Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MINHOTOS DANÇAM O “VIRA” NA FESTA DE ANO NOVO CHINÊS

O Grupo Folclórico Verde Minho participou hoje em Lisboa nas festividades do Ano Novo Chinês.

De manhã desfilou na avenida Almirante Reis e a meio da tarde subiu ao palco na Alameda S. Afonso Henriques. Consigo levaram as tradições da nossa região e o colorido garrido dos seus trajes combinava na perfeição com as cores predominantes da festa chinesa a anunciar felicidade e prosperidade.

Uma vez mais, minhotos e chineses estreitarem as relações de amizade entre os povos.

IMG_9967.JPG

IMG_9968.JPG

IMG_9969.JPG

IMG_0065.JPG

CHINESES EM LISBOA FESTEJAM AMANHÃ ANO NOVO CHINÊS E OS MINHOTOS VÃO À FESTA

O Grupo Folclórico Verde Minho vai amanhã participar nas festividades do Ano Novo Chinês que se realizam em Lisboa. Às 10 horas tem início o desfile a partir do Jardim António Feijó – insigne poeta limiano – com direcção à Alameda D. Afonso Henriques – o minhoto que foi fundador da nossa nacionalidade. Às 16 horas, os nossos conterrâneos subirão ao palco para, numa demonstração de amizade fraterna, efectuarem uma representação do nosso folclore.

CapturarANChines.PNG

O vermelho – símbolo da felicidade, da fortuna e da alegria na cultura chinesa – constituiu a cor predominante nos festejos, quer nos trajes tradicionais chineses como ainda nos trajes à vianesa que os minhotos. De resto, é tradição as famílias chinesas reunirem-se para jantar pelo Ano-novo Chinês, além de limparem a casa para afastar qualquer má sorte e abrir espaço para a boa sorte. As janelas e portas são decoradas com papéis vermelhos, entre outras tradições registadas neste dia.

As celebrações em Portugal do Ano Novo Chinês antecipam-se uma semana uma vez que, na realidade, o primeiro dia do calendário chinês recai no próximo ano a 25 de Janeiro, sendo o Rato o animal do zodíaco associado à prosperidade e, por isso, espera-se sucesso em investimentos, desenvolvimento rápido e crescimento profissional.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

ano-do-rato_c.jpg

MINHOTOS PARTICIPAM EM LISBOA NAS FESTIVIDADES DO ANO NOVO CHINÊS

O Grupo Folclórico Verde Minho vai no próximo dia 18 de Janeiro participar nas festividades do Ano Novo Chinês que se realizam em Lisboa. Às 10 horas tem início o desfile a partir do Jardim António Feijó – insigne poeta limiano – com direcção à Alameda D. Afonso Henriques – o minhoto que foi fundador da nossa nacionalidade. Às 16 horas, os nossos conterrâneos subirão ao palco para, numa demonstração de amizade fraterna, efectuarem uma representação do nosso folclore.

CapturarANChines.PNG

O vermelho – símbolo da felicidade, da fortuna e da alegria na cultura chinesa – constituiu a cor predominante nos festejos, quer nos trajes tradicionais chineses como ainda nos trajes à vianesa que os minhotos. De resto, é tradição as famílias chinesas reunirem-se para jantar pelo Ano-novo Chinês, além de limparem a casa para afastar qualquer má sorte e abrir espaço para a boa sorte. As janelas e portas são decoradas com papéis vermelhos, entre outras tradições registadas neste dia.

As celebrações em Portugal do Ano Novo Chinês antecipam-se uma semana uma vez que, na realidade, o primeiro dia do calendário chinês recai no próximo ano a 25 de Janeiro, sendo o Rato o animal do zodíaco associado à prosperidade e, por isso, espera-se sucesso em investimentos, desenvolvimento rápido e crescimento profissional.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

ano-do-rato_c.jpg

MINHOTOS PARTICIPAM EM LISBOA NAS FESTIVIDADES DO ANO NOVO CHINÊS

O Grupo Folclórico Verde Minho vai no próximo dia 18 de Janeiro participar nas festividades do Ano Novo Chinês que se realizam em Lisboa. Às 10 horas tem início o desfile a partir do Jardim António Feijó – insigne poeta limiano – com direcção à Alameda D. Afonso Henriques – o minhoto que foi fundador da nossa nacionalidade. Às 16 horas, os nossos conterrâneos subirão ao palco para, numa demonstração de amizade fraterna, efectuarem uma representação do nosso folclore.

CapturarANChines.PNG

O vermelho – símbolo da felicidade, da fortuna e da alegria na cultura chinesa – constituiu a cor predominante nos festejos, quer nos trajes tradicionais chineses como ainda nos trajes à vianesa que os minhotos. De resto, é tradição as famílias chinesas reunirem-se para jantar pelo Ano-novo Chinês, além de limparem a casa para afastar qualquer má sorte e abrir espaço para a boa sorte. As janelas e portas são decoradas com papéis vermelhos, entre outras tradições registadas neste dia.

As celebrações em Portugal do Ano Novo Chinês antecipam-se uma semana uma vez que, na realidade, o primeiro dia do calendário chinês recai no próximo ano a 25 de Janeiro, sendo o Rato o animal do zodíaco associado à prosperidade e, por isso, espera-se sucesso em investimentos, desenvolvimento rápido e crescimento profissional.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

ano-do-rato_c.jpg

MINHOTOS PARTICIPAM EM LISBOA NAS FESTIVIDADES DO ANO NOVO CHINÊS

O Grupo Folclórico Verde Minho vai no próximo dia 18 de Janeiro participar nas festividades do Ano Novo Chinês que se realizam em Lisboa. Às 10 horas tem início o desfile a partir do Jardim António Feijó – insigne poeta limiano – com direcção à Alameda D. Afonso Henriques – o minhoto que foi fundador da nossa nacionalidade. Às 16 horas, os nossos conterrâneos subirão ao palco para, numa demonstração de amizade fraterna, efectuarem uma representação do nosso folclore.

CapturarANChines.PNG

O vermelho – símbolo da felicidade, da fortuna e da alegria na cultura chinesa – constituiu a cor predominante nos festejos, quer nos trajes tradicionais chineses como ainda nos trajes à vianesa que os minhotos. De resto, é tradição as famílias chinesas reunirem-se para jantar pelo Ano-novo Chinês, além de limparem a casa para afastar qualquer má sorte e abrir espaço para a boa sorte. As janelas e portas são decoradas com papéis vermelhos, entre outras tradições registadas neste dia.

As celebrações em Portugal do Ano Novo Chinês antecipam-se uma semana uma vez que, na realidade, o primeiro dia do calendário chinês recai no próximo ano a 25 de Janeiro, sendo o Rato o animal do zodíaco associado à prosperidade e, por isso, espera-se sucesso em investimentos, desenvolvimento rápido e crescimento profissional.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

ano-do-rato_c.jpg

MINHOTOS PARTICIPAM EM LISBOA NAS FESTIVIDADES DO ANO NOVO CHINÊS

O Grupo Folclórico Verde Minho vai no próximo dia 18 de Janeiro participar nas festividades do Ano Novo Chinês que se realizam em Lisboa. Às 10 horas tem início o desfile a partir do Jardim António Feijó – insigne poeta limiano – com direcção à Alameda D. Afonso Henriques – o minhoto que foi fundador da nossa nacionalidade. Às 16 horas, os nossos conterrâneos subirão ao palco para, numa demonstração de amizade fraterna, efectuarem uma representação do nosso folclore.

CapturarANChines.PNG

O vermelho – símbolo da felicidade, da fortuna e da alegria na cultura chinesa – constituiu a cor predominante nos festejos, quer nos trajes tradicionais chineses como ainda nos trajes à vianesa que os minhotos. De resto, é tradição as famílias chinesas reunirem-se para jantar pelo Ano-novo Chinês, além de limparem a casa para afastar qualquer má sorte e abrir espaço para a boa sorte. As janelas e portas são decoradas com papéis vermelhos, entre outras tradições registadas neste dia.

As celebrações em Portugal do Ano Novo Chinês antecipam-se uma semana uma vez que, na realidade, o primeiro dia do calendário chinês recai no próximo ano a 25 de Janeiro, sendo o Rato o animal do zodíaco associado à prosperidade e, por isso, espera-se sucesso em investimentos, desenvolvimento rápido e crescimento profissional.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

ano-do-rato_c.jpg

MINHOTOS PARTICIPAM EM LISBOA NAS FESTIVIDADES DO ANO NOVO CHINÊS

O Grupo Folclórico Verde Minho vai no próximo dia 18 de Janeiro participar nas festividades do Ano Novo Chinês que se realizam em Lisboa. Às 10 horas tem início o desfile a partir do Jardim António Feijó – insigne poeta limiano – com direcção à Alameda D. Afonso Henriques – o minhoto que foi fundador da nossa nacionalidade. Às 16 horas, os nossos conterrâneos subirão ao palco para, numa demonstração de amizade fraterna, efectuarem uma representação do nosso folclore.

CapturarANChines.PNG

O vermelho – símbolo da felicidade, da fortuna e da alegria na cultura chinesa – constituiu a cor predominante nos festejos, quer nos trajes tradicionais chineses como ainda nos trajes à vianesa que os minhotos. De resto, é tradição as famílias chinesas reunirem-se para jantar pelo Ano-novo Chinês, além de limparem a casa para afastar qualquer má sorte e abrir espaço para a boa sorte. As janelas e portas são decoradas com papéis vermelhos, entre outras tradições registadas neste dia.

As celebrações em Portugal do Ano Novo Chinês antecipam-se uma semana uma vez que, na realidade, o primeiro dia do calendário chinês recai no próximo ano a 25 de Janeiro, sendo o Rato o animal do zodíaco associado à prosperidade e, por isso, espera-se sucesso em investimentos, desenvolvimento rápido e crescimento profissional.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

ano-do-rato_c.jpg

CORREIO DA MANHÃ DESTACA SUCESSO NA CHINA DO GALO DE BARCELOS

Galo de Barcelos é protagonista na China

Símbolo português dá mote ao herói da série para crianças ‘O Panda e o Galo’.

A televisão pública chinesa acaba de estrear uma série infantil que tem como protagonista o galo de Barcelos. Intitulada ‘O Panda e o Galo’, a produção conta com 52 episódios e trata-se de uma junção entre Televisão Central da China (CCTV) e a produtora portuguesa Stopline, criada por Leonel Vieira.

img_900x508$2019_12_28_22_40_33_912928.jpg

"O Panda e o Galo’ estreou recentemente na Televisão Central da China e terá 52 episódios

De acordo com um comunicado emitido pela estação, a série pretende "integrar elementos característicos e as culturas da China e de Portugal". A personagem interpretada pelo galo de Barcelos é descrita como "um animal popular e auspicioso e a mascote de Portugal". Na história, aparece a jogar futebol e tem um avô que toca guitarra portuguesa.

Com este projeto, a empresa estatal pretende ajudar "as crianças chinesas a saber mais sobre o mundo multicultural".

Embora não esclareça se a série irá posteriormente ser transmitida em Portugal, o comunicado refere que pode também "contar histórias chinesas ao Mundo". Aliás, ‘O Panda e o Galo’ faz parte de uma série de coproduções internacionais chamada ‘Panda +’, que já juntou a CCTV a produtoras da República Checa, Nova Zelândia, Rússia e África do Sul.

A proximidade entre Barcelos e China faz-se também via Macau, onde o galo figura, há já vários anos, em diversas lojas espalhadas pela região, principalmente estabelecimentos de recordações, como uma espécie de souvenir de Macau. Agora, este símbolo da tradição portuguesa chega à televisão.

Fonte: Vânia Nunes / https://www.cmjornal.pt/

Foto: Correio da Manhã

CapturarCMGALOCHINA.PNG

MINHOTOS PARTICIPAM EM LISBOA NAS FESTIVIDADES DO ANO NOVO CHINÊS

O Grupo Folclórico Verde Minho vai no próximo dia 18 de Janeiro participar nas festividades do Ano Novo Chinês que se realizam em Lisboa. Às 10 horas tem início o desfile a partir do Jardim António Feijó – insigne poeta limiano – com direcção à Alameda D. Afonso Henriques – o minhoto que foi fundador da nossa nacionalidade. Às 16 horas, os nossos conterrâneos subirão ao palco para, numa demonstração de amizade fraterna, efectuarem uma representação do nosso folclore.

CapturarANChines.PNG

O vermelho – símbolo da felicidade, da fortuna e da alegria na cultura chinesa – constituiu a cor predominante nos festejos, quer nos trajes tradicionais chineses como ainda nos trajes à vianesa que os minhotos. De resto, é tradição as famílias chinesas reunirem-se para jantar pelo Ano-novo Chinês, além de limparem a casa para afastar qualquer má sorte e abrir espaço para a boa sorte. As janelas e portas são decoradas com papéis vermelhos, entre outras tradições registadas neste dia.

As celebrações em Portugal do Ano Novo Chinês antecipam-se uma semana uma vez que, na realidade, o primeiro dia do calendário chinês recai no próximo ano a 25 de Janeiro, sendo o Rato o animal do zodíaco associado à prosperidade e, por isso, espera-se sucesso em investimentos, desenvolvimento rápido e crescimento profissional.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

ano-do-rato_c.jpg

MACAENSES LEVAM O MINHO AO FESTIVAL DA LUSOFONIA

O Lusofonia é um festival que todos os anos em Outubro, um encontro dos países lusófonas em Macau.

72748822_539069773333269_2589663660838223872_n.jpg

O Lusofonia é um festival que todos os anos em Outubro, um encontro dos países lusófonas em Macau.

O Lusofonia começa invariavelmente numa sexta-feira e termina no domingo

Todos os grupos que actuam nesse certame são grupos lusófonos locais ou convidados no exterior.

O festival inclui artes gráficas, gastronomia e outras iniciativas culturais.

O Grupo Macau no Coração mostrou uma vez mais que também o Minho cabe no seu grande coração!

Fotos: Ana Maria Manhao Sou

72860746_539069779999935_4968578701005422592_n.jpg

73026960_539069819999931_482917129100722176_n.jpg

72781748_539069836666596_3778647660777439232_n.jpg

72834721_539069866666593_2345684830953406464_n.jpg

72792071_539069883333258_2478061259228971008_n.jpg

75052221_539070176666562_6707931080248262656_n.jpg

73472601_539070196666560_7719226102694019072_n.jpg

75339572_539070219999891_9021448152342855680_n.jpg

PRESIDENTE DO GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MINHO PRESENTE NAS COMEMORAÇÕES DO 70º ANIVERSÁRIO DA REPÚBLICA POPULAR DA CHINA

O Presidente do Grupo Folclórico Verde Minho, sr Teotónio Gonçalves, participou hoje nas comemorações do 70º aniversário da Fundação da República Popular da China que tiveram hoje lugar na embaixada daquele país, em Lisboa.

69839670_2376926109291406_6463341269790752768_n.jpg

Em 1 de Outubro de 1949, Mao Tse-Tung proclamou a República Popular da China, sob a liderança do Partido Comunista da China, colocando termo ao regime republicano criado em 1912 pelo Dr. Sun Yat-Sem e o Kuomintang (Partido Nacionalista) ao qual sucedeu Chiang Kai-shek.

Sob a égide do Grupo Folclórico Verde Minho, a comunidade minhota radicada na região de Lisboa vem aprofundando os laços de amizade com a laboriosa comunidade chinesa, nomeadamente através da participação mútua em eventos de ambas as comunidades.

IMG_9490.JPG

IMG_9491.JPG

IMG_9496.JPG