Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO: CASA DA JUVENTUDE ACOLHE OFICINA DE FILME PROMOCIONAL NO ÂMBITO DO PROJETO emerGENTE

Através do projeto «emerGENTE», Laboratório de Experimentação em Media Artes, a Casa da Juventude de Famalicão vai acolher a formação «MOSTRA-ME - Oficina de Filme Promocional» de 24 de setembro a 8 de outubro. A inscrição é gratuita, mas obrigatória, e poderá ser feita até ao próximo dia 24 de setembro, através do site www.juventudefamalicao.org .

emerGENTE.jpg

Destinada a jovens entre os 12 e os 35 anos, a oficina decorre nos dias 24 de setembro e 1 de outubro, das 10h às 13h, e no dia 8 de outubro, das 10h às 17h, no espaço auditório e sala multimédia da Casa da Juventude. Orientada por Sara Santos, a formação tem como objetivos a aquisição de ferramentas básicas de comunicação audiovisual através da realização de exercícios práticos e o desenvolvimento de capacidades técnicas e artísticas de captação de som e imagem e de competências básicas na edição inventiva de imagem.

Refira-se que o projeto «emerGENTE», surgiu em 2020, como um catalisador de novas abordagens audiovisuais que valorizam a experimentação como o principal motor de transformação critica e artística. Explora a literacia visual, debruçando-se sobre o papel e complexidade da imagem numa sociedade altamente mediatizada, procurando criar imagens reflexivas sobre as diferentes possibilidades e discursos da fotografia e do Cinema quer na sua produção quer na sua distribuição/ exibição.

Destinada a jovens que queiram aprofundar a sua aprendizagem e produção artística, todas as oficinas inseridas no Laboratório de Experimentação em Media Artes acontecem em estreita colaboração com o festival de Cinema Jovem YMOTION, não só na exibição dos trabalhos dos participantes, mas também, através de uma programação assente em filmes motivadores de novas perspetivas e discursos.

MOSTRA-ME_oficina_filme_promocional.jpg

FAMALICÃO: YMOTION QUER AS CURTAS DE JOVENS CINEASTAS

Candidaturas à 8.ª edição da competição do festival podem ser submetidas até ao dia 14 de outubro

O Ymotion quer curtas! Mais precisamente, as curtas-metragens produzidas por jovens cineastas dos 12 aos 35 anos a residir em Portugal. As inscrições e candidaturas à competição da 8.ª edição do Festival de Cinema Jovem de Famalicão, decorrem até ao próximo dia 14 de outubro e inclui prémios pecuniários que vão até aos 2500 euros. Até ao momento já foram recebidas mais de uma centena de trabalhos.

ymotion2022_open_call_4 (1).jpg

Em disputa, estão os prémios: «Grande Prémio Joaquim de Almeida» no valor de 2500 euros, «Prémio Escolas Secundárias» no valor de 750 euros, «Prémio Melhor Documentário» no valor de 750 euros, «Prémio Melhor Animação» no valor de 600 euros, «Prémio do Público» no valor de 350 euros, «Prémio Melhor Interpretação» no valor de 250 euros, «Prémio Melhor Argumento» no valor de 250 euros e «Prémio Melhor Direção de Fotografia» também no valor de 250 euros. As candidaturas ao Ymotion podem ser submetidas em http://www.ymotion.org/submissatildeo-de-filmes1.html .

A preceito das outras edições, o argumentista e crítico de cinema, Tiago R. Santos, mantém-se como presidente do júri da competição de curtas-metragens, que estará acompanhado por um painel de jurados composto por nomes célebres do atual panorama do cinema, das artes, da música e da fotografia, entre eles: Paulo Trancoso (presidente da Academia Portuguesa de Cinema), Cláudia Clemente (escritora, realizadora e fotografa), Paulo Pires (ator), Fernando Vasquez (jornalista, critico de cinema e diretor de programação cinematográfica), Lúcia Pires (realizadora, argumentista, produtora e atriz) e Bruno Carnide (realizador, professor universitário, programador cinematográfico e curador).

A 8ª edição do Ymotion realiza-se de 21 a 26 de novembro de 2022 na Casa da Juventude, no Centro de Estudos Camilianos e na Fundação Castro Alves, em Vila Nova de Famalicão.

Recorde-se que o pontapé de saída da edição deste ano do Ymotion aconteceu no passado dia 7 de maio, com o arranque do período de inscrição de curtas-metragens na competição e consagração de Vila Nova de Famalicão como Capital do Cinema Jovem. Esta edição já tinha feito um ‘aquecimento’ com o ciclo de «Projeções e Conversas com Jovens Cineastas», que decorreu de 27 de janeiro a 10 de março, em escolas secundárias e instituições de ensino superior de Famalicão, Porto e Santo Tirso. O festival Ymotion é promovido desde 2015 pelo pelouro da Juventude do Município de Vila Nova de Famalicão.

Para mais informações, consulte www.ymotion.org

DOCUMENTÁRIO SOBRE O CAMINHO DA GEIRA VENCE FESTIVAL DE CINEMA NA ALEMANHA

Um documentário filmado no Caminho da Geira e dos Arrieiros, intitulado “O Meu Caminho”, do realizador Pedro Gil Vasconcelos, venceu a edição de agosto do New Wave Short Film Festival, na categoria de Melhor Documentário de Fé & Religião, em Munique, na Alemanha.

PREMIADO FILME SOBRE O CGA 04.jpg

Para o realizador, natural do Porto, “este é um prémio muito especial, pois espelha o reconhecimento internacional da obra” e constitui “a confirmação de que para se ter um filme, mais do que tudo, temos de ter uma boa história e imaginação para a contar da forma certa”.

O filme foi rodado no ano passado e culminou um projeto que o realizador acalentava há algum tempo. “Tinha planeado um documentário sobre o Caminho de Santiago, mas não estava a conseguir reunir as condições para o produzir”, refere, destacando o papel de Adriano Carneiro, seu “companheiro de viagem e protagonista do documentário”.

“Em 2021 decidi retomar o projeto e redimensioná-lo, adaptá-lo a novas formas de produção. A evolução que os telemóveis trouxeram permitiu-me abordar o filme numa perspetiva atual, de baixo impacto e com custos extremamente controlados”, explica o realizador, licenciado em cinema e audiovisuais pela Escola Superior Artística do Porto.

Assim, “O Meu Caminho” (ver apresentação) resulta da vontade de fazer a pé os 240 quilómetros do caminho jacobeu que liga Braga a Santiago de Compostela, grande parte pela Via Romana XVIII (a Geira), atravessando o Parque Nacional da Peneda Gerês e as regiões galegas do Xurés e do Ribeiro.

“Entendi que este teria de ser um projeto com um orçamento muito limitado. Optei pelo baixo impacto de emissões de carbono na produção e daí ter usado transportes públicos e toda a fase de rodagem ter sido a pé. E também por usar o meu telemóvel de todos os dias. Depois foi, mais do que tudo, um exercício de escrita e de imaginação”, explica Pedro Gil de Vasconcelos, que já percorreu doze caminhos de Santiago.

Neste contexto, este festival na Alemanha, que mensalmente destaca as melhores curtas metragens, foi o destino natural para “O Meu Caminho”, pois pretende criar uma oportunidade para cineastas emergentes. O seu objetivo é apoiar filmes de baixo orçamento que criam novas experiências e narram histórias únicas com recursos limitados. Além disso, pretende “entender como os cineastas de todo o mundo trabalham, como os jovens cineastas são criativos para superar os obstáculos da produção e como as suas tentativas podem levar a uma nova forma de cinema”.

“O Meu Caminho” foi produzido pela Completa Mente, com edição de Marcos Nunes (Cia Films) e apoio de Jorge Medeiros (VideoContacto).

O Caminho da Geira e dos Arrieiros foi apresentado em 2017 em Ribadavia (Galiza) e Braga, reconhecido pela Igreja em 2019, reconhecido pela associação de municípios transfronteiriços Eixo Atlântico em 2020 e é um itinerário oficial da Peregrinação Europeia de Jovens do Ano Santo Jacobeu 2021/22.

Este percurso de 240 quilómetros destaca-se por incluir patrimónios únicos no mundo: a Geira Romana, a via do género mais bem conservada do mundo, e a Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés. Além disso, o seu traçado é um dos escassos cinco que ligam diretamente à Catedral de Santiago de Compostela.

PREMIADO FILME SOBRE O CGA 05.jpg

PREMIADO FILME SOBRE O CGA 01.JPG

PREMIADO FILME SOBRE O CGA 02.JPG

PREMIADO FILME SOBRE O CGA 03.jpg

CAMINHA: FILMES PREMIADOS NO FESTIVAL DE CANS E FECHO DO VILAS PEOPLE, COM NOBLE, MARCAM ESTE FIM DE SEMANA

Setembro começa com várias propostas culturais e de lazer

Com a entrada do mês de setembro o concelho de Caminha continua a apresentar propostas culturais variadas e de qualidade. Hoje, sexta-feira, a sétima arte está na “primeira fila”, quer no Valadares, Teatro Municipal de Caminha; quer no Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora. Mas o fim de semana traz música e “sabores do campo”, para levar para casa.

NOBLE PR VPA copy.jpg

Os registos são diferentes. Para os mais “corajosos” ou simplesmente apreciadores de um bom thriller a rondar o “terror”, a proposta é o recém-estreado “Nope”, de Jordan Peele, com interpretações de Daniel Kaluuya, Keke Palmer e Steven Yeun, entre outros. Para ver o filme basta ir ao Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora. A sessão está marcada para as 21h45 e amanhã repete-se, à mesma hora.

São pouco mais de duas horas intensas. A sinopse descreve assim “Nope”: “O que é um mau milagre? O vencedor de um Óscar® Jordan Peele causou disrupção e redefiniu o género do terror moderno com ‘Foge’ e ‘Nós’. Agora, Peele reimagina o filme de verão com um novo pesadelo pop: o épico expansivo de terror ‘Nope’. O filme volta a reunir Peele e o vencedor de um Óscar® Daniel Kaluuya (‘Foge’), juntando Keke Palmer (‘Ousadas e Golpistas’) e Steven Yeun (‘Minari’), no papel de residentes de uma localidade solitária no interior da Califórnia, que testemunham uma espantosa e arrepiante descoberta”.

Mas hoje há também para ver filmes premiados do Festival de Cans. É no Valadares, Teatro Municipal de Caminha e começa também às 21h45. A iniciativa é da Locus Cinemae, com o apoio da Câmara Municipal.  Serão exibidos “18 Cans, maioría de idade”, de Isaura Docampo (ano 2022, duração 22 min.). Trata-se de um documentário sobre a edição anterior do Festival de Cans, com todas as singularidades deste evento galego, que resistiu com dignidade os dois anos de pandemia. Com a presença de Alfonso Pato, diretor do Festival de Cans.

A seguir passa “Sycorax”, de Matías Piñeiro e Lois Patiño (ano 2021, duração 20 minutos). Venceu o Prémio de Melhor Realização e Prémio RC de Melhor Fotografia para Mauro Herce no último Festival de Cans. Com a presença de Beli Martínez, produtora do filme.

A noite termina com “Rompente”, de Eloy Domínguez (ano 2022, duração: 25 minutos). Este é o Grande Prémio do Jurado no Festival de Cans 2022. Uma das “curtas” com melhores críticas do ano, vencedora igualmente do prémio do jurado no Festival de Málaga de Cinema.

A manhã de sábado pode ser aproveitada para levar para casa sabores genuínos e produtos locais, porque, a partir das 9h00, “abre” o Feirão de Tradições – “Os Sabores do Campo”, na Praça da República, em Vila Praia de Âncora.

A noite de sábado também tem o foco em Vila Praia de Âncora, com o encerramento do Festival Vilas People, que terá em palco Noble, autor de sucessos como Honey ou Beautiful. O espetáculo está marcado para as 22h00, na Praça da República.

Vilas People é um festival de música criado no primeiro ano da pandemia, que se realiza nas duas vilas do concelho (Caminha e Vila Praia de Âncora). Esta é a terceira edição e começou com Rita Guerra, seguindo-se Sara Correia, a Orquestra Filarmónica de Braga, Tiago Garrinhas - artista com raízes na vila e que acabou por dar um segundo concerto. O maestro e pianista Rui Massena, autor de algumas das composições mais bonitas escritas nos últimos tempos, foi outro dos protagonistas do Vilas People e Noble encerra a edição 2022.

O fim de semana traz ainda romarias e festas populares em algumas freguesias, como Seixas, com mais uma edição da Festa das Solhas; a Senhora da Peneda (Vilar de Mouros) e a Senhora dos Remédios (Orbacém).

ARCOS DE VALDEVEZ RECEBE SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE CINEMA DOCUMENTAL

Arcos de Valdevez recebe a 1 de setembro seminário internacional de cinema documental “Doc’s Kingdom”

De 1 a 6 de setembro a Casa das Artes de Arcos Valdevez recebe a 18ª edição do Doc’s Kingdom – seminário internacional de cinema documental.

Com a presença de Boris Lehman, Paula Gaitán, Mariana Caló e Francisco Queimadela, Alexandra Cuesta e João Vieira Torres e reunindo uma comunidade internacional, o “Doc’s Kingdom ’22 - Gestos e Fragmentos”, a partir da obra homónima de Alberto Seixas Santos, propõe 6 dias de projeções com três sessões de cinema diárias, seguidas de debates e de programas-convívio informais entre autores e participantes, num espaço onde o seminário encontra a sua força e forma singulares.

Criado há mais de duas décadas e desde 2015 em Arcos de Valdevez, o seminário Doc’s Kingdom reúne, durante uma semana, uma comunidade internacional de 100 participantes para um encontro intensivo de sessões e debates com a presença de 10 cineastas e vários convidados, entre eles o diretor da Cinemateca José Manuel Costa, que falará sobre o filme "Nanook of the North" (1922) de Robert Flaherty, que está a cumprir um século, realizador que influenciou o próprio conceito do Doc’s Kingdom.

dk 2022.jpg

VALENÇA APRESENTA O AMARENSE ANTÓNIO VARIAÇÕES

Cinema às Quintas no Jardim de Valença. Quinta-feira | 21h30
Em Julho, o ciclo “Cinema às Quintas”, traz cinema português, ao ar livre, todas as quintas-feira, no Jardim Municipal. Quatro filmes consagrados, do cinema português contemporâneo, abrem o primeiro ciclo de cinema ao ar livre de Valença, promovido pela Câmara Municipal.
A terceira sessão decorrerá na próxima quinta-feira, 21 de Julho, às 21h30, com "Variações", um filme de João Maia.
Género: Drama, Biografia
Duração: 109 min.

294020069_438356381653182_4662661946333138077_n.jpg

CINEMA ÀS QUINTAS NO JARDIM DE VALENÇA

Em julho o ciclo “Cinema às Quintas”, traz cinema português, ao ar livre, todas as quintas-feira, às 22h00, no Jardim Municipal.

valença Cinema.jpg

Quatro filmes consagrados, do cinema português contemporâneo, abrem o primeiro ciclo de cinema ao ar livre de Valença, promovido pela Câmara Municipal.

A primeira sessão é já quinta-feira, 7 de Julho, às 22h00, com “BEM BOM”, um filme de Patrícia Sequeira, de 2021, que percorre os estilos biografia, musical, drama e romance.

A segunda sessão decorrerá, quinta-feira, 14 de Julho, às 22h00, com “IRREGULAR”, um filme de  Diogo Morgado, realizado em  2021, em estilo drama.

A terceira sessão decorrerá, quinta-feira, 21 de Julho, às 22h00, com “VARIAÇÕES”, um filme de João Maia, realizado entre 2019 e 2020, que retrata a figura  icónica de António Variações, em estilo drama, musical e biografia.

O ciclo encerrará a 28 de Julho, às 22h00, com o filme “TIRO E QUEDA”, uma comédia de Ramón de los Santos produzido entre 2019 e 2020.

A assistência às sessões é gratuita.

As noites quentes de julho convidam a viver a experiência única de assistir a cinema português, ao ar livre, no meio do jardim. Os mais antigos, ainda, poderão reviver os tempos das sessões de cinema itinerante ao ar livre que percorriam o nosso concelho.

RIO NEIVA – ASSOCIAÇÃO DE DEFESA DO AMBIENTE PROMOVE SESSÃO DE CINEMA E LIVRO NO AUDITÓRIO MUNICIPAL DE ESPOSENDE

12 de junho | 16h até às 17h | Auditório Municipal de Esposende

Entrada gratuita, inscrição necessária

em esposende2000.pt

Estórias de ambos os lados: a construção de uma visão e narrativa colectiva sobre a foz do Rio Neiva foi um projeto, promovido pela Rio Neiva - Associação de Defesa do Ambiente, em parceria com o Município de Esposende e o Município de Viana do Castelo.

Partindo do Rio Neiva na zona da sua foz, ao longo de 4 meses, de setembro a dezembro de 2021, recolhemos estórias individuais e colectivas desafiando os participantes a contribuir para a construção de uma visão e narrativa comum deste território.

Este Documentário Vídeo e Livro documentam este processo, registando as motivações e preocupações de todos aqueles que abertamente se disponibilizaram a partilhar as suas experiências e estórias, para que em conjunto seja possível valorizar e proteger este território.

Contamos contigo!

É sempre uma boa oportunidade para um passeio de domingo, com um momento cultural!

rineivaesp (1).jpg

rineivaesp (2).jpg

FAMALICÃO VOLTA A SER PALCO DA GALA INTERNACIONAL DO BREEN ECOLOGICAL FILM FESTIVAL

Vencedores da 11.ª edição do Bgreen serão conhecidos no dia 9 de junho, às 21h30, no Parque da Devesa

Depois de dois anos sem realizar a grande gala em formato presencial, o Bgreen – Ecological Film Festival (festival de vídeo ecológico) regressa em plena força à cidade de Famalicão, com uma gala internacional no dia 9 de junho, pelas 21h30, no anfiteatro ao ar livre do Parque da Devesa, onde serão entregues os prémios a concurso e exibidos os vídeos vencedores.

IMG_3931.JPG

A apresentação oficial do evento aconteceu esta manhã nas instalações da OFICINA – Escola Profissional do INA, em Santo Tirso, pela voz do vereador da Educação e Ciência, Augusto Lima, acompanhado pelo diretor pedagógico da OFICINA, Miguel Sá Carneiro.

“É um festival importante para o concelho de Vila Nova de Famalicão, diria até para toda a região” refere Augusto Lima. “Este festival envolve três grandes fatores importantes: a sustentabilidade e os desafios que envolve, (…) a internacionalização, algo que nos toca bastante como concelho aberto ao mundo (…) e a componente tecnológica e audiovisual, que condiz com as práticas atuais dos nossos jovens” destaca o vereador.

“Mais que um festival de vídeo, o Bgreen é fundamentalmente um projeto educativo que aprofunda a dimensão humana em torno da sustentabilidade e da lógica ecológica (…) procurando desenvolver esta sensibilidade nas camadas mais jovens de estudantes” salienta Miguel Sá Carneiro.

Nesta 11.º edição do festival, o tema explorado incide sobre a mobilização dos jovens para as causas ambientais e, consequentemente, para uma maior consciencialização para justiça social e cidadania global, e foram recebidas perto de 300 candidaturas provenientes de escolas de todo o mundo. A lista de finalistas é composta por cerca de 30 vídeos oriundos de Portugal, Espanha, Noruega, Colômbia e Chile, que competem pelo prémios: «Grande Prémio bgreen // ecological film festival», «Bgreen Júnior», «Menção Honrosa», «Melhor Making-of», «Prémio do Público» e «Prémio Alphonse Luisier». O grande prémio inclui uma viagem Eco-Aventura aos Açores para o grupo de alunos vencedor.

Refira-se que o Bgreen - Ecological Film Festival é um festival de vídeo dedicado a temas ligados à causa ambiental e à ecologia, destinado a estudantes com idades compreendidas entre os 13 e os 21 anos. É promovido e organizado pela OFICINA – Escola Profissional do INA desde 2011 e conta com o apoio, entre outras entidades, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. Trata-se de um projeto educativo de âmbito internacional, com um percurso de 12 anos, que já contou com a participação de 26 países, 800 escolas e cerca de 12 mil alunos.

PONTE DE LIMA APRESENTA NOVA SESSÃO DE “CINEMA EM FAMÍLIA”

Está marcada a nova sessão de cinema em Ponte de Lima para desfrutar em família.

Esta ação agendada para o dia 21 de maio de 2022, decorrerá na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, pelas 15h00 horas, e exibirá o filme “Os Trolls 2: Tour Mundial”.

Trolls.jpg

A pensar nas preferências dos mais pequenos vai apresentar-se um filme que dá a conhecer “trolls”, que são pequenas criaturas cuja alegria é diariamente demonstrada em cantigas, danças e abraços apertados.

Este programa dedicado à exibição de películas cinematográficas assume a função de entretenimento, de estímulo de emoções, de interação e de educação e inclusão social.

Venha divertir-se em família, deixe-se conquistar por este filme e reserve já um lugar na matiné de sábado.

Esperamos por si!

Sobre o filme:

Como já todos sabemos, os trolls são pequenas criaturas cuja alegria é diariamente demonstrada em cantigas, danças e abraços apertados. Nesta nova aventura, Poppy e Branch descobrem algo verdadeiramente espantoso: há outros mundos povoados por trolls além do seu, e cada um dos clãs é devoto do seu estilo musical preferido, que tanto pode ser funk, country, tecno, clássico, pop ou rock. Claro que essas diferenças poderiam ser uma grande mais-valia para todos, não fosse o caso da Rainha Barb, ajudada pelo Rei Thrash, seu pai, ter intenções de destruir todos os estilos musicais, à exceção do rock. Com a pluralidade musical em risco, Poppy, Branch e os seus amigos próximos decidem juntar-se para estragar os planos de Barb.

    Continuando a história de 2016, este é um filme de animação em ritmo de musical, que dá vida aos famosos "trolls da sorte", bonecos criados pelo lenhador dinamarquês Thomas Dam (1909-1986). Desta vez, a realização fica a cargo de Walt Dohrn (responsável pelo primeiro filme, ao lado de Mike Mitchell) e David P. Smith. Os actores Anna Kendrick, Justin Timberlake, Zooey Deschanel e James Corden voltam a dar vozes às personagens do primeiro filme; Rachel Bloom, Sam Rockwell, Anthony Ramos e o músico Ozzy Osbourne juntam-se ao elenco.

Duração: 90 minutos;

Género: Comédia Animação, Musical e Família

Data de lançamento: 2021

FAMALICÃO: JOVENS CINEASTAS PORTUGUESES CHAMADOS AO YMOTION

8.º edição do festival de cinema jovem deu o pontapé de saída na Casa da Juventude no dia 7 de maio

Está feita a chamada para todos os jovens cineastas portugueses que queiram participar na competição de curtas-metragens do Ymotion - Festival de Cinema Jovem de Famalicão. O lançamento da oitava edição do festival, que aconteceu no passado dia 7 de maio, marca o arranque do período de inscrição de curtas-metragens no Ymotion, que decorre até dia 14 de outubro.

Ymotion 202220220507_0038.jpg

A apresentação da nova edição do Ymotion foi conduzida pela jornalista Maria João Rosa, e esteve presente a vereadora da Juventude, Luísa Azevedo, o presidente da Academia Portuguesa de Cinema e um dos jurados da competição, Paulo Trancoso, e o comissário do festival, Rui Tendinha.

"É um orgulho apresentar Famalicão como Capital do Cinema Jovem Português" afirmou Luísa Azevedo na sua intervenção. A vereadora da Juventude recordou as diversas dinâmicas que decorrem ao longo do ano, como workshops, conversas, entre outras atividades ligadas ao cinema, deixando o apelo aos jovens famalicenses para que “aproveitem as oportunidades que permitirão conhecer melhor a atividade do cinema e as suas técnicas".

"Famalicão está a tornar-se um centro da cultura jovem de Portugal no cinema" destacou Rui Tendinha, que acredita que haverá muita adesão à competição, tal como nas edições anteriores, pois trata-se de um festival apelativo para quem está em início de carreira dado os prémios atribuídos terem um valor monetário associado. "É um incentivo, congratulo a Câmara Municipal por isso", comentou o comissário do festival.

No que refere ao que poderemos esperar desta edição, Rui Tendinha comentou que "vamos ter uma antestreia, (...) e também uma homenagem que ainda não podemos revelar", bem como, “um cheirinho de curtas brasileiras, através do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo, um dos maiores, senão o maior do Brasil", uma parceria internacional que também permitirá levar os melhores filmes do Ymotion ao público brasileiro.

De referir que também esteve presente no lançamento do Ymotion 2022 o padrinho do festival, o ator Tiago Aldeia, juntamente com os jurados da competição de curtas-metragens, liderado pelo argumentista e crítico de cinema, Tiago R. Santos, que inclui nomes fortes como Paulo Trancoso, Paulo Pires, Cláudia Clemente, Fernando Vasquez, Lúcia Pires e Bruno Carnide.

Recorde-se que o Ymotion é um festival organizado pelo Município de Vila Nova de Famalicão desde 2015, que se tem vindo a afirmar no circuito de mostras e festivais de cinema do país, servindo de alavanca para o trabalho de jovens cineastas dos 12 aos 35 anos de idade. Paralelamente ao concurso de curtas-metragens, desenvolve, ao longo do ano, atividades formativas e educativas. Na edição de 2021, foram recebidas mais de 250 curtas-metragens na competição e o realizador Pedro Peralta recebeu o «Grande Prémio Joaquim de Almeida» pelo seu filme «Noite Perpétua» (2020).

Para mais informações sobre o Ymotion e a submissão de candidaturas ao concurso de curtas-metragens, consulte: www.ymotion.org.

Ymotion 202220220507_0029.jpg

FAMALICÃO: ACTO DA PRIMAVERA DE MANOEL DE OLIVEIRA

Representação popular do Auto da Paixão, segundo um texto medieval do século XVI, de Francisco Vaz de Guimarães, apreendendo a atmosfera duma comunidade que, para além das fainas e dos ritmos quotidianos, se transfigura em seus rituais ingénuos, mas sinceros. Ao espetáculo, celebrado pela Páscoa e de iniciativa própria, assistem as gentes das aldeias vizinhas, sendo antecedido por uma apresentação, em que se enumeram as suas diversas fases.

ACTO DA PRIMAVERA adapta um auto da Paixão que se realiza anualmente numa aldeia transmontana. A população da Curalha interpreta todos os papéis do Acto, a que Oliveira dá uma dimensão metafísica que transcende o simples registo da representação. Uma singular reflexão, também, sobre a forma como o humano se revê no sagrado. (Cinemateca Portuguesa)

Título original: Acto da Primavera (Portugal, 1963, 90 min.)

Realização: Manoel de Oliveira

Classificação: M/12

Acto da Primavera (2).jpg

FAMALICÃO: CLOSE-UP DE REGRESSO A 7 E 21 DE MAIO COM O EPISÓDIO 6.3

Cinema em destaque

episódio 6.3 do CLOSE-UP – Observatório de Cinema de Famalicão divide-se pelos dias 7 e 21 de maio, na Casa das Artes, e destaca-se nesta réplica a presença de António Preto, diretor da Casa do Cinema Manoel de Oliveira, para comentar a sessão de projeção de “Acto da Primavera”.

Nesta terceira e última réplica do sexto episódio, com o sétimo episódio já no horizonte de outubro, promovemos o cruzamento e o encontro de vários públicos, com três propostas:

  1. 7 de maio, às 15h00, no Pequeno Auditório– “A Mulher que Fugiu” de Hong Sagg-soo (secção Histórias do Cinema, In The Mood for Karo -way e Sang-soo). O desfecho das histórias do cinema, que desde outubro cruzaram Wong Kar-way com Hong Sang-soo, com um dos mais recentes filmes do prolífico coreano.
  2. 7 de maio, às 16h30, no Pequeno Auditório– “Acto da Primavera” de Manoel de Oliveira (secção Paisagens Temáticas, a Comunidade). Um importante objeto híbrido, entre a ficção e o documentário, em Acto da Primavera de Manoel de Oliveira, no encontro tão caloroso quanto metafísico com uma comunidade transmontana no Portugal dos anos 60, numa sessão comentada por António Preto, diretor da Casa do Cinema Manoel de Oliveira.
  3. 21 de maio, às 15h00, no Pequeno Auditório– Sessão de Curtas-Metragens de Animação para famílias (secção Sessões para Famílias). Uma sessão em parceria com o programa Animar 17 (organizado pelo Curtas de Vila do Conde).

O bilhete geral é de apenas dois euros, sendo que estudantes, Cartão Quadrilátero ou seniores pagam um euro (dia 21) ou têm entrada gratuita (dia 7).

A Mulher Que Fugiu2.jpg

A MULHER QUE FUGIU de Hong Sang-soo

Casada há cinco anos, a jovem Gam-hee nunca esteve longe do marido um dia que fosse. Agora que ele se ausentou numa viagem de negócios para fora de Seul, ela aproveita a ocasião para visitar três grandes amigas que há muito não vê. Cada encontro, assim como a conversa que tem com cada uma das raparigas, vai ter um forte impacto em como Gam-hee vê o seu relacionamento. Isso vai fazê-la reavaliar as escolhas feitas até aqui. Um filme dramático escrito e realizado pelo aclamado realizador sul-coreano Hong Sang-soo ("Noite e Dia", "Noutro País", "Sítio Certo, História Errada", "O Dia Seguinte") que arrecadou o Urso de Prata de Melhor Realizador no Festival de Cinema de Berlim. Com Kim Min-hee – musa e companheira na vida real de Sang-soo –, a assumir o papel de protagonista.

Título original: Domangchin yeoja/The Woman Who Ran (Coreia do Sul, 2020, 75 min.)

Realização, Argumento, Montagem: Hong Sang-Soo

Interpretação: Kim Min-hee, Seo Young-hwa, Song Seon-mi, Kim Sae-byuk

Fotografia: Kim Suminsom, Seo Jihoon

Classificação: M/12

CINEMA EM FAMALICÃO: TRÊS, DOIS, UM… YMOTION!

Fase final da 8.ª edição do festival de cinema jovem decorre de 21 a 26 de novembro

No próximo dia 7 de maio, é dado o pontapé de saída  para a oitava edição do YMOTION – Festival de Cinema Jovem de Famalicão, num open call que se prolonga até ao dia 14 de outubro e que marca a abertura das inscrições e submissão de curtas-metragens produzidas por jovens dos 12 aos 35 anos.

Ymotion - Cerimónia de Encerramento e Entrega de

A apresentação da edição de 2022 do festival está agendada para o próximo sábado, às 21h00, na Casa da Juventude, onde serão desvendados pormenores e todas as novidades desta edição do festival. Nesta sessão estará presente a vereadora da Juventude, Luísa Azevedo, e a jornalista Maria João Rosa, bem como a madrinha e o padrinho do Ymotion 2022, a atriz Carolina Amaral e o ator Tiago Aldeia.

A preceito das outras edições, o argumentista e crítico de cinema, Tiago R. Santos, mantém-se como presidente do júri da competição de curtas-metragens, que estará acompanhado por um painel de jurados composto por nomes célebres do atual panorama do cinema, das artes, da música e da fotografia, entre eles: Paulo Trancoso (presidente da Academia Portuguesa de Cinema), Cláudia Clemente (escritora, realizadora e fotografa), Paulo Pires (ator), Fernando Vasquez (jornalista, critico de cinema e diretor de programação cinematográfica), Lúcia Pires (realizadora, argumentista, produtora e atriz) e Bruno Carnide (realizador, professor universitário, programador cinematográfico e curador).

Depois da apresentação, segue-se uma visita guiada à exposição coletiva «Em Branco», com enfoque no centenário de José Saramago, constituída por 28 apresentações individuais da autoria dos alunos do curso de Artes Visuais da Escola Secundária Camilo Castelo Branco. De seguida há uma conversa sobre cinema com Filipe Melo, cineasta, músico e autor de banda desenhada e ao final da noite, ainda haverá a projeção dos filmes premiados na 7.ª edição do Ymotion, num espaço de recreação noturna no centro urbano.

Na segunda-feira, dia 9 de maio, começa o Ciclo Formativo Ymotion 2022, composto por sete workshops e masterclasses gratuitos, que decorrem até ao dia 14 de maio. Nestes workshops vão ser abordados temas como o documentário, o cinema de animação, o guionismo, a realização em smartphones e a produção em cinema, e envolve formadores como a atriz e realizadora Joana de Verona, o realizador Pedro Cabeleira, Ricardo Leite, a cantora e produtora Cláudia Pascoal, a realizadora Patrícia Santos, o produtor Gonçalo Galvão Teles, Inês Jonas, Andreia Ribeiro e Sara Santos.

Recorde-se que a edição de 2022 do Ymotion já fez o aquecimento com o ciclo de «Projeções e Conversas com Jovens Cineastas» que decorreu de 27 de janeiro a 10 de março, com seis sessões que compreenderam o visionamento de filmes premiados na 7.ª edição do festival (2021), seguido de discussão com a presença dos realizadores e jovens estudantes nas áreas do cinema, audiovisual e multimédia, em escolas secundárias e instituições de ensino superior de Famalicão, Porto e Santo Tirso. O festival Ymotion é promovido desde 2015 pelo pelouro da Juventude da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

No que refere à fase final do festival, esta decorre entre os dias 21 a 26 de novembro, na Casa da Juventude, no Centro de Estudos Camilianos e na Fundação Castro Alves, em Vila Nova de Famalicão, com a projeção das obras admitidas e a atribuição dos prémio do festival.

Para mais informações, consulte www.ymotion.org

BRAGA: “PALCOS IRREQUIETOS” TRAZEM TEATRO, MÚSICA, CINEMA, DANÇA E CIRCO PARA TODA A FAMÍLIA

Primeiro espetáculo acontece domingo, 1 de maio, no Auditório Sebastião Alba, na Escola Alberto Sampaio

“Palcos Irrequietos” é a nova proposta cultural de Braga para a infância, juventude e famílias, que promete ‘agitar’ os dias na cidade. Entre maio e dezembro, sete improváveis espaços como auditórios, jardins e museus serão palco deste projeto artístico, único e ousado promovido pelo município e levado a cabo pela Fértil - Associação Cultural.

Plip (2).jpg

A infância e a juventude são habitualmente fases de muita irrequietação. É nesta energia, nesta capacidade de inventar e de criar, nesta imaginação fértil que se inspira os “Palcos Irrequietos”, oferecendo espetáculos de elevada qualidade nas áreas do teatro, música, cinema, dança e novo circo, proporcionando momentos artísticos de lazer para toda a família.

O primeiro espetáculo acontece já no próximo dia 1 de maio, no Auditório Sebastião Alba da Escola Secundária Alberto Sampaio, pelas 11h00, com o teatro de marionetas para crianças “PLIP”, falado na língua imaginária do planeta Plip apresentado pela Red Cloud, Teatro de Marionetas. Trata-se de uma viagem a um mundo sensível de sons delicados e personagens imaginárias que, como as crianças, experienciam o dia-a-dia de maneira sempre diferente.

Em junho, o palco irrequieto migra para o Jardim do Museu dos Biscainhos, onde é apresentado o espetáculo de circo, dança, música e teatro, “Estórias de Tiroleu e da Nau Catrineta” da Companhia Coração nas Mãos, que conta a intrépida aventura do Capitão Tiroléu e sua amada Marieta. Como a Nau Catrineta afundou e o amor entre os dois triunfou.

Em julho, é o Jardim de Santa Bárbara que acolhe o “INsono – Jardim Sonoro: o ouvido secreto das plantas”, para todos os públicos. INsono: O ouvido secreto das plantas é uma instalação sonora e um percurso onde se descobrem nos jardins botânico, os sons envolventes e os sons de que o silêncio é feito. É apresentada pela companhia Sonoscopia.

Os espetáculos regressam em setembro, com “Una, Duna” de Ana Sofia Paiva e Marco Oliveira, no Mosteiro de Tibães. Contos que cantam, cantigas que contam e se podem contar – trava-línguas, lengalengas, impropérios, malucadas. Palavras que dão graça, que dão colo, que são a música, o alento e que trazem lá dentro, quem sabe, os mistérios do mundo.

Em outubro, é o Teatro da Escola Sá de Miranda que acolhe as oficinas de Cinema de Animação com Abi Feijó & Sessão de Curtas Metragens.  Trata-se de uma mini-oficina de cinema de animação, com demonstração das técnicas do Cinema de Animação e exibição de “Os Salteadores”, “Fado Lusitano" e “Clandestino” de Abi Feijó e “A Noite”, “História Trágica com Final Feliz”, “Kali O Pequeno Vampiro”, “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” de Regina Pessoa.

Os Palcos Irrequietos instalam-se em novembro, no Auditório do Centro de Juventude, onde será apresentado o espetáculo “A Caminhada dos Elefantes” da Formiga Atómica, que conta a história de um homem e de uma manada de elefantes. Quando o homem morre, os elefantes fazem uma caminhada misteriosa a sua casa, para lhe prestar uma última homenagem: não era um homem qualquer, era um deles. “A Caminhada dos Elefantes” é sobre a existência, a vida e a morte, e o caminho que todos temos de fazer, um dia, para nos despedirmos de alguém.

Cabe à Fértil Cultural encerrar com chave de ouro o festival com a peça “O Cordão”, em dezembro. Um cordão mágico que é flexível, enrodilha-se e é muito grande, mas não se quebra nem se desfaz. Um cordão que vai descobrindo histórias, pessoas, ligações com um passado desconhecido, uma viagem à infância e ao nascimento. É o cordão da vida, o cordão que conta a história e que acumula histórias de outras vidas, de relações. Este cordão não tem um fim propriamente dito, porque é cíclico - tal como a vida, tal como a terra à volta do sol.

A programação completa do Festival Palcos Irrequietos está disponível em https://bit.ly/3vQPUGu

palcos irrequietos.png

palcos irrequietos8.jpg

XXII ENCONTROS DE CINEMA DE VIANA

Os Encontros de Cinema de Viana, organizados pela Associação AO NORTE e pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, afirmam-se como uma experiência única no meio cultural da região e do país, ao proporcionar um espaço comum de partilha, formação e debate em que confluem estudantes de cinema e das escolas da região, cineclubistas de Portugal e da Galiza e público em geral, enriquecido com a participação ativa de profissionais deste meio artístico.

ABELO5433 2.jpg

Este espaço de exibição, divulgação e reflexão aposta numa forte ligação aos mais jovens, à convocação de um espectro amplo e plural de públicos e ao estímulo do trabalho criativo sobre a imagem e do seu poder para representar o que nos rodeia.

Em 2022, este festival regressa ao seu calendário normal, no mês de maio, de 02 a 13, para voltar a disponibilizar uma experiência única de espaço comum de partilha, formação e debate à volta do Cinema.

11ª Conferência Internacional de Cinema de Viana do Castelo

De 02 a 06 de maio acontece a 11ª Conferência Internacional de Cinema de Viana do Castelo, que reúne investigadores e professores universitários na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, para debaterem o Cinema e a Educação e o Cinema, Arte, Ciência e Cultura.

A Conferência Internacional de Cinema de Viana é um espaço de reflexão e de partilha de experiências visando a construção de uma comunidade internacional de interesses e de divulgação de projetos relacionados com as temáticas centrais do cinema – cinema e escola, cinema: arte, ciência e cultura e fotografia e memória. Iniciada em 2012, a Conferência Internacional de Cinema de Viana situa-se nas intersecções entre o cinema, a escola, a educação e a reflexão crítica engajada, para além de acolher reflexões e debates sobre o cinema nas suas múltiplas dimensões culturais, artísticas e tecnológicas.

ABELO5493 2.jpg

Procura-se assim:

  • Promover o confronto de olhares entre estudos e experiências vividas em projetos que envolvam o cinema e as suas múltiplas formas de manifestação.
  • Apreender o complexo processo de mudança na linguagem do cinema, nas tecnologias, na economia, nos objetos que aborda, nas histórias que conta, nos vários géneros que apresenta.
  • Problematizar os temas da sociedade, da cultura e da interculturalidade a partir do estudo e análise de obras cinematográficas.
  • Refletir sobre as possibilidades educativas do cinema na escola e na sociedade a partir da sua apropriação / fruição, análise e produção em contextos de formação ou de animação (social, cultural e artística).

Esta Conferência é organizada pela Associação AO NORTE e tem como parceiros: Câmara Municipal de Viana do Castelo, ID+ – Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura, Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Universidad Rey Juan Carlos, Colectivo Educar La Mirada, FICC – Federação Internacional de Cineclubes

Programa 11ª Conferência Internacional de Cinema de Viana do Castelo http://encontrosdecinema.pt/doc/11-conferencia-programa.pdf?v=1.2

Destaques na edição de 2022/ Escola Superior da Educação:

  • Inauguração das exposições CAVE, de Rui Carvalho (antigo aluno de APTA)

UMA GRANDE SALGANHADA - Alunos do 2º ano da Licenciatura em Artes Plásticas e Tecnologias Artísticas

http://www.encontrosdecinema.pt/conferenciacinema-expo.php

AÇÃO08! - Festival de Vídeo Escolar A 8ª edição do AÇÃO! – Festival de Vídeo Escolar, terá lugar no dia 04 de maio, no Teatro Municipal Sá de Miranda, com a exibição e entrega de prémios do AÇÃO08! Festival de Vídeo Escolar, especialmente dedicado aos filmes realizados em âmbito escolar por alunos dos ensinos básico e secundário.

Tem como principal objetivo promover a prática e a cultura audiovisual em contexto escolar.

Os filmes a concurso, ficção, animação e documentário, são divididos por categorias, de acordo com o nível de ensino, e culmina com a entrega de prémios.

Às escolas de Viana do Castelo juntar-se-ão outras de todo o país para esta festa do Cinema.

Programa e filmes selecionados do AÇÃO08! Festival de Vídeo Escolar: http://www.encontrosdecinema.pt/acao08-programa.php

Júri AÇÃO08! Festival de Vídeo Escolar http://www.encontrosdecinema.pt/acao08-juri.php

Olhares Frontais Nos dias 06, 07 e 08 de maio, no Teatro Municipal Sá de Miranda, decorre a secção Olhares Frontais, numa parceria de programação entre a AO NORTE e o realizador Pedro Sena Nunes.

A programação desta edição destaca a importância do som no cinema através de filmes e intervenções de alguns convidados, e sublinha a importância da Competição PrimeirOlhar - documentários de alunos de escolas e universidades com cursos de cinema e comunicação de Portugal, Brasil e Galiza. Recentra o olhar para a apresentação de escolas internacionais e nacionais, cruzando alunos de diferentes graus de escolaridade, persistindo num vincado posicionamento formativo.

Contará com vários momentos de partilha e reflexão com profissionais da área. Será apresentado o Plano Nacional das Artes e a sua nova coleção de livros que surge para as várias áreas artísticas, destaque para o primeiro volume dedicado ao cinema “Hipótese Cinema” de Alain Bergala.

Serão relançadas as questões da sustentabilidade associadas à produção cinematográfica. Este ano contamos com representantes e filmes da Escuela de Cine y Audiovisual de la Comunidad de Madrid.

A ECAM é membro da organização mundial de escolas - CILECT. Será também apresentada uma coleção de curtas-metragens europeias, selecionadas por vários festivais de cinema, numa relação direta com a EFA - European Film Academy.

Importa referir que o cinema brasileiro é representado por trabalhos de uma inovadora e criativa efervescência. Programação Olhares Frontais http://www.encontrosdecinema.pt/olharesfrontais-programa.php

Prémio PrimeirOlhar

Também nos dias 06, 07 e 08 de maio, no Teatro Municipal Sá de Miranda são apresentados os filmes selecionados para o Prémio PrimeirOlhar.

O prémio PrimeirOlhar é a secção competitiva dos Encontros de Cinema de Viana e tem como objetivo promover a produção documental e premiar o melhor documentário realizado por alunos de escolas de cinema, de audiovisuais ou comunicação, e por participantes em cursos de documentarismo promovidos por outras entidades de Portugal, da Galiza, do Brasil e dos outros países de língua portuguesa. Serão atribuídos os Prémio PrimeirOlhar e o Prémio PrimeirOlhar/ Cineclubes

Programa e filmes selecionados do Prémio PrimeirOlhar: http://www.encontrosdecinema.pt/primeirolhar-filmes.php

 Júri do Prémio PrimeirOlhar: http://www.encontrosdecinema.pt/primeirolhar_juri_oficial.php

Júri do Prémio PrimeirOlhar/ Cineclubes: http://www.encontrosdecinema.pt/primeirolhar_juri_cineclubes.php

ABELO5495 2.jpg