Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA É UMA DAS CIDADES FUNDADORAS DA "REDE EUROPEIA DAS CELEBRAÇÕES DA SEMANA SANTA E PÁSCOA"

Arranca a "Rede Europeia das Celebrações da Semana Santa e Páscoa" em Braga

Liderada pela rota andaluza “Camiños de Passión” (Caminhos de Paixão), a nova Rede inicia o seu percurso tendo por sócios fundadores Espanha, Portugal (com a Semana Santa de Braga), Malta, Eslovénia e Itália.

Capturarss1.PNG

Hoje, 18 de março, teve lugar, no Palácio do Raio, em Braga, o II Fórum que reuniu pela segunda vez um grupo de entidades europeias. A ocasião serviu para consolidar este projeto (recorda-se que a primeira reunião ocorreu em Lucena, Espanha, no passado mês de setembro), e fundar a nova associação, que é criada para agregar valor às tradições europeias relacionadas com a Semana Santa e Páscoa, e que aspira a apresentar uma candidatura a um futuro Itinerário Cultural Europeu, do Conselho da Europa.

Capturarss2.PNG

Na reunião participaram representantes da Espanha, Eslovénia, Itália, Malta e Portugal, num total de nove entidades, que organizam, nas suas diferentes regiões geográficas, cerimónias relacionadas com a Semana Santa e a Páscoa.

Durante a sessão de trabalho foram discutidos e adotados pontos muito importantes e que orientarão o funcionamento e a atividade desta nova entidade: a assinatura do acto fundador da rede, a eleição do Conselho de administração, a criação de um Comité Científico, a adoção de seu plano de trabalho e de financiamento, bem como a organização de sua atividade para a preparação e apresentação do candidatura a um Itinerário Cultural Europeu.

Sobre os Itinerários Culturais do Conselho da Europa

O programa Itinerários Culturais do Conselho da Europa foi lançado em 1987 pelo Conselho da Europa com a finalidade de demonstrar, através da viagem no espaço e no tempo, como o património cultural da Europa se desenvolve através das fronteiras.

Um itinerário cultural europeu é uma rota que abarca países e regiões e que se organiza em torno de um tema cuja história, interesse artístico e cultural é claramente europeu, seja pela sua localização geográfica ou pelo seu conteúdo e significado.

Sobre a "Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa de Páscoa"

Esta rede europeia das Semanas Santas e celebrações da Páscoa é formada como uma associação sem fins lucrativos, aberta a todas as religiões e crenças que comemoram a paixão e ressurreição de Jesus Cristo, e cuja património cultural é um ponto de referência nas suas respetivas regiões e/ou países.

A Associação pretende congregar esforços e aproveitar sinergias na consolidação de um modelo de conservação e difusão do património material e imaterial da Semana Santa e Páscoa, ao mesmo tempo que promove estas expressões, dos diferentes membros e áreas geográficas envolvidas, como destinos turísticos de qualidade.

Esta associação tem, na sua fundação, como sócios fundadores, diferentes entidades, que promovem e acrescentam valor na representação das tradições e festas emblemáticas a nível europeu, e que são os seguintes:

  • A italiana Fundação Frederico II, da Sicília, Itália, em representação dos municípios de Palermo, Caltanissetta e Trapani
  • Os municípios de BirguQormi, por parte de Malta
  • Comissão da Quaresma e Celebrações da Semana Santa de Braga, em Portugal
  • As representações da Paixão de Cristo em Skofja Loka, na Eslovénia
  • A rota andaluza Camiños de Passión, que representa as celebrações da Semana Santa dos municípios de Alcalá la Real, em Jaén; Baena, Cabra, Lucena, Priego de Córdoba e Puente Genil, da província de Córdoba; e ainda Écija, Osuna e Utrera, da província de Sevilha
  • Dentro da geografia espanhola, também integram a Rede as celebrações da Semana Santa de Orihuela(Alicante), Lorca (Múrcia) e Viveiro (Lugo)

Razões da candidatura

Este projeto de Itinerário Cultural é uma formidável oportunidade e uma plataforma para disseminar e dar a conhecer o património relacionado com as celebrações da Semana Santa e Páscoa (onde Braga estará inserida), conferindo-lhe visibilidade a nível europeu e inclusivamente mundial.

Capturarss3.PNG

BRAGA VAI TER NOVO PARQUE AVENTURA

O evento de inauguração do Picoto Park que se realizará no próximo dia 23 de março, pelas 10h, será de cariz 100% solidário, uma vez que toda a receita angariada no dia reverter integralmente para 7 instituições de solidariedade da cidade.

O 'pulmão urbano da cidade' ganha novo fôlego com o PICOTO PARK, o novo parque aventura de Braga.

Situado na encosta Norte do Monte do Picoto, numa área total de 14.000 M2, integrado numa vasta e requalificada mancha florestal autóctone, o Grupo AKTIVSPORT procurou implementar equipamentos e atividades que potenciassem ao máximo todo o enquadramento natural que o espaço proporciona.

Vocacionado para atividades de lazer ativo, o PICOTO PARK dispõe de atividades para idades a partir dos 3 anos, para o mais diversificado tipo de públicos (privado, escolar e empresarial). 
Com uma fabulosa vista de 360• sobre a cidade de Braga, convidamos os nossos visitantes a juntar-se ao nosso mundo de emoções e aventuras, experienciando atividades como o circuito de arborismo panorâmico, Slide, escalada, salto de queda livre, paintball, tiro ao alvo e muitas mais.

Com uma forte componente ambiental, procuramos consciencializar de forma sustentada, práticas e estilos de vida saudáveis e ecológicos, que encontram reflexo, entre outras, na área de diversão ECOFUN, um espaço de diversões infantis totalmente construídas em madeira e sem recurso a energia elétrica.

No Bar do parque será possível aceder às mais diversas opções de menus e produtos, que privilegiam a agricultura biológica e saudável.

Com uma localização privilegiada, um verdadeiro 'pulmão urbano', o Picoto Park pretende oferecer momentos únicos integrados em plena natureza, um ponto de partida para explorar todos os recursos turísticos da cidade e da região.

 Serão mais de 14 atividades / áreas, que constituirão uma autêntica mostra da oferta do parque e de todos os operadores turísticos da cidade. Junte-se ao nosso mundo de emoções e aventuras, sempre com a melhor vista da cidade!

BRAGA CRIA PRÉMIO DE INVESTIGAÇÃO

A Comissão da Semana Santa de Braga anuncia o lançamento do Prémio Cónego Jorge Coutinho

O Prémio de Investigação Cónego Jorge Coutinho terá a sua primeira edição no presente ano, com a abertura do concurso, que agora se anuncia.

cartaz_premio_conego_jorge_coutinho.jpg

A Comissão da Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga tem como objetivo promover a realização das solenidades quaresmais, valorizando-as. Está, por outro lado, consciente de que a investigação académica ajuda à sua melhor compreensão e, por isso mesmo, a dignificar a sua realização.

A Comissão está também grata a todos os que a antecederam, ao longo dos séculos e no passado recente, e que tornaram possível a dimensão e a qualidade que as cerimónias da Quaresma e Semana Santa adquiriram em Braga. Por isso, atribuí o nome do Cónego Jorge Coutinho a este Prémio, quer pelo seu empenho nesta Comissão, quer pela sua dedicação à academia bracarense.

O “Prémio de Investigação Cónego Jorge Coutinho” é um prémio bienal instituído pela Comissão da Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga, destinado a premiar o melhor trabalho de investigação sobre a Quaresma e Semana Santa bracarenses, nas diversas áreas do saber, como, por exemplo, Artes, Arquitetura, Economia, Estudos de Religião, Gestão, História, Teologia, entre outras.

O Prémio tem um valor pecuniário de 1.500 € (independentemente do número de trabalhos premiados), e será atribuído depois de avaliado por um júri, constituído pelas seguintes personalidades:

  • Avelino Marques Amorim, cónego e presidente o júri
  • Fernando Ribeiro da Silva, professor catedrático emérito da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
  • Luís Miguel Figueiredo Rodrigues, cónego e diretor-adjunto da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa
  • Maria Marta Lobo de Araújo, professora do Departamento de História do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho
  • Rui Ferreira, mestre em Património e Turismo Cultural e doutorando em Estudos Culturais

Alguns dados referentes a esta edição:

  • Até 30 de novembro de 2019: receção dos trabalhos candidatos
  • Até 28 de fevereiro de 2020: validação e avaliação pelo júri
  • Semana Santa de 2020: entrega do prémio em cerimónia pública

O Regulamento do Prémio e demais informação relacionada com esta iniciativa estão disponíveis no sítio oficial neste link.

PAULO SANDE VISITA BRAGA E ESPOSENDE

Paulo Sande, cabeça de lista do partido Aliança às eleições europeias, de visita a Braga e Esposende

Capturarpaulosande.PNG

12 de março de 2019 - Braga

21h00 – Café Debate na Universidade do Minho (BRAGA) no bar Pão de Forma (cartaz em anexo)

13 de março de 2019 – Braga

10h00 - visita à empresa JFA (Têxteis J.F. Almeida, S.A), uma empresa de referência no setor têxtil para o lar. (http://www.jfa.pt/pt/)

Têxteis J.F. Almeida, S.A.

Av. Silvares nº 39

4815-253 Moreira de Cónegos

Portugal

14h30 - visita à Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso

17h00 – visita à empresa de engenharia de metal Verto, S. A (Esposende)

https://www.youtube.com/watch?v=5lKIxxW6LKc&t=18s

Foto: https://www.publico.pt/

Capturaralliança.PNG

BRAVAL PASSA A EMPRESA INTERMUNICIPAL

Com o fim da concessão em 2021

A BRAVAL vai passar a empresa intermunicipal em 2021. A medida resulta das recentes alterações de natureza jurídica e, com o término da concessão do actual sistema, a empresa de valorização e tratamento de resíduos sólidos que opera em seis concelhos no Baixo Cávado, nomeadamente Braga, Amares, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, assume a designação de empresa intermunicipal, deixando a concessão de sistema multimunicipal.

CMB08032019SERGIOFREITAS00000017816.jpg

Na conferência de imprensa realizada esta Sexta-feira, 8 de Março, Rui Morais, presidente do Conselho de Administração da BRAVAL, referiu que a assunção da nova responsabilidade por parte das Autarquias dos seis concelhos afigura-se como “um processo de normalidade e de continuidade, associado à necessidade de se desenvolver uma nova natureza societária para a BRAVAL”. Na ocasião, Rui Morais esclareceu, ainda, que as exigências legais do sector “motivaram a necessidade de transformar a BRAVAL em empresa intermunicipal participada por todos os municípios que fazem parte da actual estrutura accionista”.

CMB08032019SERGIOFREITAS00000017809.jpg

Criada em Outubro de 1996, actualmente a BRAVAL - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. constitui-se num sistema multimunicipal de triagem, recolha selectiva, valorização e tratamento de resíduos sólidos urbanos, sendo constituída por participações das seguintes entidades: 4,2% do Município de Póvoa de Lanhoso; 5,7% do Município de Vieira do Minho; 5% do Município de Vila Verde; 3,7% do Município de Amares; 2,4% do Município de Terras de Bouro e 79,00% da AGERE – Empresa de Águas, efluentes e Resíduos de Braga, empresa municipal detida a 51% pelo Município de Braga e a 49% por capital privado.

Esta estrutura materializa a concessão atribuída pelo Estado, cujo prazo caduca em Outubro de 2021. Dessa forma, a BRAVAL integrou um grupo de trabalho constituído por diversas entidades, nomeadamente a ERSAR, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a CCDR-N, para desenvolver acções tendentes ao término da concessão do actual sistema multimunicipal.

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, referiu que a BRAVAL “vai dar continuidade ao trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos”, salientando o seu contributo na “valorização e gestão de resíduos que potenciou a qualidade de vida das populações”.

Segundo o Autarca Bracarense, a BRAVAL é um “bom testemunho de cooperação supramunicipal” e representa o “compromisso de todas as entidades públicas de servir a população”. Para Ricardo Rio a empresa “tem registado uma enorme evolução ao longo dos tempos, assumindo-se como um projecto de vanguarda no sector”.

O Autarca explicou que ainda que esta deliberação para a nova designação da BRAVAL para empresa intermunicipal, será submetida às seis da Assembleias Municipais dos respectivos municípios.

Desde a sua constituição, a BRAVAL passou a abranger uma população de cerca de 300 mil habitantes, produzindo actualmente mais de 120 mil toneladas por ano de resíduos, assentando nos principais objectivos de recuperação ambiental, construção de infra-estruturas para tratamento de resíduos sólidos e recolha selectiva com a implementação de ecopontos.

Em 2018, a BRAVAL recolheu mais de 17 mil toneladas de resíduos recicláveis nos ecopontos existentes na área de abrangência. Este foi um aumento na ordem dos 8%, e que estabelece um novo recorde desde o início desta actividade. No total, os resíduos valorizáveis: vidro, papel e embalagens, juntamente com a recolha de outros resíduos recicláveis: Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (REEE) e Pilhas e Acumuladores, Círios e Velas e Óleos Alimentares Usados, bem como os pneus usados recebidos, atingiram cerca de 19.209 toneladas.

CMB08032019SERGIOFREITAS00000017813.jpg

BRAGA INAUGURA ARRANJO URBANÍSTICO

Inauguração do arranjo urbanístico do adro da Igreja e Capela Mortuária de Gondizalves tem lugar amanhã, Sábado, dia 09 de Março, pelas 17h00, na Freguesia de Gondizalves, Braga

O Município de Braga inaugura amanhã o arranjo urbanístico do adro da Igreja e Capela Mortuária de Gondizalves, na Freguesia de Gondizalves.

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

Esta intervenção representa um investimento superior a 132 mil euros, contemplando a ampliação do adro da Igreja, a construção de uma Capela Mortuária, assim como as instalações sanitárias de apoio. Com este arranjo criou-se maior harmonia em todo o espaço, com a revitalização da zona envolvente.

GRUPO FOLCLÓRICO DA UNIVERSIDADE DO MINHO ORGANIZA CANÇÃO BRACARENSE ‘19

A 4.ª edição deste recital de música popular acontece a 17 de março, na Igreja do Carmo

O Grupo Folclórico da Universidade do Minho organiza a quarta edição do recital de música popular “Canção Bracarense”. Este concerto irá decorrer no próximo dia 17 de março, pelas 15h, na Igreja do Carmo, em Braga.

Fotos - Imprensa (1).jpg

A Canção Bracarense proporciona uma viagem pelos cancioneiros da região do Minho, através das tradições musicais associadas aos diferentes meses do ano, como é o caso do Botar das Almas, associado ao mês de novembro ou ao tempo da Quaresma, assim como vários temas, desde o S. Martinho ao São João, passando pelos cantares de Natal e dedicados a Nossa Senhora.

GFUM

Fotos - Imprensa (2).JPG53469098_2061825770576146_7413020038573064192_n.jpg

TRAÇADO PORTUGUÊS GANHA DESTAQUE NO CAMINHO QUE LIGA BRAGA A SANTIAGO DE COMPOSTELA

A Associação Jacobeia do Caminho Minhoto Ribeiro, pioneira no estudo e divulgação do itinerário jacobeu que liga Braga a Santiago de Compostela, decidiu incluir a palavra “geira” na sua designação, para “integrar de forma mais clara a parte portuguesa” no projeto.

caminho da geira Dário Rodríguez secretário da Associação Jacobeia Geira Minhoto Ribeiro.jpg

“Esta mudança pretende integrar a parte portuguesa (Geira Romana) de uma forma mais clara e destacar o seu caráter transfronteiriço, porque estamos a trabalhar muito com associações lusas, como é o caso da Espaços Jacobeus, importantíssima em Portugal no tema dos caminhos”, explicou esta quarta-feira, 6, Darío Rodríguez, secretário da agora designada Associação Jacobeia Caminho da Geira Minhoto Ribeiro (CGMR).

caminho da geira geres.jpg

“Além de ser uma maneira de integrar e abarcar mais associações, é uma denominação mais exata: geira, por causa da antiga estrada romana; minhoto, devido ao Rio Minho, e Ribeiro, porque uma grande parte do traçado atravessa esta comarca espanhola”, adiantou Darío Rodríguez, em entrevista à Rádio Carballiño/Cadena SER, durante a qual fez um balanço da última assembleia geral da associação, que decorreu há alguns dias.

Caminho da geira inicio sé de braga (1).JPG

O secretário da Associação do CGMR revelou ainda que, a partir de outubro, parte do traçado será incluído nas Rotas Culturais da Universidade de Vigo/Campus de Ourense” e que “vai ser assinado um protocolo de colaboração com a universidade de Vigo para que os estudantes possam fazer investigação sobre este itinerário, com o apoio da associação”.

O objetivo da Associação do CGMR, que destaca o caráter multidisciplinar deste projeto, é “continuar a investigar e aprofundar as raízes do caminho, centrando-se agora no território entre Padrenda e Soutelo de Montes, já que há outras organizações a debruçar-se sobre os outros territórios, de forma a rentabilizar meios”, adiantou Darío Rodríguez, explicando que a associação vai começar a a divulgar o caminho jacobeu junto das escolas.

caminho da geira rio minho.JPG

A associação pretende a oficialização deste itinerário, que liga Braga a Santiago na distância de 240 quilómetros, até ao Ano Santo Jacobeu de 2021, e descreve-o como “um caminho de peregrinação e comercial de produtos vitivinícolas” e uma maneira de dinamizar do ponto de vista socioeconómico as zonas empobrecidas por onde passa.

Na entrevista à Rádio Carballiño/Cadena SER, Darío Rodríguez lamentou que até agora não tenha sido possível reunir as diferentes associações envolvidas no projeto de homologação deste traçado, com a “intenção de conseguir o maior consenso possível”, essencial para que o projeto tenha sucesso na Junta da Galiza (governo regional).

O secretário da Associação do CGMR recordou ainda uma recente reunião com o presidente da Academia Jacobeia, Xesus Palmou, mantida em A Estrada (Espanha), cuja “principal conclusão foi que o caminho vai ser declarado Itinerário Cultural Preferencial, um passo muito importante para a oficialização como via jacobeia, possivelmente já em 2020”.

A Associação do Caminho Jacobeu da Geira Minhoto Ribeiro e a Associação Codeseda Viva coordenam a

investigação histórica, patrimonial, do traçado e sobre outros recursos necessários à validação do caminho, um trabalho iniciado em 2009.

O Caminho da Geira Minhoto Ribeiro (também conhecido como da Geira Romana e dos Arrieiros) foi percorrido por pelo menos 300 pessoas desde maio de 2017, estimando-se que o número cresça até 500 no corrente ano.

caminho da geira.JPG

PICOTO PARK É O PULMÃO DE BRAGA

O 'pulmão urbano da cidade' ganha novo fôlego com o PICOTO PARK, o novo parque aventura de Braga.

Situado na encosta Norte do Monte do Picoto, numa área total de 14.000 M2, integrado numa vasta e requalificada mancha florestal autóctone, o Grupo AKTIVSPORT procurou implementar equipamentos e actividades que potenciassem ao máximo todo o enquadramento natural que o espaço proporciona.

IMG_0631.JPG

Vocacionado para actividades de lazer activo, o PICOTO PARK dispõe de actividades para idades a partir dos 3 anos, para o mais diversificado tipo de públicos (privado ,escolar e empresarial).

Com uma fabulosa vista de 360• sobre a cidade de Braga, convidamos os nossos visitantes a juntar-se ao nosso mundo de emoções e aventuras, experienciando actividades como o circuito de arborismo panorâmico , Slide, escalada , salto de queda livre, paintball , tiro ao alvo e muitas mais.

IMG_0632.JPG

Com uma forte componente ambiental, procuramos consciencializar de forma sustentada, práticas e estilos de vida saudáveis e ecológicos, que encontram reflexo, entre outras, na área de diversão ECOFUN, um espaço de diversões infantis totalmente construídas em madeira e sem recurso a energia eléctrica.

No Bar do parque será possível aceder às mais diversas opções de menus e produtos, que privilegiam a agricultura biológica e saudável.

Com uma localização privilegiada, um verdadeiro 'pulmão urbano', o Picoto Park pretende oferecer momentos únicos integrados em plena natureza, um ponto de partida para explorar todos os recursos turísticos da cidade e da região.

Serão mais de 14 actividades / áreas , que constituirão uma autêntica mostra da oferta do parque e de todos os operadores turísticos da cidade. Junte-se ao nosso mundo de emoções e aventuras, sempre com a melhor vista da cidade!

IMG_0630.JPG

BRAGA ENCERRA SERVIÇOS MUNICIPAIS NO CARNAVAL

INFORMAÇÃO

Encerramento dos Serviços Municipais

O Município de Braga informa que os serviços municipais se encontrarão encerrados no dia 5 de Março, por motivo de tolerância de ponto, inerente ao Carnaval.

Tal decisão teve em consideração a longa tradição do Município de Braga na participação dos festejos carnavalescos que se realizam na cidade de Braga e por todo o país. A previsibilidade de um diminuto afluxo de utentes aos serviços municipais, assim como a dinamização económica inerente à data foram, também, factores tido em conta, uma vez que o dia de Carnaval constitui uma oportunidade de negócio para os agentes económicos do Concelho.

Mais se informa que, não obstante a estes factos, e por motivos de interesse público, se encontram abertos serviços essenciais, nomeadamente: Cemitério; Parque Desportivo da Rodovia; Parque de Estacionamento do Rechicho; Parque de Campismo; Bombeiros Municipais; Polícia Municipal e Aeródromo.

O espaço museológico da Casa dos Crivos mantém a abertura ao público entre as 14h30 e as 18h30.

CMB07012014SERGIOFREITAS0000066.jpg