Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CELORICO DE BASTO HOMENAGEIA PADRE ALBANO COSTA

Município de Celorico de Basto atribui Medalha de Mérito, Grau Ouro, ao Arcipreste de Celorico de Basto
Por proposta do Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, e aprovação por unanimidade do Executivo Municipal, em reunião de 29 de agosto, foi atribuída a Medalha de Mérito, Grau Ouro, ao Padre Albano Costa. A mesma será entregue, pelo autarca, no próximo dia 14, durante as cerimónias das Bodas de Ouro Sacerdotais.

_DSC9922.jpg

Este galardão é atribuído a cidadãos que tenham prestado notáveis e relevantes serviços a Celorico de Basto, “condições amplamente reconhecidas no percurso de vida e na missão evangélica do nosso Arcipreste” disse Joaquim Mota e Silva. O autarca observa “a importância da obra social impulsionada ao longo de décadas neste concelho, mais propriamente na freguesia de Ribas, pelo Dr. Padre Albano Costa, no desempenho das suas funções, em benefício das populações sobretudo das crianças, jovens e idosos. Um trabalho reconhecido por todos, como sacerdote e educador, onde se evidenciou a dedicação ao outro de forma abnegada e disponível”.
O Padre Albano Costa está em exercício das suas funções em Celorico de Basto desde 1972 e na paróquia de Ribas já edificou importantes infraestruturas paroquiais nomeadamente a criação do Centro Social e Paroquial Divino Salvador que contempla o lar de idosos, Casa da família Juvenil, Creche, Centro Pastoral, Casa Sacerdotal, Museu Paroquial e Casa da Cultura, tendo ainda promovido uma série de iniciativas e ações em favor dos mais carenciados.
Para além do Curso Superior de Teologia é Licenciado em Humanidades pela Faculdade de Filosofia de Braga. Neste momento exerce funções de pároco em duas paróquias do Arciprestado de Celorico de Basto, Ribas e Basto S. Clemente e é Arcipreste de Celorico de Basto.

MILHARES DE PESSOAS PARTICIPARAM NA ROMARIA ARCIPRESTAL À NOSSA SENHORA DO VISO EM CELORICO DE BASTO

Inauguração de imagem da Senhora do Viso foi ponto alto das celebrações

No dia 8 de setembro, dia da Natividade de Nossa Senhora, decorreu a Romaria Arciprestal à Nossa Senhora do Viso, em Celorico de Basto. A cerimónia religiosa principal destas festividades foi presidida pelo Bispo emérito de Portalegre - Castelo Branco, Dom César Augusto Silva, e orientada pelo Arcipreste de Celorico de Basto, Padre Albano Costa.

_DSC6852.jpg

Os milhares de pessoas que se deslocaram a este Santuário para realizar as suas promessas e orações são a demonstração efetiva da fé em Nossa Senhora do Viso. “Estamos todos aqui reunidos neste monte, neste lugar mágico de culto para agradecermos a nossa Senhora, nossa intercessora, pelas graças concedidas, para que nos dê força para continuar, para que nos conceda a capacidade de nunca desistir, para que nos ajude a sermos melhores, Homens de bem, para que nos oriente para a justiça, para a verdade, para a fraternidade” palavras de Dom Augusto César.

Também o Arcipreste de Celorico de Basto olha para este Santuário como a expressão da fé. “Aqui acolhem milhares de peregrinos não apenas durante estes dias, mas durante o ano, Homens que depositam as suas vidas numa fé inabalável à virgem nossa Senhora, devotos, crentes, fiéis, que acreditam de forma esperançosa num amanhã melhor”.

Antes da eucaristia campal e principal destas festividades foi organizada uma procissão com o andor de Nossa Senhora do Viso e todas as bandeiras de todas as paróquias do Arciprestado até ao recinto da eucaristia. Terminada a eucaristia, a procissão seguiu até à ermida com uma paragem junto à imagem de pedra de Nossa Senhora do Viso, inaugurada naquele instante. “Protegei com a vossa graça os fiéis que ergueram esta imagem da virgem Santíssima, para que gozem sempre da Vossa proteção e gravem em seus corações a imagem que os seus olhos contemplam, sejam firmes na fé, inabaláveis na esperança, diligentes na caridade, sinceros na humildade, fortes no sofrimento, dignos na pobreza, pacientes na adversidade, solidários na prosperidade e promotores da paz e da verdadeira justiça” disse Dom César augusto.

As cerimónias do dia 8 de Setembro contaram também com a presença de várias edilidades nomeadamente com o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, devoto de nossa Senhora do Viso. “Este é um santuário marcante para todos os celoricenses, para todos os devotos de Nossa Senhora do Viso, hoje estou aqui no exercício das minhas funções enquanto Presidente da Câmara Municipal, mas, se assim não fosse, estaria aqui da mesma forma, com a mesma fé”.

Durante a tarde, os peregrinos a este Santuários assistiram a um cartaz cultural promovido pela organização das festividades, a Comissão Fabriqueira de Caçarilhe, tendo culminada com a procissão religiosa em honra de Nossa Senhora do Viso.

_DSC6668.jpg

_DSC6710.jpg

_DSC6785.jpg

_DSC6810.jpg

PROFESSORES DE CELORICO DE BASTO ARRANCAM ANO LECTIVO A RECEBER LIÇÃO DE HISTÓRIA

Professores do Agrupamento de escolas de Celorico de Basto recebem lições de história do concelho antes do arranque do Ano letivo. 300 anos das comemorações da passagem da Villa de Basto para a Vila Nova de Freixieiro e os 500 anos do Foral foram o mote para este aprofundar de conhecimento.

Os docentes que irão lecionar no ano letivo 2019/2020 no Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto foram recebidos hoje, 05 de setembro, no Centro Cultural Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, pela Diretora do Agrupamento de Escolas, Eduarda Alves, depois de ouvirem o hino do Agrupamento, numa sessão de boas vindas que contou com apresentação do plano de atividades proposto para este ano letivo, com ações, objetivos e projetos, e uma apresentação da história do concelho pelo professor de história, Pedro Gonçalves.

_DSC6553.jpg

Segundo a Diretora do Agrupamento, “o objetivo é envolver os docentes nas comemorações destas datas históricas para o concelho, com um aprofundar de conhecimentos que permitirão que participem de forma ativa, juntamente com os alunos, com atividades múltiplas e alusivas às referidas comemorações promovidas pelo Município de Celorico de Basto. A escola não vive mais na esfera privada é um assunto público e é nosso objetivo trazer os demais setores da comunidade para dentro de Agrupamento, promovendo o sentido da responsabilidade e do cuidado de um bem que é de todos.

_DSC6551 (1).jpg

Um envolvimento na história que o Agrupamento adotou no logotipo “que assenta no Castelo de Arnoia, cabeça de terra, símbolo paradigmático do poder, do conhecimento, da defesa e da liberdade, a liberdade de aprender e a liberdade de ensinar demonstrando assim, o orgulho que temos na nossa história” em consonância com o lema e missão “Com Celorico, Educar e Inovar” “insígnia que procura chegar a várias vertentes e que reforça a missão educativa da escola pública que somos, cabendo-nos a honrosa missão de preparar o futuro das nossas crianças e jovens, num paradigma de inclusão onde todos podem aprender”. Efetivamente, “crescemos como escola adepta à mudança, cimentada numa matriz holística na educação para um futuro cheio de possibilidades e oportunidades. 

Eduarda Alves reconhece que ser diretora de uma unidade orgânica com a dimensão e o contexto deste Agrupamento de Escolas “exige um conhecimento das múltiplas realidades que o compõem e das especificidades de cada um dos 18 atuais estabelecimentos de ensino, uma missão que conta com a coadjuvação dos coordenadores de Escola, que têm exercido as suas funções com rigor, disponibilidade e lealdade, garantindo um serviço de qualidade em cada estabelecimentos de ensino. Conta também, este ano letivo, “com as recém instituídas coordenações de ciclo na coordenação de equipas pedagógicas e mantém a articulação e gestão curricular supervisionada pelos Coordenadores de Departamento eleitos no início deste mandato pelos respetivos pares, sem esquecer o trabalho desenvolvido pela equipa da Biblioteca Escolar. De facto, a escola pública com todos os seus constrangimentos, com todas as suas dificuldades, figura-se hoje como campo de aprendizagem abrangente, não desenhando apenas como lugar de pedagogia, mas como um espaço privilegiado onde se aprende a viver e a conviver com os outros, numa lógica democrática, na procura de formar cidadãos plenos, conscientes dos seus direitos e deveres”. Nesse sentido, deixai-me dar-vos uma palavra de agradecimento por todo o empenho que colocam na vossa missão diária em prol da educação dos “nossos” alunos, uma tarefa nem sempre fácil, nem sempre valorizada.

A Diretora do Agrupamento de Escolas foi cabal no seu discurso priorizando o empenho de todos para o sucesso continuo deste agrupamento.

Relativamente à comunicação histórica de Pedro Gonçalves priorizaram-se alguns dos momentos relativos à História de Celorico de Basto, contribuindo, desta forma, para a construção do conhecimento da História Local.

_DSC6542.jpg

CELORICO DE BASTO É CADA VEZ MAIS PROCURADO POR TURISTAS AMANTES DA NATUREZA

Em Celorico de Basto Parque de Campismo e Caravanismo com mais de 10 000 dormidas. Espaços de natureza cada vez mais procurados pelos turistas

10 561 é o número de dormidas efetivadas no Parque de Campismo e Caravanismo de Celorico de Basto de Janeiro a Agosto de 2019, um número demonstrativo da importância turística e económica deste equipamento para o concelho. Os números são do Instituto Nacional de Estatística com hóspedes oriundos de vários países.

_DSC1447.jpg

Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, esteve ontem, 02 de setembro, em visita ao Parque de Campismo e Caravanismo, “um espaço que prima pelas excelentes condições, pela forma acolhedora e disponível com que recebe os campistas e pelas paisagens e recursos naturais únicos. Este é um equipamento cada vez mais procurado sobretudo nos meses quentes de Verão, com mais de 4000 visitantes só no mês de Agosto, que procuram a tranquilidade de espaços naturais e ao mesmo tempo, estar próximos de tudo sem recurso a automóvel, uma comodidade muito positiva para campistas e caravanistas” salientou o autarca.

De facto, a excelente localização e as condições do parque têm vindo a aumentar consideravelmente o número de turistas a hospedar-se neste espaço. O grande número de hóspedes é de nacionalidade portuguesa mas pelo parque passaram, até ao final do mês de agosto, hóspedes oriundos de França, Holanda, Reino Unido, Luxemburgo, China, Espanha, Polónia, Croácia, EUA, Noruega, Bélgica, Suíça, Itália, Alemanha e Israel.

Um parque que oferece a todos os campistas a oportunidade de estarem em contacto com a natureza, numa forma de alojamento versátil onde existe a possibilidade de maior conforto com 4 bungalows/apartamentos devidamente equipados com quarto, sala de estar e jantar, cozinha, casa de banho, varanda e Jardim privado, e um conjunto amplo de espaços comuns como o bar, com sala de convívio apetrechada com vários equipamentos tecnológicos, áreas de jogos, áreas de caravanismo, 2 balneários com desinfeção diária, 1 balneário para deficientes, e muitos outros serviços necessários para o bom funcionamento do espaço. Este parque faz ligação com o Parque Urbano do Freixieiro, e dispõe de uma praia fluvial que serve os campistas e a população em geral.

_DSC1408.jpg

_DSC1423.jpg

CELORICO DE BASTO PRESTA TRIBUTO AO WOODSTOCK

Ambiente único proporcionou espetáculos memoráveis à plateia

O Woodstock decorreu em Celorico de Basto com a mesma magia de há 50 anos, no dia 24 de agosto, na Quinta do Prado. Um local idílico que atraiu centenas de pessoas numa noite mágica, onde não faltaram as grandes vozes de 1969 com tributos “absolutamente apaixonantes”.

_DSC6076.jpg

O espaço foi preparado para lembrar uma noite épica e as expectativas não saíram defraudadas. “Foi muito bom, tivemos um ambiente espetacular, com muita gente e sobretudo apaixonados pelo género musical. Estou certo que fizemos uma justa homenagem a este festival” disse Artur Machado, um dos promotores desta noite.

Pela noite dentro foram várias as atuações que deixaram a plateia rendida sobretudo pela qualidade das interpretações. Desde as 22 até à 6h00, todos os caminhos foram orientados para a Quinta do Prado, onde teve lugar o festival, um espetáculo com entrada livre onde artistas locais mostraram o seu brio, com zé Faria e a sua banda a arrebatarem o público assim como Inês Calafate que interpretou as vozes femininas dos Fisbones. Mas pelo palco do Woodstock passaram ainda os kompromat, com a violinista russa a tocar temas de Jimi Hendrix e Álvaro Costa a recitar as músicas do mesmo. A Woodstock Ctb Blues, foi uma banda criada para tocar as músicas de blues que foram tocadas em 1969, com interpretações únicas  dos temas. Esta festa contou ainda com a atuação dos ProudCreedence, em forma de tributo à banda Creedence Clearwater Revival, e a terminar a noite o palco foi todo do DJ set “Bros Brothers” de Maryzka e Álvaro Costa.

O Vice-Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Fernando Peixoto, salientou o empenho de Álvaro Costa, Artur Machado e dos técnicos do Municípios que se envolveram para “a realização de um verdeiro tributo a um festival que ainda hoje é marcante pelas vozes apresentadas e pelo conceito. Estamos muito satisfeitos com a organização deste evento sobretudo, pela forma como foi recebido e vivido por todos. Procuramos desenvolver o maior número de iniciativas culturais por forma a chegar a todos mas, cada vez mais, fazemo-lo com brio naquilo que apresentamos e respeito pelas nossas gentes, que vivem plenamente estes momentos culturais”.

Não estiveram 400 mil festivaleiros neste Woodstock mas estiveram muitos que não quiseram perder a oportunidade de relembrar um dos momentos musicais mais extraordinários na história da música mundial, relembrando o conceito do que o Woodstock representou e continua a representar.

_DSC6084.jpg

_DSC6110.jpg

_DSC6143.jpg

CELORICO DE BASTO VIVE A ROMARIA A NOSSA SENHORA DO VISO

Dias 7 e 8 de Setembro. Arcebispo Primaz de Braga preside às celebrações

A romaria do Arciprestado de Celorico de Basto decorre nos dias 7 e 8 de setembro, ao Santuário da Nossa Senhora do Viso, situado no monte com o mesmo nome. São esperadas milhares de pessoas a participar nas cerimónias religiosas que se realizarão por esses dias na Ermida e nos espaços de culto construídos para o efeito.

_DSC5323.jpg

“Esta romaria é a mostra da fé e devoção que as gentes deste concelho, região e país, nutrem por nossa Senhora do Viso. Um Santuário que acolhe milhares de peregrinos que ao longo do ano se deslocam a este santuário para realizar as suas promessas, orações e clamores” disse o Arcipreste de Celorico de Basto, Padre Albano Costa. Mas é nos dias de festa que mais devotos acodem a este santuário. “Este será um ano particular por a data da romaria coincidir com o dia exato de Nossa Senhora do Viso, aclamada a 8 de Setembro, dia do nascimento da Virgem Maria e por isso, um dia marcado pela fé e pela esperança no amanhã. Um dia com uma importância litúrgica especial pela generosidade e pela fraternidade com que nossa senhora viveu no meio dos Homens, numa total entrega a Deus”.

A cerimónia eucarística principal das festividades será presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga, Dom Jorge Ortiga, e orientada pelo Arcipreste de Celorico de Basto com o apoio dos párocos do arciprestado.

Uma cerimónia que inicia, pelas 10h30, com uma procissão com as bandeiras de todas as paróquias do Arciprestado e o andor da Senhora do Viso desde o cruzeiro até ao altar onde irá decorrer a missa campal, pelas 11h00.

A romaria da Nossa Senhora do Viso é reconhecida por milhares de peregrinos que se deslocam durante a noite até à ermida e pelos piqueniques feitos no final das cerimónias religiosas nos espaços de merendas e montes anexos ao santuário.

Das festividades consta também um cartaz cultural, com bandas, ranchos e fanfarras a atuar no dia 7 e 8 de setembro.

_DSC5183.jpg

_DSC5270.jpg

CELORICO DE BASTO BAIXA TAXA DE DESEMPREGO

Celorico de Basto com taxa de desemprego de 8,1%

Descida deve-se à crescente industrialização verificada nos diferentes polos do concelho, ao crescimento na área do turismo, da agricultura e do comércio.

Segundo dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional, neste último semestre, Celorico de Basto apresenta uma taxa de desemprego de 8,14%, uma taxa inferior à dos concelhos limítrofes, dos Municípios da Região de Basto e do Baixo Tâmega, à exceção de Felgueiras.

praça cardeal.jpg

Dados que demonstram o dinamismo económico e social do concelho ao longo dos últimos anos. Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, afirma que estes números são o reflexo de um trabalho contínuo em várias áreas de intervenção. “As nossas políticas sociais e económicas assentam em criar as melhores condições para que o investidor olhe para Celorico de Basto como um potencial de negócio, com espaços, pessoas qualificadas, dinamismo, acessibilidades. Ao longo dos tempos, e fruto de uma intervenção assertiva junto de empresários e empreendedores, temos um maior número de empresas no concelho, mais exportações, mais trabalhadores ao serviço nas empresas que, em muitos casos, trabalhavam fora do concelho, ou seja, um maior dinamismo económico”.

O autarca salienta ainda o crescimento do turismo, da Agricultura e do Comércio, setores que têm contribuído para a redução constante do número de desempregados. “Felizmente, Celorico de Basto é um concelho apelativo em várias setores económicos e com um potencial que tem vindo a ser descoberto e alavancado por vários empresários nomeadamente os setores do Comércio, Turismo e a Agricultura. O Município tem vindo a colaborar ativamente para contribuir para esse dinamismo com a criação de atividades múltiplas e atrativas, com o desenvolvimento de infraestruturas e serviços que vão de encontro às necessidades das pessoas e das empresas.

CELORICO DE BASTO CELEBRA WOODSTOCK

Celorico de Basto celebra os 50 anos do Woodstock. woodstock CBT recordará a magia vivida em 1969

No próximo sábado, 24 de Agosto, Celorico de Basto, mais especificamente a Quinta do Prado, irá celebrar os 50 anos do Festival Woodstock. Uma festa que procura relembrar o famoso festival num espaço único preparado para o efeito.

IMG_9949 (1).jpg

A iniciativa decorre num mês particularmente feliz, com a celebração dos 60 anos do radialista e apresentador de televisão, Álvaro Costa, e é promovida pelo Município de Celorico de Basto e idealizado por Álvaro Costa e Artur Machado.

Este woodstock é uma festa e não um festival, “que pretende celebrar, num dos locais mais bonitos de Celorico de Basto, aquilo que foi vivido há 50 anos e que ainda hoje é recordado com saudade. Um festival épico que quisemos realizar neste concelho, nesta quinta, idílica e mágica, que será, certamente, o espaço certo para que os apaixonas do género musical possam ouvir os grandes temas apresentados em 1969 e outros artistas que pisarão o palco do Woodstock CBT. Esta é mais uma iniciativa inserida na programação cultural deste Município” salientou o edil Celoricense, Joaquim Mota e Silva.

Assim, dia 24 de Agosto, entre as 22h00 e as 06h00, com entrada livre,  pelo palco do Woodstock CBT, na Quinta do Prado, vão passar Kompromat, a violinista russa Ianina que vai tocar temas de Jimi Hendrix terá Álvaro Costa a recitar as letras do mesmo; Fishbones, através da voz de Inês Calafate, que interpretará as vozes femininas que se ouviram naquele Verão de 1969; Woodstock CBT Blues Band, banda criada para esta noite que vai tocar as músicas de blues que foram ouvidas no festival Woodstock; Zé Faria, artista local com provas dadas a nível do rock e que apresentará a sua nova banda; ProudCreedence, um tributo à banda Creedence Clearwater Revival; e a terminar um DJ set “Bros Brothers” de Maryzka e Álvaro Costa.

Haverá ainda uma Rádio Woodstock, criada para o evento e onde Álvaro Costa fará entrevistas entre os concertos.

Em 1969, o Woodstock contou com 400 mil pessoas na plateia e os maiores músicos em palco, entre eles The Who, Janis Joplin, GratefulDead e Jimi Hendrix. Meio século depois, este continua a ser um momento crucial na história da música mundial, relembram-se os concertos, as ideias e tudo o que o festival de Woodstock representou e ainda hoje representa.

HIPÓDROMO MUNICIPAL DE CELORICO DE BASTO RECEBEU CORRIDA A CONTAR PARA O CAMPEONATO NACIONAL

A XXIII Corrida de cavalos a galope e trote atrelado teve lugar no Hipódromo Municipal de Carvalho, em Celorico de Basto, no dia de ontem, 18 de agosto, por entre aficionados entusiastas que marcaram presença para aplaudir os cavalos e cavaleiros.

_DSC5820.jpg

Uma prova a contar para o Campeonato Nacional voltou a encher o Hipódromo Municipal de aficionados das modalidades de trote atrelado e galope.

Várias mangas foram disputadas demostrando a todos os presentes a destreza dos cavaleiros, e a velocidade e elegância dos cavalos, que se debateram até ao final para alcançar o pódio.

Presente a assistir às corridas e na entrega de prémios esteve o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, que destacou a perícia e a habilidade de cavaleiros e cavalos numa pista plena de aficionados. “É muito positivo ver esta moldura humana a assistir a provas de tão elevado nível de competição. É evidente o profissionalismo e a forma competitiva e dedicada com que os cavaleiros e cavalos se entregam a cada manga, numa verdadeiro espetáculo de perícia, técnica e destreza. Temos todas as condições neste hipódromo Municipal para que cavalos e cavaleiros se sintam confortáveis e proporcionem, a esta grande plateia, um espetáculo de hipismo memorável. Todos os anos temos uma prova a contar para o campeonato nacional nas modalidades de trote atrelado e galope mas estou certo que, e tendo nós todas as condições físicas para tal, teremos a curto prazo, um maior número de provas neste espaço”.

As mangas a galope e trote atrelado voltaram a ser muito competitivas e deixaram o público ao rubro. As provas a galope, sempre muito aguardadas, mostraram a velocidades dos cavalos imprimida pela perícia do joker. Mas mangas referentes ao trote atrelado o público aplaudiu a minucia e técnica imprimida pelos drives que conduziram os cavalos.

Esta prova foi uma organização entre o Município de Celorico de Basto, a Associação Cultural e Recreativa de Carvalho e a União de freguesias de Carvalho e Basto Sta. Tecla e contou com o apoio dos Bombeiros Voluntários Celoricenses.

_DSC5839.jpg

_DSC5853.jpg

FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA DE CELORICO DE BASTO RECEBE BANHO DE MULTIDÃO

Uma enchente na Feira de Artesanato e Gastronomia de Celorico de Basto

A XXII edição da Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos voltou a atrair milhares de pessoas ao Mercado Municipal, nos 5 dias de certame. De 14 a 18 de Agosto, os milhares de visitantes puderam degustar a melhor gastronomia e o vinho verde da região, comprar e contemplar o artesanato presente e assistir ao trabalho feito ao vivo por muitos dos artesãos.

_DSC5744.jpg

“Qualidade dos produtos presentes evidenciada pelos visitantes do certame”.

O Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, mostra-se satisfeito com a adesão ao evento. “A cada edição temos mais visitantes a passar por este certame, muitos que vêm sempre, a cada edição, e muitos outros que, pelo passa palavra e pela publicidade, vieram pela primeira vez e, estou certo que adoraram e regressarão no próximo ano”. O autarca destaca o convívio como principal ingrediente de um certame que tem tudo o que é preciso para ser um sucesso. “Esta é uma aposta ganha que prima pelo convívio, pela confraternização, pelo reencontro, pela amizade, pelos laços que se criam e se fortalecem. Um certame rico nas amostras de artesanato que aqui se apresentam, com artesãos a trabalhar ao vivo e a demonstrar aos visitantes a forma meticulosa como cada peça é desenvolvida incutindo, ao mesmo tempo, a quem assiste, o gosto pela arte num saber fazer genuíno e que não se pode perder no tempo. Ao mesmo tempo, temos restauração de qualidade, com pratos tipicamente regionais que fazem as delícias dos visitantes que acompanham cada refeição ou degustação com o nosso vinho verde, um vinho de excelência produzido no concelho e que tem vindo, ao longo dos anos, a ganhar a qualidade exigida para o mercado nacional e internacional”.

_DSC5768.jpg

A XXII Feira de Artesanato e Gastronomia é, também, um local de negócio. “Em dia de abertura deste certame disse que este é um certame que acarreta um grande investimento do Município mas com um retorno imensurável e estou certo que, todos aqueles que estiveram na feira a fazer negócio estão plenamente conscientes da importância económica deste evento. Criamos as condições, as melhores condições para atrair os visitantes com animação permanente, com espaços de artes, música ao vivo, espaços de lazer e estamos certos que fizemos um trabalho de excelência e contribuímos para que cada um, à sua maneira, usufruísse da melhor forma deste evento”.

De facto, este certame prima pelo negócio que é feito dentro do recinto pelos restaurantes, produtores de vinho, artesãos mas também pelo dinamismo que proporciona à vila de Celorico de Basto e a todo o concelho. “Este é um evento anual muito requisitado por locais, turistas e emigrantes que contribui para que a restauração do concelho, o alojamento e os diferentes serviços façam negócio com este dinamismo e esta afluência de gentes ao concelho” concluiu o edil Celoricense.

Susana Matos, emigrante em Metz, veio a Celorico de Basto para usufruir das férias de Verão em família e não perdeu a oportunidade de visitar a feira. “É muito interessante, tem coisas artesanais muito bonitas e de várias zonas do país, feitas ao pormenor. A gastronomia é deliciosa e os espetáculos musicais são muito divertidos. Vale muito a pena a visitar esta feira”.

Nos 5 dias de certame foram várias as intervenções musicais a animar os presentes com destaque para dois grupos oriundos do Luxemburgo, os Raízes do Minho e o Cancioneiro do Alto Minho, grupos constituídos, na grande maioria, por emigrantes mas também por Luxemburgueses. Pela feira passaram ainda os Tamegaitas, o Rancho Folclórico de Sta. Maria de Canedo, o Grupo de Cavaquinhos de Arnoia, o Rancho Folclórico “os Amigos do Castelo”, os Farrafanfarra, o Grupo de Concertinas “Viva Moreira”, o Grupo de Cavaquinhos de Arnoia, os Zamburra, os Somos Minho, os Amigos das Tainadas, os Antromilho, o Grupo de Concertinas “Viva Moreira”, os Gruilha e a Tuna de Arnoia.

_DSC5611.jpg

_DSC5644 (1).jpg

_DSC5677.jpg

CELORICO DE BASTO REALIZOU FESTIVAL DE FOLCLORE NA FREGUESIA DO REGO

XIX Festival de Folclore do Rancho Infantil e Juvenil de S. Bartolomeu do Rego

Demonstrações de folclore animaram a freguesia do Rego, em Celorico de Basto, no dia 17 de agosto, a partir das 21h00, um festival que acontece, usualmente, antes das festividades da freguesia, a Festa da Sra. da Saúde conhecida como Lameira de Agosto, e a Festa de S. Bartolomeu do Rego.

IMG_4146.JPG

Este festival acontece pelo XIX ano consecutivo e procura “apresentar a todos os presentes, verdadeiras demonstrações de folclore. É um festival muito rico, com a presença de grupos de folclore de várias regiões do país, que nos fazem viver intensamente as tradições do folclore” disse Adélia Vaz, do Grupo anfitrião, o Rancho Infantil e Juvenil de S. Bartolomeu do Rego. “ É com muita alegria que verificamos esta moldura humana a assistir a este festival, é sinal que estas tradições estão bem vivas e que continuam a fazer parte, de forma bem enraizada, da cultura local”.

Este festival teve lugar junto à igreja de S. Bartolomeu do Rego e contou com as atuações do anfitrião, o Rancho Infantil e Juvenil de S. Bartolomeu do Rego, do Rancho Folclórico Regional dos Foros de Salvaterra, o Rancho Folclórico de Louredo e Fregim, a Rusga de S. Miguel de Gonça e o Rancho Folclórico Martim de Freitas.

Foram 4 horas de verdadeiras demonstrações de folclore a presentar todos os presentes que se mantiveram até ao final do espetáculo.

IMG_4143.JPG

IMG_4138.JPG

IMG_4113.JPG

CELORICO DE BASTO REALIZA FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA

XXII Feira de Artesanato e Gastronomia em Celorico de Basto a decorrer no Mercado Municipal. 22ª edição de um certame de sucesso prolonga-se até domingo

“Estabilizado o crescimento a aposta é na qualidade”

Um dos certames mais atrativos da região de Basto abriu oficialmente ao público no dia 14 de agosto e está a fazer as delicias de visitantes, residentes e turistas.

120 stands de artesanato, espaço das artes, 6 restaurantes, espaços para vinhos verdes do concelho, espaços para iguarias gastronómicas e temperaturas elevadas são os ingredientes desta feira que decorre em Celorico de Basto, no Mercado Municipal até ao próximo domingo. 

_DSC5206.jpg

O Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, durante a abertura oficial deste evento diz que depois de estabilizado o crescimento a aposta é na qualidade. “A aposta é na qualidade, depois de estabilizado o crescimento deste certame o nosso trabalho está voltado para a qualidade do que é apresentado. O melhor artesanato, gastronomia e vinhos, todos em conjunto tornam este certame um verdadeiro sucesso. É um evento de qualidade que atrai muitos visitantes dos concelhos limítrofes e turistas”. O autarca demarcou o potencial económico desta Feira. “Este evento tem um potencial económico muito grande no concelho e no próprio recinto da feira, aqui são feitos muitos negócios. Um grande investimento do Município, mas com um retorno incomensurável”. Quando questionado sobre o retorno desse investimento o autarca disse que “temos excelentes produtos, são chancelas tão boas que é difícil medir o retorno. Um certame que reforça a imagem de Celorico de Basto que é um concelho cada vez mais atrativo para visitantes e turistas”.

_DSC5288 (1).jpg

Joaquim Mota e Silva não deixou de destacar que este é também o certame que reúne a diáspora celoricense. “É um ponto de encontro, de convívio, de reunião de amigos, daqueles que não se vêm há muito tempo. É um espaço de excelência com belos produtos para degustar, para comprar, para contemplar, onde as pessoas se sentem bem”.

Este certame prima pela excelência no artesanato apresentado com vários artesãos ao vivo a mostrar a arte de bem-fazer aos visitantes. Henrique Rodrigues Pereira é artesão na arte de transformar madeira em verdadeiras obras de arte. “Estou nesta feira há 9 anos e gosto muito. Trabalho em madeira e, com algum engenho, transformo-a nestas peças que estão aqui expostas. É um trabalho demorado, meticuloso, mas que faço com muita dedicação e gosto”. Henrique Pereira é, nos últimos anos, a imagem desta feira do Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos.

_DSC5368 (1).jpg

Na abertura do certame marcaram presença várias individualidades que acompanharam o Presidente na visita a todos os stands da feira. Uma vista oficial ao som dos Tamegaitas que continuaram a atuação pela noite dentro junto com o Grupo de Cavaquinhos de Arnoia e o Rancho Folclórico de Sta. Maria de Canedo.

O certame decorre até dia 18 de agosto. No sábado e domingo abre portas às 14h30 e hoje abre às 18h00, em todos os dias de feira encerra à 1h00. A entrada é livre e a animação é permanente com vários grupos locais e internacionais a animar os presentes.

_DSC5053 (1).jpg

_DSC5076 (1).jpg

_DSC5329 (2).jpg

CELORICO DE BASTO TEM PLANO DE AÇÃO SOCIAL

Plano de ação para o triénio 2020/2022 do CLDS Celorico+Social 4G apresentado em reunião de CLAS

Reuniram hoje, 14 de agosto, as entidades que integram o Contrato Local de Ação Social, no Salão Nobre do Município de Celorico de Basto, sob orientação do Presidente do CLAS, Joaquim Mota e Silva, tendo sido apresentado e aprovado por unanimidade, o plano de Ação para os próximos 3 anos, orçamento e coordenadora do programa CLDS Celorico+Social 4G.

_DSC5029.jpg

Este Programa irá desenvolver ações direcionadas às vulnerabilidades sociais identificadas no concelho, o desemprego e a pobreza. Considerando estas vulnerabilidades o projeto a implementar terá de desenvolver todas as ações obrigatórias definidas para os eixos de intervenção, eixo 1 - emprego, formação e qualificação e eixo 2 – intervenção familiar e parental, preventiva da pobreza infantil, e previamente enumeradas e explicadas a todos os membros do CLAS.

Ficou ainda esclarecido o enquadramento orçamental do projeto, que se enquadra na categoria financeira III, no valor total 504.0000,00€.

Este projeto tem como entidade Coordenadora Local de Parceria, o Centro Comunitário Bento XVI, definido na última reunião de CLAS, datada de 18 de abril, e como Entidade Local Executora das Ações, ELEA, o Município de Celorico de Basto, por ser a entidade com melhores condições para poder executar as ações previstas no plano de ação do projeto, não só pela capacidade de disponibilização de recursos, mas também pela possibilidade de congregar agentes locais para a implementação e execução do mesmo.

O Presidente do CLAS e Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto reconheceu a importância deste programa tendo em conta as experiências anteriores dos programas antecedentes, nomeadamente o CLDS+ e o CLDS3G. “Tivemos dois CLDS aprovados em pleno funcionamento durante 6 anos, com aspetos relevantes e positivos. E essa experiência é fundamental para que possamos, no próximo programa, corrigir lapsos e lacunas de outras edições numa parceria entre o Município, a entidade Coordenadora, as IPSS’s, entidades e juntas de freguesia, numa lógica de crescimento sustentado de acordo com o plano de ação” disse o autarca. Joaquim Mota e Silva salientou ainda que o grosso dos encargos são para os recursos humanos, mas com um acréscimo do plafond para as medidas previamente definidas. “Um plano de ação sem recursos humanos não é possível, mas é preciso executar o máximo de medidas com os recursos financeiros atribuídos para esse fim, para que se possa fazer mais do que foi feito de acordo com o enquadramento do plano. Agora, neste programa, temos um modelo mais favorável e mais capaz para desenvolver e implementar o plano de ação”.

_DSC5033.jpg

CELORICO DE BASTO MOSTRA ARTESANATO E GASTRONOMIA

XXII Feira de Artesanato e Gastronomia em Celorico de Basto arranca esta hoje

Está tudo pronto para dar início a mais uma Feira de Artesanato e Gastronomia em Celorico de Basto. A cerimónia de abertura decorre hoje, quarta-feira, pelas 18h00, junto à entrada do Mercado Municipal.

_DSC3969.jpg

De hoje a 18 de Agosto a vila de Celorico de Basto ganha um fator de atração extra com um dos certames mais requisitados por residentes, visitantes e turistas. Um certame que conta com 150 Expositores entre artesãos, produtores de vinho verde local, restauração e outras iguarias.

_DSC3658.jpg

“Está tudo a ser ultimado para darmos início à XXII Feira de Artesanato e Gastronomia, um certame que prima pela excelência, com artesanato da melhor qualidade e representativo de todo o país” disse Joaquim Mota e silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. O edil celoricense destaca também a gastronomia e os vinhos verdes locais que estarão presentes no certame. “À semelhança do artesanato teremos a melhor gastronomia e vinho verde de excelência representativo de todo o concelho. Este é um certame muito aguardo por todos desde residentes, a visitantes, emigrantes e turistas pelo convívio que o mesmo proporciona, com um cartaz cultural desenvolvido para aumentar ainda mais essa atratividade.”

Serão 5 tardes/noites plenas de animação, degustação de produtos enogastronomicos, convívio e valorização de várias artes. Um certame também importante para a economia local como destaca Joaquim Mota e Silva. “Este certame mexe de forma muito positiva com a economia local. Felizmente, Celorico de Basto é sempre atrativo nos meses quentes de Verão, sobretudo pela chegada dos milhares de emigrantes que regressam à terra, mas também pelos muitos turistas que gostam do conforto do turismo de natureza, da tranquilidade e, particularmente, da riqueza das atividades promovidas. Por estes dias o alojamento está esgotado, a restauração não tem mãos a medir, tal a procura, e o comércio também vê as suas vendas a crescer. Efetivamente, este tipo de iniciativas são muito procuradas por todos e de ano para ano mostram-se um verdadeiro sucesso”.

Pela Feira de Artesanato e Gastronomia passarão o grupo Tamegaitas, o Rancho Folclórico de Sta. Maria de Canedo, o Grupo de Cavaquinhos de Arnoia, o Rancho Folclórico Amigos do Castelo, a Farrafanfarra, o Grupo de Concertinas Viva Moreira, os Zamburra, os Somos Minho, os Amigos das Tainadas, os Raízes do Minho do Luxemburgo, o Cancioneiro do Alto Minho do Luxemburgo, os Antromilho, o Grupo de Concertinas Viva Moreira, os Gruilha e a Tuna de Arnoia.

cartaz2019 - 1.jpg

sem nome.png

ATLETAS DE CELORICO DE BASTO PARTICIPAM EM CAMPEONATOS NACIONAIS COM PRESTAÇÃO POSITIVA

Celorico de Basto Clube de Natação afirma-se na natação nacional com atletas a integrar os estágios da ANNP, com participação em todos os campeonatos regionais e três participações nos Campeonatos Nacionais com os atletas Tiago Teixeira, Mariana Teixeira e agora Manuel Gonçalves após participação no Campeonato Nacional de Infantis em Loulé, no culminar de uma época “excecional”.

equipa em homenagem.jpg

“Uma época que nos faz acreditar que é possível chegar mais longe na natação. Temos atletas motivados e apaixonados pela modalidade que trabalham arduamente para atingir resultados de excelência. É nossa vontade e estamos convictos que, a continuar a trabalhar desta forma, teremos, a curto prazo, o reconhecimento que tanto ambicionamos na natação e elevaremos ainda mais o nome de Celorico de Basto, nesta modalidade” disse Hélder Pera, Presidente do Clube de Natação. Hélder Pera destacou ainda que “estes resultados são fruto do trabalho desenvolvido de todos os atletas, pelo acompanhamento assíduo dos pais/encarregados de educação nos treinos e provas, sem esquecer o apoio do Município de Celorico de Basto que tem vindo a dar ao clube de natação, ao longo dos tempos”.

Aulas de natação.jpg

De facto, os atletas do concelho de Celorico participaram ao longo da época, em diversas provas de natação do Calendário Regional da ANNP (Associação Natação Norte de Portugal) e do Calendário Nacional da FPN (Federação Portuguesa de Natação). Competiram contra atletas de clubes com outras condições demonstrando, sempre, grande motivação para as provas onde estavam inseridos.

Nestas provas foi destaque o atleta, Manuel Alves Gonçalves – Né, como é conhecido - jovem responsável e com vontade de nadar, que obteve passaporte para os Campeonatos Nacionais, numa prova organizada pela FPN, onde participaram 300 clubes e 700 atletas aproximadamente.

natação.jpg

CELORICO DE BASTO VIVE AS TRADIÇÕES DO FOLCLORE

Em Celorico de Basto, nos dias 2 e 3 de agosto, decorreram dois festivais de folclore promovidos por dois ranchos do concelho, o XVII Festival de Folclore do Rancho Folclórico Cultural e Recreativo de Sta. Maria de Canedo e o XXX Festival de Folclore do Centro Cultural e Folclórico de Gandarela de Basto.

festival de rancho (2).jpg

Presente no Festival de Folclore do Centro Cultural e Folclórico de Gandarela de Basto, no dia 03, sábado, o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, felicitou os presentes por “manterem bem enraizada a tradição do folclore só possível com a disponibilidade dos elementos que integram os ranchos folclóricos desde os dançarinos aos tocadores e aos cantadores, mas também pela presença, sempre bem demonstrativa do gosto por esta arte, de centenas de pessoas a assistir a estes festivais. De facto, estas tradições vivem do impulso de todos os que vibram com as demonstrações do folclore”.

festival de rancho (1).jpg

Neste festival promovido pelo anfitrião, o Centro Cultural e Folclórico de Gandarela de Basto, marcou também, presença o Grupo Folclórico de Esgueira, Aveiro, o Rancho Folclórico de Ordins de Lagares, Penafiel e o Rancho Folclórico – As lavradeiras da Vila de Cavez, Cabeceiras de Basto.

No dia anterior, 02 de Agosto, decorreu, em Canedo de Basto, o XVII Festival de Folclore promovido pelo Rancho Folclórico Cultural e Recreativo de Sta. Maria de Canedo de Basto e com a presença de mais dois grupos de ranchos convidados, o Rancho Folclórico de S. Martinho de Courel, Barcelos, e o Rancho de Sta. Eulália de Beiriz, Póvoa de Varzim. Um festival de proporcionou uma noite agradável a todos os presentes. Em representação do Município de Celorico de Basto esteve o Chefe de Gabinete, Paulo Mota, que agradeceu o empenho deste rancho em manter as tradições do folclore. “São mais de 20 anos de existência de um rancho que mantém bem acesa a chama do folclore, onde a juventude e a experiência coexistem de forma coordenada e jovial”.

Este festival antecedeu as Festas em honra de Sta. Maria de Canedo, que se realizaram durante o fim-de-semana.

festival de rancho (3).jpg

festival de rancho (4).jpg

festival de rancho.jpg

CELORICO DE BASTO: CAMPOS DE FÉRIAS UNEM-SE PARA RECEBER PRESIDENTE DA EDILIDADE

O Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto visitou ontem, 29 de julho, em Gandarela de Basto, o Campo de Férias de Gandarela e o Campo de Férias de Canedo e Corgo, que se uniram e promoveram uma atividade conjunta para as crianças.

_DSC4357.jpg

Cerca de 130 crianças divertiram-se em Insufláveis e a fazer escalada.

A receber o Presidente da Câmara Municipal estavam os mentores dos respetivos campos de férias, o Presidente da Junta de Freguesia de Basto S. Clemente, anfitrião, Daniel Meireles, e o Presidente da União de Freguesias de Canedo e Corgo, Sérgio Mota, e as cerca de 130 crianças e respetivos monitores.

“É com muito orgulho e satisfação que visito os campos de férias e vejo de perto a alegria destas crianças. Sei também que não é fácil desenvolver estas iniciativas, são atividades que exigem muito trabalho, uma logística considerável e uma grande articulação entre todos os intervenientes para que tudo corra bem. São muitas crianças e só esse facto exige, desde logo, um grande número de recursos sobretudo humanos. E nesse sentido, só posso estar satisfeito com o trabalho desenvolvido por estas juntas de freguesia que procuram a cada ano inovar, fazer melhor, diferente pelo bem das crianças permitindo aos seus pais e encarregados de educação sinto que os seus filhos estão bem, protegidos e a divertir-se durante o período de férias escolares” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto.

Estes campos de férias procuram desenvolver outras iniciativas em conjunto repartindo as despesas pelos serviços requisitados. “Procuramos desenvolver iniciativas em conjunto, porque estamos ligeiramente próximos e assim podemos proporcionar às nossas crianças atividades que de forma singular seriam praticamente incomportáveis” salientou Sérgio Mota.

_DSC4231.jpg

_DSC4249.jpg

_DSC4305.jpg

_DSC4334.jpg

_DSC4349.jpg

CELORICO DE BASTO REALIZA GRANDIOSAS FESTAS DO CONCELHO

Cartaz atrativo leva milhares de pessoas à vila de Celorico de Basto. Festas do Concelho decorreram de 25 a 28 de julho

Como era de esperar, milhares de pessoas passaram por Celorico de Basto para assistir às diferentes atividades promovidas durante as festas do Concelho. O Cortejo etnográfico voltou a ser um dos pontos de referência destas festividades com cerca de 60 carros alegóricos alusivos aos usos e costumes de cada freguesia, complementados com grupos musicais e grupos de bombos.

_DSC4177.jpg

João Pedro Pais e Jorge Ferreira encheram os recintos e proporcionaram noites muito agradáveis a todos os presentes.

“Estas são as festas da identidade, da tradição, dos usos e costumes, da música popular e tradicional portuguesa, da alegria e do convívio. São também as festas que acolhem os nossos emigrantes que regressam à terra, por estes dias, para matar saudades, para viver de perto as suas tradições” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. O autarca voltou a destacar o cortejo etnográfico como referência destas festividades, a “melhor forma de dar a conhecer as nossas raízes, o que nos identifica e caracteriza, a nossa cultura, a ruralidade inerente a este concelho e que precisa, cada vez mais, de ser valorizada, num esforço coletivo que é de todos e que a todos diz respeito”. Joaquim Mota e Silva mostrou-se agradado pela excelente adesão da população, visitantes e turistas às festividades corroborando a ideia de que a tradição ainda é um ponto de atração para as populações. O edil celoricense aferiu ainda a importância das mesmas na economia local, “são festividades que mexem com a economia local, são milhares a fazer as refeições no concelho, os alojamentos estão lotados, o comércio vive dias mais intensos nas vendas num dinamismo que é favorável para todos”.

_DSC4074.jpg

As Festas do Concelho em honra de S. Tiago levaram a Celorico de Basto dois reconhecidos intérpretes da Música Portuguesa, Jorge Ferreira e João Pedro Pais que animaram as noites de sexta e sábado respetivamente, com milhares de pessoas no recinto. O VII encontro de Cavaquinhos decorreu no sábado, inserido nas festividades. Também no sábado, teve lugar o “Santiago Toda a Noite” protagonizado por Dj´s locais, num espaço adaptado para o efeito, na Quinta do Prado, que, pela noite dentro, proporcionaram uma noite agradável às centenas de pessoas presentes.  Uma iniciativa que iniciou imediatamente a seguir à grandiosa sessão de fogo-de-artifício.

No domingo, como habitualmente, os despiques de bombos e as arruadas voltaram a percorrer as ruas da vila e a demonstrar a força deste concelho nesta tradição popular, com cada vez mais grupos de bombos pelas freguesias, refira-se os bombos de Sta. Eufémia, os Tugas de Carvalho, os Zés Pereiras de Carvalho, os Viva Moreira, os Zés Pereiras de S. Romão do Corgo, os Castelos em Movimento, os Caetanos de Gagos, os Amigos da União de Basto, e os Arnoia em Movimento.

_DSC4003.jpg

 O Cortejo Etnográfico contou com a participação de cerca de 60 carros alegóricos apresentados pelas juntas de freguesia do concelho. A Banda de Música de Santa Tecla fez as honras na abertura do cortejo seguindo-se os carros alegóricos e grupos a pé que desfilaram por ordem de chegada. Vários temas foram apresentados como o ciclo do pão, os recursos naturais como a água, em fontanários e rios, e a floresta com exigências à sua proteção, os santos das freguesias como o S. Tiago de Gagos, a Estação de Veade, o Núcleo Museológico dos Moinhos de Argontim, encenações com a apresentação da Feira medieval, a serragem da Velha, a vila Nova de Freixieiro, o ciclo do mel, a confeção de rosquilhos, as tradicionais tascas, a encenação alusiva ao fabrico de foguetes e bombos transportados em carros de bois. Tudo isto e muito mais acompanhado por vários grupos de cantadores e cantadeiras informais, grupos de cavaquinhos, grupos de bombos, romeiros e outros, um cortejo etnográfico muito participado e que terminou com a tradicional merenda no Mercado Municipal.

As festividades encerraram com o Festival de Folclore que, como habitualmente, reuniu os ranchos do concelho nomeadamente o Rancho Folclórico do Centro Cultural e Desportivo dos Amigos do Castelo, o Grupo de Danças e Cantares do Divino Salvador de Ribas, o Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de S. Bartolomeu do Rego, o Centro Cultural e Folclórico da Gandarela e o Rancho Folclórico Recreativo e Cultural de Sta. Maria de Canedo.

_DSC3302.jpg

_DSC3312.jpg

_DSC3396.jpg

_DSC3496.jpg

_DSC3871.jpg

_DSC3894.jpg

_DSC3914.jpg

_DSC3930.jpg