Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO ARCUENSE APOIA A MODERNIZAÇÃO DO COMÉRCIO TRADICIONAL COM 150 MIL EUROS

IMG-20240208-WA0002.jpg

O Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez celebrou contratos de apoio financeiro para a modernização do comércio, no valor global de 150 mil euros, beneficiando um total de 15 estabelecimentos comerciais, com um investimento global previsto de 380 mil euros.

Este programa foi dirigido aos comerciantes de todo o concelho de Arcos de Valdevez. As candidaturas apresentadas abrangem diversas áreas do comércio a retalho desde eletrodomésticos, produtos médicos e farmacêuticos, vestuário, mercearia, plantas e flores, bricolage e papelaria.

Este Programa Municipal de Apoio à Modernização Comércio (PROCOM) já conta com três edições de sucesso, totalizando um apoio municipal no valor de 535 mil euros atribuído a 55 estabelecimentos comerciais, com um investimento global de 1,1 milhões de euros.

A Câmara Municipal Arcuense com o PROCOM - Programa Municipal de Apoio à Modernização Comércio, que é uma iniciativa inédita a nível municipal pretende apoiar a criação, expansão e modernização das micro e pequenas empresas do comércio local, contribuindo assim, para a fixação de pessoas e empresas e para dinamização da atividade empresarial e económica em todo o concelho de Arcos de Valdevez.

IMG-20240208-WA0006.jpg

IMG-20240208-WA0008.jpg

IMG-20240208-WA0013.jpg

IMG-20240208-WA0014.jpg

IMG-20240208-WA0017.jpg

IMG-20240208-WA0018.jpg

IMG-20240208-WA0019.jpg

IMG-20240208-WA0023.jpg

MUNICÍPIO ARCUENSE APOIA COM 150 MIL EUROS 15 CANDIDATURAS À MODERNIZAÇÃO DO COMÉRCIO

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez aprovou um apoio municipal de 150 mil euros a 15 candidaturas à 3ª Edição do PROCOM para a Modernização do Comércio, com um investimento global previsto de 380 mil euros.

Este programa foi dirigido aos comerciantes de todo o concelho de Arcos de Valdevez. As candidaturas apresentadas abrangem diversas áreas do comércio a retalho desde eletrodomésticos, produtos médicos e farmacêuticos, vestuário, mercearia, plantas e flores, bricolage e papelaria.

De lembrar que o PROCOM já conta com três edições de sucesso, com o apoio municipal a 55 estabelecimentos comerciais do concelho, no valor de 535 mil euros, e com um investimento global dos projetos de investimento superior a 1,1 milhões de euros.

A Câmara Municipal pretende com o PROCOM apoiar a criação, expansão e modernização das micro e pequenas empresas do comércio local, contribuindo assim, para a fixação de pessoas e empresas e para dinamização da atividade empresarial e económica em todo o concelho de Arcos de Valdevez.

arc.jpg

AS MELHORES COMPRAS DE NATAL SÃO NO COMÉRCIO LOCAL DE VALENÇA

Esta época festiva é propícia às compras em família. Se procura aquela prenda especial ou aquele detalhe natalício, o nosso comércio local é a escolha perfeita pois proporciona uma experiência única a quem gosta de realizar compras num ambiente encantador.

Mais uma vez, ao realizar as suas compras no nosso comércio local habilita-se a ganhar um dos 10 prémios no valor de 100€ para utilizar nas lojas aderentes.

Por isso, optem pelo nosso comércio tradicional na hora de fazerem as suas compras de Natal.

Esta campanha está inserida na programação VALENÇA É NATAL, do Município de Valença em parceria com a Delegação de Valença da Associação Empresarial de Viana do Castelo.

Visite-nos e desfrute dos encantos natalícios da nossa cidade!

ComprasdeNatal.jpg

AUTARQUIA BARQUENSE RENOVA CAMPANHA “NESTE NATAL, COMPRE NO COMÉRCIO LOCAL”

A Câmara Municipal de Ponte da Barca reitera o seu compromisso com as famílias barquenses e o comércio local ao renovar a iniciativa "Neste Natal, Compre no Comércio Local". A campanha, que decorrerá de 8 de dezembro de 2023 a 15 de janeiro de 2024, visa apoiar a comunidade, incentivar o espírito natalício e dinamizar a economia local.

Para além da entrega de vales de compras a famílias referenciadas pelo Serviço de Ação Social incentivando-as a comprar no comércio local de Ponte da Barca, a autarquia promove ainda um sorteio para a população em geral.

Assim, serão atribuídos cupões às lojas aderentes que serão distribuídos pelos clientes (no valor mínimo de 10€ por compra), sendo dez o número máximo de cupões a atribuir por cada compra.

Este sorteio, que visa premiar a preferência pelo comércio local, acontecerá no final da campanha, a 24 de janeiro, e distribuirá 10 prémios atrativos:

- 1º prémio de 800€;

- 2º prémio de 750€;

- 3º prémio de 500€;

- 4º prémio 250€;

- 5º prémio 200€;

- 6º ao 10º prémio de 100€

“Queremos fortalecer o tecido comercial de Ponte da Barca e, ao mesmo tempo, garantir que as famílias da nossa comunidade tenham um Natal mais especial”, refere o autarca de Ponte da Barca, Augusto Marinho, sublinhando que “esta campanha é uma forma tangível de unir esforços e construir um espírito natalício de solidariedade e prosperidade para todos."

Mais informações sobre a campanha e as normas de participação podem ser consultadas no site da Câmara Municipal através do link https://www.cmpb.pt/ver.php?cod=0A0Z

406565517_336265139152874_4674451629697327946_n.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ APOIA MODERNIZAÇÃO DO COMÉRCIO TRADICIONAL

3ª Edição do PROCOM - Programa Municipal de Modernização do Comércio em Arcos de Valdevez com 17 candidaturas

Na sequência do lançamento, pela Câmara Municipal da 3ª Edição do PROCOM - Programa de Apoio à Modernização do Comércio em Arcos de Valdevez, concorreram 17 empresas do comércio tradicional, com um investimento global previsto, na ordem dos 420 mil euros.

arvaldev (1).jpg

Este programa foi dirigido aos comerciantes de todo o concelho de Arcos de Valdevez. As candidaturas apresentadas abrangem diversas áreas do comércio a retalho desde eletrodomésticos, equipamentos informáticos, produtos médicos e farmacêuticos, vestuário, mercearia, bricolage e papelaria.

De lembrar que o PROCOM já conta com duas edições de sucesso, através das quais a Câmara Municipal apoiou 40 estabelecimentos comerciais do concelho, em cerca de 350 mil euros, e com um investimento global dos projetos superior a 700 mil euros.

A Câmara Municipal pretende com esta iniciativa apoiar a criação, expansão e modernização das micro e pequenas empresas do comércio local, contribuindo assim, para a fixação de pessoas e empresas e para dinamização da atividade empresarial e económica em todo o concelho de Arcos de Valdevez.

arvaldev (2).jpg

arvaldev (3).jpg

arvaldev (4).jpg

BARCELOS DEFENDE NOVO REGIME DE GARANTIAS NO COMÉRCIO

ACIB, CIAB, CMB apresentam aos empresários o novo regime de garantias no Comércio

Num seminário técnico organizado em conjunto pela ACIB-Associação Comercial e Industrial de Barcelos, CIAB – Tribunal Arbitral de Consumo e a CMB – Câmara Municipal de Barcelos foram apresentadas as novas regras da lei das garantias, o regime jurídico do livro de reclamações e os mecanismos legais para a resolução de conflitos de consumo.

Seminário.jpg

Na abertura, João Albuquerque, Presidente da ACIB, enfatizou a importância do conhecimento das regras por parte dos comerciantes e destacou a parceria com o CIAB e o apoio da CMB ao Comércio.

Para João Albuquerque "é importante a presença dos Comerciantes e prestadores de serviços neste tipo de seminários pois dá maior conhecimento aos operadores e consequentemente melhor serviço aos consumidores". "A presença neste evento do Sr. Chefe de Gabinete do Presidente da CMB é de realçar e traduz o espírito de parceria entre as Instituições".

Jorge Frias, Chefe de Gabinete do presidente da CMB expressou a sua satisfação pela realização deste evento e destacou as múltiplas vantagens do Tribunal Arbitral de Consumo – CIAB, que é de serviço, apoio e uso gratuito. Para Jorge Frias "o comércio no concelho de Barcelos é importante e estas ações veem reforçar a sua qualidade"!

O Seminário teve a apresentação temática a cargo do Dr. Fernando Viana, Diretor Executivo do CIAB e da Dr.ª Délia Silva, jurista da ACIB.

FAMALICÃO RECEBE “PRÉMIO DE PROMOÇÃO ECONÓMICA” ATRIBUÍDO PELA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO-CHINESA”

A missão empresarial que, em maio último, levou uma comitiva de cerca de três dezenas de pessoas representativas de instituições de ensino, associações empresariais, centros tecnológicos, centros de formação e empresas do concelho famalicense à China, foi reconhecida pela Câmara de Comércio e Indústria Luso Chinesa com o “Prémio de Promoção Económica”.

DSC_5569.JPG

A deslocação, a convite da Embaixada da China em Portugal e da Universidade Têxtil de Wuhan, pretendeu dar a conhecer o que de melhor se faz em Famalicão no setor têxtil, promovendo a indústria e o sistema científico e tecnológico, e nesse contexto criar oportunidades para futuras relações entre os agentes dos dois países.

“É um reconhecimento que nos orgulha, e que espelha o sucesso da missão, não só pela partilha e pelo conhecimento do que se faz na china mas também do que daí advém de projetos comuns, de investimento ou de exportação, que se venham a concretizar”, referiu Augusto Lima, vereador da Economia e Empreendedorismo, que em representação do município recebeu o galardão, entregue na passada quarta-feira, 8 de novembro, no decorrer da Gala Portugal-China.

“O Grupo TMG é a empresa portuguesa com maior investimento em curso na China, e recordo que dessa missão empresarial foram encetados diversos contatos para partilha de conhecimento nomeadamente nas aplicações dos têxteis à saúde, ao setor automóvel, ao desporto e proteção, áreas de investigação privilegiada da Universidade Têxtil de Wuhan na China, áreas em que Famalicão é também referência industrial no setor” acrescentou Augusto Lima, reforçando que “o potencial que encerra a relação bilateral entre os dois países é enorme e este prémio pode contribuir para que olhem para nós como um território com todas as condições para atrair investimento”.

Refira-se que a Gala Portugal – China atribuiu galardões de Mérito Empresarial a empresas e instituições que contribuíram para reforço dos laços económicos entre os dois países, numa iniciativa que assinalou também os 45 anos da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa.

BRAGA: COMÉRCIO EXTERIOR DO BRASIL GANHA FORÇA NO CENÁRIO DA CPLP ATRAVÉS DAS AÇÕES DA FUNCEX EUROPA

  • Crónica de Ígor Lpes

O escritório europeu da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (FUNCEX) tem intensificado a sua agenda em Portugal, país que escolheu para receber a sua internacionalização, há pouco mais de um ano. Dois dos principais objetivos desta Fundação, que tem a sua sede no Brasil, são “prestar serviços técnicos e formar profissionais com capacidade na área do comércio exterior do Brasil”.

No dia 22 de setembro, a FUNCEX Europa participou na primeira Feira de Empregos para Profissionais do Turismo de Braga, norte de Portugal, em parceria com a Associação de Profissionais de Turismo do Minho (APROTURM), a Academia de Formação (SABFORMA) e a SONAE SIERRA. Uma iniciativa que decorreu com o apoio do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP – Braga) e da Câmara Municipal de Braga.

Este evento teve lugar no Mercado Municipal da Cidade, no espaço SONAE SIERRA, onde foram realizadas entrevistas entre empregadores e profissionais de turismo, com o objetivo de aproximar a oferta e a procura, gerando empregos de forma mais rápida e fluida. Além disso, também existe o interesse de atrair profissionais de outros países que moram na região de Braga.

Segundo Bruno Gutman, diretor Norte da FUNCEX Europa, há muitos imigrantes em busca de trabalho e o turismo necessita desses “profissionais qualificados e que, em alguns casos, já têm experiência na área”.

Já para o diretor geral da FUNCEX Europa, Higor Ferro Esteves, a instituição cumpre o seu objetivo de “apoiar o comércio exterior do Brasil […] através do direcionamento da mão de obra qualificada brasileira” na Feira de Empregos em Braga.

“Com isso, a FUNCEX Europa atua como um agente económico local e contribui para o desenvolvimento das regiões e dos países em que tem atuação”, afirmou Higor Ferro Esteves.

Nesse mesmo dia, esta Fundação também marcou presença no Brasil Transport Invest, uma conferência que apresentou a nova política de concessões rodoviárias e ferroviárias do governo brasileiro, assim como as oportunidades de investimento e o cenário geral da infraestrutura dos transportes no novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O evento promoveu o encontro de negócios e diálogos entre os setores publico e privado, especialistas e estudantes do Brasil e de Portugal.

No dia seguinte, 23 de setembro, a equipa da FUNCEX Europa esteve no Congresso “Liberdade, Meio Ambiente e Justiça”, um evento organizado pelo Supremo Tribunal de Justiça de Portugal para comemorar o 190º aniversário da sua instalação no edifício onde se encontra até hoje, em parceria com a Comunidade de Juristas de Língua Portuguesa (CJLP).

A Confederação Empresarial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP), da qual a Funcex é a vice-presidente, também esteve presente no evento a convite do secretário-geral da CJLP, Nelson Faria de Oliveira.

Nelma Fernandes, presidente da CE-CPLP, fez uma intervenção no congresso, abordando questões da mobilidade de pessoas, bens e serviços na CPLP.

No início do mês, a Funcex Europa foi uma das entidades participantes no seminário “Brasil em Portugal – Integrar, Investir e Aprender”, que decorreu no dia 7 de setembro, nas instalações da Escola Profissional do Fundão, região Centro de Portugal. O objetivo desta iniciativa foi discutir a crescente chegada da comunidade brasileira à região e os desafios e oportunidades do novo perfil de migrantes que hoje vivem, estudam e investem em Portugal. Um evento que contou com realização da Casa do Brasil – Terras de Cabral e da Câmara Municipal do Fundão, com chancela da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas. Ao todo, quatro painéis reuniram especialistas, autoridades, empresários e membros da comunidade brasileira e luso-brasileira. Neste evento, a FUNCEX Europa sublinhou os esforços da entidade em auxiliar na atração e adaptação de empresas do Brasil em solo europeu no contexto da CPLP.

445d278b-c846-4061-85bf-0a1dc69846ca (2).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ APOIA COMÉRCIO LOCAL

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez aprovou a abertura da 3ª Edição do Programa de Apoio ao Comércio de Arcos de Valdevez – PROCOM 2023, com data de abertura das candidaturas de 15 de julho, até dia 30 de setembro e com dotação orçamental de 150.000,00 euros.

Com esta iniciativa de apoio às empresas locais, a Câmara Municipal pretende dinamizar a atividade económica, contribuir para que o concelho seja mais atrativo à realização de investimentos e promover a criação de riqueza e de emprego, contribuindo assim, para a fixação e atração de pessoas e empresas e melhoria da qualidade de vida dos arcuenses.

Por outro lado, considerando a necessidade de casas para arrendamento, sobretudo para as famílias com menos recursos financeiros e a existência de muitos proprietários que possuem casas vazias, as quais, poderiam ser disponibilizadas para arrendamento a preços mais acessíveis, aprovou, ao abrigo do Regulamento do Programa Municipal «Renda Acessível em Valdevez - RAV» um concurso público para o arrendamento de 10 fogos de habitação.

ACIB FORTALECE RELAÇÕES COM O BRASIL NA ÁREA EMPRESARIAL

ACIB abre portas na área de São Paulo: Acordo de Cooperação abre caminho às Parcerias Empresariais

A ACIB – Associação Comercial e Industrial de Barcelos, e a ACISBEC - Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo, assinaram um protocolo de colaboração visando fortalecer as ligações entre Portugal e o Brasil na área empresarial.

Protocolo (2).jpg

Para João Albuquerque, presidente da ACIB, “este protocolo vai permitir receber aqui na região o investimento brasileiro com o acompanhamento da ACIB garantindo a melhor qualidade na informação e seguimento bem como na criação de condições para que se possa efetivar”.

Reafirmando a importância do acompanhamento aos empresários, João Albuquerque destaca a relevância de se criarem áreas de apoio e exposições reciprocas permitindo fomentar as exportações dos produtos da nossa região no mercado Brasileiro.

Na sua intervenção Valter Moura presidente da ACISBEC destacou a diferença que constitui para os dois países que duas importantes Associações Empresariais decidam criar condições para atrair investimentos e aumentar exportações de forma reciproca.

Apresentando a Região de São Bernardo do Campo, mas também da grande São Paulo, deu nota de muitas potencialidades que a região oferece para se criarem parcerias, com destaque para a Industria Têxtil.

Neste evento a ACIB assinou também um protocolo com a UAI – União, Apoio e Integração, com o objetivo de facilitar a intervenção desta Associação no concelho de Barcelos e assim melhor acompanhar a comunidade brasileira em Barcelos facilitando a sua integração e formação.

No âmbito deste protocolo a UAI fará atendimento à Comunidade brasileira nas instalações da ACIB.

No encerramento da Sessão, Mário Constantino, presidente da Câmara Municipal de Barcelos felicitou as duas Associações Empresariais pelo importante passo que estavam a dar ao assinar o protocolo de cooperação e descreveu as muitas potencialidades para o investimento no concelho de Barcelos.

O presidente da CMB enfatizou a importância das estratégias em parceria e o muito que se pode fazer pelo desenvolvimento dos dois territórios.

protocolo2.jpg

protocolo3 (4).jpg

FAMALICÃO: VALIDAÇÃO DE COMPETÊNCIAS PARA PROFISSIONAIS LIGADOS AO COMÉRCIO

O Centro Qualifica de Vila Nova de Famalicão vai realizar ações de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC) para profissionais de Comércio, com experiência comprovada na área de Comércio, e que pretendam obter a Qualificação Profissional  numa das seguintes saídas profissionais: Técnico/a Comercial, Técnico/a de Vendas ou Técnico/a de Vitrinismo, através do Centro Qualifica de Famalicão.

AFS_4318_2.jpg

As ações, totalmente gratuitas, vão decorrer uma vez por semana, às quartas-feiras, das 19h às 20h30, nas instalações do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, em Famalicão.

Para esta ação podem candidatar-se adultos com idade igual ou superior a 18 anos e que detenham experiência profissional relevante para a obtenção de uma qualificação. As inscrições podem ser feitas até 31 de maio em https://forms.office.com/e/P9PbEp4nSK .

Recorde-se que o processo RVCC é a modalidade que mais tem contribuído para o aumento efetivo dos níveis de qualificação de adultos. Através do Centro Qualifica de Vila Nova de Famalicão, promovido pela Câmara Municipal, ao longo dos últimos anos milhares de famalicenses aumentaram a sua escolaridade e o seu nível de qualificação graças a este processo de certificação.

Mais informações sobre o processo de RVCC no Centro Qualifica de Famalicão encontram-se disponíveis em: www.famalicaoeducativo.pt/_centro_qualifica_apresentacao

FAMALICÃO: PAN CONSIDERA PURA INSENSATEZ A CONSTRUÇÃO DE MAIS UMA ZONA COMERCIAL NO CENTRO DA CIDADE

A Comissão Política Concelhia do PAN Famalicão, após publicação de uma notícia num órgão de comunicação local - Notícias de Famalicão - relativa a um projeto para a zona envolvente ao hospital de Famalicão, considera que, esta intenção do executivo permitir a construção de mais uma zona comercial, revela uma falta de visão a longo prazo, um puro desequilíbrio nas políticas públicas locais e uma completa insensatez da maioria PSD/CDS.

Temos graves problemas de mobilidade, quer no centro de Famalicão quer nas zonas adjacentes, e esta maioria continua a ignorar o problema que tem em mãos, e ainda piora, criando mais espaços que potenciam o problema. Isto, para nós, ultrapassa qualquer bom senso.” critica a porta-voz Sandra Pimenta, acrescentando "questionamos que visão é esta que continua a querer artificializar tudo que existe, a transformar Famalicão num depósito de  pavilhões, e ainda potenciar áreas comerciais de grandes marcas internacionais, que aniquila o comércio tradicional local.”

O partido considera que se está a assistir a uma destruição massiva das zonas verdes existentes da cidade, sem qualquer pudor. Para além disso, esta proposta faz com que todas as entradas da cidade fiquem ocupadas com áreas de comércio e serviço que não trazem qualquer marca distintiva ou diferenciadora à cidade.

Numa tentativa de consultar o processo, cuja consulta pública está a decorrer, e cuja publicação foi a 2 de março, o partido não encontrou o mesmo disponível no site da Câmara Municipal, tendo dirigido esta manhã um email a exigir a sua publicação. Algo que veio a acontecer há momentos.

“A própria estratégia de comunicação do município é, no mínimo, de má-fé. Anunciar a criação de um parque de estacionamento disponível para os utentes do hospital, que na prática vemos tratar-se do estacionamento de uma das referidas unidades comerciais, é insultuoso para a inteligência dos e das famalicensesA motivação desta Unidade de Execução não é melhorar a acessibilidade ao hospital, mas sim abrir um nova frente comercial e urbana numa zona já de si muito problemática.” conclui a porta-voz.

VALENÇA QUER OUVIR EMPRESÁRIOS E CONSUMIDORES PARA MODERNIZAR COMÉRCIO DA FORTALEZA

A Câmara Municipal de Valença vai auscultar empresários e consumidores sobre o que pensam do comércio e serviços na Fortaleza e recolher sugestões de modernização.

A iniciativa insere-se no projeto de implementação do Bairro Comercial Digital da Fortaleza de Valença.

𝗦𝗲 𝗲́ 𝗲𝗺𝗽𝗿𝗲𝘀𝗮́𝗿𝗶𝗼 𝗲 𝗾𝘂𝗲𝗿 𝗱𝗮𝗿 𝗮 𝘀𝘂𝗮 𝗼𝗽𝗶𝗻𝗶𝗮̃𝗼 𝗽𝗼𝗱𝗲 𝗮𝗰𝗲𝗱𝗲𝗿 𝗮 :

https://docs.google.com/.../1FAIpQLSc8aGPXlhsDEk.../viewform

A opinião dos empresários da Fortaleza de Valença é importante nesta fase de avaliação prévia de impacto do projeto.

𝗦𝗲 𝗲́ 𝗰𝗼𝗻𝘀𝘂𝗺𝗶𝗱𝗼𝗿 𝗽𝗼𝗱𝗲 𝗱𝗮𝗿 𝗼 𝘀𝗲𝘂 𝗰𝗼𝗻𝘁𝗿𝗶𝗯𝘂𝘁𝗼 𝗲𝗺:

https://docs.google.com/.../1FAIpQLSeZC9xASdZrES.../viewform

Este projeto piloto pretende melhorar a experiência de compra e atrair mais pessoas para os principais eixos comerciais da Fortaleza, numa combinação entre o físico e o digital, através da utilização das novas tecnologias.

A digitalização da economia, do espaço público e a dinamização e valorização destes setores de atividade é fundamental para acompanhar os novos hábitos e padrões de consumo.

Os Bairros Comerciais Digitais pretendem ser uma medida impulsionadora do crescimento econômico dos setores dominantes na Fortaleza de Valença, da sua modernização, inovação e adequação às novas tendências de consumo.

A concretização deste projeto implica uma parceria entre o Município de Valença, a CEVAL - Confederação Empresarial do Alto Minho e a Associação Empresarial de Valença.

ValençaBairroDigital.jpg

PARLAMENTO EUROPEU APOIA PELA PRIMEIRA VEZ INICIATIVA SOBRE O COMERCIO LOCAL

Iniciativa teve participação da ACIB

O plenário do Parlamento Europeu apoiou esta na semana passada, por ampla maioria, a proposta promovida pela Federação Europeia do Comercio “ Vitrines d'Europe”, de criar uma Capital Europeia do Comércio Local. A proposta foi apresentada em conjunto com os colegas da Barcelona Comercio.

Vitrine 2023.jpg

A ACIB é Vice-Presidente nas Vitrines d´Europe e integrou a equipa de trabalho que consolidou a proposta final.

Com o apoio desta iniciativa de cidadania, o Parlamento Europeu procura revitalizar e modernizar os modelos de negócio no comércio a retalho, pois recorda que 99% das empresas europeias são PME que empregam perto de cem milhões de pessoas. E muito particularmente procura apoiar as empresas do comércio local.

Desta forma, o Parlamento Europeu pede à Comissão Europeia que elabore uma proposta de Capital Europeia do Comércio de Proximidade (Comércio Local) que tenha como objetivo destacar o “papel fundamental” desempenhado pelo comércio local a retalho na coesão social e na promoção e proteção da diversidade das cidades, vilas e regiões europeias.

Além disso, insta o Executivo comunitário a apresentar um programa específico que garanta rubricas orçamentais que contribuam diretamente para ajudar e colmatar os desafios e problemas do comércio local, como a concorrência desleal, o comércio eletrônico e as pressões decorrentes do aumento do custo da energia e da inflação.

Para João Albuquerque, Presidente da ACIB e Vice – Presidente das Vitrines d’Europe, “este é um momento histórico para o Comercio Local pois pela primeira vez o Parlamento Europeu pronuncia-se favoravelmente por este tipo de Comercio e reconhece a sua importância estratégica.

Refere igualmente “que esta aprovação pelo Parlamento Europeu vem confirmar a defesa rigorosa e profissional que a ACIB faz do Comércio Local, bem como todo o seu trabalho nas instâncias europeias e na cooperação com outras congéneres”.

O Presidente da ACIB espera que este reconhecimento por parte do Parlamento Europeu sirva de orientação para decisões locais e nacionais em favor do Comércio Local. Apoiar o Comércio Local é afinal construir uma melhor Europa económica e social.

Se o Executivo Comunitário apoiar a sua criação, esta será a primeira capital europeia nascida da sociedade civil.

Esta proposta contribuirá a assegurar a sobrevivência do modelo de cidade europeia com bairros revitalizados, capazes de preservar a nossa forma de viver e evitar a desertificação comercial que ameaça a nossa identidade de cidades da Europa e fomentar a coesão social.

O Parlamento Europeu instou a Comissão a apoiar e ajudar ativamente o ecossistema do pequeno comércio, aligeirando as cargas administrativas e potenciando a promoção do Comércio local com o objetivo de reforçar a dimensão urbana da política de coesão.

Igualmente instou os Estados Membros a promover incentivos fiscais para os pequenos comerciantes.  

A Euro câmara propõe que a Capital Europeia do Comercio de Proximidade ( local) seja escolhida anualmente por um conselho constituído por associações empresariais locais, empresários e outros interessados.

A cidade  escolhida sediará conferências e outros eventos sobre questões comerciais atuais, como digitalização e questões ambientais.

A ACIB enquanto integrante deste projeto e iniciativa pugnará pela sua realização em Portugal.

O objetivo final é promover o comércio a retalho local e contribuir para a consciência coletiva  da sua importância económica e social uma vez que, segundo os eurodeputados, a falta de comércio local pode contribuir para a degradação social, económica e física dos centros e bairros das cidades, bem como o despovoamento nas áreas rurais.

A Capital Europeia do Comércio Local pode ser também uma oportunidade para os comerciantes locais se fazerem ouvir nas instituições europeias e defender os interesses do setor face às plataformas digitais de venda que ameaçam a sustentabilidade económica do setor.

www.vitrinesdeurope.eu

Mais Informações:     apoio@acib.eu / Tlf: 253821935

TERRAS DE BOURO: O NATAL VOLTA A BRILHAR PARA O COMÉRCIO LOCAL

Sorteio dos vencedores da campanha "Compre no comércio local de Terras De Bouro”…“ O Natal  Volta a Brilhar ...”

IMG_7740.JPG

No âmbito da campanha "Compre no comércio local de Terras De Bouro”… “ O Natal  Volta a Brilhar ...”, promovida pela AEVH - Associação Empresarial Vale do Homem e com o apoio do Município de Terras de Bouro, decorreu a 30 de janeiro, nos Paços do Concelho, o sorteio que visou premiar aqueles que fizeram as suas compras natalícias no comércio local de Terras de Bouro. O momento contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Manuel Tibo, e do Presidente da AEVH - Associação Empresarial Vale do Homem, José Manuel Lopes.

Conheça aqui os vencedores!!!

Parabéns a todos os envolvidos!!!

1º Prémio - Marta Soares (Carvalheira)

2º Prémio - José Pires (Vila Verde)

3º Prémio - Marisa Marques (Gerês)

4º Prémio – Marta Soares (Carvalheira)

5º Prémio - Paula Capela (Gerês)

6º Prémio - Conceição Branco (Boa Vista)

7º Prémio - Pedro Barroso (Sta. Isabel do Monte)

8º Prémio - Manuel António Marques (Chã-da-Ermida)

9º Prémio - Maria Príncipe (Chã-da-Ermida)

10º Prémio - Gonçalo Pereira Machado (Vila Verde)

11º Prémio - Teresa Martinho (Souto)

12º Prémio - Manuel António Pinto (Covide)

IMG_7742.JPG

IMG_7743.JPG

IMG_7758.JPG

ARCOS DE VALDEVEZ: PROCOM – APOIO AO COMÉRCIO DE ARCOS DE VALDEVEZ FOI UM SUCESSO

A Câmara Municipal criou o Programa de Apoio ao Comércio de Arcos de Valdevez, que se destina a apoiar a criação, expansão ou modernização de micro e pequenas empresas de comércio de Arcos de Valdevez, e, através do qual podem beneficiar as micro e pequenas empresas de todo o concelho.

comércios_antes e depois das intervenções.png

A primeira edição deste programa, revelou-se um grande sucesso, com 14 candidaturas aprovadas, um investimento realizado da ordem dos 285 mil euros e um apoio da parte do Município no valor de mais de 133 mil euros. Os objetivos foram atingidos, tendo sido executado praticamente todo o investimento e criados 10 postos de trabalho no comércio do concelho.

Mediante este resultado, que contribuiu para a criação de rendimento e emprego, o Município felicita os comerciantes. Este é também um incentivo para a 2ª edição do PROCOM, atualmente em curso, e será um estímulo para que a Câmara Municipal, a ACIAB e os outros parceiros continuem a apoiar e promover a revitalização do tecido social e económico em Arcos de Valdevez.

MUNICÍPIO DE PONTE DA BARCA VOLTA A PROMOVER A INICIATIVA NESTE NATAL, COMPRE NO COMÉRCIO LOCAL

A Câmara Municipal de Ponte da Barca, renova a iniciativa “Neste Natal, Compre no Comércio Local”, contribuindo para a dinamização do comércio local.

Para além da entrega de vales de compras a famílias referenciadas pelo Serviço de Ação Social, incentivando-as a comprar no comércio local de Ponte da Barca, a autarquia  promove ainda um sorteio para a população em geral

Assim, serão atribuídos cupões às lojas aderentes que serão distribuídos pelos clientes (no valor mínimo de 10€ por compra), sendo que o número máximo de cupões a atribuir por cada compra será de 10.

A campanha decorre de 16 de dezembro de 2022 a 31 de janeiro de 2023, nos estabelecimentos aderentes, devidamente identificados e abrange todos os compradores que façam compras, a partir de 10€, no comércio de Ponte da Barca.

A iniciativa prevê a realização de um sorteio de 10 prémios:

Primeiro prémio de 1.500,00€;

Segundo prémio de 1.000,00€;

Terceiro prémio de 750,00€;

E sete prémios de 250,00€, valores que terão obrigatoriedade de ser investidos no comércio aderente à escolha dos vencedores.

Mais informações no site da autarquia em www.cmpb.pt

Capturarcomebarca (1).JPG

ACIB DEBATE O FUTURO DO SETOR DO COMÉRCIO E SERVIÇOS EM TEMPOS DE INCERTEZA

Centenas de Empresários participam em Fórum do Comércio

No Auditório do Teatro Gil Vicente, em Barcelos, realizou-se o "Fórum Regional do Comércio", uma iniciativa promovida pela Associação Comercial e Industrial de Barcelos (ACIB), em parceria com a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) e a Câmara Municipal de Barcelos (CMB)

Secretária de Estado (1).JPG

A ACIB inseriu a realização deste Fórum dentro da sua estratégia de defesa do Comércio em total consonância com a CCP, visando discutir dois grandes temas, "O Futuro do Comércio e Serviços" e as "As Obrigações Legais no Comércio e Serviços", de forma a que todos os intervenientes no setor possam refletir sobre os mesmos e sobre a sua importância para a economia.

Na abertura, João Albuquerque, Presidente da Direção da ACIB, aproveitou a presença de Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, Comércio, Serviços, para lembrar que em Barcelos o volume de negócios neste setor é de 1200 milhões de euros, um numero muito elevado e que justifica que se olhe para o setor procurando melhores apoios.

Continuou, apelando, ainda, ao resgate de programas de modernização do comércio regional, como aconteceu com o PROCOM, há 20 anos atrás. Apelou a que se recuperasse essa visão de projetos integradores que tanto ajudaram o setor e mudaram o país.

"Foram projetos que deixaram memórias e marcas visíveis", "foram projetos que envolveram a cooperação das associações, dos comerciantes e das autarquias e que tiveram um forte impacto na modernização dos estabelecimentos, das ruas e na realização de ações de dinamização  fortíssimas por parte das associações". " Não há turistas se as lojas não forem dinâmicas, se os centros não forem atrativos". "No passado o segredo era a alma do negócio; nos dias de hoje, a partilha, o cooperativismo é a alma do negócio".

O Presidente da ACIB enalteceu a parceria com Câmara Municipal de Barcelos, que evidencia uma preocupação comum em apoiar os setores empresariais. João Albuquerque aproveitou o momento para pedir mais isenções de taxas para os Comerciantes, como elemento de reforço e apoio à atividade do setor, e reafirmou o excelente trabalho de cooperação que ACIB e a CMB tem realizado.

 Na sessão de abertura João Vieira Lopes, Presidente da CCP demonstrou  o gosto pela realização do Fórum em parceria com a ACIB e com a CMB e reforçou que "o conjunto de temas  que constituem os painéis serão abordados numa perspetiva positiva". "O comércio tem problemas mas o importante é desenvolver o setor e dar-lhe oportunidade de progressão".

Defendeu que "as PME´s, mais do que qualquer outro tipo de empresas, precisam das associações como canal de ligação ao poder político, porque as grandes, essas, telefonam diretamente ao ministro e resolvem o problema".

Insistiu também na necessidade do Governo criar programas para apoiar o setor, tendo solicitado o melhor acolhimento aos pedidos da CCP nesse sentido.

 Seguidamente interveio Domingos Pereira, Vice Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, que mencionou que a CMB vai continuar a política de redução de impostos às empresas e famílias que se irão refletir já no próximo ano, após a aprovação do Plano e Orçamento para 2023.

Domingos Pereira, que tem a tutela do Pelouro das Atividades Económicas e Gestão Financeira do Município, depois de elencar as medidas fiscais medidas que o atual Executivo tomou em 2022, anunciou que a redução da carga fiscal municipal vai ser reforçada no próximo ano, garantido que vai diminuir a taxa da Derrama que incide sobre as empresas, que passará de 1,14 para 1,10; vai baixar o IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis, que baixará de 0,34 para 0,33, destacando que Barcelos manter-se-á como o concelho com a taxa mais baixa do Quadrilátero Urbano (Barcelos, Braga, Guimarães, e Vila Nova de Famalicão).

Continuo referindo que no próximo ano, também vai ser reduzida a cobrança do IRS, na parte que diz respeito ao Município, de forma a contribuir para a maior rendimento das famílias barcelenses. Garantiu, ainda que, ainda no âmbito do Orçamento Municipal, vai diminuir a taxa de mercados e feiras em 50%, justificando que é um setor "ainda bastante deprimido desde o Covid e, agora com a atual conjuntura económica".

Em resposta aos pedidos feitos pelo presidente da ACIB, para a manutenção da isenção de taxas das esplanadas e a implementação de igual apoio para as taxas com os painéis publicitários, o vice-presidente da CMB, disse que "relativamente às esplanadas ela continuará, dando como muito provável que o mesmo suceda com a publicidade.

Além da vertente fiscal, Domingos Pereira, sublinhou que "o desenvolvimento do comércio é importante para dinamização económica do concelho", realçando a aposta numa agenda cultural atrativa como forma de dinamização das atividades económicas, destacando os eventos ligados à gastronomia, a aposta na promoção dos vinhos, a dinamização dos Caminhos de Santiago, entre outros, como exemplos de uma estratégia integrada de promoção territorial.

 O encerramento da Sessão de Abertura foi realizado pela Secretária de Estado do Turismo, Comércio, Serviços, Rita Marques na sua intervenção apontou os quatro grandes vetores capazes de dinamizar o setor: "digitalização, sustentabilidade, coesão territorial e capacitação". 

Transmitiu uma palavra de "gratidão " a todos os comerciantes que durante os tempos da pandemia foram obrigados a encerrar os seus estabelecimentos: "Vivemos dois anos especialmente duros. Ficámos alheados da nossa liberdade. Desse lado - comerciantes - houve resiliência, mas sobretudo responsabilidade, de preservar as empresas e os postos de trabalho. Apesar de não termos uma taxa de insolvência muito elevada, temos menos autonomia financeira, maior exposição ao risco", acrescentando que, só no turismo, Portugal recuou, em termos de receitas, a 1994.

Daí, garantiu, em jeito de conclusão e de resposta aos pedidos dos presidentes da ACIB e CCP, que o Governo está a estudar seriamente o regresso de programas como o PROCOM ou o MODCOM.

Vice Presidente Câmara de Barcelos (3).JPG

Presidente ACIB (4).JPG

Capturarpresid2 (5).JPG

CCRB E CÂMARA DE COMÉRCIO BRASIL PORTUGAL – SANTA CATARINA JUNTAS PARA PROMOVER A FINBRASIL 2023

  • Crónica de Ígor Lopes

Durante dez dias, a Câmara de Comércio da Região das Beiras (CCRB) acompanhou, entre outubro e novembro, uma missão da Câmara de Comércio, Indústria e Turismo Brasil – Portugal que esteve em território luso para cumprir uma extensa agenda de trabalho com o intuito de “apresentar o estado de Santa Catarina, no Brasil, e promover a Feira Internacional de Negócios (FIN)”, que terá lugar em março 2023 em Florianópolis, Sul do Brasil.

860dd5aa-62ea-4371-b91e-c0acca3bf5cf (4).jpg

O programa incluiu visitas aos representantes e presidentes das Comunidades Intermunicipais Viseu Dão Lafões, Beira Serra da Estrela, Oeste, Médio Tejo, Beira Baixa, além da Mais Boticas, InovCluster e CATAA - Centro de Apoio Tecnológico Agroalimentar. Nestas oportunidades, foram apresentadas as potencialidades da região das Beiras, como a tecnologia, inovação, infraestruturas, turismo, saúde, bem receber e produtos endógenos de excelência.

“Cerca de 128 municípios nacionais foram contactados onde o acolhimento foi excecional, além de 20 de Moçambique. (…) A CCRB foi o fio condutor para que a Câmara de Comércio, Indústria e Turismo Brasil – Portugal pudesse promover a FINBRASIL 2023”, disse Ana Correia, presidente da Câmara de Comércio da Região das Beiras.

“Poderemos ajudar com assessoria contabilística, apoio logístico e jurídico nos locais à FINBRASIL, além de estarmos a preparar uma candidatura conjunta à Internacionalização”, reforçou Ana.

Segundo os seus responsáveis, “a CCRB está convicta de que este evento, FINBRASIL, é uma grande oportunidade para que, tanto os municípios, como as empresas possam divulgar a sua região, mostrar as suas oportunidades relevantes para atrair investimentos, comercializar produtos, bem como atrair novos residentes e turismo”.

“A grande vantagem desta missão é conseguir atingir uma coletividade de pessoas do Brasil, bem como de outros países e, em especial, o povo de Santa Catarina. E a missão inversa é o culminar de tão ambiciosa missão”, afirmou Ana Correia.

Por sua vez, o presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Turismo Brasil – Portugal, Jatyr Ranzolin, afirma que esta missão “foi de suma importância para permitir que os brasileiros possam conhecer outras regiões extremamente fortes de Portugal e com uma gama de possibilidades, tanto para empreender, como para fazer turismo”.

“Tenho a certeza de que os portugueses da região das Beiras terão muito sucesso nesta missão rumo ao Estado de Santa Catarina para apresentar essa maravilhosa região a todos os presentes na FINBRASIL 2023”, destacou Jatyr Ranzolin.

011e2911-24ad-4f54-a189-421b7df35df2.jpg

571274a4-3db1-4448-99a4-c43c05b1d5a3.jpg

98acfb9f-0590-46d9-ac29-a92fc3d683ea (1).jpg

05721f6f-2a42-41d9-b022-08cd74f60ace (1).jpg

781892c5-d9f1-435a-a1e6-94b2a2ddf6d4 (1).jpg

0b9da368-43fe-4b4b-b1be-3d36762a9d82 (3).jpg

8ebe15bd-9330-489a-978b-95b13f7ce2c6 (3).jpg

5f6bb76a-b257-4267-bbf0-b214dc565da0 (7).jpg