Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA DEBATE LIMPEZA URBANA

III Encontro Nacional de Limpeza Urbana começa amanhã em Braga

Limpeza urbana e recolha de resíduos valem mil milhões por ano em Portugal

  • É uma área vital para o desenvolvimento de cidades saudáveis e sustentáveis. Os vários playersdo setor reúnem-se durante três dias para debater modelos de otimização da limpeza urbana em Portugal e traçarem perspetivas futuras.

A limpeza dos espaços públicos e a recolha dos resíduos urbanos têm um impacto anual de mil milhões de euros na criação de valor acrescentado bruto (VAB) para a economia portuguesa, estimando-se que os custos com a limpeza urbana ascendam a 30 euros por habitante anualmente. Estes números integram o primeiro estudo de caracterização do setor que será apresentado esta semana, em Braga, no III Encontro Nacional de Limpeza Urbana.

Limpeza urbana_2.jpg

O evento, que se realiza de 29 de junho a 1 de julho, no Altice Forum Braga, reúne as autarquias de norte a sul do país e regiões autónomas, as empresas públicas e privadas do setor, a universidade e players internacionais relevantes. O objetivo é debater as estratégias para uma nova era dos serviços públicos. Pela primeira vez, haverá também um espaço expositivo, o Urban Cleaning Expo, com 5 mil metros quadrados, onde o público poderá conhecer as mais recentes inovações do setor, entre camiões, varredoras, papeleiras e equipamentos de segurança.

Entre as novidades conta-se a primeira varredora urbana alimentada a hidrogénio, antecipando a chegada de um equipamento que em breve fará parte da nossa paisagem urbana. A sua célula de combustível de hidrogénio, além de ser uma fonte de energia limpa com zero emissões, assegura a prestação de um serviço – designadamente a limpeza de ruas, passeios e jardins – de forma mais eficiente, confiável e rentável. 

A limpeza dos espaços públicos assume especial relevância na relação que as populações estabelecem com os locais que frequentam, impactando de forma direta a sua qualidade de vida e a saúde pública. Contudo, apesar da importância, o setor não se encontra suficientemente caracterizado, sendo o seu impacte real ainda desconhecido.

Consciente destes desafios, a Associação Limpeza Urbana – Parceria para as Cidades + Inteligentes e Sustentáveis (ALU), que organiza o evento de Braga, promoveu a realização de um estudo que caracterize a importância do setor em Portugal. Ao mesmo tempo, o documento propõe uma estratégia de intervenção que promova esta atividade enquanto peça fundamental para o desenvolvimento sustentável e qualidade de vida dos cidadãos.

No conjunto, a limpeza urbana e a atividade regulada de recolha de resíduos indiferenciados e seletivos têm um impacto anual de 1.032 milhões de euros no VAB português, dos quais 563 milhões advêm da recolha de resíduos e 468 milhões da limpeza urbana. Os resultados dos inquéritos realizados aos municípios e às empresas mostram ainda que estas atividades envolvem 44 mil postos de trabalho. No caso da limpeza urbana, a mesma emprega diretamente 12 mil trabalhadores, considerando tanto o setor público como o privado, a que se juntam mais 7.500 postos de trabalho indiretos. O trabalhador médio é homem, tem 48 anos e 7 anos de escolaridade.

O evento de Braga juntará mais de 30 oradores, entre os quais a secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos Costa, que apresentará os novos documentos estratégicos do PNGR 2030 e PERSU 2030.

Garantidas estão também as presenças de Ricardo Rio (presidente da Câmara de Braga), Luís Almeida Capão (presidente da Cascais Ambiente e da ALU), Ricardo Costa (presidente da Associação Empresarial do Minho), Rui Morais (presidente da AGERE), Miguel Castro Neto (subdiretor da NOVA IMS), José Eduardo Martins (partner da Abreu Advogados), Alexandra Carvalho (diretora do Fundo Ambiental), e Paulo Ferrão (presidente do Center for Innovation, Technology and Policy Research do IST), entre outros.

keynote speaker convidado para o evento é o primeiro CTO (Chief Technology Officer) da cidade de Amesterdão, Ger Baron, responsável pela área de inovação da cidade, e também presidente da City Protocol Initiative. Ger Baron foi o responsável pela criação do cluster de TIC de Amesterdão, iniciando vários projetos em parcerias público-privadas, muitos dos quais tiveram como foco o desenvolvimento de Smart Cities.

Limpeza urbana_3.jpg

Varredora urbana a hidrogénio.jpg

VIANA DO CASTELO PRESENTE NO I CONGRESSO INTERNACIONAL DO CAMINHO DE SANTIAGO

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo marcou hoje presença no I Congresso Internacional do Caminho de Santiago – Caminho de Torres, no Centro Cultural de Amarante, que decorre ao longo de dois dias. O evento, que acontece em modo presencial e digital, é promovido pelas Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, do Ave, do Vale do Cavado, Douro e Tâmega e Sousa, e conta com o contributo de diversos especialistas nacionais e internacionais.

seminario caminhos.jpg

Na sua intervenção, o edil vianense destacou o Caminho Português da Costa como um fator identitário e cultural que tem contribuído de forma decisiva para o desenvolvimento económico da cidade e do concelho.

José Maria Costa entende que a promoção do Caminho Português da Costa, para além de reconhecer a identidade do território, permite a valorização do património e assume-se como uma oportunidade de cooperação entre os diferentes municípios.

Destacou a dinamização económica gerada pela promoção do Caminho, bem como a possibilidade de acrescentar valor ao território. O edil defendeu a certificação dos Caminhos para promover confiança, aumentar a segurança e a qualidade do trajeto, bem como uma coordenação nacional com a promoção de uma rede que articule os diferentes Caminhos de Santiago.

Viana do Castelo tem assistido, nos últimos anos, a um assinalável crescimento do número de peregrinos que opta por fazer o Caminho Português da Costa até Santiago de Compostela. Entre Porto e Valença, com uma distância de 149,5 quilómetros e uma dificuldade média-baixa, o Caminho conta com uma duração estimada de 7 dias. Este caminho da orla marítima parte do Porto, passando por Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Valença.

Em Viana do Castelo, o Caminho Português da Costa conta com uma distância de 28,2 quilómetros, ligando a capital do distrito a Caminha, numa duração de aproximadamente 8 horas e meia de percurso.

A “Valorização dos Caminhos de Santiago - Caminho Português da Costa” resulta de uma candidatura conjunta dos 10 municípios ao Norte 2020 com o objetivo de valorizar e reconhecer oficialmente este Caminho como itinerário da peregrinação a Santiago. Esta rede intermunicipal apresenta uma imagem de marca única e uma comunicação integrada que visa potenciar o valor intrínseco do Caminho Português da Costa.

Para os caminheiros, no município vianense apresentam-se como pontos de destaque a Capela de S. Roque de Viana do Castelo, as colunas da antiga ponte de madeira (por onde passavam os peregrinos antes da existência da Ponte Eiffel) e o Hospital Velho (construído durante o século XV, com o objetivo de prestar assistência a mercadores, peregrinos e viajantes). Em finais de 2018, o Hospital Velho foi transformado em Centro Interpretativo do Caminho Português da Costa, depois de obras de reabilitação e apetrechamento. No espaço, o visitante poderá encontrar, para além de um conjunto de elementos enquadrantes e interpretativos do Caminho, um conjunto de informações relevantes para a conclusão da peregrinação.

Em Viana do Castelo, a Igreja Paroquial de Castelo do Neiva assume-se como o mais antigo templo consagrado a Santiago, fora do território espanhol. Foi sagrado pelo Bispo Nausto no ano de 862, pouco tempo depois da descoberta do túmulo do Apóstolo.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo apresentou, em 2019, o primeiro carimbo institucional dedicado ao Caminho Português pela Costa. O carimbo, que conta com a imagem do Centro Interpretativo do Caminho Português da Costa, foi criado para registar a passagem dos peregrinos por Viana do Castelo.

MOBILIDADE DE BARCELOS É "ESTRELA" EM CONGRESSO IBÉRICO

O XVII Congresso Ibérico, que Barcelos acolhe até este sábado, foi o palco primordial para a apresentação do maior investimento de sempre a ser feito em Barcelos em termos de mobilidade.

Congresso Ibérico.jpeg

Serão 75 milhões de euros que o Município irá investir nos próximos quatro anos.

Durante a apresentação do painel “A bicicleta em Barcelos”, o professor do IPCA, José Baptista da Costa, apresentou a estratégia de mobilidade urbana em Barcelos, em que o “O Cérebro da Cidade Digital” e o “TUBA – um som na cidade” assumem o protagonismo.

A par de outros projetos, haverá a disponibilização aos barcelenses de 700 bicicletas, 500 através de um processo de partilha, denominado “Bike Sharing”, ao qual se alia o “UBike” do IPCA. Este programa irá permitir que Barcelos antecipe a meta de 10% de utilizadores regulares de bicicleta prevista na ENMAC – Estratégia Nacional da Mobilidade Ativa para as cidades.

O “Bike Sharing” irá possuir um sistema de localização GPS, mediante o qual as bicicletas serão desbloqueadas através de aplicativos móveis com a possibilidade de reserva antecipada.

Para além da instalação de passadeiras inteligentes e semaforização, a cidade será dotada de sensores de contagem de peões, bicicletas e viaturas; monitorização da qualidade do ar com sensores de temperatura, humidade e pressão atmosférica, monóxido de carbono, dióxido de nitrogénio, dióxido sulfúrico, pó e ruído. “Trata-se de uma plataforma que irá receber e agregar os dados, por forma a otimizar as operações do dia a dia. Permitirá gerir melhor a cidade sabendo, por exemplo, de que forma o ambiente afeta diretamente a oferta e o comportamento do transporte público, do ‘Bike Sharing’ ou o uso do transporte individual. Esta plataforma será escalável, podendo vir a integrar outras funcionalidades, tais como a gestão da iluminação pública ou dos RSU – Resíduos Sólidos urbanos”, detalhou Baptista da Costa.

“As tecnologias integradas nestas iniciativas na área da mobilidade vão gerar um volume considerável de informação, à qual se somam sensores de tráfego e sensores ambientais. Todos estes dados serão agregados no ‘Cérebro da Cidade Digital’, que, depois de trabalhados, serão disponibilizados a quem deles  necessita.  O ‘Cérebro da Cidade Digital’ receberá, em tempo real, informação da bilhética integrado com o SAE – Sistema de Ajuda à Exploração –, que permite conhecer a localização do veículo, número de clientes e disponibilizar informação aos utilizadores do sistema de transporte”, rematou Batista da Costa.

Por sua vez, Tomás Allen, responsável pelo projeto da primeira fase da rede ciclável de Barcelos, destacou “o sentido unidirecional da rede, a possibilidade de ter utilizada por todos, incluindo crianças, a perfeita convivência com o peão, a maximização da segurança do ciclista e a fluidez do trânsito.”

Elencou também os princípios associados à melhoria das condições operacionais e de rebatimento do transporte público, como “a instalação de passadeiras inteligentes, a construção de pequenos edifícios modulares para apoio ao passageiro do transporte público e ao ciclista, a criação de abrigos confortáveis e com imagem moderna e a instalação de iluminação adequada”.

Por fim, Maria Luísa Carvalho, responsável pela identidade do novo sistema de mobilidade de Barcelos, explicou a identidade do TUBA, a nova marca do sistema de mobilidade de Barcelos, que nasceu da associação à cultura da cidade e inspirada no instrumento musical tuba.

BARCELOS APRESENTOU INVESTIMENTO DE 75 MILHÕES PARA A MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

Hoje, no Dia Mundial da Bicicleta, o Município de Barcelos anunciou um investimento de 75 milhões de euros na mobilidade, a aplicar nos próximos quatro anos.

Congresso Ibérico.JPG

O anúncio foi feito por Miguel Costa Gomes, Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, que classificou este investimento como “o maior de sempre do concelho na área da mobilidade”. O objetivo é induzir uma “revolução na mobilidade assente em três pilares fundamentais: mais fluidez no trânsito, mais descarbonização e uma maior qualidade de vida da população”.

“Apresentamos hoje o Tuba, um projeto que oferece mais opções de transporte e percursos, estimulando o desenvolvimento económico, cultural e ambiental do concelho. Neste novo puzzle da mobilidade sustentável, Barcelos vai encaixando todas as peças entre si numa abordagem complementar e integradora: Barcelos Bus; Serviço de bicicletas partilhadas; Transporte público flexível;  Rede de ciclovias; Ecovia do Cávado e do Homem; e Melhoria das condições operacionais e de rebatimento do transporte público”.

Presente nesta apresentação pública, Eduardo Pinheiro, Secretário de Estado da Mobilidade, defendeu: “Hoje em dia temos vários desafios pela frente, nomeadamente ambientais. As alterações climáticas já não são a discussão, a discussão deve estar centrada em como fazer e com que rapidez fazer, para alcançar a neutralidade carbónica em Portugal até 2050. Temos que pedalar rápido para atingir esta meta. Esta ação tem que ser concertada e tem de acontecer a vários níveis. A bicicleta tem de assumir um papel mais importante na mobilidade. Esta aposta tem que ser complementar à utilização dos transportes públicos, por isso este investimento de Barcelos é importante e corajoso”.

Projeto Mobilidade de Barcelos – Ações

  • Plano de Mobilidade Urbana Sustentável (PMUS) de Barcelos;
  • Rede de Transporte Rodoviário Regular de Passageiros;
  • Nova rede urbana de ciclovias em Barcelos – ciclovia circular - rede ciclável urbana segura;
  • Melhoria das condições operacionais e de rebatimento entre modos de transporte em Barcelos;
  • Políticas de gestão do estacionamento dentro da cidade para uma melhor qualidade de vida na cidade;
  • Projeto de criação de identidade, sistema de sinalética e comunicação para a mobilidade em Barcelos – filosofia de mobilidade urbana integrada;
  • Remodelação do espaço pedonal da cidade, reforçando a segurança dos peões com a instalação “passadeiras inteligentes”;
  • Plano de apoio à mobilidade elétrica: 10 postos de carregamento para veículos elétricos;
  • Eletrificação da linha ferroviária ;
  • Centro Intermodal de Barcelos – acesso rodoviário à gare ferroviária e à central de camionagem;
  • Conclusão da circular de Barcelos (nó de Santa Eugénia);
  • Revisão do projeto referente à variante à END306 para uma melhor fluidez de tráfego;
  • Plano de pormenor do centro hospitalar de Barcelos e variante à ER204;
  • Programa de supressão e requalificação de 12 passagens de nível (PN) no concelho de Barcelos;
  • Aposta na sensorização e inteligência da cidade de Barcelos.

A apresentação deste investimento decorreu na sessão de abertura do 17º Congresso Ibérico “A Bicicleta e a Cidade”, no qual, a partir de hoje e até sábado, mais de 50 oradores internacionais debatem o tema “A era da infraestrutura”.

VIANA DO CASTELO APRESENTA I CONGRESSO INTERNACIONAL DE EQUINOLOGIA E TURISMO EQUESTRE

A Câmara Municipal de Viana do Castelo apresenta, no próximo dia 05 de junho, às 18 horas, no Paço de Lanheses, o I Congresso Internacional de Equinologia e Turismo Equestre e lança, em simultâneo, as Atas dos Seminários do Projeto Percursos do Homem e do Garrano. O evento contará com a presença de Carlos Pereira da Universidade Sobornne Nouvelle, dos autarcas de Viana do Castelo, Caminha e Ponte de Lima e integra um painel moderado pelo jornalista Abel Coentrão sob o tema “Garrano: apostar no cavalo certo”.

Programa5deJunhoA4.jpg

Na sessão, será assim apresentado o I Congresso Internacional de Equinologia e Turismo Equestre, que constitui um marco decisivo na consolidação da Equinologia enquanto verdadeira ciência dos equídeos, promovendo o fortalecimento das redes de investigação e dos espaços de comunicação transdisciplinar. De sublinhar que Viana do Castelo e o Alto Minho se posicionam, assim, como territórios de investigação e conhecimento sobre equinos, potenciando a preservação e valorização dos espaços de montanha onde habitam as manadas do último cavalo selvagem da Europa: o garrano.

O Congresso, a decorrer entre 01 e 03 de Julho, pretende acolher, agregar e incentivar uma rede de investigação científica internacional e, a partir desta, consolidar um destino equestre alicerçado na ciência, no conhecimento e no património é a fórmula inédita do Município de Viana do Castelo, líder nacional da promoção do turismo científico. Promovido pelo Município de Viana do Castelo, ao abrigo do projeto Vilas e Aldeias Equestres entre Arga e Lima, cofinanciado pelo Turismo de Portugal, conta com o apoio dos Municípios de Caminha e Ponte de Lima, parceiros deste projeto, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo e da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte. A sua Comissão Científica integra investigadores filiados em 9 universidades, de quatro países distintos, Portugal, Espanha, França e Japão, nomeadamente a Universidade do Minho, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a Universidade de Santiago de Compostela, a Universidade A Coruña, a Universidade de Valencia, a Universidade de Sorbonne Nouvelle, a Universidade de Paris VIII e a Universidade de Quioto.

Este evento científico de expressão internacional contará com a intervenção de mais de duas dezenas de investigadores que lideram trabalhos pioneiros no estudo, conservação e valorização de equinos e das suas relações ecossistémicas e culturais. O fortalecimento da dinâmica científica internacional de estudo dos equídeos é fundamental para promover a conservação de espécies equinas ameaçadas, assim como para inspirar e orientar políticas locais, regionais, nacionais e internacionais.  O programa científico alicerça-se em cinco eixos principais: i. Ecologia e etologia de equídeos (cavalos, burros, zebras, híbridos, cavalo Przewalski); ii. Linguagem, inteligência e cognição de equídeos; iii. Interações humanas e equinas; iv. Património equestre material e imaterial; v. Equinos, turismo e desenvolvimento.

Também no dia 5 de junho, serão apresentadas as Atas que consubstanciam os resultados dos dois seminários organizados em 2017 e 2018, ao abrigo do projeto Percursos do Homem e do Garrano. Atendendo ao inegável valor dos contributos apresentados nestes encontros, o Município de Viana do Castelo decidiu torná-los acessíveis a todos quantos se interessam pelo estudo do garrano do ponto de vista genético, ecossistémico e histórico-cultural. 

Esta obra constitui uma referência para a compreensão da expressão ambiental e etnográfica da presença do garrano nos sistemas montanhosos do noroeste ibérico, integrando temáticas tão diversas como o comportamento e as relações ecológicas dos garranos semisselvagens, o que nos desvendam os equídeos inscritos em gravuras rupestres no território do Alto Minho, a importância cultural da equitação de tradição portuguesa e os desafios de conservação e valorização da raça garrana como património ambiental e cultural.

BARCELOS: CONGRESSO IBÉRICO "A BICICLETA E A CIDADE" TEM NOVA DATA

O 17º Congresso Ibérico “A Bicicleta e a Cidade”, que o Município de Barcelos vai acolher, tem nova data. O evento, originalmente apontado para 15, 16 e 17 de abril, acabou adiado devido à pandemia pela Covid-19. Está agora agendado para 3, 4 e 5 de junho.

O congresso, que este ano se dedica ao tema “A era da infraestrutura”, propõe-se a debater sobre a mobilidade ativa.

O convite para o Município receber este importante evento partiu da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, que divide a organização do congresso com a sua congénere espanhola, a ConBici.

Trata-se de um dos mais importantes fóruns europeus de discussão de políticas de promoção da mobilidade ciclável e realiza-se, de dois em dois anos, de forma alternada, em Portugal e em Espanha.

O Congresso Ibérico terá a sua sessão de abertura a 3 de junho, Dia Mundial da Bicicleta, decretado pela ONU, em 2018.

A escolha de Barcelos para a realização da edição de 2021 do Congresso Ibérico representa uma excelente oportunidade para cimentar as boas práticas no domínio da mobilidade ciclável que estão a ser pensadas e implementadas na cidade.

Refira-se que a autarquia tem vindo a fazer uma forte aposta nos modos suaves de transporte. Além do BarcelosBus, iniciado em 2018 com duas linhas de transporte público urbano, o Município vai avançar com a criação de uma Ciclovia Circular na área mais densa da cidade e fazer melhorias das condições operacionais e de rebatimento do transporte público, num investimento aproximado de 2.8 milhões de euros.

A futura Ciclovia Circular alinha com o projeto “U-Bike” criado pelo IPCA, que se centra na cedência de bicicletas à comunidade académica.

Estas são as primeiras etapas de um programa que transformará o conceito de mobilidade na cidade. Mas o projeto não se esgota aqui. Em curso está já o concurso público internacional para a Prestação do Serviço Público de Transporte Rodoviário Regular de Passageiros no concelho, bem como para um sistema de bicicletas partilhadas com 500 veículos.

PANDEMIA OBRIGA A ADIAR CONGRESSO INTERNACIONAL MULHER, MÃE E RAINHA PREVISTO PARA VILA VIÇOSA

MMR_instagram (5).jpg

Por indicação do Doutor Marco Daniel Duarte, Presidente da Comissão Organizadora do Congresso Internacional Mulher, Mãe e Rainha. 375 anos da Coroação de Nossa Senhora da Conceição como Padroeira de Portugal, informo V. Ex.cias que devido às contingências sanitárias que atualmente o País enfrenta o Congresso será adiado para os dias 24, 25 e 26 de março de 2022.  

Junto se enviam os materiais gráficos do Congresso e pedindo a mais cuidada colaboração na divulgação deste evento. A Organização do Congresso coloca-se ao dispor para os necessários esclarecimentos através deste e-mail ou do seguinte número de telemóvel 963 385 911.

Mais se informa que para assinalar a efeméride dos 375 anos da Coroação será realizada uma jornada que entretanto se fará publicitar.  

Aceitem os meus melhores cumprimentos,

Sónia Vazão

Secretariado Executivo da Comissão Organizadora do Congresso “Mulher, Mãe e Rainha. 375 anos da Coroação de Nossa Senhora da Conceição como Padroeira de Portugal”

BARCELOS ACOLHE CONGRESSO IBÉRICO SOBRE MOBILIDADE

O Município de Barcelos vai acolher, entre 15 e 17 de abril, o 17º Congresso Ibérico “A Bicicleta e a Cidade”, este ano sob o tema “A era da infraestrutura”, iniciativa que se propõe debater a mobilidade ativa.

A escolha do Município de Barcelos para a realização da próxima edição do Congresso Ibérico, representa uma excelente oportunidade para cimentar as boas práticas no domínio da mobilidade ciclável que estão a ser pensadas e implementadas em Barcelos.

Com efeito, o Município está a operar uma mudança de paradigma na mobilidade da cidade que começou em 2018 com a criação do BarcelosBus, duas linhas de transporte público urbano com elevada frequência, ligando pontos de interface nas entradas da cidade, e cruzando-se em pleno centro, no campo da feira que se revelam um sucesso; em 2019 o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave lançou o UBike e a cidade preparou um projeto de execução para criar uma rede ciclável urbana segura, que leve as pessoas a utilizarem a bicicleta no dia a dia.

Estas foram as primeiras etapas de um programa que transformará o conceito de mobilidade na cidade.

Brevemente será lançado um concurso para a operação da rede de transportes públicos urbanos, bem como para um sistema de bicicletas partilhadas com 500 veículos em toda a cidade. Estas são duas vertentes que vão integrar um novo sistema de mobilidade transversal e intermodal, capaz de trazer uma nova vida e uma nova vivência da cidade.

Trata-se de um sistema que integrará todas as peças que definem o movimento das pessoas na cidade. A futura rede alargada de autocarros urbanos será uma peça fundamental, tal como as ligações a parques de estacionamento e interfaces como a estação ferroviária assegurarão facilidade na transição de modo de transporte.

Mas outra dimensão importante será a criação de uma rede de ciclovias circulares que irá abranger todos os quadrantes da cidade, pensadas já em harmonia com projetos de remodelação do espaço pedonal da cidade. Este projeto inclui diversos abrigos de apoio ao longo da rede e a criação de uma estação especial junto ao IPCA para a conversão do público estudantil a esta modalidade de mobilidade, e a instalação de passadeiras inteligentes ao longo da rede.

Mais do que um simples serviço de transportes, este novo sistema será organizado como articulação de todos estes vetores de mobilidade, garantindo a sustentabilidade e a promoção do uso responsável e inteligente dos recursos ao dispor de todos os munícipes.

para sistemas de transportes alternativos, que se querem seguros, eficientes, e competitivos, tendo em conta os interesses sociais, como o respeito pelo ambiente.

O Congresso “A Bicicleta e a Cidade” é organizado pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB) e pela sua congénere espanhola ConBici, em parceria com o Município de Barcelos, sendo um dos mais importantes fóruns europeus de discussão de políticas de promoção da mobilidade ciclável e realiza-se, de dois em dois anos, de forma alternada, em Portugal e em Espanha.

As inscrições estão abertas para o público em geral em https://congressoiberico.fpcub.pt , sendo que para apresentações devem ser feitas até 28 de fevereiro, com notificação da sua aceitação em 15 de março. Os presidentes de Junta têm inscrição gratuita.

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE PARTICIPA NO III CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO DOS ARQUEÓLOGOS PORTUGUESES

O Município de Esposende será representado no III Congresso da Associação dos Arqueólogos Portugueses (III CAAP) com a comunicação "Educação Patrimonial — Um cidadão esclarecido é um cidadão ativo!", na abertura do Bloco Temático 3, dedicado à Didática da Arqueologia. O congresso decorre, virtualmente, entre 19 e 22 de novembro.

congresso arq.jpg

Será apresentada, por Ana Paula Almeida, uma retrospetiva do Projeto de Educação Patrimonial, iniciado em 2003, sendo abordados o Património Arqueológico e a Educação Patrimonial, a Identidade e a Inclusão, aflorando o PASO - Projeto de Arqueologia Sem Obstáculos.

Neste congresso será, ainda, apresentado o estudo sobre "A estátua-menir do Pedrão ou de São Bartolomeu do Mar (Esposende, noroeste de Portugal) no contexto arqueológico da fachada costeira de entre os rios Neiva e Cávado”, por Ana M. S. Bettencourt / Manuel Santos-Estévez / Pedro Pimenta Simões / Luís Gonçalves. Esta intervenção arqueológica contou com o apoio técnico e financeiro do Município de Esposende.

O III CAAP contará com a participação de mais de 350 autores e de cerca de 200 inscritos e realiza-se entre 19 e 22 de novembro, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Devido à situação epidemiológica provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2 e da doença COVID-19, o congresso decorrerá virtualmente, com recurso a videoconferência.

 Os canais utilizados serão as redes sociais da Associação dos Arqueólogos Portugueses e CITCEM (facebook e instagram), canais youtube da AAP e do CITCEM - que irão transmitir em direto - e os respetivos sites das duas instituições.

Para mais informações poderá consultar: https://congresso.arqueologos.pt/ e https://congresso.arqueologos.pt/programa-final/

VIZELA EM CONGRESSO NACIONAL DE HOTELARIA E TURISMO

A convite da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte de Portugal, a Câmara Municipal de Vizela esteve presente numa mostra de produtos regionais que decorreu em Viana do Castelo no dia 20 de novembro, enquadrada no 31º Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo promovido pela Associação de Hotelaria de Portugal.

CNHT Vizela.jpg

Este Congresso é considerado como um dos maiores eventos no calendário nacional do setor, tendo sido a mostra de produtos regionais uma excelente oportunidade de promoção, tendo a Câmara Municipal de Vizela promovido sobretudo o Bolinhol, doce vencedor do Concurso 7 Maravilhas Doces de Portugal, que para além do seu significado histórico, é hoje um elemento importante na dinâmica turística e económica da cidade e do Concelho. 

O espaço utilizado pela Câmara Municipal de Vizela foi visitado por diversas individualidades, nomeadamente o Presidente do Turismo de Portugal, Dr. Luís Araújo, pelo Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Dr. Luís Pedro Martins, e por inúmeros congressistas.

Assim, e dando cumprimento ao previsto no Plano Municipal de Turismo, que considera de enorme importância a promoção de Vizela para potenciar a captação de público, a Câmara Municipal de Vizela mantém a aposta na consolidação da imagem e identidade de Vizela.

PAREDES DE COURA ACOLHE CONGRESSO TRANSFRONTEIRIÇO DE METEOROLOGIA E ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

sábado | 16 nov | Paredes de Coura

A “Meteorologia no Noroeste Peninsular” bem como as “Alterações climáticas no Noroeste peninsular – Passado, presente e cenários futuros” merecem particular atenção no 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas, que sábado, 16 de novembro, reúne em Paredes de Coura alguns dos maiores especialistas da matéria de um e do outro lado da fronteira.

Promovido pelo Município de Paredes de Coura em pareceria com o Agrupamento de Escolas de Freixo, MeteoFreixo e Cenfipe-Centro de Formação e Inovação dos Profissionais de Educação/Escolas do Alto Lima e Paredes de Coura, este 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas tem como propósito reunir diferentes especialistas, de Portugal e Galiza, abordando esta temática em diferentes perspetivas da didática (educação), tecnologia, riscos/proteção civil, arquitetura sustentável, paleoclimas, modelos de previsão e sustentabilidade energética.

Assim, os 120 participantes deste congresso terão pela frente amplos espaços de discussão, divididos em dois painéis, sendo o da manhã mais técnico e dedicado à meteorologia, enquanto que o da tarde será mais abrangente e dedicado às alterações climáticas, impactos e exemplos de resiliência na Euroregião Norte de Portugal/Galiza.

No que toca a principais intervenientes, pelo Centro Cultural de Paredes de Coura vai passar o professor Xacobo de Toro, premiado no ano passado como o quinto melhor professor de ensino público de Espanha, referenciado pela sua inovação pedagógica. A videocriação, a gamificacão, o vídeo interativo através da plataforma Edpuzzle e o clube de ciências são algumas das estratégias na abordagem da meteorologia no meio escolar e que neste congresso o professor Xacobo de Toro vem partilhar.

De destacar também a presença do professor catedrático Luciano Lourenço, da Universidade de Coimbra, reconhecido como o maior investigador de riscos naturais de Portugal. Luciano Lourenço irá apresentar as áreas de risco mais vulneráveis do Norte de Portugal e os seus impactos no meio. Também o professor e geólogo Diamantino Pereira, da Universidade do Minho, vem apresentar os testemunhos geológicos que comprovam os diferentes climas do passado que tivemos no norte de Portugal.

Para além destes reconhecidos especialistas, o 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas também tem a presença de ambientalistas, com destaque para a arquiteta Aline Guerreiro, dirigente da Quercus–Associação Nacional de Conservação da Natureza e com trabalho no âmbito da eficiência energética de edifícios.

Paralelamente às comunicações, também serão apresentados dois projetos escolares de clubes de meteorologia. Um deles é o “MeteoFreixo”, do Agrupamento de Escolas de Freixo, com um grupo de alunos a apresentar a criação de nova função de cálculo de risco de incêndio e geada. O outro trabalho de sucesso é o “Meteo Escolas”, de Vigo, premiado pelos serviços meteorológicos galegos como o melhor projeto escolar.

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS REALIZA CONGRESSO NACIONAL DE FOLCLORE

A Federação do Folclore Português encontra-se a preparar o Congresso Nacional de Folclore para os dias 23 e 24 de novembro de 2019, a ter lugar no Cine-Teatro Alba, em Albergaria-a-Velha, com o seguinte programa:

O movimento folclórico português: caminhos do futuro…

23 de novembro

09h30: Acolhimento

09h45: Momento cultural

10h00: Sessão de abertura

10h30: PAINEL - Os desafios postos ao movimento folclórico nacional

Moderador: António Gabriel - Análise da atual problemática social do movimento associativo português. (reflexão sobre os desafios presentes e futuros do movimento associativo num mundo em transformação e isolamento social. Exemplos de casos concretos e de práticas de sucesso.)

Orador: Dr. Artur Martins (representante da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto) - Associativismo, academia e estudo e preservação do património no mundo atual. Orador: Dr. Francisco Madelino (Presidente da Fundação INATEL)

11h30: Intervalo

11h45: Debate 12h30: Almoço

14h30: - Os caminhos da Federação. (balanço geral dos passos dados pela instituição para se “atualizar” no contexto de um mundo em transformação social.)

Orador: Inspetor Lopes Pires (Presidente da Assembleia Geral da FFP)

15h00: Debate

15h30: Intervenção dos congressistas com apresentações de 5 min relativos à problemática do congresso, mediante inscrição prévia. Cada 2 apresentações serão seguidas de debate.

Moderador: Dr. Ludgero Mendes

19h00: Jantar

21h00: Animação cultural com grupos da região

24 de novembro

10h00: PAINEL - O associativismo e a psicologia

Moderadora: Dra. Maria Emília Francisco O associativismo à luz da psicologia - ameaças e oportunidades (reflexão sobre a sociedade contemporânea, desafios aos grupos de folclore e propostas de atuação para minimizar o alheamento da sociedade perante o associativismo folclórico.)

Orador: Dr. Alfredo Leite

11h00: Intervalo

11h15: Debate

12h00: Almoço

14h00: Apresentação de conclusões do congresso

14h30: Sessão de encerramento do congresso. (Presidente da Assembleia Geral da FFP; Presidente da FFP; Presidente da CM Albergaria)

15h00: Apresentação dos resultados do processo eleitoral da FFP

Capturarcongffp.PNG

MINHOTOS DEBATEM FUTURO DO TURISMO EM PORTUGAL

A APROTURM – Associação dos Profissionais de Turismo do Minho leva a efeito o 1º Congresso dos Profissionais de Turismo, a realizar no Auditório Municipal de Vieira do Minho, nos próximos dias 15 e 16  de  novembro.

1convitejab.jpg

A temática a abordar será “Profissionais de Turismo em Portugal, que futuro?” , temos o privilégio de ter como orador o Dr João Alpuim Botelho, atual diretor do Museu Bordalo Pinheiro, em Lisboa.

O 1º Congresso APROTURM apresenta um amplo painel de especialistas, académicos e profissionais, do setor do turismo, e oferece uma excelente oportunidade de debate sobre a discussão das tendências de mudança que se lhe colocam , nomeadamente as novas necessidades de competências nos seus trabalhadores.

1Programa 1º Congresso logos.jpg

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS REALIZA CONGRESSO NACIONAL DE FOLCLORE

A Federação do Folclore Português encontra-se a preparar o Congresso Nacional de Folclore para os dias 23 e 24 de novembro de 2019, a ter lugar no Cine-Teatro Alba, em Albergaria-a-Velha, com o seguinte programa:

O movimento folclórico português: caminhos do futuro…

23 de novembro

09h30: Acolhimento

09h45: Momento cultural

10h00: Sessão de abertura

10h30: PAINEL - Os desafios postos ao movimento folclórico nacional

Moderador: António Gabriel - Análise da atual problemática social do movimento associativo português. (reflexão sobre os desafios presentes e futuros do movimento associativo num mundo em transformação e isolamento social. Exemplos de casos concretos e de práticas de sucesso.)

Orador: Dr. Artur Martins (representante da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto) - Associativismo, academia e estudo e preservação do património no mundo atual. Orador: Dr. Francisco Madelino (Presidente da Fundação INATEL)

11h30: Intervalo

11h45: Debate 12h30: Almoço

14h30: - Os caminhos da Federação. (balanço geral dos passos dados pela instituição para se “atualizar” no contexto de um mundo em transformação social.)

Orador: Inspetor Lopes Pires (Presidente da Assembleia Geral da FFP)

15h00: Debate

15h30: Intervenção dos congressistas com apresentações de 5 min relativos à problemática do congresso, mediante inscrição prévia. Cada 2 apresentações serão seguidas de debate.

Moderador: Dr. Ludgero Mendes

19h00: Jantar

21h00: Animação cultural com grupos da região

24 de novembro

10h00: PAINEL - O associativismo e a psicologia

Moderadora: Dra. Maria Emília Francisco O associativismo à luz da psicologia - ameaças e oportunidades (reflexão sobre a sociedade contemporânea, desafios aos grupos de folclore e propostas de atuação para minimizar o alheamento da sociedade perante o associativismo folclórico.)

Orador: Dr. Alfredo Leite

11h00: Intervalo

11h15: Debate

12h00: Almoço

14h00: Apresentação de conclusões do congresso

14h30: Sessão de encerramento do congresso. (Presidente da Assembleia Geral da FFP; Presidente da FFP; Presidente da CM Albergaria)

15h00: Apresentação dos resultados do processo eleitoral da FFP

Capturarcongffp.PNG

VIZELA PARTICIPA NO CONGRESSO NACIONAL DE HOTELARIA E TURISMO

No seguimento da nova estratégia de consolidação da imagem e identidade do Concelho de Vizela como destino turístico privilegiado, a Câmara Municipal vai participar no Congresso Nacional de Hotelaria e Turismo.

CONGRESSO 3.jpg

Vizela vai participar a convite da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte de Portugal, através da promoção do Bolinhol, da gastronomia e dos vinhos vizelenses, numa mostra de produtos regionais que decorrerá em Viana do Castelo no dia 20 de novembro, enquadrada no 31º Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo promovido pela Associação de Hotelaria de Portugal.

Considerado como um dos maiores eventos no calendário nacional do setor, onde é esperada a presença de mais de 400 congressistas, na sua maioria hoteleiros de todo o país, esta é uma excelente oportunidade de promoção da Região e de estímulo ao contato entre agentes económicos, nomeadamente de negócios relacionados com o produto Gastronomia e Vinhos.

 Assim, e dando cumprimento ao previsto no Plano Municipal de Turismo, que considera de enorme importância a promoção de Vizela para potenciar a captação de público, a Câmara Municipal de Vizela mantém a aposta na consolidação da imagem e identidade de Vizela.  

FAMALICÃO RECEBE CONGRESSO MUNDIAL DO TÊXTIL

Maior congresso têxtil mundial de sempre começou em Vila Nova de Famalicão. Cidade Têxtil de Portugal recebeu congressistas de 30 países do ITMF 2019

Perto de 400 congressistas de 30 países deram em Vila Nova de Famalicão o pontapé de saída para a realização do maior congresso têxtil mundial que decorre no Porto até amanhã, 22 de outubro, com organização da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. O encontro anual da International Textile Manufacturers Federation (ITMF) começou com uma deslocação dos participantes à Cidade Têxtil de Portugal com uma cerimónia de receção realizada neste domingo, 20 de outubro, no Palácio da Igreja Velha, em Vermoim.

AFS_9725.jpg

A Convenção ITMF é um congresso de partilha e troca de informações, debate de ideias e networking, sendo os temas escolhidos os mais emergentes na indústria têxtil, antecipando as estratégias e desafios de futuro. Segundo Mário Jorge Machado, presidente da ATP, a edição deste ano é “a maior convenção de sempre da ITMF e tem um foco muito especial no que se está a fazer no têxtil em Portugal”.

O Presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, deu as boas vindas dos congressistas ao “coração do têxtil português” e apresentou-lhes um município preparado para acolher e fazer crescer novos investimentos internacionais do setor, hipótese que o sul coreano Kihak Sung, presidente do ITMF, não descurou, notoriamente entusiasmado pela forma como Vila nova de Famalicão recebeu os congressistas.

A ITMF é uma associação internacional para a indústria têxtil mundial, com sede na Suiça e com a filiação de 34 associações e 74 empresas. Dedica-se ao intercâmbio e partilha de informação entre os seus membros, empresas têxteis e de vestuário. Realiza as suas reuniões magnas desde 1904, sendo esta a terceira vez que Portugal  recebe a “ITMF Convention”, depois de 1969 e 1993. Uma clara demonstração da “dinâmica e importância que a indústria têxtil e vestuário portuguesa ganhou no negócio global do setor”, regista o diretor-geral da ATP, Paulo Vaz.

AFS_9756.jpg

AFS_9804.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ RECEBE I CONGRESSO INTERNACIONAL PARA A REVITALIZAÇÃO DO MUNDO RURAL

10 a 12 de Outubro, 2019 - Casa das Artes, Arcos de Valdevez

De 10 a 12 de outubro a Casa das Artes concelhia receberá o congresso final do RevitAgri-PNPG, intitulado de I Congresso Internacional para a Revitalização do Mundo Rural.

revitagri.jpg

Este congresso tem como principal objetivo promover o agronegócio existente no mundo rural. Nesse sentido o congresso contará com oradores (nacionais e internacionais), que pela sua vasta experiência mostrarão diferentes pontos de vista e novas estratégias, deixando certamente recomendações para um futuro próspero do agronegócio no PNPG. No final do congresso haverá uma visita pelo PNPG.

O projeto RevitAgri-PNPG consiste numa análise das empresas de agronegócio do PNPG, relativamente ao seu potencial de inovação, à melhoria dos circuitos de comercialização e à identificação de redes de cooperação que visem uma maior rentabilização dos recursos e uma melhoria de posicionamento dos produtos no mercado.

As inscrições devem ser efetuadas neste link: https://skyros-congressos.pt/revitagri2019/

BARCELOS ACOLHE CONGRESSO INTERMUNICIPAL SOBRE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS

3.º Congresso Intermunicipal sobre Proteção de Crianças e Jovens

As Comissões de Proteção de Crianças e Jovens de Esposende, Barcelos, Vila Nova de Famalicão e Vila Verde, com o apoio dos respetivos Municípios, vão promover o 3.º Congresso Intermunicipal sobre Proteção de Crianças e Jovens, que decorrerá nos próximos dias 17 e 18 de outubro, no Auditório Municipal de Barcelos.

CICPCJ.jpg

Subordinado à temática “Dicotomias e desafios da proteção no espaço público e no espaço privado”, o evento procurará, através da presença de diversos especialistas, fomentar o aprofundamento de conhecimentos e a partilha e análise de práticas no âmbito da proteção da infância e da juventude, bem como promover o espírito de articulação e a concertação interinstitucional neste domínio.

Este congresso dirige-se, particularmente, a profissionais cujas funções contemplem a investigação e/ou intervenção com crianças e jovens em risco ou perigo e suas famílias. O programa integra diversas conferências e sessões temáticas orientadas para os domínios dos direitos das crianças, da justiça, dos media, da parentalidade, dos perigos e vitimação no espaço virtual, da avaliação do risco familiar, do tráfico de seres humanos, das crianças refugiadas, assim como para novas formas de intervenção pessoal e familiar, tais como a musicoterapia, o mindfulness, o storytelling, o psicodrama e o sociodrama.

Esta terceira edição do Congresso Intermunicipal sobre Proteção de Crianças e Jovens contará com a participação de diversas individualidades, nomeadamente da Presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, Rosário Farmhouse, do Juiz Conselheiro Jubilado, Armando Leandro, do Procurador da República Jubilado, Rui do Carmo, da Coordenadora do Gabinete da Família, da Criança e do Jovem da Procuradoria-Geral da República, Helena Gonçalves, do Presidente do Conselho de Deontologia do Porto da Ordem dos Advogados, Francisco Vellozo Ferreira e do Diretor do Centro Distrital de Braga do Instituto da Segurança Social, I.P., João Ferreira. Participarão igualmente representantes de entidades tão diversas como a Polícia Judiciária, Associação para o Planeamento da Família, Centro Hospitalar do Porto, Junta de Andaluzia e a Diputación Provincial de Cádiz, e vários professores e investigadores das universidades do Minho, do Porto, de Aveiro, da Nova de Lisboa, da Católica, do Instituto Superior Miguel Torga, do ISMAI, e do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, bem como representantes dos Municípios envolvidos na organização.

O programa do evento poderá ser consultado na página oficial do Congresso, em https://3cipcj.wixsite.com/2019

Esta ação pretende também constituir-se como um contributo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas.