Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CELORICO DE BASTO CONSTRÓI CENTRO DE RECOLHA OFICIAL DE ANIMAIS DE COMPANHIA

Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia em fase de construção em Celorico de Basto. Obras decorrem a ritmo acelerado, com um investimento superior a 100 000 euros

Com esta obra, o Município pretende dotar o concelho de um centro de recolha moderno, com todas as condições para o acolhimento e bem-estar dos animais de companhia.

cameliass (2).jpg

“Este CRO pretende fomentar o bem-estar animal, promovendo a defesa da saúde animal e da saúde pública, e em simultâneo, assegurar maior segurança e tranquilidade das populações. Ao mesmo tempo, este Centro de Recolha irá contribuir para a sensibilização e consciencialização dos cidadãos para os direitos dos animais” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. O autarca referiu ainda que as obras estão a decorrer a bom ritmo prevendo-se a sua conclusão antes do final deste ano. 

O Centro de Recolha de Animais contará com um bloco cirúrgico para esterilização de cães e gatos, sala de enfermagem independente para tratamento e acompanhamento clínico dos animais alojados, zonas de exercício e sociabilização e área de tosquia e higienização são valências contempladas. É de ressalvar que o centro terá as condições devidas para acolher, sempre que necessário, outras espécies animais.

Esta obra tem parecer favorável da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) e foi adjudicada por 101 161,10€. Conta com um apoio de 43 782,24€, financiada por Orçamento de Estado, através de um contrato-programa assinado entre o Município de Celorico de Basto, a Direção-Geral das Autarquias Locais e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte.

cameliass (1).jpg

FUNDAÇÃO ANTÓNIO JOAQUIM GOMES DA CUNHA CRIA PROJETO "LAÇO BRANCO"

Laço Branco em tempos de COVID 19: Prevenir e desocultar a violência contra pessoas portadoras de deficiência

O projeto “Laço Branco” é uma iniciativa da Fundação António Joaquim Gomes da Cunha, financiada pelo Programa Operacional Inclusão Social e Empreso (PO ISE), pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), pelo Portugal 2020 (PT2020) e União  Europeia/Fundo Social Europeu (EU/FSE).

laçobranco (3).jpg

O confinamento e subsequente isolamento social imposto pela pandemia da COVID-19 traz à superfície, de forma maximizada, alguns indicadores preocupantes relativos à violência em contexto doméstico, designadamente à violência contra a pessoa portadora de deficiência, o foco central do Projeto Laço Branco.

A Fundação António Joaquim Gomes da Cunha está preocupada com o aumento da violência doméstica motivada pela coexistência forçada, pela fragilidade económica de alguns agregados familiares, pela vulnerabilidade psicossocial das vítimas, bem como pelo conjunto de medos suscitados pela imprevisibilidade da atual situação. Neste sentido, na programação das ações ter-se-á em linha de conta o atual contexto, de modo a incidir de forma veemente sobre a problemática central do Projeto “Laço Branco”: prevenção e desocultação da violência contra a pessoa portadora de deficiência.

De facto, como refere Ana Mota, Técnica do Projeto “Laço Branco”, “a pessoa com deficiência é aquela que tem um ou mais handicaps físicos, sensoriais, mentais ou intelectuais de carácter mais ou menos permanente que, ao interagir com diversas barreiras atitudinais e do seu meio, não exerce ou pode ver-se impedida de exercer os seus direitos, inclusivamente ao nível da sua inclusão plena e efetiva na sociedade, em igualdade de oportunidades com os demais”.

O referido conceito indica-nos que, o facto de possuir uma limitação ou deficiência não configura, per si, um fator de exclusão. Contudo, quando o meio ou contexto social não aceita, não tolera e/ou não compreende esta diferença (limitação ou deficiência), aí sim surge a vulnerabilidade. De acordo com Ana Mota “é neste contexto que as pessoas portadoras de deficiência sofrem exclusão, ao nível laboral, social e, não raras vezes, sofrem de violência doméstica. Infelizmente fazemos parte de uma sociedade que é muitas vezes excludente e violenta, o que aumenta o grau de vulnerabilidade das pessoas portadoras de deficiência, nomeadamente a situações de violência”, adiantou.

De acordo com Cidália Martins, diretora técnica da Fundação, o Projeto Laço Branco tem com objetivo “prevenir a ocorrência de situações de violência doméstica contra a população portadora de deficiência, desocultando o fenómeno e trazendo-o para discussão pública, numa perspetiva de apoiar e proteger aquela população, ampliando e consolidando a intervenção já desenvolvida pela Fundação.”

A próxima ação a dinamizar será a Rede de Partilha, uma Ação dirigida a Técnicos de IPSS`s, que “pressupõe a criação de uma Plataforma de Debate, em que serão inseridas 5 IPSS`s dos concelhos de Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto. Pretende-se dinamizar um ciclo de 3 workshop`s que contará com a presença de outras IPSS`s que darão a conhecer boas práticas e, por isso, aportarão valor acrescentado. Dentro das ações destacam-se: Abordagem Intersecional da violência doméstica contra a pessoa portadora de deficiência; Violência doméstica contra a pessoa portadora de deficiência: Identificação e Violência doméstica contra a pessoa portadora de deficiência: Intervenção”, terminou Cidália Martins.

laçobranco (1) (1).jpeg

laçobranco (1) (1).jpg

laçobranco (2).jpg

CELORICO DE BASTO REABRE AMANHÃ AS PISCINAS MUNICIPAIS AO AR LIVRE

Época balnear arranca amanhã em Celorico de Basto. Piscinas Municipais Descobertas da Vila de Celorico de Basto abrem amanhã, às 10h00. Piscinas Municipais descobertas de Codessoso abrem na terça-feira, da próxima semana.

Um dos principais focos de atração turística no concelho durante a época balnear estará acessível aos seus utilizadores mediante o cumprimento das normas de segurança.

abertura de piscinas - imagem.jpg

Está tudo pronto para que as piscinas Municipais ao ar livre, em Celorico de Basto, estejam em funcionamento a partir de amanhã, dia 3 de julho, com horários semelhantes aos anos anteriores mas com a frequência condicionada como forma de salvaguarda dos seus utilizadores e funcionários.

“As condições estão criadas com as devidas normas de salvaguarda para que os banhistas possam usufruir devidamente destes espaços” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. O autarca salienta que “este local é dos mais requisitados no concelho durante as férias de Verão pela população residente e pelos visitantes que afluem ao concelho. A sua abertura foi devidamente ponderada e estruturada para que tudo funcione plenamente mediante os condicionalismos impostos para salvaguarda de todos os utilizadores”.

As Piscinas Municipais descobertas de Boques, da vila de Celorico de Basto, abrem ao público em geral, amanhã, sexta-feira, às 10h00, encerram para almoço às 13h00, reabrem às 14h30 e encerram às 19h00. O horário é igual para todos os dias da semana com exceção da segunda-feira que abre unicamente às 14h30, sendo a manhã orientada para a manutenção do equipamento.  

As Piscinas Municipais descobertas de Codessoso abrem na próxima terça –feira, mas com salvaguardas diferentes. Irão funcionar unicamente, por marcação, na terça, quarta e quinta e ao sábado e domingo irão funcionar normalmente, sem marcação prévia, para todos os utilizadores/banhistas. À segunda e à sexta estarão encerradas. 

Plano de contingência com as normas de utilização estará disponível, a partir de amanhã, na página do Município e afixado na entrada das Piscinas Municipais ao ar livre de Celorico de Basto.

CELORICO DE BASTO REABILITA REGADIOS

Obras de beneficiação e reabilitação do regadio das Bouças, do Regadio de Carrazedo e do regadio de Britelo encontram-se em fase conclusão, permitindo o uso mais eficiente da água.

IMG_20200615_172155.jpg

Estas obras de reabilitação surgiram após a verificação de patologias que se prendem com a degradação dos canais, e consequentemente a perda significativa de água, a falta de sistemas eficientes de comportas e falta de limpeza dos canais que impediam o normal escoamento das águas. As obras de beneficiação consistiram na limpeza dos regadios e na melhoria das condições de escoamento, com a colocação de comportas para uma melhor gestão da água, a reparação dos canais existentes e em alguns casos, a realização de novos.

Para Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, a reabilitação dos regadios tornou-se prioritária “visto que é fundamental que os mesmos estejam nas condições devidas para que a agricultura se torne mais produtiva e competitiva, com o uso eficiente da água e o aproveitamento devido das terras, permitindo uma maior sustentabilidade da atividade agrícola”.

O Regadio de Carrazedo situa-se na união de freguesias de Britelo, Gémeos e Ourilhe, apresenta uma extensão de 1263m em dois ramais e cotas distintas, rega uma área de cerca de 20,02 hectares pertencentes a 11 proprietários e explorada por 12 agricultores e a sua reabilitação terá um custo de 49.999,95€, cofinanciado pelo Fundo Europeu Agrícola do Desenvolvimento Rural, FEADER.

O Regadio de Britelo situa-se também na união de freguesias de Britelo, Gémeos e Ourilhe, com uma extensão de 2696m, rega uma área de cerca de 31,36 hectares, pertence a 28 proprietários e é explorada por 15 agricultores. A reabilitação deste regadio custará 114.999,94€ cofinanciado pelo FEADER.

O Regadio de Bouças fica situado na união de freguesias de Canedo de Basto e Corgo, apresenta uma extensão total de 652m, rega uma área de cerca de 15 hectares pertencentes a 9 proprietários e explorada por 10 agricultores. A reabilitação deste regadio foi orçamentada em 37.500,00€ cofinanciado pelo FEADER.

IMG_20200615_172131.jpg

OBRAS NO ANTIGO EDIFÍCIO DOS PAÇOS DO CONCELHO DE CELORICO DE BASTO ESTÃO EM FASE DE CONCLUSÃO

As obras de reabilitação dos antigos Paços do Concelho seguem a bom ritmo e prevê-se a sua conclusão antes da data prevista, agosto de 2020.

_DSC3518.jpg

A requalificação deste edifício não visa a alteração das suas características arquitetónicas, antes a sua conservação, com uma ampla redistribuição do interior, de forma a preservar as características construtivas essenciais e formais da antiga construção demolindo ou corrigindo toda a compartimentação interior e estrutura existente, onde se verifiquem patologias importantes, adaptando o edifício às exigências de utilização atuais.

Efetivamente, prevê-se uma otimizando do espaço conferindo-lhe as devidas condições de conforto e de serventia de acordo com as necessidades do Município. Este será um edifício acessível para todos e com uma gestão energética eficiente.

Esta obra de requalificação foi adjudicada na ordem dos 796.770,97€. Encontra-se inserida no Plano de Ação de Reabilitação Urbana de Celorico de Basto e teve um apoio do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) de 600.447,58€.

_DSC3519.jpg

CELORICO DE BASTO REQUALIFICA ESTABELECIMENTOS DE ENSINO

Aprovadas candidaturas para intervenções de requalificação e conservação nas Escolas básicas da Gandarela e da Mota, em Celorico de Basto
Obras arrancam em breve e vão corrigir questões estruturais, melhorando as condições de segurança e de aprendizagem nestes estabelecimentos.

_MG_0114.JPG

Em ambas as escolas será removido todo o sistema de cobertura existente e substituído por um novo sistema com painéis tipo “sandwinch” isolantes de aço com 40mm de espessura, composto por 4 ondas de 35mm no seu topo e 64mm na sua base. A chapa superior do painel terá 0,4mm de espessura e a chapa inferior terá 0,3 de espessura. A densidade do poliuretano será de 50kg/m3.
Este sistema será aplicado em todos os edifícios existentes, com exceção do edifício do ginásio, e ainda nos cobertos exteriores que ligam os diversos pavilhões, associados a uma estrutura de apoio em tubulares de ferro que será previamente tratada e pintada.
Nos edifícios existentes serão ainda revistas todas as cumeeiras, guieiros e encostos com as paredes e colocados rufos de platibanda também em chapa lacada à mesma cor da cobertura.
Todas as paredes exteriores serão devidamente reparadas, designadamente o tratamento de fissuras generalizadas e defeitos superficiais e posteriormente pintadas com pintura de resina de silicone de cor branca, com lambrim a cor cinza, de acordo com a configuração original dos edifícios.
Os elementos de betão serão igualmente tratados, de modo a dar-lhe a configuração original.
A Escola Básica de Gandarela conta, neste momento, com 191 alunos inscritos, sendo 66 alunos do 2.º ciclo e 125 alunos do 3.º ciclo. A escola tem 10 turmas
do ensino básico. As obras de requalificação desta escola foram adjudicadas pelo valor de 131.175,00€, com co-financiamento comunitário de 105.896,15€ e de 9.343,78€ do Ministério da Educação.
A Escola Básica da Mota conta actualmente com 204 alunos, sendo 91 alunos do 2.º ciclo e 113 alunos do3.º ciclo. A escola tem 10 turmas do ensino básico. As obras de requalificação desta escola foram adjudicadas pelo valor de 127.989,02€, com um apoio FEDER de 105.896,15€ e de 9.343,78€ do Ministério da Educação.

_MG_0107.JPG

CELORICO DE BASTO INCENTIVA À PRÁTICA DE EXERCÍCIO FÍSICO

Cuide de si e do seu coração, mexa-se, dê asas à imaginação e em casa, pratique exercício físico. UMS incentiva à prática de exercício físico

Tal como é habitual a Unidade Móvel de Saúde de Celorico de Basto dedicou o mês de maio à prevenção das doenças cardiovasculares procurando, através das plataformas digitais, incentivar à prática de atividade física em casa ou, dentro das normas propostas pela DGS, ao ar livre.

_DSC9965.jpg

“A sensibilização da UMS mantém-se apesar do período difícil que vivemos. Efetivamente, manter-se ativo, praticar exercício físico regularmente é uma das formas de combate às doenças cardiovasculares e de outras doenças, uma vez que o exercício físico aumenta a imunidade. Em todos os momentos da nossa vida é importante mantermo-nos ativos mas agora, mesmo em casa, é fundamental. Por si, pela sua saúde” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto.

Este ano, a Fundação Portuguesa de Cardiologia definiu como tema deste mês a prática da atividade física, um tema que a UMS acolheu e que procurou através dos meios digitais e presencialmente, na UMS, incentivar os idosos e toda a população a esses comportamentos saudáveis.

Joana Teixeira, Técnica da UMS, disse-nos que a atividade física é versátil e pode considerar-se, por exemplo, plantar uma horta, cuidar do jardim, o importante é manter-se ativo. “Os nossos idosos, principais recetores da mensagem da UMS, felizmente, por questões culturais, têm por hábito manter-se ativos, seja a cuidar do jardim, da horta, do quintal, a regar, a plantar os frutos da terra, a cuidar das plantas e essa atividade é muito importante quando falamos em prevenção de problemas cardiovasculares. Contudo, se puderam fazer caminhadas, sempre com as devidas precauções, ou outras atividades desportivas, tanto melhor, não podem, jamais é tornar-se sedentários. Nós continuamos, na UMS a incentivar a atividade física para manter o corpo e a mente saudáveis” disse.

Efetivamente a prática de exercício físico ajuda a prevenir e a reduzir a hipertensão arterial, a controlar o peso, reduz consideravelmente o risco de desenvolver doenças do coração e diabetes tipo 2, ajuda a prevenir e a reduzir a osteoporose, permite-lhe dormir mais tranquilamente e também, e a ter emoções positivas.

Recordar que a UMS resulta de uma parceria entre o Município de Celorico de Basto e a UCC Mãos Amigas (Centro de Saúde).

MUNICÍPIOS DE CABECEIRAS, CELORICO E MONDIM DE BASTO CRIAM CENTROS DE RASTREIO À COVID-19

Serviço está integrado no SNS e estará em funcionamento já na próxima semana

Numa iniciativa conjunta, pioneira a nível nacional, os Municípios de Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto e Mondim de Basto apresentaram uma proposta à ARS (Administração Regional de Saúde) do Norte, que visa a recolha e análise de exames à Covid-19 nestes concelhos. O plano apresentado mereceu concordância da ARS Norte e estará pronto a arrancar já no próximo dia 13 de abril.

Centros de Rastreio - cartaz.jpg

Esta medida responde a uma situação de emergência e permite, pela proximidade dos territórios e natural relacionamento entre os Municípios, que se preste um serviço absolutamente essencial, que está dificultado para os territórios de baixa densidade, criando uma dinâmica justificativa da presença de uma equipa de colheita, durante os cinco dias da semana, com uma gestão racional de tempo e recursos.

As recolhas e análises serão realizadas pelo laboratório Germano de Sousa, que colocará no terreno uma equipa com os meios técnicos deste laboratório certificado, criando em cada um dos concelhos um centro de rastreio. Estes centros irão permitir que os pacientes suspeitos de infeção e previamente referenciados pelo Sistema Nacional de Saúde, com prescrição médica e marcação prévia, possam realizar o exame e obter resultados, reduzindo, de forma significativa, o tempo de espera e as necessidades de deslocação. Os interessados, a título individual, também poderão realizar o teste desde que possuam prescrição médica e suportando os custos associados à sua realização. Os resultados, após análise pelo laboratório Germano de Sousa, são depois enviados diretamente ao utente e às autoridades de saúde pública usando os mecanismos adequados.

Este serviço é convencionado e está englobado no SNS – Sistema Nacional de Saúde, que suportará os custos financeiros, cabendo a cada um dos Municípios envolvidos a responsabilidade de assegurar o espaço onde funcionarão os centros de rastreio, bem como os meios materiais, humanos e técnicos para o seu funcionamento. Os centros de rastreio funcionarão de segunda a sexta, de forma alternada, garantindo duas manhãs e duas tardes em Cabeceiras e Celorico, uma manhã e uma tarde em Mondim e estarão instalados na sede destes três concelhos da Região de Basto. A itinerância, será realizada seguindo um modelo que tem em conta o número de habitantes e será alvo de uma monitorização dinâmica que permite a cada momento fazer acertos, mediante a evolução da situação. O arranque será já na próxima semana, a partir do dia 13, segunda-feira.

CELORICO DE BASTO REFORÇA PREVENÇÃO NUM PAÍS EM "ESTADO DE ALERTA"

Novas medidas de prevenção foram hoje, 13 de março, decididas pela autarquia de Celorico de Basto na perspetiva máxima de salvaguarda das populações.

parque de campismo (3).jpg

Efetivamente a declaração de pandemia reforça a necessidade do esforço coletivo na adoção de medidas preventivas para travar a difusão do novo Coronavirus e consequente contágio.

Nesse sentido, o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, decidiu que o Parque de Campismo e Caravanismo e o Edifício da Pousada estão encerrados ao público a partir de hoje até ao dia 31 de março, permitindo apenas o acesso aos utentes em regime de fidelização – modalidade de caravanismo.

Esta é mais uma medida adotada pelo Município com o intuito de reforçar a segurança dos cidadãos numa altura em que a Organização Mundial de Saúde declarou o Covid 19 como pandemia.

CELORICO DE BASTO COMBATE COVID-19

Município de Celorico de Basto promove novas medidas de combate ao Covid 19

Autarca celoricense solicita à Ministra da Saúde e à Diretora Geral da Saúde o encerramento imediato das escolas do concelho.

_DSC9941.jpg

Todas as medidas para Proteger a população são o objetivo primordial do autarca de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, que, e face ao aumento gradual de número de casos diagnosticados com Covid 19, não abdica que tomar medidas preventivas e necessárias para contribuir para a contenção da progressão do Covid 19.

Nesse sentido e tendo em conta o alastramento do Covid 19 à escala nacional, e verificando-se que Celorico de Basto faz fronteira com Felgueiras, tendo uma relação bastante forte a nível económico, social e cultural, com grande interação entre as duas comunidades, os membros do órgão Executivo da Câmara Municipal de Celorico de Basto entenderam solicitar o imediato encerramento dos estabelecimentos de ensino do concelho, solicitando também que todos os pais que tenham necessidade de ficar em casa, a acompanhar os filhos, o possam fazer com a garantia de recebimento dos seus salários. 

“Vivemos o tempo da ação e não da reação, pedem-se por isso, decisões em articulação com as comunidades locais e os seus decisores na defesa intransigente das populações” disse  o autarca.

O autarca decidiu ainda em despacho o encerramento ao público da Biblioteca Municipal professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, a suspensão da Unidade Móvel de Saúde, e está a fazer o levantamento dos funcionários Municipais que apresentem patologias de saúde que os possam colocar em risco em caso de infeção por Covid 19 para que possam ser dispensados do trabalho presencial, promovendo-se, se possível, o trabalho à distância. Joaquim Mota e Silva incentiva ainda a população a evitar deslocar-se aos locais de atendimento do Município privilegiando o contacto telefónico e correio eletrónico. Medidas preventivas pelo bem da população.

ESCOLA DE TÉNIS APRESENTADA EM CELORICO DE BASTO

Inserida no plano de atividades da coletividade A Pérola AJ, a Escola de Ténis foi apresentada este sábado, 7 de março, no Gimnodesportivo da Mota, local onde irá funcionar a Escola. Uma ação que contou com a presença dos diversos parceiros que contribuíram e continuarão a contribuir para que esta iniciativa seja o sucesso ambicionado.

_DSC1500.jpg

Presente na sessão de apresentação, o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Siva, disse que este é o “momento zero desta escola de ténis, está tudo pronto para que seja um sucesso muito por força da envolvência das várias entidades, desde o Município, Agrupamento de Escolas, Juntas de Freguesia e outras entidades que se quiseram associar à Pérola AJ para criar meios e condições para que este clube desportivo pudesse, em tão curto espaço de tempo dar andamento à segunda modalidade promovida. Uma modalidade que tem uma vertente abrangente, que procura chegar a todas as faixas etárias e que tem como objetivo principal incentivar a comunidade à prática desportiva”. O autarca salientou ainda a “importância do incentivo para a prática de outras modalidades desportivas por forma a melhorar os equipamentos desportivos. Efetivamente, este concelho é cada vez mais polivalente e apresenta cada vez mais opções desportivas à comunidade”.

Esta escola está em funcionamento desde sábado, as aulas são lecionadas por professores de Educação Física, e, para todos os participantes, o primeiro mês de inscrição é gratuito. As mesmas têm lugar aos sábados, das 11h00 às 13h00, e a inscrição é obrigatória junto do clube desportivo ou das juntas de freguesia parceiras, a junta de freguesia de Agilde, a junta de freguesia de Moreira do Castelo, a junta de freguesia de Borba da Montanha, a junta de freguesia de Fervença e a união de Freguesia de Carvalho e Basto Sta. Tecla.

Para o Presidente da Pérola AJ, Manuel Maria Afonso, e na ótica do mencionado pelo autarca, “o nosso concelho não pode ser só futebol, felizmente esse paradigma vai-se desmistificando e temos cada vez mais modalidades a ganhar terreno. Nós apostamos inicialmente no voleibol e gira vólei e agora estava na altura de apostar em mais uma modalidade, o Ténis. As condições físicas existem, só precisam de ser aprimoradas, por isso estou certo que, com o envolvimento das entidades, esta escola de ténis, que irá contribuir para o bem-estar da população, será um sucesso.

_DSC1537.jpg

_DSC1546.jpg

MUNICÍPIO DE CELORICO DE BASTO ADOTA MEDIDAS ACRESCIDAS DE PREVENÇÃO

Covid 19 obriga à suspensão de atividades desportivas e feiras no Mercado Municipal

Com o objetivo único de salvaguardar a população, na ótica preventiva e de sensibilização para combater o Covid 19, o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto reuniu hoje com o Conselho Municipal da Educação, Autoridades da Saúde, Autoridades da Segurança e Proteção Civil e Juntas de Freguesia, tendo, nessa sequência, decidido como novas medidas preventivas a adotar, a suspensão de todas as atividades desportivas promovidas pelo Município, a suspensão de atividades desportivas em equipamentos Municipais assim como a suspensão da realização de feiras no Mercado Municipal.

piscinaceloricos.jpg

Estas medidas vigoram até dia 31 de março.

 “A implementação destas resoluções surge no sentido de evitar a evolução da propagação por Covid 19. A nossa proximidade com Felgueiras, concelho limítrofe, é um dos aspetos a considerar observando também a proximidade social, económica e cultural” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. O autarca esclarece que “a nossa intenção tem um único propósito, salvaguardar as populações com medidas preventivas evitando a propagação do vírus. Estas medidas não visam alarmar as populações antes, salvaguarda-las, numa atitude clara de acautelar a saúde pública”.

Da referida reunião, resultou um conjunto de preocupações relativamente ao funcionamento dos estabelecimentos de ensino, tendo sido consensualizado remeter essas preocupações à DGEST para que a mesma se pronuncie sobre as condições de segurança do funcionamento dos estabelecimentos de ensino deste concelho.

CELORICO DE BASTO CANCELA EVENTOS

O Município de Celorico de Basto acaba de aprovar um despacho através do qual cancela a Festa Internacional das Camélias, adia a comemoração dos 500 anos do Foral, suspende o programa “Celorico a Mexer” para os idosos e a convoca uma reunião com carácter de urgência para 10 de março do Conselho Municipal de Segurança e do Conselho Municipal de Educação.

DESPACHO

Considerando que, nos dias 13, 14 e 15 de março de 2020, se encontra prevista a realização da XVII Festa Internacional das Camélias em Celorico de Basto.

Considerando que, nos dias 28 e 29 de março de 2020, se encontra prevista a realização do evento de celebração dos 500 anos da atribuição do Foral a Celorico de Basto.

Considerando que de acordo com o Plano de Contingência do Município de Celorico de Basto para o COVID-19, por despacho do Presidente da Câmara Municipal, poderão ser suspensos ou cancelados os eventos ou iniciativas públicas municipais, realizados quer em locais fechados quer em locais abertos ao público, na sequência de avaliação de risco efetuada em articulação com as autoridades de saúde locais e nacionais.

Considerando o parecer desfavorável do Delegado de Saúde local e da Coordenadora da Unidade de Saúde Pública do ACES do Baixo Tâmega, quanto à realização do evento Festa das Camélias, atendendo ao elevado número de pessoas que o evento mobiliza.

Considerando que as normas e orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS) são no sentido de aprofundar a prevenção do contágio do COVID-19, e dessa forma proteger a saúde de todos os Portugueses.

Considerando que, no presente momento, e de acordo com dados conhecidos, o número de infetados pelo vírus COVID-19 ascende a 30, encontrando-se 56 casos a aguardar resultado laboratorial e 447 pessoas em vigilância por parte das autoridades da saúde.

Considerando que a maioria dos casos de infeção se situa no norte do país, incidindo sobretudo no concelho vizinho de Felgueiras, onde se procedeu já ao encerramento de escolas e equipamentos municipais e ao cancelamento de eventos.

Considerando que, mercê do quadro atual, o Município de Celorico de Basto se encontra empenhado na adoção de medidas de prevenção da transmissão do vírus COVID-19, por forma a acautelar a sua transmissão generalizada, com as consequências gravosas para a saúde pública.

Considerando que o interesse económico e a relevância municipal dos eventos, nunca em tempo algum se poderá sobrepor à defesa da saúde pública.

Verificando-se que a XVII Festa Internacional das Camélias em Celorico de Basto e o evento de celebração dos 500 anos da atribuição do Foral a Celorico de Basto implicarão elevada participação de público e, como tal, serão eventos potenciadores de graves riscos de transmissão do vírus COVID-19, determino, ao abrigo do previsto no Plano de Contingência do Município de Celorico de Basto para o COVID-19, no Despacho  n.º 2836-A/2020, de 02.03.2020 e em alinhamento com as Orientações da DGS n.ºs 3/2020 e 6/2020, de 30/01/2020 e 26/02/2020, respetivamente, e com a Informação da DGS n.º 6/2020, de 28/02/2020, o cancelamento do evento XVII Festa Internacional das Camélias em Celorico de Basto e o adiamento do evento de celebração dos 500 anos da atribuição do Foral a Celorico de Basto, que oportunamente será reagendado.

Mais determino, com efeitos imediatos, a suspensão, até decisão em contrário do programa Celorico a Mexer.

Por fim, determino, com carácter de urgência, a marcação para o dia 10 de março de 2020, de uma reunião do Conselho Municipal de Segurança e do Conselho Municipal de Educação, com a participação do Delegado de Saúde local, para ponderação de medidas adicionais a adotar para prevenção da transmissão do vírus COVID-19.

Celorico de Basto, 09 de março de 2020,

O Presidente da Câmara

 (Dr. Joaquim Monteiro da Mota e Silva)

CELORICO DE BASTO LEVA FOLIA AO REINADO DE D. MANUEL I

Cortejos de Carnaval percorrem as ruas do concelho de Celorico de Basto. Fatos de Carnaval à época de D. Manuel I

Cortejos carnavalescos tiveram lugar nos quatro polos urbanos do Concelho, no dia 21 de fevereiro, e pautaram pelo divertimento de quem estava a assistir e dos foliões. Cortejos de Carnaval inspirados nos 500 anos do Foral celebrado em Celorico de Basto no próximo dia 29 de março.

_DSC2432.jpg

Parte dos foliões desfilaram, durante a manhã de hoje, pelas ruas da vila de Celorico de Basto mascarados de D. Manuel I, de elementos do Povo, da nobreza, de guerreiros, de bobos, de princesas, de rainhas, de jardineiros do Rei e outros à época quinhentista.

A participar no cortejo carnavalesco estiveram as crianças do Centro Escolar da Vila, da Creche e infantário da Associação de Solidariedade de Basto e o Centro de Atividades Ocupacionais, e creche e infantário da Santa Casa da Misericórdia de Arnoia.

Felizes, as crianças brincaram ao Carnaval com as dezenas de pessoas que assistiam ao corso carnavalesco. Diogo Meireles, aluno do Centro Escolar de Celorico de Basto, do 3º ano, disse-nos que é muito giro “brincar ao carnaval, eu vou mascarado de guerreiro, um guerreiro muito forte e resistente”.

A assistir ao Corso, o Presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, mostrou-se muito agradado com a beleza inerente ao cortejo. “Vejo, neste cortejo, muita dedicação dos alunos, dos professores e auxiliares que desfilaram com trajes muito bonitos e colorido. Um desfile que voltará a replicar-se na festa das camélias, mas com uma dimensão muito maior”.

_DSC2464.jpg

_DSC2495.jpg

_DSC2535.jpg

_DSC2550.jpg

CELORICO DE BASTO PREPARA A FESTA INTERNACIONAL DAS CAMÉLIAS

A decoração da vila de Celorico de Basto é das atividades que mais envolve a população, com particulares, associações e entidades a colaborar ativamente com o Município para engalanar a preceito a Capital das Camélias nos dias 13, 14 e 15 de março, data da XVII Festa Internacional das Camélias. 

_DSC1064.jpg

Durante estes dias de elaboração de materiais decorativos, a azáfama faz-se sentir nas várias associações do concelho com enfase para o Agrupamento de Escolas que tem dedicado parte do seu tempo a esta atividade.

Em visita à Escola Básica da Mota foi possível verificar a minúcia dos alunos e professores na elaboração dos diferentes materiais decorativos, este ano com uma breve alusão ao Foral, com as celebrações marcadas para os dias 28 e 29 de março.

Sempre com as camélias em destaque, esta escola está a elaborar partes da imagem do Foral e um dos brasões das casas senhoriais do concelho, “verdadeiras obras de arte que começam a ganhar forma” como disse a professora Anabela, Coordenadora da Escola. Paralelamente, nos centros escolares estão a ser decorados arcos de ginástica pelos alunos. “Estes materiais são fornecidos pelo Município e transformar a nossa vila num verdadeiro jardim de camélias, cada vez mais atrativa e única, muito por força da colaboração da comunidade em geral. No caso dos Arcos é importante salientar que muitos deles estão a ser decorados em contexto escola, nos Centros Escolares, mas também em casa de muitas famílias, que acharam a ideia interessante e quiseram colaborar ativamente na decoração de toda a vila. Também estamos a produzir vasos decorativos, camélias gigantes em diferentes materiais e muitos outros ornamentos decorativos que irão dar cor à vila de Celorico de Basto” disse Fernando Peixoto, Vereador da Cultura do Município de Celorico de Basto.

Paralelemente ao Agrupamento de Escolas salienta-se o trabalho da Associação Teque, da Associação Molares com Vida, da Associação de Solidariedade Social de Basto - CAO, da Associação de Solidariedade de Santo André de Codessoso, da Santa Casa da Misericórdia de Arnoia, da Associação A Pérola AJ, dos funcionários do Município e da comunidade em geral com destaque para os comerciantes e moradores que têm um papel fundamental na decoração de toda a vila.

Cada associação e entidade propôs-se elaborar trabalhos de extrema minúcia e beleza que irão deixar os visitantes no mínimo, encantados.

 Para Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, “esta é uma festa das pessoas e para as pessoas, uma festa dedicada à flor que embeleza os nossos jardins de uma forma tão formosa e delicada. Como sempre conta com a participação cada vez mais empenhada de toda a comunidade, o que nos deixa muito satisfeitos e gratos por ver que todos trabalham em prol de um mesmo objetivo. Não posso deixar de reiterar a dedicação imensa das associações e entidades que não descuram o brio nos trabalham que elaboram e apresentam verdadeiras obras de arte que merecem ser apreciadas por todos. Com toda esta azáfama, estou certo que teremos uma das festas mais bonitas, dedicada a este património Natural que povoa os nossos jardins. 

_DSC2377.jpg

_DSC2385.jpg

_DSC2387.jpg

_DSC2391.jpg

CELORICO DE BASTO SENSIBILIZA OS JOVENS PARA OS "RISCO DO USO DO TELEMÓVEL DURANTE A CONDUÇÃO"

Alunos do 1º ciclo de Celorico de Basto sensibilizados para os “Riscos do uso do telemóvel durante a condução”

A sensibilização para a segurança e prevenção rodoviária chegou aos Alunos do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto, de forma lúdica e pedagógica, com a apresentação da peça “Distração digital”. A ação decorreu no dia 11 de fevereiro, no Cineteatro dos Bombeiros Voluntários Celoricenses e contou com a presença, em duas sessões, de todos os alunos do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas.

_DSC2074.jpg

Esta é uma campanha da Ascendi em parceria com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, a GNR e a PSP, que com o apoio do Município de Celorico de Basto proporcionou aos alunos do 1º ciclo, uma peça com o intuito de os sensibilizar para o uso “indevido do telemóvel durante a condução”.

Para o Vereador da Educação da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Fernando Peixoto, presente na iniciativa, “esta é das melhores formas de fazer passar a informação, tenho a certeza que as crianças apreenderam o mais importante e em casa irão transmitir aos seus pais a importância de não utilizar o telemóvel enquanto se conduz. Só posso felicitar a Ascendi e a GNR pela forma tão subtil de fazer passar a mensagem”. 

De facto esta campanha “insere-se numa estratégia que a Ascendi tem vindo a desenvolver para diminuir os acidentes rodoviários e visa alertar para os riscos do uso do telemóvel durante a condução e sensibilizar as crianças que a longo prazo serão condutores mais responsáveis e a curto prazo irão ser os precursores da mensagem” disse Filipe Melão, responsável da Ascendi.

No mesmo sentido, o cabo Mendes, da GNR, do Destacamento de Fafe, salientou a importância da segurança rodoviária, “estamos convosco para vos mostrar o quanto é importante cumprir determinadas regras, nós trabalhamos todos os dias para manter a vossa segurança e hoje, vamos transmitir muitos ensinamentos que serão muito importantes para a vossa vida e que queremos que transmitam aos vossos pais e amigos, para que também eles possam estar mais seguros e sejam mais responsáveis na condução e na utilização do telemóvel”.

A peça “Distração Digital” foi encenada por Paulo Santos, da Décadas de Sonho, uma companhia com muita experiência neste género de campanhas de sensibilização. Uma campanha que procura inverter os números da sinistralidade uma vez que, grande parte dos acidentes acontece por causa de comportamentos negligentes do condutor.

_DSC2096.jpg

_DSC2113.jpg

_DSC2117.jpg

_DSC2219.jpg

CABECEIRAS DE BASTO ASSINALA "SEMANA DOS AFETOS"

Em Cabeceiras de Basto ‘Semana dos Afetos’ sensibiliza alunos para a igualdade na diferença

“O mundo é um arco-íris onde todas as cores se completam”. Esta foi a expressiva e calorosa mensagem que a Semana dos Afetos deixou aos alunos das Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto e aos alunos da Escola Básica do Arco de Baúlhe.

CTCMCB - Semana dos Afetos (2).jpg

Dinamizada pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB), a Semana dos Afetos desenvolveu-se ao longo do dia de ontem e hoje, envolvendo alunos do 7.º ano do Arco de Baúlhe e os alunos que frequentam o CAA – Centro de Apoio à Aprendizagem da Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto.

A manhã de hoje começou com uma animada interação de grupo no polivalente da Escola Básica e Secundária, onde os participantes – alunos, professores e auxiliares – ‘exercitaram’ o corpo, relaxando a mente para a maravilhosa história do mundo amarelo e do mundo verde, onde um lindo girassol e um amistoso caracol foram protagonistas.

Depois da realização de jogos lúdicos e teatrais relacionados com o tema abordado no conto, momento marcado pelo movimento e manifestação de emoções e gestos de afeto, com destaque para os abraços, o grupo ouviu a bonita história do Girassol e do Caracol que queriam muito estar juntos mas não podiam por serem diferentes e por viverem em mundos também diferentes. Mas a vontade de estarem próximos e de serem amigos fez o caracol desafiar o girassol a ultrapassarem juntos as diferenças do mundo verde e do mundo amarelo, para passarem a viver num mundo multicor, com lugar para todos e “onde todos são diferentes mas iguais”.

O CTCMCB desenvolveu esta atividade de criação artística como elemento de formação pedagógica, indo ao encontro do programa educativo do Agrupamento de Escolas. Este conto pretendeu trabalhar as questões sobre a diferença e a aceitação de forma lúdica para que as crianças percebessem a importância da diversidade para “um mundo mais colorido”.

De realçar, igualmente, o carinho que o Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto – professores, funcionários, pais e alunos – tem dedicado à integração de todos os estudantes, tendo como parceiro o CTCMCB no alcance deste importante objetivo.

A Semana dos Afetos integra o Plano de Atividades do CTCMCB para o ano de 2020.

CTCMCB - Semana dos Afetos (1).JPG