abril, pelas 21.30 horas, para a coprodução, “NOVA DANÇA”, da companhia Purga.c., em estreia absoluta no Teatro Diogo Bernardes, onde o coreógrafo e bailarino emergente Rodrigo Teixeira se desafia na concretização do seu primeiro trabalho a solo. No dia 12 de abril, a companhia Quorum Dance Company, apresenta "HASHTAG#FREE", pelas 10.30 horas com uma sessão exclusiva para público escolar e pelas 21.30 horas com uma sessão para público em geral. E, ainda no segmento da dança, a United Visionary Arts, apresenta o espetáculo “Liberdade, Minha”, no dia 19 de abril, pelas 21.30 horas, num espetáculo multidisciplinar onde a palavra “Liberdade” é a chave nesta peça que nos retrata a época do antes, do durante e do após o 25 de Abril de 1974. É um espetáculo em português onde a videografia tem uma forte ligação com a dança.

Na área do Teatro, realce para o espetáculo “Democracia Portátil”, de José Leite, no dia 24 de abril, com duas sessões exclusivas para público escolar, pelas 10.30 horas e pelas 15.00 horas. Uma coprodução Centro Cultural de Lagos, Teatro Diogo Bernardes (Ponte de Lima) e Cine Teatro Louletano (Loulé). Destaca-se ainda o Teatro para Bebés “Vamos para Bremen”, a partir de “Os Músicos da Cidade de Bremen” dos Irmãos Grimm, pela companhia Teatro Plage, no dia 27 de abril, pelas 11.00 horas e pelas 15.30 horas, numa coprodução do Teatro Diogo Bernardes (Ponte de Lima), Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, Centro de Artes e Espetáculos de Portalegre, Centro Cultural de Congressos das Caldas da Rainha, Teatro Municipal de Bragança e Teatro Virgínia (Torres Vedras).

Na área da música, o espetáculo de “Mario Lucio 60 anos”, no dia 06 de abril, pelas 21.30 horas, assume especial destaque dado tratar-se de uma das figuras mais reconhecidas da cena cultural e musical cabo-verdiana, tanto local como internacionalmente. Realiza-se ainda, e como já vem sendo hábito, o espetáculo “Há…Jazz no TDB”, pela Escola de Jazz do Porto, no dia 17 de abril, pelas 21.30 horas.

Por fim, em abril destaque para o espetáculo “Música & Ação” integrado na rubrica “Domingos em Banda” (edição 2024), com a Banda da Casa do Povo de Moreira do Lima, no dia 21 de abril, pelas 15.30 horas.

O Teatro Diogo Bernardes continua, no mês de abril, com a IIIª edição da rubrica "Conversas no Salão”. Os espetáculos selecionados são “NOVA DANÇA”, da companhia Purga.c., no dia 5 de abril e "HASHTAG#FREE", pela companhia Quorum Dance Company, no dia 12 de abril - ambas com moderação de Afonso Becerra Arrojo e “Liberdade, Minha”, pela United Visionary Arts, no dia 19 de abril com moderação de Maria do Céu Machado.  A participação nas conversas implica a aquisição do bilhete para os espetáculos referidos e a inscrição através do email teatrodb@cm-pontedelima.pt, do telefone (258 900 414) ou na bilheteira física do Teatro Diogo Bernardes. As inscrições serão limitadas a 20 participantes.

Bilhetes à venda na bilheteira física do Teatro Diogo Bernardes, de segunda a sexta-feira no horário normal de funcionamento ou na bilheteira eletrónica em: https://teatrodiogobernardes.bol.pt.

Venha ao Teatro! Venha ao Teatro Diogo Bernardes. Esta também é a sua casa.

tdb_04_2024_banner_2_.jpg

tdb_04_2024_banner_2_2.jpg

tdb_geral_04_1080x1080.jpg

tdb_geral_04_1200x628.jpg

CÂMARA DE CAMINHA APOIA ATIVIDADES DE CULTURA E DESPORTO ATRIBUINDO SUBSÍDIOS DE MAIS DE 80 MIL EUROS

3M1A8392.jpg

Na promoção e salvaguarda das instituições do concelho e na defesa das tradições e do turismo

O Executivo aprovou, na sua última reunião, apoios financeiros de mais de 80 mil euros a diversos organismos do concelho, nas áreas da cultura, da formação e do desporto, reconhecendo o papel preponderante que desenvolvem em prol da comunidade. Os apoios, em forma de subsídio, cumprem aquelas que são também, por força da Lei, atribuições do Município, ou seja, a promoção e salvaguarda dos interesses próprios das populações, designadamente, no domínio do património, cultura, desporto e ciência.

Os apoios beneficiam uma dezena de organismos, perfazendo o valor global de 80 400,00€: Sociedade Musical Banda Lanhelense, SIRA - Sociedade de Instrução e Recreio Ancorense, Orfeão de Vila Praia de Âncora, Krisálida Associação Cultural do Alto Minho, GARCEA – Gondarense Associação Recreativa Cultural Estudantil Agrícola, Grupo de Bombos de Vila Praia de Âncora, Grupo Motard de Vilar de Mouros, Casa do Povo de Lanhelas, Sporting Club Caminhense - para apoio na organização de três eventos desportivos, no âmbito da Náutica – modalidade de Remo, e Associação Desnível Positivo ADR LusoGalaica, para apoio à realização do evento V edição do Trail Noturno Montes de Santo Antão.

As diversas propostas, submetidas a análise e votação pelo Presidente da Câmara, Rui Lages, destacam as particularidades das diferentes instituições, algumas delas centenárias e com intenso trabalho e prestígio. É o caso, por exemplo, da Sociedade Musical Banda Lanhelense, fundada em 1850, e somando mais de 170 anos de existência, sendo uma das bandas mais antigas do país, com atividade continuada e uma das principais embaixadoras no âmbito musical e cultural do concelho de Caminha. Possui uma Escola de Música que integra cerca de 30 alunos e sete professores, distribuídos pelos vários instrumentos e pela formação musical.

Já no caso da SIRA - Sociedade de Instrução e Recreio Ancorense, destaca-se o grande dinamismo associativo, em prol da música tradicional, do teatro amador, da cultura e do recreio, assim como no fomento e prática de atividades culturais e recreativas constituindo assim a principal via de acesso pelos diferentes grupos sociais aos bens culturais e à ocupação dos tempos livres.

Relativamente ao Orfeão de Vila Praia de Âncora, a proposta destaca que mantém uma atividade cultural contínua e regular no concelho de Caminha há mais de 60 anos. Considera-se que este organismo tem um grande dinamismo associativo, em prol da música e da cultura, bem como apresenta um plano de atividades relevante para o desenvolvimento cultural do concelho de Caminha, salvaguardando tradições, promovendo a contemporaneidade, levando junto das populações o gosto pela cultura e pela preservação dessa herança patrimonial.

Outro organismo apoiado é a Krisálida Associação Cultural do Alto Minho, com atividade ininterrupta no concelho de Caminha há 10 anos, e que tem como finalidade promover atividades artísticas, teatrais e musicais, através da criação, produção, acolhimento, circulação, exibição, formação, registo, edição e demais meios nas demais artes cénias e performativas. Esta associação desenvolve um trabalho de cooperação cultural para o desenvolvimento do gosto pelo teatro e por outras artes cénicas e as suas atividades ajudam na estimulação precoce das crianças e jovens para esta arte do espetáculo integrando-a no seu próprio processo formativo de cidadania.

Por outro lado, sobre a GARCEA – Gondarense Associação Recreativa Cultural Estudantil Agrícola, reconhece-se a sua importância para o desenvolvimento cultural e recreativo do concelho de Caminha, com atividade ininterrupta desde a sua fundação, que conta já com mais de 40 anos de atividade. Sublinha-se que esta associação pretende perpetuar e divulgar a cultura do seu povo, transmitindo e partilhando a sua vivacidade através das suas danças, cantares e trajes tradicionais.

O Grupo de Bombos de Vila Praia de Âncora, com atividade ininterrupta desde 2011, o ano da sua fundação, merece também o apoio da Câmara, considerando a importância dos bombos na tradição popular, cultural e social, que ao longo dos tempos se tem manifestado, em especial, na região do Alto Minho.

Por outro lado e num âmbito diferente, o Grupo Motard de Vilar de Mouros, sendo uma associação de caráter cultural e recreativo, que conta com mais de 20 anos de existência e com uma vasta história de trabalho, cooperação e dinamismo em representação de Vilar de Mouros e do concelho de Caminha é, a cada ano que passa, responsável por um evento que atrai um número crescente de participantes e simpatizantes, provenientes de todo o país e da vizinha Espanha. Trata-se, sublinha-se na proposta, de um marco consolidado no panorama cultural e recreativo do concelho de Caminha, com impacto turístico e económico.

No caso da Casa do Povo de Lanhelas, com 85 anos de existência, releva-se a finalidade de desenvolver atividades de caráter social, cultural, desportivo, recreativo e outras. Destaca-se também que o Grupo de Teatro Amador da Freguesia de Lanhelas está a trabalhar para recuperar as antigas tradições de natureza comunitária, onde tem apostado na mobilização dos jovens que, juntamente com os mais velhos, dão corpo a uma ação que contribui para a coesão social da comunidade onde se inserem, retirando daí assinaláveis benefícios do ponto de vista da sua formação cívica e cultural. A proposta tem em conta ainda que o espaço cénico requer muitos cuidados e exige manutenção das instalações, que envolve materiais com elevados custos.

Sobre o caso do Sporting Club Caminhense, este apoio destina-se à organização de três eventos desportivos, no âmbito da Náutica – modalidade de Remo. Este ano, o Sporting Clube Caminhense tem agendado várias regatas importantes no calendário nacional da Federação Portuguesa de Remo, com origem no concelho de Caminha, nomeadamente: 17 de março - Regata Remo Jovem ARN — 4a Regata Troféu Primeiras Remadas (TlasR) e Troféu Remo Jovem e Adaptado (CRJA), em Lanhelas. Nesta prova de caráter regional, atletas dos escalões de benjamins, infantis, iniciados, juvenis c veteranos da modalidade de Remo e de Remo Adaptado, competem pelas melhores classificações para integrarem a Regata Inter-Associações.

Para 13 de julho está marcado o Rowers Fest 24 — Regata Entre Pontes. Este evento assume-se como um encontro de gerações, contando com a participação de largas centenas de atletas, quer nacionais, quer internacionais;

Finalmente, a 10 de agosto ocorrerá a VII Travessia de Remo de Mar. Nesta prova de caráter internacional, a contar para a Taça de Portugal, atletas desde os 16 anos (juniores) até aos 100 anos de idade (veteranos), remam em "mar aberto", desde Vila Praia de Ancora até à Foz do rio Minho, em Caminha. Esta prova é a única prova Ibérica de remo de mar.

Por fim, a Câmara vai apoiar a Associação Desnível Positivo ADR LusoGalaica para a realização do evento V edição do Trail Noturno Montes de Santo Antão. Refira-se que a Associação Desnível Positivo ADR Luso-Galaica é uma associação sediada no concelho de Caminha e tem no seu objeto de atuação a prática desportiva, nomeadamente na modalidade de atletismo. A prova está inscrita no Campeonato Nacional da Associação de Trail Running de Portugal, ATRP, com duas distâncias de corrida, 15km e 25km, e destaca-se por acontecer no período noturno, atraindo centenas de pessoas a Vila Praia de Âncora (partida e meta da prova).

CÂMARA DE VIZELA ASSINOU PROTOCOLOS DE ATRIBUIÇÃO DE APOIO FINANCEIRO COM ASSOCIAÇÕES CULTURAIS

ass. protocolos cultura.jpg

No seguimento da dinâmica de impulso implementada por este executivo municipal na área cultural e turística, e da deliberação da reunião do Executivo Municipal de Vizela, o Presidente da Câmara Municipal assinou os protocolos de atribuição de apoio financeiro com as associações culturais do Concelho.

Estes contratos preveem a atribuição de apoio financeiro ao associativismo cultural, no valor total de cerca de 25.000,00€, com vista à continuidade ou incremento de projetos ou atividades de reconhecido interesse para o Município, de caráter regular ou meramente pontual, de forma a proporcionar-lhes meios adicionais para suportar os encargos decorrentes do desenvolvimento das suas atividades.

De realçar que a atribuição destes apoios vem na continuidade da adoção desde o anterior mandato, de novos critérios objetivos na atribuição de apoios às instituições de cariz cultural, no âmbito do Regulamento Municipal de Atribuição de apoios ao associativismo, de forma a cumprir com os princípios de Transparência, Igualdade e Justiça que devem presidir à distribuição equitativa dos recursos públicos.

Assim, para além dos critérios já estabelecidos anteriormente, a avaliação dos pedidos de apoio no âmbito da área cultural tem por base, o seguinte: a dimensão da associação, o número de praticantes, o número de valências e o respetivo plano de atividades, desde logo o número de iniciativas e a sua dimensão.

Assim, e apostando numa política cultural mais transparente e de acordo com os recursos disponíveis, a Câmara considera fundamentais as parcerias com o movimento associativo, contribuindo positivamente para a generalização do acesso à cultura.

BRAGA: FESTIVAL CONVERGÊNCIAS CELEBRA 10 ANOS COM UM MÊS REPLETO DE PROPOSTAS CULTURAIS

Evento decorre de 3 de Fevereiro a 9 de Março

O Festival Cultural Portugal Galiza chega à sua décima edição mais fervilhante e desafiante do que nunca. O que começou por ser um encontro de música e poesia, entre os dois lados da fronteira, transformou-se num Festival Cultural com várias propostas artísticas, da música à dança, do teatro ao cinema, pontuada com momentos de tertúlia e poesia.

AFS07175.jpg

A décima edição do Convergências – que vai decorrer de 3 de Fevereiro a 9 de Março, nas cidades de Braga; Padrón; Ponteareas; A Estrada e Santiago de Compostela – foi apresentada, esta sexta-feira, em conferência de imprensa, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.

“Contamos, nesta décima edição, com a participação de cerca de 300 artistas das mais diversas áreas, o que demonstra bem a grandeza deste Festival”, afirmou Jaime Torres, do grupo Canto D’Aqui, que organiza o evento.

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, “o Convergências cresceu e é já um festival que marca este território”.

“A identidade histórica que temos entre o Norte de Portugal, nomeadamente, entre Braga e a Galiza vai-se consolidando ao longo do tempo com iniciativas como esta, que aproximam os agentes culturais e os cidadãos, que os sensibilizam para aquilo que nós temos em termos de valores e de identidade cultural e que concretizem iniciativas que sejam um convite para que bracarenses possam visitar diversos espaços da Galiza e que os galegos possam também ocorrer à cidade de Braga para usufruir de dinâmicas culturais”, acrescentou o autarca.

Do vasto programa destaque para os concertos, nomeadamente, o “Tributo a Zeca Afonso e Rosalía de Castro” por Amâncio Prada, Orquestra Filarmónica de Braga, Canto D’Aqui e Coro de Pais do Conservatório Gulbenkian de Braga, que vai decorrer no dia 25 de Fevereiro, pelas 17h00, no Theatro Circo.

A Noite de Fado Convergente com Uxía e Camané será outro dos momentos altos do programa musical. O concerto vai decorrer dia 22 de Fevereiro, pelas 21h30, no Espaço Vita.

Referência ainda para o concerto de abertura que se realiza já este sábado, 3 de Fevereiro, pelas 20h00, na Galiza, no Teatro Principal de A Estrada e que será um Concerto Fusão Tradicional, com os Canto D’Aqui e a Banda de Música Municipal de A Estrada.

A fechar o Convergências, a 9 de Março, pelas 20h00, no Auditório Reveriano Soutullo, em Ponteareas, irá decorrer um concerto pela Orquestra de Cordofones Tradicionais de Braga e Orquestra local de Ponteareas.

O teatro, a dança e a literatura também marcam presença no festival.

Estes prometem ser dias enriquecedores a nível de conhecimento com eventos de grande interesse cultural e musical, incidindo sempre na sua temática principal de evocar os nomes de José Afonso e Rosalía de Castro.

Braga recebe ciclo de cinema galego

O Lucky Star – Cineclube de Braga associa-se ao festival “Convergências” para um mini-ciclo de cinema galego às segundas-feiras do mês de Fevereiro. Todas as sessões realizam-se às 21h30 no auditório da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.

Na primeira segunda-feira de Fevereiro, dia 5, serão exibidas as curtas-metragens “A Rosa Incandescente”, sobre a escritora e poetisa galega Rosalía de Castro, e “As Almas do Fental”. Ambas as curtas foram realizadas por David Vàsquez e a sessão contará com a presença de Anxos García Fonte, produtora e argumentista de “A Rosa Incandescente”.

“Zeca 1972 Galiza” é a curta-metragem que se exibe no dia 12. Realizada pela cooperativa Xarda, que estará representada na sessão com as presenças de Elena Martín e Pablo Santiago, é sobre um famoso concerto que José Afonso deu no Burgo das Nácions, em Santiago de Compostela, onde cantou pela primeira vez ao vivo a “Grândola Vila Morena”.

Na última sessão à segunda-feira, dia 19, é exibido “Eles Transportan a Morte” de Samuel M. Delgado e Helena Girón, longa-metragem sobre três condenados à morte que embarcam rumo ao Novo Mundo com Cristóvão Colombo, em 1492, para tentar escapar ao seu destino.

“Convergências” é um evento desenvolvido pelo grupo Canto D'aqui em parceria com o Centro de Estudos Galegos da Universidade do Minho, que conta com o apoio do Município de Braga, da Xunta de Galicia e da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, envolvendo ainda na organização diversas instituições de Portugal e da Galiza.

A programação completa está disponível no portal do município em www.cm-braga.pt

AFS06863.jpg

AFS06874.jpg

AFS07187.jpg

BRAGA PROMOVE FESTIVAL CULTURAL CONVERGÊNCIAS PORTUGAL – GALIZA

Amanhã, Sexta-feira, 2 de Fevereiro, às 11h00, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga

O Município de Braga promove a apresentação da 10.ª edição do Festival Cultural Convergências Portugal – Galiza, em cerimónia que terá lugar amanhã, Sexta-feira, 2 de Fevereiro, às 11h00, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.

A iniciativa conta com as presenças do presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio; do representante do grupo promotor do Festival, Canto D’Aqui, Jaime Torres e do investigador do Centro de Estudos Galegos da Universidade do Minho, Carlos Pazos.

A décima edição do Festival decorre entre 3 de Fevereiro e 9 de Março, com um programa repleto de música, dança, teatro, cinema e literatura, estreitando os laços luso galegos e evidenciando as semelhanças entre as duas culturas e as suas formas de expressão artística.

“Convergências” é um evento desenvolvido pelo grupo Canto D'aqui em parceria com o Centro de Estudos Galegos da Universidade do Minho, que conta com o apoio do Município de Braga, da Xunta de Galicia e da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, envolvendo ainda na organização diversas instituições de Portugal e da Galiza.

PONTE DE LIMA: TEATRO DIOGO BERNARDES – PROGRAMAÇÃO DE JANEIRO/24

Em janeiro, o Município de Ponte de Lima continua a apostar na programação cultural do Teatro Diogo Bernardes, com uma oferta diferenciada de espetáculos nos mais distintos segmentos culturais, com especial destaque para as coproduções “Os Protegidos”, pela Companhia de Teatro, Teatromosca, no dia 19 de janeiro, pelas 21.30 horas e “O Tamanho das Coisas”, com Paulo Azevedo, pela Associação Cultural Terra Amarela - Plataforma de Criação Artística Inclusiva, no dia 26 de janeiro, também pelas 21.30 horas.

No ano em que se comemora o Vº Centenário do nascimento de Luís Vaz de Camões, o Teatro Diogo Bernardes dá as boas-vindas ao ano de 2024 com um espetáculo exclusivo para público escolar (turmas dos nonos anos dos Agrupamentos de Escolas do concelho de Ponte de Lima), “Os Lusíadas como nunca os ouviu”, ditos por António Fonseca, pela Companhia Nacional de Espetáculos, com duas sessões diárias nos dias 11 e 12 de janeiro, pelas 10.30 horas e pelas 15.00 horas.

Como anteriormente referido, na área do Teatro, destaque para o espetáculo “Os Protegidos”, pela Companhia Teatromosca, no dia 19 de janeiro, pelas 21.30 horas, com texto inédito de Elfriede Jelinek e com tradução assinada por Anabela Mendes, que assume, igualmente, o papel de dramaturgista neste projeto, com encenação de Pedro Alves e banda sonora original, interpretada ao vivo, pela violinista Maria da Rocha. Uma coprodução do Teatromosca, Colectivo Glovo, Teatro Diogo Bernardes, Teatro Nacional S. João e Theatro Circo. E, no dia no dia 26 de janeiro, também pelas 21.30 horas, o espetáculo “O Tamanho das Coisas”, com Paulo Azevedo, pela Associação Cultural Terra Amarela. Trata-se de uma coprodução Teatro Diogo Bernardes, Cine-Teatro de Pombal, Centro Cultural de Paredes de Coura. De referir ainda que o espetáculo terá audiodescrição, legendagem e língua gestual portuguesa.

Na música, destaque para o espetáculo de Rogério Charraz & Os Condóminos, “Reunião de Condomínio”, no dia 20 de janeiro, pelas 21.30 horas, onde as canções contam a história das famílias que habitam neste edifício imaginário. Todos os dias cruzam a mesma porta de entrada, mas cada um vive com os seus dilemas. Os temas tocam em assuntos que marcam os nossos dias, como a imigração, o assédio sexual ou a vida nómada dos professores.

Nota ainda para o espetáculo de comédia “Monstros do Ano”, apresentado por Fernando Alvim, conhecido radialista e apresentador de televisão (Antena 3 e RTP1), no dia 27 de janeiro, pelas 21.30 horas, numa cerimónia que reúne os momentos mais insólitos, bizarros e comentados da sociedade portuguesa.

Bilhetes à venda na bilheteira física do Teatro Diogo Bernardes ou na bilheteira eletrónica em: https://teatrodiogobernardes.bol.pt.

Venha ao Teatro! Venha ao Teatro Diogo Bernardes.

_tdb_01_2024_insta_1.jpg

PONTE DE LIMA: TEATRO DIOGO BERNARDES ANUNCIA PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO

No mês de dezembro, o Município de Ponte de Lima e o Teatro Diogo Bernardes apresentam um amplo conjunto de espetáculos nas mais diversas áreas, onde a música e o teatro assumem um papel de destaque marcados maioritariamente pela época natalícia.

No que à Música diz respeito, realce para o espetáculo de Gospel dos Saint Dominic’s Gospel Choir, no dia 15 de dezembro, pelas 21.30 horas, sendo um coro fundado a 7 de outubro de 2002 e agora com elementos do Porto e Lisboa, que se tornou rapidamente no maior e mais prestigiado coro Gospel a nascer em Portugal e o VII Encontro de Música Medieval de Ponte de Lima, Caminho Português de Santiago pelo Ensemble na Rota do Peregrino, no dia 22 de dezembro, pelas 21.30 horas, na Igreja dos Terceiros, naquele que é um projeto artístico pioneiro em Portugal.

Ainda na área da música, o Teatro Diogo Bernardes colabora na realização do evento Concerto de Natal – Encontro de Coros 2023, no dia 17 de dezembro, pelas 16.00 horas, na Igreja Matriz, de Ponte de Lima, organizado pelo Instituto Limiano e Município de Ponte de Lima, com a participação Chorus Anima Populi (Guimarães), o Coral Magistrói (Barcelos) e o Orfeão Limiano (Ponte de Lima).

Por fim e, ainda na música, realiza-se como já vem sendo hábito, o espetáculo Há...Jazz no TDB, pela Escola de Jazz do Porto, no dia 13 de dezembro, pelas 21.30 horas, com um Tributo a Billy Strayhorn.

Na área do Teatro, a programação do mês de dezembro contempla o espetáculo Bernardo Santareno x2, pela Assédio Teatro, com uma sessão dupla dedicada a este dramaturgo único. No dia 08 de dezembro, com A Promessa, e no dia 09 de dezembro com O Pecado de João Agonia, sempre pelas 21.30 horas. Com o mesmo elenco de atores e no interior do mesmo dispositivo cenográfico, o encenador João Cardoso promove o encontro e o diálogo entre dois espetáculos recentemente estreados nos palcos do TNSJ. A Promessa (1957) e O Pecado de João Agonia (1961) inscrevem-se num conjunto de peças onde Santareno afirmou uma estratégia de oposição a um sistema opressivo, problematizando aspetos de natureza sexual (a homossexualidade) e religiosa (a culpa, o sacrifício).

Realça-se ainda o musical para toda a família Um Conto de Natal – O Musical, pela CRI’ART, no dia 16 de dezembro, pelas 15.30 horas, um espetáculo cheio de cor, música e fantasia que irá encantar os miúdos e graúdos!

Bilhetes à venda na bilheteira física do Teatro Diogo Bernardes ou na bilheteira eletrónica em: https://teatrodiogobernardes.bol.pt.

Venha ao Teatro! Venha ao Teatro Diogo Bernardes.

TDB _ Dezemb.jpg

CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE VIANA DO CASTELO CONSTITUÍDO PARA AGREGAR ESFORÇOS E COMPETÊNCIAS

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, procedeu à instalação do Conselho Municipal de Cultura, numa cerimónia que contou com a presença do Vereador da Cultura, Manuel Vitorino, e de diversos representantes de associações, coletividades, artistas e personalidades da cultura do concelho vianense.

conselho municipal cultura (10).jpeg

A criação do Conselho Municipal de Cultura constitui uma oportunidade de gerar reflexão, partilhada com os cidadãos e suas instituições, no sentido de juntar esforços e competências no desenho de um projeto comum em torno da cultura, um projeto mobilizador e aberto, com vocação e dimensão europeias e internacionais, realizado a partir da força das marcas identitárias de Viana do Castelo, aproveitando aquilo que é a sua matriz cultural e que constitui uma força mobilizadora no contexto nacional.

Após a tomada de posse dos seus membros, realizou-se a primeira reunião ordinária deste Conselho, para discutir o desenvolvimento cultural do concelho e a revisão do regulamento de apoio ao associativismo.

O Conselho Municipal de Cultura assume-se como um órgão consultivo composto pelo Presidente da Câmara Municipal; pelo Vereador da Educação, Ciência e Conhecimento e Cultura; por Nuno Ferraz, representante das Juntas de Freguesia e Uniões de Freguesia; Hélder Dias, representante do Instituto Politécnico de Viana do Castelo; Eduardo Parente, representante da Diocese de Viana do Castelo; Sílvia Vidinha, representante dos agrupamentos de escolas; Ricardo Sousa, representante das escolas privadas; Paulo Maciel, representante do ensino profissional de música; João Cruz, representante das bandas filarmónicas; Alberto Rego, representante dos grupos folclóricos; Ricardo Simões, representante dos grupos de teatro; Paula Brites Ferreira, representante das escolas/academias de dança; Elisa Ruivo, representante das escolas de música; Ana Sofia Cunha e António Jardim da Silva, representantes das Associações Culturais; Rita Guedes Tavares, representante dos artistas plásticos; Marlene Ferraz, representante dos escritores; Carlos Viana, representante das associações de cinema/vídeo/fotografia; Vítor Lima, representante dos grupos corais/polifónicos/tunas; Mário Rocha e Hugo Maciel, pessoas de reconhecido mérito na área da cultura, designadas pelo Presidente da Câmara Municipal.

conselho municipal cultura (5).jpeg

conselho municipal cultura (6).jpeg

conselho municipal cultura (9).jpeg

PONTE DE LIMA APOSTA NA DESCENTRALIZAÇÃO CULTURAL

ha_banda_freguesia_Bárrio.jpg

Descentralização Cultural – 11 e 12 de novembro de 2023

O Município de Ponte de Lima no âmbito do projeto de Descentralização Cultural, continua a fazer chegar às diferentes freguesias do concelho, as estruturas e criações artísticas produzidas no território concelhio.

No âmbito da rubrica Há Teatro na Freguesia, no dia 11 de novembro, pelas 21.00 horas destaque para o espetáculo Comédia da Panela, da DUPLAFACE – Companhia das Artes, na freguesia de Freixo, no Auditório da Casa do Povo; e Há Banda na Freguesia… do Bárrio, no Parque da Junta de Freguesia, com a Banda de Música de Ponte de Lima, no dia 12 de novembro, pelas 15.30 horas.

Todos os espetáculos são gratuitos e de lotação limitada ao espaço.

11_11_2023_comedia da panela_1080x1920 (003) (002).jpg

VILA VERDE: AQUI HÁ CULTURA!

O Projeto “AQUI HÁ CULTURA!”, iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Vila Verde e da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), regressa no próximo mês de dezembro com a Expodiabólica – inaugurada a 15 desse mês, a exposição estará patente ao público até 5 de janeiro de 2023, na Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela, em Vila Verde.

A mostra apresenta cerca de 80 peças de artesanato, inspiradas na presença do demónio na cultura popular, concebidas por Miguel do Sul e executadas por alguns dos mais emblemáticos artesãos de Barcelos.

Entretanto, o lançamento do livro “Porto 1900, as primeiras gravações de fado em Portugal”, previsto para o próximo dia 28 do corrente, fica adiado para data a anunciar oportunamente, em virtude de a coordenadora da obra – por razões que ultrapassam a organização – não ter cumprido, junto do editor, o prazo previsto para entrega do material escrito.

O Projeto “AQUI HÁ CULTURA!” terá continuidade em 2024, estando as respetivas atividades em fase de programação.

ВІАНА ДУ КАШТЕЛУ СПРИЯЄ ВИКЛАДАННЮ УКРАЇНСЬКОЇ МОВИ ДЛЯ СПРИЯННЯ МІЖКУЛЬТУРНОМУ ДІАЛОГУ

Проект «Viana Welcomes», який підтримується муніципалітетом Віана-ду-Каштелу та фінансується Фондом притулку, міграції та інтеграції (AMIF), сьогодні розпочинає Семінар з іноземної мови – української, спрямований на всіх португальців, зацікавлених у вивченні та/або вдосконаленні цієї мови.

Capturarvcast (1).JPG

Цей воркшоп проходить з 16 жовтня по 16 грудня, триває 32 години, є неформальним, несертифікованим та безкоштовним. Сесії проводяться громадянином цієї рідної мови і мають на меті підвищити обізнаність громадськості про міжкультурний діалог.

Щоб гарантувати реєстрацію або отримати додаткову інформацію, необхідно звернутися за електронною адресою: mediadores@cm-viana-castelo.pt.

У рамках місцевої політики щодо прийому та інтеграції мігрантів муніципалітет Віана-ду-Каштелу розробляє комплекс заходів, спрямованих на сприяння соціальній згуртованості та міжкультурності.

Нагадаємо, що у 2018 році муніципалітет Віана-ду-Каштелу створив Муніципальний план інтеграції мігрантів (PMIM) на 2018-2020 роки як спосіб оцінки та підвищення обізнаності громади щодо цієї теми, з метою привітання та інтеграції, сприяння взаємодії культур.

Згідно з муніципальним планом, муніципалітет Віана-ду-Каштелу вітає відносно значну кількість громадян третіх країн, які, завдяки різноманітності націй, які вони представляють, і, як наслідок, культурному розмаїттю, починаючи з першого десятиліття цього століття, розробляють політику прийому, спрямовану на це населення.

ПМІМ спрямований на виконання загальних стратегічних цілей у тринадцяти сферах втручання, але стратегічний вимір плану зосереджений на сферах «Сприйняття та інтеграція», «Ринок праці та підприємництво», «Культура», «Громадянство та громадянська участь», оскільки вважається, що саме вони є сферами, які найбільше сприяють соціальній згуртованості, міжкультурному діалогу та відчуттю приналежності.  має важливе значення для гарантування людської гідності та є основоположним для ефективної реалізації політики прийому та інтеграції народжених у третіх країнах (ТПН).

Призводять до підвищення рівня працевлаштування громадян ДНЯЗ; підвищити рівень знань та володіння португальською мовою; створення умов для підвищення кваліфікації та розбудови потенціалу, сприяння набуттю нових навичок, а також поглиблення і зміцнення відносин між громадянами ДНЯЗ і приймаючою громадою також є цілями цього Плану.

VIANA DO CASTELO PROMOVE O ENSINO DO UCRANIANO PARA FACILITAR O DIÁLOGO INTERCULTURAL

O Projeto “Viana Acolhe”, promovido pela Câmara Municipal de Viana do Castelo e financiado pelo Fundo para o Asilo Migração e Integração (FAMI), dá hoje início à Oficina de Língua Estrangeira - Ucraniano, direcionada a todos os portugueses interessados em aprender e/ou aperfeiçoar este idioma.

Capturarvcast (1).JPG

Esta oficina acontece de 16 de outubro a 16 de dezembro, tem duração de 32 horas, reveste-se de caráter informal, não é certificada e é gratuita. As sessões são orientadas por um cidadão desta língua materna e têm por objetivo sensibilizar a opinião pública para o diálogo intercultural.

Para garantir a sua inscrição ou obter mais informações, deve contatar o email: mediadores@cm-viana-castelo.pt.

No âmbito das políticas locais de acolhimento e integração de migrantes, o Município de Viana do Castelo tem vindo a desenvolver um conjunto de atividades com vista à promoção da coesão social e interculturalidade.

Recorde-se que, em 2018, a Câmara Municipal de Viana do Castelo criou um Plano Municipal para a Integração dos Migrantes (PMIM) 2018-2020 como forma de valorizar e consciencializar a comunidade para este tema, com o objetivo de acolher e integrar, promovendo a interação de culturas.

De acordo com o Plano Municipal, o concelho de Viana do Castelo acolhe um número relativamente expressivo de nacionais de países terceiros que, pela diversidade de nações que representam e consequente diversidade cultural, desde a primeira década deste século, tem vindo a desenvolver uma política de acolhimento direcionada a esta população.

O PMIM está orientado para dar resposta a objetivos estratégicos gerais para treze áreas de intervenção, mas a dimensão estratégica do plano centra-se nas áreas “Acolhimento e Integração”, “Mercado de Trabalho e Empreendedorismo”, “Cultura”, “Cidadania e Participação Cívica”, por se considerar que são as áreas que mais contribuem para o fomento da coesão social, do diálogo intercultural e do sentimento de pertença, essenciais para garantir a dignidade humana e fundamentais para a concretização efetiva das políticas de acolhimento e integração dos cidadãos Nascidos em Países Terceiros (NPT).

Conduzir ao aumento da taxa de empregabilidade dos cidadãos NPT; incrementar os níveis de conhecimento e o domínio da língua portuguesa; criar condições para o aumento da formação e capacitação, promover a aquisição de novas competências, assim como potenciar e reforçar relações dos cidadãos NPT com a comunidade de acolhimento, são também propósitos deste Plano.

CAMINHA: O MUNICÍPIO AINDA MAIS PERTO

As Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) foram sempre parceiras inestimáveis em setores vitais, como a Saúde ou a Educação. Com a transformação das sociedades, a alteração do mercado de trabalho e a dinâmica das novas famílias, o seu papel também cresceu e tornou-se mesmo incontornável no apoio aos seniores.

Muitas IPSS transformaram-se na derradeira casa dos mais velhos, mas a função de acolhimento especializado tem de ter uma vertente positiva, cada vez mais positiva.  As IPSS podem e devem explorar esta vocação, recorrendo ao conhecimento científico que hoje está disponível, para ajudar os seus utentes a conviver de forma positiva com esta nova fase da vida.  

O Município de Caminha valoriza as IPSS enquanto parceiros, em todas as valências, mas sobretudo nas da Infância e do Idoso. Por isso, neste mês de outubro, o nosso “Mês Sénior”, desenvolvemos projetos comuns, que nos vão enriquecer a todos.

VISITAS ÀS INSTITUIÇÕES PARTICULARES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL

Datas: 2ª e 3ª semanas de outubro

Local: IPSS do concelho de Caminha

Organização: Câmara Municipal de Caminha

Apoio: IPSS do concelho de Caminha

ATIVIDADE FÍSICA SÉNIOR

Fundamental em todas as idades, ao longo da vida, a atividade física em idades mais avançadas é condição essencial para manter a mobilidade e a qualidade de vida, diminuindo a dependência. O envelhecimento ativo é condição “cine qua non” para que viver mais não signifique viver pior, mas sim viver feliz, adaptando essa vivência ao processo natural do ser humano. 

Cabe às famílias, mas também ao setor público e às autarquias fomentar a atividade física, através de políticas facilitadoras e incentivadoras. É o que fazemos no Município, colocando à disposição dos nossos seniores infraestruturas desportivas, mas também espaços ao ar livre onde podem simplesmente passear, conviver ou praticar mesmo atividade física, bem como implementando projetos que incitem a prática de atividade física na comunidade sénior.

GINÁSTICA SÉNIOR NAS IPSS

Organização: Câmara Municipal de Caminha

Apoio: IPSS do concelho de Caminha

Público-alvo: Seniores das IPSS do concelho de Caminha

65+ ATIV-IDADE

Reativação

Organização: Câmara Municipal de Caminha

Apoio: Juntas de Freguesia de Âncora, Argela, Dem, Vila Praia de Âncora, Vilar de Mouros e Vile

Público-alvo: Seniores do concelho de Caminha (participação gratuita mediante inscrição)

Inscrições: Câmara Municipal de Caminha e Juntas de Freguesia de Âncora, Argela, Dem, Vila Praia de Âncora, Vilar de Mouros e Vile

SAÚDE MENTAL

Se olharmos para a definição do Serviço Nacional de Saúde, a saúde mental “é a base do bem-estar geral e diz respeito a um nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional ou a ausência de uma doença mental”.

Não sendo necessariamente um problema associado aos mais velhos, a verdade é que a inatividade física e mental provoca a degeneração das células, a desmotivação e a perda de qualidade de vida, por vezes irreversível.

As mudanças físicas, emocionais e sociais, o desaparecimento de familiares e amigos, as limitações que naturalmente acontecem com o avançar da idade, não podem, em caso algum, ser desvalorizadas. 

Podemos e devemos, todos, delinear e pôr em prática estratégias que ajudem os nossos seniores a sentirem-se úteis, interessados na vida, motivados para acordar a cada manhã e enfrentar mais um dia de vida com alegria e prazer. Manter rotinas, envolver os seniores em projetos na comunidade, como fizemos aqui, por exemplo, com “Sérgio Godinho e o Coro das Velhas” é fundamental.

Ao mesmo tempo, o convívio intergeracional torna-nos recetores de uma experiência rica, acumulada ao longo de décadas, de afetos de valor incalculável. 

Investir no bem-estar mental na terceira idade, é investir em nós próprios, fomentando uma cultura social que vai auxiliar todos, seja no presente seja no futuro. É construir uma sociedade verdadeiramente saudável, diminuindo o risco das demências que consomem vidas e recursos.

Cinema Clubista – Ciclo Cinema e Saúde Mental

“MÉMORABLE” - CURTA METRAGEM

Bruno Collet, 2019, França

“ALEXANDRIA” - CURTA METRAGEM

Luís Miguel Pereira, Thiago Cavalheiro, 2021, Portugal

“AS MEMÓRIAS QUE SE DESVANECEM… AFETOS QUE REAPARECEM” - TERTÚLIA

Moderadora: Dr.ª Luísa Quintela (psiquiatra)

Convidados: Vereadora Sandra Fernandes, Dr. Pedro Correia (neurologista), Luís Miguel Pereira e Thiago Cavalheiro (realizadores da curta metragem “Alexandria”)

Data: 13 de outubro | 21h45

Local: Valadares - Teatro Municipal de Caminha

Organização: Locus Cinemae – Cineclube de Caminha; Departamento de Psiquiatria de Saúde Mental da ULSAM; Associação de Psiquiatria e Saúde Mental de Viana do Castelo.

Apoio: Câmara Municipal de Caminha

TURISMO SÉNIOR

O dia-a-dia consome energia e tempo, cada vez mais tempo, e os projetos de turismo e as viagens vão sendo adiadas. Visitar o património cultural e natural é uma possibilidade que deve ser posta em prática, a bem da nossa saúde física e mental.

Mas o Turismo sénior é uma oportunidade a vários níveis, na economia também. Quando temos no Turismo uma vocação e um eixo estratégico, como é o caso do concelho de Caminha, temos de estar preparados para acolher turistas de todas as idades e desenvolver produtos capazes de os atrair. É também uma resposta para a sazonalidade que afeta os nossos territórios. Para tal, temos de refletir sobre as necessidades do turista sénior, naqueles que são os seus hábitos, as suas expetativas. Vamos lá. É um desafio que deixamos a todos, neste mês em que vamos pensar ainda mais nos seniores e, pensando neles, cuidamos de nós e da nossa sociedade.

Estas visitas guiadas surgem com o objetivo de disponibilizar serviços de turismo social, mobilizando as comunidades sénior do interior.

VISITAS GUIADAS AO CENTRO HISTÓRICO DE CAMINHA

Datas: 2, 9 e 16 de outubro

Organização: Fundação INATEL

Apoio: Câmara Municipal de Caminha

SEMANA SÉNIOR

Organização: Câmara Municipal de Caminha

Apoio: IPSS e outras entidades do concelho de Caminha

23 outubro

10h00

Abertura da Semana Sénior:

À CONVERSA COM: “O QUE É SER IDOSO HOJE E AMANHÃ?”

Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Rui Lages; Presidente da Direção do Centro de Bem-Estar Social de Seixas, Manuel Vilares; Diretora do Centro Distrital da Segurança Social de Viana do Castelo, Cristina Oliveira; Utente da Casa de Repouso da Confraria do Bom Jesus dos Mareantes, Manuel Dias.

MOMENTO MUSICAL – pela Academia de Música Fernandes Fão

Local: Valadares - Teatro Municipal de Caminha

Público-alvo: IPSS do concelho de Caminha, Comunidade 

11h30

“TRAÇOS” 

EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA - INAUGURAÇÃO

Local:  Museu Municipal de Caminha

14h00 

“TRAÇOS” 

EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA - ABERTURA AO PÚBLICO

Patente até 31/12/2023

Local: Museu Municipal de Caminha

Público-alvo: Comunidade

24 outubro

10h30 

DESPORTO SÉNIOR

Local: Pavilhão Municipal de Caminha - Fernando Lima

Público-alvo: Comunidade sénior 

14h30 

PREVENÇÃO DE BURLAS –
AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO

Dinamização: GNR - Guarda Nacional Republicana

Local: Auditório do Museu Municipal de Caminha

Público-alvo: Comunidade

19h00

YOGA DO RISO

Local: SIRA – Sociedade de Instrução e Recreio Ancorense

Público-alvo: Cuidadores formais e informais

25 outubro

10h00 

WORKSHOPS ARTÍSTICOS

Dança, Música e Pintura

Local: IPSS do concelho de Caminha

Público-alvo: Seniores das IPSS do concelho de Caminha

14h30 

OLIMPÍADAS DO CONHECIMENTO

Local: Auditório do Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora

Público-alvo: Seniores das IPSS do concelho 

de Caminha

26 outubro

10h00 

WORKSHOPS ARTÍSTICOS

Dança, Música e Pintura

Local: IPSS do concelho de Caminha

Público-alvo: Seniores das IPSS do concelho de Caminha

16h00 

“A REALIDADE DO ENVELHECIMENTO, AS SUAS GRANDEZAS E FRAGILIDADES” - CONFERÊNCIA

Professor Doutor Sobrinho Simões

Moderadora: Professora Doutora Carla Faria (Instituto Politécnico de Viana do Castelo)

Local: Auditório Dr. Ramos Pereira, Vila Praia de Âncora

Público-alvo: Seniores das IPSS do concelho de Caminha, Comunidade (participação gratuita, mediante inscrição)

Inscrições:

21h00 

YOGA DO RISO

Local: Pavilhão Municipal de Caminha - Fernando Lima

Público-alvo: Cuidadores formais e informais

27 outubro

10h00 

WORKSHOPS ARTÍSTICOS

Dança, Música e Pintura

Local: IPSS do concelho de Caminha

Público-alvo: Seniores das IPSS do concelho de Caminha

14h30 

Encerramento da Semana Sénior: 

ESPETÁCULO MUSICAL –
“SIGA A FARRA”

Local: Pavilhão Municipal de Caminha - Fernando Lima

Público-alvo: Comunidade

Mês Sénior - outubro 2023 

Portadores da nossa História, as pessoas de maior idade são fontes de conhecimento e aprendizagem para todas as gerações.

Proximidade na ação e valorização das áreas setoriais é a aposta que a Câmara Municipal de Caminha pretende implementar no concelho.

O mês de outubro será dedicado aos Seniores, tendo a Câmara Municipal preparado um conjunto de atividades neste âmbito.

Nestas ações, contaremos sempre com a cooperação das Juntas de Freguesia e dos nossos parceiros institucionais, que trarão novas perspetivas para a melhoria da implementação das políticas municipais.

Só envolvendo todos os atores conseguiremos promover as melhores medidas a implementar no nosso concelho.

Participe!

GALIZA: FUNDAÇOM MEENDINHO HOMENAGEIA BERNARDO PENABADE

Entrega do Prémio Meendinho 2023

O 9 de Setembro sábado, no mágico local da Arca da Noe em Vilar de Santos, em Orense, vai ter lugar a entrega do Prémio Meendinho 2023 a Dom Bernardo Penabade Rei. A entrega do Prémio começa às 12H00

Capturarmendinho.JPG

  1. FAZER-SE-Ã UMA LAUDATIO DO HOMENAGEADO.
  2. LOGO FALARÁ O HOMENAGEADO
  3. DEPOIS HAVERÁ UM ESPETÁCULO MUSICAL
  4. DEPOIS UM JANTAR DE CONVÍVIO COM O HOMENAGEADO E OS SEUS MUITOS AMIGOS. (É bem conveniente comunicar a Arca da Noe a assistência ao jantar 988 44 71 28) para garantir vagas para o assistentes.
  5. APÓS O JANTAR SEGUIRAM AS ATIVIDADES, MUSICAIS E DE CONVÍVIO.

Foram muitas as razões para BERNARDO PENABADE levar este prémio, a começar pelo facto de ser com certeza, um exemplo de reintegracionismo coerente para todas as galegas e galegos, com o seu compromisso com a Galiza e a sua língua. Pois desde muito novo enveredou por este camimho do reintegracionismo, que é o único de sucesso para a nossa língua nacional, alma coletiva do nosso povo, com a que somos e estamos no mundo. Além disso desde o ano 2007 botou a caminhar o Modelo Burela da língua sob o seu impulsionamento, que é um exemplo de sucesso neste campo

9573EB1A-EEAC-44C9-9CC4-7A9281F4DEED.jpeg

Quem é Bernardo Penabade?

Licenciado en Filoloxía Galego-Portuguesa pola Universidade de Santiago de Compostela, complementou estudos na especialidade de Filoloxía Hispánica.

Nese tempo, a mediados os 80, con Luís Poupariña, desenvolveu unha intensa actividade na comisión de cultura da Residencia Universitaria ‘Burgo das Nacións’, onde impulsou a convocatoria dun célebre Certame Literario que serviu para descubrir novos valores. Desde 1985, mantivo colaboración artística no sector audiovisual coa empresa Imaxe Galega en traballos encargados pola TVG. Ademais da sincronización e dobraxe de filmes e seriais televisivos, ocupouse da tradución de guións (especialmente de programas destinados ao público infantil).

Entre 1997 e 1998, foi colaborador habitual de Volvoreta, o suplemento do xornal El Correo Gallego para a comunidade universitaria de Compostela, onde publicaba noticias de libros e entrevistas a escritores galegos.

Tras un breve período de docencia no Colexio Paulo VI da Rúa de Valdeorras, foi profesor no Instituto Otero Pedraio de Ourense, en Bueu, Ortigueira e en Viveiro (IES 2003). Desde 2003 está destinado no IES Perdouro de Burela.

Participou en numerosos congresos con relatorios publicados sobre sociolingüística e didáctica. Traballos seus poden lerse na revista Agália, en A Nosa Terra e Novas da Galiza, como tamén nas actas de diversas reunións de carácter científico. Desde 1983 é membro da AGAL, entidade en que colaborou con diversas personalidades relevantes da cultura galega, entre elas Ricardo Carvalho Calero.

Integrante do consello directivo en diversas ocasións, resultou elixido secretario en 1996 e foi presidente no período 2001-2007, encabezou un movemento de integracionismo nun sentido integrador.

No campo da didáctica é o impulsor do "Modelo Burela de Planificación Lingüística", unha estratexia educativa en aplicación desde 2004.

FAFE MANTÉM DINÂMICA CULTURAL E DESPORTIVA NO MÊS DE SETEMBRO

Após uma intensa agenda de atividades em julho e agosto, o mês de setembro contará com muitas iniciativas abrangendo diferentes públicos. Desporto, música, teatro e stand up comedy fazem parte da programação.

O mês de setembro inicia-se com a terceira edição do "Cepães Milenar", evento que decorre em Cepães de 1 a 3 de setembro, e que visa homenagear a terra e as tradições minhotas. Promovido pelo Centro Cultural e Recreativo da Juventude de Cepães e a MOVE Artes – “A Arte em movimento”, com o apoio do Município de Fafe e da União de Freguesias de Cepães-Fareja, o evento envolve atividades como o teatro de rua, jogo do pau, danças tradicionais, recriações culturais e música, destacando-se um concerto com o grupo "Os Trastes" que acontecerá sábado, às 22h30. A entrada é livre.

Também no primeiro fim de semana de setembro, 2 e 3, o Multiusos de Fafe recebe a I Copa Ibérica de Futsal Feminino, competição que reúne as equipas campeãs e vice-campeãs de Portugal e Espanha. A representar Portugal estarão a equipa da casa, o Grupo Nun’Álvares e o Sport Lisboa e Benfica. Do país vizinho, o Burela e o Futsi Atlético Navalcarnero são os clubes convidados para esta competição de pré-temporada. A iniciativa é organizada pelo Grupo Nun’Álvares, com o apoio da Associação de Futebol de Braga, do Município de Fafe e da Associação de Modalidades Amadoras de Fafe. Os ingressos podem ser adquiridos aqui http://copaibericafutsalfeminino.com/.

De 7 a 10 de setembro, realiza-se na Barragem da Queimadela a segunda edição do festival de música eletrónica Basilar Festival, por onde passarão nomes de relevo da cena techno nacional e mundial. O festival proporciona quatro dias de música e os bilhetes estão à venda aqui: https://events.lyte.com/pt/eventgenius/basilar-festival-2023/shop/42405/.

Na quarta-feira, 13 de setembro, às 18h00, numa iniciativa inscrita no programa de atividades do Museu das Migrações e das Comunidades terá lugar no auitório do Arquivo Municipal uma conferência dedicada ao tema “Participação Feminina nas Sociedades Fraternais Portuguesas da Califórnia”. A entrada é livre.

No dia 16 de setembro, sábado, o Festival FEN - Fafe É Nosso Festival invade a aldeia de Várzea Cova. O evento promove a reunião de gerações através da cultura, da arte e da música, e tem por objetivo trazer vida e animação à aldeia. Deste modo, Várzea Cova estende um convite caloroso para acolher quem a visita, partilhando generosamente os seus recantos, tradições e vivências. Os bilhetes podem ser adquiridos aqui: https://shotgun.live/pt-pt/festivals/fen-festival?utm_source=bilhetes-site.

No dia 21 de setembro, quinta-feira, o Teatro-Cinema de Fafe recebe um recital de violoncelo numa organização da Academia de Música José Atalaya, com entrada livre.

Um sunset literário na biblioteca e uma rota de vinhos para percorrer em bicicleta

O sábado 23 de setembro promete ser um dia intenso com uma agenda preenchida e que enolverá todos os públicos. A Biblioteca Municipal de Fafe promove um sunset literário, que acontece desde manhã, com programação dedicada aos mais novos, estendendo-se pela tarde e noite, com teatro, performances, dança, música, declamação, leitura teatralizada e apresentação de livros pelos autores e pelos leitores.

No mesmo dia, e numa iniciativa promovida pela CIM do Ave no âmbito da divulgação turística da região, terá lugar  o evento “Minho Wine Experience - Ave”. Este evento alia o desporto, ao turismo, ao universo do vinho, à história local e aos produtos regionais. O conceito envolve a participação em um dos dois roteiros de bicicleta que são propostos como desafio em que os participantes enquanto saboreiam vinhos e produtos regionais percorrem locais que não conhecem e aprendem um pouco mais sobre a história de Fafe e as suas tradições. As inscrições para garantir a participação nesta iniciativa devem ser efetuadas online com o preenchimento deste formulário: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScW6i_vgX21ynbmh9MWo7UHR0XMbEiQqaaFv6Spnbx88vaT1A/viewform?fbclid=IwAR1KdBk19FNDi5vN998SrOl_yFS58HBh5-019uHvXTn_IM_QQqx24dziFZY.

A programação de sábado completa-se com mais uma sessão de teatro amador no âmbito do Festival de Teatro Fafencena 2023 numa organização do Grupo Nun'Álvares, pelas 21h30, no Teatro-Cinema de Fafe.

Semana Europeia da Mobilidade e do Desporto assinaladas com atividade própria

E porque o mês de setembro é o mês das semanas comemorativas da mobilidade e do desporto para todos, Fafe assinalará, de 17 a 23 de setembro, a Semana Europeia da Mobilidade com um programa que vai destacar a utilização da bicicleta como meio de transporte, de lazer e de prática desportiva.

Logo a seguir, entre os dias 23 e 30 de setembro, arranca em Fafe a Semana Europeia do Desporto 2023, uma iniciativa da Comissão Europeia coordenada em Portugal pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), e que tem como propósito promover a atividade física junto de todos os cidadãos, desde os mais novos aos seniores. À semelhança do que sucedeu no ano anterior serão organizadas diversas atividades desportivas e lúdicas no âmbito do desporto para todos com programa próprio.

Humor no palco com Luis Franco-Bastos

O mês termina com um espetáculo de stand up comedy protagonizado por Luís Franco-Bastos. O humorista subirá ao palco do Teatro-Cinema de Fafe no dia 29 de setembro, sexta-feira, às 22h00. "Diogo" é um relato e uma desconstrução humorística de experiências, de muitas memórias, questões íntimas e familiares. Ao invés de falar dos outros, Luís Franco-Bastos vira o espetáculo para si próprio como nunca o fez. Os bilhetes têm o custo de 12 euros e estão à venda na Ticketline (https://ticketline.pt/evento/-diogo-luis-franco-bastos-75883).

Mostra de Arte Têxtil Contemporânea "LãnoLinho" patente no Arquivo Municipal até 30 de setembro

Até 30 de setembro, estará patente no Arquivo Municipal de Fafe "LãnoLinho", a mostra de Arte Têxtil Contemporânea que resulta das residências artísticas desenvolvidas pelas artistas Cindy Steiler e Monica Faria no território de Fafe e suas comunidades. ‘LãnoLinho’ insere-se nas iniciativas ‘Experimentar o têxtil’, realizadas no território do Vale do Ave pela bienal Contextile, com o propósito de ligar as diversas realidades do têxtil entre si e ligar os públicos e as comunidades aos processos de criação em torno do têxtil.

CapturarFAF (4).JPG