Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CABECEIRAS DE BASTO APOIA ASSOCIATIVISMO

Câmara Municipal atribui 119.550 euros a associações e instituições

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto aprovou hoje, dia 13 de dezembro, por unanimidade, a atribuição de apoios financeiros a associações e instituições que desenvolvem atividades e iniciativas culturais, recreativas, desportivas, sociais, humanitárias, entre outras, no concelho de Cabeceiras de Basto.

Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (5).JPG

Trata-se de uma verba global que ascende a 119.550 euros, atribuída pela autarquia a 25 associações/instituições com o intuito de impulsionar o desenvolvimento das suas atividades, numa perspetiva de cooperação e parceria com o movimento associativo, cuja ação é crucial ao desenvolvimento concelhio.

De entre os apoios deliberados, destaque para a verba atribuída aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses (35 mil euros), à Cercifaf (15 mil euros) e à Fundação António Joaquim Gomes da Cunha (14.250 euros).

No que se refere aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, foi-lhes atribuído um subsídio no montante de 35.000 euros para apoiar a sua ação no âmbito da proteção e socorro de pessoas e bens. À Fundação A. J. Gomes da Cunha foram-lhe atribuídos 14.250 euros para apoiar as atividades sociais desenvolvidas pela instituição. No que se refere à Cercifaf, a verba atribuída destina-se ao reforço da Equipa Local de Intervenção Precoce, com o intuito de serem prestados, com regularidade, serviços às crianças com necessidades educativas especiais do concelho Cabeceirense.

Com a atribuição daqueles 25 apoios às associações e instituições, a Câmara Municipal reconhece e enaltece todo o trabalho que o movimento associativo, seus dirigentes e associados têm vindo a desenvolver na área social, cultural, recreativa, desportiva, entre outras. As associações/instituições são distintos parceiros do Município, com os quais a Câmara Municipal conta para desenvolver a sua atividade.

De salientar que no próximo dia 19 de dezembro, em cerimónia pública a decorrer no Salão Nobre da Câmara Municipal, serão entregues os apoios a todas as associações que hoje os viram aprovados.

CABECEIRAS DE BASTO INVESTE NA MELHORIA DA QUALIDADE AMBIENTAL

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado do vereador do Ambiente, Pedro Sousa, e dos técnicos da autarquia responsáveis pela área ambiental, visitou as ETAR’s – Estações de Tratamento de Águas Residuais de Refojos e do Arco de Baúlhe, no passado dia 4 de dezembro.

ETAR Arco de Baúlhe (1).JPG

A antiga ETAR de Arco de Baúlhe foi desmantelada uma vez que se apresentava obsoleta, já com deficiências insanáveis, que punham em causa a qualidade do tratamento de esgotos. A nova ETAR é uma estação de tratamento de nova geração e que tem uma maior capacidade. Com efeito, desde a entrada dos esgotos no órgão de remoção de sólidos grosseiros, passando pelos novos tanques de tratamento primário e secundário das águas, pelo decantador de tratamento e desidratação das lamas finais, fica assim assegurada uma grande melhoria da qualidade ambiental com a descarga no rio de água em muito boas condições. O aumento da capacidade responderá nos próximos anos ao aumento da pressão urbanística não só na Vila de Arco de Baúlhe mas também de freguesias vizinhas. A obra incluiu também a ampliação da rede de saneamento nas freguesias de Alvite, Basto e Faia o que permitiu, ainda, a selagem das antigas ETAR da Portela de Alvite e de Olela. Serão mais de 200 os beneficiários atuais desta ampliação que agora poderão ligar-se à rede pública de saneamento, eliminando desta forma um número muito considerável de fossas séticas e respondendo a necessidades básicas das populações locais.

A ETAR de Refojos foi ampliada, duplicando a sua capacidade de receção e tratamento de águas residuais. A construção de novos tanques de tratamento e decantadores, aliada à requalificação de todos os órgãos existentes na antiga estação, vai permitir servir um maior número de consumidores. Por isso, esta obra incluiu a ampliação da rede de saneamento desde a Cumieira, na freguesia de Cabeceiras de Basto, passando por Painzela até à Ranha, mas também novas redes na Senhora de Fátima e Outeiro. Permitiu, ainda, a ligação da rede de Chacim, eliminando a ETAR daquela localidade e a selagem da ETAR da Cumieira. Grande investimento para melhor e servir as populações – cerca de 250 novos beneficiários - que se traduz na melhoria ambiental.

A Câmara Municipal encontra-se nesta fase a ultimar trabalhos de arranjos exteriores nas duas estações e a executar os últimos ensaios dos equipamentos.

O investimento global foi superior a três milhões de euros e beneficiou de apoio financeiro do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), Portugal 2020.

ETAR Refojos (1).JPG

O MERCADO EM CABECEIRAS DE BASTO EM 1912

As imagens mostram o mercado de Cabeceiras de Basto por ocasião da presença das tropas republicanas que em 1912 foram deslocadas para o Minho a fim de combater as incursões monárquicas chefiadas por Paiva Couceiro. Numa das fotos vemos um grupo de raparigas que foram ver as tropas, vigiadas de perto pelos seus pais e outros familiares.

As fotos, da autoria de Joshua Benoliel, integraram uma reportagem do jornal O Século, sob o título “Ainda a defesa da Pátria", subtítulo "Cabeceiras de Basto volta à normalidade”

Fonte: ANTT

PT-TT-EPJS-SF-008-00376_m0001.JPG

PT-TT-EPJS-SF-008-01347_m0001.JPG

PT-TT-EPJS-SF-008-10038_m0001.JPG

PROJETO LAÇO BRANCO UNE CABECEIRAS DE BASTO E CELORICO DE BASTO CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Projeto Laço Branco visa prevenir Violência Doméstica contra pessoas portadoras de deficiência

O projeto “Laço Branco” é uma iniciativa financiada pelo Programa Operacional Inclusão Social e Empreso (PO ISE), pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), pelo Portugal 2020 (PT2020) e União  Europeia/Fundo Social Europeu (EU/FSE).

Carla Lousada.jpg

Este projeto foi desenhado pela Fundação António Joaquim Gomes da Cunha, uma IPSS que dirige a sua ação à população portadora de deficiência, sendo promotora de um Centro de Atividades Ocupacionais (CAO), de um Lar Residencial para Pessoas com Deficiência e de um Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS).

Tem como objetivos “prevenir a ocorrência de situações de violência doméstica contra a população portadora de deficiência, desocultando o fenómeno e trazendo-o para discussão pública, numa perspetiva de apoiar e proteger aquela população, ampliando e consolidando a intervenção já desenvolvida pela Fundação”, referiu Carla Lousada, Presidente da Direção da Fundação.

Assim, o projeto sustenta-se na Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação — Portugal + Igual (ENIND), especificamente no Plano de Ação para a prevenção e o combate à violência contra as mulheres e à violência doméstica (PAVMVD). Dentro do PAVMVD circunscreve-se ao objetivo II: Apoiar e proteger - ampliar e consolidar a intervenção.

O projeto pretende promover as 3 linhas transversais definidas pela ENIND, concretamente a territorialização, a promoção de parcerias e a intersecionalidade.

Assim, pretende promover a territorialização, através do envolvimento das entidades locais/regionais, estando previsto envolvimento de 5 IPSS`s: 3 de Cabeceiras de Basto e 2 de Celorico de Basto, com especial relevo no âmbito da prevenção da Violência Doméstica (e em particular da VD contra pessoas portadoras de deficiência), em diferentes ações do projeto,

A promoção de parcerias promove a corresponsabilização, a partilha de conhecimentos (ex: Ação “Rede de Partilha”/Plataforma de Debate) e parcerias estratégicas (ex: escolha de IPSS`s com elevado potencial disseminador junto de outras ONG`s), sendo que tudo se refletirá numa mais sólida sustentabilidade do projeto, na medida em que garante uma mais profícua disseminação, noutros contextos e noutras entidades.

O projeto pretende, igualmente, promover a intersecionalidade, considerando que a Violência Doméstica contra pessoas portadoras de deficiência resulta não apenas de um fator, mas sim de uma multiplicidade de fatores, pelo que ao ser abordada esses fatores devem ser considerados”, adiantou Carla Lousada.

A perspetiva interseccional alerta relativamente aos riscos das análises simplistas perante o caráter complexo do fenómeno da violência contra pessoas portadoras de deficiência. A intersecionalidade implica admitir um processo multicausal, que faz com que se combinem várias categorias para produzir fenómenos como a violência contra pessoas portadoras de deficiência, sendo necessário identificar as fontes estruturais deste fenómeno que geram resistência perante situações tão graves e acutilantes.

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO TOMA POSIÇÃO EM RELAÇÃO À EXPLORAÇÃO DE LÍTIO NO SEU TERRITÓRIO

Cabeceiras de Basto - Vista Aérea (2).jpg

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, sob a presidência de Francisco Alves, aprovou, por unanimidade, na sua reunião do passado dia 26 de novembro, uma tomada de posição referente à prospeção e pesquisa de depósitos minerais (ouro, prata, lítio e outros) em território Cabeceirense, documento onde se lê o seguinte:

“Considerando que a Câmara Municipal tomou conhecimento que o Governo da República pretende atribuir licenças de prospeção e pesquisa de depósitos minerais (ouro, prata, lítio e outros) em território Cabeceirense;

Considerando as dúvidas, diferentes posições e pontos de vista que temos observado na opinião pública, populações, poder autárquico, associações e outros intervenientes da sociedade civil, nos diversos territórios onde este assunto tem sido discutido;

Considerando a falta de informação precisa, fundamentada e sustentada, que permita, em consciência, formar uma opinião sobre as vantagens e desvantagens deste tipo de intervenção física no território, e consequentemente, a defesa do bem-estar das populações, a conservação e defesa da nossa fauna e flora, bem como dos recursos hídricos e dos solos;

A Câmara Municipal delibera: não aceitar qualquer intervenção no nosso concelho no que concerne a licenças que o Governo venha a conceder para a prospeção, pesquisa e exploração de lítio, sem que sejam conhecidos e apresentados estudos com o máximo de rigor, referentes às consequências dos factos de ordem económica, social e ambiental; comunicar esta tomada de posição à Assembleia Municipal; comunicar esta tomada de posição à Direção Geral de Energia e Geologia”.

Entretanto, a Tomada de Posição enviada à Assembleia Municipal foi apreciada por esse órgão no passado dia 29 de novembro e aprovada, também, por unanimidade.

Por unanimidade, o executivo municipal aprovou, ainda, nesta reunião dois pedidos de transporte do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto para visitas de estudo a Guimarães; um pedido de apoio à natalidade no montante de 500 euros; um pedido de redução de taxas a um munícipe para frequência na Piscina Municipal de Refojos; um pedido de certidão de desanexação, tendo sido também declarada a caducidade de um processo de licenciamento de obras.

De salientar igualmente que, no que se refere aos assuntos despachados pelo presidente da Câmara, em 12 dias foram despachados 15 projetos de arquitetura e duas licenças para obras, sinal de dinamismo económico na área da construção no nosso concelho, o que apraz registar.

CRIANÇAS DE CABECEIRAS DE BASTO SENSIBILIZADAS PARA A SEGURANÇA RODOVIÁRIA

O Município e o Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto associaram-se à campanha de sensibilização para a Segurança Rodoviária promovida pela Ascendi em parceria com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANRS), GNR e PSP e em colaboração com os municípios adjacentes à rede de autoestradas.

Crianças sensibilizadas para Segurança Rodoviária (1).JPG

Nesse âmbito, realizou-se, ontem, dia 28 de novembro, na Casa da Juventude de Cabeceiras de Basto, uma peça de teatro para as crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico, com o objetivo de comunicar uma mensagem de segurança rodoviária à futura geração de condutores de forma lúdica e interativa.

A vereadora da Educação, Dra. Carla Lousada, e a diretora do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, Dra. Céu Caridade, assistiram à encenação teatral, cuja mensagem incidiu, especialmente, no uso indevido e muito perigoso do telemóvel ao volante do automóvel.

A iniciativa contribuiu não só para fomentar hábitos de condução mais seguros, como também para fortalecer as relações institucionais de todas as entidades envolvidas, em benefício das populações locais.

“Sensibilizar os mais novos é, a longo prazo, uma forma de ter gerações futuras de condutores mais responsáveis e, a curto prazo, uma forma de propagar a mensagem aos adultos, através de um agente muito persuasivo – as crianças”, refere a Ascendi na sua comunicação.

Crianças sensibilizadas para Segurança Rodoviária (2).JPG

CABECEIRAS DE BASTO É AUTARQUIA + FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL

Francisco Alves vê reconhecida política municipal com a atribuição do galardão de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’

Tal como noticiámos anteriormente, a Câmara Municipal foi distinguida como ‘Autarquia Mais Familiarmente Responsável’. No passado dia 27 de novembro, no auditório da Fundação FEFA - Fundação para os Estudos e Formação Autárquica, em Coimbra, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, recebeu o respetivo galardão.

Cabeceiras de Basto - Autarquia Mais Familiarmente Responsável.jpg

Acompanhado da vereadora da Ação Social, Dra. Carla Lousada, o presidente da Câmara recebeu, nesta cerimónia, a bandeira alusiva, que lhe foi entregue pelo Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Dr. Jorge Botelho.

O momento foi de grande satisfação e regozijo para o presidente da Câmara Municipal, que viu assim reconhecidas, publicamente, as políticas e medidas que têm vindo a ser disponibilizadas às famílias. Trata-se de incentivos de grande relevância para os Cabeceirenses, que continuam a promover a melhoria da qualidade de vida dos agregados familiares.

Pelo segundo ano consecutivo, o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis distinguiu a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto como ‘Autarquia Amiga das Famílias’.

Para além do conjunto de apoios que começam no nascimento das crianças, passando pelos apoios às famílias numerosas com benefícios nas tarifas da água e saneamento, bem como na redução da taxa do IMI, a autarquia Cabeceirense também apoia as famílias mais carenciadas através das taxas sociais. Também as famílias com filhos estudantes não são esquecidas. Para além dos apoios nos transportes, refeições e prolongamentos de horários, aquisição de livros e material escolar, a Câmara Municipal atribui, anualmente auxílios económicos a alunos do ensino secundário e bolsas de estudo a alunos do ensino superior. A tudo isto junta-se, ainda, a redução de taxas para a construção de habitação própria para jovens dos 18 aos 35 anos de idade.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto continua, assim, a colocar as pessoas e as famílias em primeiro lugar.

De salientar que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, tendo como missão acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

CABECEIRAS DE BASTO É TERRA ONDE SE COME BEM!

Cabeceiras de Basto presente no lançamento dos Fins de Semana Gastronómicos

O Município de Cabeceiras de Basto esteve hoje, dia 28 de novembro, presente na sessão de apresentação dos Fins de Semana Gastronómicos, iniciativa da responsabilidade da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) que decorreu em Felgueiras. Nesta sessão de apresentação pública do evento, houve também oportunidade para os municípios apresentarem e promoverem os produtos locais, através de uma diversificada degustação. O evento decorre de 30 de novembro de 2019 a dezembro de 2020.

Cabeceiras de Basto presente no lançamento dos Fins de Semana Gastronómicos.JPG

De acordo com o presidente da TPNP, Dr. Luís Pedro Martins, um dos objetivos deste evento é “reduzir a sazonalidade com que se debate a região, colmatando períodos de menores proveitos e fluxos como são os casos dos meses de janeiro, fevereiro e março”, acrescentando que “esta é uma altura de grande riqueza enogastronómica em praticamente todo o destino – Norte – e uma oportunidade para dar a conhecer os produtos certificados e únicos da nossa região”.

O turismo gastronómico é uma forte aposta da TPNP, tendo em conta que a gastronomia e vinhos são apontados pelos turistas como principais motivos de procura. Os sabores e os aromas aliados às belíssimas paisagens do norte de Portugal torna a região conhecida como “Região de Sensação”.

De salientar que o Fim de Semana Gastronómico de Cabeceiras de Basto vai ocorrer no fim de semana que antecede o dia de Carnaval, mais concretamente nos dias 21, 22 e 23 de fevereiro, ao mesmo tempo que acontece nesta vila a XXIV Festa da Orelheira e do Fumeiro. Nos restaurantes Cabeceirenses, o visitante poderá deliciar-se, neste fim de semana, com as especialidades gastronómicas de que se destaca, como prato principal, o cozido e, como sobremesa, os ‘Miguelitos’ – o doce que venceu, este ano, o Concurso ‘Doce Cabeceirense’ promovido pela Câmara Municipal. O visitante poderá, ainda, degustar outros pratos e sobremesas típicos, designadamente a vitela assada, o cabrito assado, o polvo no forno, o bacalhau com batatas a murro mas também as cavacas, rabanadas e o pão de ló. A Câmara Municipal vai continuar a sensibilizar os empresários da restauração para aderirem a esta iniciativa da TPNP, com um especial empenho e atenção, com o intuito de atrair, através da magnífica gastronomia local, cada vez mais visitantes e turistas.

Os Fins de Semana Gastronómicos afirmam-se como o evento por excelência da Porto e Norte de Portugal, no âmbito da dinamização do produto estratégico ‘Gastronomia e Vinhos’ e nesta edição 2019/2020 participam 78 municípios, mais de 1.000 restaurantes e mais de 500 empreendimentos aderentes.

CABECEIRAS DE BASTO VIVE MAGIA DO NATAL

‘Cabeceiras de Basto um lugar mágico’ a visitar neste Natal

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado da vereadora da Cultura, Dra. Carla Lousada, apresentou hoje, dia 27 de novembro, o vasto programa de Natal sob o mote ‘Cabeceiras de Basto: um lugar mágico’, programa festivo que decorre entre os dias 2 de dezembro e 6 de janeiro. Trata-se de um conjunto de iniciativas solidárias, culturais e lúdicas, dirigidas a toda a comunidade local, com especial destaque para as crianças.

Presidente da Câmara apresentou ‘Cabeceiras de Basto um lugar mágico’.JPG

Mercadinho e histórias de Natal, Encontro de Coros com solista e grupos corais convidados, presépio e iluminação festiva, ‘Casa do Pai Natal’, ‘Parada de Natal’, ‘Natal Solidário’, concertos de Natal, patinagem, insufláveis, comboio natalício, Encontro de Natal Sénior, entrega de Cabazes de Natal, visitas às instituições, às escolas e Espaços de Convívio e Lazer e ainda a corrida de Natal – RUNbanada, integram o vasto programa natalício que visa abranger todos os públicos, dinamizando o comércio local através das mais diversas recriações de Natal.

O evento é organizado pela Câmara Municipal em conjunto com diversos parceiros económicos e sociais, designadamente a Basto Vida, Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto,

CTCMCB – Centro de Teatro, Lions Clube de Cabeceiras de Basto, Banda Cabeceirense, Academia de Música de Cabeceiras de Basto, Banco Local de Voluntariado, CPCJ - Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, EPAB - Escola de Patinagem Artística de Basto, Projeto Raízes, ICNF, Clube Desportivo de Cabeceiras de Basto, Associação Guias de Portugal – 1ª Companhia de Cabeceiras de Basto, Cabeceiras Bike Team, Bodygate, Centro de Dança Corpo e Movimento, Academia Sempre em Forma, INpacto, Escola Pé de Dança e Paróquias de Refojos, Outeiro e Painzela, Santa Senhorinha e Arco de Baúlhe.

De 2 a 22 de dezembro, realiza-se, na Praça da República, o ‘Natal Solidário – uma árvore de Natal por um bem alimentar’ que tem como objetivo a recolha de bens alimentares próprios para crianças. A iniciativa é acompanhada pelo ICNF - Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, através do Gabinete Técnico-Florestal.

No dia 7 de dezembro, o ‘Natal chega… à Praça da República’, durante a tarde, com ‘Histórias de Natal’ pela Oficina de Jogos Dramáticos do CTCMCB, momento durante o qual será inaugurado o Presépio e a Iluminação de Natal.

À noite, no Pavilhão Desportivo de Refojos, realiza-se a iniciativa ‘Natal Solidário - Recolha de bens alimentares e roupas para crianças’ organizado pelo Clube Desportivo de Cabeceiras de Basto.

No dia 8, a partir das 15 horas, realiza-se na Casa do Tempo a iniciativa ‘Melodias de Natal’, enquanto no dia 14 decorre, na Casa da Juventude, o Concerto de Natal da Academia de Música.

No dia 15 realiza-se a ‘Manhã Solidária - Recolha de Sorrisos’ com um passeio de bicicleta (BTT) em troca de um brinquedo, experiências científicas, animação para crianças e a Oficina do LUCAS – Juntos no Combate ao Cancro Infantil, uma iniciativa da responsabilidade do Lions Clube de Cabeceiras de Basto.

Pelas 16 horas desse mesmo dia 15 de dezembro, a Igreja do Mosteiro será palco do Encontro de Coros com a participação da solista Vera Mesquita, do Coro Interparoquial de Refojos, Outeiro e Painzela, do Grupo Coral de Santa Senhorinha de Basto, do Grupo Coral de S. Martinho de Arco de Baúlhe e do Coral da Misericórdia de Santo Tirso.

No dia 18 de dezembro decorre o Encontro de Natal Sénior, enquanto no dia 21 a animação de Natal continua na Praça da República, a partir das 15 horas, com a dinamização da ‘Casa do Pai Natal’, ‘Parada de Natal’, danças, carrinhos, insufláveis e passeios de comboio natalício.

Para o dia 22 de dezembro está agendada a Corrida de Natal ‘RUNbanada’ organizada pela associação INpacto e pelo Projeto Raízes com o apoio da Iberdrola. A partir das 15 horas, na Praça da República, as crianças e as suas famílias são convidadas a participar nas inúmeras atividades que irão decorrer no centro da vila. Insufláveis, patinagem artística e passeios de comboio natalício são também as propostas para este dia 22 de dezembro. A partir das 18 horas, na Igreja do Mosteiro, realiza-se o Concerto de Natal pela Banda Cabeceirense.

Neste fim de semana de 21 e 22 de dezembro, decorre na Praça da República, entre as 10 e as 17 horas, o ‘Mercadinho de Natal’, uma iniciativa que pretende valorizar o comércio tradicional, promovendo a venda de produtos locais de qualidade. Neste Mercadinho estarão presentes expositores de produtos hortícolas, artesanato, mel, fumeiro, doces regionais entre outros produtos.

A Câmara Municipal celebra também a quadra natalícia com ‘Natal das Escolas’, de 9 a 13 de dezembro, altura em que o presidente da Câmara e vereadores visitam as escolas, desejando Boas Festas a todas as crianças, professores e auxiliares.

No mesmo período, entre os dias 9 e 13 de dezembro, decorre a entrega de cabazes de Natal a centenas de famílias economicamente mais débeis do concelho, uma iniciativa que tem como objetivo ajudar os mais necessitados, proporcionando-lhes um Natal mais caloroso. A distribuição dos cabazes representa um investimento nas famílias, sendo personalizada em função do número de crianças e adultos que compõem o agregado familiar. Sinalizadas pelos Serviços de Ação Social da autarquia, as famílias vão receber no cabaz o tradicional bacalhau e bolo-rei, azeite, aletria, sortido e açúcar.

A Câmara Municipal celebra a quadra natalícia com o ‘Natal dos Afetos’, de 2 a 20 de dezembro, altura em que o presidente da Câmara e vereadores visitam também as instituições do concelho – infantário, creches e lares – desejando Boas Festas a todos os utentes, funcionários e dirigentes.

De 9 a 20 de dezembro, realizam-se as Festas de Natal dos Espaços de Convívio e Lazer, uma iniciativa da responsabilidade da Basto Vida.

Um programa rico e variado, de grande frenesim, magia e alegria, que tornará certamente Cabeceiras de Basto num lugar mágico nesta quadra natalícia.

Natal 2019 - folheto.jpg

SOLIDARIEDADE JUNTA AUTARCAS EM SARAU DO DISTRITO DE BRAGA

CPCJ’s do distrito organizaram Sarau Solidário pelos “direitos de todas as crianças”

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, ele que é também o presidente da CPCJ de Cabeceiras de Basto, participou na passada sexta-feira, dia 22 de novembro, no Sarau Solidário Distrital ‘Juntos pelos direitos de todas as crianças’ que decorreu no Pavilhão Multiusos de Fafe.

CPCJ’s do distrito organizaram Sarau Solidário pelos “direitos de todas as crianças” (1).JPG

O evento, promovido pelas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) do distrito de Braga juntou cerca de 400 crianças e pretendeu assinalar o 30.º aniversário da Convenção Internacional sobre os Direitos as Crianças.

Foi uma noite ‘mágica’, com brilhantes atuações proporcionadas por diferentes grupos do distrito, entre escolas, academias e associações/instituições.

O Ensemble de Cordas e o Ensemble de Sopros da Academia de Música Clave de Basto representou Cabeceiras de Basto neste evento solidário.

Música, dança, teatro, poesia, arte circense, entre outras demonstrações foram as propostas das CPCJ’s de Amares, Barcelos, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Esposende, Fafe, Famalicão, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho, Vila Verde e Vizela que arrebataram o numeroso público presente.

De salientar que o valor arrecadado com a venda dos ingressos para o espetáculo, da responsabilidade das CPCJ’s, reverteu a favor das crianças de Itoculo, na província de Nampula, em Moçambique.

Foi uma noite de arte e de afetos mas também de muitos sorrisos!

CPCJ’s do distrito organizaram Sarau Solidário pelos “direitos de todas as crianças” (2).JPG

CPCJ’s do distrito organizaram Sarau Solidário pelos “direitos de todas as crianças” (3).JPG

CABECEIRAS DE BASTO APRESENTA "HORA DO CONTO"

CTCMCB apresentou ‘Elmer, O Elefante’ em semana dedicada à ‘Hora do Conto’

Cerca de 300 crianças do ensino pré-escolar participaram esta semana, de 18 a 22 de novembro, na ‘Hora do Conto’ dinamizada pela Câmara Municipal, através do Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB), na Biblioteca Municipal Dr. António Teixeira de Carvalho, na vila do Arco de Baúlhe.

CTCMCB apresentou ‘Elmer, O Elefante’  (1).JPG

A vereadora da Educação e Cultura, Dra. Carla Lousada, assistiu à sessão desta manhã, dia 22 de novembro.

‘Elmer, O Elefante’ foi a história contada às crianças, uma história que trabalha a aceitação das diferenças de forma lúdica, levando os mais novos a encarar a diversidade como algo positivo. Com a ‘Hora do Conto’ estimulou-se a imaginação e a curiosidade mas também o gosto pela descoberta.

A encenação do Centro de Teatro pretendeu, assim, estimular nos mais pequeninos o contacto com a literatura, proporcionando momentos muito divertidos a todos os espectadores.

A componente lúdica e pedagógica prosseguem, assim, de mãos dadas, proporcionando o Centro de Teatro, em parceria com a Biblioteca Municipal Dr. António Teixeira de Carvalho, divertidas aprendizagens às crianças.

Crianças da Escola Básica Padre Dr. Joaquim Santos, Prof. Filomena Mesquita, do Arco de Baúlhe, de Pedraça, de Cavez e da Faia, bem como do Jardim de Infância de Santa Senhorinha, Gondarém e Bucos participaram nesta iniciativa.

Com a dinamização da ‘Hora do Conto’, a Câmara Municipal pretendeu impulsionar a criatividade das crianças, contando histórias de forma alegre e descontraída, com o intuito de ‘seduzir’ as crianças para o universo da literatura e, dessa maneira, ajudar na formação de novos leitores.

CTCMCB apresentou ‘Elmer, O Elefante’  (2).JPG

CABECEIRAS DE BASTO VAI REQUALIFICAR AVENIDA NO ARCO DE BAÚLHE

Executivo Municipal contratualiza empréstimo para obra de requalificação urbana de Avenida no Arco de Baúlhe

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto aprovou na sua reunião do passado dia 15 de novembro, por maioria (com 4 votos a favor do PS e do IPC dois contra e uma abstenção), a contratualização do empréstimo de médio e longo prazo, até ao montante de 1.141.781,85 euros, através do EQ BEI – Linha BEI PT 2020 – Autarquias, para a obra de ‘Requalificação Urbana da Avenida Capitão Elísio de Azevedo’, no âmbito da operação NORTE-03-1406-FEDER-000102, aprovada pelo Norte 2020. O assunto será agora remetido à Assembleia Municipal para deliberação.

Projeto de Requalificação Urbana da Avenida Capitão Elísio de Azevedo, no Arco de Baúlhe.jpg

A obra permitirá a requalificação da área central da vila do Arco de Baúlhe, caracterizada por um extenso arruamento com grande concentração comercial e elevada densidade habitacional. A vasta zona de intervenção integra o nó viário do Arco de Baúlhe e estende-se pela Avenida Capitão Elísio de Azevedo até ao entroncamento com a Rua da Cerca Nova. Os trabalhos darão primazia à circulação de peões, sendo assegurada, em toda a sua extensão, a circulação a pessoas com mobilidade reduzida, recorrendo-se para o efeito à elevação de passadeiras, à construção de passeios largos e acessibilidade a todos os edifícios existentes ao longo da Avenida Capitão Elísio de Azevedo.

De acordo com a memória descritiva, a praça central/jardim será reorganizada de modo a possibilitar a permanência dos arcoenses e visitantes neste local que pretende ser um espaço multifuncional com novo mobiliário urbano e espaços ajardinados.

O nó viário, que se transformará numa verdadeira praça, é um dos elementos relevantes da vila do Arco de Baúlhe de ligação da EN 206 à saída para a A7, através da Avenida Capitão Elísio de Azevedo, mas também de ligação destas vias à EN 205 e EN210.

No período antes da ordem do dia, o presidente da Câmara deu a conhecer ao Executivo Municipal a atribuição do galardão de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’ a Cabeceiras de Basto pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis. De salientar que a Câmara Municipal receberá a bandeira em cerimónia pública a decorrer no próximo dia 27 de novembro, em Coimbra.

Durante a reunião, o Executivo Municipal aprovou, por unanimidade, dois pedidos de transporte ao Agrupamento de Escolas, assim como um pedido de cedência do auditório da Casa da Juventude para a realização da Festa de Natal da Escola Básica Padre Dr. Joaquim Santos no dia 17 de dezembro de 2019.

No decorrer desta reunião, foi igualmente aprovada a renovação da cedência de espaços da Escola de Pedraça à Paróquia para o desenvolvimento das atividades da catequese aos domingos.

De entre outros assuntos, foi aprovada a Modificação Orçamental n.º 9 – Alteração n.º 6; um pedido de apoio à natalidade no montante de 500 euros; dois pedidos de redução de taxas a dois munícipes para frequência na Piscina Municipal de Refojos e ainda um pedido de isenção de taxas ao Agrupamento de Escolas de Mondim de Basto para dez alunos de Educação Especial frequentarem atividades de hidroterapia na Piscina Municipal de Arco de Baúlhe, quinzenalmente.

CABECEIRAS DE BASTO É "AUTARQUIA + FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL"

Cabeceiras de Basto recebe pelo segundo ano consecutivo o galardão de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’

O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis voltou a distinguir, este ano, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto como ‘Autarquia Amiga das Famílias’. A Câmara Municipal congratula-se com esta distinção, sinal de que as políticas e medidas disponibilizadas às famílias são de grande relevância para os Cabeceirenses e continuam a promover a melhoria da qualidade de vida dos agregados familiares.

Cabeceiras de Basto - Mosteiro.JPG

A Câmara Municipal receberá o galardão de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’ em cerimónia pública a decorrer no próximo dia 27 de novembro, em Coimbra.

O Observatório de Autarquias Familiarmente Responsáveis, que nasceu em 2008, pretende, entre os seus objetivos, dar visibilidade às autarquias que se destaquem por práticas amigas das famílias. E Cabeceiras de Basto é um Município amigo das famílias.

Para além do conjunto de apoios que começam no nascimento das crianças, passando pelos apoios às famílias numerosas com benefícios nas tarifas da água e saneamento, bem como na redução da taxa do IMI, a autarquia Cabeceirense também apoia as famílias mais carenciadas através das taxas sociais. Também as famílias com filhos estudantes não são esquecidas. Para além dos apoios nos transportes, refeições e prolongamentos de horários, aquisição de livros e material escolar, a Câmara Municipal atribui, anualmente auxílios económicos a alunos do ensino secundário e bolsas de estudo a alunos do ensino superior. A tudo isto junta-se, ainda, a redução de taxas para a construção de habitação própria para jovens dos 18 aos 35 anos de idade.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto continua, assim, a colocar as pessoas e as famílias no centro das suas preocupações, procurando respostas eficazes para os problemas que as afligem.

De salientar que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, tendo como missão acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

FAMÍLIA DE CABECEIRAS DE BASTO CAÍDA NA MISÉRIA FOI A PÉ ATÉ LISBOA PEDIR PROTECÇÃO

A foto data de 18 de Agosto de 1928 e mostra um lavrador de Cabeceiras de Basto, reduzido à miséria, que deslocou-se a pé até Lisboa, a fim de pedir justiça e protecção.

Joaquim Francisco Gonçalves, junto da sua companheira Adelina Pires e das crianças que os acompanharam na longa viagem de Cabeceiras de Basto até Lisboa.

Foto: Arquivo Nacional da Torre do Tombo

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0010-1214C_derivada.jpg

CABECEIRAS DE BASTO CONSAGRADO NA TOPONÍMIA DE MUNICÍPIO FRANCÊS

Presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto participou na inauguração da ‘Rotunda de Cabeceiras de Basto’ em Sury-le-Comtal

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, visitou entre os dias 8 e 10 de novembro a vila de Sury-le-Comtal, em França, no âmbito da celebração do quinto aniversário da geminação com aquela localidade francesa situada no departamento do Loire.

Presidente da Câmara participou na inauguração da ‘Rotunda de Cabeceiras de Basto’ em Sury-le-Comtal (1).jpg

Acompanharam o presidente da Câmara nesta viagem, a vereadora das Geminações, Dra. Carla Lousada, o presidente da Junta de Freguesia de Bucos, Adriano Pereira, bem como a técnica superior de Turismo da Câmara Municipal, Dra. Manuela Martins.

A visita, realizada a convite do presidente de Sury-le-Comtal, teve como principal objetivo a participação na cerimónia de inauguração da ‘Rotunda de Cabeceiras de Basto’, momento que juntou muitos Cabeceirenses emigrados naquela região, autarcas locais e regionais, entre outros convidados. O ato inaugural teve lugar na tarde do passado sábado, 9 de novembro.

Na ‘Rotunda de Cabeceiras de Basto’ foi plantada uma oliveira, árvore antiga que representa “a força, a vitória, a fidelidade, a imortalidade, a esperança e a abundância”, valores considerados como símbolos desta geminação. Paralelamente, na rotunda foi colocada uma placa em ferro com o nome das duas vilas geminadas. O momento foi de grande emoção quer para os autarcas quer para os emigrantes Cabeceirenses que sentem, agora, a sua terra Natal “mais perto”.

No domingo de manhã, 10 de novembro, o presidente da Câmara e a comitiva Cabeceirense foram recebidos na Câmara de Sury-le-Comtal pelo presidente Yves Martin, pelos Conselheiros Municipais, bem como pelo ex-presidente de Sury-le-Comtal, Roger Damas, ele que esteve na origem do processo de geminação com Cabeceiras de Basto. Na oportunidade, os autarcas fizeram um balanço “muito positivo” da visita que possibilitou a aproximação, o aprofundamento e o fortalecimento dos laços de amizade, tendo sido, igualmente, traçados os objetivos futuros desta geminação que passarão, entre outros, pelo intercâmbio entre os jovens de Cabeceiras de Basto e de Sury-le-Comtal.

Durante a estadia em França, os autarcas tiveram a possibilidade de visitar o Castelo de Sury, participar na inauguração da Feira do Livro de Sury e visitar “o mais bonito mercado da França” na vila de Montbrison, também na região do Loire. O presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto, acompanhado do ex-presidente de Sury-le-Comtal, Roger Damas, foi recebido também na Câmara de Montbrison pelo presidente Christophe Bazile.

Foi um fim de semana de trabalho profícuo que possibilitou a troca de experiências e partilha de valores, bem como o contacto com a comunidade Cabeceirense aí radicada, gentes com origem especialmente na freguesia de Bucos.

Presidente da Câmara participou na inauguração da ‘Rotunda de Cabeceiras de Basto’ em Sury-le-Comtal (2).jpg

CABECEIRAS DE BASTO DEDICA QUADRAS A SÃO MARTINHO

Vinte e seis grupos participaram no Encontro de Quadras de S. Martinho em Cabeceiras de Basto

Vinte e seis grupos apresentaram-se ontem, dia 10 de novembro, ao 19.º Encontro de Quadras de S. Martinho, uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, com o apoio da Junta de Freguesia do Arco de Baúlhe e Vila Nune.

Vinte e seis grupos participaram no Encontro de S. Martinho (1).JPG

O evento realizou-se no Pavilhão Desportivo do Arco de Baúlhe, um convívio de S. Martinho repleto de animação, onde não faltaram as castanhas assadas e o vinho novo.

Mais de 300 cantadores/tocadores em representação das associações, coletividades e instituições do concelho de Cabeceiras de Basto subiram ao palco e interpretaram temas originais ou adaptados à época festiva, revivendo, assim, tradições antigas.

Neste evento marcaram presença o presidente da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto, o vice-presidente da Câmara, Dr. Mário Machado, o vereador Eng. Pedro Sousa e presidentes de Juntas de Freguesia, entre outros autarcas do município e das freguesias e público em geral.

O encontro teve como principal objetivo proporcionar uma tarde de convívio entre as associações/coletividades do concelho e o público em geral.

De salientar que todos os grupos participantes receberam um prémio de participação no valor de 100 euros.

No final da tarde, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, e a vereadora Dra. Carla Lousada, à chegada a Cabeceiras de Basto vindos de França, onde se deslocaram para participar em iniciativas realizadas no âmbito da geminação com Sury-le-Comtal, ainda tiveram oportunidade de se encontrar com algumas das pessoas que participaram no magusto-convívio.

Vinte e seis grupos participaram no Encontro de S. Martinho (2).JPG

CABECEIRAS DE BASTO QUER REQUALIFICAR CAMPO SECO

Valor do empréstimo da obra do Campo do Seco é inferior ao inicialmente previsto. Reunião de Câmara de 31 de outubro de 2019

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto aprovou, por unanimidade, na sua reunião do passado dia 31 de outubro, uma adenda ao contrato de empréstimo de médio e longo prazo ‘EQ BEI – Linha BEI PT 2020 – Autarquias - NORTE-04-2316-FEDER-000178’ assinado no âmbito da requalificação do espaço do Campo do Seco e suas vias envolventes e de enquadramento, uma vez que o empréstimo inicial era de 1.121.961,25 euros e agora, após adjudicação da obra, só se torna necessário recorrer a um empréstimo no valor global de 652.828,64 euros.

Campo do Seco em Cabeceiras de Basto - maquete (1).jpg

O Executivo Municipal aprovou também, por unanimidade, a abertura do Concurso Público para a empreitada de construção do ‘Parque de Campismo de Cabeceiras de Basto’ localizado em terrenos confinantes a diversos equipamentos municipais tais como, o Centro Hípico de Cabeceiras de Basto, o Centro de Educação Ambiental, o Polidesportivo e a Piscina Municipal Descoberta. O Parque de Campismo virá dar resposta ao segmento de turistas praticantes de campismo e caravanismo, aumentando assim a oferta neste setor.

Durante esta reunião foi aprovada, por maioria, com quatro votos a favor (PS) e três abstenções (IPC), a manter as taxas de IRS, IMI - Imposto Municipal sobre Imóveis, Derrama e Taxa Municipal de Direitos de Passagem praticadas no ano anterior, a saber:

  • Taxa de IRS variável – 4%
  • Derrama – para empresas com volume de negócios anual até 150.000€ - 0,0% | para empresas com volume de negócios anual superior a 150.000€ - 1%
  • Taxa Municipal de Direitos de Passagem – 0,25%
  • Taxa de IMI para os prédios rústicos – 0,8%
  • Taxa de IMI para os prédios urbanos – 0,3% (redução para as famílias em função do número de dependentes: famílias com 1 dependente a cargo têm redução de 20 euros | 2 dependentes – 40 euros de redução | 3 ou mais dependentes – 70 euros redução).

A proposta será, agora, remetida à sessão da Assembleia Municipal para deliberação, sessão que se realiza a 29 de novembro.

No decorrer desta reunião, foram ratificados, por unanimidade, seis pedidos de transporte do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto para a realização de visitas ao Mosteiro de S. Miguel de Refojos e Escola Fixa de Trânsito e, ainda, para a realização de diversas iniciativas como a participação na Feira de Outono e em atividades relacionadas com o ‘Dia das Bruxas’ (Halloween).

De entre outros assuntos, foram aprovados mais dois apoios à natalidade no montante global de 1.000 euros; um pedido de alvará de loteamento; tendo sido, ainda, declarada a caducidade de três processos de obras.