Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BARCELOS MOSTRA ARTESANATO E CERÂMICA

37.ª edição da Mostra de Artesanato e Cerâmica reforça identidade cultural do concelho

Catorze dias em que o Artesanato é o Rei e o destaque são os artesãos

A 37.ª Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos, que decorre de 2 a 15 de agosto, no Parque da Cidade, apresenta, mais uma vez, um programa de qualidade, em que o principal objetivo é a promoção do artesanato e dos artesãos.

Júlia Côta_workshop.JPG

A Mostra continua a ser o evento do ano na área do artesanato, afirmando Barcelos como Cidade Criativa da UNESCO trazendo à cidade muitos milhares de pessoas, mantendo um cruzamento harmonioso com a gastronomia e os vinhos, a música popular e o folclore nacional e internacional. Este ano a mostra conta também com a presença de uma representação da Cidade Criativa de Gabrovo da Bulgária.

São mais de 130 artesãos, 86 dos quais de Barcelos,  que estão representados neste certame, que conta com cerca de 140 stands espalhados pelas várias áreas do recinto do Parque e com um vasto programa de animação, do qual se destacam os espetáculos de Carminho, do barcelense Victor Rodrigues, Tânia Sampaio ou Zézé Fernandes e o já habitual folclore internacional.

A abertura oficial acontece no dia 2 de agosto, às 18h00, com visita aos expositores e desfile dos grupos de folclore internacional que participam no Festival do Rio 2019 e que também atuam no palco principal da Mostra, no dia de abertura, às 22h00, e também nos dias 5, 6 e 8.

A maior mostra de criatividade em Portugal vai ser novamente um palco de criatividade e de afirmação de Barcelos como grande polo criativo das artes e ofícios tradicionais em Portugal, nos domínios tradicionais e no artesanato contemporâneo, bem como das Queijadinhas de Barcelos e Vinhos verdes.

À semelhança dos anos anteriores, a edição deste ano da Mostra vai brindar o público com diversos espetáculos musicais, arruadas pelos grupos folclóricos e etnográficos, animação de rua e outras atividades que, ao longo da iniciativa, vão animar quem visita o concelho. Depois do sucesso dos dois anos anteriores,  os workshops diários com artesãos do concelho de diversas áreas, dedicados a vários temas, voltam a marcar presença uma vez que conquistaram um lugar de destaque nesta Mostra.

O ponto alto da Mostra é a 9.ª edição da Gala do Artesanato, no dia 10, às 22h00, na qual serão entregues os prémios Carreira, Inovação, Revelação Artesanato Contemporâneo e Revelação Artesanato Tradicional.

A Praça da Alimentação, com a aposta nos sabores tradicionais da região e com música ao vivo, mantém-se como uma das principais atrações do evento.

No plano musical, são muitos os destaques do cartaz. A cantora Carminho atua no dia 3; a música folk portuguesa volta a estar em evidência com os espetáculos de Sérgio Mirra, no dia 4, e do barcelense Victor Rodrigues no dia 9; a música tradicional estará em destaque com o espetáculo de Trastes que atuam no dia 7; no dia 12 é a vez de  Tânia Sampaio; o folk popular destaca-se com Zezé Fernandes no dia 13 e, o evento terminará em grande euforia com o festivo Amigo Loureiro de Barcelos, e muitos outros que farão desta edição um verdadeiro sucesso.

Diariamente, haverá animação de rua e arruadas pelo recinto protagonizadas por grupos de folclore do concelho. Os mais novos poderão divertir-se no parque de insufláveis colocado no Pavilhão Municipal.

Este ano a Feira do Melão, ainda que na Avenida da Liberdade, volta a fazer parte da Mostra nos dias 3 e 4 de agosto o que reforça ainda mais a vertente eclética da Mostra de Artesanato.

A Mostra Nacional de Artesanato e Cerâmica de Barcelos estará aberta de segunda a sexta-feira, das 18h00 às 24h00, e ao fim de semana e no feriado 15 de agosto, das 16h00 às 24h00.

O certame tem como objetivo promover o artesanato e os artesãos, sendo o grande evento anual, afirmando Barcelos como capital do artesanato e trazendo à cidade muitos milhares de pessoas, mantendo um cruzamento harmonioso com a gastronomia e os vinhos, a música popular e o folclore nacional e internacional.

37mostra_cartaz (1).jpg

Chapéus de palha de Cambeses.jpg

Galos de Barcelos.JPG

FAMALICÃO EXPÕE ARTE CERÂMICA

A arte da cerâmica da Fundação Castro Alves em exposição exclusiva nos Paços do Concelho. Exposição “Agnus Dei” foi inaugurada hoje e vai estar patente até dia 24 de maio

Oito peças únicas, produzidas minuciosamente com a chancela de qualidade da Escola de Cerâmica Artística da Fundação Castro Alves, compõem a exposição “Agnus Dei”, inaugurada esta quinta-feira, 18 de abril, nos Paços do Concelho de Vila Nova de Famalicão.

DSC_3462.jpg

O tempo pascal dá o mote para esta nova mostra da escola e museu da freguesia de Bairro, que vai estar patente no átrio do edifício principal da Câmara Municipal até dia 24 de maio.

“Natividade”, “Esplendor do Nascimento”, “O amor de Deus que se fez criança”, “Sagrada Família”, “Última Ceia”, “Crucificação”, “Deposição de Cristo no Túmulo” e “Ressurreição”, assim se chamam as oito peças de cerâmica, moldadas em barro, expostas nesta exposição de natureza religiosa.

Uma coleção heterogénea e única que pretende divulgar o património de arte sacra em cerâmica desenvolvido em Vila Nova de Famalicão pela Escola de Cerâmica Artística da Fundação Castro Alves.

DSC_3479.jpg

A Fundação Castro Alves explica ainda que esta exposição, que pode ser visitada gratuitamente de segunda a quinta, entre as 09h00 e as 18h00, e à sexta-feira, das 09h00 às 12h00, se insere “no âmbito da sua política de promoção e descentralização cultural”.

“É uma pequena amostra da enorme riqueza e qualidade da arte da Fundação Castro Alves e uma nova razão para que venham até aos Paços do Concelho desfrutar deste magnífico espaço”, referiu hoje o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, na cerimónia de inauguração.

Recorde-se que a Fundação Castro Alves foi fundada em 1991 pela mão do Comendador Manuel Maria Castro Alves (1935-1998), como sequência natural e enquadramento jurídico para a meritória obra educativa, artística e cultural, iniciada em 1971 através da criação do então Centro de Arte e Cultura Popular de S. Pedro de Bairro. Em 1979 o Comendador Castro Alves aumenta as valências do centro, com a criação da Escola de Cerâmica Artística, que teve como grandes impulsionadores, os Pintores Júlio Resende e Francisco Laranjo, numa fase intermédia o oleiro Fernando Sousa e posteriormente o Arquiteto Fernando Lanhas, que frutificou o Museu de Cerâmica Artística.

A Escola de Cerâmica Artística, permitiu formar artesãos que pelos seus trabalhos e qualidade artística permitiram que em 1987 fosse edificado o Museu de Cerâmica Artística. O Museu tem em exposição permanente coleções constituídas por dois núcleos, um de olaria e outro de esculturas de cerâmica, o que representa um espólio de 1336 peças distribuídas por três salas com uma área total de 400m2.

Na atualidade a Fundação Castro Alves tem como valências âncora o Museu de Cerâmica Artística, a Escola Oficina de Cerâmica Artística e a Escola de Música que se encontra sob a direção pedagógica do CCM, e tem consolidado as suas respostas ao nível do Serviço Educativo e Social e da Programação Cultural.

DSC_3489.jpg

BARCELOS MOSTRA LOUÇA TRADICIONAL

Barcelos é considerada como um dos mais importantes núcleos de olaria em Portugal, em virtude da existência abundante de barro na região, havendo registos de produção olárica desde a Idade Média.

50048249_2361875887178470_3578152467071762432_n.jpg

“Louça Tradicional de Barcelos, Velhos Saberes, Novas Formas” pela Cerâmica João Coelho Silva é o nome da exposição que abre ao público sábado, 19 de janeiro, às 11h00, na Torre Medieval.

A mostra, organizada pela Câmara Municipal de Barcelos, visa retratar todo o trabalho de uma vida dedicada ao barro pela família de João Coelho Silva, no domínio da louça regional de Barcelos.

Apareça, a entrada é livre!

PATRÍCIA CARVALHO EXPÕE CERÂMICA EM BARCELOS

image2.jpeg

image3.jpeg

image4.jpeg

Patricia Carvalho

*1983

Nasceu e cresceu na Alemanha , mas passei todos os Verões da minha infância, em Portugal. Em adulta, fiquei com as memórias dum país folclórico e colorido, das minhas tias e a avó sentadas à mesa a bordar toalhas por encomenda. Foi na Alemanha, através dessas memórias e das saudades desses tempos, que criei a minha própria linguagem artística.

Em 2012 decidiu emigrar para Portugal para aprender cerâmica, crochet e bordar, para aplicar estes conhecimentos na minha prática artística.

Tento sempre cativar o espírito que me rodeia. A riqueza estética do Porto e a cultura folclórica da zona do Minho, tem um impacto na criação das peças que mostro nesta exposição.

Vila do Conde 2018

Particia Carvalho, nascida em 1983 Friburgo Alemanha, vive e trabalha em Vila do Conde Portugal.

-2005-2009 Freie Kunstakademie (Diploma de Belas Artes) Mannheim / Alemanha

-2012 Curso de Cerâmica - Centro de Arte e Comunicação Visual (AR.CO) Lisboa / Portugal

-2012 Curso básico de cerâmica - Atelier 110 cores Porto / Portugal
-2016 - 2017 Curso de crochê - Riera Alta Porto / Portugal
-2017 Curso Bordado de Guimarães- Oficina Guimarães / Portugal
-2018 Rendas de Bilros-Museu de Rendas de Bilros Vila do Conde / Portugal

-2015-2018 Oficinas várias de cozer com forno à lenha em Portugal e no Japão

Prémios:

-2008  2. premio "Clip award" festival internacional de filmes de baixo e nenhum budjet Mannheim / Alemanha

-2009 sellection "Goldener Hirsch" festival de curtas metragens, Karlstorbahnhof Heidelberg / Alemanha

Exposições:

-2009 IDS- Instituto de língua alemã Mannheim / Alemanha

-2018 Parallax artfair Londres / Inglaterra

-2018 Exposição “Surfaces” festival de arte Venezia / Itália

-2018 Exposição Casa das Artes Porto / Portugal

-2018 Exposição galeria Metamorfose Porto / Portugal 

-2019 Exposição Casa da Cultura Trofa

Residências:

- 2015 internacional design pool-Vista Alegre Atlantis (Grupo Visabeira) Ilhavo / Portugal

-2015 / 2016/ 2017 / 2018 residência artística Cerdeira / Portugal

image1cris.jpeg

image3cris.jpeg

image4cris.jpeg

image5cris.jpeg

image6cris.jpeg

FAMALICENSES VIVEM A ARTE DO BARRO

Cerâmica e barro inspiram novo mural de arte urbana em Bairro

A forte ligação da comunidade de Bairro à cerâmica e ao barro está agora espelhada no novo mural de arte urbana desta freguesia famalicense. A intervenção artística foi apresentada no passado sábado, 17 de novembro, e pode agora ser vista por todos no parque infantil das Camélias.

DSC_6753

O mural, com cerca de 24 metros de comprimento, envolveu a participação de 15 jovens do concelho e é já o quarto pintado no âmbito do projeto Urban Youth, promovido pela autarquia, através do pelouro da Juventude, em parceria com o centro artístico A Casa ao Lado, depois dos trabalhos inaugurados em Vila Nova de Famalicão, Requião e Jesufrei.

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, elogiou o trabalho feito nesta nova intervenção do Urban Youth, salientando a importância do projeto não só na valorização dos espaços públicos, como também pelo trabalho que tem conseguido fazer na divulgação das tradições e características próprias de cada uma das freguesias por onde já passou.

Recorde-se que o Urban Youth é um projeto de intervenção artística com recurso a técnicas como o grafite e a azulejaria. A primeira intervenção deste projeto decorreu na cidade, no Parque de Sinçães, com a ilustração de escritores famalicenses, seguindo-se depois o polidesportivo de Requião, onde foi retratada uma lenda antiga da freguesia, e Jesufrei, com a pintura de um mural inspirado no protetor da freguesia - o Arcanjo S. Miguel.

DSC_6772

BARCELOS MOSTRA ARTESANATO E CERÂMICA

Abertura da 36ª Mostra Nacional de Artesanato e Cerâmica de Barcelos

3 de agosto, às 18h30, no Parque da Cidade

A 36.ª edição da Mostra Nacional de Artesanato e Cerâmica de Barcelos vai realizar-se entre os dias 3 e 15 de agosto, no Parque da Cidade. O certame terá como pano de fundo a integração de Barcelos na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, na categoria de Artesanato e Arte Popular, um reconhecimento internacional que vem abrilhantar, ainda mais, aquela que é uma das mais antigas mostras do país e a que melhor espelha a autenticidade e riqueza da arte popular.

facebook

Mais de 116 artesãos, 80 dos quais de Barcelos, estão representados neste certame que conta com cerca de 131 stands espalhados pelas várias áreas do recinto do Parque.

Este certame, um dos mais antigos do país, conta com a presença dos mais importantes artesãos de cada setor do artesanato e retrata toda a riqueza da arte e do trabalho tradicional.

MOSTRA DE ARTESANATO E CERÂMICA ATRAI MILHARES DE VISITANTES A BARCELOS

Chegou ontem ao fim a 35.ª Mostra de Artesanato e Cerâmica em Barcelos, que decorreu de 28 de julho a 13 de agosto.

Na iniciativa, promovida pelo Município de Barcelos, participaram mais de uma centena de artesãos. Desde a cestaria e vime, à olaria, barro figurativo, trabalhos em madeira, ferro e derivados e bordados, foram muitas as produções artesanais que puderam ser apreciadas em Barcelos, no decorrer do certame.

Concerto ao Artesanato.jpg

O evento, que permite aos visitantes o contacto com as artes tradicionais e o trabalho ao vivo e promove a riqueza da arte e do trabalho tradicional barcelense, reafirma a aposta do Município no apoio ao trabalho desenvolvido pelos artesãos.

A Mostra contou com um vasto programa de animação diária, onde se incluíram diversos espetáculos musicais ao vivo, arruadas dos grupos folclóricos do concelho de Barcelos e atuações de grupos estrangeiros participantes no Festival do Rio, entre outras atividades que animaram quem visitou o centro de Barcelos por estes dias. Destaque para o envolvimento das associações do concelho que assumiram a animação cultural do certame. Os workshops com os artesãos foram também alvo de muita procura por parte dos visitantes.

Prémio Carreira_Armando Braz.jpg

O Concerto ao Artesanato, que se realizou no último sábado, à noite, foi um dos pontos altos da Mostra e contou com um espetáculo único protagonizado pela Banda Musical de Oliveira e pelo Coro de Câmara de Barcelos, marcando a cerimónia de entrega dos habituais galardões anuais  para os melhores artesãos da Mostra.

Na categoria principal – Prémio Carreira – foi distinguido Armando Braz, artesão da freguesia de Oliveira, por mais de 50 anos dedicados à Olaria. Os prémios Revelação foram entregues a Prazeres Côta e a João Rego, respetivamente, nas subcategorias de Artesanato Tradicional e Contemporâneo. O artesão João Veiga arrecadou o Prémio Inovação.

Prémio Revelação Artesanato Contemporâneo_João Rego.jpg

Este ano o evento contou com uma maior afluência de público e o número de stands e artesãos também aumentaram, em comparação com 2016. Com um programa diversificado a Mostra voltou a atrair, por estes dias, milhares de visitantes ao concelho. Estes números espelham o sucesso de um certame que já se realiza há 35 anos.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, "este é um evento que permite experienciar e vivenciar as artes e os ofícios artesanais e tem reforçado a identidade cultural do concelho”.

Esta edição da Mostra decorreu numa altura em que a UNESCO analisa a candidatura de Barcelos à Rede de Cidades Criativas, no domínio do artesanato e arte popular.

Capturarbar1.PNG

Capturarbar2.PNG

ESPOSENDE DESTACA CERÂMICAS E PORCELANAS

Cerâmicas e porcelanas em destaque na Feira de Velharias de julho

Na edição do mês de julho, a Feira de Velharias de Esposende vai dar destaque à temática “Cerâmicas e porcelanas, Louças de antigamente”.

DSC_0389.JPG

Assim, no próximo domingo, dia 2 de julho, serão vários os expositores que evidenciarão estes artigos, disponibilizando nomeadamente louças de outros tempos. Para além destas peças, estará disponível uma gama muito variada de outros artigos e produtos, como artefactos etnográficos, bibelots, quinquilharias, livros, discos, jornais, revistas, selos, postais, moedas, relógios, máquinas, mobiliário, artigos para o lar e peças de arte.

Promovida pela Câmara Municipal de Esposende, a Feira de Velharias realiza-se no primeiro domingo de cada mês, no Largo Rodrigues Sampaio, entre as 10h00 e as 19h00, e tem entrada livre.

Através da realização deste certame, o Município promove a compra, venda e troca de velharias, antiguidades e colecionismo, nomeadamente de artefactos etnográficos, bibelots, quinquilharias, livros, discos, jornais, revistas, selos, postais, moedas, relógios, máquinas, mobiliário, artigos para o lar e peças de arte.

CERAMISTA JÚLIA CÔTA ENSINA OFÍCIO AOS BARCELENSES

Sábado, 3 de dezembro, das 14h às 18h, no Museu de Olaria

A famosa ceramista barcelense, Júlia Côta, estará no Museu de Olaria no próximo do sábado, dia 3 de dezembro, para ensinar aquilo que melhor sabe fazer: moldar o barro e criar figurado. Neste caso, o presépio surgirá como temática central dos trabalhos desenvolvidos, aludindo assim ao Natal e às festividades que se aproximam.

WorkshopPresépios_Júlia Côta.jpg

A oficina “Presépios em Barro” decorre no âmbito da iniciativa Barcelos Cidade Presépio que, entre outras atividades, promove um concurso com vários presépios construídos por moradores da cidade e que estarão expostos no Centro Histórico de Barcelos.

Uma oportunidade única e gratuita de aprender com umas de melhores e mais conceituadas ceramistas portuguesas.

Basta inscrever-se através do e-mail museuolaria@cm-barcelos.pt . A oficina realiza-se entre as 14h e as 18h e é destinada a maiores de 16 anos.

YOLA VALE EXPÕE EM BARCELOS NA SALA DA CAPELA DO MUSEU DE OLARIA

A exposição estará patente até 3 de janeiro de 2017 com entrada gratuita

A Câmara Municipal de Barcelos inaugura no próximo sábado, dia 1 de outubro, na Sala da Capela do Museu de Olaria, a exposição de cerâmica “Fragmentos Suspensos: Inquietudes" da artista Yola Vale.

Neste seu mais recente trabalho, através de uma série de murais fragmentados, suspensos por delicados fios, a artista explora os limites da cerâmica, remetendo-nos para o universo da tapeçaria ou da armadura oriental, num constante equilíbrio entre a fragilidade dos fragmentos e a robustez do material.

Os pontos de partida dos trabalhos de Yola Vale são os mais diversos, procurando inspiração nas viagens que realiza ou simplesmente na natureza. Inquieta-se com todos os problemas do mundo atual, refletindo e materializando as suas dúvidas e preocupações no próprio trabalho.

Yola Vale nasce no ano de 1975, em Espinho. Concluiu a licenciatura em Escultura na Universidade das Artes de Coimbra – ARCA|EUAC em 1999, ano em que partiu para Cabo Verde como docente das disciplinas de desenho e geometria descritiva durante dois anos. Em 2001, mudou-se para Proença-a-Nova onde ainda hoje tem o seu atelier. Desde então, tem sido promotora de inúmeros cursos e workshops de cerâmica ao nível da iniciação, modelação, ou murais cerâmicos, dedicando especial atenção à técnica do rakú. Participa regularmente em exposições, simpósios e bienais internacionais e as suas obras estão representadas em diversas coleções públicas e privadas.

A exposição estará patente até 3 de janeiro de 2017 e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h00 às 17h30; sábados e domingos das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

BARCELOS REVELA TRADIÇÃO E NOVIDADE

Tradição e novidade andaram de mãos dadas na Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos

Chegou ontem ao fim mais uma edição da Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos, que decorreu entre 29 de julho e 15 de Agosto, no Parque da Cidade. Mais de cem mil visitantes, cerca de 120 de stands e largas dezenas de artesãos marcaram o sucesso do evento que se realiza há 34 anos.

zbarc2.jpg

No último domingo, à noite, o Concerto ao Artesanato, que veio substituir a Gala do Artesanato, contou com um espetáculo único protagonizado pela Banda Musical de Oliveira, em conjunto com o Coro de Câmara de Barcelos, e que marcou a cerimónia de entrega dos habituais galardões anuais para os melhores artesãos da Mostra.

Na categoria principal - Prémio Carreira -, foi distinguida Ermelinda Rodrigues, artesã que se dedica ao bordado de crivo de S. Miguel da Carreira.

Os prémios Revelação foram entregues a Fernando Pereira e a Joaquim Pinto, respetivamente, nas sub-categorias de Tradicional e Contemporânea.

Por fim, o artesão João Veiga arrecadou o Prémio Inovação.

Durante a entrega dos prémios, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, realçou a “grande importância do evento para a afirmação da cidade enquanto capital do Artesanato” e também para a “dinamização cultural do turismo no concelho”.

Nas duas semanas de Mostra, passaram pelo palco do parque vários grupos folclóricos internacionais, mas também de música tradicional portuguesa.

A gastronomia foi outra das principais atrações da mostra e reuniu, na zona da restauração, várias associações recreativas locais que nestes dias se dedicaram à confeção de pratos tradicionais num ambiente bastante familiar.

A aposta nos produtos biológicos locais e na valorização dos produtos da Terra, inclusive com a presença de stands do ATHACA e do projeto PROVE, constituíram outra das grandes novidades desta edição, alcançando dessa forma públicos alternativos. Os workshops com os grandes mestres artesãos foram também alvo de muita procura por parte dos visitantes, que não quiseram perder esta oportunidade única de partilhar os saberes da tecelagem, da olaria, da cestaria e demais ofícios.

zbarc1.jpg

BARCELOS MOSTRA ARTESANATO E CERÂMICA

Abertura da 34ª Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos

Hoje, dia 29 de julho, às 19h00, no Parque da cidade

A 34.ª Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos decorre no Parque da Cidade, entre o dia 29 de julho e 15 de agosto. Mais de uma centena de artesãos, 80 dos quais de Barcelos, estão representados neste certame que conta com cerca de 120 stands espalhados pelas várias áreas do recinto do Parque

Este certame, um dos mais antigos do país, conta com a presença dos mais importantes artesãos de cada setor do artesanato e retrata toda a riqueza da arte e do trabalho tradicional

BRAGA ENSINA TÉCNICAS DE MODELISMO EM BARRO

‘Sentir o Barro’ nas Termas da Cividade

De Abril a Julho será possível ‘Sentir o Barro’ nas Termas Romanas do Alto da Cividade. A iniciativa promovida pelo Município de Braga, é constituída por ateliês de modelagem de barro e abordará as diferentes técnicas de modelagem e, simultaneamente, técnicas de decoração com recurso a tintas e pigmentos.

sentir o barro

Esta actividade, que começa sempre por uma visita ao espaço musealizado, é destinada ao público em geral, mas com maior incidência sobre o público infanto-juvenil.

Com duração aproximada de 2 horas, os ateliês realizam-se às Quartas e Quintas-feiras com início à 09h30 ou às 14h00, sendo necessário efectuar marcação através do endereço electrónico termas.romanas@cm-braga.pt, ou pelo número de telefone 253 278 455

BARCELOS REALIZA GALA DA MONTRA DE ARTESANATO E CERÂMICA

A Mostra termina no dia 16 de agosto e tem como um dos seus pontos altos a Gala do Artesanato, que se realiza no sábado, dia 15, às 22h00.

A 33.ª edição da Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos abriu as suas portas no dia 31 de julho e conta 130 artesãos representados, 81 dos quais de Barcelos, e mais de 140 expositores espalhados pelo Parque da Cidade.

Gala do Artesanato

A Gala acontece sábado, 15 de agosto, e este é o momento de distinguir os artesãos e o artesanato e homenagear esta nobre tradição que faz de Barcelos a cidade rainha do artesanato. Serão atribuídos os prémios Inovação, Revelação e Carreira, bem como as sete distinções nas categorias de bordados, olaria, figurado, madeira e derivados, ferro e derivados, miniaturas e tecelagem.

Durante o certame, os visitantes podem apreciar e comprar o melhor do artesanato barcelense e nacional e, ao mesmo tempo, provar a gastronomia e os vinhos do concelho, usufruir da vasta programação musical, que conta com mais de 40 espetáculos de música popular e atuações de grupos folclóricos do concelho de Barcelos. A arruada de rusgas e concertinas está reservada para a noite de sexta-feira, dia 14 de agosto, que termina com cantares ao desafio.

A animação é ininterrupta, e entre o palco principal, a praça do vinho e a praça da alimentação é possível encontrar variadas especialidades da gastronomia minhota, que têm forte presença nesta Mostra. Várias associações do concelho apresentam, ao longo da Mostra, um cardápio diversificado de refeições a todos os visitantes.

A 33.ª edição da Mostra de Artesanato encerra no domingo, 16 de agosto, com “Histórias”, um espetáculo de Dança pela Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo (ARCA).

O certame tem entrada livre e o horário é o seguinte: de segunda a sexta feira, das 18h00 às 24h00; sábados e domingos, das 16h00 às 24h00.

MOSTRA DE ARTESANATO E CERÂMICA JUNTA EM BARCELOS OS MELHORES MESTRES

Os Mestres mais conceituados reúnem-se na 33.ª Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos

Inauguração na próxima sexta-feira, dia 31 de julho, às 19h00, e prolonga-se até dia 16 de agosto

São mais de 130 artesãos, 81 dos quais de Barcelos, que estão representados neste certame que conta com cerca de 140 stands espalhados pelas várias áreas do recinto do Parque. Dezassete dias em que o Artesanato é o Rei e o destaque são os artesãos, onde os mais conceituados da cidade têm uma ala reservada.

O certame tem como objetivo promover o artesanato e os artesãos, sendo o grande evento anual, afirmando Barcelos como capital do artesanato e trazendo à cidade muitos milhares de pessoas, mantendo um cruzamento harmonioso com a gastronomia e os vinhos, a música popular e o folclore nacional e internacional.

Nesta 33.ª edição, o público pode contar com mais 40 espetáculos musicais, onde se incluem música popular e atuações de grupos folclóricos do concelho de Barcelos e de grupos estrangeiros participantes no Festival do Rio; arruadas de bombos, rusgas de concertinas, cantares ao desafio e espetáculos de dança, entre outras atividades que, de forma ininterrupta, animarão a Mostra entre o palco principal, a praça do vinho, a praça da alimentação e todo o recinto.

Pelo palco principal da Mostra irão passar o grupo Jáfumega, no dia 1 de agosto, às 22h00, Diabo na Cruz, no dia 8, às 22h00, e nomes como Joana Fernandes, Carlos Soutelo, In Fusão, Lasso, entre outros.

Destaque também para a desfolhada minhota (dia 12) e para a 5.ª Gala do Artesanato, que este ano acontece no dia 15, às 22h00, onde serão atribuídos os prémios Inovação, Revelação e Carreira, bem como as sete distinções nas categorias de bordados, olaria, figurado, madeira e derivados, ferro e derivados, miniaturas e tecelagem.

A gastronomia tem também uma forte presença nesta Mostra, particularmente com as tasquinhas que, durante todo o tempo do certame, apresentam, na praça da alimentação, um variado cardápio de refeições, com destaque para os pratos tradicionais, a todos os visitantes.

O certame tem entrada livre e o seguinte horário: de segunda a sexta feira, das 18h00 às 24h00; sábados e domingos, das 16h00 às 24h00.

BARCELOS LEVA ARTE BARRISTA AO PORTO

Serralves em Festa ganha mais cor com arte barrista de Barcelos

Depois da grande adesão nas exposições no Mercado do Bom Sucesso (Porto), Gare do Oriente (Lisboa) e FITUR (Madrid), a arte tradicional de Barcelos regressa ao Norte para animar Serralves em Festa

Quem passar no próximo fim-de-semana, 31 de maio e 1 de junho, em Serralves, no Porto, não só vai ter a oportunidade de ver o melhor figurado de Barcelos exposto, como também poderá assistir ao trabalho ao vivo de quatro artesãos de renome.

No âmbito do ciclo de exposições de Arte Barrista, iniciativa criada pela Câmara Municipal de Barcelos e apoiada pelo projeto Minho- IN, realiza-se no dia 31 de maio e 1 de junho a 4ª exposição de mostra do figurado de Barcelos, no evento Serralves em Festa, no Porto.

Vão ser dois dias com muita cor e dinamismo. Os visitantes poderão ver artesãos a trabalhar o barro e, consequentemente, a criarem novas peças tradicionais, que com certeza encantarão tanto os mais novos como os mais velhos.

Esta exposição poderá ser visitada entre as 10h00 e as 20h00, sendo que no primeiro dia a mostra estará representada por Sílvia Barbosa, especialista em pintura e decoração de galos, e Mima-te, com decoração e pintura de galos através de diversas técnicas decorativas. No segundo dia estarão presentes Moisés Baraçã e Telmo Macedo, artesãos de figurado.

Pretende-se, desta forma, dinamizar mais a mostra de artesanato e os visitantes poderão aproveitar assim o fim-de-semana todo para ver o que de melhor se faz em Barcelos.

MUSEU DE OLARIA DE BARCELOS EXPÕE CERÂMICA DE SOFIA BEÇA E FOTOGRAFIA DE PAULO PIMENTA

Exposição abre a 15 de março e prolonga-se até 29 de junho

Peças de cerâmica de Sofia Beça e fotografias de Paulo Pimenta vão estar expostas no Museu de Olaria de Barcelos entre 15 de março e 29 de junho, num exercício de cumplicidade artística e de partilha de histórias de vida a encher o espaço da antiga capela do Museu.

O equilíbrio sensorial das peças de Sofia Beça como que comanda toda a exposição, ditando os espaços e “permitindo” uma réplica das suas formas em fotografias de Paulo Pimenta, numa das composições mais fortes desta exposição.

Intitulada “Memórias à flor da pele”, a exposição põe duas artes em diálogo – cerâmica e fotografia – falando sobre a vida, percursos, histórias que apelam aos nossos sentidos, em suma, às nossas memórias.

Esta é a segunda exposição que a antiga capela do Museu de Olaria recebe após a sua reabertura em agosto de 2013, consolidando o rumo definido para este novo espaço expositivo.

Sofia Beça fez o curso Técnico Profissional de Cerâmica da Escola de Artes Decorativas Soares dos Reis do Porto e diversas especializações em cursos cerâmicos. As suas primeiras exposições individuais remontam a 1997, ano em que expõe no Museu de Olaria, mas outras se seguiriam. Quanto a exposições coletivas e concursos, participou em vários em Portugal e no estrangeiro, tendo sido premiada diversas vezes. Tem obra pública em Espanha e em várias cidades portuguesas, destacando-se os murais cerâmicos. Participou também em diversos simpósios representando Portugal. É membro da Academia Internacional de Cerâmica.

Paulo Pimenta frequentou o curso superior de fotografia da ESAP, que concluiu em 1994, sendo fotojornalista no jornal Público, há 15 anos. Obteve o prémio de fotojornalismo Estação Imagem em 2010 (foto reportagem sobre a Linha do Sabor) e em 2012 e 2013 obteve o segundo lugar na categoria Artes e Espetáculos. O seu trabalho pode ser visto em diversas publicações nacionais e internacionais, como a série de 2010 para a companhia de teatro As Boas Raparigas, com fotografias de capa, no livro de fotografia Pina Bausch Internationales Tanzfestival NRW 2008, Café Muller ou no livro 15 anos do Público. Realizou diversas exposições individuais e participou em muitas exposições coletivas. Integrou diversos projetos multidisciplinares e de caráter social. Atualmente integra o “projetotroika”.