Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO DE CAMINHA MANTÉM SESSÕES DE TERAPIA DA FALA NOS JARDINS DE INFÂNCIA DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SIDÓNIO PAIS

A terapia da fala continua a ser uma realidade para todas as crianças do pré-escolar do Agrupamento de Escolas Sidónio Pais. Estas sessões promovidas no âmbito do projeto School4All - Caminha visam a  promoção do sucesso escolar das crianças do concelho. Tal como no ano passado estas sessões são disponibilizadas pelo Município e têm continuidade mesmo com ensino à distância.

Recorde-se que esta medida foi implementada no ano letivo 2019/2020. É considerada uma medida de excelência e é muito acarinhada pelos pais, alunos e educadores de infância. O processo passa pela equipa multidisciplinar School4All Caminha que realiza um rastreio anual aos alunos do último ano do pré-escolar, com o objetivo de identificar precocemente todas as crianças que apresentem défices ao nível da linguagem e/ou fala que venham a condicionar negativamente o seu sucesso escolar. Esta identificação precoce permite implementar atempadamente os programas de intervenção e as estratégias pedagógicas necessárias para mitigar as dificuldades de cada aluno, favorecendo o processo de ensino-aprendizagem ainda antes da transição para o 1º ciclo.

No ano letivo anterior foram observados 97,5% dos alunos finalistas do pré-escolar do AESP, num total de 79 crianças de todos os estabelecimentos de ensino. Destes, 42 apresentaram fragilidades ao nível da linguagem e/ou fala. No presente ano letivo foram rastreadas 59 crianças, representando 81% dos alunos elegíveis. Contudo, as atividades de promoção da consciência fonológica englobam todos os alunos do ensino pré-escolar. Optou-se por um modelo de funcionamento misto, com sessões presenciais desenvolvidas uma vez por mês em cada sala e atividades semanais enviadas às educadoras de infância (atividade e vídeo explicativo). Nesta fase de ensino à distância, as sessões não pararam. Foram reestruturadas de modo a serem desenvolvidas pelas famílias. Os desafios fonológicos são enviados semanalmente com suporte material e de vídeo explicativo.

O School4All é mais um investimento na educação e formação dos alunos do concelho. Este projeto é cofinanciado em 85% pelo Fundo Social Europeu, sendo a restante quantia assumida pelo Município de Caminha. Resulta de uma candidatura aprovada no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, Norte 2020, submetido ao eixo prioritário 8: educação e aprendizagem ao longo da vida, no montante de cerca de 266 mil euros, financiado em 85% pelo Fundo Social Europeu.

CÂMARA DE CAMINHA SUBSTITUIU ÁRVORES EM MAU ESTADO NO CENTRO HISTÓRICO

A Câmara Municipal procedeu à substituição de várias árvores em três espaços do Centro Histórico. As espécies que foram retiradas não ofereciam segurança ou apresentavam-se irremediavelmente debilitadas.

Os novos exemplares, de várias espécies, foram escolhidos em função do meio ambiente em que vão desenvolver-se, da natureza arquitetónica dos espaços em que se inserem e da coerência paisagística.

arvorescaminha.jpg

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CAMINHA REÚNE SEXTA-FEIRA EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Sessão tem lugar pelas 18H30, no edifício Cineteatro do Bombeiros

A Assembleia Municipal vai reunir esta sexta-feira, 26 de fevereiro, em sessão ordinária, pelas 18H30, no edifício Cineteatro do Bombeiros de Vila Praia de Âncora com diversos pontos em agenda. Esta sessão pode ser acompanhada em direto, online, através do sítio do município e nas redes sociais a ele associadas.

VilaPraiaAncora 016

Da ordem de trabalhos faz parte a apreciação da informação escrita do Senhor Presidente da Câmara Municipal sobre a atividade do Município e situação financeira do mesmo.

A Assembleia vai apreciar e votar a contratação de um empréstimo para o exercício económico de 2021.

Por último, a Assembleia vai votar o regulamento municipal para a autorização de exploração das modalidades afins de jogos de fortuna ou azar e outras formas de jogo.

CAMINHA: IGREJA DO CONVENTO DE SANTO ANTÓNIO EM 1926

Este convento esteve na posse dos frades capuchos até meados do séc.XIX, quando, devido à extinção das ordens religiosas, passou para mãos particulares. Em 1898 é adquirido pelas freiras hospitaleiras da Imaculada Conceição que o ocuparam até 1910, altura em que foi transformado em colégio particular e habitado por marinheiros.

Durante os anos 20 e 30 do século XX as franciscanas tomam posse do edifício e empreendem várias obras no edifício, construindo o segundo piso do lado sul. Em 1957 um grande incêndio atingiu o convento deixando-o praticamente destruído.

A Igreja do Convento, de planta retangular e de dois corpos - nave e capela-mor - tem três altares e dois sacrários com as imagens de Nossa Senhora da Conceição, S. Francisco e S. Bernardino, da rainha Santa Isabel e de Santo António, mandada edificar pelos Pitta, cujas armas foram esculpidas numa pedra por cima do altar. Existe ainda uma imagem de S. Sebastião que poderá ter sido transladada da Capela de S. Sebastião, que se situava perto da Torre do Relógio, no local onde hoje é a Câmara Municipal.

Fonte: http://www.portoenorte.pt/

conventocaminhasantoantonio.jpg

Fonte: Arquivo Municipal de Lisboa

REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE CAMINHA EM CURSO NUM INVESTIMENTO DE CERCA DE MEIO MILHÃO DE EUROS

Nova ecovia terá boas condições para peões e ciclistas

A marginal de Caminha está a ser intervencionada. Trata-se de um espaço belíssimo, muito procurado, mas que se encontrava degradado. O investimento em curso, de cerca de meio milhão de euros, criará uma ecovia com novas condições para peões e ciclistas, recuperando da melhor forma a relação de Caminha com o estuário do rio Minho.

caminharibeirinha (3).jpg

O projeto que já se encontra no terreno - “Requalificação e Revitalização da Frente Ribeirinha de Caminha - Ecovia” - consiste numa intervenção ao longo da área da marginal de Caminha, uma nova ecovia que vai ligar a zona do Estaleiro do Quintas ao local onde está o Posto Náutico, criando uma via pedonal e clicável de elevada qualidade, articulada com a rede viária, com os outros meios de transporte e com os locais de estacionamento existentes, em consonância com as medidas previstas no âmbito do PAMUS 2020 – Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável.

Esta é mais uma intervenção estruturante na marginal, que se junta à já realizada no novo cais dos pescadores de Caminha, inaugurado em maio de 2018 pela então ministra do Mar, Ana Paula Vitorino. A obra representou um investimento de cerca de 800 mil euros, permitindo triplicar a área útil do cais, prolongando ainda a zona de atracação de barcos. Esta obra incluiu também a reparação e beneficiação da rampa-varadouro, a recuperação das escadas para acesso às embarcações, a instalação de um novo guincho na rampa e a melhoria do sistema de iluminação.

Além do aspeto estético, o cais, que agora ficará globalmente integrado no espaço da ecovia, veio dar resposta aos anseios da classe piscatória da Vila, garantindo a melhoria das condições de trabalho dos pescadores e da operação portuária.

Muito em breve começará também a construção do novo Mercado Municipal, outro espaço degradado na frente ribeirinha que vai desaparecer a curto prazo, dando lugar a um equipamento moderno e equilibrado, um polo de atração com condições de funcionalidade e conforto para visitantes e comerciantes.

caminharibeirinha (1).jpg

caminharibeirinha (2).jpg

CÂMARA OFERECE PELO SEGUNDO ANO CONSECUTIVO ESCOLA VIRTUAL A CERCA DE MEIO MILHAR DE ALUNOS E PROFESSORES DO 1º CICLO DO CONCELHO DE CAMINHA

A Câmara Municipal de Caminha, no âmbito do projeto School4All-Caminha, ofereceu, pelo segundo ano consecutivo, a cerca de meio milhar de alunos do 1º ciclo e professores do Agrupamento Sidónio Pais as credenciais de acesso à Escola Virtual, uma plataforma educativa digital, com o objetivo de promover o sucesso escolar no concelho. Para a vereadora Liliana Ribeiro “a aposta na Educação, por parte do Município, é uma das grandes prioridades. Para tal, o Aluno está no centro de toda a ação, as decisões tomadas vão sempre de encontro aos interesses e motivações das nossas crianças, caminhando na promoção do sucesso escolar e pessoal.” Sobre a utilização das plataformas digitais, Liliana Ribeiro defende que “é importante, desde logo, que as nossas crianças e jovens dominem as novas tecnologias, um dos grandes potenciadores do desenvolvimento cognitivo e um dos principais atores de inclusão e interação social.”

Desde o início de janeiro, os alunos do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas Sidónio Pais dispõem de mais um recurso educativo, apelativo e totalmente adequado à era digital em que vivemos e com muita utilidade neste contexto de ensino à distância. A Escola Virtual é uma plataforma de estudo orientada para alunos do século XXI, que proporciona uma metodologia baseada na adaptação de tecnologias avançadas, permitindo a utilização, em computador e dispositivos móveis, de conteúdos educativos digitais e interativos relacionados com os currículos escolares.

A oferta desta plataforma digital enquadra-se na visão estratégica do Município de dotar a comunidade escolar de competências e ferramentas necessárias, indispensáveis ao sucesso na realidade da sociedade atual. De facto, numa era em que as crianças são “digitais”, esta plataforma é um bom incentivo para lhes despertar o gosto e a curiosidade pelo conhecimento, pela aprendizagem, pelo estudo.

O School4All é mais um investimento na educação e formação dos alunos do concelho. Este projeto é cofinanciado em 85% pelo Fundo Social Europeu, sendo a restante quantia assumida pelo Município de Caminha. Resulta de uma candidatura aprovada no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, Norte 2020, submetido ao eixo prioritário 8: educação e aprendizagem ao longo da vida, no montante 265,905 €, financiado em 85% pelo Fundo Social Europeu.

MUNICÍPIO DE CAMINHA É MEMBRO FUNDADOR DA REDE DE MUNICÍPIOS AMIGOS DA JUVENTUDE

70 municípios juntos para consolidar e aproximar o movimento associativo juvenil e as autarquias

O Município de Caminha é membro fundador da Rede dos Municípios Amigos da Juventude, fruto da aposta em políticas públicas direcionadas para os jovens do concelho, fomentando a participação cívica e de cidadania. Este é um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido, entre mais, em estreita ligação com as nossas Escolas, Associações Locais e com a Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ).

A Rede dos Municípios Amigos da Juventude conta já com a participação de 70 municípios e tem como missão consolidar a ligação e cooperação entre o movimento associativo juvenil e as autarquias, traduzindo-se numa rede de contacto e compromisso para a implementação de reais políticas de juventude, potenciadora de uma abordagem inovadora na forma de encarar as questões da participação jovem.

A pertença a esta Rede, pioneira na conceção, permite a implementação e avaliação de políticas locais de juventude estruturantes e sustentáveis, eleva o atual compromisso da autarquia com os jovens do nosso concelho, potenciando a criação de mais e melhores políticas amigas da juventude, por meio da partilha de boas práticas, da criação de estratégias e da promoção de sinergias associativas e municipais, que esta plataforma encerra.

Para o vereador da Juventude, Rui Lages, “a integração do Município de Caminha nesta Rede de Municípios Amigos da Juventude vem certificar que estamos no caminho certo, querendo sempre fazer mais e melhor para os nossos jovens. Queremos aprender com os restantes municípios e dar os nossos contributos para melhorar as políticas públicas de juventude, não só no nosso concelho, mas também no país.”

O vereador sublinha ainda: “juntos, Autarquia e FNAJ, continuaremos a promover as políticas de juventude como um eixo central da ação governativa do Município, numa visão transversal e intersetorial, impulsionadoras de uma emancipação condigna da juventude e de uma maior participação jovem.”

CENTRO DE VACINAÇÃO DO CONCELHO DE CAMINHA ESTÁ PRONTO

Investimento municipal foi de cerca de 50 mil euros

O Centro de Vacinação do Concelho de Caminha está pronto. Fica no Pavilhão de Seixas, que agora está preparado para iniciar a vacinação da comunidade contra a COVID-19, logo que sejam disponibilizadas vacinas e meios humanos. O equipamento tem capacidade para 400 inoculações diárias e conta com todas as condições técnicas definidas pela Autoridade de Saúde. Para adaptar o espaço, a Câmara Municipal investiu cerca de 50 mil euros.

caminhacentrovacina (2).jpg

Este equipamento contribui para uma ação de proximidade e retira pressão aos Centros de Saúde. Como oportunamente explicámos, a Câmara ponderou a escolha do local, avaliando sobretudo as possibilidade de utilização dos pavilhões de Caminha e Vila Praia de Âncora, mas ambos estão associados a atividades escolares, e o Centro de Vacinação não poderá acumular funcionalidades. A escolha recaiu sobre o Pavilhão de Seixas, já reúne as condições exigidas, ou seja, tem disponibilidade até final do ano, dispõe de espaços amplos, boa acessibilidade e abundante estacionamento.

O equipamento foi montado pelos trabalhadores da Câmara Municipal e está agora apto a acolher, como referimos, 400 inoculações por dia. O equipamento dispõe de uma zona de administração, um gabinete médico, quatro boxes de vacinação e duas salas de vigilância, contando também com acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida.

Com o Centro de Vacinação pronto a funcionar, os passos seguintes prendem-se com a disponibilização de recursos humanos por parte da ULSAM e a chegada de vacinas suficientes ao Alto Minho.

O Centro de e Vacinação de Caminha estará sujeito aos protocolos de saúde em vigor para o resto do país e aos critérios definidos pelo Plano de Vacinação Nacional.

caminhacentrovacina (3).jpg

caminhacentrovacina (4).jpg

caminhacentrovacina (5).jpg

caminhacentrovacina (6).jpg

caminhacentrovacina (1).jpg

NO DIA DOS NAMORADOS O CONCELHO DE CAMINHA TEVE A FORMA DE UM GRANDE CORAÇÃO

“Amor ao domicílio” e “Mimo doce” celebraram os afetos

A Câmara de Caminha levou ontem o “amor ao domicílio”, sob a forma de serenata. Cerca de uma dezena de músicos percorreram as várias freguesias para surpreender casais, filhos, pais, avós e até vizinhos. Em Dia dos Namorados, a ideia foi celebrar os afetos em sentido lato e alegrar uma data vivida em tempos diferentes, com a segurança que a pandemia exige. Como referiu o Presidente Miguel Alves, o concelho teve a forma de um grande coração, que abraçou todos os que quiseram inscrever-se, pedir uma música e surpreender aquela pessoa especial. Também os quatro lares do concelho receberam a visita dos artistas.

dia dos namorados (5).jpg

Nas mais de duas dezenas de pedidos houve um pouco de tudo, mas houve sobretudo muita alegria, carinho e afeto. As serenatas à moda antiga começaram logo pela manhã, tendo sido possível respeitar os horários sugeridos pelas pessoas. Foi uma manhã de sol como há muitos dias não se via, em que as estruturas residenciais para pessoas idosas também receberam a música e os nossos artistas. Foi assim no Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora, Lar de Santa Rita, Casa de Repouso da Confraria do Bom Jesus dos Mareantes de Caminha e Centro Bem Estar Social de Seixas.

A serenata oferecida pelo Município foi ao mesmo tempo uma forma de apoiar a Cultura e os artistas e músicos locais, mas para celebrar o Dia dos Namorados, a Câmara Municipal também lançou um desafio à economia local, tendo tido como parceiros restaurantes, pastelarias e floristas, que disponibilizaram serviços de take away e entregas, num “Mimo Doce”.

dia dos namorados (6).jpg

dia dos namorados.jpg

dia dos namorados (1).jpg

dia dos namorados (2).jpg

dia dos namorados (3).jpg

dia dos namorados (4).jpg

SEIXAS VAI ACOLHER O CENTRO DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 DO CONCELHO DE CAMINHA

Trabalhadores da Câmara estão a preparar espaço que terá capacidade para 400 inoculações/dia

A freguesia de Seixas vai assim acolher o Centro de Vacinação contra a COVID-19 do concelho de Caminha. O equipamento está nesta altura a ser intervencionado pelos trabalhadores da Câmara Municipal e terá capacidade para 400 inoculações por dia.

3M1A5563.jpg

Com os pavilhões de Caminha e Vila Praia de Âncora ocupados com atividades escolares e sendo só permitido um único posto de vacinação, a opção do Município recaiu no Pavilhão de Seixas por ter disponibilidade até final do ano, espaços amplos, boa acessibilidade e muito estacionamento.

Para este efeito, foram ponderados vários locais do concelho, tendo em conta as especificidades que o processo de vacinação em causa exige. Desde logo, era necessário escolher um espaço que não tivesse partilha de utilização, que fosse de fácil acesso e, sobretudo, que dispusesse uma área ampla de estacionamento. O equipamento que está a ser montado pelos trabalhadores da Câmara Municipal estará apto a acolher, como referimos, 400 ações de vacinação por dia se for necessário.

O Centro de Vacinação estará pronto na próxima semana mas, para funcionar, terá que aguardar a disponibilidade de recursos humanos por parte da ULSAM e naturalmente as vacinas. A abertura do espaço dependerá, por isso, sobretudo, da chegada de vacinas suficientes ao Alto Minho.

As pessoas serão notificadas pelas instituições de saúde para comparecerem na vacinação, de acordo com os critérios do Plano de Vacinação Nacional. Isso quer dizer que o serviço será prestado de forma intermitente e ao longo de todo o ano, de acordo com as prioridades estabelecidas a nível nacional.

3M1A5565.jpg

3M1A5569.jpg

3M1A5573.jpg

3M1A5592.jpg

CÂMARA SUBSTITUI ÁRVORES NA VILA DE CAMINHA

A Câmara Municipal de Caminha está a proceder ao corte de árvores na vila de Caminha, que se encontravam em risco de queda e colocavam em causa a segurança dos munícipes. As árvores agora cortadas serão substituídas por novas.

As árvores que estão a ser cortadas, encontravam-se “doentes”, daí a necessidade de serem substituídas. Neste momento, através de um prestador de serviços, estão a ser retirados os cepos das árvores velhas e “doentes” e, posteriormente, será realizada a plantação de novas árvores. O que se pretende é acautelar a segurança de toda a população.

76775061_2497818740272640_8598791037902651392_o.jp

PRESIDENTE DA COMISSÃO PAROQUIAL DA FREGUESIA DE MOLEDO ESCREVEU EM 1912 A BERNARDINO MACHADO

As imagens mostram uma carta subscrita pelo Presidente da Comissão Paroquial da Freguesia de Moledo, Manuel Faria Fernandes, em 21 de Fevereiro de 1912, dirigida a Bernardino Machado, relativa a um pedido feito a este.

Tem junto uma nota relativa a José da Purificação Gonçalves, fiscal dos impostos, que fora processado em 1909 na comarca de Paredes de Coura. Refere que este se encontrava em Manaus, Brasil, e que regressaria a Portugal quando tivesse a notícia de não responder no processo. Solicita auxílio no sentido de ser retirado o dito processo.

Refira-se que até 1916, as actuais juntas de freguesia eram então designadas por juntas de paróquia, nada tendo a ver com as paróquias eclesiásticas.

Fonte: Fundação Mário Soares

transferircomarca.png

transferir (1)comarca.png

transferir (2)comarca.png

transferir (3)comarca.png

CÂMARA DE CAMINHA DISPONIBILIZA 126 COMPUTADORES E 45 ROUTERS PARA O ENSINO À DISTÂNCIA

Apoio municipal junta-se aos 76 portáteis já entregues pelo Ministério da Educação aos alunos do Ensino Secundário

A Câmara Municipal de Caminha disponibilizou 126 computadores e tablets ao Agrupamento de Escolas Sidónio Pais para apoiar os alunos no regresso ao ensino à distância. Aos equipamentos, juntam-se 45 routers de acesso à internet por banda larga que vêm colmatar situações em que o agregado não tem ou não pode aceder à internet por vias particulares. De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves, “neste regresso às aulas a partir de casa, não poderíamos deixar de estar ao lado das famílias, dos pais e professores e fomos até onde nos pediram para ir com os recursos que temos. O material que temos é emprestado às famílias de acordo com os nomes que nos são identificados pelo Agrupamento, dando prioridade aos alunos dos ciclos mais avançados e oriundos de famílias com mais dificuldades económicas”.

Os equipamentos municipais juntam-se aos 76 computadores que o Ministério da Educação já entregou ao Agrupamento para o Ensino Secundário a alunos com escalão, sendo parte de um kit que inclui auscultadores com microfone, uma mochila, um hotspot e um cartão SIM para a ligação à rede móvel com 2GB. Para o autarca de Caminha, “o esforço nesta terceira vaga é muito maior, quer para professores, quer para alunos e famílias. E, por isso, também incrementamos o nosso apoio, com mais equipamentos e melhor acompanhamento. Ao longo dos próximos dias admitimos poder ir mais longe se forem identificadas mais necessidades por parte do Agrupamento mas também esperamos que o Ministério da Educação faça a sua parte porque faltam entregar muitos dos computadores que foram prometidos”.

No primeiro dia de aulas à distância, a Câmara Municipal de Caminha confecionou 194 refeições que entregou em casa de alunos carenciados e nas escolas de acolhimento do concelho que têm, neste momento, 15 crianças a seu cuidado. O Município assegura também o transporte de material escolar em suporte de papel através da Rede Complementar de Apoio que distribui alimentos, medicamentos e outros bens essenciais pela população do concelho.

CÂMARA DE CAMINHA TRANSFERIU 828 MIL EUROS PARA AS FREGUESIAS EM 2020

Apoios cresceram 50% relativamente ao ano anterior e permitiram ajudar populações mais vulneráveis em tempos de pandemia

De acordo com os números preliminares da execução orçamental do ano passado, as 14 Freguesias do concelho de Caminha beneficiaram da transferência direta de € 828.723,85 euros por parte do Município. Os valores avançados apontam para um crescimento superior a 50% do valor das transferências, quando comparadas com o ano passado e vêm comprovar a promessa efetuada por Miguel Alves, que preside a autarquia, de apoiar mais as Juntas de Freguesia num ano de crise sanitária, económica e social. Para o Presidente da Câmara Municipal, “tornou-se imperioso injetar o máximo de liquidez em cada umas das Juntas de Freguesia do concelho de modo a que pudessem apoiar as populações, instituições e empresas com um maior sentido de oportunidade e proximidade. A Câmara confia em todas as Juntas, de todas as cores partidárias e não podia deixar de dar o máximo de ferramentas para que cada uma fizesse melhor o seu trabalho em período pandémico”.

De acordo com a contabilidade provisória da execução das despesas municipais, é notório o esforço de dotação das Juntas de capacidade para realizarem despesas correntes, em detrimento das despesas em obras. Na realidade, mais de dois terços das transferências efetuadas pretenderam apoiar as Freguesias nas despesas correntes com subsídios, compra de géneros alimentares, produtos de limpeza e desinfeção ou medicamentos (de acordo com o critério que cada autarquia estabeleceu), tendo o apoio direto a obra dicado pelos 268 mil euros. “Aumentamos o apoio direto às Freguesias e não deixamos de fazer obra na maior parte dos seus territórios. Para além do dinheiro que transferimos, continuamos a fazer investimento público em reabilitação urbana, nas escolas, nas redes de abastecimento de água e saneamento básico, na limpeza e jardins, no apoio às associações e empresas, em ecovias e beneficiação de arruamentos. Tratamos do presente mas continuamos a investir no futuro”.

A Câmara Municipal de Caminha prevê aumentar este apoio ao longo do ano, tendo aprovado na última Reunião de Câmara a contração de um empréstimo de curto prazo de 800 mil euros que permitirá adiantar as transferências previstas, para todo o ano, para cada uma das Juntas de Freguesia.

AUTARCAS DO ALTO MINHO E GALIZA CONTRA O FECHO DAS FRONTEIRAS

O Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Augusto Marinho, participou hoje, em Valença, numa ação de protesto que juntou autarcas do Alto Minho e da Galiza contra as restrições que afetam a passagem na fronteira entre Portugal e Espanha, numa ação que visou alertar para o impacto económico e social da medida prevista no estado de emergência e solicitar a abertura imediata de mais pontos de passagem.

145874603_3135048786596083_5115604694821251256_o.j

Augusto Marinho, entende que “esta medida prejudica gravemente os muitos trabalhares transfronteiriços, assim como penaliza fortemente todos os meios de transporte de mercadorias”, salientando ainda que o Governo “tem de repensar isto rapidamente e reverter a situação”.

Recorde-se que a Câmara de Ponte da Barca já tinha solicitado ao Governo a criação de um ponto de passagem autorizado na Fronteira da Madalena, em Lindoso, após total encerramento decretado desde o passado Domingo.

PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS DAS ESCOLAS DE ACOLHIMENTO DO CONCELHO DE CAMINHA TESTAM NEGATIVO À COVID 19

Foram testados esta manhã, contra a COVID 19, os professores e funcionários do Município, que prestam serviço nas duas escolas de acolhimento do concelho de Caminha. O rastreio foi uma iniciativa do Ministério da Educação e decorreu na EBS do Vale do Âncora. Os 34 testes realizados foram negativos.

3M1A5216.jpg

As escolas de acolhimento para filhos de trabalhadores que prestam serviços essenciais e não podem recolher ao domicílio, estão a funcionar nos edifícios da Escola Básica de Caminha – para alunos com área de residência no Vale do Coura e Minho – e da Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora – para alunos residentes a sul do concelho.

Recorda-se que, tal como aconteceu na primeira vaga da pandemia, a Câmara Municipal de Caminha tem em funcionamento, desde a entrada em vigor das medidas mais duras do atual estado de emergência, um serviço de confeção e entrega de almoços nas casas dos alunos de famílias carenciadas, bem como nos quartéis dos bombeiros de Caminha e Vila Praia de Âncora.

CAMINHA ALAVANCA 14 MILHÕES DE EUROS DE INVESTIMENTO PÚBLICO COM FUNDOS COMUNITÁRIOS

O concelho da foz do Minho tem o sexto investimento per capita mais elevado dos distritos de Viana, Porto e Braga no âmbito do Portugal 2020

De acordo com o documento Norte EU – Dinâmica dos fundos europeus na Região do Norte publicada no sítio oficial da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, que reúne e quantifica os investimentos da esfera municipal que foram aprovados no âmbito do quadro comunitário Portugal 2020, o concelho de Caminha teve 32 operações aprovadas que permitiram alavancar um investimento global de cerca de 14 milhões de euros no conjunto do seu território. O número é tanto mais relevante, porquanto representa um investimento de 732,9 euros por habitante, o que faz do concelho de Caminha o detentor do sexto maior investimento per capita do conjunto dos distritos do Porto, Braga e Viana do Castelo.

Para Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha, “o reconhecimento das autoridades nacionais resulta do esforço que o Município fez para mobilizar o máximo de recursos para o investimento público que beneficia as populações. Só não fazemos mais porque não temos recursos suficientes para garantirmos a nossa parte do financiamento das obras mas orgulhamo-nos de ter conseguido garantir obras como a da Escola Secundária de Caminha, a EBS do Vale do Âncora, o novo Cais dos Pescadores de Caminha, a reabilitação urbana das duas vilas, as obras de saneamento, a criação de redes de faixas de combustível ou o marcado municipal. Em quatro anos, conseguimos garantir 14 milhões de investimento público em Caminha. É caso para dizer: é obra!”

O documento de avaliação contínua do investimento da região baseia-se no reporte da Agência para o Desenvolvimento e Coesão e apenas tem em conta o financiamento comunitário garantido até ao final do mês de junho de 2020. Entretanto, o Município já garantiu novos investimentos estando em causa, neste momento, valores de investimento superiores ao noticiado.