Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE “CIÊNCIA NO FEMININO NO CENTRO DE CIÊNCIA VIVA DOS ARCOS

Foto_6.JPG

A Comemoração do Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência no Centro Ciência Viva dos Arcos/Oficinas de Criatividade Himalaya, teve a honra de receber Elvira Fortunato, que se associou a este evento, na dupla qualidade de Mulher/Investigadora e responsável pela tutela da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior em Portugal.

O Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência foi assinalado com uma “Conversa no Feminino”.

Ser cientista e investigadora no feminino e igualdade de género na ciência foi o mote desta conversa, que contou com ilustres convidadas, mulheres e raparigas de diferentes áreas do saber científico e dezenas de participantes no público.

A sessão de abertura contou com as intervenções da Ministra Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, do Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, João Manuel Esteves, do Diretor Geral da Educação, Pedro Cunha e do Diretor do Centro Ciência Viva dos Arcos, José Carlos Fernandes.

Num segundo momento, foi realizada a celebração de protocolos de parceria entre o Centro Ciência Viva dos Arcos e 13 Agrupamentos de escolas com Clubes Ciência Viva, visando promover a cooperação no acesso dos alunos a práticas científicas inovadoras.

O evento terminou com o lançamento da segunda edição do livro “Raparigas na Ciência”, por Rosalia Vargas, Presidente da Ciência Viva. Este livro reúne o testemunho de 100 estudantes, de norte a sul do país, que têm demonstrado o seu interesse pelas áreas da ciência e da tecnologia, inspirando as novas gerações a seguir percursos académicos e profissionais nas diferentes áreas científicas. 

A celebração deste dia foi um momento importante de partilha entre as cientistas e a comunidade, acerca do seu contributo no progresso da Sociedade e uma forma de alertar para as desigualdades de género que afetam, tanto o acesso de mulheres e raparigas às áreas da ciência e tecnologia, como as suas carreiras nestes domínios.

Esta é mais uma iniciativa do Centro Ciência Viva dos Arcos/Oficinas de Criatividade Himalaya, que conta com uma agenda de eventos, que tem atraído muitos alunos e público em geral.

Foto_1 (2).jpg

Foto_2 (3).jpg

Foto_3 (2).jpg

Foto_4 (2).jpg

Foto_5 (1).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ: CIÊNCIA NO FEMININO CONTA COM A PRESENÇA DA MINISTRA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR, ELVIRA FORTUNATO

i054619.jpg

Anualmente, comemora-se no dia 11 de fevereiro o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência. Para comemorar esta data, no próximo sábado, dia 10 de fevereiro, pelas 10h00, o Centro Ciência Viva dos Arcos – Oficinas de Criatividade Himalaya e a Município dos Arcos de Valdevez organizam o evento “Ciência no Feminino”. Iniciativa repleta de ilustres cientistas - sob a moderação da jornalista Andreia Fernandes - com a presença da Elvira Fortunato, Ministra de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Rosalia Vargas, Presidente da Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e Diretora do Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva. Destaque ainda para três investigadoras que nos inspiram com o seu trabalho: Anne Leite, Professora e Comunicadora de Ciência; Nicole Pedro, Técnica Superior de Investigação no CIBIO e vencedora do Prémio “Jovem Cientista”; Jennifer Mancio, Médica Investigadora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), Cardiologista de imagem na Royal Brompton Hospital (Londres) e vencedora do Prémio Cetera e da Bolsa atribuída pela CUF e pela Fundação Amélia de Mello. Para falarem das suas expectativas enquanto futuras cientistas, convidamos três alunas do Ensino Secundário do Agrupamento de Escolas de Valdevez, Carolina Mesquita, Eduarda Pinheiro e Maria Almeida.

Em 2023 o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência foi comemorado com o lançamento da Exposição (agora itinerante) “Mulheres Arcuenses com Ciência”. Entretanto, várias iniciativas têm decorrido procurando valorizar o que os cientistas arcuenses fazem pela ciência em Portugal e no estrangeiro. Ser cientista e investigadora no feminino e a igualdade de género na Ciência será o mote desta conversa. Paralelamente, serão assinados protocolos de celebração entre o Centro Ciência Viva dos Arcos e os Clubes de Ciência Viva, de diferentes escolas/ Agrupamentos da Região Norte. O Centro Ciência Viva dos Arcos, pretende apoiar significativamente os clubes de ciência no desenvolvimento das suas atividades científicas.

Do programa consta ainda o pré-lançamento da 2ª edição do livro “Raparigas na Ciência”, apresentado pela Presidente da Ciência Viva, Rosalia Vargas.

Esta iniciativa é aberta ao público e a todos aqueles que se interessam pela Ciência e acontece no dia 10 de fevereiro, pelas 10h00 no Centro Ciência Viva dos Acos-Oficinas de Criatividade Himalaya.

Mulheres_Raparigas_Ciencia_02-2024Evento_FB.png

AECT DA EUROREGIÃO GALICIA – NORTE DE PORTUGAL PROMOVE ESTADIAS DE INVESTIGAÇÃO

O IACOBUS é um programa de ajudas à cooperação científica, cultural e pedagógica, gerido com sucesso pelo AECT da Eurorregião Galicia – Norte de Portugal, desde 2014

99 Estadias de Investigação em Universidades, Institutos Politécnicos e Centros Tecnológicos da Eurorregião e 71 Publicações Científicas (Papers) conjuntas selecionadas na convocatória 2023-24 do Programa IACOBUS

  • Na convocatória 23-24 do programa IACOBUS, o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) da Eurorregião Galicia–Norte de Portugal selecionou 71 candidaturas, das 77 recebidas, na modalidade de Publicações Científicas (Papers) com um orçamento de 50.000€, realizadas conjuntamente por investigadores da Galiza e do Norte de Portugal, e publicadas nas mais prestigiadas revistas internacionais.
  • IACOBUS Estadias de Investigação tem um orçamento de 150.00€ para estadias de investigação em Universidades, Institutos Politécnicos e Centros Tecnológicos da eurorregião, desde o dia 1 de março até ao dia 31 de julho. Foram selecionadas 99 candidaturas, das 266 recibidas, destinadas a PDI, Investigadores pré e posdoutorais e PAS das Universidades e Institutos Politécnicos e Gestores de Inovação e Técnicos de I+D+i dos Centros Tecnológicos da Eurorregião Galicia-Norte de Portugal.
  • A convocatoria 23-24 tem uma dotação financeira total de 200.000€ e conta com o apoio da UE a través do cofinanciamento do Interreg España – Portugal (POCTEP) 2021-2027.

Vigo, 31 de janeiro de 2024.

O Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial da Eurorregião Galicia – Norte de Portugal (GNP, AECT) confirma que na convocatória 23-24 do programa científico IACOBUS que gere com sucesso desde 2014, foram recebidas um total de 343 candidaturas, das quais foram selecionadas 99 na modalidade de Estadias de Investigação e 71 em Publicações Científicas (Papers). De referir que dado o elevado número de candidaturas Papers apresentadas, a Comissão de Avaliação optou por selecionar, unicamente, ajudas aos artigos publicados nas revistas de maior prestígio. “A nossa Eurorregião, continua na primeira linha em publicações científicas”, afirma Nuno Almeida, Diretor do GNP, AECT. “As publicações conjuntas selecionadas pelo programa IACOBUS, são um bom exemplo da, cada vez maior, interrelação entre as instituições de Ensino Superior e da notável qualidade da investigação que se está a desenvolver na Eurorregião”, declara Almeida.

IACOBUS Estadias de Investigação conta com um orçamento de 150.000 €. As 99 candidaturas selecionadas, das 266 recebidas, estão destinadas a projetos de: pessoal docente e investigador (PDI); investigadores pré ou posdoutorais (Investigador) e Pessoal Administrativo e de Serviços (PAS) das Universidades, Institutos Politécnicos e Fundações Biomédicas vínculadas às Universidades da Eurorregião Galicia-Norte de Portugal. No caso dos Centros Tecnológicos podem candidatar-se Gestores de Inovação com cinco ou mais anos de experiência acreditada nessas tarefas e Técnico de I+D+i com menos de cinco anos de experiência.

O IACOBUS Publicações Científicas (Papers) tem um orçamento total de 50.000 €, os quais foram destribuidos pelas 71 candidaturas selecionadas das 77 recebidas. Importante ressaltar que os papers publicados nas revistas de maior prestígio, JCR Q1, JCR Q2, e SCOPUS Q1 foram os mais numerosos. Estes são os indicadores de qualidade mais conhecidos e mais utilizados pelos organismos de avaliação da atividade investigadora à escala internacional. Estes artigos têm que ser desenvolvidos através da colaboração transfronteiriça conjunta, por autores vinculados às instituições de Ensino Superior da Eurorregião Galicia-Norte de Portugal (Universidades e Institutos Politécnicos) que formam parte do programa.

O Programa IACOBUS – https://iacobus.gnpaect.eu/é um programa de cooperação científica, cultural e pedagógica, gerido pelo Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) da Eurorregião Galicia – Norte de Portugal desde 2014, que tem como principais objetivos promover e fomentar sinergias e o desenvolvimento conjunto de atividades de investigação, formativas e de divulgação entre Universidades, Institutos Politécnicos, Centros Tecnológicos e Fundações Biomédicas vinculadas às Universidades da Eurorregião GNP. O programa está fundamentado nas prioridades definidas no Plano de Investimentos Conjuntos Galicia - Norte de Portugal (PIC 21-27) e nas áreas estratégicas estabelecidas pela Estratégia de Especialização Inteligente Transfronteiriça Galicia - Norte de Portugal (RIS3-T).

O programa IACOBUS forma parte do projeto RED IACOBUS que está cofinanciado pela União Europeia através do Programa Interreg VI-A España-Portugal (POCTEP) 2021-2027 e, tem um orçamento total de 1.695.665 euros para o período 2023-2026.

ESPOSENDE: INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA MARINHA DA UNIVERSIDADE DO MINHO VAI SER INSTALADA NO EDIFÍCIO DA ANTIGA ESTAÇÃO RADIONAVAL DE APÚLIA

Vai ter lugar no próximo dia 9 de Janeiro a sessão de apresentação do MarUMinho - Instituto Multidisciplinar de Ciência e Tecnologia Marinha da Universidade do Minho, a instalar na antiga Estação Radionaval de Apúlia, a qual ocorrerá no Auditório Municipal de Esposende.

A sessão conta com a presença da Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Professora Doutora Elvira Fortunato, do Ministro da Economia e do Mar, Professor Doutor António Costa Silva, do Secretário de Estado do Mar, Dr. José Maria Costa, e do Representante da CCDR-Norte, Dr. Humberto Cerqueira.

Após a sessão de apresentação, realiza-se a visita às antigas instalações da Estação Radionaval de Apúlia.

PONTE DA BARCA DEBATE IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO

A Importância do Conhecimento Científico: Sessão na Casa do Conhecimento destacou desafios e avanços na resistência a antibióticos e inteligência artificial

Na manhã desta sexta-feira, a Casa do Conhecimento de Ponte da Barca abriu portas para uma sessão centrada na importância do conhecimento científico, como forma de assinalar o Dia Mundial da Ciência.

405780441_333523076093747_2659180817243457412_n.jpg

Os alunos do 11º e 12º anos do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca compunham a plateia juntamente com outras entidades ligadas em rede através das Casas de Conhecimento, tendo tido a oportunidade de ouvir as palavras de José Artur Brito, investigador doutorado em Bioquímica Estrutural, orador convidado da autarquia de Ponte da Barca.

A palestra começou com uma explanação sobre a Bioquímica Estrutural, que se dedica à análise da estrutura tridimensional de moléculas biológicas. José Artur Brito destacou como essa abordagem é fundamental para a compreensão dos processos bioquímicos essenciais à vida.

Um dos momento centrais da sessão foi dedicado aos desafios relativos à resistência a antibióticos. O palestrante enfatizou a relevância crítica desse tema na contemporaneidade e a necessidade premente de uma compreensão profunda para abordar este problema global. Educação e consciencialização foram enfatizadas como ferramentas-chave na luta contra esta problemática.

No encerramento, foram respondidas algumas perguntas ao público, estendendo-se ainda a discussão para o futuro e importância da pesquisa nesta área e sobre os avanços impactantes que podem acontecer nos próximos anos. Houve ainda tempo para enquadrar na conversa a incorporação de tecnologias emergentes, como a inteligência artificial, no conhecimento científico em geral. O orador destacou a necessidade de investimentos financeiros prioritários em pesquisas que integrem essas tecnologias, visando avanços mais rápidos e eficazes.

405116163_333523469427041_7262114543724833954_n.jpg

405743462_333523526093702_8599488118200432067_n.jpg

405749348_333523089427079_6975261573480924841_n.jpg

405751215_333523539427034_6927522933105795093_n.jpg

405753225_333523482760373_8973758926808974357_n.jpg

405759538_333523042760417_3106297931114038522_n.jpg

PONTE DA BARCA DEBATE IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA ATUALIDADE

Importância do Conhecimento Científico na Atualidade vai ser mote de sessão na Casa do Conhecimento

José Artur Brito, investigador doutorado em Bioquímica Estrutural vai ser o orador convidado da sessão sobre  “A Importância do Conhecimento Cientifico na Atualidade” que vai ter lugar na Casa do Conhecimento de Ponte da Barca, na próxima sexta-feira, dia 24 de novembro, às 11 horas.

IMG_5539.jpg

A iniciativa é do município de Ponte da Barca em colaboração com a Rede Casas do Conhecimento, e realiza-se no  âmbito do Dia Mundial da Ciência.

Poderá participar presencialmente na sessão na Casa do Conhecimento de Ponte da Barca, ou se preferir, pode participar online através da plataforma Zoom, através do seguinte link: https://zoom.us/j/96957039919?pwd=anEwUG82UkJwRjJxc2VPTUQxTWl5QT09&fbclid=IwAR1lNadkQtAI_A86BKwTcps3DV0bdRtfwYCBYG_TNBIqK407OGLwbenscxg#success

401767312_328505323262189_992934581046512794_n (1).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE O CONHECIMENTO DAS CIÊNCIAS

Iniciativa “Hoje Quem Manda Sou Eu” da Rede de Centros Ciência Viva  com grande dinamismo e mobilização em Arcos de Valdevez

Nos dias 9, 10 e 11 de novembro, os 21 Centros Ciência Viva (CCV) fizeram uma troca de diretores, numa operação de divulgação do trabalho e da importância da Rede Ciência Viva a nível nacional.

400440865_7219003364800102_4684127448969299285_n.jpg

Nesta troca de direções José Carlos Fernandes, o Diretor do Centro de Ciência Viva de Arcos de Valdevez foi dirigir o Centro de Constância, e o Centro de Arcos de Valdevez acolheu, a Diretora do Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa e Presidente da Agência Nacional Ciência Viva, Rosalia Vargas.

De salutar nesta iniciativa, a oportunidade e o desafio colocado às equipas de cada Centro Ciência Viva, bem aos utilizadores e visitantes dos vários centros, em torno do intercâmbio de novos e diferentes programas, aprendizagens e experiências inspiradoras.

Esta troca de direção em Arcos de Valdevez viveu-se com grade dinamismo e mobilização em torno de conjunto de oficinas experimentais para crianças, jovens e adultos, com palestras sobre temas de grande relevo, desde solos, plantas aromáticas e medicinais até às energias renováveis, que mobilizaram professores, estudantes, cientistas e cidadãos.

O Centro de Ciência Viva de Arcos / Oficinas de Criatividade Himalaya é o único Centro Ciência Viva no Alto Minho”.  Este é um espaço de aproximação dos cidadãos à ciência, de promoção da educação e da cultura científica e tecnológica na sociedade arcuense e portuguesa.

A promoção do conhecimento e da ciência são essenciais para o progresso de uma comunidade, que queremos vibrante, inovadora, justa, sustentável.

Para o Edil João Manuel Esteves “esta iniciativa é uma mais-valia na proximidade, partilha, envolvimento e fortalecimento do Centro de Ciência Viva de Arcos de Valdevez, bem como na promoção da ciência e do conhecimento, contribuindo para o desenvolvimento sustentável de Arcos de Valdevez e da Região.”

400165764_648129847494410_2417961628474818173_n.jpg

400178342_648129800827748_7540989488104196425_n.jpg

400360935_7218995581467547_2352982241321058565_n.jpg

400389918_7219002841466821_8607403809468481914_n.jpg

400447197_7218997828133989_1202375345519468724_n.jpg

400624163_647613097546085_1300623896503445541_n.jpg

400744465_648586717448723_2837792201753084160_n.jpg

400886697_648586740782054_387594753519904925_n.jpg

400984051_648586817448713_4974919387448738842_n.jpg

400993769_648586800782048_7543387956420076364_n.jpg

SEMANA CONCELHIA DA CIÊNCIA MOBILIZA ESCOLAS E BIBLIOTECAS DO CONCELHO DE BARCELOS

De 20 a 24 de novembro

Despertar o interesse dos alunos para a ciência! Este é o grande objetivo do conjunto de atividades que o Município de Barcelos e a Rede de Bibliotecas de Barcelos (RBEB) promovem, no âmbito da Semana Concelhia da Ciência, que vai decorrer de 20 a 24 de novembro, nas Escolas, Bibliotecas Escolares e Biblioteca Municipal do concelho.

Sob o tema “Ciência e Inteligência Artificial: relação e desafios”, estão programadas dezenas de atividades destinadas aos estudantes do 1.º ciclo ao ensino secundário.

O programa contempla, entre outras ações, encontros com escritores, oficinas, experiências científicas, leituras, exposições, palestras e filmes, que vão decorrer na Biblioteca Municipal, nas Bibliotecas Escolares e nas Escolas do concelho.

Da programação, destaca-se, no dia 20 de novembro, às 10h30, a inauguração do Painel “Olhares sobre os nossos direitos”, no Centro Escolar da Várzea. Este é já o sétimo painel de azulejos a ser inaugurado, no qual os alunos perpetuam os seus direitos, através de um trabalho conjunto da Biblioteca Municipal e do Museu de Olaria de Barcelos.

Outros destaques da programação são a presença do Diretor do CteSP em Robótica Colaborativa e Inteligência Industrial e Investigador do 2AI do IPCA, António Moreira, que vai estar na Biblioteca Municipal, no dia 21, pelas 19h30, para falar sobre “Inteligência Artificial e a Robótica”; também a participação do investigador, Doutorado em Química pela Universidade de Coimbra, Bernardo Albuquerque Nogueira, que, no dia 22, pelas 10h30, marca presença na Biblioteca para abordar o tema “Descobertas que mudaram o Mundo”; e ainda a presença da escritora Joana Luísa Matos, no dia 23, pelas 09h30, na Biblioteca do Centro Escolar António Fogaça.

A encerrar a programação, no dia 24, das 9h30 às 12h30, vai realizar-se na Biblioteca Municipal de Barcelos a sessão “Escape Room Educativo: reinventar ambientes de aprendizagem”, dinamizada por Adelina Moura, professora na Escola Secundária Carlos Amarante.

O programa completo da Semana Concelhia da Ciência pode ser consultado na página da Rede de Bibliotecas de Barcelos (https://redebibliotecas.cm-barcelos.pt), e através do QR CODE criados para a divulgação das atividades.

semanconc.jpg

ARCUENSES COM CIÊNCIA – QUANDO OS ÓCULOS NÃO SÃO SOLUÇÃO: TERAPIA GENÉTICA EM AÇÃO

No próximo dia 11 de novembro (sábado), pelas 10h30 horas, o Centro Ciência Viva dos Arcos Oficinas de Criatividade Himalaya recebe a palestra intitulada “Quando os óculos não são solução: terapia genética em ação”, que terá como oradora a arcuense Gabriela Silva, professora associada e investigadora principal na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa.

GabrielaSilva.jpg

Esta iniciativa enquadra-se no âmbito do projeto “Arcuenses com Ciência” do Centro Ciência Viva dos Arcos - Oficinas de Criatividade Himalaya, que pretende dar voz a cientistas das mais diversas áreas, que de algum modo estejam ligados a Arcos de Valdevez, contribuindo para a proximidade que pretendemos fomentar entre a comunidade e a ciência.

Esta Palestra terá a apresentação/moderação da Drª Rosalia Vargas - Presidente da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e Diretora do Pavilhão do Conhecimento/Centro Ciência Viva.

Evento gratuito, de inscrição obrigatória e com vagas limitadas.

Resumo da Palestra

As doenças oculares da retina são responsáveis por um elevado número de casos de perda de visão e cegueira. Algumas destas doenças são herdadas da família, enquanto outras surgem como consequência de outras doenças. No grupo de investigação que lidera, desenvolve formas de travar estas doenças. Para isso, cria veículos microscópicos para transportar potenciais terapias até às zonas afetadas pela doença e avalia o seu efeito em animais modelo.

Nota Biografia

Gabriela Silva, natural de Arcos de Valdevez, é licenciada em Biologia, pós-graduada em Medicina Legal, Genética Molecular e Bioética e Doutorada em Ciência e Tecnologia de Materiais pela Universidade do Minho, em colaboração com as Universidades da Pennsylvania e Thomas Jefferson em Filadélfia, EUA.

Atualmente é Professora Associada e Investigadora principal, membro da Comissão de Ética, e do Gabinete de Educação Médica da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa.

Para inscrição basta preencher o seguinte formulário:

https://forms.gle/74fxxztpBXg6gQ6R9 , até ao dia 09 de novembro.

Público Alvo: Público em geral

Dúvidas e/ou esclarecimentos: Telf. 258 247 326 / E-mail: oficinashimalaya@cmav.pt

INSTA (2).png

ARCOS DE VALDEVEZ: DIRETORES DOS CENTROS CIÊNCIA VIVA EM TODO O PAÍS TROCAM DE CADEIRA DURANTE TRÊS DIAS

A iniciativa “Hoje Quem Manda Sou Eu” está de volta à Rede de Centros Ciência Viva!

Nos dias 9, 10 e 11 de novembro, os 21 Centros Ciência Viva (CCV) do país trocam de diretores, numa operação de divulgação do trabalho e da importância da Rede, promovendo a ciência a nível nacional.

A troca de cadeiras vai servir para transportar diferentes programas e aprendizagens e desafiar as equipas de cada Centro Ciência Viva a proporcionarem experiências inspiradoras aos visitantes, com o empenho de sempre, mas num ambiente diferente do habitual.

Rosalia Vargas, Diretora do Pavilhão do Conhecimento, ruma até terras minhotas, onde vai dirigir, em Arcos de Valdevez, o Centro Ciência Viva dos Arcos – Oficinas de Criatividade Himalaya.

Ao longo de três dias, muitas atividades experimentais vão mobilizar professores, estudantes, cientistas, políticos e cidadãos. De realçar, que a próxima Reunião de Câmara, dia 9 de novembro, quinta-feira terá lugar nas instalações do Centro Ciência Viva dos Arcos.

O programa também apresenta um vasto conjunto de Oficinas experimentais para crianças, jovens e adultos, com palestras sobre temas de grande relevo, desde solos, plantas aromáticas e medicinais até às energias renováveis. Também haverá corridas de carrinhos solares e cozinhados em fornos ao ar livre. Conta-se, ainda, com a presença do já apelidado Indiana Jones das macieiras portuguesas, Raul Rodrigues, com degustação de maçãs minhotas. Para sabermos por que nem todas as maçãs portuguesas estão à venda nos supermercados… e parece que são mais de 100 as identificadas na região do Minho!

A criação da Escola Ciência Viva dos Arcos, dentro do museu, vai ser discutida em reunião com a presença da Direção das Escolas Básicas do Agrupamento de Escolas de Arcos de Valdevez e das Associações de Pais.

Esta é uma iniciativa da Rede de Centros Ciência Viva, a nível nacional.

Mais informação em https://www.cienciaviva.pt/centroscv/rede/hoje-quem-manda-sou-eu/2023

400058177_719839890170557_5036484385184432197_n.jpg

GUIMARÃES CELEBRA NOITE DAS BRUXAS

A Noite das Bruxas - Halloween regressa ao Curtir Ciência! Dia 31 de outubro, entre as 20:30 e as 23:30 horas, temos um programa com um workshop de sabonetes e um desafio cheio de enigmas e emoção.

Uma oficina de criação de “Sabonetes Horripilantes” e um desafio repleto de enigmas são alguns dos motivos para não perder este programa.

O “workshop” “Sabonetes Horripilantes” (sessão dupla, às 20:30 e 21:30 horas) destina-se a crianças a partir dos seis anos de idade. Consiste na produção de sabonetes de glicerina com motivos alusivos à data.

Para emoções mais fortes e para testar os conhecimentos e destreza dos participantes, o Curtir Ciência propõe, entre as 21:00 e as 23:30 horas, o desafio "Help The Thing". Trata-se de um “escape game” repleto de enigmas ligados com a Ciência que os participantes terão que desvendar o mais rapidamente possível.

Informações:

Workshop | Lotação limitada a 10 crianças. Idade mínima de 6 anos. Duração: 1H00. Preço: 5€ por criança

Desafio Help The Thing | Primeira entrada 21:00, última 23:00.

Valor: 3€ por criança e 1€ por adulto. Duração: 30min.

Grupos: máximo de cinco participantes com, pelo menos, 1 adulto.

Inscrições (obrigatórias): 253 510 830; geral@ccvguimaraes.pt

bruxguima.jpg

21º ENCONTRO DA REDE DE CENTROS CIÊNCIA VIVA DECORREU EM ARCOS DE VALDEVEZ

Este ano, o Encontro da Rede de Centros Ciência Viva realizou-se no Centro Ciência Viva dos Arcos - Oficinas de Criatividade Himalaya. Os diretores dos 21 centros de todo o País juntaram-se em Arcos de Valdevez para dois dias de trabalho, fundamentais para o fortalecimento da rede.

Capturarcv3 (2).JPG

No dia 15 de outubro a sessão de boas-vindas esteve a cargo do Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, João Esteves, de Rosalia Vargas, Presidente da Agência Nacional Ciência Viva e de José Carlos Fernandes, Diretor Executivo do Centro de Ciência Via dos Arcos.

Durante dois dias os vários diretores dos centros puderam trocar ideias e partilhar experiências, assim como realizar atividades. O programa englobou igualmente uma visita guiada à Quinta Ciência Viva das Plantas e dos Aromas, uma visita guiada ao centro Ciência Viva dos Arcos e ainda a apresentação do projeto europeu “I Move” sobre ferramentas práticas nos tópicos da diversidade, acessibilidade, equidade e inclusão em museus de ciência.

Este foi um momento importante de partilha e construção de forma a fortalecer a Rede de Centros de Ciência Viva.

Capturarcv1 (10).JPG

Capturarcv2 (12).JPG

VIMARANENSES CURTEM A CIÊNCIA

Curtir Ciência promove Conversa Fora da Caixa sobre saúde mental de crianças e jovens

A sessão realiza-se a 10 de outubro nas Caldas das Taipas. Um tema oportuno para uma conversa entre Virgínia Rocha, Pedopsiquiatra do Hospital Senhora da Oliveira, e pais e encarregados de educação dos alunos da EB 2,3 local. Com a chancela do Curtir Ciência.

curtir (4).jpg

A sessão de outubro das Conversas Fora da Caixa, projeto dinamizado pelo Curtir Ciência, tem por base um tema que preocupa profissionais de saúde, educadores e famílias. “A saúde mental das crianças e jovens – perspetivas e sugestões” tem como oradora convidada a responsável do Serviço de Pedopsiquiatria do Hospital Senhora da Oliveira, Virgínia Rocha, e uma plateia de pais e encarregados de educação da EB 2,3 das Caldas das Taipas, contando para isso com a moderação de Brazelina Marques, do Agrupamento de Escolas da vila.

A sessão realiza-se no dia 10 de outubro, às 20:30 horas, no auditório da EB 2,3 das Caldas das Taipas.

O ciclo Conversas Fora da Caixa é um projeto de divulgação científica com a chancela Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães. Os temas a abordar abrangem todo o espectro do conhecimento científico, mas tendo em conta a atualidade, e tentando desmistificar alguns paradigmas e conceitos tomados como verdadeiros pela sociedade em geral. Pretende apresentar uma visão científica e comprovada do mundo que nos rodeia através de uma abordagem menos formal e rígida. Tal como o nome indica, conversas entre especialistas, entusiastas e público em geral.

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE AGENDA COM CIÊNCIA

Está de regresso a Agenda Com Ciência no Centro de Ciência Viva dos Arcos

Como não se quer despedir já das férias, em outubro, as Oficinas de Criatividade Himalaya – Centro de Ciência Viva dos Arcos propõe iniciar o trimestre com uma viagem ao Espaço, não estivesse este equipamento municipal, a celebrar, de 4 a 10 de outubro, a Semana Mundial do Espaço. Preparou uma aventura cósmica para as escolas, mas não só... tragam as pipocas e vão assistir à estreia do filme "O Fantasma do Universo."

Mais uma viagem! Desta vez, à Namíbia. No dia 14 de outubro, através da inauguração de uma exposição de rochas, irá dar a conhecer a diversidade geológica deste país. Depois, regressa até Arcos de Valdevez para conhecer a geodiversidade do concelho, com o Professor Diamantino Pereira.

Para o final do mês, dia 28, reserva uma atividade viral! Aguardem *atchim* novidades. Vão ficar contagiados.

A iniciativa “Arcuenses com Ciência” traz-nos, no dia 11 de novembro, a arcuense Doutora Gabriela Silva, Professora Associada e Investigadora na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade NOVA de Lisboa que irá apresentar o seu trabalho.

Os mais pequeninos, como sempre, têm a sua atividade reservada. Onde será que cabe o arco-íris? Vamos descobrir no dia 25 de novembro.

Dezembro reserva a atividade “Que energia!” no dia 9, e de 18 a 22 as famosas Oficinas de Férias! Não é preciso dizer nada, pois não?

Contamos convosco.

Para mais informações:

Telf.: 258 247 326

Email: oficinashimalaya@cmav.pt

Capturaragen (22).JPG

GUIMARÃES ASSINALA DIA INTERNACIONAL DA GEODIVERSIDADE

Dia Internacional da Geodiversidade no Curtir Ciência: em filme e na prática

Em outubro, o Curtir Ciência assinala o Dia Internacional da Geodiversidade com duas atividades abertas ao público.

No dia 6 de outubro, data evocativa da efeméride, é exibido o documentário “O Homem das Rochas / Men of the Rock”, com selo de garantia da BBC e centrado na vida de James Hutton. Considerado um dos fundadores da geologia, criador e defensor da Escola Plutonista, Hutton defendeu que o magma era o formador das rochas, embora admitisse a intervenção da água na sua formação. A exibição está agendada para as 15:00 horas, no Curtir Ciência, na Rua da Ramada, 166. A entrada é livre.

No dia seguinte, 7 de outubro, às 10:00 horas, realiza-se o workshop “Recursos Geológicos” destinado a famílias (crianças acompanhadas por adultos). Os recursos geológicos, através da sua constituição, permitem compreender as diferentes origens das rochas e os minerais que podemos usar no nosso quotidiano.

O Dia Internacional da Geodiversidade foi instituído em 2021 pela UNESCO, a organização das Nações Unidas dedicada à educação, ciência e cultura. Assinalou-se, pela primeira vez em todo o mundo, a 6 de outubro de 2022. A data tem como objetivo principal alertar a sociedade para o papel que a geodiversidade desempenha para assegurar o bem-estar e prosperidade dos seres humanos e as condições necessárias para a preservação da biodiversidade.

curtirciencia (4).jpg

A CIÊNCIA SAIU À RUA EM ARCOS DE VALDEVEZ

Nas férias, a ciência sai à rua em Arcos de Valdevez e todo o País com centenas de ações de participação gratuita, organizadas por centros Ciência Viva, instituições científicas, autarquias, empresas e associações científicas.

Capturarci5 (7).JPG

O Centro Ciência Viva dos Arcos – Oficinas de Criatividade Himalaya levou para fora de portas, durante os meses de julho, agosto e setembro, um conjunto de atividades ligadas à ciência, à sustentabilidade e à biodiversidade.

Estas atividades, divulgadas a nível nacional, trouxeram, pela primeira vez, pessoas de vários pontos do país até Arcos de Valdevez e ao Centro Ciência Viva dos Arcos.

Do Museu da Água ao Ar Livre do Rio Vez até ao Mercado Municipal ou ao Pomar de Macieiras de Variedades Regionais na Lamela, foram várias as iniciativas que permitiram não só conhecer o território e os vários espaços do Concelho, como conhecer bem de perto as espécies que habitam o Rio Vez, conhecer a variedade de macieiras existentes no pomar municipal e ainda adquirir conhecimentos para a produção de cerveja artesanal.

Capturarci1 (20).JPG

Capturarci2 (7).JPG

Capturarci3 (7).JPG

Capturarci4 (4).JPG

ARCOS DE VALDEVEZ: REDE DE CENTROS CIÊNCIA VIVA TEM UM NOVO CIRCUITO

Na nova edição dos Circuitos Ciência Viva, além de um novo guia, há também um novo destino - Arcos! É verdade, a partir de agora, a ciência também vos traz a Arcos de Valdevez… Onde Portugal se fez!

Capturarfri (5).JPG

Aqui, pode descobrir o Centro Ciência Viva dos Arcos, conhecer quem foi o cientista português Padre Himalaya, provar uma das 7 Maravilhas Doces de Portugal e viajar até ao período Barroco no Centro Interpretativo dedicado ao tema, entre outros.

Tendo como ponto de partida os 21 Centros Ciência Viva, estes circuitos permitem que descubra Portugal à boleia de uma programação previamente pensada que reúne o melhor de cada localidade onde se encontra um Centro Ciência Viva. A cada circuito estão associados parceiros... quer de alojamento, restauração, ciência e cultura. São estes parceiros que vão tornar as viagens mais divertidas, enriquecedoras e acessíveis.

Com um cartão, um guia e uma app (kit), os Circuitos oferecem entrada gratuita nos 21 Centros Ciência Viva e descontos em mais de 300 parceiros. Pode ainda aceder aos conteúdos digitais do Guia na app, bem como a mapas interativos, desafios e partilha de experiências e fotos.

O cartão tem a validade de um ano, um custo de 60 euros e abrange dois adultos ou um casal com filhos até aos 17 anos. Extensível a filhos entre os 18 e os 25 anos, mediante o pagamento adicional de 10€ por cada um.

Pode adquirir o kit em qualquer Centro Ciência Viva, incluindo no Centro Ciência Viva dos Arcos - Oficinas de Criatividade Himalaya.

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE OFICINAS DE CIÊNCIA VIVA

Ciência Viva no Verão 2023: Oficinas de criatividade Himalaya / Centro de Ciência Viva dos Arcos

Nas férias, a ciência sai à rua em todo o país com centenas de ações de participação gratuita, organizadas por Centros Ciência Viva, instituições científicas, autarquias, empresas e associações científicas.

Esta que é 27.ª edição do Ciência Viva no Verão conta este ano com várias iniciativas dinamizadas pelo Centro Ciência Viva dos Arcos – Oficinas de Criatividade Himalaya e distribuídas pelo território de Arcos de Valdevez:

𝟏𝟓 𝐝𝐞 𝐣𝐮𝐥𝐡𝐨 | 𝐈𝐝𝐞𝐧𝐭𝐢𝐟𝐢𝐜𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐞 𝐚𝐧𝐢𝐥𝐡𝐚𝐠𝐞𝐦 𝐝𝐞 𝐚𝐯𝐞𝐬

Já observou aves bem de perto? Nesta atividade terá oportunidade de estar em contato com a natureza e observar a avifauna que habita o Rio Vez, com a técnica de anilhagem científica. Esta técnica consiste na marcação e monitorização de aves selvagens, o que permite estudar aspetos relacionados com a sua biologia e ecologia. Os participantes poderão assistir à demonstração de captura e marcação de aves, às técnicas e procedimentos utilizados, e ainda a aspetos morfológicos das aves capturadas. A sessão será dinamizada pelo anilhador Luis Ribeiro, credenciado pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Local: Rio Vez

𝟐𝟗 𝐝𝐞 𝐣𝐮𝐥𝐡𝐨 | 𝐁𝐈𝐎𝐁𝐋𝐈𝐓𝐙 - 𝐁𝐢𝐨𝐝𝐢𝐯𝐞𝐫𝐬𝐢𝐝𝐚𝐝𝐞 𝐝𝐨 𝐫𝐢𝐨 𝐕𝐞𝐳

Esta atividade é um convite a todos os interessados em biodiversidade a observarem o Rio Vez, com o objetivo de identificar e registar o maior número de espécies possível, mapeando assim a biodiversidade local. O percurso é acompanhado por 3 monitores especializados que irão partilhar o seu conhecimento sobre repteis, anfíbios, mamíferos e aves, com todos os participantes.

Local: Rio Vez

𝟒 𝐚𝐠𝐨𝐬𝐭𝐨 | 𝐖𝐨𝐫𝐤𝐬𝐡𝐨𝐩 𝐝𝐞 𝐩𝐫𝐨𝐝𝐮𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐝𝐞 𝐜𝐞𝐫𝐯𝐞𝐣𝐚 𝐚𝐫𝐭𝐞𝐬𝐚𝐧𝐚𝐥

No Dia Internacional da Cerveja vai poder aprofundar os seus conhecimentos cervejeiros neste workshop que decorrerá num espaço particular - o Mercado Municipal de Arcos de Valdevez. Este Workshop vai abordar os processos da produção de cerveja, os fundamentos científicos por trás de cada etapa e respetivas matérias primas.

Quando falamos em cerveja estamos a falar de ciência, de botânica e, nos tempos atuais, não podemos deixar a sustentabilidade de fora desta conversa.

Local: Mercado Municipal

𝟏𝟗 𝐚𝐠𝐨𝐬𝐭𝐨 | 𝐌𝐚𝐜̧𝐚̃𝐬 𝐒𝐨𝐥𝐚𝐫𝐞𝐬

Esta atividade vai unir duas temáticas importantes: as variedades de maçãs regionais e os fornos solares. O local escolhido para esta atividade é um pomar municipal de macieiras de variedades regionais e contará com o professor e investigador Raúl Rodrigues, que falará um pouco sobre este património a importância de o preservar. No workshop iremos aprender a construir um forno e finalmente degustar as maçãs assadas no forno solar.

Local: Pomar Municipal de macieiras variedades regionais

Ainda decorrerá uma observação astronómica no Centro Ciência Viva dos Arcos, no dia 12 de agosto, pelas 21h45. Esta ação será dinamizada pelo Planetário - Casa da Ciência de Braga

𝐀𝐭𝐢𝐯𝐢𝐝𝐚𝐝𝐞𝐬 𝐠𝐫𝐚𝐭𝐮𝐢𝐭𝐚𝐬, 𝐝𝐞 𝐢𝐧𝐬𝐜𝐫𝐢𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐨𝐛𝐫𝐢𝐠𝐚𝐭𝐨́𝐫𝐢𝐚 𝐞 𝐜𝐨𝐦 𝐯𝐚𝐠𝐚𝐬 𝐥𝐢𝐦𝐢𝐭𝐚𝐝𝐚𝐬. 𝐏𝐚𝐫𝐚 𝐢𝐧𝐬𝐜𝐫𝐢𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐛𝐚𝐬𝐭𝐚 𝐚𝐜𝐞𝐝𝐞𝐫 𝐚𝐨 𝐬𝐞𝐠𝐮𝐢𝐧𝐭𝐞 𝐥𝐢𝐧𝐤: https://www.cienciaviva.pt/verao/2023/

Capturarciar2 (3).JPG

Capturarciar1.JPG

CIÊNCIA VIVA NO VERÃO ANIMA ESPAÇOS DE GUIMARÃES

Um programa que é já um clássico. Todos os anos, no verão, o Centro Ciência Viva de Guimarães oferece atividades interativas, de cunho científico e experimental, para públicos de todas as idades. Este ano não é exceção: entre 18 de julho, data da primeira ação no Jardim do Museu de Alberto Sampaio, e 15 de setembro, com o encerramento a ter lugar na Citânia de Briteiros – o programa alinha percursos (na Zona de Couros, Centro Histórico e Montanha da Penha), Histórias com Ciência, workshops e oficinas em lugares públicos, como o Mercado e a Biblioteca Municipal.

Capturarguici1 (5).JPG

Para não perder nada deste programa, ideal para ocupar crianças em tempo de férias escolares, aqui fica a relação das atividades agendadas no âmbito do programa Ciência Viva no Verão 2023.

15 JUL | 14:30 | KIT POLUINÃO. No Jardim do Museu de Alberto Sampaio, uma oficina sobre o contributo de todos para proteger o ambiente.

22 JUL | 10:00 | CIANOTIPIA. Em que consiste esta técnica? Como pode ser experimentada em casa? Um workshop ideal para famílias no Curtir Ciência.

27 JUL | 10:00 | CIÊNCIA NO MERCADO MUNICIPAL. No local certo, uma atividade centrada nas compras sustentáveis.

28 JUL | 21:00 | ASTRONOMIA. No convidativo espaço do centro das Caldas das Taipas, uma sessão noturna com recurso a telescópios.

29 JUL | 10:30 | OFICINA DO SOM. Há muita ciência por detrás da música e esta oficina no Curtir Ciência vai desvendar alguma dela! 

31 JUL | 10:00 | BIODIVERSIDADE NA PENHA. Rica pelos seus encantos, a montanha tem muito para explorar!

05 AGO | 10:00 | SABÃO ARTESANAL. Como fazer sabão em casa? É fácil ou difícil? Um workshop para quem gosta de um bom desafio.

08 AGO | 10:00 | A MATEMÁTICA DOS AZULEJOS. Pode não parecer, mas há muita matemática nas fachadas de azulejos. Para saciar a curiosidade não percam esta oficina.

11 AGO | 10:30 | PERCURSO EM COUROS. A paisagem, os vestígios preservados da antiga atividade de curtumes e o pulsar da cidade justificam bem este passeio pela Zona de Couros.

17 AGO | 14:30 | CIÊNCIA NO JARDIM. Uma oficina em que a diversão anda de mãos dadas com a Ciência.

22 AGO | 14:30 | CIÊNCIA NA BIBLIOTECA. Tendo por base a história “Olha o que encontrei na Floresta”, o Curtir Ciência propõe uma oficina repleta de experiências científicas. Ao ar livre!

26 AGO | 10:00 | GEOLOGIA NA CIDADE. Um percurso pelo Centro Histórico centrado na observação dos recursos geológicos das ruas e monumentos.

26 AGO | 14:30 | BIODIVERSIDADE NA PENHA. Após uma viagem de teleférico, uma missão de exploração da fauna e flora da montanha.

05 SET | 14:30 | CURTIR SUSTENTABILIDADE. Num tabuleiro de três metros os participantes colocam à prova os seus conhecimentos sobre preservação ambiental.

07 SET | 10:00 | A MATEMÁTICA DOS AZULEJOS. Além da matemática, esta oficina inclui uma componente forte de criatividade.

09 SET | 10:00 | PERCURSO EM COUROS. Biodiversidade, memória, património – tudo num passeio ao longo da Ribeira de Couros.

12 SET | 10:00 | CIÊNCIA NO MERCADO. Compras e sustentabilidade no animado cenário do Mercado Municipal de Guimarães.

15 SET | 21:00 | ASTRONOMIA. Que a Citânia de Briteiros é um sítio especial, é um facto. E de noite tem um encanto suplementar para observar o céu.

Capturarci3 (2).JPG