Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIMARANENSES “CURTEM” SEMANA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Uma Feira de Robótica, uma Mostra de Projetos de alunos de Cursos e Escolas Profissionais e Jogos Matemáticos são algumas das atividades agendadas para a Semana da Ciência e Tecnologia do Curtir Ciência, de 17 a 24 de novembro. Tal como em anos anteriores, esta iniciativa pretende ser um fórum de divulgação de projetos de cariz científico-tecnológico desenvolvidos por escolas e, também, um ponto de encontro entre o público e a C&T.

image001

O programa, além de uma sessão numa IPSS da cidade (dia 17) dirigida a crianças e jovens, inclui uma Feira de Robótica (20 e 21) com a presença de vários clubes escolares de robótica; uma Mostra de Projetos C&T (22 e 23) para que escolas/cursos profissionais de Guimarães promovam os projetos desenvolvidos por alunos/formandos; uma conversa entre um investigador e alunos (23) e Jogos Matemáticos (24), em simultâneo com o Circuito Xadrez e Ciência, organizado pela Academia de Xadrez de Portugal.

PROGRAMA

17 NOV | CIÊNCIA NO LAR DE SANTA ESTEFÂNIA

Ação no exterior para crianças e adolescentes do Lar de Santa Estefânia, que explora duas temáticas ligadas às novas tecnologias: a Prototipagem Rápida (impressora e canetas 3D) e a Robótica (Ozobots, pequenos robôs eletrónicos que ensinam noções básicas de codificação e programação).

20, 21 NOV | FEIRA DE ROBÓTICA

Um palco para os vários clubes escolares de robótica de Guimarães mostrarem os seus projetos e trocarem ideias. Entre as 14:00 e as 17:00 horas.

21 NOV | ENCONTRO COM A INVESTIGAÇÃO

Os investigadores João Borges e Nelson Rodrigues, da Universidade do Minho, falam sobre “Tecnologias na Condução Autónoma” com alunos da Escola Secundária Francisco de Holanda.

22, 23 NOV | MOSTRA DE PROJETOS

Cursos profissionais das escolas públicas e privadas de Guimarães participam nesta mostra de projetos C&T.

24 NOV | JOGOS MATEMÁTICOS

No Dia Nacional da Cultura Científica, uma atividade de participação gratuita, durante a manhã, para as famílias que visitarem o Curtir Ciência. Em simultâneo decorre o Circuito Ciência e Xadrez, promovido pela Academia Nacional de Xadrez, que inclui, além da vertente de competição, ações de formação sobre este jogo.

Inscrições para visitas/participação: 253510830; geral@ccvguimaraes.pt

PROJETO "CURTIR CIÊNCIA" DE GUIMARÃES INSPIRA MUNICÍPIO DE ÍLHAVO

Município de Ílhavo “inspira-se” no Curtir Ciência

O Curtir Ciência continua a ser uma referência para outros Municípios. Uma delegação da Câmara Municipal de Ílhavo, liderada pelo Vereador da Educação e Juventude, Tiago Lourenço, foi recebida, sexta-feira, dia nove de novembro, pela Direção do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

image001

Tratou-se de uma visita de trabalho que teve como principal objetivo conhecer o modo de funcionamento do Curtir Ciência e "colher" inspiração para o lançamento, naquele Concelho, de um projeto de divulgação científica.

A delegação, composta ainda por três técnicas do Departamento de Educação e Juventude, foi recebida e acompanhada na visita à Exposição Permanente pelo Diretor Executivo do Curtir Ciência, Sérgio Silva, e pelo Coordenador Técnico, Paulo Pereira.

A Delegação de Ílhavo mostrou-se bastante agradada com o exemplo de funcionamento do Curtir Ciência, um dos vários centros existentes no País afetos à Agência Nacional Ciência Viva. Para Sérgio Silva, este tipo de visitas evidencia o impacto que o Curtir Ciência exerce não só em Guimarães, mas também em Municípios vizinhos que pretendem apostar em projetos de promoção da Ciência e da Tecnologia dirigidos para escolas e para a comunidade em geral.

ilhavo2

ilhavo3

LABORATÓRIO IBÉRICO INTERNACIONAL DE NANOTECNOLOGIA APOSTA NA INOVAÇÃO DA INDÚSTRIA DO MAR

Projeto liderado pelo INL tem cerca de um milhão de euros para levar a inovação à Indústria do Mar

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) está a levar a cabo até fevereiro de 2020 o projeto KETmaritime, que tem como objetivo levar a inovação e a tecnologia às empresas que operam no setor marítimo. O projeto, que no total tem um orçamento de 985 mil euros, é direcionado às pequenas e médias empresas das áreas da construção naval, reparação e manutenção de navios e portos, navegação e logística, energias renováveis marinhas, petróleo e gás, pesca e aquicultura, biotecnologia marinha, processamento de peixe, entre outras.

INL

As empresas do setor do mar interessadas em saber como podem beneficiar do apoio do INL no desenvolvimento de soluções inovadoras para a respetiva atividade podem participar no workshop que o INL vai promover no dia 14 de novembro, no âmbito do Business2Sea – Fórum do Mar 2018, que se realiza no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

“O setor marítimo precisa de passar por uma transformação, alterando o seu modelo tradicional para transitar para um modelo com alto valor acrescentado apoiado na inovação e assim conseguir aproveitar as novas oportunidades que o mercado está a desenvolver”, explica Daša Majcen, responsável do INL pelo projeto KETmaritime.

No entanto, para as pequenas e médias empresas – que representam a grande maioria do tecido empresarial português - criar soluções inovadoras poderá ser mais difícil pela falta de recursos financeiros, humanos e técnicos.

É exatamente para contornar este problema que surgiu em novembro de 2017, o projeto KETmaritime. Trata-se de um projeto internacional que agrega sete parceiros privados e públicos de diversas regiões da Zona Atlântica e que é liderado pelo INL.

Este consórcio está dotado de experiência e conhecimento nas chamadas Key Enabling Technologies – que incluem a micro e nanoeletrónica; a nanotecnologia; a biotecnologia industrial; novos materiais; fotónica e as tecnologias avançadas de fabrico.

A missão principal do projeto KETmaritime é apoiar as pequenas empresas do setor marítimo no acesso a estas tecnologias com o objetivo de criarem produtos e serviços inovadores na sua atividade.

Neste sentido, o workshop que o INL vai promover no Business2Sea – Fórum do Mar 2018, será uma “oportunidade para aumentar o conhecimento sobre as Key Enabling Technologies (KET) e sobre a sua potencial aplicação à indústria do mar, através da apresentação de ‘case studies’ de sucesso. Os participantes do workshop terão ainda a oportunidade para estabelecerem contactos com potenciais colaboradores”, explica Daša Majcen.

As inscrições para este workshop são gratuitas, sendo obrigatório o registo online dos participantes.  Saiba mais aquisobre o programa do workshop. Para mais informações sobre o projeto KETmaritime consulte o site:http://ketmaritime.eu/

CENTENAS DE VIMARANENSES FESTEJARAM NOITE DAS BRUXAS COM CIÊNCIA

Cerca de 500 pessoas passaram pelas várias atividades da Noite das Bruxas do Curtir Ciência, no dia 31 de outubro. Entre as duas sessões da oficina “Sabonetes Medonhos” esgotadas, a festa de aniversário, o jogo “Zombies no Laboratório” e a “Queimada Galega”, perto de 500 pessoas escolheram o Curtir Ciência para passar a última noite de outubro.

DSC_3904

“À segunda edição, este evento está cada vez mais forte e tem todos os predicados para se afirmar no cartaz cultural de Guimarães”, refere Sérgio Silva, Diretor Executivo do Centro Ciência Viva.

Na opinião deste responsável, “as palavras de elogio e de incentivo que ouvimos ao longo da noite, proferidas por públicos de todas as idades, faz-nos acreditar que a Noite das Bruxas do Curtir Ciência, que se realiza com um orçamento residual, pode tornar-se um evento marcante e extremamente atrativo no panorama vimaranense”.

Em termos de programa, a Noite das Bruxas cumpriu com o prometido: teve formação, um muito concorrido desafio científico que entusiasmou crianças e adultos acompanhantes e muita animação. Neste capítulo, a aposta do Curtir Ciência no número da Queimada Galega revelou-se do agrado do público. A performance do animador Luís Almeida (que preparou a bebida com todos os números da praxe, incluindo o “Esconjuro” recitado em coro pela plateia) despertou novos e menos novos e cativou com os momentos de humor.

Na hora de balanço, a Direção do Curtir Ciência não tem dúvidas: a Noite das Bruxas é um evento para manter no Plano de Atividades para o próximo ano e para reforçar no que toca ao seu programa.

image001

VIMARANENSES REALIZAM QUEIMADA GALEGA

Queimada Galega na Noite das Bruxas do Curtir Ciência

“Queimada Galega e Outras Histórias” é um espectáculo cénico-musical da autoria de Luís Almeida, cantor, animador e ator de Guimarães, inserido na programação da Noite das Bruxas do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães que decorre a 31 de outubro, entre as 20:30 e as 23:30 horas.

image001

O espectáculo, com início previsto para as 22:30 horas, no pátio do Curtir Ciência, tem entrada livre e inclui a preparação e degustação da Queimada Galega, bebida feita à base de aguardente, açúcar, maçã e canela.

O programa da Noite das Bruxas contempla ainda outras atividades para todos os públicos: o workshop “Sabonetes Medonhos” (21:30 horas) para crianças e jovens dos seis aos 14 anos e o jogo de fuga “Zombies no Laboratório”, que integra vários enigmas de cariz científico e a Queimada Galega.

Ao longo da Noite das Bruxas o Curtir Ciência oferece pinturas faciais fluorescentes aos participantes e dois brindes: “Morcegos Luminosos” (um brinquedo voador que incorpora uma pilha e um pequeno LED) e uma miniatura produzida nas impressoras 3D do Centro.

VIMARANENSES CURTEM CIÊNCIA NA NOITE DAS BRUXAS

A oficina “Sabonetes Medonhos”, o jogo de fuga “Zombies no Laboratório”, brindes surpresa 3D, o espéculo musical “Queimada Galega e Outras Histórias” de Luís Almeida - são bons motivos para não perder a Noite das Bruxas do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

image001

O programa da Noite das Bruxas (31 de outubro, quarta-feira, véspera de feriado, a partir das 20:30) contempla diversas atividades para todos os públicos. A oficina “Sabonetes Medonhos” (21:30) destina-se exclusivamente a crianças e jovens dos seis aos 14 anos. Os participantes vão confecionar sabonetes de glicerina com formas alusivas à Noite das Bruxas e uma caixa acondicionadora, que no final podem levar para casa.

O jogo de fuga “Zombies no Laboratório” integra vários enigmas de cariz científico. Os participantes (crianças obrigatoriamente acompanhadas por adultos) têm de resolver um total de 10 enigmas para conseguirem chegar ao final e receber um brinde 3D. O objetivo é conseguir “escapar” dos Zombies do Laboratório em 20 minutos ou menos.

A partir das 22:30 horas, o pátio do Curtir Ciência recebe o espetáculo de animação musical e cénica “Queimada Galega e Outras Histórias” de Luís Almeida, um cantor, animador e ator de Guimarães. O espetáculo inclui a preparação (e prova) da Queimada Galega, bebida feita à base de aguardente, açúcar, maçã e canela, com o respetivo esconjuro para afastar maus-olhados, feitiços e mafarricos.

Ao longo da Noite das Bruxas o Curtir Ciência oferece pinturas faciais fluorescentes aos participantes e dois brindes: “Morcegos Luminosos” (um brinquedo voador que incorpora uma pilha e um pequeno LED) e uma miniatura produzidanas impressoras 3D do Centro Ciência Viva de Guimarães.

Todas as atividades têm inscrição obrigatória e a lotação do workshop está limitada a 20 participantes (faixa etária dos seis aos 14 anos).

Informações e reservas: no Curtir Ciência, em Couros; pelo telefone 253510830 e por email: geral@ccvguimaraes.pt.

PREÇÁRIO

WORKSHOP “SABONETES MEDONHOS”

4,00€ (adultos não entram). Lotação máxima: 20

JOGO “ZOMBIES NO LABORATÓRIO”

4,00€/criança e 1,00€ adulto/acompanhante (condição obrigatória). Faixa etária: 6 aos 14 anos.

COMBINADO WORKSHOP + JOGO

7,00€

QUEIMADA GALEGA

Grátis.

GUIMARÃES: O CHAMPIMÓVEL É UM SHOW DE CIÊNCIA

Cerca de duas centenas de alunos dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico de Guimarães já viram o show “O Futuro da Ciência” na cápsula móvel do Champimóvel, o camião interativo da Fundação Champalimaud.

image001

O Champimóvel está em Guimarães até sexta-feira, dia 19 de outubro, no espaço exterior do Pavilhão Multiusos. O Champimóvel é o palco do show “O Futuro da Ciência”, um conteúdo interativo em 4D sobre o corpo humano. Os alunos dão nota positiva e os professores aplaudem esta iniciativa.

“É um conteúdo muito importante, perfeitamente adequado para os alunos porque está em linha com o programa da disciplina de Ciências. Além disso, por ser em 4D, desperta a curiosidade e a adesão imediata dos alunos”, refere Emília Dias, professora da EB 2, 3 Fernando Távora, uma das várias escolas que passaram já pelo Champimóvel.

Para esta docente, iniciativas como esta do Champimóvel “são importantes para a promoção das Ciências junto dos mais jovens, tal como as atividades que o Curtir Ciência desenvolve nas escolas, porque são extremamente práticas e cativam os alunos”.

A iniciativa da Fundação Champalimaud e do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães, com o apoio do Município vimaranense, promove o conhecimento científico junto das novas gerações. Isso é feito através de um show animado interativo 4D com 25 minutos de duração, que simula uma viagem através do corpo humano que percorre o mecanismo da visão, a célula e o seu material genético, a acção dos vírus, a terapia genética e as investigações recentes em células estaminais e nanotecnologias.

NOTAS

A visita ao Champimóvel é preferencialmente destinada para alunos dos 2º e 3º Ciclos de Escolas públicas e privadas.

Marcação e Informações:

Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães

geral@ccvguimares.pt | 253 510 830

DSC_3691

DSC_3699

DSC_3700

DSC_3705

CURTIR CIÊNCIA ABRAÇA CAUSA DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE GUIMARÃES

Curtir Ciência abraça Causa da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães

"Todos Por Uma Causa - Todos Pela Deficiência" é uma iniciativa da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães que decorre esta quinta-feira, 18 de outubro, no Pavilhão Multiusos, entre as 09:00 e as 16:30 horas. O Curtir Ciência associa-se a esta grande causa dinamizando algumas atividades científicas para centenas de utentes de várias instituições que lidam com a deficiência.

image001

A iniciativa tem como tema central “Profissional por um dia" e integra um espetáculo e vários ateliês (desporto, dança, artes performativas, pintura, reabilitação/terapia assistida por animais). Ao Curtir Ciência cabe o papel de mostrar a atividade de Cientista, com duas sessões interativas (11:00 e 14:00 horas) compostas por experiências relacionadas com a Química (conceitos de pH e reações químicas entre ácido e base, conceitos de combustão, gases e efeito da temperatura na densidade) e com a Biologia (regras de conduta no laboratório e utilização de material laboratorial com enfoque no microscópio ótico composto e observação de preparações microscópicas).

A iniciativa, que vai já na sexta edição, é organizada pelo Alecrim - Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais da Santa Casa de Guimarães, instalado no antigo Hospital de Santo António dos Capuchos. A Provedora da Santa Casa, Noémia Carneiro, realça que o evento, que teve a primeira edição em 2013, “resultou da vontade de dar a conhecer melhor, ao exterior, o trabalho desenvolvido no Alecrim”. Em 2017, a 5ª edição contou com aproximadamente 1000 pessoas.

BRAGA APOSTA NA INOVAÇÃO À ESCALA GLOBAL

INL Summit posiciona Braga no mapa da inovação à escala global. Evento decorre entre 15 e 17 de Outubro

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, participou hoje, 15 de Outubro, na Sessão de Abertura do INL Summit 2018, que decorreu no Altice Forum Braga. Este é o maior evento realizado em Portugal na área da Nanotecnologia e Key Enabling Technologies e decorre até dia 17 de Outubro.

CMB15102018SERGIOFREITAS00000015379

Esta edição, subordinada ao tema ‘Nanotecnology: Enabling the New Economy’, junta investigadores, estudantes pré e pós-graduados, empresários e decisores para discutir como a ciência deve enfrentar os principais desafios da sociedade, tais como as Alterações Climáticas, a Transformação da Mobilidade e as possibilidades abertas pela Era Quântica.

CMB15102018SERGIOFREITAS00000015380

Na ocasião, Ricardo Rio salientou que esta é uma iniciativa que vem posicionando Braga no mapa da inovação e do estado da arte da ciência. O autarca deixou o desafio para que esse conhecimento e inovação se reflictam em mais-valias para a comunidade, com mais empresas a estabelecerem parcerias com o INL nas áreas da mobilidade, alimentação, saúde ou novas tecnologias.

“Nestes três dias, teremos oportunidade de perceber melhor o trabalho desenvolvido no INL e as dimensões de integração do mesmo na ligação ao tecido económico, à promoção da ciência junto da comunidade e à transformação no nosso quotidiano derivado das muitas inovações, em varias áreas, que resultam das investigações desenvolvidas”, afirmou, manifestando a vontade de transformar Braga num polo de discussão e reflexão sobre inovação à escala global.

São cinco sessões: Science, not fiction; Science and Policies; Science and Business; Science and Arts; e Science and Entrepreneurship”, para as quais o INL convidou especialistas internacionais nas áreas em discussão.

Para além da conferência científica, amanhã, 16 de Outubro, o INL - International Iberian Nanotechnology Laboratory celebra o seu 10.º aniversário com a presença de convidados ilustres, terminando o dia com um jantar comemorativo e com a performance artística “The Brain Piece”, executada pela Companhia de Jody Oberfelder, de Nova Iorque, criada em diálogo com neurocientistas e com uma ligação estreita ao mundo da ciência.

O dia 17 de Outubro está reservado para a conferência “Missão 10.000” no âmbito do Programa Nanogateway, com o objectivo de definir o curso de projectos inovadores em oito regiões portuguesas e espanholas, em que a nanotecnologia e o conhecimento científico vão ter um papel fundamental.

Todas as informações em http://www.summit2018.inl.int/

CMB15102018SERGIOFREITAS00000015382

CMB15102018SERGIOFREITAS00000015384

BRAGA RECEBE MINISTRO DA CIÊNCIA NA CERIMÓNIA DE ABERTURA DA CONFERÊNCIA MISSION 10.000

Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior presente na abertura na conferência Mission 10.000 do INL

Data: 17 de outubro (4ª feira)

Horário: 09h30

Local: Altice Forum Braga

Convidamos o vosso Órgão de Comunicação Social a estar presente, no dia 17 de outubro (4ª feira), às 09h30, no Altice Forum Braga, em Braga, para acompanhar a Conferência Mission 10.000, uma iniciativa do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), cuja sessão de abertura contará com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e do Diretor Geral do INL, Lars Montelius.

Neste dia, a Conferência Mission 10.000 vai trazer a Braga investigadores na área da nanotecnologia de Portugal e Espanha, bem como especialistas europeus na área da inovação. O objetivo é dar a conhecer algumas das mais inovadoras soluções que têm vindo a ser implementadas nos dois países, na área da bioeconomia. O encerramento da conferência será feito, às 18h30, e contará com a presença da Secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann.

Recorde-se que a Conferência Mission 10.000 está inserida no âmbito do programa do INL SUMMIT 2018, que este ano se reveste de especial importância pelo facto de se comemorar o 10º aniversário do INL.

Nota: O programa completo da conferência Mission 10.000 pode ser consultado aqui.

JOVENS DE GUIMARÃES CURTEM CIÊNCIA A BORDO DO CHAMPIMÓVEL

Curtir Ciência a bordo do Champimóvel

Milhares de alunos do concelho de Guimarães vão poder visitar o camião da Fundação Champalimaud estacionado junto ao Pavilhão Multiusos e ver um show animado em 4D sobre o corpo humano

Capturar1

O Champimóvel – o camião TIR da Fundação Champalimaud - vai estar em Guimarães entre 15 e 19 de outubro, no espaço exterior do Pavilhão Multiusos. O Champimóvel é o palco de um show animado interativo em 4D sobre o corpo humano que vai poder ser visto em Guimarães entre segunda, 16 e sexta, 19 de outubro.

Trata-se de uma iniciativa da Fundação Champalimaud e do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães, com o apoio do Município vimaranense, destinada a promover o conhecimento científico junto das novas gerações.

O Champimóvel está a percorrer todos os distritos do País desde abril de 2008, levando a milhares de estudantes, professores e pais o show “O Futuro da Ciência”, um conteúdo interativo de formação dirigido a jovens, que é apresentado num simulador móvel incorporado num camião TIR com quatro metros de altura e cerca de 22 toneladas. O Champimóvel integra uma cápsula, que consiste num simulador de cerca de 20 lugares onde é apresentado o show 4D.

Com esta ação em Guimarães, a Fundação Champalimaud e o Curtir Ciência pretendem despertar o interesse dos jovens pelos temas científicos e envolver ativamente pais e professores. Isso é feito através de um show animado interativo em 4D, com cerca de 25 minutos de duração, que simula uma viagem através do corpo humano, apresentada pela personagem Champi, que percorre o mecanismo da visão, a célula e o seu material genético, a ação dos vírus, a terapia genética e finalmente as investigações recentes em células estaminais e nanotecnologias.

O Champimóvel vai estar estacionado junto à entrada principal do Multiusos de Guimarães entre 15 e 19 de outubro (de segunda a sexta), das 10:00 às 18:00 horas, estando aberto a grupos escolares e ao público em geral.

CRIANÇAS DE GUIMARÃES CURTEM CIÊNCIA NAS ESCOLAS

O Centro Ciência Viva de Guimarães assume a área da Ciência nas atividades complementares coordenadas pelo Pelouro da Educação do Município vimaranense e dirigidas a crianças do Pré-escolar e do 1º Ciclo. 

DSC_3538

A meio da tarde há uma animação diferente na EB1 de São Faustino, pertencente ao Agrupamento de Escolas de Abação. A equipa do Curtir Ciência já tomou o seu lugar e prepara-se para iniciar a atividade do dia com dezenas de crianças. O que é um robô? Para que serve? Como podemos montar um? As questões são acompanhadas de trabalho prático: cada aluno desempenha uma tarefa até que, finalmente, o robô Lego está montado e pronto a circular.

DSC_3559

Neste dia a escola regista visitas especiais. Adelina Pinto, Vice-presidente do Município de Guimarães e responsável pelo Pelouro da Educação, quis acompanhar no terreno as atividades do projeto Curtir Ciência nas Escolas.

Além da robótica, as sessões do Curtir Ciência nas escolas do Pré-escolar e do 1º Ciclo do Concelho abarcam outras áreas, como a Física, a Química, a Biologia, o Corpo Humano, entre outras.

Este projeto, assinala Sérgio Silva, “é extremamente aliciante porque estimula a curiosidade científica das crianças”. Por outro lado, prossegue o Diretor Executivo do Curtir Ciência, “representa a aplicação no terreno da nossa missão de pólo divulgador da Ciência junto das camadas mais novas”.

Esse contacto precoce de alunos com a Ciência é uma das singularidades do projeto Curtir Ciência nas Escolas, realça Adelina Pinto. “O Curtir Ciência é um espaço vital no novo paradigma de ensino que contempla mais interatividade e estimulação nos alunos”.

O Município de Guimarães, que assegurava as Atividades de Animação e Apoio à Família no Pré-escolar, alargou a sua abrangência aos alunos do 1º Ciclo do ensino básico. Os objetivos são os mesmos: assegurar o acompanhamento dos alunos, antes e ou depois das componentes do currículo e das AEC (Atividades de Enriquecimento Curricular) e nos períodos de interrupção de aulas.

image001

LABORATÓRIO DE NANOTECNOLOGIA VAI PREMIAR PROJECTOS QUE CONTRIBUAM PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO NA PENÍNSULA IBÉRICA

INL vai premiar os projetos que mais contribuem para o desenvolvimento económico ibérico. Conferência Mission 10.000 realiza-se no dia 17 de outubro

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) vai realizar no próximo dia 17 de outubro a conferência Mission 10.000 que irá trazer a Braga investigadores na área da nanotecnologia de Portugal e Espanha, bem como especialistas europeus na área da inovação. O objetivo é dar a conhecer algumas das mais inovadoras soluções que têm vindo a ser implementadas nos dois países, na área da bioeconomia. Os melhores projetos serão premiados.

INL

A conferência Mission 10.000, que se realizará no Forum Braga entre as 9h00 e as 19h00, contará com a presença de Ana Teresa Lehmann, Secretária de Estado da Indústria, de Lars Montelius, diretor geral do INL; Jesús Alonso, secretário geral da Ciência; Tecnologia e Investigação do Governo da Extremadura; Soumodip Sakar, presidente do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia; entre outras personalidades.

Inserida no âmbito do INL Summit - o maior evento nacional dedicado à nanotecnologia - a Conferência Mission 10.000 é o resultado dos esforços que o INL tem implementado para levar a nanotecnologia e a inovação às empresas, mas também às autarquias, comunidades intermunicipais ou áreas metropolitanas das regiões transfronteiriças entre Portugal e Espanha - num projeto designado por nanoGateway.

“Pela primeira vez vamos reunir em Braga investigadores de Portugal e Espanha, empresas de ambos os países, representantes das oito regiões transfronteiriças (Norte, Centro, Algarve, Alentejo, Andaluzia, Castela e Leão, Extremadura e Galiza) e especialistas europeus em inovação, com objetivo de construir uma forte bioeconomia com base na ciência e na inovação”, explica Sonia Pazos, responsável do INL pelo projeto nanoGateway. E adianta: “Este é um evento único e pioneiro que tem como objetivo alinhar e coordenar os interesses de todos os ‘stakeholders’ das regiões transfronteiriças”.

Para o INL a realização desta conferência vem confirmar o papel de liderança que a instituição protagoniza na disseminação da nanotecnologia e da inovação na Península Ibérica. “Trabalhar em rede, e numa dimensão supra-regional, é absolutamente crucial para que a nanotecnologia e a inovação tenham um maior impacto na economia e na sociedade. Há importantes desafios, como a bioeconomia, que transcendem as fronteiras regionais e nacionais e que só podem ser abordados a partir de uma perspetiva pluri-regional”, assegura Sonia Pazos.

Este evento acontece no momento em que o INL comemora o seu 10º ano de existência. Na sua década de atividade, o INL tem registado um crescimento constante, não só no número de projetos próprios e em colaboração com parceiros científicos e da Indústria, mas também em recursos humanos altamente especializados. O INL tem hoje cerca de 270 colaboradores, na maioria investigadores, de 32 nacionalidades, tendo nascido do acordo entre Portugal e Espanha para a criação de um projeto comum, com vocação internacional, ligado à investigação científica na área da nanotecnologia, sendo o único no munApesar de ser um evento com génese científica, a conferência Mission 10.000 é aberta e dirigida a toda a sociedade civil. Todos os cidadãos – desde investigadores, empresários, responsáveis políticos, até aos estudantes – estão convidados a participar. Nesse sentido, o programa da conferência prevê que sejam realizadas ao longo do dia, além das palestras científicas, sessões transversais nas quais serão apresentados casos de sucesso de empresas, o contexto institucional de apoios e oportunidades de financiamento da investigação e da inovação.

A conferência quer também promover o ‘networking’ entre a comunidade científica e as empresas e a opinião pública através da criação de vários momentos de interação e uma ferramenta que facilitará o pré-agendamento de reuniões dos participantes com interesses comuns. Haverá também um espaço de exposição gratuito onde os profissionais e académicos poderão apresentar as suas ideias.

No final da conferência, o INL vai atribuir prémios aos projetos de aplicação de tecnologia em empresas que mais têm contribuído para o desenvolvimento económico das regiões transfronteiriças.

Para mais informações sobre o programa da Conferência Mission 10.000 consulte esta área do site do projeto nanoGateway. Os interessados em participar na conferência poderão fazê-lo, de forma gratuita, aqui.

Capturar1

Capturar2

VIMARANENSES CAMINHAM RIO ACIMA "ENTRE A ÁGUA E A TERRA"

Um passeio “Entre a Água e a Terra” na Zona de Couros de Guimarães

O Centro Ciência Viva de Guimarães – Curtir Ciência promove esta sexta-feira, feriado de 5 de outubro, o último percurso interpretativo no âmbito do projeto nacional “Rio Acima”, coordenado pela agência Ciência Viva. Este conjunto de atividades do Curtir Ciência visam promover o conhecimento, reabilitação e protecção de ecossistemas de água doce interiores e respectiva biodiversidade.

image003

“Entre a água e a terra – os primeiros vertebrados a colonizar o meio terrestre” é um percurso de três horas (das 15:00 às 18:00) ao longo da Ribeira de Couros, guiado pelo biólogo Pedro Alves, com passagem pelos antigos tanques das fábricas de curtumes. Com esta atividade pretende-se observar e identificar vertebrados que vivem entre a água e a terra, muitos deles associados ao mal pelos seus hábitos noturnos e cuja sobrevivência se encontra ameaçada a nível global. O ponto de encontro é junto ao Curtir Ciência.

VIMARANENSES CURTEM CIÊNCIA

Curtir Ciência com o Guimarães Noc Noc

O Curtir Ciência - Centro Ciência Viva de Guimarães integra novamente a programação do festival Guimarães Noc Noc, que decorre no próximo fim de semana de seis e sete de outubro.

image001

Tal como nos dois anos anteriores, o Curtir Ciência abre o espaço da Antiga Fábrica de Curtumes Âncora para exposições. Este ano são duas, uma delas dedicada a fotografias de “Aves de Guimarães”.

Trata-se de um conjunto de trabalhos assegurados pelo designado Grupo de Fotografia de Aves. Inclui fotografias de Cláudia Freixo, Daniel Ferreira, Manuela Marques, Pedro Alves e Rui Osório, todas elas tiradas em Guimarães.

A exposição tem entrada gratuita.

De forma a permitir que possa ser visitada por um maior número de interessados, as portas do Curtir Ciência estarão abertas no domingo (dia de encerramento semanal), entre as 11:00 e as 19:00 horas, apenas para visitas às exposições do Guimarães Noc Noc.

VIMARANENSES CURTEM CIÊNCIA NO DIA MUNDIAL DO TURISMO

Visitas gratuitas ao Curtir Ciência no Dia Mundial do Turismo

O Dia Mundial do Turismo celebra-se a 27 de Setembro é uma data que visa mostrar a importância do Turismo e o seu valor cultural, económico e social.

DSC_0286

O Município de Guimarães, através da Divisão de Turismo, assinala a data com várias atividades.

O Curtir Ciência - Centro Ciência Viva associa-se à efeméride oferecendo visitas guiadas gratuitas ao interior e exterior do edifício (Antiga Fábrica de Curtumes da Ramada), em Português e ou Inglês, às 11:00 e às 16:00 horas.

image003

FAMALICÃO EVOCA BERNARDINO MACHADO

Exposição dedicada a “Bernardino Machado homem de ciência, também professor de Antropologia” é inaugurada esta sexta-feira. Mostra vai estar patente até 25 de novembro, no Museu Bernardino Machado

O Museu Bernardino Machado inaugura esta sexta-feira, 21 de setembro, pelas 21h30, a exposição intitulada “Bernardino Machado, homem de ciência, também professor de Antropologia”. A mostra que ficará patente até 25 de novembro, na Sala Júlio Machado Vaz, está dividida em quatro temas: ciência; da natureza física à biológica; natureza humana e antropologia.

Mostra vai estar patente até 25 de novembro, na Sala Júlio Machado Vaz d... (1)

Na cerimónia de inauguração será ainda apresentado o catálogo da exposição pelo coordenador cientifico do Museu, Norberto Cunha. Para o responsável, “esta exposição centra-se em Bernardino Machado revelando o cientista e politico que, na Câmara dos Deputados, tomou a iniciativa de propor a criação da Cadeira de Antropologia em 1883”.

Também no texto introdutório ao catálogo, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, afirma que “foi com Bernardino Machado que a antropologia foi, pela primeira vez institucionalizada no contexto universitário português”. Segundo o autarca “ao longo da sua vida foram várias as ocasiões em que Bernardino Machado com o seu espírito de iniciativa e a sua capacidade de liderança, inovação e mudança interveio na educação, na politica e na sociedade deixando a sua marca de homem excecional”.

A exposição será apresentada pela professora Ana Luísa Santos, docente no Departamento de Ciências da Vida e investigadora do grupo Populações e Culturas do Passado do Centro de Investigação em Antropologia e Saúde (CIAS), ambos da Universidade de Coimbra. Doutorada em Antropologia Biológica, as suas pesquisas centram-se na evolução das doenças, nomeadamente infeciosas, e das práticas funerárias ao longo dos últimos milénios. Tem realizado estudos em Portugal, Argentina, Guiné-Bissau e Jamaica. É autora de vários trabalhos publicadas em revistas portuguesas e em edições internacionais. Orienta dissertações de mestrado, doutoramento e projetos de pós-doc nas áreas da Antropologia Biológica e Antropologia Médica. Coordenou a revista Antropologia Portuguesa (2001-2006). Exerceu funções como Director na Large: Student Affairs da Paleopathology Association (2010-2013). Editora associada do International Journal of Paleopathology (2010- ). Coordena o Doutoramento em Antropologia da Universidade de Coimbra (2012- )

Mostra vai estar patente até 25 de novembro, na Sala Júlio Machado Vaz d...

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES LEVA A CIÊNCIA ÀS ESCOLAS

Curtir Ciência leva atividades científicas às escolas

Programa faz parte da Componente de Apoio à Família, a cargo do Pelouro de Educação do Município de Guimarães e abrange alunos do pré-escolar e do 1º ciclo.

explosao de cores

Um secador que dispara bolas de ping-pong, um vulcão em atividade a expelir lava vermelha, uma garrafa com água que parece mágica – são algumas das muitas atividades que o Centro Ciência Viva de Guimarães (CCVG) - Curtir Ciência está a levar a várias escolas do 1º Ciclo do concelho no arranque do novo ano escolar 2018-2019.

Estas sessões diárias de Ciência nas escolas são coordenadas pelo Pelouro da Educação do Município de Guimarães no âmbito da CAF – Componente de Apoio à Família e prolongam-se por todo o 1º período de aulas.

“É um projeto extremamente aliciante e positivo, em boa hora lançado pelo Pelouro da Educação, que permite o estímulo à curiosidade científica de alunos do 1º ciclo”, salienta Sérgio Silva, Diretor Executivo do Curtir Ciência.

Por seu turno, Adelina Pinto, Vice-Presidente da Câmara Municipal e responsável pelo Pelouro da Educação, realça o papel do Centro Ciência Viva enquanto “espaço vital no novo paradigma de ensino que contempla mais interatividade e estimulação nos alunos”. Esse relevo, adianta esta responsável, “já tinha sido determinante para a parceria com o CCVG na coordenação das visitas dos alunos do 3º ano ao Curtir Ciência. Agora, o Pelouro da Educação assegura também as sessões itinerantes do CCVG pelas escolas, compostas por experiências científicas educativas e divertidas”.

O Município de Guimarães já assegurava as Atividades de Animação e Apoio à Família no Pré-escolar; agora, procurando consolidar o Projeto Educativo Municipal iniciado em 2016, alarga a sua abrangência aos alunos do 1º Ciclo do ensino básico. Os objetivos são os mesmos: assegurar o acompanhamento dos alunos, antes e ou depois das componentes do currículo e das AEC (Atividades de Enriquecimento Curricular), bem como, durante os períodos de interrupção.

As atividades da CAF garantem o acompanhamento dos alunos do 1.º ciclo nos períodos que vão além da componente curricular e durante os períodos de interrupção letiva, adequando a resposta educativa à organização e necessidades das famílias, mediante a oferta de uma diversidade de atividades relevantes para a formação integral dos alunos, orientadas por princípios de qualidade, adequação pedagógica e de igualdade de oportunidades. Tudo em estreita articulação com os agrupamentos de escolas.

As atividades de CAF visam garantir uma resposta social às famílias no que respeita ao acompanhamento dos alunos; assegurar que os alunos usufruam de momentos de diversão que contribuam não só para o seu equilíbrio emocional e psicológico, como também para o desenvolvimento da capacidade de concentração e contribuir para a formação dos alunos nas dimensões pessoal, social e humana.

IMG_1479

BRAGA APOSTA NA DESCARBONIZAÇÃO

Projecto inovador promove novas tecnologias em contexto real: BUILD une parceiros no desenvolvimento de soluções tecnológicas para descarbonização das Cidades

Decorreu hoje, dia 17 de Setembro, a sessão de apresentação pública do BUILD - Braga Urban Innovation Laboratory Demonstrator e a assinatura do acordo de cooperação entre o Município de Braga e os seus diversos parceiros.

CMB17092018SERGIOFREITAS00000014426

Integrado no programa Laboratórios Vivos para a Descarbonização, apoiado pelo Ministério do Ambiente através do Fundo Ambiental, o BUILD é um projecto de inteligência urbana que cria um ambiente de inovação com o suporte de parceiros científicos - Universidade do Minho (UMinho), o Centro de Computação Gráfica (CCG) e o Laboratório Internacional de Nanotecnologia (INL) – e parceiros estratégicos - Transportes Urbanos de Braga, Braval, Agere e Juntas de Freguesia de S. Victor e S. Vicente.

A área de intervenção é localizada nas freguesias de São Vicente e de São Victor, junto às Escolas D. Diogo de Sousa, Leonardo Da Vinci, Enguardas e Francisco Sanches. Abrange a Urbanização do Pachancho e o Areal de Baixo, estendendo-se ao nó de Infias e ao Bairro das Enguardas.

O projecto, que tem um custo de 800 mil euros e é co-financiado a 49,4%, iniciou-se em Abril do presente ano e termina no final de Maio de 2019. Promove o desenvolvimento, validação e teste de novas tecnologias, serviços e respectivas aplicações em contexto real, tendo em vista reduzir as emissões de gases com efeito estufa e a intensidade carbónica provenientes das actividades e serviços realizados neste espaço. 

Como referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, o Município assume a sustentabilidade como uma área de primordial importância e pretende contribuir, de forma concreta, para o desenvolvimento sustentado do Concelho e dar o exemplo na resposta às metas nacionais estabelecidas no âmbito do Acordo de Paris e do Programa Nacional para as Alterações Climáticas 2020/2030.

“Estes são objectivos desafiantes e cruciais para o futuro que devem marcar a actuação dos poderes públicos, estimulando dessa forma a própria sociedade civil a desenvolver iniciativas que invertam o ciclo negativo de degradação do meio ambiente e ameaça da sustentabilidade futura”, referiu, apontando ainda a capacidade demonstrada por Braga em transferir conhecimento para a dimensão da gestão urbana, aproveitando o espirito inovador das diversas entidades envolvidas: “No final do projecto queremos replicar estas boas práticas a nível concelhio e esperamos que as soluções aqui encontradas sejam adoptadas também a nível nacional”.

CMB17092018SERGIOFREITAS00000014427

Tecnologias nas áreas da mobilidade, eficiência energética e hídrica

O potencial de inovação está directamente ligado aos parceiros envolvidos e a um conjunto de iniciativas capazes de introduzir tecnologias ao nível dos sistemas de informação, tais como: carregamento de veículos eléctricos; Iluminação pública eficiente e inteligente; gestão de trafego; contadores inteligentes; produção de energia para autoconsumo; compostagem/aproveitamento de águas pluviais e monitorização de consumos.

As tecnologias a implementar são, maioritariamente, nas áreas temáticas da mobilidade, eficiência energética e hídrica. Estão também previstas acções de cidadania e da dimensão social.

Através do BUILD, e por forma a articular todas as actividades previstas, será criado o Laboratório de Inovação Urbana (LIU) – um projecto estratégico ao nível da relação com as Universidades e que procura explorar o potencial de inovação que acontece nos laboratórios em Braga. Trata-se de um laboratório de experimentação especificamente dedicado à territorialização em ambiente urbano, com o suporte da investigação produzida pelos parceiros científicos deste projecto, fundamental para garantir o funcionamento da infra-estrutura tecnológica que será implementada e os serviços associados.

A implementação do projecto BUILD e, em particular, a criação do LIU é considerada estratégica a longo prazo. Após o término do BUILD será dada prioridade à aplicação dos resultados bem-sucedidos deste projecto a toda a cidade e concelho de Braga, contexto no qual o LIU constituirá uma estrutura permanente que irá contar com a Universidade do Minho, o Centro de Computação Gráfica e o Laboratório Internacional de Nanotecnologia como parceiros científicos estratégicos, aberta a outras instituições e universidades.

O School Bus é um exemplo dos projectos financiados no âmbito do BUILD e será o maior responsável pela impacto ambiental da alteração de comportamentos que o projecto visa atingir através da redução do congestionamento automóvel no perímetro das escolas.

CMB17092018SERGIOFREITAS00000014429

FAMALICENSE DESENVOLVE CHAPÉU QUE MONITORIZA PACIENTES COM EPILEPSIA

Dispositivo médico foi defendido em tese de doutoramento na Universidade do Minho

O famalicense Francisco Pinho desenvolveu um dispositivo portátil, esteticamente sob a forma de um chapéu, que possibilita a monitorização de pacientes com epilepsia e outras patologias através da eletroencefalografia (EEG), considerada como uma ferramenta importante tanto para o diagnóstico e classificação como para o tratamento. O sistema proposto demostrou vários argumentos para a possível monitorização destes pacientes, tanto em regime de ambulatório como de avaliação presencial.

AFS_2124

A criação foi desenvolvida no âmbito da tese de doutoramento em Engenharia Biomédica, defendida em julho último na Universidade do Minho, em discussão pública intitulada “Wireless and Wearable EEG Acquisition Platform”. Considerando a originalidade, a natureza inovadora e o valor cientifico da tese, bem como o nível com que decorreram as provas, e ainda as classificações obtidas no percurso de doutoramento, o júri deliberou por unanimidade atribuir o resultado de “aprovado”, com a menção de Muito Bom.

O Presidente da Câmara Municipal realçou o trabalho de investigação de Francisco Pinho e felicitou-o pessoalmente e institucionalmente nesta semana pelo resultado alcançado “pelo contributo que dá ao desenvolvimento científico e tecnológico e pelo exemplo que empresta às novas gerações de famalicenses com o seu percurso de rigor e de dedicação à investigação científica”.

Francisco Pinho tem especialização na Área da Fisioterapia, pela Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro, é licenciado em Engenharia Eletrónica e Informática, pela Escola Superior de Engenharia da Universidade Lusíada, onde conquistou os prémios de melhor aluno da Escola de Engenharia, melhor aluno do Curso de Engenharia Electrónica e Informática, melhor aluno na unidade curricular de Automação e de melhor aluno na unidade curricular de Electrónica. É ainda licenciado em Fisioterapia pela Escola Superior de Saúde do Vale do Sousa do Instituo Politécnico de Saúde do Norte.

Atualmente, é Professor Assistente Convidado no
Instituto Politécnico do Cávado e do Ave da Escola Superior de Tecnologia no curso de Licenciatura em Engenharia de Sistemas Informáticos, Professor Assistente Convidado na Escola Superior de Saúde do Vale do Ave do Instituto Politécnico de Saúde do Norte, no Curso de Licenciatura em Fisioterapia e Professor Assistente Convidado na Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro, no Curso de Licenciatura e Mestrado em Fisioterapia.