Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CAMINHA: ÁREA FLORESTAL DA FREGUESIA DE VILE ESTÁ A SER ALVO DE TRABALHOS DE LIMPEZAS E MANUTENÇÃO

O Município de Caminha através da Equipa de Sapadores Florestais 25-111 está a executar trabalhos de limpeza e manutenção em vários caminhos florestais na freguesia de Vile. Estes trabalhos fazem parte da estratégia do Município no âmbito da Defesa da Floresta Contra Incêndios.

vile (4).jpg

Em Vile os trabalhos que estão a decorrer incluem a desobstrução da rede viária e a abertura de faixa de gestão de combustíveis nos seguintes locais:  Fontainhas, envolvente do Campo de Futebol, Rua das Quitérias e Rua de Perneto, numa extensão de 2km.

Também será realizada uma limpeza, numa área de aproximadamente 1,5 hectares, em São Pedro de Varais, de forma a preparar os terrenos para uma intervenção de florestação que a junta de freguesia pretende levar a efeito.

Esta equipa ainda procederá à limpeza do acesso a duas nascentes de água (Nascente de Bechoquinho e Nascente das Escalas) que abastecem os fontanários e o lavadouro da freguesia.

Este ano, a Equipa de Sapadores já procedeu à limpeza e abertura de faixa de gestão de combustíveis em vários troços da rede de percursos pedestres municipais, nomeadamente junto ao Mosteiro de São João de Arga, e na freguesia.

vile (11).jpg

PS ESTEVE EM CAMINHA A DEBATER A CULTURA, PATRIMÓNIO E HABITAÇÃO

Reabilitação do Património e implementação urgente do Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura foram os assuntos em destaque

Coube ao Teatro Valadares, em Caminha, receber mais uma sessão do Roteiro 100% Alto Minho, desta vez com um fórum dedicado ao tema da Cultura, Património e Habitação.

CAMPANHAPSCAMINHA22 (1).jpg

Moderado por Tiago Brandão Rodrigues, o encontro contou com a participação de Isabel Pires de Lima, Professora Catedrática da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Carla Magalhães, atriz e Diretora Artística da Companhia de Teatro Krisálida, Marina Gonçalves, atualmente a exercer funções de Secretária de Estado da Habitação, e Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha.

Num debate muito participado, apesar da noite fria, coube ao cabeça de lista do PS por Viana do Castelo lançar o mote da discussão ao defender que “a cultura deve ser inclusiva, abrangente e envolvente, cabendo ao Governo a promoção de políticas públicas orientadas para a acessibilidade e participação alargada de públicos e a sua ligação às instituições, obras e criadores”.

Segundo Tiago Brandão Rodrigues, “o Estado deve proporcionar as condições para a criação e fruição cultural, bem como para a mobilização da sociedade para o investimento em bens culturais”. Isabel Pires de Lima começou a sua intervenção dando conta da necessidade de incrementar o ritmo de preservação e valorização do património, lembrando que "a cultura produz desenvolvimento e agregação comunitária".

Para a antiga Ministra da Cultura, “o treino de interpretar é que nos dá capacidade critica" e para que as pessoas sintam a interpelação das artes e dos espetáculos "só há uma via: mais cultura!”.

Carla Magalhães trouxe, por sua vez, a visão dos artistas, técnicos, mediadores e promotores culturais, dando conta do trabalho da companhia de teatro que dirige como exemplo de envolvimento com a comunidade de Caminha e do Alto Minho, sem deixar de confessar que “o período pandémico não tem sido fácil de enfrentar”. A atriz, no entanto, apontou com otimismo o futuro, salientando que “a implementação urgente do Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura já aprovado é um passo importante para a dignificação do setor e dos seus trabalhadores”.

Já Marina Gonçalves fez uma intervenção focada na problemática da Habitação, recordando o compromisso do PS em alavancar “um investimento de 50 milhões de euros no Alto Minho para construção e reabilitação de mais de mil habitações, de modo a dar melhores condições às famílias e apoiar a fixação de população”. A candidata natural de Caminha relacionou os diferentes temas em debate, considerando que “um bom trabalho em todas estas áreas contribui para a inversão do declínio demográfico da região e do país, apostando na melhoria da vida das pessoas e na sua realização pessoal”.

Foi Tiago Brandão Rodrigues quem fechou a discussão, arriscando resumir o programa eleitoral do PS nesta área a seis prioridades que elencou como “a promoção do livro e da leitura, o património cultural, a criação artística, a promoção do cinema e do audiovisual, a descentralização e a internacionalização”.

O Partido Socialista continuará a realizar os Fóruns do Roteiro 100% Alto Minho ao longo dos próximos dias. Esta sexta-feira cabe aos Arcos de Valdevez receber uma sessão subordinado ao tema "Ambiente e Sustentabilidade" e, para o próximo domingo à noite, está marcado um comício no Teatro Sá de Miranda, em Viana do Castelo, que contará com a presença de António Costa, Secretário-Geral do Partido Socialista.

CAMPANHAPSCAMINHA22 (2).jpg

CAMPANHAPSCAMINHA22 (3).jpg

CAMPANHAPSCAMINHA22 (4).JPG

CÂMARA DE CAMINHA POIA EM MAIS DE 240 MIL EUROS TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO DE PASSAGEIROS

População continuará a contar com carreiras essenciais

A Câmara Municipal de Caminha vai continuar a assegurar as deslocações da população em transporte público coletivo, suportando uma compensação financeira às operadoras, num investimento que, este ano, ultrapassa os 240 mil euros. A proposta do Presidente da Câmara foi ontem aprovada, por unanimidade, em reunião do Executivo.

Os diversos percursos de transporte coletivo em funcionamento revelam-se essenciais para as populações de várias freguesias do concelho, mas muitos deles são pouco apetecíveis para as empresas de transportes, nomeadamente em termos económicos por não assegurarem uma rentabilidade satisfatória ou por representarem mesmo prejuízos.

A Câmara considera que as carreiras em causa são fundamentais para as populações, muitas delas sem alternativa própria, e tem assegurado esta compensação, como continuará agora a fazer.

Na reunião de ontem, entre outras propostas, foi ainda aprovada a concessão de subsídios, nomeadamente ao Sporting Club Caminhense para apoio à aquisição de embarcação e/ou equipamentos modernos e de qualidade, no montante de 65 mil euros; à Sociedade Musical Banda Lanhelense para apoio à Escola de Música João Costa e Silva no valor de 13.500 euros e à  Junta de Freguesia de Riba de Âncora para apoio na manutenção de espaços culturais, como o Forno Comunitário, o Núcleo Museológico e os Moinhos D’Apardal, e ainda atividades da freguesia, no montante de 12 mil euros.

CAMINHA TEM 522 PESSOAS INSCRITAS PARA PODER VOTAR ANTECIPADAMENTE NO PRÓXIMO DOMINGO

Hoje é o último dia de inscrição para o exercício do Voto Antecipado em Mobilidade. Até ao momento, registaram-se 522 pessoas no concelho para poderem votar no próximo domingo, dia 23 de janeiro, nas Mesas de Voto Antecipado colocadas no edifício da Câmara Municipal, em Caminha e no Gabinete de Apoio ao Munícipe, em Vila Praia de Âncora. As pessoas podem inscrever-se até à meia-noite de hoje no site da Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna – www.votoantecipado.mai.gov.pt

logo legislativas.png

Relativamente ao número das últimas eleições Presidenciais, o Município de Caminha regista mais 200 pessoas inscritas e aguarda pelo que vier a acontecer no dia de hoje. Para Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha, “o elevado número de inscrições para o voto antecipado é demonstrativo da vontade das pessoas participarem num ato eleitoral tão importante como são as eleições para a Assembleia da República e confirma o acerto da decisão de criar duas Mesas de Voto no concelho. As pessoas que têm dúvidas sobre a sua disponibilidade no dia 30 de janeiro e que têm algum receio relativamente ao aglomerado de gente que possa haver, no mesmo dia, em algumas Mesa de Voto, devem inscrever-se ainda hoje para poderem votar já no domingo. Estamos preparados para receber os nossos concidadãos com toda a segurança!”.

A Câmara Municipal de Caminha disponibiliza testes para todos os membros das Mesas de Voto que receberam a terceira dose da vacina contra a COVID. Cada local terá um circuito próprio que evitará o cruzamento de pessoas e maiores aglomerações no interior e contará com a disponibilidade de máscaras e álcool gel para os eleitores, membros das Mesas e delegados dos partidos.  

CAMINHA: NOS PRIMEIROS TRÊS DIAS DE INSCRIÇÃO REGISTARAM-SE 302 ELEITORES PARA O VOTO ANTECIPADO EM MOBILIDADE

Número praticamente iguala as inscrições nas últimas presidenciais. As inscrições continuam abertas até ao dia 20 (quinta-feira)

Nos primeiros três dias de inscrições para o exercício de voto antecipado no concelho de Caminha, registaram-se 302 eleitores para poderem votar no próximo domingo, dia 23, nas duas mesas de voto disponibilizadas pelo Município de Caminha.

logo legislativas.png

De acordo com os dados recolhidos no final do dia de ontem, inscreveram-se já 245 eleitores para votar no edifício da Câmara Municipal, na sede do concelho e estão registados 57 cidadãos para votar no Gabinete de Apoio ao Munícipe em Vila Praia de Âncora. O número total de inscritos está quase ao nível do registado nas últimas eleições presidenciais (328 inscritos) sendo que o prazo de inscrição continua a decorrer até ao dia 20, quinta-feira, inclusive.

Quem quiser antecipar o seu voto deve aceder ao site www.votoantecipado.mai.gov.pt e aí proceder ao seu registo, informando em que mesa de voto pretende exercer o seu direito de forma antecipada. O sistema é simples, rápido e contém toda a informação necessária.

O Município de Caminha está disponível para prestar toda a informação considerada necessária estando empenhado em que o voto antecipado em mobilidade decorra, no próximo dia, com total normalidade apesar do período extraordinário que vivemos.

EXECUTIVO CAMINHENSE REÚNE QUARTA-FEIRA

Reunião de Câmara terá lugar pelas 15H00, no Edifício da Biblioteca Municipal de Caminha

O executivo Caminhense vai reunir quarta-feira, dia 19 de janeiro. Entre outras propostas, o Presidente da Câmara vai propor a atribuição de vários subsídios, nomeadamente ao Sporting Club Caminhense, Sociedade Musical Banda Lanhelense e Junta de Freguesia de Riba de Âncora. A reunião de Câmara terá lugar pelas 15H00, no Edifício da Biblioteca Municipal de Caminha.

Da ordem do dia faz parte a atribuição de um subsídio ao Sporting Club Caminhense para apoio à aquisição de embarcação e/ou equipamentos modernos e de qualidade, no montante de 65 mil euros.

O executivo vai votar a atribuição de um subsídio à Sociedade Musical Banda Lanhelense para apoio à Escola de Música João Costa e Silva no valor de 13 500 euros.

O executivo camarário vai apreciar e votar a atribuição de um subsídio à Junta de Freguesia de Riba de Âncora para apoio na manutenção de espaços culturais, como por exemplo o Forno Comunitário, o Núcleo Museológico e os Moinho D’Apardal, e de atividades da freguesia no montante de 12 mil euros.

A ordem do dia ainda integra a proposta “Delegação de competência – designação do encarregado de proteção de dados – no Presidente da Câmara Municipal”.

O executivo vai votar a continuação / retoma das carreiras de transporte público coletivo de passageiros – serviços essenciais – pagamento de compensação financeira às operadoras – Empresa de Transportes Courense, Lda; Transcolvia, Lda e Auto Viação Cura, Lda. E, por último, vai pronunciar-se sobre a continuação / retoma das carreiras de transporte público coletivo de passageiros – serviços essenciais – pagamento de compensação financeira às operadoras – Empresa de Transportes Courense, Lda; Transcolvia, Lda e Auto Viação Cura, Lda – ratificação.

PS DO ALTO MINHO ARRANCA COM A CAMPANHA EM PONTE DE LIMA COM DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA E ESPÍRITO DE UNIDADE

Lista encabeçada por Tiago Brandão Rodrigues foi apresentada e teve o apoio de atuais e antigos Presidentes de Câmara socialistas do distrito de Viana do Castelo
Foi com grande mobilização e espírito de unidade que o Partido Socialista do Alto Minho deu início ao período oficial de campanha eleitoral, em Ponte de Lima, na manhã deste domingo. Rodeado de toda a sua equipa candidata às Legislativas de 30 de janeiro, Tiago Brandão Rodrigues recebeu o apoio dos atuais Presidentes de Câmara do distrito bem como o incentivo de antigos autarcas que quiseram estar presentes no Largo de Camões, no coração da antiga vila limiana.

image_6483441.JPG


Rui Solheiro, Vassalo Abreu, José Emílio Moreira, Augusto Domingues, José Luís Serra e Valdemar Patrício foram alguns dos antigos Presidentes de Câmara que se apresentaram ao lado de Brandão Rodrigues, dando um sinal inequívoco de força e entusiasmo que foi verbalizado por Rui Solheiro, ex-Presidente da Câmara Municipal de Melgaço e atual Secretário-Geral da Associação Nacional de Municípios Portugueses, quando destacou "a unidade do PS do Alto Minho em torno do Governo e da lista liderada por Tiago Brandão Rodrigues", bem como a necessidade do PS alcançar "uma maioria clara que permita uma governação estável em prol das pessoas, das empresas e das instituições do país".
Solheiro lembrou muito do legado do Governo de António Costa no distrito, sublinhando "a modernização da Linha do Minho, o emparcelamento em Monção, a abertura da Unidade de Cuidados Continuados em Melgaço e as diversas obras em infraestruturas como a ligação de Paredes de Coura à A3 ou os acessos rodoviários ao Porto de Viana", sem deixar de referir o extraordinário legado do Ministro da Educação, que "em seis anos requalificou 19 escolas do nosso distrito num investimento global de 32 milhões de euros".
Coube a Tiago Brandão Rodrigues apresentar a lista 100% Alto Minho que se candidata sob a bandeira socialista - "com gente que é e conhece o distrito como ninguém" - e agradecer emocionado a presença de "tantos autarcas que me habituei a admirar pelo seu trabalho e dedicação à causa pública".
O cabeça de lista do PS apresentou-se motivado pela "extraordinária receção que tivemos nas ruas ao longo da pré-campanha" e vincou bem a motivação dos socialistas para estas eleições "que não foram desejadas pelo PS".
Tiago Brandão Rodrigues pediu aos presentes para não se deixarem enganar sobre os motivos da coligação negativa que se formou entre a esquerda e a extrema-direita no Parlamento para derrubar o Governo, afirmando que nestas eleições "estão em causa conceções diferentes sobre o serviço público que queremos, o Estado que defendemos e o Portugal que sonhamos. Desta vez, não podemos acusar a Direita de esconder ao que vem porque o que ela propõe é suficientemente claro para percebermos como desdenham a escola pública, como pretendem abrir a porta à privatização da Segurança Social e como desistiram do Serviço Nacional de Saúde".
À margem da sessão pública, o courense foi ainda mais longe ao referir a sua perplexidade quando ouviu o líder do PSD dizer que os filhos tinham frequentado o ensino privado porque a escola pública não tem qualidade. "É falso e é de uma injustiça atroz para professores, educadores e funcionários. A comunidade educativa do país faz um grande trabalho e, se dúvidas houvesse, o que aconteceu durante a pandemia devia fazer refletir os políticos que querem assumir responsabilidades de governação neste país".
A campanha do PS prossegue em todos os concelhos do distrito de Viana do Castelo ao longo dos próximos dias e pode ser acompanhada pelas redes sociais do partido ou de cada um dos candidatos.

image_6483441 (3).JPG

image_6483441 (1).JPG

image_6483441 (2).JPG

TIAGO BRANDÃO RODRIGUES ELOGIOU O ENSINO PÚBLICO NA VISITA À NOVA ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMINHA

Governo do PS investiu 32 milhões de euros na reabilitação de 19 escolas do Alto Minho

O cabeça de lista do PS às próximas eleições legislativas, agendadas para 30 de janeiro, visitou com a sua equipa a Escola Secundária de Caminha que foi recentemente reabilitada, num investimento superior a 3,5 milhões de euros.

image_6487327 (2).JPG

Tiago Brandão Rodrigues foi recebido pela Direção do Agrupamento de Escolas do Concelho de Caminha, bem como pelo Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves, que fizeram questão de agradecer ao Governo e ao Município o trabalho efetuado e os fundos mobilizados para dar corpo a uma obra que a comunidade escolar pedia desde o final dos anos 90 do século passado.

Para o candidato socialista, “a intervenção na Secundária de Caminha é um bom exemplo de como a aposta do Governo na Educação vai muito além da boa vontade. A Câmara de Caminha lutou por esta obra, apresentou um projeto de grande qualidade, dispôs-se a contribuir com financiamento e o Governo não podia deixar de dar resposta a esta comunidade”. Mas Tiago Brandão Rodrigues quis sublinhar que “o investimento em Caminha não foi o único no concelho, muito menos no distrito. No concelho está a ser requalificada a Escola Básica do Vale do Âncora e contruída a sede da Academia de Música Fernandes Fão, investimento de 2 milhões de euros; por todo o Alto Minho, só nestes seis anos, foram investidos 32 milhões de euros na reabilitação de 19 equipamentos escolares. É obra! E é justo perante todo o trabalho que professores, pessoal não docente e alunos têm feito na valorização da escola pública”.

Para o autarca de Caminha, não restam dúvidas que “o mandato de Tiago Brandão Rodrigues à frente do Ministério da Educação corresponde ao período com maior investimento nas escolas no Alto Minho e no país.

No caso do concelho de Caminha, o trabalho do Governo assume especial expressão. Por um lado, foi possível construir a Escola Secundária de Caminha que o PSD na Câmara não conseguiu e o PSD no Governo não quis. Por outro lado, conseguimos uma Escola Secundária pública no Vale do Âncora e estamos em vias de ter condições para aprofundar o ensino articulado da música em Vila Praia de Âncora, depois de décadas de desinvestimento público nas escolas da maior vila do concelho”.

Tiago Brandão Rodrigues teve a oportunidade de conhecer as novas condições da comunidade escolar de Caminha, tendo sublinhado, durante a visita, que o Alto Minho é a sub-região com a taxa mais baixa de retenção e abandono escolar em todo o Norte. O candidato socialista tem agendadas várias atividades no distrito de Viana do Castelo ao longo da próxima semana.

image_6487327.JPG

image_6487327 (1).JPG

CAMINHA: FEIRÃO DE TRADIÇÕES – “OS SABORES DO CAMPO” PARA VISITAR SÁBADO EM CAMINHA

Caminha vai acolher o primeiro Feirão de Tradições – “Os Sabores do Campo” de 2022, que marca também o início da temporada de inverno. Sábado, dia 15 de janeiro, a envolvente do Mercado Municipal vai transformar-se num pequeno “mercado agrícola” para acolher mais um feirão, cujo objetivo é revitalizar a agricultura local. Entre as 9H00 e as 13H00, o visitante pode adquirir os mais variados produtos hortícolas da época e genuínos do concelho.

Feira de Tradições de Natal (1) (1).jpg

O Feirão de Tradições - “Os Sabores do Campo”- visa promover os produtos agrícolas do concelho de Caminha, que primam pela frescura e qualidade. Este certame pretende revitalizar a agricultura, preservar as paisagens agrícolas, ajudar os pequenos agricultores a escoarem os produtos, bem como servir de estímulo aos mais jovens, de modo a apostarem na agricultura.

Sábado em Caminha, o visitante vai encontrar dezenas de produtos de qualidade, entre os quais: hortaliças, laranja, tangerina, clementina, limão, kiwi, romã, abóbora, noz, entre outros. Aqui, também não faltarão os enchidos, a broa e o mel, que caraterizam as freguesias do nosso concelho.

Recorda-se que os Feirões de Tradições decorrem, de quinze em quinze dias, rotativamente, nas vilas de Caminha e de Vila Praia de Âncora.  Este mês, Vila Praia de Âncora recebe o Feirão de Tradições no dia 29.

CAMINHA: DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS CONTINUA A SER UMA APOSTA DO EXECUTIVO CAMARÁRIO

Equipa de Sapadores florestais está a realizar trabalhos em diversos troços da rede de percursos pedestres municipais, nomeadamente junto ao Mosteiro de São João de Arga e em Moledo

A Defesa da Floresta Contra Incêndios continua a ser uma das prioridades na agenda do executivo camarário. O trabalho realizado pela Equipa de Sapadores Florestais 25-111 é continuo e traduz essa aposta do Município, através dos trabalhos na gestão de combustíveis nas várias freguesias do concelho; apoio à realização de fogo controlado, queimas e queimadas; gestão e manutenção da rede de pontos de água; realização de ações de vigilância armada fixa (Local Estratégico de Estacionamento na Senhora das Neves, Dem) e móvel, entre outros trabalhos. Atualmente, esta equipa está a proceder à limpeza e abertura de faixa de gestão de combustíveis em diversos troços da rede de percursos pedestres municipais, nomeadamente junto ao Mosteiro de São João de Arga e em Moledo.

3M1A4056.jpg

No concelho de Caminha, o trabalho realizado pela Equipa de Sapadores Florestais 25-111 em prol da Defesa é sistemático e devidamente planeado, contribuindo para uma execução significativa do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

Em 2021, foram muitos os trabalhos realizados pela Equipa de Sapadores. No âmbito do serviço público anualmente definido pelo ICNF, os trabalhos de gestão de combustíveis efetuados centraram-se em torno de alguns aglomerados e também em diversos troços importantes da rede viária florestal, em áreas do baldio de Venade, Dem, Arga de S. João, Arga de Baixo e Arga de Cima, contabilizando um total mínimo de 25 hectares em cada ano.

Também realizou trabalhos para a criação de faixas de gestão de combustíveis e manutenção em dois estradões florestais, numa extensão total de mais de 4 quilómetros, desde o parque de merendas de Perrinchão até Carvoeiro, em Moledo e, desde aí, até à Fonte de Barbanços, já em Cristelo.

Foram também desenvolvidos vários trabalhos nas freguesias de União das Freguesias de Caminha e Vilarelho, Lanhelas e Dem, dando assim resposta às diversas solicitações das freguesias.

Destaque ainda para a limpeza de uma faixa de gestão de combustíveis de 100 metros para defesa de um aglomerado populacional no lugar de Aldeia Nova, em Venade, em terrenos dos baldios da freguesia, numa área de intervenção com cerca de 3,5 hectares.

Para além da criação de faixas de gestão de combustível, foi também efetuada a manutenção de diversos pontos de água e manutenção de vários troços de rede viária florestal.

Neste momento, e como já referimos, a Equipa de Sapadores está a proceder à limpeza e abertura de faixa de gestão de combustíveis em vários troços da rede de percursos pedestres municipais, nomeadamente junto ao Mosteiro de São João de Arga. A Freguesia de Moledo está também a ser contemplada.

Nas próximas semanas irão ser efetuados trabalhos na freguesia de Vile, dando assim resposta às solicitações quer da junta de freguesia de Vile, quer do Conselho Diretivo dos Baldios de Vile.

3M1A4014.jpg

3M1A4023.jpg

3M1A4025.jpg

BLOCO DE ESQUERDA REUNIU COM OS PESCADORES DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

A candidatura do Bloco de Esquerda, pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo reuniu, na manhã de terça-feira, com a Associação de Pescadores Profissionais e Desportivos de Vila Praia de Âncora.

WhatsApp Image 2022-01-12 at 15.46.21.jpeg

A grande preocupação dos pescadores é a barra do porto mar de Vila Praia de Âncora que é uma das mais perigosas do país. Em resposta a uma pergunta efetuada, em novembro de 2020, pelo Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, o ministério do mar assume que existe um erro colossal na configuração dos molhes do porto mar.

No primeiro trimestre de 2021 foi anunciado pelo presidente da câmara municipal de Caminha uma obra de desassoreamento do porto de pesca de Vila Praia de Âncora, da responsabilidade da Polis Litoral Norte, um investimento de 1,6 milhões de euros. 

 A retirada das areias do porto teria duas finalidades: fazer o desassoreamento da barra e do porto de Vila Praia de Âncora, para permitir condições de navegabilidade por um período mínimo de três a quatro anos e fazer a intervenção para consolidar as dunas dos caldeirões.

S o segundo objetivo parece cumprido, o desassoreamento do porto ficou pela metade, não sendo cumpridos os objetivos quanto às cotas de profundidade, quer na barra quer nos cais de acostagem, o que leva a que a barra de Vila Praia de Âncora esteja encerrada durante muitos dias do ano. Muitos destes dias apresentam condições climatéricas adequadas para a pesca, mas os pescadores não conseguem sair para o mar, ficando impedidos de trabalhar e de ter acesso às capturas de pescado a que têm direito, com todas as consequências negativas para um setor que emprega perto de 400 trabalhadores.

Neste sentido, o candidato do Bloco de Esquerda, Luís Louro acha inacreditável como os sucessivos governos ainda não avançaram com uma intervenção de raiz no porto e que o desassoreamento não seja contínuo ou eficaz para permitir que os pescadores possam sair em segurança para o mar.

Por último, não se compreende, por isso, a concessão sistemática dos serviços de dragagens a privados que lucram milhões de euros com a necessidade frequente de dragagens no país que poderão não ter as mesmas preocupações ambientais que o Estado deve ter. O Bloco de Esquerda entende que a resposta para esta problema é óbvia: é necessária a criação de uma empresa pública de dragagens e compensar os pescadores de Vila Praia de Âncora pelos danos que a situação do porto lhes provoca.

CÂMARA DE CAMINHA E SPORTING CLUB CAMINHENSE ESTABELECEM PARCERIA QUE OFERECE AULAS DE NATAÇÃO ÀS CRIANÇAS DO CONCELHO DE CAMINHA

Apoio municipal de 82.500 assegura o pagamento dos custos da iniciativa
A Câmara Municipal de Caminha e o Sporting Club Caminhense assinaram um protocolo de colaboração que permitirá a execução de um programa de aulas de natação a desenvolver nas Piscinas Municipais de Vila Praia de Âncora durante o ano de 2022.

Piscinas Municipaiscam.jpg

A ideia passa por dar seguimento ao projeto “Caminha Sabe Nadar” que ensina as crianças do concelho de Caminha a dar as primeiras braçadas na água, para além da promoção de atividades nas piscinas para adultos, a realização de formações e colóquios relacionados com o desporto, a organização de eventos e a potenciação de jovens atletas para integrarem os clubes locais.
Os encargos do Sporting Club Caminhense serão comparticipados através de um subsídio de 82.500 euros que será pago pelo Município ao longo do ano. Para Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha, “ligamos o útil ao útil: por um lado, continuamos a ensinar as nossas crianças a nadar, criando condições de segurança individual (muito importante num território de rios e mar como é o nosso) e fomentando a prática desportiva; por outro lado, dinamizamos ainda mais as Piscinas Municipais e apoiamos o clube mais titulado do nosso concelho. Nos últimos anos temos vindo a desenvolver vários projetos com o Caminhense que permitem levar o remo, a canoagem, o surf e o stand-up padle às escolas, agora mobilizamos os recursos do clube para ensinar os nossos miúdos e promover novas atividades nas piscinas”.
Na mesma linha segue Pedro Fernandes, Presidente do Sporting Club Caminhense, que entende que “este é o tempo certo para a nossa Secção de Natação dar o salto, o tempo para reforçar a prática desportiva no concelho, o tempo de potenciar novos atletas para o clube, o tempo de partilhar, ainda mais, o nosso saber como toda a comunidade”. O dirigente do Caminhense sublinha o orgulho “no passado glorioso do clube” mas não deixa de olhar para o futuro da modalidade em Caminha defendendo que “o nosso trabalho passa mais pelas vitórias que vêm do que pelas vitórias que foram. É nosso dever honrar os títulos, atletas e dirigentes deste clube quase centenário mas a nossa responsabilidade maior é para com as conquistas do futuro, o lançamento de jovens atletas e as conquistas que ainda virão. No Caminhense habituamo-nos a criar campeões no desporto mas a nossa maior satisfação é criar campeões para a vida”, rematou Pedro Fernandes, elogiando o trabalho de parceria contínua que vem sendo desenvolvido com o Município de Caminha.
O protocolo assinado no passado dia 10 de janeiro prevê um plano de ação que passa pela realização de 460 aulas de natação por mês, num total de 5060 aulas de natação a realizar até ao final do ano.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CAMINHA REÚNE EM SESSÃO EXTRAORDINÁRIA SEXTA-FEIRA NO CINETEATRO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

VilaPraiaAncora 016

Sessão terá lugar pelas 21H00, no Edifício do Cineteatro do Bombeiros de Vila Praia de Âncora

A Assembleia Municipal de Caminha vai reunir, esta sexta-feira, dia 14 de janeiro, em sessão extraordinária, pelas 21H00, no Edifício do Cineteatro do Bombeiros de Vila Praia de Âncora com diversos pontos em agenda. Esta sessão pode ser acompanhada em direto, online, através do sítio do município e nas redes sociais a ele associadas.

Da ordem de trabalhos faz parte a apreciação e votação das Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2022.

A Assembleia vai apreciar e votar o Mapa de Pessoal para 2022.

Os membros da Assembleia vão ainda votar a contratação de um empréstimo de curto para o exercício económico de 2022.

BLOCO DE ESQUERDA REÚNE COM PESCADORES DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Uma delegação do Bloco de Esquerda reune amanhã, dia 11 de Janeiro, pelas 10 horas, com a direção da Associação de Pescadores Profissionais e Desportivos de Vila Praia de Âncora, nas instalações da Associação.

A reunião que contará com o candidato do Bloco, Luís Louro e Lurdes Sousa tem como objetivo averiguar as condições dos pescadores e do porto.

LEGISLATIVAS 2022: CÂMARA DE CAMINHA GARANTE TESTES GRATUITOS PARA TODOS OS MEMBROS DAS ASSEMBLEIAS DE VOTO

População terá duas Mesas de Voto Antecipado em Mobilidade no dia 23 de janeiro, uma em Caminha, outra em Vila Praia de Âncora

A Câmara Municipal de Caminha oferece testes antigénio gratuitos a todos os membros das Assembleias de Voto de modo a garantir a sua segurança e maior confiança àqueles que quiserem votar nas próximas eleições legislativas. A aquisição de testes já foi garantida de modo a que possam estar disponíveis para o dia 30 de janeiro, bem como para a realização do Voto Antecipado em Mobilidade ou recolha de voto junto de eleitores em confinamento obrigatório ou internados em estruturas residenciais para idosos.

Para Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha, “o que se pretende é que os membros que se voluntariam para cada Mesa de Voto se sintam tranquilos relativamente à sua saúde e à saúde dos outros e que os cidadãos eleitores sintam confiança para sair de casa e exercer o seu direito cívico. Adquirimos 160 testes antigénio que vamos distribuir por todas as freguesias e estamos disponíveis para ajudar todos os Presidentes de Junta na organização de cada local de voto”.

Nesta senda de aumentar as garantias dos cidadãos eleitores, a Câmara Municipal de Caminha requereu também a criação de duas Mesas de Voto Antecipado em Mobilidade que estarão em funcionamento no dia 23 de janeiro em Caminha, no edifício central da Câmara Municipal e em Vila Praia de Âncora, no Gabinete de Apoio ao Munícipe. Para o autarca a ideia é “facilitar e incentivar o voto e a participação cívica. Quem não puder ou não quiser votar no dia 30 de janeiro, pode inscrever-se para votar no domingo anterior (dia 23 de janeiro), sem apresentar justificação, apenas se não tiver a possibilidade de o fazer no “dia normal” de votação ou se quiser antecipar qualquer receio de fila ou enchente no dia 30 de janeiro. A inscrição tem é de ser feita entre os dias 16 e 20 de janeiro, através do Portal do Voto Antecipado da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna – www.votoantecipado.mai.gov.pt”.

Recorde-se que a Câmara Municipal garante também a existência de uma Assembleia de Voto constituída por funcionários da autarquia que se deslocarão a casa das pessoas ou aos lares de idosos para recolher o voto de eleitores em confinamento obrigatório ou internados naquelas instituições. Nestes casos a inscrição deve ser feita entre os dias 20 e 23 de janeiro, também através do Portal do Voto Antecipado.