Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CELORICO DE BASTO REALIZA FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA

XXIII Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos em Celorico de Basto abriu oficialmente ao público. Valorização dos produtos endógenos é marca desta edição do certame. Vinho verde é destaque com provas vínicas

A abertura oficial decorreu hoje, 11 de agosto, com a comitiva encabeçada pelo Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, a visitar todos os expositores presentes. Uma visita de cortesia que marca o arranque de uma feira que decorre até 15 de agosto e que se observa como referência do cartaz cultural promovido pela autarquia Celoricense.

20220811210803_IMG_9115.jpg

Esta edição conta com algumas alterações sendo destaque a crescente valorização do vinho verde característico da região. O autarca Celoricense, José Peixoto Lima, disse que “Celorico de Basto é um concelho que se diferencia pela forma como valoriza os seus produtos endógenos e esta feira é reflexo, continuo e crescente, dessa valorização. Somos a terra do vinho verde, um produto de excelência, que tem vindo a crescer substancialmente quer pelo número de produtores quer pelas vinhas que gradualmente vão ocupando grande parte do nosso território, e nesse sentido, verificamos que este certame, amplamente conhecido e que acolhe milhares de visitantes ao longo dos 5 dias de edição, seria o local ideal para a promoção deste produto, com a inclusão de provas vínicas onde os produtores e enólogos terão a oportunidade de mostrar as características do vinho e dar a conhecer as suas marcas”. Esta é uma feira de escala nacional mas que prioriza o que é local. “Esta é uma feira de escala nacional com artesanato e gastronomia identificativos de todo o território nacional, como os tapetes de arraiolos, a filigrana, o vidro fundido e outras artes, algumas das quais com artesãos a trabalhar ao vivo, mas priorizamos sempre o que é local, o que é nosso. E nesse sentido, teremos também camélias em exposição e venda, afinal somos a Capital das Camélias e Solar dos vinhos verdes, produtos nossos que se conjugam na perfeição e que queremos transformar em marcas de referência do território”.

O certame conta com 150 expositores nomeadamente 13 stands de vinhos, 5 stands de restauração, 36 stands de petiscos, 66 stands de artesanato, e os restantes destinados a atividades associativas, empresariais, lúdicas e de lazer. Ao longo do certame serão realizadas palestras diversas com destaque para os temas da emigração e imigração.

 Maria José Marinho, Vereadora da cultura do Município de Celorico de Basto, reconhece que esta é a feira que todos aguardam, “sem dúvida que este é o grande evento promovido em Celorico de Basto, a nossa agenda cultural tem vindo a crescer substancialmente com a criação de vários eventos culturais mas é a Feira de Artesanato e Gastronomia que mais move as gentes e que mais as atrai à sede do concelho e ao território. É um certame com características muito específicas em que se valoriza a arte de bem receber, o convívio, o encontro de emigrantes e famílias. Um evento que tem vindo a crescer em notoriedade pela forma como são selecionados os expositores, priorizamos a qualidade em todos os produtos expostos, o melhor artesanato, a melhor gastronomia, os vinhos verdes sempre de excelência, os melhores peticos e produtos.

O certame na sexta e sábado abre às 18h00 e no domingo e segunda abre às 15h00 e estará patente no Mercado Municipal até ao próximo dia 15 de agosto.

20220811210943_IMG_9118.jpg

20220811211008_IMG_9120.jpg

20220811211057_IMG_9121.jpg

20220811205021_IMG_9084.jpg

ÁGUAS DO NORTE ANUNCIAM INVESTIMENTO DE 1,9 MILHÕES DE EUROS EM CELORICO DE BASTO

Em comunicado, a empresa anunciou a construção de infraestrutura de 13 quilómetros e numa estação elevatória para servir 254 edifícios do concelho.

saneamento.jpg

A empresa de capitais públicos – Águas do Norte, concessionária dos serviços de água e saneamento, anunciou o início da empreitada para a instalação de uma rede de saneamento de águas residuais no concelho de Celorico de Basto.

A obra, cofinanciada pelo Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI), com o valor do apoio comunitário aprovado de 1,6 milhões de euros, foi adjudicada à empresa Boaventura & Boaventura S.A., por um valor de cerca de 1,9 milhões de euros terá uma extensão de 13 km, incluindo a construção de uma estação elevatória, beneficiando mais de 254 edifícios, permitindo “uma melhoria significativa da qualidade de vida e a preservação do meio ambiente”, refere o comunicado.

Para José Peixoto Lima, presidente da autarquia Celoricense “esta é uma boa notícia para o Município e para os Celoricenses, que demonstra o empenho das Águas do Norte no cumprimento dos investimentos contratualizados, que temos vindo a reclamar junto da empresa”. “Trata-se de um investimento considerável, que acrescentará qualidade de vida às pessoas e a proteção do meio ambiente”, concluiu.

O prazo de execução desta obra é de 455 dias.

CELORICO DE BASTO: BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO REALIZOU CAMPANHA DE RECOLHA DE BENS ALIMENTARES

Foi com a melhor recetividade que os estabelecimentos comerciais de Celorico de Basto receberam o Banco Local de Voluntariado que neste fim-de-semana último, 30 e 31 de julho, desenvolveu uma campanha de recolha de bens alimentares para restabelecer o stock e conseguir continuar a ajudar as pessoas mais carenciadas do concelho.

_DSC8275.jpg

Foram recolhidos cerca de 2 toneladas de alimentos graças à generosidade da comunidade local que é sempre, como observou o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, José Peixoto Lima, “muito recetiva quando é chamada para ajudar. O altruísmo das nossas gentes evidencia-se em muitas situações e neste caso não foi exceção. A sua generosidade permitiu angariar uma quantidade de bens alimentares que irá permitir ajudar as famílias do concelho que vivem numa situação mais difícil, muitas delas a viver uma situação de pobreza envergonhada. Estamos a articular uma política que permita colmatar essas situações com medidas estruturais bem delineadas pois temos a obrigação de ajudar. Congratulo-me por ver que a comunidade tem feito um esforço conjunto que muito engrandece esta terra”.

Segundo a coordenadora do Banco Local de Voluntariado, Helena Martinho, “ o Banco Local de Voluntariado tem tido um papel fundamental no apoio a indivíduos e famílias que precisam desta ajuda fundamental. Os estabelecimentos comerciais foram, como habitualmente, muito recetivos e as pessoas muito colaborativas e generosas. Como usualmente, contamos com a ajuda imprescindível dos nossos voluntários que se entregaram verdadeiramente a esta causa ”.

Mariana Alves participou como voluntária pelo segundo ano consecutivo nesta ação e disse adorar fazer voluntariado, “gosto muito de fazer voluntariado e as pessoas têm colaborado mais ao perceberem que estão a ajudar os que mais precisam da nossa terra”.

Com esta recolha foi possível restabelecer o stock por mais alguns meses para continuar a ajudar as famílias mais necessitadas, famílias essas que são encaminhas pelos serviços sociais, mediante o acompanhamento que fazem às famílias.

A ação decorreu em 5 estabelecimentos comerciais, o Pingo doce, o Meu Super, o Mourinhas, o Amanhecer de Gandarela e o Amanhecer da Mota, entidades que associaram-se a esta causa e permitiram que os voluntários sensibilizassem para a doação de bens alimentares.

_DSC8270.jpg

CELORICO DE BASTO: TURISMO EM BASTO FOI TEMA DE CONFERÊNCIA

O Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto foi, no dia 27 de julho, um dos oradores da conferência “Turismo em Basto com vida – os desafios e oportunidades de financiamento, promovida pela recém criada Associação Comercial de Celorico de Basto.

_DSC7997.jpg

A iniciativa decorreu no Centro cultural Marcelo Rebelo de Sousa e procurou elucidar uma vasta plateia para os desafios, ameaças e oportunidades inerentes ao turismo na região de Basto.

Para o autarca José Peixoto Lima, Celorico de Basto é um concelho pleno de potencial de desenvolvimento no setor do turismo sendo fundamental reorganizar os produtos turísticos “promovendo uma relação de proximidade, diálogo e coesão entre os Municípios deste território, impulsionando uma estreita cooperação entre todos e com isso, dotar esses produtos de escala, com a dimensão que nos pode alavancar para outros patamares de desenvolvimento, juntos somos mais fortes. Vivemos um paradigma diferente, em que a parceria e colaboração são fundamentais para vencer os problemas”. O autarca salientou neste aspeto a importância da marca “terras de Basto”, “com uma forte identidade histórica e geográfica que é importante promover na área do turismo, produtos locais e outros produtos que verificarmos como fundamentais. Temos um potencial único, demarcado pelo turismo do interior, o turismo de natureza”. O edil Celoricense fez ainda algumas observações estatísticas que denotam a evolução concertada e crescente deste setor no concelho, como o aumento do alojamento local, de empresas de animação turística, número de dormidas e fluxo de turistas nacionais, enfatizando que é importante continuar o concelho e o território a nível interno. Referiu que tem já implementado um conjunto de medidas amigas dos investidores, “como é o caso de não cobrarmos qualquer valor pela derrama e do IMI estar no valor mínimo”. Referiu a criação do Gabinete de Apoio ao Investidor a funcionar na Câmara Municipal com capacidade de apoiar e informar os investidores. O autarca salientou a importância de “pegar nos melhores indicadores para puxar o concelho para cima, indicadores muito positivos, como o aumento do volume das nossas exportações e aumento das empresas fixadas no concelho”, referindo que um dos principais problemas com que as empresas se confrontam “é a falta de mão de obra”, e nesse aspeto salientou ser preciso “criar politicas ativas para fixar as populações, um trabalho que a Câmara Municipal está a desenvolver, criando condições para uma educação inclusiva e uma habitação acessível para todos”.

A terminar, o autarca destacou alguns dos grandes problemas que o setor do turismo enfrenta no concelho para se afirmar, como o combate à sazonalidade,  referindo ser necessário, “em cooperação com os concelhos vizinhos, desenvolver programas atrativos, de grandes eventos que possam contribuir para que os turistas se sintam movidos a visitar o território na chamada época baixa, a organização de produtos turísticos em escala local e regional, a preservação ambiental como ativo muito importante, o reforço das infraestruturas públicas (fibra óptica, acessos rodoviários, equipamentos culturais  e animação desportiva)e por último a formação de pessoas ligadas ao setor.

A conferência que contou com sala cheia, foi promovida pela Associação empresarial de Celorico de Basto tendo o seu presidente, Jorge Reis, observado que “esta é a primeira grande iniciativa desenvolvida por esta associação que assenta em três pilares fundamentais, informar, formar e aproximar. O setor do turismo é uma atividade económica relevante para Portugal e Celorico não pode ser exceção, a criação de riqueza e empregabilidade é aquilo que nos move.

 A iniciativa contou ainda com a participação de Idalino Leão, Presidente da Confagri que ressalvou a importância da agricultura no turismo, crucial para promoção de uma gastronomia de qualidade que seja, por si só porta de entrada de turistas.

Intervenção muito aguardada a do Presidente do Turismo Porto e Norte de Portugal, Pedro Martins, que apresentou as entidades que preside ressalvando os múltiplos prémios ganhos pelo TPNP na promoção do território e destacou de forma clara os desafios, as ameaças e as oportunidades de financiamento de um setor em crescimento galopante. Ressalvou as levadas como produto deste território e que poderão servir de alavanca para coesão territorial e tornar-se um forte produto de atratividade turística.

_DSC8007.jpg

_DSC8015.jpg

MARCHAS POPULARES DE CELORICO A MEXER REALIZARAM-SE EM PLENO FERIADO MUNICIPAL

Dia de S. Tiago foi a data escolhida para a festa das marchas

Os mais de 400 idosos que integram o programa Celorico a Mexer apresentaram ao público, em pleno feriado Municipal, o trabalho realizado ao longo de semana, as marchas populares. Um evento pleno de cor, alegria e animação, características do Celorico a Mexer.

20220725194836_IMG_8934.jpg

José Peixoto Lima, presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto e anfitrião desta iniciativa, felicitou os idosos pelo trabalho apresentado, “este é, de facto, um programa de transporta alegria, boa disposição, companheirismo, convívio. Hoje vocês, meus caros estiveram brilhantes a dançar as coreografias destas marchas populares, e deixem que lhes diga, por estive atento aos pormenores, que marchas difíceis, muitos parabéns estiveram brilhantes”. O autarca observou a importância destes programas para ajudar a combater a solidão e fez o convite para que outros se juntassem ao grupo. “O que mais se evidenciou nesta iniciativa foi a vossa alegria, a vossa entrega, a vossa dedicação. E é por sentir que este programa contribui para a vossa felicidade que faço o convite aqueles que estão aqui a assistir e ainda não se atreveram a integrar Celorico a Mexer. Venham, juntem-se a estes grupos que fazem ginástica, cantam, dançam, realizam peças de artesanato, passeiam, convivem, são felizes juntas. E nós continuaremos na vossa retaguarda a criar todas as condições para que vivam momentos únicos e experiências memoráveis porque merecem o melhor que possamos fazer por vos”.

De facto, o que mais se destacou foi a alegria e a boa disposição. Pelo palco da praça Albino Alves Pereira passaram 9 marchas que versaram em vários temas escolhidos nos locais de animação. As letras e a coreografia foram criadas pelos animadores, professores de educação musical e educação física e pelos idosos numa partilha de conhecimentos com todos a contribuir para que o público pudesse usufruir de um espetáculo memorável.

Helena Martinho, Coordenadora dos Serviços da Ação Social e Saúde, voltou a salientar que “o mais importante destas ações é que os intervenientes se divirtam, passem um bom momento e sejam felizes. Esta é a ultima atividade promovida antes das férias de Verão, um momento também importante para que os nossos idosos possam desfrutar das suas famílias que regressam para usufruir das suas férias. Em setembro regressamos já com uma festa em mente, a celebração do Dia do Idoso a 1 de outubro”.

Florentino Oliveira, idoso que integrou a marcha de Caçarilhe e Rego, disse-nos que sentiu muita falta do Celorico a Mexer durante o período pandémico. “Não fazíamos nada, não usufruíamos de nada estávamos tão sós, felizmente voltou tudo à normalidade e é tão bom poder voltar a estar aqui, a conviver, a dançar, a cantar, isto é uma verdadeira alegria”.

20220725195244_IMG_8973.jpg

20220725200207_IMG_8987.jpg

20220725200343_IMG_8995.jpg

20220725184732_IMG_8732.jpg

TRADIÇÕES, USOS E COSTUMES CARCARAM AS FESTAS DO CONCELHO EM CELORICO DE BASTO

Festividades permitiram sentir o pulsar da identidade das gentes locais

As Festas do Concelho em honra de S. Tiago regressaram a Celorico de Basto com um cartaz cultural diversificado onde se evidenciaram os usos e costumes das gentes desta terra apresentados de forma briosa no Cortejo Etnográfico.

imagem S. Tiago (6).jpg

Foram 4 dias de manifestações culturais que atraíram milhares de pessoas à sede do concelho.

José Peixoto Lima, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, marcou presença em todas as atividades desenvolvidas mas destacou o cortejo etnográfico como “o verdadeiro momento das nossas gentes, do retrato da nossa identidade, com uma apresentação cuidada e fiel aos usos, costumes e tradições de cada freguesia”. O autarca mostrou-se agradado com a moldura humana que acorreu às festividades, “é impressionante a forma como as pessoas responderam ao nosso chamado, depois de dois anos sem atividades receávamos que a população se inibisse de participar e assistir às festividades, mas felizmente isso não aconteceu e tivemos uma participação massiva seja nas atividades promovidas seja a assistir. Esta é de facto, a festa do nosso povo, da nossa gente, e todos as atividades promovidas são feitas para que se sintam bem, integrados, que vivam e revivam as nossas tradições, e com isso que colaborem para a sua preservação. Tivemos um cartaz cultural diversificado onde a cultura e o desporto se fundiram na perfeição e proporcionaram o deleite a todos os participantes”. José Peixoto Lima destacou ainda que “não há festa como esta, uma festa que envolve juntas de freguesia, associações, coletividades, e grupos informais, que têm gosto e orgulho em participar nas atividades promovidas”.

As festas de S. Tiago iniciaram na sexta, 22 de julho, com o tradicional despique de bombos com a participação de todos os grupos de bombos do concelho e o concerto da Cooperartes que apresentou o projeto “Grooving Orchestra by AMB”. No sábado, a grande noitada o S. Tiago foi abrilhantada pelo concerto dos Omni’s que mostraram o seu repertório na praça Albino Alves Pereira. O grande momento da noite foi o concerto do AGIR, o conceituado cantor português atraiu milhares de pessoas a Celorico de Basto, fãs incondicionais das suas músicas, e que encheram a praça Cardeal D. António Ribeiro.

A noite continuou animada com a festa dentro das festas, o S. Tiago Toda a Noite, uma noite de dj´s com o Cozta, The fucking Bastards, Patolas e Maryzka a abrilhantar a quinta do Prado até o sol raiar.

No domingo, 24 de julho, o dia começou cedo com a Corrida de S. Tiago, uma atividade desportiva que une Celorico a Mondim e que contou com elevada adesão. A tarde foi dedicada à cultura com o concerto da Banda de Música de Sta. Tecla, seguindo-se o grandioso cortejo etnográfico com a participação das freguesias do concelho e a demonstração dos usos, costumes e tradições sem esquecer as preocupações ambientais e a sátira. De seguida foram todos convidados a participar na merenda de S. Tiago e a noite terminou com o festival de folclore protagonizado pelo rancho folclórico de Sta. Maria de Canedo, o Centro Cultural e Folclórico de Gandarela, o Rancho Folclórico do Centro cultural e Recreativo de S. Bartolomeu do Rego, e o Rancho Folclórico os Amigos do Castelo.

Na segundam Feriado Municipal, em honra de S. Tiago foi promovida uma eucaristia na igreja de nossa Senhora da Conceição e à tarde decorreram as marchas populares do Celorico a Mexer.

Uma festa que voltou à sede do concelho e proporcionou uma mistura de emoções entre a preservação das tradições e a alegria do regresso à normalidade.

imagem S. Tiago (9).jpg

imagem S. Tiago (1).jpg

imagem S. Tiago (13).jpg

imagem S. Tiago (14).jpg

imagem S. Tiago (15).jpg

imagem agir.jpg

MUNICÍPIO DE CELORICO DE BASTO PROMOVEU SESSÃO DE ESCLARECIMENTO SOBRE O BUPI – BALCÃO ÚNICO DO PRÉDIO

Os Presidentes das Juntas de Freguesia de Celorico de Basto foram chamados ao Município para receber esclarecimentos sobre o Balcão Único do Prédio e assim poderem contribuir para informar toda a população.

IMG-20220726-WA0004.jpg

O BUPi (Balcão Único do Prédio) é uma plataforma online e um balcão de atendimento presencial, que reúne informação sobre as propriedades e os seus donos, e onde os proprietários podem fazer a georreferenciação e o registo dos seus terrenos rústicos e mistos. O serviço está a funcionar.

O Balcão de Celorico de Basto está localizado no espaço de atendimento da Casa do Agricultor de Celorico de Basto, situado no Passeio Público, nº 49 (junto ao edifício do Posto da GNR (Guarda Nacional Republicana). Ou através das plataformas digitais em bupi.gov.pt.

De setembro até dezembro, os técnicos afetos ao BUPi irão estar durante uma semana em cada freguesia para informar e ajudar a população que ainda não tenha registado os seus terrenos a fazê-lo. 

Pretende-se, segundo o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, José Peixoto Lima, com esta deslocação às freguesias “tornar os serviços do BUPI mais próximos das nossas populações, com dinâmicas diferenciadoras, por forma a corrigir alguma situação ou anomalia que possa existir e dessa forma, conseguir em tempo record, registar o concelho todo”.

Pretende-se que Identifique e registe os terrenos de forma simples e gratuita, “Proteja as suas raízes e valorize o seu legado” como indica na informação publicitária alusiva. A linha de Apoio BUPi – Celorico de Basto é o 968 486 502 e o email bupi@mun-celoricodebasto.pt.

O Balcão Único do Prédio (BUPi) de Celorico de Basto é financiado pelo Fundo Social Europeu, no âmbito de uma candidatura apresentada ao Programa Operacional Regional do Norte (Norte2020), e enquadrada no Aviso n.º NORTE-62-2020-23 - Capacitação dos Serviços da Administração Pública para a Implementação do Sistema de Informação Cadastral Simplificada.

IMG-20220726-WA0007.jpg

IDOSOS DE CELORICO DE BASTO NO SANTUÁRIO DO SAMEIRO E BOM JESUS DE BRAGA

Como habitualmente, o Programa Celorico a Mexer do Município de Celorico de Basto proporciona um passeio aos seus idosos a um lugar religioso à sua escolha, este ano a escolha recaiu no Santuário do Sameiro e Bom Jesus em Braga.

IMG-20220721-WA0016 (1).jpg

O passeio decorreu ontem, 21 de julho, com cerca de três centenas de idosos a visitarem dois dos Santuários do norte do país que mais peregrinos recebem ao longo do ano.

Os idosos tiveram um dia cheio que começou com a participação na celebração eucarística celebrada no Santuário de Nossa senhora do Sameiro propositadamente para este grupo. Um momento que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, José Peixoto Lima, que quis acompanhar o grupo do Celorico a Mexer neste momento tão simbólico. “Continuamos e continuaremos a dar aos nossos idosos tudo aquilo que os faça felizes, reconhecemos a importância de valorizar junto dos nossos idosos locais de referência e do nosso património religioso, como é o caso do Santuário do Sameiro e do Santuário do Bom Jesus do Monte”. O autarca observa que o mais importante deste programa “é fazer as pessoas felizes, integradas e que possam desfrutar de momentos de convívio e partilha”. Acrescentou que “durante o mês de agosto, há uma pausa no programa altura em que as pessoas desfrutam da companhia dos seus familiares e amigos que regressam à terra para as férias de Verão”.

Terminada a eucaristia o grupo deslocou-se para o parque do Santuário do Bom Jesus onde desfrutou de um almoço em formato piquenique fomentando o convívio entre todos, com a presença da vereadora da Ação Social Maria José Marinho que destacou “a importância da realização destas atividades que promovem o bem-estar e um envelhecimento ativo da nossa população mais idosa”. Realçou que “a Câmara Municipal tem a responsabilidade acrescida de estar presente na vida das pessoas e zelar pelo seu bem-estar”.

A Coordenadora da Ação Social e Saúde do Município, Helena Martinho, referiu que “este é um passeio que marca o encerramento do Celorico a Mexer antes de entrarem no mês de férias, à exceção da realização das marchas populares que pela primeira vez se realizam no dia do Município, dia 25 de julho. Mas é com este passeio que damos por concluído um ano de atividades. Este passeio mostra-se então como o encerramento de um ano de atividades, felizmente a decorrer com a maior normalidade apesar de todos os cuidados a ter neste período pós-pandémico. Em setembro regressamos com as múltiplas atividades promovidas neste programa tão importante na vida destes idosos.»

No dia 25 de julho, pelas 18h, os idosos serão os protagonistas das marchas populares, integradas pela primeira vez nas Festas do concelho em honra de S. Tiago. A última iniciativa publica antes das férias.

IMG-20220721-WA0018 (1).jpg

IMG-20220721-WA0007.jpg

IMG-20220721-WA0006.jpg

MUNICÍPIO DE CELORICO DE BASTO LANÇA PROCESSO DE CONCESSÃO DAS ANTIGAS ESTAÇÕES DE CAMINHO DE FERRO

São quatro antigas estações: Codessoso, Lourido, Celorico de Basto e Veade que ficarão disponíveis para exploração por entidades privadas.

estação- ecopista.jpg

O Município de Celorico de Basto lançou concurso público para a concessão dos quatro equipamentos, recentemente recuperados, situados ao longo do percurso da Ecopista da Linha do Tâmega.

A intenção do Município é “chamar os privados para a dinamização destes edifícios de valor histórico, arquitetónico e funcional”, afirmou José Peixoto Lima, presidente da autarquia que referiu ser mais um passo importante para a “afirmação da Ecopista da Linha do Tâmega como a melhor do país, criando um conjunto de serviços aos utentes da Ecopista, como o aluguer de bicicletas e bicicletas elétricas, o acesso a veículos adaptados a pessoas com mobilidade reduzida, o serviço de apoio de bar, a dinamização das unidades de alojamento, bem como os chuveiros e espaços de descanso e convívio existentes nestes equipamentos, salvaguardando a função de informação turística e a integridade dos edifícios”.

Os concursos públicos das quatro estações estão publicados em Diário da República e poderão ser consultados através dos endereços:

CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DA ESTAÇÃO DE CELORICO DE BASTO

https://dre.pt/dre/detalhe/anuncio-procedimento/8707-2022-185969976

CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DA ESTAÇÃO DE MONDIM DE BASTO

https://dre.pt/dre/detalhe/anuncio-procedimento/8709-2022-185969679

CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DA ESTAÇÃO DE CODESSOSO

https://dre.pt/dre/detalhe/anuncio-procedimento/8710-2022-185969977

CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DA ESTAÇÃO DE LOURIDO

https://dre.pt/dre/detalhe/anuncio-procedimento/8711-2022-185969978

ecopista.JPG

CELORICO DE BASTO REALIZA FEIRA MEDIEVAL NO CASTELO DE ARNOIA E VILLA DE BASTO

Arauto do rei deu início à Feira Medieval que decorreu durante os dias 15, 16 e 17 de julho na maior referência histórica do concelho de Celorico de Basto, Castelo de Arnoia e Villa de Basto.

O Castelo de Arnoia e a Villa de Basto viveram por estes dias a encenação de uma feira da época medieval com a recreação de eventos históricos o que atraiu centenas de pessoas à antiga sede do concelho de Celorico de Basto.

20220716233045_IMG_7369.jpg

Foram 3 dias a viajar no tempo até à fundação do Castelo de Arnoia, Século XII, época medieval, auge destas feiras. Aqui, juntaram-se artesãos, lavradores, criadores, mercadores comerciantes, todos devidamente trajados e caracterizados à época. A população afluiu em massa muitos deles a entrar no espirito desta feira criando o cenário perfeito a fazer lembrar em pleno a era medieval, ostentando trajes medievais retratando fielmente a nobreza, a burguesia, o clero e o povo.

Esta feira decorreu de uma organização conjunta entre o Município de Celorico de Basto e a Junta de Freguesia de Arnoia, que uniram esforços para voltar a recrear um dos mais marcantes eventos históricos. Para José Peixoto Lima, Presidente da Câmara Municipal, “a cultura é o melhor que podemos dar às nossas gentes e por isso recreamos estes momentos históricos como forma de trazer para a frente a época medieval e viver intensamente a nossa identidade. O Castelo de Arnoia é o nosso maior monumento da era medieval, tempos em que as feiras medievais aconteciam constantemente por toda a europa. São momentos históricos que pretendemos retratar da forma mais fiel possível para que os visitantes vivam plenamente esta viagem no tempo e usufruam de mais um momento cultural, fundamental para o progresso dos povos”. 

Uma feira que teve o seu ponto alto no sábado como nos referiu o presidente da Junta de Freguesia de Arnoia, Vitor Moura, que esteve presente em todos os momentos do certame. “Estamos muito agradados pela grande afluência a este evento. Procuramos retratar fielmente a feira medieval com a recreação de vários momentos históricos, com dramatizações, dança, música de rua, falcoaria, ofícios, jogos, comerciantes, para que os nossos visitantes desfrutassem ao máximo de uma viagem no tempo até à época medieval”.

Uma viagem no tempo com uma programação intensa e plena de recreações históricas. Durante os três dias de evento, os comensais puderam desfrutar de várias encenações e interpretações artísticas, com cortejos, dança do ventre, momentos teatrais, momentos musicais, aves de rapina, ofícios ao vivo, adquirir e degustar dos produtos à venda pelos mercadores e comerciantes, deambular pela Villa de Basto e viajar por séculos de história.

Uma das comerciantes presentes, Andréa Silva, mostrou-se muito agradada pela realização deste evento, na sua terra. “Estas recreações históricas são muito importantes para fomentar a nossa cultura, eu costumo participar em 4 eventos do género por ano, mas na minha terra o gosto é outro. Sou professora e faço isto por hobby, por gosto mesmo deste ambiente. Vendo licores feitos por mim que tem como ingrediente principal o amor que coloco na mistura dos ingredientes, pinto as garrafas e faço crepes, e espero os comensais para degustar das minhas iguarias”.

20220716225443_IMG_7208.jpg

20220716225513_IMG_7216.jpg

20220716225615_IMG_7224.jpg

20220716230545_IMG_7262.jpg

CELORICO DE BASTO: QUINTA DE SANTA CRISTINA CONVIDA A PINTAR COM VINHO

A Quinta de Santa Cristina convida a um workshop de pintura no qual a tinta é o próprio vinho. Esta atividade dedica-se a todos os que desejem desfrutar de uma tarde entre amigos ou em família, com ou sem experiência na arte de pintar.

SANTACRIS.png

A atividade iniciar-se-á com uma visita guiada à adega para conhecimento do processo de vinificação pelo qual a “tinta” passa até chegar à garrafa.

Depois, terá início o workshop de pintura, que será liderado pelo artista Marcos “Palmito” Pereira, nascido no Rio de Janeiro, que já realizou vários trabalhos de ilustração, e que se dedica, atualmente, às tatuagens. O desafio que Marcos propõe é dar asas à imaginação e fazer uma pintura relacionada com o tema do vinho utilizando o próprio como tinta.

Após a elaboração da pintura, terá lugar uma prova de dois vinhos acompanhada por produtos regionais.

A atividade realizar-se-á no dia 23 de julho, pelas 15:00 horas, na Quinta de Santa Cristina e estará disponível pelo valor de trinta e cinco euros por pessoa.

As reservas deverão ser efetuadas previamente, assim como o respetivo pagamento, através do website (www.quintadesantacristina.pt) ou dos seguintes contactos:

enoturismo@quintadesantacristina.pt

+351 912 527 396

MUNICÍPIO DE CELORICO DE BASTO APRESENTA PROGRAMA DAS FESTAS DO CONCELHO

Entre 22 e 25 de julho, 4 dias dedicados à celebração da identidade, cultura e tradição nas festas em honra de S.Tiago.

O Município de Celorico de Basto apresentou o programa das festas do concelho. O evento decorre entre os dias 22 e 25 de julho e anuncia e um vasto e diversificado conjunto de atividades desportivas, lúdicas e culturais, promovidas pelo município e em parceria com diversas coletividades locais.

Cartazcedlor.jpg

Do programa das festas destacam-se o tradicional “Despique de bombos” e o concerto da Cooperartes na sexta-feira dia 22.

No sábado, dia 23, o dia começa com a realização do Giro de Basto, um passeio de cicloturismo, que promove a prática desportiva aliada à descoberta do concelho. Neste dia, o grupo local “Omnis” fará a animação da festa, seguindo-se a atuação de “Agir”, conceituado artista, com uma vasta legião de fãs, sobretudo os mais jovens. A festa continua com o São Tiago toda a Noite – A festa dentro das festas, com a atuação de vários DJ’s na pista de dança instalada na Casa do Prado e a tradicional sessão de fogo-de-artifício.

Domingo é o dia dedicado à tradição. De manhã, a Praça Albino Alves Pereira recebe a partida da corrida de S.Tiago. Durante a tarde, a Banda de Música de Santa Tecla faz a sua atuação antes do momento alto das festas – O cortejo etnográfico, um espetáculo que envolve todas as freguesias deste concelho, onde são retratados os seus usos, costumes e tradições. Segue-se a tradicional merenda de S.Tiago, envolvendo todos os participantes no cortejo e o Festival de Folclore que junta todos os grupos do concelho.

As festas encerram no dia 25, dia de feriado municipal, com a realização de uma eucaristia em honra de S.Tiago e no final da tarde decorrem as marchas populares do programa “Celorico a Mexer”.

Para o presidente da autarquia, José Peixoto Lima, “Temos um conjunto alargado de atividades, dirigidas a vários públicos. Serão quatro dias de festa focados na celebração de Celorico de Basto. Este regresso das festas do concelho é um momento muito aguardado pelo município e pela população. É o momento em que celebramos as nossas tradições, com a realização de atividades desportivas, culturais que reforçam o sentimento de pertença da nossa população e mostram a nossa identidade a quem nos visita”, concluiu.

As Festas em honra a S.Tiago decorrem na sede do concelho de Celorico de Basto, entre os dias 22 e 25 de julho.

CBT ROCK EM CELORICO DE BASTO

Noite memorável com tributo aos The Doors

O Município de Celorico de Basto promove evento musical designado CBT Rock marcado para a Quinta do Prado, no próximo dia 2 de julho.

CbtRock2022_Post_Todos pequeno.jpg

A iniciativa procura dar voz à música rock com origem nos anos 50 e com uma legião de apaixonados pelo género musical.

Trata-se de um evento integrado na agenda cultural Celorico a Bulir e que pretende recrear o ambiente musical dos anos 60 e 70. Para José Peixoto Lima, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, “este é um evento dedicado sobretudo aos apaixonados pelo rock numa recreação dos grandes anos do género musical. Este CBT Rock apresentará grandes concertos num ambiente recreado para que os festivaleiros se sintam confortáveis e usufruam da melhor deste festival. Pretendemos ter uma agenda cultural cada vez mais versátil e alternativa que possa chegar a todos os públicos”.

O CBT ROCK presta tributo aos The DOORS, banda fundada nos anos 60 que ficou na memória dos apaixonados pelo género musical e do mundo... Os Dead Cats Dead Rats trazem os grandes épicos desta banda e a eles juntam-se o ZÉ, os Peter Storm & The Blues Society, e Bros Brothers.

Uma noite memorável marcada para o próximo sábado, 02 de Julho, na Quinta do Prado.

MUNICÍPIO DE CELORICO DE BASTO APRESENTA O NOPAPER

Plataforma digital para projetos urbanísticos

Dando continuidade ao processo de modernização administrativa levada a cabo pelo Município de Celorico de Basto foi hoje, 30 de junho, apresentada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a nova plataforma digital para a submissão de processos urbanísticos, a NOPAPER.

_DSC6449.jpg

A partir de amanhã, a única forma de submeter processos urbanísticos no Município, só poderá ser efetivada por esta plataforma. 

Este é um serviço que permite a construção e a submissão dos processos urbanísticos em suporte digital, de forma simples e intuitiva, elencando os documentos e peças escritas ou desenhadas a apresentar para cada procedimento e quais as regras de cada elemento (formato, tamanho, conteúdo e organização).

Para José Peixoto Lima, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, “pretendemos tornar este serviço mais célere, dinâmico e acessível, evitando deslocações ao Município e, ao mesmo tempo sustentável com a diminuição substancial da impressão em papel”. O autarca observou ainda que “a submissão dos processos deverá ser efetivada em tempo útil seguindo as normas impostas no NOPAPER o que irá contribuir para uma gestão mais concertada dos serviços e, ao mesmo tempo, uma tramitação processual mais célere”.

_DSC6444.jpg

_DSC6448.jpg

ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DO BAIXO TÂMEGA PASSA A DESIGNAR-SE ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DO DOURO E TÂMEGA

Foi aprovada, esta manhã, na Casa da Terra, em Celorico de Basto, em Assembleia Intermunicipal, a mudança de nome da Associação de Municípios do Baixo Tâmega para Associação de Municípios do Douro e Tâmega.

doutame (2).jpg

A nova designação identifica de forma mais fiel a abrangência territorial desta associação de municípios, que engloba os concelhos de Amarante, Baião, Celorico de Basto, Marco de Canaveses e Resende.

Esta mudança de designação é acompanhada por uma alteração da identidade visual da organização que se pretende que passe a refletir os rios, as serras, as tradições, a natureza, o património e também o vinho – produto endógeno de excelência de todos os municípios que compõem esta associação de municípios. O novo logótipo, posto de maneira simplista, é uma onda de montanhas que identifica em si a ondulação dos rios e reflete com clareza a orografia do território que abrange os cinco municípios associados.

“Estas alterações pretendem traduzir de forma mais fiel à missão e valores desta associação, bem como a sua geografia, que é hoje distinta e mais abrangente daquela que era na sua fundação no ano 2000. A marca de um território - neste caso de uma associação de municípios -, é uma ferramenta de promoção para criar uma imagem única e distinta, capaz de posicionar e comunicar os atributos e potencialidades dos nossos concelhos, e de funcionar como fator de união. É isso que procuramos com as alterações propostas e hoje aprovadas”, explica Cristina Vieira, Presidente do Conselho Diretivo.  

Atualmente a Associação de Município do Douro e Tâmega tem uma área de abrangência de 982,22 km2 e 160 mil habitantes.

AMDT_04.jpg

doutame (1).jpg

CLDS 4G CELORICO+SOCIAL PROMOVEU SESSÕES DE COACHING JUNTO DE DESEMPREGADOS

Com o intuito de motivar os desempregados na procura de emprego, o CLDS 4G Celorico+Social em parceria com o Município de Celorico de Basto promoveram 2 programas de coaching para dois grupos específicos de desempregados, um grupo com experiência profissional e um grupo de jovens à procura do 1º emprego.

IMG_20220620_165515.jpg

A ação insere-se no Eixo I: Emprego, formação e qualificação, integrada na atividade Valoriza-te, direcionado ao grupo de desempregados com experiência profissional, e na atividade “Eu acredito em mim” destinada a desempregados jovens à procura do 1º emprego.

As sessões de coaching decorreram em diferentes espaços físicos do Município e, segundo a Coordenadora do CLDS 4G Celorico+Social, Elisabete Coelho, tiveram por objetivo “dar ferramentas aos desempregados através do treino e orientação específicas do Coaching, motivando-os na procura de emprego”. É fundamental “que o desempregado esteja recetivo a adquirir estas ferramentas que são facultadas pelo coach e que contribuirão pela positiva para alinhar mecanismos pessoais e profissionais na procura de emprego”. 

Na última sessão do programa de coaching, o coach Hugo Danin, disse-nos que estas ações são “uma clarividência de competências, algo que vai despertar o que já existe. As pessoas não estão habituadas a pensar sobre elas, a pensar sobre aquilo que conseguem fazer, facilmente são dominadas por forças exteriores que as diminuem que as colocam num segmento de funções, quando elas são detentores de uma capacidade imensa. E o coaching permite isso mesmo, permite através do relacionamento, da pergunta, do exercício, da técnica que consigamos colocar essas forças todas cá fora e ajudar a pessoa a encontrar o caminho que é só dela”. Hugo Danin reconhece a importância de realizar estas ações que se mostram como “pontapé de saída num processo natural, lento mas com sucesso garantido. Importa ressalvar que não existem estratégias para o sucesso, receitas ou mezinhas, existem técnicas trabalhadas que se adequam a cada pessoa e que, se forem devidamente orientadas e recebidas trarão resultados profícuos”.

Efetivamente, a satisfação destas ações foi manifestada pela Marta, desempregada, presente na ação e que observou muitos benefícios do coaching a vários níveis, quer “a nível pessoal quer profissional, o coaching faz-nos pensar de forma diferente, faz-nos ficar mais conscientes dos nossos problemas e perceber que temos que arranjar soluções para eles”. Para além de muitos outros ensinamentos adquiridos, Marta disse-nos que finalmente “reconheço que tenho capacidade e competência para o mercado de trabalho, e que é imperativo agir em vez de ficar na expetativa”.

Não é a primeira vez que são facultadas ações de coaching pelo Município e é por reconhecer a importância da ação que Maria José Marinho felicita aqueles que não perderam a oportunidade. “O Coaching mostra-se como uma ferramenta capaz de despertar o que há de melhor em cada, seja a nível pessoal, seja a nível profissional. Uma ferramenta de autoconhecimento e perceção clara, e como diz o coach, uma clarividência das capacidades de cada um, capacidades essas que muitas vezes estão camufladas e escondidas e que precisam de um impulso para ficarem à superfície. Articularemos sempre, todas as formas e estratégias para ajudar os nossos desempregados a encontrar emprego e a sentir-se bem na sua vida e neste concelho”.

IMG_20220620_165435.jpg

IMG_20220620_165454.jpg

IMG_20220620_165524.jpg

INICIADOS DA ASSOCIAÇÃO DE FUTSAL CELORICO DE BASTO VENCERAM A TAÇA DISTRITAL DA AF BRAGA

Orgulho e emoção pautaram a vitória da equipa de iniciados que venceu pela primeira vez esta taça

A final da Taça da AF Braga decorreu este domingo, 19 de junho, em Vizela, e colocou frente a frente a SCC/FC Famalicão e a AF Celorico de Basto com a vitória, por uma bola a zero, a sorrir à equipa visitante no último minuto do jogo. Um jogo disputado até ao último instante com o público a torcer de forma efusiva pelas equipas em campo.

IMG-20220621-WA0000.jpg

A taça acabou por vir para Celorico para orgulho da Presidente da Associação de Futsal de Celorico de Basto, Paula Magalhães. “É um orgulho trazer a taça para Celorico, estes meninos e menina, são incansáveis, trabalharam muito. É a primeira taça que a AFCB vence, estamos radiantes”. A Presidente do Clube olha para esta vitória como incentivo moralizador para outras vitórias, “agora vamos lutar para outras taças e trabalhar, nos diferentes escalões, para conseguir melhores lugares nos diferentes campeonatos em que participamos”.

Maria José Marinho, Vereadora do Desporto do Município de Celorico de Basto, integrou a comitiva de adeptos que seguiram para apoiar a equipa celoricense e mostrou-se satisfeita com o resultado. “Sabemos que o desporto, sobretudo o coletivo, é muito exigente e depende de uma equipa para atingir os melhores resultados e o que eu vi aqui foi uma equipa a trabalhar unida, bem entrosada e competitiva sem perder o fair-play, um grupo de jovens bem formado que olha para o futsal e para os adversários com respeito e responsabilidade. Os resultados acabam por surgir quando se evidencia o trabalho e a dedicação. E nós, Executivo Municipal, continuaremos na retaguarda destes clubes para os ajudar a crescer cada vez mais e a levar o nome de Celorico de Basto pelo mundo fora”.

A Associação de Futsal de Celorico de Basto é um clube de formação com cinco escalões em competição. Os Petizes, Traquinas e Benjamins participam nesta época na liga AMAF, em Fafe. No campeonato distrital de Braga competiram os Benjamins e os Infantis e no campeonato Interdistrital estiveram os Iniciados.

A Presidente da Associação de Futsal apresenta planos audazes para o futuro e observou que “gostaria de ter, na próxima época uma equipa feminina de formação e ter mais atletas nos diferentes escalões, e obviamente, chegar a patamares mais elevados, felizmente estamos a crescer muito e os nossos atletas a atingir níveis de competitividade comparados com grandes clubes da AF Braga, por isso estamos cientes de que, se continuarmos a trabalhar os resultados acabarão por surgir, como finalmente aconteceu em Vizela”. 

A equipa vencedora, os iniciados, contam com uma menina no plantel, a capitã, Inês Gomes, que termina o seu ciclo competitivo na AF de Celorico de Basto e terá que ingressar, para continuar a competir, numa equipa feminina.

IMG-20220621-WA0002.jpg

IMG-20220621-WA0003.jpg

IMG-20220621-WA0004.jpg

IMG-20220621-WA0005.jpg

IMG-20220621-WA0001.jpg