Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CARTOONISTA VENEZUELANO LEONARDO RODRÍGUEZ CARICATURA O VIANENSE JOÃO ALPUIM BOTELHO

Não digam a ninguém, mas fomos à gaveta do diretor do Museu, o Joao Alpuim Botelho, e encontrámos lá isto. Devem ser planos para uma nova estátua em frente à entrada do Museu.

Caricatura da autoria do cartoonista venezuelano Leonardo Rodríguez, onde vemos o diretor do Museu Bordalo Pinheiro metamorfoseado na estátua de Bordalo e do gato Pires, que se encontra à entrada do museu.

Leonardo Rodriguez é um galardoado cartoonista venezuelano residente em Barcelona, e que fez recentemente parte do júri do World Press Cartoon.

Leonardo Rodríguez perdeu recentemente a mãe, devido à Covid. Durante a doença, Leonardo teve que suportar os custos de hospitalização da mãe, que continuam a ser pagos. Para suportar os custos, o artista criou uma campanha de angariação de fundos, dando em troca uma caricatura.

Saiba aqui como participar na campanha e ficar com uma caricatura sua: https://tinyurl.com/wt8ktm8n

E conheça aqui o trabalho do Leonardo: https://www.leonardorodriguez.net/

E aqui: https://www.instagram.com/leonardo_rodriguez_artist/

Fonte: https://www.facebook.com/MuseuBordaloPinheiro

219646452_4248904238503761_2944729360011493712_n.j

EXPOSIÇÃO DO ARTISTA LIMIANO ALFREDO CÂNDIDO EM 1929

Exposição de Alfredo Cândido em 1 de Junho de 1929. Identificados na foto: 1-Joaquim Cardoso, 2-Adolfo Sardinha, 3-Raimundo Sardinha, 4-Maria Mata de Sousa, 5-Alfredo Cândido, 6-Rego Barros, 7-Maria do Carmo C. Dias Branco, 8-António Dias Branco, 9-Angélico de Sousa, 10-Gomes de Carvalho, 11-Carlos de Seixas. 12-António dos Santos Carvalheiro, 13-José Augusto Ruivo.

Na foto, Alfredo Cândido aparece assinalado com uma cruz, além da numeração.

Fonte: ANTT

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0014-0752D_derivada.jpg

QUEM FOI O CARICATURISTA LIMANO ALFREDO CÂNDIDO?

Alfredo Cândido foi Presidente da Direcção da Casa de Entre-Douro-e-Minho

Alfredo Cândido nasceu em Arcozelo, nas «verdes margens do Lima», como ele gostava de dizer, a 27 de Janeiro de 1879.

Alfredo_Candido_11111.jpg

Em criança perdia-se nos labirintos da imaginação, nos jogos de olhar, no manejo do lápis e nos primeiros delírios tripudiante das linhas curvas. Deve ter feito caricaturas de alguns professores e por essa razão mudou várias vezes de escola até chegar à Industrial de Viana do Castelo. Foi lá que acabou o curso. Depois fez-se à vida.

Chegou a Lisboa nos finais do século XIX. «Por causa de uma caricatura, estando depois empregado,» lembra ele anos mais tarde, «fui inesperadamente posto na rua. Foi então que me fiz navegador e atravessei as florestas incultas do Brasil, aonde fiz os meus estudos d’apprès nature, pintando os retratos de várias surucucus que pousaram graciosamente.»

Depois, Alfredo Cândido iniciou, no Rio de Janeiro e em São Paulo, uma carreira resplandecente ligada aos grandes momentos do jornalismo e da charge brasileira da época. Colaborou em várias revistas ilustradas: «Portugal Moderno», «Cidade do Rio» de José do Patrocínio.

Alfredo Cândido deixava em cada obra a pequena história de um instante complexo, de um quadro tenso de alegria ou de tristeza, de uma consonância ou dissonância com a vida.

É verdade que procurava frequentemente os casos estapafúrdicos dos homens no tempo através das suas representações criativas e acessíveis aos outros homens. Por isso, os seus queixumes: «uma caricatura representou sempre uma ameaça e uma espera; duma vez foram suspensos três jornais e eu estive quase a ser também definitivamente suspenso.»

Apesar de tudo, o humorista limiano teve um papel de destaque na cultura brasileira. Conviveu com grandes vultos das artes e das letras no Café dos Artistas (O Papagaio).

Chegou a compor a letra de uma valsa “Despedida em Lágrimas” para J. Bulhões.

Em 1912, talvez um pouco antes, voltou a Portugal. Colaborou no «Brasil Portugal», no «Vira», «Novidades» e em outros jornais, revistas e anuários.

Fez caricaturas de ministros, juízes, cambistas, poetas, banqueiros, republicanos e monárquico, entre eles o Conselheiro Luciano Cordeiro; Juiz Conselheiro Francisco Mário da Veiga; Dr.Teófilo Braga; Pereira de Miranda; Dr. Afonso Costa; Moreira Júnior; Henrique Burnay; Dr. Jaime de Magalhães Lima; Fialho de Almeida; Dr. António José de Almeida; Dr. Manuel de Arriaga; Conselheiro Dr. Hintze Ribeiro; Dr. Bernardino Machado; Rei D. Carlos; Marquês de Soveral; José Maria Alpoim; Guerra Junqueiro; Conselheiro Dr. João Franco; Dias Ferreira; Mariano de Carvalho.

Ilustrou vários livros em prosa e em poesia, participou nas duas primeiras exposições dos Humoristas (1912, 1913) e em muitas outras que se realizam nas cidades de Lisboa e do Porto.

Nessa década, percorreu o país em viagens românticas na busca de temáticas para as suas telas. E em 1923 inaugurou uma exposição de aguarelas no Rio de Janeiro.

O sentimentalismo do seu pincel é reconhecido com a primeira medalha de aguarela da Sociedade Nacional de Belas-artes.

CNM_01510-0001_dissemination (2).jpg

Assinatura de Alfredo Cândido (Presidente da Direcção da Casa De Entre-Douro-e-Minho)

Pertenceu ao Grupo dos Amigos-Defensores do Museu Rafael Bordado Pinheiro, foi Secretário da assembleia-geral da Sociedade Nacional de Belas Artes, Presidente do Conselho Superior da Federação das Colectividades de Recreio e Vice-presidente da assembleia-geral da Casa do Minho. (3)

Morreu em Lisboa, a 27 de Julho de 1960.

Fonte: http://df46tic8anocdm.blogspot.com/

Almanaque de Ponte de Lima, 1907.jpg

Também o historiador limiano Luís Dantas a ele se referiu no seu blogue “Da minha sebenta” em http://limianismo.blogspot.com/

“Nunca se terá acomodado ao deixar correr a vida, como águas calmas em estiagem no rio Lima fronteiro à sua além da ponte(1) natal.

Os traços, as tintas, os pincéis e os lápis, foram o seu perfil, em constante volúpia de tom e de forma, muitas vezes confundindo o significado de risco. Nascido a 27 de Janeiro de 1879, completaram-se 50 anos da sua morte em 27 de Julho(2), mas as suas caricaturas, o seu humorismo, ainda servem para ilustrar obras actuais, comprovando o valor da sua intervenção artística e o rigor crítico ou evocativo das suas produções.”

  • Na Freguesia de Arcozelo, no concelho de Ponte de Lima
  • Faleceu em Lisboa, nesse dia, no ano de 1960
  • Foi também Presidente da Direcção da Casa de Entre-Douro-e-Minho

caricatura de Alfredo Cândido, por F.jpg

Alfredo Cândido caricaturado por Francisco Valença

A INAUGURAÇÃO DA PONTE INTERNACIONAL SOBRE O RIO MINHO – VISTA PELO CARICATURISTA LIMIANO SEBASTIÃO SANHUDO

“Família hespanhola, composta de sogra, filha e genro, que nos visitou por occasião da inauguração da ponte internacional.

Estes não passaram a ponte a pé, vieram no comboio”

- “O Sorvete – Jornal de Caricaturas”. 9º Ano. Nº. 411, de 28 de Março de 1886. Porto / Fonte: Arquivo Municipal de Ponte de Lima

transferirsorveteponteriominho.jpg

LIMIANO SEBASTIÃO SANHUDO CARICATUROU LEAL DA CÂMARA

A colaboração do limiano Sebastião Sanhudo na revista “A Corja!” – semanário de caricaturas – dirigida pelo caricaturista e aguarelista Leal da Câmara, iniciou-se no segundo número daquela publicação, precisamente com uma caricatura do próprio director que “protestou” pelo exagero dos traços fisionómicos.

De referir que Leal da Câmara nasceu em Pangim, capital do Estado de Goa, não tendo os detalhes escapado ao traço irónico de Sebastião Sanhudo.

ACorjaN02_0003_branca_t0.jpg

ACorjaN02_0001_branca_t0.jpg

LIMIANO SEBASTIÃO SANHUDO E LEAL DA CÂMARA CARICATURARAM “A CORJA!” NOS FINAIS DO SÉCULO XIX

“A Corja! Semanário de caricaturas” foi uma publicação concebida pelo caricaturista Leal da Câmara destinada a criticar as personalidades políticas de maior relêvo à época, com particular incidência no próprio rei D. Carlos.

Retrato_de_Sebasti_o_Sanhudo_1_400_400.jpg

Sebastião Sanhudo

Leal da Câmara cuja residência na Rinchoa, concelho de Sintra, é actualmente uma casa-museu bastante visitada por alunos e estudiosos locais, reuniu à sua volta artistas de renome à época de entre os quais destacamos o limiano Sebastião Sanhudo.

ACorjaN01_0003_branca_t0.jpg

Sebastião Sanhudo caricaturado no semanário A Corja!

Capturarcorja.JPG

Cabeçalho do semanário A Corja!

187574702_4300321766696676_508022555513535018_n.jp

Casa Museu de Leal da Câmara, na Rinchoa (Freguesia de Rio de Mouro), concelho de Sintra

VIANENSE JOÃO ALPUIM BOTELHO – DIRECTOR DO MUSEU BORDALO PINHEIRO – É O ORADOR DA PRÓXIMA SESSÃO DO CICLO “O HUMOR EM BORDALO”

Joao Alpuim Botelho, aqui sob o olhar atento de Bordalo Pinheiro, é o orador da próxima sessão do ciclo O Humor em Bordalo | Ciclo de palestras nos 175 anos do nascimento de Rafael Bordalo Pinheiro.

164923911_3911227745604747_1982775549485007914_o.j

O diretor do Museu Bordalo Pinheiro estará aqui em direto no domingo, 28 de março, pelas 18h, para nos apresentar "Ter Razão e ter Graça, para uma gramática do humor em Rafael Bordalo Pinheiro".

Nesta apresentação, João Alpuim Botelho propõe uma viagem sobre o humor de Bordalo Pinheiro, desmontando algumas das suas técnicas e explicando como pode ser uma ferramenta de leitura da vida política e social do final do século XIX.

Mais informações em https://museubordalopinheiro.pt/ativi.../o-humor-em-bordalo/

[Imagem: João Alpuim Botelho no Museu Bordalo Pinheiro. Fotografia de Ana Carvalho/Blog "No Mundo dos Museus".]

BERNARDINO MACHADO CARICATURADO SOBRE UM BOIÃO DE MANTEIGA DE PAREDES DE COURA

Bernardino Machado: “Um machado para a monarquia e um achado para a república”

A imagem reproduz uma caricatura da autoria de Francisco Valença, com texto de Albino Forjaz de Sampaio, datada de Junho de 1910, inserta na publicação “Varões Assinalados”, satirizando Bernardino Machado com a sua vestimenta característica, surge de pé sobre um boião onde se lê a incrição “Manteiga de Paredes de Coura” (numa alusão à sua actividade industrial). Em fundo, um barrete frígio resplandecente.

Fonte: Fundação Mário Soares

transferirmaneigapcou.png

MULHER DO MINHO NÃO FAZIA MANGUITO

O manguito é um gesto grosseiro destinado a ofender alguém. Muito popularizado noutros tempos, nomeadamente através das caricaturas e da cerâmica de Rafael Bordalo Pinheiro, ele foi caindo em desuso e actualmente é praticamente desconhecido.

89459840_3317753134918686_1794964388885561344_o.jp

Nas tabernas dos minhotos, em Lisboa, era usual ver-se exposto ao lado de Santo António, um boneco em cerâmica do “Zé Povinho” – daqueles feitos nas Caldas da Rainha! – com os dizeres “Queres fiado, toma!”.

A imagem não é inteiramente explítica mas sugere um "manguito". Porém, não existe memória da mulher minhota, apesar de humilde e pouco instruída, ser grosseira ao ponto de fazer “manguitos” seja a quem for… mas a política inventa sempre destas coisas!

manguito2ff.jpg

VIEIRA DO MINHO INAUGURA EXPOSIÇÃO DE SANTIAGU

“Santiagu, Caricaturas , Cartoons”, na Casa Museu Adelino Ângelo

Numa iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Vieira do Minho, a Casa Museu Adelino Ângelo vai inaugurar, no próximo dia 7 de setembro, pelas 15h00, a exposição “ Santiagu Caricaturas, Cartoons”, de autoria de  António Santos, mais conhecido pelo seu pseudónimo - Santiagu.

DSC_1185.JPG

Nesta exposição que irá estar patente ao público na casa Museu Adelino Ângelo, durante todo o mês de setembro, o artista vai expor Cartoons e Caricaturas de algumas personalidades, e figuras do panorama nacional e internacional, bem conhecidas do público.

Das 31 caricaturas expostas, no panorama nacional, o destaque vai para as caricaturas de Amália Rodrigues – 2018, Cristiano Ronaldo – 2015 Siza Vieira – 2014, José Saramago – 2015, entre outras. No panorama internacional dastacamos as caricaturas de Charlie Chaplin – 2016, - Ernest Hemingway – 2015,  Woody Allen -  2018,  Kadafi – 2012 , Dalai Lama -2007 e Jair Bolsonaro – 2018.

Refira-se ainda que este artista, natural de Arcozelo em Vila Nova de Gaia é detentor de um extenso curriculum, do qual destacamos a ilustração de vários manuais escolares, a colaboração no Jornal “ A Flor do Tâmega”. Professor de Educação Visual desde 1994, realizou várias exposições individuais e colectivas.

Premiado em vários festivais nacionais e internacionais tais como: Azerbaijão, Bósnia, Brasil, China, Egito, Espanha, Grécia, Irão, México, Kosovo, República Checa, Roménia, Rússia, Sérvia, Turquia e Ucrânia.

Nos vários anos dedicados a esta arte, o artista conta também  no seu palmarés com vários prémios, e menções honrosas.

MUSEU BORDALO PINHEIRO INAUGURA EXPOSIÇÃO JUNTO AOS PAÇOS DO CONCELHO

O vianense Dr. João Alpuim Botelho é o responsável pelo Museu Bordalo Pinheiro em Lisboa

O Museu Bordalo Pinheiro inaugurou ontem a exposição “Rafael Bordalo Pinheiro na Baixa”, no Largo de São Julião, junto aos Paços do Concelho, numa cerimónia que contou com a orientação do seu responsável, Dr. João Alpuim Botelho.

22550006_1588286684548328_5074360016478822077_n

O primeiro dia de exposição contou também com uma oficina de manguito, pelo próprio Zé Povinho.

Trata-se de uma exposição divertida, apresentada no centro da cidade do próprio Bordalo Pinheiro e da sua personagem Zé Povinho. Na realidade, um convite a que, após a exposição, visitem o Museu Bordalo Pinheiro e conheçam a obra do genial artista.

Fotos: Manuel Santos

22519145_1588282061215457_4387133934127137659_n

22519192_1588283287882001_2299088522911739506_n

22528092_1588282044548792_4973656599296486755_n

22528170_1588282984548698_8390339560851365100_n

22539759_1588282577882072_2063909411378493230_n

22540208_1588281657882164_6701498405589330923_n

22549640_1588285367881793_778950968943903845_n

22549838_1588286367881693_4244570869607441880_n

22549961_1588283257882004_5936718188368900813_n

22550043_1588283807881949_4303706662867256897_n

22555198_1588282877882042_6748140694117234987_n

22687756_1588285777881752_414406538025072609_n

22728682_1588281977882132_1186628427101185915_n

22728815_1588283041215359_6616204426816026693_n

22728850_1588285711215092_2445729999343120876_n