Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA REALIZA SÁBADOS COM CIÊNCIA

‘Sábados H(á) Ciência’ revela ‘Uma ilha chamada Terra’

Sessão agendada para dia 14 de Abril, no gnration

‘Uma ilha chamada Terra’ é o tema da próxima sessão do ‘Sábados H(á) Ciência’, que se realiza no dia 14 de Abril, a partir das 15h00, no gnration. A actividade será dedicado à formação do nosso planeta e à evolução da vida até aos dias de hoje. Através da experimentação os participantes irão perceber melhor o surgir da vida e a evolução do Homem.

CARTAZ CIENCIA ABRIL 2018

A sessão é dirigida a crianças entre os 6 e os 12 anos que devem fazer-se acompanhar por um adulto. As inscrições decorrem até 12 de Abril, devendo ser realizadas presencialmente no gnration. O custo da actividade é de 15 euros para o conjunto de adulto + criança ou de 20 euros, no caso de levar duas crianças.

O programa ‘Sábados H(á) Ciência’ é promovido pelo Município de Braga em colaboração com a Fundação Bracara Augusta e com ‘O Laboratório da Li’. O objectivo é estimular o gosto das crianças e jovens pela ciência.

Mais informações em juventude@cm-braga.pt

BRACARENSES REVELAM "OS MISTÉRIOS DO CÉREBRO"

‘Sábados H(á) Ciência’ revela ‘Os mistérios do Cérebro’. Sessão agendada para dia 24 de Março, no gnration

‘Os mistérios do Cérebro’ é o tema da próxima sessão do ‘Sábados H(á) Ciência’, que se realiza no dia 24 de Março, a partir das 15h00, no gnration.

CARTAZ CIENCIA MARÇO 2018

A sessão é dirigida a crianças entre os 6 e os 12 anos que devem fazer-se acompanhar por um adulto. As inscrições decorrem até 22 de Março, devendo ser realizadas presencialmente no gnration. O custo da actividade é de 15 euros para o conjunto de adulto + criança ou de 20 euros, no caso de levar duas crianças.

O programa ‘Sábados H(á) Ciência’ é promovido pelo Município de Braga em colaboração com a Fundação Bracara Augusta e com ‘O Laboratório da Li’. O objectivo é estimular o gosto das crianças e jovens pela ciência.

Mais informações em juventude@cm-braga.pt

FAMALICÃO APOSTA NA NANOTECNOLOGIA

O Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos vai estar de portas abertas para receber e divulgar exemplos de empresas que já implementaram soluções de grande valor acrescentado em parceria com entidades do sistema científico

CeNTI mostra como a nanotecnologia está a transformar o tecido empresarial da região Norte

- 5ª feira, dia 15 de fevereiro, a partir das 09h00, Auditório do CITEVE, Famalicão

Mostrar como a nanotecnologia está a transformar o tecido empresarial do Norte do país, partilhar exemplos de empresas que desenvolveram ou estão a criar produtos de elevado valor acrescentado e apresentar alguns sistemas de financiamento são os objetivos principais do Dia Aberto que o CeNTI, Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes, vai realizar no próximo dia 15 de fevereiro. No mesmo local juntar-se-ão empresas, investigadores, especialistas e entidades financiadoras para debaterem e analisarem oportunidades de exploração de novas tecnologias, e que caminhos podem ainda ser trilhados no sentido de afirmar o Norte de Portugal como região pioneira na disseminação e endogeneização de nanotecnologias no tecido empresarial.

Laboratorio CeNTI

As oportunidades de financiamento e os casos de sucesso de empresas que, em parceria com o CeNTI aliaram a nanotecnologia aos seus produtos, são alguns dos temas abordados na sessão que acontece durante a manhã, no Auditório do CITEVE, em Vila Nova de Famalicão. É o caso da Têxteis Penedo SA, uma empresa com mais de 40 anos, mas que já está pronta para produzir tecidos, nomeadamente cortinas, com iluminação LED, como resultado de um projeto que desenvolveu em parceria com o CeNTI. Outro exemplo a ser abordado é o da Simoldes Plásticos SA, uma empresa também já a chegar ao 40.º aniversário e que está a utilizar a nanotecnologia em parceira com o Centro de Famalicão para inovar na indústria automóvel.

O evento é promovido pelo CeNTI e pelo INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, no âmbito do Projeto Nanotech@PT que pretende afirmar o Norte de Portugal como região pioneira na utilização da Nanotecnologia. Este projeto junta um alargado conjunto de entidades, empresas, especialistas, investigadores e instituições científicas com o objetivo comum de sensibilizar e apoiar as empresas para investir na nanotecnologia, acrescentar valor, criar produtos inovadores, antecipando o futuro e respondendo aos novos desafios dos consumidores e mercados nacionais e internacionais.

Estudos realizados pela BCC Research concluem que, a nível mundial, a nanotecnologia deverá ultrapassar os 90 mil milhões de dólares em 2021, com um crescimento composto anual de 18,2%. A União Europeia considera a nanotecnologia uma aposta estratégica e definiu que, ao abrigo do programa quadro Horizonte 2020, deverão ser investidos cerca de 6 mil milhões de euros para o desenvolvimento das capacidades industriais nesta área.

O CeNTI - Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes

Com uma forte ligação ao tecido empresarial e à indústria, o CeNTI foi fundado em 2006, tem atualmente 70 colaboradores e está vocacionado para o desenvolvimento de novos produtos e soluções, tendo por base a nanotecnologia, além de materiais funcionais e inteligentes. Resulta de uma parceira entre três universidades – Aveiro, Minho e Porto – e três entidades tecnológicas, nomeadamente o CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal, o CTIC – Centro Tecnológico das Indústrias do Couro e o CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel.

Ao longo dos 12 anos de atividade, o CeNTI já participou em mais de 170 projetos com a indústria, 20 projetos europeus, 111 projetos financiados a nível Nacional, 30 projetos diretos e 9 projetos em investigação fundamental, apoiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Atualmente, está envolvido em 33 projetos no âmbito do PT2020, 12 projetos H2020 e 23 projetos diretos com clientes nas mais diversas áreas de aplicação.

O CeNTI está atualmente envolvido, como proprietário, coproprietário e/ou inventor, em 57 pedidos de patente em diversas geografias, dos quais 7 pedidos estão já concedidos.

Sobre o INL

O INL - Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia é uma organização intergovernamental criada em 2005 para fomentar a investigação interdisciplinar em Nanotecnologia e Nanociência. Realiza investigação em alta tecnologia, relacionada com nanomedicina, nanotecnologia aplicada à nanoeletrónica ambiental e de controlo alimentar e nanomáquinas e manipulação molecular em nanoescala

Programa do Dia Aberto

09:00 – Receção e Registo;

09:15 – Sessão Boas vindas - Braz Costa - CEO CeNTI;

09:30 - Apresentação projeto Nanotech@NortePT - João Gomes - Diretor de Operações do CENTI;

09:45 – Famalicão Made IN - Augusto Lima – Vereador da Câmara Municipal de Famalicão

10:00 – Oportunidades de financiamento P2020 e SIFIDE: - Nuno Lúcio - Vogal Executivo do conselho de Administração da Agencia Nacional de Inovação, ANI;

10:30 – Programas H2020- NMBP e ICT – Marta Candeias - Ponto de Contato Nacional NMP, PME e FTI

11:10 – Pausa;

11:30 – Casos de sucesso: Têxteis Penedo - Sandra Ventura - Diretora de Inovação da Têxteis Penedo;

11:50 – Casos de sucesso: Simoldes Plásticos SA - Júlio Grilo - Diretor de Engenharia e I&D na Simoldes Plásticos;

12:10 – “NMP na Região do Norte: política de coesão e inovação regional” – Pedro Móia - Especialista em Desenvolvimento Regional da CCDRN;

12:45 – Painel de Discussão;

12:55 - Sessão de encerramento;

13:00 - Almoço

14:30 – Apresentação do CeNTI;

FAMALICÃO RECEBE ENCONTRO DE CIÊNCIA

Encontro de Ciência Cândida Madureira regressa no próximo fim-de-semana

O auditório da CESPU, em Vila Nova de Famalicão, recebe nos próximos dias 16 e 17 de fevereiro, sexta e sábado, o 3.º Encontro de Ciência Cândida Madureira.

Encontro de Ciência Cândida Madureira vai decorrer no auditório da CESPU...

A iniciativa é organizada pelo Centro de Formação de Associação de Escolas de Vila Nova de Famalicão em parceria com a Câmara Municipal e destina-se sobretudo a professores dos diversos níveis de ensino e a alunos do ensino secundário, estando também aberta à restante comunidade.

Promover o contacto com cientistas, atualizar conhecimentos, fomentar a apetência dos alunos pelo trabalho experimental e potencializar a interdisciplinaridade são alguns dos objetivos do encontro, que está acreditado pelo Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua.

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, afirma que os Encontros de Ciência Cândida Madureira são um bom exemplo de uma iniciativa com valor. “Ao colocar professores e alunos em contacto com as pesquisas científicas ou iniciativas relevantes da ciência, da tecnologia e da inovação, os promotores do evento estão a estimular o pensamento e o debate em áreas centrais ao desenvolvimento da humanidade”.

Para o autarca, “é também gratificante para o concelho o enquadramento em que surge esta iniciativa ao nível das dinâmicas de formação contínua. A escola tem que ser cada vez mais um local de crescimento para toda a comunidade educativa e para todas as gerações de cidadãos, não devendo limitar-se a cumprir as disposições estatais ao nível do ensino dos conteúdos curriculares”.

Inteligência Artificial, Cronobiologia, Medicina Interna, o cérebro e o stress, são apenas alguns dos temas que serão abordados pelos vários oradores convidados para os dois dias do evento.   

Recorde-se que Cândida Madureira (1951-2013) foi docente do ensino secundário entre 1975 e 2000 e diretora do Centro de Formação de Associação de Escolas de Vila Nova de Famalicão entre 2001 e 2012. Foi formadora acreditada pelo Conselho Científico e Pedagógico da Formação Contínua. A divulgação científica foi um dos seus objetivos, tendo para isso congregado cientistas, escolas e o Centro de Formação. Criou e organizou os Ciclos de Conferências Científicas de periodicidade anual

Mais informações sobre o evento em https://eccmfamalicao.wixsite.com/2018

JOVENS VIMARANENSES CURTEM A CIÊNCIA

Curtir Ciência e UMInho juntos no concurso FameLab

O FameLab, considerado o mais famoso concurso de comunicação científica do mundo, passa na próxima sexta-feira, dia 9, pela Universidade do Minho, numa organização conjunta da Escola de Ciências da UMinho e do Curtir Ciência - Centro Ciência Viva de Guimarães.

A eliminatória decorre pelas 15h00, no auditório B2 do campus de Gualtar, em Braga, com doze concorrentes a apresentarem um tema de ciência até três minutos. Os quatro melhores candidatos vão poder repetir a performance num evento FNAC e, sobretudo, rumar em março à semifinal nacional do FameLab, no Porto. Aí, o júri vai apurar doze deles para a final nacional, em abril, em Lisboa, que selecionará o representante luso para a final mundial, marcada para junho em Cheltenham, Reino Unido.

Os concorrentes têm apenas três minutos para apresentar um tema científico à escolha, sem qualquer apoio de audiovisuais. O conteúdo, a clareza, o carisma e o talento demonstrado são critérios-chave na avaliação do júri. O concurso é aberto a maiores de 18 anos, exceto para profissionais em comunicação de ciência.

O FameLab foi criado em 2005 pelo Festival de Ciência de Cheltenham e está presente em mais de 30 países. Em Portugal, esta iniciativa é promovida pelo British Council e pela Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, em parceria com as universidades portuguesas e os Centros de Ciência Viva, que assegurarão as eliminatórias regionais, de Braga ao Algarve.

Há mais detalhes em http://bit.ly/famelab-ecum.

BRAGA APRESENTA "CIÊNCIA COM HISTÓRIA"

‘Sábados H(á) Ciência’ agendado para 17 de Fevereiro

‘Ciência com História’ é o tema da próxima sessão do ‘Sábados H(á) Ciência’, agendada para o dia 17 de Fevereiro, pelas 15h00, no gnration. Nesta sessão, os participantes são desafiados a conhecer a base da ciência que nos rodeia e cruzá-la com a história do Mundo.

CARTAZ CIENCIA FEV 2018

A iniciativa é dirigida a crianças entre os 6 e os 12 anos que devem fazer-se acompanhar por um adulto. As inscrições devem ser feitas até 15 de Fevereiro. As vagas são limitadas, devendo ser realizadas presencialmente no gnration. O custo da actividade é de 15 euros para o conjunto de adulto + criança ou de 20 euros, no caso de levar duas crianças.

Recorde-se que o ‘Sábados H(á) Ciência’ é uma iniciativa promovida pelo Município de Braga em colaboração com a Fundação Bracara Augusta e com ‘O Laboratório da Li’, com o objectivo estimular o gosto das crianças e jovens pela ciência.

Mais informações em juventude@cm-braga.pt

“FÁBRICA DE EXPERIÊNCIAS” EM MONÇÃO: ALUNOS DO 12º ANO ENSINAM ALUNOS DO 4º ANO A FAZER EXPERIÊNCIAS DE QUIMICA E FISICA

O Banco Local de Voluntariado de Monção lançou o desafio e sete alunos do 12.º ano do Agrupamento de Escolas de Monção responderam afirmativamente ao repto. Desta forma, nasceu a “Fábrica de Experiências”, programa de voluntariado que tem como objetivo fazer crescer o bichinho da química e física junto das crianças monçanenses.

fabrica 05

O programa tem periodicidade semanal (quarta-feira e sexta-feira, de forma alternada, a partir das 14h00) e abrange toda a população escolar do concelho a frequentar o 4.º ano de escolaridade. Iniciou-se na semana passada, prolongando-se até ao final do ano letivo em curso.

Decorrendo nos estabelecimentos de ensino do 1º CEB do concelho, “Fábrica de Experiências” procura sensibilizar e despertar as crianças para a exploração da química e física através de experiências engraçadas e divertidas. Paralelamente, proporciona momentos enriquecedores de partilha de conhecimentos.

O objetivo é semear o bichinho da ciência junto dos mais novos para que a imaginação e a curiosidade cresçam à medida dos sonhos de cada um(a), reforçando o gosto pelo voluntariado e a vontade pela realização de experiências. Um passo para o surgimento de pequenos cientistas que, no futuro, podem tornar-se grandes cientistas.

O Banco Local de Voluntariado de Monção tem como missão promover e divulgar o voluntariado, facilitando o encontro entre a oferta e a procura de voluntários e instituições organizadoras. “Fábrica de experiências” é um dos vários programas em desenvolvimento que, no seu conjunto, envolvem cerca de uma centena de voluntários.

Fábrica 01

fábrica 02

fábrica 03

fabrica 04

fabrica 06

fabrica 07

fabrica 08

fabrica 06

fabrica 07

fabrica 08

FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO PREMEIA AGRUPAMENTOS DE ESCOLAS DE PONTE DE LIMA

O Município de Ponte de Lima congratula-se com os prémios alcançados por três estabelecimentos de ensino do concelho de Ponte de Lima, atribuídos pela Fundação Ilídio Pinho, na 15ª Edição do Prémio Ciência na Escola.

15ª edição Fundação Ilídio Pinho

No total, foram premiados seis projetos apresentados pela Escola Básica António Feijó, pela Escola Básica de Freixo e pela Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima. Os seis projetos agora premiados, dinamizados pela comunidade escolar, vêm reafirmar a qualidade do ensino no concelho de Ponte de Lima e o empenho aplicado pelos diferentes agrupamentos na realização e concretização dos diferentes projetos pedagógicos.

A Fundação Ilídio Pinho visa estimular o interesse de todos os alunos, da Educação Pré-Escolar, do 1º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e Secundário, pelas ciências e áreas tecnológicas, através do apoio a projetos inovadores.

BRAGA TEM CIÊNCIA AOS SÁBADOS

‘Sábados H(á) Ciência’ a 13 de Janeiro no gnration

No próximo dia 13 de Janeiro, a Ciência está de volta ao gnration com mais um conjunto de sessões do projecto que conquistou as famílias Bracarenses. ‘O Corpo Humano’ é o tema da próxima sessão do ‘Sábados H(á) Ciência’, uma iniciativa promovida pelo Município de Braga em colaboração com a Fundação Bracara Augusta e com ‘O Laboratório da Li’.

CARTAZ CIENCIA 2018 JAN

A sessão, agendada para as 15h00, é dirigida a crianças entre os 6 e os 12 anos que devem fazer-se acompanhar por um adulto. As inscrições devem ser feitas até 11 de Janeiro. As vagas são limitadas, devendo ser realizadas presencialmente no gnration. O custo da actividade é de 15 euros para o conjunto de adulto + criança ou de 20 euros, no caso de levar duas crianças.

Recorde-se que o projecto ‘Sábados h(á) Ciência’ tem como objectivo estimular o gosto das crianças e jovens pela ciência, através da realização de actividades e experiências científicas acompanhadas por muita diversão.

Mais informações em juventude@cm-braga.pt

GUIMARÃES: CURTIR CIÊNCIA ASSINALOU DOIS ANOS A PENSAR NO FUTURO

O Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães assinalou o segundo aniversário no domingo, 17 de dezembro, num encontro informal que contou com a presença de várias personalidades e visitantes de todas as idades. A sessão informal que assinalou o aniversário registou as presenças e intervenções de Adelina Paula-Pinto, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, do Reitor da Universidade do Minho (UM), Rui Vieira de Castro e da Presidente da Ciência Viva – Agência Nacional para a Promoção da Cultura Científica e Tecnológica, Rosalia Vargas.

Bolo2anos

A Presidente da Ciência Viva, a rede que coordena mais de 20 centros em todo o país, não poupou nos adjetivos para se referir ao Curtir Ciência. “Este edifício é extremamente bonito, encanta quem por aqui passa, nacionais e estrangeiros”, disse Rosalia Vargas.

Referindo-se ao futuro, esta responsável entreabriu as portas ao que está a ser preparado para o terreno adjacente ao Curtir Ciência, durante décadas ocupado por oficinas e pequenas unidades fabris. Ali nascerá um novo edifício para o Centro Ciência Viva de Guimarães, apostado na inovação, para o que se torna fundamental a parceria da Universidade do Minho. Um edifício que fará a interligação com o Instituto de Design de Guimarães, ali ao lado, reforçando desta forma a parceria com a academia minhota.

Rui Vieira de Castro, Reitor da UM, enalteceu o trabalho desenvolvido pelo Curtir Ciência, “um caso de sucesso em matéria de visitantes e de atividades”. Adelina Paula Pinto, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, reiterou o compromisso do Município de prosseguir o apoio a este projeto de divulgação da Ciência que em dois anos recebeu mais de 32 mil visitantes. Uma fasquia que Sérgio Silva, Diretor Executivo do Centro, considera positiva, mas que pretende reforçar nos próximos dois anos.

O segundo aniversário do Curtir Ciência foi assinalado ao longo de todo o domingo, com visitas gratuitas e uma oficina livre de “Brinquedos Voadores”, que atraíram quase duas centenas de pessoas de todas as idades.

image001

GUIMARÃES CURTE A CIÊNCIA

Centro Ciência Viva de Guimarães assinala aniversário com visitas gratuitas, uma oficina livre e bolo de aniversário

O Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães (CCVG) assinala o segundo aniversário este domingo, dia 17 de dezembro, com um programa que inclui visitas gratuitas, uma oficina livre e uma sessão festiva com bolo de aniversário. Para assinalar a data, e em cumprimento da sua missão de polo promotor da Ciência junto do público, no domingo, dia 17 de dezembro, o CCVG abre as portas para visitas gratuitas (entre as 11:00 e as 19:00 horas) e desafia os mais novos para uma aliciante oficina livre que decorre ao longo de todo o dia - construção de “Brinquedos Voadores”. A participação nesta oficina é gratuita, mas limitada a 50 participantes, sendo que as crianças devem ser acompanhadas por um adulto. No final, cada participante pode levar o brinquedo construído para casa.

image001

Às 16:00 horas tem lugar a sessão festiva e o corte do bolo do segundo aniversário, com a presença da Direção do CCVG e de representantes das instituições envolvidas neste projeto – Câmara Municipal de Guimarães, Universidade do Minho e Ciência Viva.

O Centro Ciência Viva de Guimarães – Curtir Ciência foi inaugurado a 17 de dezembro de 2015. Ocupa a Antiga Fábrica de Curtumes Âncora, um edifício que foi exemplarmente recuperado e adaptado pela Câmara Municipal de Guimarães. Ao longo destes 2 últimos anos, o Curtir Ciência registou cerca de 32 mil visitas à sua área expositiva, sendo que a sua importância efetiva, no concelho e na região, para a promoção e divulgação da cultura científica vai bem para lá das suas fronteiras físicas.

VIMARANENSES CURTEM CIÊNCIA NA QUADRA NATALÍCIA

Curtir Ciência assinala quadra natalícia com oficinas de “Bombons Natalícios” e “Velas Aromáticas”

O Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães promove, entre 16 e 23 de dezembro, workshops especiais alusivos à quadra natalícia.

Cartaz_WorkshopsNatal2017peq

As duas propostas do Curtir Ciência -“Velas Aromáticas” e “Bombons Natalícios” - exploram o lado científico presente na confeção de velas e de bombons. No caso das velas aromáticas feitas a partir de óleos usados, alerta-se também para o impacto ambiental negativo resultante das descargas de resíduos de óleo nos meios aquáticos.

No workshop “Bombons Natalícios”, o objetivo final é a confeção de bombons com formas alusivas ao Natal (que os participantes levam para casa, no final), mas também se explora o cacau e as características e composição dos diferentes tipos de chocolate.

Dirigidos a famílias e participantes individuais, os workshops realizam-se no dia 16 de dezembro (“Velas Aromáticas”) e no dia23 de dezembro (“Bombons Natalícios”), ambos às 15:00 horas e com uma duração aproximada de uma hora. A lotação de cada sessão está limitada a 15 participantes. A idade mínima de participação é de seis anos e as crianças devem ser acompanhadas por um adulto.

Estes workshops podem também ser realizados à semana, de terça a sexta-feira, para grupos (10 ou mais participantes) de escolas, centros de estudos, associações de pais, entre outros, mediante disponibilidade de agenda do Curtir Ciência.

Informações sobre preços e inscrições: 253510830; geral@ccvguimaraes.pt

CIÊNCIA VIVA PROMOVE TERTÚLIA SOBRE AUTISMO EM GUIMARÃES

Esta sexta-feira, 24 de novembro, pais, profissionais de saúde, docentes e investigadores procuram “Entender o Autismo”, uma perturbação complexa que afeta uma em cada mil crianças

ViniciusSilva_Autismo

O que é o autismo? Como se faz o seu diagnóstico e o seu tratamento? O que pensam os pais e os terapeutas? São algumas das questões em foco na tertúlia “Entender o Autismo”, organizada pelo Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães, esta sexta-feira, dia 24 de novembro, às 21:00 horas, no Bar da Ramada (Instituto de Design de Guimarães). Pais, profissionais de saúde, docentes e investigadores conversam com o público sobre o complexo universo do autismo, uma perturbação complexa que afeta uma em cada mil crianças.

Vinícius Silva, investigador universitário na área da robótica aplicada às perturbações do espectro autista (foto em anexo) e Patrícia Guimarães, terapeuta ocupacional da CERCIGUI (Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados do Concelho de Guimarães) são alguns dos convidados da conversa moderada pela jornalista Sofia Pires, do projeto Plural&Singular, um projeto editorial dedicado à temática da deficiência.

A tertúlia sobre autismo integra o programa da Semana da Ciência e Tecnologia 2017 que o Centro Ciência Viva de Guimarães está a organizar desde 21 de novembro. Com esta ação, aberta a todo o público, o Curtir Ciência pretende motivar o debate e a troca de ideias e experiências em torno de uma perturbação que afeta muitas crianças. A definição de autismo; as formas de diagnóstico e de tratamento e os projetos de educação e inserção – são alguns dos tópicos para a conversa aberta a todo o público. 

ViniciusSilva_autismo2

TERRAS DE BOURO RECEBE CIENTISTAS CHINESES

Cientistas chineses recebidos na Câmara Municipal de Terras de Bouro

O Presidente da Município de Terras de Bouro, Manuel Tibo, acompanhado da  Dr.ª Liliana Machado, Chefe de Gabinete da Presidência, acolheu no Salão Nobre dos Paços do Concelho dois reconhecidos cientistas chineses que se deslocaram a Terras de Bouro. A visita de cortesia teve como objetivo uma perceção do cultivo de plantas medicinais no território terrabourense, entre outras formas de intercâmbio cultural, já que os investigadores também visitaram o Núcleo Museológico de Campo do Gerês.

1

Esta deslocação inseriu-se num projeto bilateral da Fundação de Ciência e Tecnologia entre Portugal e a China, plano aprovado nas áreas Médica e das Ciências Biológicas e em que o Prof. Alberto Dias, da Universidade do Minho, é o representante.

De referir ainda que o Prof. XiinMin Liu é membro da Advisory Panel on Tradicional Medicine, WHO, Professor e membro da Administração do Institute of Medicinal Plant Development(Beijing) e o Prof. Yang Sijing é Presidente da Affiliated TCM hospital of Southwest Medical Unversity e Vice – Presidente da Southwest Medical University.

2

3

CAPA

ROBÔS INVADEM GUIMARÃES

Mostra de Robótica no Curtir Ciência

O Curtir Ciência recebe, nos dias 23 e 24 de novembro, a Mostra de Robótica. Esta iniciativa, que faz parte da Semana da Ciência & Tecnologia 2017, pretende ser um meio de promoção dos projetos desenvolvidos pelos clubes de robótica das escolas da região. A Mostra de Robótica, tal como aconteceu na edição de 2016, é um palco para dar a conhecer projetos de robôs e para potenciar o intercâmbio de conhecimentos e experiências entre clubes/alunos.

image001

Entretanto, a tertúlia sobre Ciência e Floresta, agendada para o dia 22, no Agrupamento de Escolas de Caldas das Taipas, foi adiada para o próximo dia 29 de novembro, à mesma hora (10:00). Com esta iniciativa dirigida a alunos do ensino básico, o Curtir Ciência pretende contribuir para uma cidadania ativa relativamente à floresta, colocando o público escolar em contacto com os responsáveis pela preservação florestal.

Na Semana da Ciência e Tecnologia, destaque ainda para a tertúlia “Entender o Autismo”, que junta pais, educadores e investigadores no Bar da Ramada (Idegui), esta sexta-feira, dia 24 de novembro, às 21:00 horas. Vinícius Silva, investigador universitário na área da robótica aplicada às perturbações do espectro autista e Patrícia Guimarães, terapeuta ocupacional da CERCIGUI, são alguns dos convidados desta conversa.

ROBÔS INVADEM GUIMARÃES

Mostra de Robótica no Curtir Ciência

O Curtir Ciência recebe, nos dias 23 e 24 de novembro, a Mostra de Robótica. Esta iniciativa, que faz parte da Semana da Ciência & Tecnologia 2017, pretende ser um meio de promoção dos projetos desenvolvidos pelos clubes de robótica das escolas da região. A Mostra de Robótica, tal como aconteceu na edição de 2016, é um palco para dar a conhecer projetos de robôs e para potenciar o intercâmbio de conhecimentos e experiências entre clubes/alunos.

image001

Entretanto, a tertúlia sobre Ciência e Floresta, agendada para o dia 22, no Agrupamento de Escolas de Caldas das Taipas, foi adiada para o próximo dia 29 de novembro, à mesma hora (10:00). Com esta iniciativa dirigida a alunos do ensino básico, o Curtir Ciência pretende contribuir para uma cidadania ativa relativamente à floresta, colocando o público escolar em contacto com os responsáveis pela preservação florestal.

Na Semana da Ciência e Tecnologia, destaque ainda para a tertúlia “Entender o Autismo”, que junta pais, educadores e investigadores no Bar da Ramada (Idegui), esta sexta-feira, dia 24 de novembro, às 21:00 horas. Vinícius Silva, investigador universitário na área da robótica aplicada às perturbações do espectro autista e Patrícia Guimarães, terapeuta ocupacional da CERCIGUI, são alguns dos convidados desta conversa.

GUIMARÃES ACOLHE CIÊNCIA AOS SÁBADOS

‘Sábados h(á) Ciência’ regressa ao gnration. Sessão decorre a 2 de Dezembro, às 15h00

No próximo dia 2 de Dezembro, a Ciência está de volta ao gnration com mais um conjunto de sessões do projecto que conquistou as famílias Bracarenses. ‘Luz para comer’ é o tema da próxima sessão do ‘Sábados H(á) Ciência’, uma iniciativa promovida pelo Município de Braga em colaboração com a Fundação Bracara Augusta e com ‘O Laboratório da Li’.

CARTAZ CIENCIA DEZ

A sessão, agendada para as 15h00, é dirigida a crianças entre os 6 e os 12 anos que devem fazer-se acompanhar por um adulto. As inscrições devem ser feitas até 30 de Novembro. As vagas são limitadas, devendo ser realizadas presencialmente no gnration. O custo da actividade é de 15 euros para o conjunto de adulto + criança ou de 20 euros, no caso de levar duas crianças.

Recorde-se que o projecto ‘Sábados h(á) Ciência’ tem como objectivo estimular o gosto das crianças e jovens pela ciência, através da realização de actividades e experiências científicas acompanhadas por muita diversão.

Com este projecto, o Município de Braga alarga a oferta lúdico-educativa, ao mesmo tempo que promove a ciência e o convívio inter-geracional. O projecto tem proporcionado às crianças uma verdadeira viagem pelo mundo da Ciência através da realização de diversas experiências científicas com actividades totalmente práticas, onde os jovens podem ficar a conhecer várias ciências.

VIMARANENSES DEBATEM AUTISMO

Ciência Viva de Guimarães debate Autismo

No dia 24 de novembro, pais, profissionais de saúde, docentes e investigadores conversam com o público sobre uma perturbação complexa que afeta uma em cada mil crianças

DSC_7530

O que é o autismo? Como se faz o seu diagnóstico e o seu tratamento? O que pensam os pais e os terapeutas? São algumas das questões que estarão em foco na tertúlia “Entender o Autismo”, organizada pelo Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

A iniciativa realiza-se no dia 24 de novembro, às 21:00 horas, no Bar da Ramada (Instituto de Design de Guimarães). Pais, profissionais de saúde, docentes e investigadores conversam com o público sobre o complexo universo do autismo, uma perturbação complexa que afeta uma em cada mil crianças.

Vinícius Silva, investigador universitário na área da robótica aplicada às perturbações do espectro autista e Patrícia Guimarães, terapeuta ocupacional da CERCIGUI (Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados do Concelho de Guimarães) são alguns dos convidados da conversa moderada pela jornalista Sofia Pires, do projeto Plural&Singular, um projeto editorial dedicado à temática da deficiência.

A tertúlia sobre autismo integra o programa da Semana da Ciência e Tecnologia 2017 que o Centro Ciência Viva de Guimarães organiza entre 21 e 26 de novembro. Com esta ação, aberta a todo o público, o Curtir Ciência pretende motivar o debate e a troca de ideias e experiências em torno de uma perturbação que afeta muitas crianças. A definição de autismo; as formas de diagnóstico e de tratamento e os projetos de educação e inserção – são alguns dos tópicos para a conversa aberta a todo o público. 

O modelo da tertúlia inclui uma primeira fase destinada a intervenções e debate entre os vários especialistas convidados, seguindo-se, numa segunda fase, um período de questões colocadas pelo público.

image001

"CURTIR CIÊNCIA" EXPÕE EM GUIMARÃES SOBRE FRUTOS SECOS

Exposição sobre frutos secos no Curtir Ciência, produzida pelo Centro Nacional de Competências dos Frutos Secos, está patente até 26 de novembro

image001

Sabia que o maior castanheiro da Europa, com mais de 400 anos, está em Portugal, mais concretamente na Guarda?

Sabia que alfarroba é um bom substituto do chocolate?

Já reparou que o miolo de uma noz se parece com o nosso cérebro?

Há muitas questões, com as respetivas respostas, na exposição Trinca-Secos: um mundo a descobrir, que o Curtir Ciência tem patente até ao dia 26 de novembro.

Trata-se de uma exposição itinerante, muito interativa, que chama a atenção para os benefícios do consumo de frutos secos: castanhas, nozes, amêndoas ou alfarrobas. A exposição dá a conhecer a ciência e algumas curiosidades associadas aos frutos secos e surge no âmbito do projeto “Portugal Nuts”. É uma produção do Centro Nacional de Competências dos Frutos Secos, com a colaboração do Centro Ciência Viva de Bragança e de três nutricionistas da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Bragança.

Ao longo de toda a exposição é possível contar com informação botânica e nutricional sobre a alfarroba, a amêndoa, a avelã, a castanha, a noz e o pistácio, com jogos e ainda algumas curiosidades sobre a história dos frutos secos.

A visita é livre para quem visita a Exposição Permanente do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães. De terça a sexta, das 10:00 às 18:00; fim-de-semana, das 11:00 às 19:00.

VIMARANENSES "CURTEM" CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Uma semana repleta de Ciência & Tecnologia

Duas tertúlias - uma sobre Autismo, outra sobre a ligação da Ciência à floresta; um workshop de Produção de Sabão artesanal; a mostra de robótica e um “Show de Ciência” no Centro Juvenil de S. José – eis a Semana da Ciência e Tecnologia organizada pelo Centro Ciência Viva de Guimarães. De 21 a 26 de novembro. Entrada livre.

image001

O programa deste ano da Semana da Ciência & Tecnologia volta a juntar atividades dentro e fora do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães. Entre 21 e 26 de novembro, não faltam razões para passar pela Zona de Couros.

A Semana abre (dia 21) com mais uma edição da Feira de Ciência, entre as 14:00 e as 17:00 horas: um conjunto de atividades interativas ligadas à Química, Magnetismo e Impressão 3D.

No dia seguinte (22), pelas 10:00 horas, no Agrupamento de Escolas de Caldas das Taipas, realiza-se a primeira de duas tertúlias agendadas para esta edição: “A ciência ao serviço da floresta”. Com esta iniciativa dirigida a alunos do ensino básico, o Curtir Ciência pretende contribuir para uma cidadania ativa relativamente à floresta, colocando o público escolar em contacto com os responsáveis pela preservação florestal.

Nos dias 23 e 24, entre as 14:00 e as 17:00 horas, o Curtir Ciência recebe mais uma Mostra de Robótica. Um palco para dar a conhecer projetos de robôs concebidos pelos vários clubes de robótica de Guimarães.

No dia 24, às 21:00 horas, no Bar da Ramada (Instituto de Design), o público é convidado para a tertúlia “Entender o Autismo”. Pais, profissionais de saúde, docentes e investigadores conversam com o público sobre autismo. Vinícius Silva, investigador universitário na área da robótica aplicada às perturbações do espectro autista e Patrícia Guimarães, terapeuta ocupacional da CERCIGUI, são alguns dos convidados desta conversa com moderação da jornalista Sofia Pires.

À semelhança da edição anterior, a Semana 2017 volta a apostar (dia 25, às 15:00 horas) num workshop dirigido ao público adulto: “Produção de Sabão Artesanal” é uma oficina que explora os processos químicos que levam à formação do sabão, nomeadamente, a saponificação. Esta atividade tem lotação limitada a 10 participantes adultos.

Para encerrar a Semana da C&T (dia 26), o Curtir Ciência faz as malas e instala-se temporariamente no Centro Juvenil de São José, uma Instituição Particular de Solidariedade Social de Guimarães, dedicada ao acolhimento e inserção social de crianças e jovens sem o apoio familiar essencial ou em risco de exclusão. A partir das 10:30, e para uma plateia composta por utentes e profissionais do Centro Juvenil, tem lugar o “Show de Ciência” composto por um conjunto de experiências científicas educativas e recreativas.