Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESPOSENDE DEDICA JANEIRO À CIÊNCIA

Centro de Educação Ambiental dedica mês de janeiro à ciência

No âmbito da iniciativa “Janeiro, mês da Ciência”, a Esposende Ambiente, através do Centro de Educação Ambiental, promoveu a apresentação a peça de teatro Konkachila, dedicada à Biosfera, pelo Grupo de Teatro Muzumbos. A iniciativa, que teve lugar em três sessões, no Auditório Municipal de Esposende, contou com a participação de cerca de 650 crianças e jovens de 11 estabelecimentos de educação e ensino e IPSS´s do concelho.

Oficinas.jpg

Esta peça, que retrata as aventuras da Celeste, uma menina que adorava observar a natureza e questionar o sentido das coisas, incentiva as crianças a observar e compreender o meio ambiente como um todo, lembrando que não vivem isolados e que as suas ações têm repercussões no equilíbrio da vida, afetando os ecossistemas positiva ou negativamente.

A iniciativa “Janeiro, mês da Ciência”, prevista no Plano de Atividades do Centro de Educação Ambiental para o presente ano letivo, inclui ainda a realização de um conjunto diversificado de atividades lúdico-pedagógicas dirigidas essencialmente à comunidade educativa concelhia e onde são abordadas diferentes áreas das ciências. Do programa consta, assim, a realização de várias oficinas experimentais dirigidas à comunidade educativa do 1.º e 2.º ciclos, que serão desenvolvidas nos estabelecimentos de educação e ensino no âmbito do projeto OMARE. A oficina intitulada “Alapa-te aqui” explora a importância da função cardíaca nos animais, tendo como base a monitorização desta função básica em lapas e como esta informação pode dar pistas sobre a resposta dos animais às alterações climáticas, nomeadamente o aumento da temperatura. Já a oficina dedicada ao tema “Segredos entre marés” aborda a importância da água para os seres vivos e dá a conhecer as principais diferenças entre as massas de água e os animais que habitam os vários ecossistemas aquáticos. Estas oficinas são orientadas por investigadores do CIBIO - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto.

Também no âmbito desta iniciativa, e dirigido à população em geral, teve lugar, a 19 de janeiro, um workshop dedicado aos iogurtes vegetais caseiros, onde serão abordados os princípios relacionados com a fermentação do leite e com a produção de iogurtes vegetais, sendo dados a conhecer os ingredientes e utensílios necessários ao processo.

Por fim, até final de janeiro, está patente no Centro de Educação Ambiental a exposição temporária “Dar a conhecer para preservar”, do fotógrafo de natureza Carlos Rio. Esta exposição visa, através da fotografia de animais selvagens que na sua grande maioria vivem bem perto dos humanos, mostrar o quanto é necessário que as pessoas os conheçam para que os possam defender e ajudar na sua preservação e dos seus habitats.

O programa “Janeiro, mês da Ciência” enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, no que concerne à Saúde de Qualidade, Educação de Qualidade, Água Potável e Saneamento, Cidades e Comunidades Sustentáveis, Produção e Consumo Sustentáveis, Ação Climática, Proteger a Vida Marinha, Proteger a Vida Terrestre e Parcerias para a Implementação dos Objetivos.

O Plano de Atividades do Centro de Educação Ambiental para 2018/2019 encontra-se disponível no site da Esposende Ambiente e no Blogue do CEA, em www.esposendeambiente.pt

Exposição2.jpg

Capturarespocienc.PNG

BRAGA APOSTA NA BIOTECNOLOGIA

INL abre candidaturas para apoiar empresas de biotecnologia do Norte do País e da Galiza. Programa CT-BIO tem um orçamento global de 1,8 milhões de euros

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) tem a decorrer até ao dia 18 de janeiro as candidaturas ao programa CT-BIO, que pretende apoiar as pequenas e médias empresas da área da biotecnologia do Norte de Portugal e da Galiza. No total, o projeto tem um orçamento de 1,8 milhões de euros para ajudar a criar um cluster biotecnológico no norte de Portugal e na Galiza.

INL

O CT-BIO é um programa transfronteiriço, de cooperação entre Portugal e Espanha que conta com seis parceiros: o INL; a Universidade do Minho; a Associação Portuguesa de BioIndústrias; o Cluster Tecnológico Empresarial de las Ciencias de la Vida (BIOGA); Consórcio da Zona Franca de Vigo e a Universidade de Santiago de Compostela. O INL é a entidade promotora deste projeto que pretende aumentar a competitividade e a inovação das empresas dos dois lados da fronteira.

Especialmente dirigido às pequenas e médias empresas, este programa vai permitir às PME selecionadas beneficiarem dos diversos apoios previstos no programa e que incluem a participação num programa de aceleração, acesso a ‘coaching’ na área da biotecnologia, apoio no acesso a financiamento (nomeadamente, através da realização de reuniões com potenciais investidores); acesso a programas de incubação relevantes nos dois lados da fronteira, entre outros apoios.

“Trata-se de um programa ambicioso, com ações focadas na melhoria da competitividade das empresas do setor da biotecnologia e que assenta em quatro grandes eixos: competitividade e modernização; acesso aos mercados externos; aceleração do talento e acesso a fontes de financiamento”, explica Ana Vila, responsável do INL pelo projeto CT-BIO.

Podem candidatar-se a este projeto as pequenas e médias empresas que estejam localizadas no Norte de Portugal e da Galiza, sendo que os projetos apresentados deverão também ser desenvolvidos e implementados nestas regiões. Além disso, os projetos deverão estar relacionados com a área de biotecnologia e as empresas devem fornecer informação o mais detalhada possível de forma a mostrar os benefícios que os seus projetos poderão obter com as ações previstas no programa CT-BIO.

As empresas interessadas em aceder a este programa poderão submeter a sua candidatura através do seguinte site: http://ct-bio.org/

VIMARANENSES ANDAM HÁ 3 ANOS A CURTIR CIÊNCIA

Centro Ciência Viva de Guimarães assinala terceiro aniversário com um programa diversificado no dia 17 de dezembro

O Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães assinala o seu terceiro aniversário no próximo dia 17 de dezembro de 2018. A data será assinalada com um programa que inclui visitas gratuitas à Exposição Permanente do Curtir Ciência durante o horário de funcionamento, das 10:00 às 18:00 horas.

image001

O ponto principal será a sessão institucional com um colóquio subordinado ao tema “Os Centros de Ciência nas Cidades do Século XXI”, com intervenções de representantes do Município de Guimarães, da Universidade do Minho e da Ciência Viva – Agência Nacional para a Promoção da Cultura Científica e Tecnológica.

Outro destaque do terceiro aniversário é a estreia do desafio “O Resgate de Natal” (género “escape game”), que estará “em cena” até 29 de dezembro. Neste desafio os participantes terão que ultrapassar várias provas de carácter científico que surgem ao longo do percurso. Esta atividade implica inscrição prévia (não é gratuita) e tem a duração de pouco mais de meia hora.

Durante as visitas gratuitas ao Curtir Ciência, os visitantes poderão ainda experimentar três desafios ligados com a área da eletricidade: “Labirinto Elétrico”, “Teste de Condutividade Elétrica” e “Criação de Circuitos em Série e em Paralelo”.

PROGRAMA

. 10:00-18:00 - Visitas gratuitas à Exposição Permanente.

. 10:00-18:00 - "Desafios Elétricos" (atividade gratuita). 

. 14:00 – 17:00 - Desafio científico “O Resgate de Natal”. 

. 18:00 - Momento institucional | Colóquio “Os Centros de Ciência nas Cidades do Século XXI”, com representantes do Município de Guimarães, Universidade do Minho e Agência Nacional Ciência Viva.

. 19:00 - Parabéns e corte do bolo

PADRE HIMALAYA NASCEU HÁ 150 ANOS EM ARCOS DE VALDEVEZ

O Padre Manuel Himalaya, um dos maiores cientistas e visionários portugueses da viragem do século XIX, nascido em Arcos de Valdevez, faz este domingo, dia 9 de Dezembro, 150 anos. É uma figura de grande importância para o concelho arcuense e para a região, que deixou a sua marca por vários países do mundo, como França, EUA ou Argentina, sempre em busca de novas abordagens científicas e de conhecimento.

padre-himalaya-four-solaire-sorede

Em Agosto, e de forma a homenagear o Padre Manuel Himalaya, no ano em que completaria 150 anos de vida, o Município de Arcos de Valdevez iniciou as obras de intervenção na antiga Escola do 1º Ciclo, onde serão criadas as “Oficinas de Criatividade Himalaya”, uma plataforma de promoção da ciência educativa, tendo nas crianças, jovens e famílias o seu principal público-alvo.

O percurso excecional deste homem, que culminou em 1904 com o Grande Prémio da Exposição Internacional de St. Louis, nos EUA, é a base de desenvolvimento do projeto, que incorporará um espaço documental e biográfico sobre o próprio Himalaya, recorrendo a tecnologia de última geração, e diversas salas e espaços dedicados à exploração e descoberta das Ciências, com destaque para o uso do Sol, com a fantástica máquina solar, o Pirelióforo, e das múltiplas áreas do Conhecimento abrangidas pelo investigador, como a Ecologia e a Eco sustentabilidade, numa visão verdadeiramente holística. O projeto global tem um investimento de 1,5 milhões de euros e será realizado com recurso a fundos comunitários.

Para o Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, este é um projeto que também tem outra extensão, como o percurso na ecovia e pontos-chave conectados com a sua presença, como a casa onde nasceu, viveu e o cemitério que o alberga, todos na freguesia de Cendufe;

De referir também que, anteriormente a autarquia inaugurou a requalificação do Parque Infantil da Ponte Nova, que também se centra no Padre Himalaya.

Para João Esteves este é mais um investimento no concelho e na criação de um espaço de oportunidades, de conhecimento e aprendizagens, que irá contribuir para o desenvolvimento sustentável de Arcos de Valdevez.

HIIM_3d - Cópia

HIM 3D 2 - Cópia

IMG_2362

PLANETÁRIO “A NOSSA CASA É UM PLANETA” INCENTIVA PRÁTICAS AMBIENTAIS EM MONÇÃO

Os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico do concelho de Monção viveram hoje um dia diferente, dentro da escola mas fora da sala de aula, absorvendo alguns conhecimentos no âmbito da educação ambiental e do desenvolvimento sustentável.

DSC_0723

Durante todo o dia, o planetário “A Nossa Casa é um Planeta” esteve no Centro Escolar Prof. José Pinheiro Gonçalves, apresentando três filmes focados nas temáticas da redução, reutilização e reciclagem.

Marcaram presença 440 alunos de Monção, Mazedo, Pias e Tangil que, ao longo de meia hora, aprenderam, num cenário confortável e informal, como utilizar os recursos de uma forma responsável e eficiente.

A vereadora Natália Rocha participou numa das sessões, tendo evidenciado, junto da imprensa local, a importância deste género de iniciativas para incentivar práticas ambientas junto das crianças. Disse: “Os alunos aprendem e levam para casa os ensinamentos, incentivando os pais a fazerem o mesmo”.

Os filmes, projetados em 360º, contam a história da Guida e do Rui, em versões adaptadas a várias idades. Os dois irmãos desenvolvem uma ação explicativa, focando-se no porquê de reduzir, reutilizar e reciclar, os resíduos que produzimos em nossa casa.

O projeto “A Nossa Casa é um Planeta” resulta de um trabalho conjunto das empresas Algar, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor e Valorminho, contando com o apoio do Fundo Ambiental e da Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020.

DSC_0728

DSC_0748

GUIMARÃES PROMOVE ATELIERS PARA CURTIR CIÊNCIA

Aproxima-se a quadra natalícia. Tal como em anos anteriores, o Centro Ciência Viva de Guimarães preparou um programa de atividades para este período de férias escolares. A edição do “Curtir Ciência no Natal” decorre de 17 a 29 de dezembro e inclui atividades didáticas e divertidas para diferentes públicos.

gomasCCVG

A pensar especificamente nas crianças e nos jovens em férias escolares de Natal, preparamos três oficinas interativas, com duração aproximada de uma hora, disponíveis em dois períodos temporais: de 17 a 21 e de 26 a 28 de dezembro, no horário entre as 10:00 e as 17:00 horas. 

GOMAS: Nesta oficina os participantes confecionam gomas e exploram as propriedades da gelatina e o processo de gelificação. No final, depois da degustação, os participantes levam para casa uma pequena embalagem com gomas.

VELAS AROMÁTICAS: Produção de velas aromáticas com recurso a de óleos alimentares usados. Esta atividade integra uma forte componente de sensibilização ambiental, com uma parte sobre a importância da reciclagem de óleos alimentares.

SABONETES DUPLOS: Produção de um sabonete mais pequeno que é integrado num sabonete maior. No final os participantes decoram a seu gosto a caixa acondicionadora dos sabonetes. Que depois levam para casa.

O público-alvo são grupos de crianças (a partir dos seis anos) e jovens e a lotação é de 20 participantes por cada atelier.

Para mais informações e inscrições, não hesite em contactar-nos por um dos meios disponíveis: 253510830; geral@ccvguimaraes.pt

image003

sabonetes

GUIMARÃES CRIA NATAL COM CIÊNCIA

Na quadra natalícia, o Centro Ciência Viva de Guimarães disponibiliza atividades para todos os públicos. Fazer bolo-rei com seniores e biscoitos de gengibre em família; aprender mais sobre cozinha molecular; resolver um conjunto de pistas para conseguir resgatar o Natal e várias oficinas para grupos preenchem um programa diversificado para Curtir Ciência no Natal.

DSC_4016

Depois do sucesso na Noite das Bruxas, o Curtir Ciência renova o convite aos mais intrépidos para um novo desafio que tem como principal objetivo resgatar o Natal das mãos dos “sequestradores”. Para tal é necessário ultrapassar vários obstáculos e saber interpretar bem as pistas científicas que surgem ao longo do percurso. Este desafio, “O Resgate do Natal”, destina-se a grupos, famílias e centros de estudo. Tem estreia marcada para 17 de dezembro, dia do terceiro aniversário do Curtir Ciência, mantendo-se “em cena” até 29 do mesmo mês.

O desafio é um dos pontos do programa Curtir Ciência no Natal que decorre entre 17 e 29 de dezembro. Mas há mais atrativos. No workshop “Biscoitos de Gengibre” (dia 22, às 15:00) as famílias podem confecionar e decorar estes tradicionais doces natalícios, explorando alguns conceitos científicos, tais como as propriedades de cada ingrediente. Na área da gastronomia, e também para famílias, há ainda “Chefs no Laboratório” (dia 29, às 15:00), uma oficina que explora o universo da cozinha molecular e na qual cada grupo, dando asas à criatividade, é desafiado a confecionar algumas receitas que no final serão avaliadas por um júri.

Para escolas e centros de estudo, o Curtir Ciência propõe três oficinas, de 17 a 21 e de 26 a 28 de dezembro: Gomas (confecionar gomas e explorar as propriedades da gelatina e o processo de gelificação), Velas Aromáticas (feitas a partir de óleos alimentares usados) e Sabonetes Duplos (um sabonete mais pequeno integrado num sabonete maior).

Para o público sénior, o Curtir Ciência oferece a oficina do Bolo-Rei, de 17 a 21 (segunda a sexta) e de 26 a 28 de dezembro (quarta a sexta). O objetivo central é que os grupos de seniores confecionem este bolo tradicional natalício e explorem alguns princípios científicos presentes no processo.

Todas as atividades implicam inscrição prévia, que pode ser feita pelos seguintes meios: 253510830; geral@ccvguimaraes.pt ou no Curtir Ciência, na Rua da Ramada, 166, Zona de Couros. 

O RESGATE DO NATAL

De 17 a 29 de DEZ (Exceto 23, 24 e 25) 

DURAÇÂO: 40m

BISCOITOS DE GENGIBRE

22 DEZ | 15:00

DURAÇÃO: 2H

CHEFS NO LABORATÓRIO

29 DEZ | 15:00

DURAÇÃO: 2H

ATELIERS PARA GRUPOS

GOMAS, VELAS E SABONETES DUPLOS

17-21; 26-28 DEZ | 10:00-17:00

DURAÇÃO: 1H/1H30

ESPECIAL BOLO-REI SENIORES

17 a 21; 26 a 28 DEZ | 10:00-17:00

DURAÇÃO: 1H30

image001

CURTIR CIÊNCIA EM GUIMARÃES RECEBE INVESTIGADORES

Fotos de investigadores do I3Bs no Curtir Ciência. Uma Visão Dinâmica da Ciência está patente até 17 de dezembro. A visita é livre.

“Uma Visão Dinâmica da Ciência" através da fotografia. Mais concretamente em 10 fotografias assinadas por outros tantos alunos de doutoramento do Grupo I3Bs da UMInho, instalado no AvePark, em Guimarães.

DSC_4040

Depois da FNAC, a exposição está agora patente no Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães, onde pode ser visitada até 17 de dezembro, de segunda a sexta das 10:00 às 18:00 horas; aos sábados e feriados (1 e 8 de dezembro) das 11:00 às 19:00 horas. A visita à exposição é livre e gratuita.

A inauguração ocorreu segunda-feira, dia 19 de novembro, e contou com as presenças dos investigadores-autores das fotos, da vice-diretora do Grupo 3Bs, Alexandra Marques e do Diretor do Curtir Ciência, Sérgio Silva.

A exposição “Uma Visão Dinâmica da Ciência” dá a conhecer o trabalho desenvolvido por investigadores portugueses e estrangeiros no I3Bs e mostra que os cientistas não são "bichinhos de laboratório", como referiu, na inauguração, a vice-diretora daquele grupo de investigação, Alexandra Marques.

Ao abrir as portas a esta exposição, salientou Sérgio Silva, “o Curtir Ciência põe em prática uma das suas principais missões – promover a Ciência junto do público – e estabelece uma relação de proximidade com um instituto de referência internacional, como é o I3B´s, que certamente terá continuidade”.

Os trabalhos expostos foram selecionados no concurso “Photo Dynamics Contest”, lançado pelo Creativity Team, coletivo que reúne alunos de doutoramento daquele Grupo de Investigação. A exposição pretende contribuir para o desenvolvimento da criatividade científica e dar a conhecer o trabalho desenvolvido pelo grupo. O concurso envolveu todos os membros do grupo de investigação e as fotos expostas resultaram de um processo prévio de seleção.

DSC_4065

DSC_4070

DSC_4074

image001

GUIMARÃES REALIZA FEIRA DE ROBÓTICA

Feira de Robótica no Curtir Ciência

Os clubes de robótica das escolas Francisco de Holanda, D. Afonso Henriques e Martins Sarmento participam na Feira de Robótica que decorre terça e quarta-feira (20 e 21 de novembro,) no Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães, em Couros. Esta Feira pretende ser um fórum de promoção de projetos escolares e de troca de experiências. A Feira de Robótica decorre entre as 14:00 e as 17:00 horas e integra o programa da Semana da Ciência e Tecnologia que decorre até 24 de novembro.

image001

BARCELOS ORGANIZA SEMANA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Semana da Ciência e da Tecnologia mobiliza escolas e bibliotecas de Barcelos

O Município de Barcelos e a Rede de Bibliotecas Escolares promovem, entre 19 e 26 de novembro, nas escolas, bibliotecas escolares e Biblioteca Municipal, a Semana Concelhia da Ciência e da Tecnologia, uma iniciativa que tem como objetivo despertar o interesse dos alunos para a ciência através de dezenas de atividades destinadas aos alunos do 1.º ciclo ao ensino secundário.

O programa contempla durante toda a semana, nas diversas escolas do concelho oficinas, experiências científicas, leituras, exposições, palestras, jogos, e filmes de divulgação científica, proporcionando aos alunos uma maior aproximação com especialistas de diversas áreas científicas.

Irão ainda decorrer diversas palestras científicas, entre as quais, “Arqueologia e preservação do património cultural:a contribuição das ciências e tecnologias”, pela Prof. Mafalda Alves da Universidade do Minho , no dia 22 de novembro, de manhã, no Agrupamento de Escolas de Vila Cova; “Luz e Cor” pela Prof. Susana Costa da Universidade do Minho, no dia 19 de novembro, de manhã, no Agrupamento de Escolas Gonçalo Nunes;  e “Formigas que se alinham, rebanhos que entopem e bactérias que nadam” pelo Prof. Dr. Nuno Araújo da Universidade do Minho, no dia 19 de novembro, de manhã, no Agrupamento de Escolas de Fragoso.

O Dia Nacional da Cultura Científica, assinala-se a 24 de novembro, em homenagem a Rómulo de Carvalho, professor, metodólogo, investigador, e autor de manuais escolares, de livros de divulgação científica e de poesia, estes últimos sob o pseudónimo de António Gedeão.

A Semana da Ciência encerra, no dia 26,às 10h00, com a apresentação do livro “Entre Estrelas e Estrelinhas” dos autores José Fanha, Daniel Completo e Carlos Fiolhais, na Biblioteca Municipal de Barcelos.

A Semana da Ciência do Município de Barcelos é uma iniciativa do Pelouro da Educação, através da Biblioteca Municipal e da Rede de Bibliotecas Escolares.

Capturarb

GUIMARÃES LEVA CIÊNCIA AO LAR DE SANTA ESTEFÂNIA

A Semana da Ciência e Tecnologia do Curtir Ciência decorre de 17 a 24 de novembro. O programa abreeste sábado, 17, às 11:00 horas, com uma sessão de Ciência no Lar de Santa Estefânia dinamizada pelos monitores científicos do Centro e destinada a crianças e jovens acolhidos nesta instituição.

Neste encontro, o Curtir Ciência vai dinamizar atividades interativas em torno das novas tecnologias: Prototipagem Rápida (impressora e canetas 3D) e Robótica (Ozobots, pequenos robôs eletrónicos que ensinam noções básicas de codificação e programação).

image001

VIMARANENSES “CURTEM” SEMANA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Uma Feira de Robótica, uma Mostra de Projetos de alunos de Cursos e Escolas Profissionais e Jogos Matemáticos são algumas das atividades agendadas para a Semana da Ciência e Tecnologia do Curtir Ciência, de 17 a 24 de novembro. Tal como em anos anteriores, esta iniciativa pretende ser um fórum de divulgação de projetos de cariz científico-tecnológico desenvolvidos por escolas e, também, um ponto de encontro entre o público e a C&T.

image001

O programa, além de uma sessão numa IPSS da cidade (dia 17) dirigida a crianças e jovens, inclui uma Feira de Robótica (20 e 21) com a presença de vários clubes escolares de robótica; uma Mostra de Projetos C&T (22 e 23) para que escolas/cursos profissionais de Guimarães promovam os projetos desenvolvidos por alunos/formandos; uma conversa entre um investigador e alunos (23) e Jogos Matemáticos (24), em simultâneo com o Circuito Xadrez e Ciência, organizado pela Academia de Xadrez de Portugal.

PROGRAMA

17 NOV | CIÊNCIA NO LAR DE SANTA ESTEFÂNIA

Ação no exterior para crianças e adolescentes do Lar de Santa Estefânia, que explora duas temáticas ligadas às novas tecnologias: a Prototipagem Rápida (impressora e canetas 3D) e a Robótica (Ozobots, pequenos robôs eletrónicos que ensinam noções básicas de codificação e programação).

20, 21 NOV | FEIRA DE ROBÓTICA

Um palco para os vários clubes escolares de robótica de Guimarães mostrarem os seus projetos e trocarem ideias. Entre as 14:00 e as 17:00 horas.

21 NOV | ENCONTRO COM A INVESTIGAÇÃO

Os investigadores João Borges e Nelson Rodrigues, da Universidade do Minho, falam sobre “Tecnologias na Condução Autónoma” com alunos da Escola Secundária Francisco de Holanda.

22, 23 NOV | MOSTRA DE PROJETOS

Cursos profissionais das escolas públicas e privadas de Guimarães participam nesta mostra de projetos C&T.

24 NOV | JOGOS MATEMÁTICOS

No Dia Nacional da Cultura Científica, uma atividade de participação gratuita, durante a manhã, para as famílias que visitarem o Curtir Ciência. Em simultâneo decorre o Circuito Ciência e Xadrez, promovido pela Academia Nacional de Xadrez, que inclui, além da vertente de competição, ações de formação sobre este jogo.

Inscrições para visitas/participação: 253510830; geral@ccvguimaraes.pt

PROJETO "CURTIR CIÊNCIA" DE GUIMARÃES INSPIRA MUNICÍPIO DE ÍLHAVO

Município de Ílhavo “inspira-se” no Curtir Ciência

O Curtir Ciência continua a ser uma referência para outros Municípios. Uma delegação da Câmara Municipal de Ílhavo, liderada pelo Vereador da Educação e Juventude, Tiago Lourenço, foi recebida, sexta-feira, dia nove de novembro, pela Direção do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

image001

Tratou-se de uma visita de trabalho que teve como principal objetivo conhecer o modo de funcionamento do Curtir Ciência e "colher" inspiração para o lançamento, naquele Concelho, de um projeto de divulgação científica.

A delegação, composta ainda por três técnicas do Departamento de Educação e Juventude, foi recebida e acompanhada na visita à Exposição Permanente pelo Diretor Executivo do Curtir Ciência, Sérgio Silva, e pelo Coordenador Técnico, Paulo Pereira.

A Delegação de Ílhavo mostrou-se bastante agradada com o exemplo de funcionamento do Curtir Ciência, um dos vários centros existentes no País afetos à Agência Nacional Ciência Viva. Para Sérgio Silva, este tipo de visitas evidencia o impacto que o Curtir Ciência exerce não só em Guimarães, mas também em Municípios vizinhos que pretendem apostar em projetos de promoção da Ciência e da Tecnologia dirigidos para escolas e para a comunidade em geral.

ilhavo2

ilhavo3

LABORATÓRIO IBÉRICO INTERNACIONAL DE NANOTECNOLOGIA APOSTA NA INOVAÇÃO DA INDÚSTRIA DO MAR

Projeto liderado pelo INL tem cerca de um milhão de euros para levar a inovação à Indústria do Mar

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) está a levar a cabo até fevereiro de 2020 o projeto KETmaritime, que tem como objetivo levar a inovação e a tecnologia às empresas que operam no setor marítimo. O projeto, que no total tem um orçamento de 985 mil euros, é direcionado às pequenas e médias empresas das áreas da construção naval, reparação e manutenção de navios e portos, navegação e logística, energias renováveis marinhas, petróleo e gás, pesca e aquicultura, biotecnologia marinha, processamento de peixe, entre outras.

INL

As empresas do setor do mar interessadas em saber como podem beneficiar do apoio do INL no desenvolvimento de soluções inovadoras para a respetiva atividade podem participar no workshop que o INL vai promover no dia 14 de novembro, no âmbito do Business2Sea – Fórum do Mar 2018, que se realiza no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

“O setor marítimo precisa de passar por uma transformação, alterando o seu modelo tradicional para transitar para um modelo com alto valor acrescentado apoiado na inovação e assim conseguir aproveitar as novas oportunidades que o mercado está a desenvolver”, explica Daša Majcen, responsável do INL pelo projeto KETmaritime.

No entanto, para as pequenas e médias empresas – que representam a grande maioria do tecido empresarial português - criar soluções inovadoras poderá ser mais difícil pela falta de recursos financeiros, humanos e técnicos.

É exatamente para contornar este problema que surgiu em novembro de 2017, o projeto KETmaritime. Trata-se de um projeto internacional que agrega sete parceiros privados e públicos de diversas regiões da Zona Atlântica e que é liderado pelo INL.

Este consórcio está dotado de experiência e conhecimento nas chamadas Key Enabling Technologies – que incluem a micro e nanoeletrónica; a nanotecnologia; a biotecnologia industrial; novos materiais; fotónica e as tecnologias avançadas de fabrico.

A missão principal do projeto KETmaritime é apoiar as pequenas empresas do setor marítimo no acesso a estas tecnologias com o objetivo de criarem produtos e serviços inovadores na sua atividade.

Neste sentido, o workshop que o INL vai promover no Business2Sea – Fórum do Mar 2018, será uma “oportunidade para aumentar o conhecimento sobre as Key Enabling Technologies (KET) e sobre a sua potencial aplicação à indústria do mar, através da apresentação de ‘case studies’ de sucesso. Os participantes do workshop terão ainda a oportunidade para estabelecerem contactos com potenciais colaboradores”, explica Daša Majcen.

As inscrições para este workshop são gratuitas, sendo obrigatório o registo online dos participantes.  Saiba mais aquisobre o programa do workshop. Para mais informações sobre o projeto KETmaritime consulte o site:http://ketmaritime.eu/

CENTENAS DE VIMARANENSES FESTEJARAM NOITE DAS BRUXAS COM CIÊNCIA

Cerca de 500 pessoas passaram pelas várias atividades da Noite das Bruxas do Curtir Ciência, no dia 31 de outubro. Entre as duas sessões da oficina “Sabonetes Medonhos” esgotadas, a festa de aniversário, o jogo “Zombies no Laboratório” e a “Queimada Galega”, perto de 500 pessoas escolheram o Curtir Ciência para passar a última noite de outubro.

DSC_3904

“À segunda edição, este evento está cada vez mais forte e tem todos os predicados para se afirmar no cartaz cultural de Guimarães”, refere Sérgio Silva, Diretor Executivo do Centro Ciência Viva.

Na opinião deste responsável, “as palavras de elogio e de incentivo que ouvimos ao longo da noite, proferidas por públicos de todas as idades, faz-nos acreditar que a Noite das Bruxas do Curtir Ciência, que se realiza com um orçamento residual, pode tornar-se um evento marcante e extremamente atrativo no panorama vimaranense”.

Em termos de programa, a Noite das Bruxas cumpriu com o prometido: teve formação, um muito concorrido desafio científico que entusiasmou crianças e adultos acompanhantes e muita animação. Neste capítulo, a aposta do Curtir Ciência no número da Queimada Galega revelou-se do agrado do público. A performance do animador Luís Almeida (que preparou a bebida com todos os números da praxe, incluindo o “Esconjuro” recitado em coro pela plateia) despertou novos e menos novos e cativou com os momentos de humor.

Na hora de balanço, a Direção do Curtir Ciência não tem dúvidas: a Noite das Bruxas é um evento para manter no Plano de Atividades para o próximo ano e para reforçar no que toca ao seu programa.

image001

VIMARANENSES REALIZAM QUEIMADA GALEGA

Queimada Galega na Noite das Bruxas do Curtir Ciência

“Queimada Galega e Outras Histórias” é um espectáculo cénico-musical da autoria de Luís Almeida, cantor, animador e ator de Guimarães, inserido na programação da Noite das Bruxas do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães que decorre a 31 de outubro, entre as 20:30 e as 23:30 horas.

image001

O espectáculo, com início previsto para as 22:30 horas, no pátio do Curtir Ciência, tem entrada livre e inclui a preparação e degustação da Queimada Galega, bebida feita à base de aguardente, açúcar, maçã e canela.

O programa da Noite das Bruxas contempla ainda outras atividades para todos os públicos: o workshop “Sabonetes Medonhos” (21:30 horas) para crianças e jovens dos seis aos 14 anos e o jogo de fuga “Zombies no Laboratório”, que integra vários enigmas de cariz científico e a Queimada Galega.

Ao longo da Noite das Bruxas o Curtir Ciência oferece pinturas faciais fluorescentes aos participantes e dois brindes: “Morcegos Luminosos” (um brinquedo voador que incorpora uma pilha e um pequeno LED) e uma miniatura produzida nas impressoras 3D do Centro.

VIMARANENSES CURTEM CIÊNCIA NA NOITE DAS BRUXAS

A oficina “Sabonetes Medonhos”, o jogo de fuga “Zombies no Laboratório”, brindes surpresa 3D, o espéculo musical “Queimada Galega e Outras Histórias” de Luís Almeida - são bons motivos para não perder a Noite das Bruxas do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

image001

O programa da Noite das Bruxas (31 de outubro, quarta-feira, véspera de feriado, a partir das 20:30) contempla diversas atividades para todos os públicos. A oficina “Sabonetes Medonhos” (21:30) destina-se exclusivamente a crianças e jovens dos seis aos 14 anos. Os participantes vão confecionar sabonetes de glicerina com formas alusivas à Noite das Bruxas e uma caixa acondicionadora, que no final podem levar para casa.

O jogo de fuga “Zombies no Laboratório” integra vários enigmas de cariz científico. Os participantes (crianças obrigatoriamente acompanhadas por adultos) têm de resolver um total de 10 enigmas para conseguirem chegar ao final e receber um brinde 3D. O objetivo é conseguir “escapar” dos Zombies do Laboratório em 20 minutos ou menos.

A partir das 22:30 horas, o pátio do Curtir Ciência recebe o espetáculo de animação musical e cénica “Queimada Galega e Outras Histórias” de Luís Almeida, um cantor, animador e ator de Guimarães. O espetáculo inclui a preparação (e prova) da Queimada Galega, bebida feita à base de aguardente, açúcar, maçã e canela, com o respetivo esconjuro para afastar maus-olhados, feitiços e mafarricos.

Ao longo da Noite das Bruxas o Curtir Ciência oferece pinturas faciais fluorescentes aos participantes e dois brindes: “Morcegos Luminosos” (um brinquedo voador que incorpora uma pilha e um pequeno LED) e uma miniatura produzidanas impressoras 3D do Centro Ciência Viva de Guimarães.

Todas as atividades têm inscrição obrigatória e a lotação do workshop está limitada a 20 participantes (faixa etária dos seis aos 14 anos).

Informações e reservas: no Curtir Ciência, em Couros; pelo telefone 253510830 e por email: geral@ccvguimaraes.pt.

PREÇÁRIO

WORKSHOP “SABONETES MEDONHOS”

4,00€ (adultos não entram). Lotação máxima: 20

JOGO “ZOMBIES NO LABORATÓRIO”

4,00€/criança e 1,00€ adulto/acompanhante (condição obrigatória). Faixa etária: 6 aos 14 anos.

COMBINADO WORKSHOP + JOGO

7,00€

QUEIMADA GALEGA

Grátis.

GUIMARÃES: O CHAMPIMÓVEL É UM SHOW DE CIÊNCIA

Cerca de duas centenas de alunos dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico de Guimarães já viram o show “O Futuro da Ciência” na cápsula móvel do Champimóvel, o camião interativo da Fundação Champalimaud.

image001

O Champimóvel está em Guimarães até sexta-feira, dia 19 de outubro, no espaço exterior do Pavilhão Multiusos. O Champimóvel é o palco do show “O Futuro da Ciência”, um conteúdo interativo em 4D sobre o corpo humano. Os alunos dão nota positiva e os professores aplaudem esta iniciativa.

“É um conteúdo muito importante, perfeitamente adequado para os alunos porque está em linha com o programa da disciplina de Ciências. Além disso, por ser em 4D, desperta a curiosidade e a adesão imediata dos alunos”, refere Emília Dias, professora da EB 2, 3 Fernando Távora, uma das várias escolas que passaram já pelo Champimóvel.

Para esta docente, iniciativas como esta do Champimóvel “são importantes para a promoção das Ciências junto dos mais jovens, tal como as atividades que o Curtir Ciência desenvolve nas escolas, porque são extremamente práticas e cativam os alunos”.

A iniciativa da Fundação Champalimaud e do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães, com o apoio do Município vimaranense, promove o conhecimento científico junto das novas gerações. Isso é feito através de um show animado interativo 4D com 25 minutos de duração, que simula uma viagem através do corpo humano que percorre o mecanismo da visão, a célula e o seu material genético, a acção dos vírus, a terapia genética e as investigações recentes em células estaminais e nanotecnologias.

NOTAS

A visita ao Champimóvel é preferencialmente destinada para alunos dos 2º e 3º Ciclos de Escolas públicas e privadas.

Marcação e Informações:

Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães

geral@ccvguimares.pt | 253 510 830

DSC_3691

DSC_3699

DSC_3700

DSC_3705

CURTIR CIÊNCIA ABRAÇA CAUSA DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE GUIMARÃES

Curtir Ciência abraça Causa da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães

"Todos Por Uma Causa - Todos Pela Deficiência" é uma iniciativa da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães que decorre esta quinta-feira, 18 de outubro, no Pavilhão Multiusos, entre as 09:00 e as 16:30 horas. O Curtir Ciência associa-se a esta grande causa dinamizando algumas atividades científicas para centenas de utentes de várias instituições que lidam com a deficiência.

image001

A iniciativa tem como tema central “Profissional por um dia" e integra um espetáculo e vários ateliês (desporto, dança, artes performativas, pintura, reabilitação/terapia assistida por animais). Ao Curtir Ciência cabe o papel de mostrar a atividade de Cientista, com duas sessões interativas (11:00 e 14:00 horas) compostas por experiências relacionadas com a Química (conceitos de pH e reações químicas entre ácido e base, conceitos de combustão, gases e efeito da temperatura na densidade) e com a Biologia (regras de conduta no laboratório e utilização de material laboratorial com enfoque no microscópio ótico composto e observação de preparações microscópicas).

A iniciativa, que vai já na sexta edição, é organizada pelo Alecrim - Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais da Santa Casa de Guimarães, instalado no antigo Hospital de Santo António dos Capuchos. A Provedora da Santa Casa, Noémia Carneiro, realça que o evento, que teve a primeira edição em 2013, “resultou da vontade de dar a conhecer melhor, ao exterior, o trabalho desenvolvido no Alecrim”. Em 2017, a 5ª edição contou com aproximadamente 1000 pessoas.

BRAGA APOSTA NA INOVAÇÃO À ESCALA GLOBAL

INL Summit posiciona Braga no mapa da inovação à escala global. Evento decorre entre 15 e 17 de Outubro

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, participou hoje, 15 de Outubro, na Sessão de Abertura do INL Summit 2018, que decorreu no Altice Forum Braga. Este é o maior evento realizado em Portugal na área da Nanotecnologia e Key Enabling Technologies e decorre até dia 17 de Outubro.

CMB15102018SERGIOFREITAS00000015379

Esta edição, subordinada ao tema ‘Nanotecnology: Enabling the New Economy’, junta investigadores, estudantes pré e pós-graduados, empresários e decisores para discutir como a ciência deve enfrentar os principais desafios da sociedade, tais como as Alterações Climáticas, a Transformação da Mobilidade e as possibilidades abertas pela Era Quântica.

CMB15102018SERGIOFREITAS00000015380

Na ocasião, Ricardo Rio salientou que esta é uma iniciativa que vem posicionando Braga no mapa da inovação e do estado da arte da ciência. O autarca deixou o desafio para que esse conhecimento e inovação se reflictam em mais-valias para a comunidade, com mais empresas a estabelecerem parcerias com o INL nas áreas da mobilidade, alimentação, saúde ou novas tecnologias.

“Nestes três dias, teremos oportunidade de perceber melhor o trabalho desenvolvido no INL e as dimensões de integração do mesmo na ligação ao tecido económico, à promoção da ciência junto da comunidade e à transformação no nosso quotidiano derivado das muitas inovações, em varias áreas, que resultam das investigações desenvolvidas”, afirmou, manifestando a vontade de transformar Braga num polo de discussão e reflexão sobre inovação à escala global.

São cinco sessões: Science, not fiction; Science and Policies; Science and Business; Science and Arts; e Science and Entrepreneurship”, para as quais o INL convidou especialistas internacionais nas áreas em discussão.

Para além da conferência científica, amanhã, 16 de Outubro, o INL - International Iberian Nanotechnology Laboratory celebra o seu 10.º aniversário com a presença de convidados ilustres, terminando o dia com um jantar comemorativo e com a performance artística “The Brain Piece”, executada pela Companhia de Jody Oberfelder, de Nova Iorque, criada em diálogo com neurocientistas e com uma ligação estreita ao mundo da ciência.

O dia 17 de Outubro está reservado para a conferência “Missão 10.000” no âmbito do Programa Nanogateway, com o objectivo de definir o curso de projectos inovadores em oito regiões portuguesas e espanholas, em que a nanotecnologia e o conhecimento científico vão ter um papel fundamental.

Todas as informações em http://www.summit2018.inl.int/

CMB15102018SERGIOFREITAS00000015382

CMB15102018SERGIOFREITAS00000015384