Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA RECEBE RODELLUS

Rodellus conseguiu ´impulsionar a dinamização cultural e associativa de todo um território´. Festival realiza-se de 18 a 20 de Julho e recebe mais de 20 bandas

Começa amanhã, dia 18 de Julho, e prolonga-se até Sábado, 20 de Julho, a 5ª edição do Rodellus, um “festival para quem não tem medo do campo”. O certame, que se realiza em Ruílhe e se estende ainda a Cunha (recebe a festa de recepção ao campista) foi já premiado como "Best Small Festival" pelo Iberian Festival Awards, recebe mais de 20 bandas, entre artistas nacionais e internacionais.

CMB17072019SERGIOFREITAS00000020140.jpg

A organização estima que o Festival receba mais de 4 mil pessoas - oriundas de todo o país e de destinos como Espanha, França e Itália - durante estes três dias. Na Quinta-feira a entrada é gratuita.

“É com muito prazer que vemos o crescimento e a enorme valia deste projecto. Trata-se de um Festival que apostou na diferenciação pela consciência ambiental e capacidade de mobilização do seu público-alvo e que tem como principal mérito o facto de ter conseguido impulsionar a dinamização cultural e associativa de todo um território”, referiu, adiantado que este é um projecto cuja actividade vai muito para além do Festival e que mobiliza muitos jovens desta zona do Concelho.

Para esta edição, o “Rodellus” e a “Refood” Braga uniram esforços para assegurar que serão recolhidas todas as refeições excedentárias, no sentido que haja o seu devido aproveitamento para distribuição por quem mais precisa. A Refood Braga irá também recolher tupperwares no campismo do festival com o intuito de utilização destes em futuras acções de recolha e entrega de refeições.

Esta é uma das muitas acções sociais e ambientais que têm sido levadas a cabo pela organização do festival, que se preza pelo seu contributo para uma sociedade civil mais atenta.

O Rodellus viu ser-lhe atribuído pela terceira vez consecutiva o “Sê-lo Verde” por parte do Fundo Ambiental, que atribui verbas destinadas à adopção de boas-práticas ambientais, inovadoras e com impacte ambiental, social e económico. Este ano serão também introduzidos os eco-copos e os produtos originários de uma quinta existente no espaço serão doados a IPSS´s locais e famílias de risco - a Leroy Merlin apoiou a construção das hortas com a cedência de material.

CMB17072019SERGIOFREITAS00000020129.jpg

CMB17072019SERGIOFREITAS00000020137.jpg

BRAGA LIDERA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL URBANO

Braga assume liderança no Desenvolvimento Sustentável Urbano endorsando a “Declaração Basca”

A Câmara Municipal de Braga assinou recentemente a “Declaração Basca”, que define novos caminhos para as Cidades e Cidadãos Europeus criarem cidades produtivas, sustentáveis e resilientes para uma Europa habitável e inclusiva. O documento visa apoiar e acelerar a transformação sociocultural, socioeconómica e tecnológica.

CMB26042018SERGIOFREITAS00000012229.jpg

A assinatura da Declaração Basca ocorre após o processo de entrada na ICLEI – Local Governents for Sustainability que consiste na rede de maior referência internacional de governos locais unidos pelo compromisso comum dos governos locais com o desenvolvimento sustentável.

A Declaração Basca destaca a necessidade e o desejo dos líderes locais de encontrar formas inovadoras de envolvimento com a sociedade civil de modo a enfrentar os desafios económicos, ambientais e sociais.

Esta declaração reconhece a necessidade de transformação para descarbonizar os sistemas urbanos, criar padrões sustentáveis nas cidades, proteger e melhorar a biodiversidade e os serviços dos ecossistemas, reduzir a utilização de terrenos, proteger os recursos hídricos e a qualidade do ar, melhorar o espaço público, proporcionar habitação adequada, garantir a inclusão social e fortalecer as economias locais.

Este compromisso faz parte de um processo de adesão da Câmara Municipal de Braga à rede ICLEI, que é considerada a rede de referência dos governos locais em prol do Desenvolvimento Sustentável.

Para Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, “este é mais um passo e um reconhecimento do nosso trabalho na construção de uma Cidade mais sustentável por via do bem-estar dos bracarenses. A entrada do Município nesta rede irá permitir, por um lado, trabalhar em múltipla escala, construindo conexões e soluções urbanas mais sustentáveis ao nível europeu e mundial e, por outro lado, a apresentação e divulgação dos projectos desenvolvidos pelo Município neste âmbito e a consequente partilha de conhecimento”.

A ICLEI é uma associação internacional de governos locais unidos pelo compromisso comum com o desenvolvimento sustentável. Foi criada por mais de duzentas administrações locais de quarenta e três países no Congresso Mundial dos Governos Locais para um Futuro Sustentável, promovido pela Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque, em Setembro de 1990. A crescente adesão ao ICLEI traduz-se hoje na adesão de mais de 1200 cidades, municípios e as suas associações, de 84 países. Em Portugal, são membros as Câmaras Municipais de Águeda, Almada, Cascais, Lisboa, Seixal e Torres Vedras e a Junta de Freguesia de Agualva.

A ICLEI trabalha com os governos e administrações locais através de campanhas e programas internacionais, de consultoria, formação, partilha de conhecimentos e apoio na implementação do desenvolvimento sustentável a nível local. O Secretariado Mundial está situado em Bona, Alemanha.

JUNTAS DE FREGUESIA E INVESTBRAGA ARTICULAM ESTRATÉGIAS DE ACÇÃO PARA DINAMIZAREM ECONOMIA

Dinamização económica e capacitação das autarquias em destaque

O Município de Braga promoveu um primeiro encontro entre o departamento de dinamização económica da Investbraga e as Juntas de Freguesia do Concelho, com o intuito de aprofundar detalhadamente as diferentes áreas de actuação da InvestBraga e o balanço das actividades que esta vem desenvolvendo desde a sua criação.

CMB04072019SERGIOFREITAS00000019828.jpg

Esta iniciativa teve como objectivo promover o envolvimento das Juntas de Freguesia no apoio à concretização dos objectivos estratégicos da InvestBraga, nomeadamente na dinamização económica alinhada com o Plano Estratégico de Desenvolvimento Económico de Braga 2014-2026. “Estreitar laços, partilhar experiências e contactos e capacitar e reforçar a sensibilização dos nossos autarcas mais próximos das populações foi o desiderato deste primeiro encontro”, referiu António Barroso, do gabinete de apoio à Presidência da Câmara Municipal e responsável directo pelo apoio às Freguesias.

A identificação de espaços para desenvolver negócios, a divulgação de ofertas de emprego, mas também a identificação de recursos para responderem às necessidades do tecido económico do Concelho foram assuntos abordados e a trabalhar com mais afinco e assertividade.

“O trabalho em rede é fundamental para respondermos aos anseios das nossas populações e dos nossos empresários de todas as dimensões mas, também, a partilha de informações é fundamental para conseguirmos responder aos projectos de investimento que pretendem localizar-se no nosso Concelho e é aí que reside o trabalho a desenvolver pelas Juntas d Freguesia que pela sua proximidade podem ser excelentes veículos para reproduzirem e auxiliarem na implementação da estratégia de desenvolvimento económico de todo o Concelho”, sustentou António Barroso.

Ana Ferreira da InvestBraga defendeu que este encontro “foi muito frutífero na medida em que facilitou os contactos com estes autarcas e principalmente porque, desta forma, alinhamos a nossa estratégia e acção na prossecução da concretização dos objectivos do crescimento económico e da criação de emprego”.

A InvestBraga é a Agência para a Dinamização Económica de Braga, actuando como braço económico do município e tem como missão promover o desenvolvimento económico da região.  Através da atracção de investimento e apoio aos empreendedores e com a inovação como um dos seus fios condutores, a agência aposta na credibilização do Município enquanto parceiro para o desenvolvimento e incremento de negócios junto de investidores nacionais e internacionais. A InvestBraga assume como missão, colocar Braga no mapa do investimento, do empreendedorismo e da inovação internacional.

CMB04072019SERGIOFREITAS00000019830.jpg

RICARDO RIO, PRESIDENTE DO MUNICÍPIO BRACARENSE INALTECE ELEVAÇÃO DO BOM JESUS A PATRIMÓNIO MUNDIAL

Inscrição do Bom Jesus como Património Mundial da Unesco é fruto de ´esforço colectivo que cumpre enaltecer´

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, considerou que a atribuição da classificação de Património Cultural Mundial da Unesco ao Santuário do Bom Jesus é uma ´grande vitoria´ para Portugal e, de forma particular, para Braga que resultou de um ´esforço colectivo que cumpre enaltecer´.

CMB09072019SERGIOFREITAS00000019953.jpg

“Foi um processo difícil mas muito saboroso. O Bom Jesus e a Cidade cresceram em paralelo e foram funcionado como factores de atractividade recíproca e é assim que tem de continuar a acontecer. A fruição deste espaço por parte dos Bracarenses e dos visitantes tem funcionado em articulação com as dinâmicas criadas pela Cidade e o Município deu o contributo que estava ao seu alcance para que este desfecho fosse possível”, disse o Autarca durante uma conferência de imprensa de balanço da candidatura e perspectivas de futuro que decorreu hoje, dia 9 de Julho.

O Edil recordou, a título de exemplo, o trabalho desenvolvido pelo Município ao nível do ordenamento urbanístico em sede de PDM - que veio salvaguardar a integridade do Santuário, factor bastante valorizado pelos representantes da Unesco – e adiantou ainda que cabe à Câmara Municipal continuar a dar o seu contributo para a valorização do Bom Jesus em diversas dimensões, nomeadamente na sua salvaguarda, na protecção civil, nos factores de animação do espaço e nas acessibilidades.

“Queremos que o Bom Jesus seja cada vez mais um activo único à escala global e com esta classificação estamos certos que o espaço e a Cidade vão ganhar mais projecção e visibilidade”, disse, elogiando o ´excepcional trabalho´ da Confraria, Arquidiocese, das arquitectas paisagistas Teresa Andresen e Teresa Portela Marques, coordenadoras científicas da candidatura, e o esforço diplomático efectuado pelos Embaixadores Sampaio da Nóvoa e Morais Cabral.

A ideia de candidatar o Santuário do Bom Jesus à lista do Património Mundial surgiu em 1998, aquando da primeira grande requalificação, sendo que em 2017 a candidatura foi oficialmente inscrita na lista indicativa de Portugal para Património Mundial. Constituído por 26 hectares de mata a património classificados, o espaço é visitado anualmente por 1 milhão e 200 mil pessoas.

CMB09072019SERGIOFREITAS00000019955.jpg

GRUPO DE TRABALHO DEVE UNIFORMIZAR CRITÉRIOS DO CAMINHO BRAGA A SANTIAGO

A Associação Jacobeia do Caminho da Geira Minhoto Ribeiro (AMR) solicitou “uma reunião urgente” ao Conselho da Cultura e Turismo do governo regional da Galiza com “o objetivo de procurar unificar critérios” sobre o caminho que liga Braga a Santiago de Compostela, na distância de 240 quilómetros.

Comunicado associação caminho minhoto ribeiro abdon fernandez.jpg

“É desejável estabelecer critérios objetivos em relação à sua denominação, traçado, marcação e conteúdos a divulgar, o que contribuirá para a consolidação do projeto”, refere a AMR, presidida por Abdón Fernández, numa carta enviada ao conselheiro Román Rodríguez Gonzalez.

A AMR adianta, em comunicado revelado esta terça-feira, 9, que “discorda de procedimentos de certas coletividades envolvidas no objetivo de oficializar esta via histórica de peregrinação como trajeto oficial  a Santiago de Compostela até ao Ano Santo Jacobeu de 2021”.

Comunicado associação caminho minhoto ribeiro.JPG

A associação, com sede em Ribadavia (Espanha), explica que “sempre entendeu este projeto como uma proposta amplamente construtiva e vantajosa para as comarcas que atravessa, para a construção do qual ninguém deve valer-se de verdades absolutas ou investir-se de uma oficialidade que só pode ser concedida pelas instituições publicas competentes”.

A associação considera “necessário constituir um grupo de trabalho para harmonizar propostas, sem qualquer protagonismo em particular e com o único e primordial objetivo de não prejudicar o projeto ou confundir os peregrinos”.

“Defendemos o consenso  e a harmonização de critérios, sem ignorar as diversas associações, entidades ou grupos interessados neste projeto, para evitar uma série de problemáticas, como a deficiente informação,  que podem ser altamente prejudiciais no processo de oficialização desta via em breve e, sobretudo, não prejudique os peregrinos”, adianta a AMR.

Por outro lado, pede que “os possíveis subsídios que sejam concedidos e as ações de marcação em curso se executem com eficiência e rigor, em conformidade com as autorizações das entidades competentes”.

Em novembro de 2018 a AMR já tinha solicitado a intervenção do presidente da Academia Jacobeia, Xesus Palmou, no sentido de promover um encontro entre as associações envolvidas na promoção e estudo do Caminho Jacobeu da Geira.

Na reunião havida na altura, em que participaram Abdón Fernández e o então presidente da Associação Espaço Jacobeus (Portugal), António Devesa, o responsável pela Academia Jacobeia “ofereceu-se para mediar um encontro,  mas o seu valioso esforço resultou infrutífero”.

O primeiro traçado do Caminho Jacobeu da Geira [que se mantém no essencial] foi apresentado em Ribadavia (Espanha) a 9 de fevereiro de 2017 e no dia 1 de abril seguinte em Braga, pela AMR, constituída em 2006 com o objetivo de investigar e promover este itinerário.

Ainda não possui albergues, nem está marcado, pelo que deve usar-se GPS, e foi percorrido desde 2017 por mais de 500 pessoas. Este ano 169 já receberam a Compostela, desde que a 28 de março a Igreja reconheceu o traçado como de peregrinação jacobeia. A estes juntam-se poucos outros a quem foi entregue nos últimos dois anos – a primeira a 22 de maio de 2017.

Comunicado associação caminho minhoto ribeiro (2).jpg

Comunicado associação caminho minhoto ribeiro (3).jpg

JOGOS DO EIXO ATLÂNTICO PROMOVEM DESPORTO SEM FRONTEIRAS

Competição decorre em Braga até Sexta-feira, 12 de Julho

Decorreu esta Segunda-feira, 8 de Julho, a cerimónia de abertura da XIII edição dos Jogos do Eixo Atlântico que, pela primeira vez, se realizam na Cidade de Braga. Com o lema ‘Desporto sem Fronteiras’, mais de 1.800 jovens de 14 concelhos do Norte de Portugal e 12 da região da Galiza participam neste evento que se prolonga até à próxima Sexta-feira, 12 de Julho.

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019907.jpg

Após o desfile que percorreu as principais artérias da Cidade, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, deu as boas-vindas a todos os participantes e sublinhou a importância do evento no estreitar de laços entre as comunidades que compõem o Eixo Atlântico.

“Esta iniciativa, pela mobilização e capacidade de pôr em contacto milhares de jovens da euro-região, permite a criação de raízes que serão úteis para o futuro do território”, disse Ricardo Rio na cerimónia que contou com as presenças do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, Alfredo García Rodríguez, presidente do Eixo Atlântico, e de Xoán Mao, secretário-geral.

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019910.jpg

Para Ricardo Rio, a realização dos jogos em Braga é, uma vez mais, a “demonstração de que a Cidade está preparada para organizar grandes competições”.

Também o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, elogiou a Cidade de Braga por mais uma grande organização. “Braga é um Município amigo do desporto. No ano passado, Braga foi Cidade Europeia do Desporto, um título que foi motivo de grande orgulho para o País”, referiu o governante. Apelando ao fair-play, o Secretário de Estado lembrou que estes “são os jogos da amizade entre duas regiões e a evidência de que o Desporto pode e deve ser esse instrumento de aproximação dos povos e das culturas”.

A cerimónia de abertura ficou ainda marcada por diversas homenagens: a Serafin Carballo, antigo atleta que integrou o Grupo Temático do Desporto e o Secretariado Executivo do Eixo Atlântico; e ao atleta Mário Silva. Foi ainda entregue ao Município de Monforte de Lemos o Troféu Jogo Limpo.

Nesta edição dos Jogos do Eixo Atlântico, as equipas vão competir nas seguintes modalidades: Andebol, Basquetebol, Futebol 7, Voleibol, Atletismo, Atletismo Adaptado. Natação, Natação Adaptada e Ténis. A idade máxima dos atletas participantes é de 16 anos

Como é habitual nos Jogos do Eixo Atlântico, esta edição também integra várias modalidades de desporto adaptado, com a participação de mais de 130 atletas, em consonância com a filosofia do Eixo Atlântico de eliminar barreiras e fomentar a participação de todos os jovens.

As competições terão lugar nos seguintes locais: futebol no Parque Desportivo da Rodovia e Campo das Camélias; basquetebol masculino no Pavilhão André Soares e no Pavilhão Municipal de Lamaçães; basquetebol feminino no Pavilhão de Ferreiros e Pavilhão Francisco Sanches; Andebol no Pavilhão Flávio Sá Leite; Voleibol no Pavilhão de Maximinos; Natação e Natação Adaptada nas Piscinas da Rodovia; Atletismo e Atletismo Adaptado no Estádio 1º de Maio e Ténis no Clube de Ténis de Braga.

Desde 1995 os Jogos do Eixo Atlântico visam a promoção do desporto, a convivência entre os jovens e, também o melhor conhecimento entre os cidadãos das duas regiões. Realizam-se de dois em dois anos e constituem um evento desportivo transfronteiriço único na Europa.

Desde a sua origem esta competição é uma das principais bandeiras do Eixo Atlântico e um factor de grande mobilização de jovens desportistas.

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019872.jpg

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019883.jpg

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019896.jpg

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019898.jpg

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019903.jpg

SANTUÁRIO DO BOM JESUS DO MONTE EM BRAGA JÁ É PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE

43ª sessão do Comité do Património Mundial - Inscrições do Palácio Nacional de Mafra e do Santuário do Bom Jesus em Braga na Lista do Património Mundial

07 julho 2019

No decurso da 43ª sessão do Comité do Património Mundial que decorre em Bacu, Azerbaijão, de 30 de junho a 10 de julho de 2019, foram hoje inscritos dois novos bens portugueses na Lista do Património Mundial. Portugal passa assim a dispor de 17 bens inscritos nesta prestigiosa lista.

Braga-BomJesus (179)

O conjunto monumental do Palácio Nacional de Mafra inclui o Palácio propriamente dito, que integra a Basílica, cujo frontispício une os aposentos do Rei e da Rainha, o Convento, o Jardim do Cerco e a Tapada, sendo uma das mais emblemáticas e magnificentes obras do Rei D. João V. 

O Santuário do Bom Jesus do Monte em Braga constitui um conjunto arquitetónico e paisagístico construído e reconstruído a partir do século XVI, no qual se evidenciam os estilos barroco, rococó e neoclássico. Compõe-se de um “Sacro Monte”, de um longo percurso de via-sacra atravessando a mata, de capelas que abrigam conjuntos escultóricos evocativos da morte e ressurreição de Cristo, fontes e estátuas alegóricas, da Basílica, culminando no “Terreiro dos Evangelistas”.

Fica assim bem assinalado o 40º aniversário da adesão de Portugal à Convenção para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural em Portugal, aprovada pelo Decreto n.º 49/79 de 6 de junho.

A Lista do Património Mundial integra bens de valor universal excecional, o qual é aferido através do cumprimento de determinados critérios e de condições de integridade e de autenticidade, bem como da existência de um plano de gestão, por forma a preservar o valor excecional do bem e assegurar a sua proteção eficaz enquanto algo que é propriedade de toda a Humanidade.

A Lista do Património Mundial passa assim a integrar os seguintes 17 bens portugueses: Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém em Lisboa,  Convento de Cristo em Tomar, Mosteiro da Batalha e Zona Central da Cidade de Angra do Heroísmo nos Açores,  1983; Centro Histórico de Évora, 1986;  Mosteiro de Alcobaça, 1989; Paisagem Cultural de Sintra, 1995; Centro Histórico do Porto, Ponte Luiz I e Mosteiro da Serra do Pilar, 1996; Sítios Pré-Históricos de Arte Rupestre do Vale do Rio Côa e de Siega Verde, 1998 /2010; Floresta Laurissilva na Madeira, 1999; Alto Douro Vinhateiro e Centro Histórico de Guimarães 2001; Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, 2004; Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações, 2012; Universidade de Coimbra – Alta e Sofia, 2013; Real Edifício de Mafra - Palácio, Basílica, Convento, Jardim do Cerco, Tapada, Santuário do Bom Jesus do Monte em Braga, 2019.

Foram ainda inscritos este ano na Lista do Património Mundial, entre outros, os bens Parati – Cultura e Biodiversidade no Brasil, o Sistema de Gestão da Água de Augsburgo na Alemanha e o sítio de Babilónia no Iraque.

Fonte: https://www.unescoportugal.mne.pt/

z

CENTRO INTERPRETATIVO AMBIENTAL DE AVELEDA É ESPAÇO DE CIDADANIA

Projecto do OP permite dar “nova vida” à antiga Escola Primária do Monte

A União de Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro, em Braga, conta agora com um Centro Interpretativo Ambiental que se define como um espaço de cidadania e um ponto de encontro para um conjunto de experiências e actividades de interacção com o meio ambiente, traduzindo-se, também, no novo Centro Escutista ‘O Apeadeiro’. Localizado na antiga Escola Primária do Monte, em Aveleda, este foi um dos projectos vencedores do Orçamento Participativo de 2017 que contou com um financiamento municipal de 85 mil euros e com o empenho dos escuteiros do núcleo de Braga que desenvolveram esforços para garantir o restante valor para a finalização do projecto.

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019859.jpg

“É com enorme satisfação que vemos uma iniciativa que lançamos há seis anos trazer melhorias em todo o Concelho. O Orçamento Participativo (OP) é um instrumento que dá a oportunidade aos cidadãos de ajudarem a Autarquia a escolher e financiar as iniciativas ou projectos a desenvolver no território e que se tem revelado extremamente importante na gestão municipal”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a inauguração do espaço, que decorreu este Domingo, 7 de Julho.

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019862.jpg

O projecto idealizado por Luís Gonçalves, dirigente do Corpo Nacional de Escutas (CNE), mobilizou a comunidade e que mereceu a escolha de 1030 votantes. A junta do Núcleo de Braga do CNE vai dinamizar o espaço para toda a comunidade escutista e comunidade local, com diversas iniciativas de carácter social e cívica sempre ligadas à componente ambiental.

“O Centro Interpretativo vem dar um contributo fundamental para o desenvolvimento da freguesia e do Concelho de Braga. Este será um espaço de aprendizagem onde se poderá adquirir conhecimentos sobre a importância da valorização do território e dos ecossistemas naturais”, salientou Ricardo Rio, elogiando o contributo da junta do Núcleo do CNE de Braga na concretização deste projecto que irá beneficiar muitos jovens.

O empenho dos escuteiros do núcleo de Braga e de toda a comunidade escutista, permitiu dar “nova vida” à antiga Escola Primária do Monte. Além da requalificação do edifício da antiga escola, o projecto permitiu adaptar o espaço e introduzir novas valências como um auditório, camaratas, salas de formação, entre outras áreas que também estarão à disposição de toda a comunidade. Trata-se de uma mais-valia para a freguesia, para o Concelho e para a comunidade escutista do núcleo de Braga que cria, assim, mais condições para trabalhar os objectivos educativos do escutismo.

O novo Centro Escutista ‘O Apeadeiro’ passa a ser um ponto de encontro, onde se pode conhecer e interpretar o património natural e pretende fomentar uma cidadania activa, atenda e conhecedora do mundo que nos rodeia. O projecto vem, assim, dar um contributo para a educação cívica, onde serão desenvolvidas diversas actividades abordando os diferentes aspectos relativos ao património natural, social e cultural da região.

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019849.jpg

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019850.jpg

CMB08072019SERGIOFREITAS00000019853.jpg

BEATO FREI BARTOLOMEU DOS MÁRTIRES VAI SER CANONIZADO

Beato Bartolomeu dos Mártires será Santo

Decisão do Papa Francisco foi hoje anunciada pela Santa Sé. Canonização será no dia 10 de Novembro.

bartolomeu_martires_braga.jpg

O Papa Francisco alargou hoje o culto litúrgico ao Beato Bartolomeu dos Mártires a toda a Igreja e declarou a sua inscrição no catálogo de Santos. A notícia foi anunciada há poucos minutos pela Santa Sé e publicada online.

A decisão foi tomada ontem, durante a audiência com Angelo Becciu, Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos.

"Durante a Audiência, o Sumo Pontífice aprovou os votos favoráveis dos Eminentíssimos e Excelentíssimos membros da Congregação e ampliou o culto litúrgico em homenagem ao Beato Bartolomeo dei Martiri à Igreja Universal, da Ordem dos Frades Pregadores do Arcebispado de Braga, nascido em Lisboa (Portugal) a 3 de Maio de 1514 e falecido em Viana do Castelo (Portugal) a 16 de Julho de 1590, inscrevendo-o no catálogo de Santos", pode ler-se no site da Santa Sé.

No passado dia 20 de Janeiro, o Papa Francisco, em audiência à Congregação para a Causa dos Santos, tinha concedido a autorização necessária à dispensa do milagre formalmente demonstrado para a declaração de santidade do Beato Bartolomeu dos Mártires.

Bartolomeu dos Mártires foi declarado Venerável a 23 de Março de 1845, pelo Papa Gregório XVI e Beato, a 4 de Novembro de 2001, pelo Papa João Paulo II.

A 5 de Fevereiro de 2015, D. Jorge Ortiga entregou, em mãos, ao Papa Francisco um dossier sobre a vida do antigo arcebispo de Braga e formulou o pedido de canonização equipolente (dispensa do milagre). 

Fonte: http://diocese-braga.pt/

bartolomeu-dei-martiri-fernandes.jpg

Promulgazione di Decreti della Congregazione delle Cause dei Santi, 06.07.2019

[B0576]

Il 5 luglio 2019, il Santo Padre Francesco ha ricevuto in Udienza Sua Eminenza Reverendissima il Signor Cardinale Angelo Becciu, Prefetto della Congregazione delle Cause dei Santi. Durante l’Udienza, il Sommo Pontefice ha approvato i voti favorevoli degli Eminentissimi ed Eccellentissimi Membri della Congregazione e ha esteso alla Chiesa Universale il culto liturgico in onore del Beato Bartolomeo dei Martiri (al secolo: Bartolomeo Fernandes), dell’Ordine dei Frati Predicatori, Arcivescovo di Braga; nato a Lisbona (Portogallo) il 3 maggio 1514 e morto a Viana do Castelo (Portogallo) il 16 luglio 1590, iscrivendolo nel catalogo dei Santi (canonizzazione equipollente).

Nella medesima Udienza il Santo Padre ha autorizzato la Congregazione a promulgare i Decreti riguardanti:

- il miracolo, attribuito all’intercessione del Venerabile Servo di Dio Fulton Sheen, Arcivescovo titolare di Newport, già Vescovo di Rochester; nato l’8 maggio 1895 a El Paso in Illinois (Stati Uniti d’America) e morto il 9 dicembre 1979 a New York (Stati Uniti d’America);

- le virtù eroiche del Servo di Dio Elia Hoyek, Patriarca di Antiochia dei Maroniti, Fondatore della Congregazione delle Suore Maronite della Sacra Famiglia; nato a Helta (Libano) il 4 dicembre 1843 e morto a Bkerké (Libano) il 24 dicembre 1931;

- le virtù eroiche del Servo di Dio Giovanni Vittorio Ferro, dell’Ordine dei Chierici Regolari di Somasca, Arcivescovo di Reggio Calabria-Bova; nato a Costigliole d’Asti (Italia) il 13 novembre 1901 e morto a Reggio Calabria (Italia) il 18 aprile 1992;

- le virtù eroiche del Servo di Dio Angelo Riesco Carbajo, Vescovo titolare di Limisa, Vescovo Ausiliare dell’Amministratore Apostolico di Tudela, Fondatore dell’Istituto delle Missionarie della Carità; nato a Bercianos de Vidriales (Spagna) il 9 luglio 1902 e morto a La Bañeza (Spagna) il 2 luglio 1972;

- le virtù eroiche del Servo di Dio Ladislao Korniłowicz, Sacerdote diocesano; nato a Varsavia (Polonia) il 5 agosto 1884 e morto a Laski (Polonia) il 26 settembre 1946;

- le virtù eroiche del Servo di Dio Angelico Lipani (al secolo: Vincenzo), Sacerdote professo dell’Ordine dei Frati Minori Cappuccini, Fondatore della Congregazione delle Suore Francescane del Signore; nato a Caltanissetta (Italia) il 28 dicembre 1842 e ivi morto il 9 luglio 1920;

- le virtù eroiche della Serva di Dio Francesca dello Spirito Santo (al secolo: Francesca de Fuentes), Fondatrice della Congregazione delle Religiose Domenicane di Santa Caterina di Siena; nata a Intramuros (Filippine) nel 1647 e morta a Manila (Filippine) il 24 agosto 1711;

- le virtù eroiche del Servo di Dio Stefano Pietro Morlanne, Laico, Fondatore della Congregazione delle Suore della Carità Materna; nato a Metz (Francia) il 22 maggio 1772 e ivi morto il 7 gennaio 1862.

[01192-IT.01] [Testo originale: Italiano]

[B0576-XX.01]

Fonte: http://press.vatican.va/

bartolomeu_dos_martires_21907495c.jpg

BARTOLOMEU FERNANDES DOS MÁRTIRES (1514-1590)

BARTOLOMEU FERNANDES dos MÁRTIRES nasceu em Lisboa em Maio de 1514.Mártiresrecorda a igreja de S. Maria dos Mártires onde foi baptizado e substituiu o apelido Vale que usara em memória do avô.

Recebe o hábito dominicano a 11 de Novembro de 1528, faz o noviciado no mosteiro de Lisboa, concluindo os estudos filosóficos e teológicos em 1538.

Ensina nos conventos de Lisboa, “da Batalha” e Évora (1538-1557), passando a Prior de Benfica, em Lisboa (1557-1558). É apresentado pela rainha Catarina para suceder a D. Frei Baltesar Limpo, O. Carm., Arcebispo de Braga e o Papa Paulo IV confirma-o, com a BulaGratiae divinae praemium, datada de 27 de Janeiro de 1559. É ordenado bispo em 3 de Setembro em S. Domingos de Lisboa.

Aceitou esa dignidade por obediência ao seu prior provincial, o célebre escritor Ven. Fr. Luis de Granada, o qual, tendo sido primeiramente designado pela rainha, a aconselhou a apresentar antes este seu confrade.

Inicia a sua actividade na vastíssima Arquidiocese no dia 4 de Outubro de 1559A sua actividade apostólica é multifacetada.Recordemos alguns elementos mais sugestivos. Notabilizou­se pela realização de visitas pastorais; empenha-se na evangelização do povo, tendo para o efeito, preparado um Catecismo ou doutrina cristã e práticas espirituais (com 15 edições); a solicitude pela cultura e santificação do clero leva-o a instituir aulas de Teologia moral em vários locais da Diocese e a escrever, entre as 32 obras doutrinais. Merece particular relêvo o Stimulus Pastorum, distribuído aos Padres dos Concílios Vaticano I e II, que já conhece a vigésima segunda edição. A concretização do empenho de reforma encontra-se, também, em espaços estruturais a que deu vida.

Em 1560 confiou aos jesuítas os estudos públicos que se transformaram no Colégio de S. Paulo.

De 1561-1563 participa no Concílio de Trento, onde apresentou 268 petições como síntese das interpelações de Reforma para a Igreja.

Para concretizar as Reformas Tridentinas efectuou um Sínodo Diocesano, em 1564e outro Provincial, em 1566.

Em 1571 ou 1572 dá início à construção do Seminário Conciliar no Campo da Vinha.

Em 23 de Fevereiro de 1582 renuncia ao Arcebispado e recolhe-se ao convento dominicano da Santa Cruz, na cidade de Viana do Castelo, nascido por seu empenho (1561) para favorecer os estudos eclesiásticos e a pregação.

Morre nesse convento a 16 de Julho de 1590reconhecido e aclamado pelo povo como o Arcebispo Santo, pai dos pobres e dos enfermos. O seu túmulo è venerado na antiga igreja dominicana em Viana do Castelo.

Foi declarado Venerável por Gregório XVI em 23 de Março de 1845. O Papa João Paulo II reconheceu em 7 de Julho de 2001 o milagre proposto para a beatificação, celebrada a 4 de Novembro deste ano: dia litúrgico de S. Carlos Borromeu, com quem trabalhou arduamente na prossecução dos objetivos do Concilio de Trento.

Fonte: http://www.vatican.va/

c16f8fbb181ba4fcc01c83c59fe2bb3b.png

Bartolomeu dos Mártires será declarado santo

Papa Francisco dispensou a necessidade de um milagre formalmente demonstrado

O Papa Francisco concedeu, no passado dia 20 de Janeiro, em audiência à Congregação para a Causa dos Santos, a autorização necessária à dispensa do milagre formalmente demonstrado para a declaração de santidade do Beato Bartolomeu dos Mártires.

Este passo significativo permitirá, após o cumprimento de alguns procedimentos, a conclusão do processo de canonização e a declaração pública da santidade de Bartolomeu dos Mártires, antigo arcebispo de Braga e figura de referência do Concílio de Trento.

  1. Jorge Ortiga, numa nota pública, afirmou que esta notícia foi acolhida «como um novo estímulo para a caminhada arquidiocesana de conversão pessoal e pastoral» e reconheceu em Bartolomeu dos Mártires «um companheiro de viagem que abre novos horizontes» no caminho da nova evangelização.

Segundo a mesma nota, confirma-se para breve a colocação de uma estátua do Frei Bartolomeu no Largo de Santiago, junto à Igreja de S. Paulo.

Bartolomeu dos Mártires foi declarado Venerável, a 23 de Março de 1845, pelo Papa Gregório XVI e Beato, a 4 de Novembro de 2001, pelo Papa João Paulo II.

A 5 de Fevereiro de 2015, D. Jorge Ortiga entregou, em mãos, ao Papa Francisco um dossier sobre a vida do antigo arcebispo de Braga e formulou o pedido de canonização equipolente (dispensa do milagre). Com a actual dispensa do milagre, o processo de canonização entra numa fase conclusiva e, posteriormente, será anunciada a data de canonização.

Fonte: http://diocese-braga.pt/

CMB27012017SERGIOFREITAS0000004931.jpg

NOITE BRANCA É MOMENTO DE AFIRMAÇÃO DA VITALIDADE E DIVERSIDADE CULTURAL DE BRAGA

Esperadas mais de 500 mil pessoas no evento

Decorreu hoje, dia 5 de Julho, a apresentação da Noite Branca de Braga 2019, o maior evento cultural de acesso gratuito do país. Entre os dias 6 e 8 de Setembro, são esperados mais de 500 mil participantes para um evento que dispõe de uma oferta de mais de 100 eventos culturais e de animação pensados para todos os públicos.

CMB05072019SERGIOFREITAS00000019836.jpg

Através da Noite Branca, Braga mostra a sua vitalidade e diversidade, reforça a percepção dos seus habitantes e visitantes como cidade cultural e reforça a ligação da comunidade aos seus principais equipamentos culturais, bem como a visibilidade das associações culturais. Ao mesmo tempo sinaliza, para todos os públicos, o caminho em curso de afirmação da cidade como cidade criativa da UNESCO (Media Arts) e como Cidade Europeia da Cultura (Braga Capital Cultural do Eixo Atlântico 2020 & Braga Cidade Candidata a Capital Europeia da Cultura 2027).

CMB05072019SERGIOFREITAS00000019837.jpg

Relativamente à programação dos palcos, na Sexta-feira, dia 6, o Palco Praça recebe os ´Circuito – Espectáculo de Comunidade´, a Orquestra Bamba Social & Tiago Nacarato e Dino D’ Santiago. No palco da Avenida irão actuar Capitão Fausto, The Legendary Tigerman e Bons Rapazes e o Theatro Circo recebe D’Alva e Retimbrar.

Sábado, dia 7, é a vez de Luís Represas, Sara Tavares e Fogo Fogo actuaram na Praça Municipal; no Palco Avenida estarão Diabo na Cruz, Throes + The Shine e Pedro Tenreiro e no gnration estão diversas bandas, com destaque para Glockenwise e Sculpture.

Domingo, dia 8, a Noite Branca de Braga despede-se com um espectáculo da Orquestra Sinfónica do Porto da Casa da Música no Palco Praça.

Mais de 100 eventos com reforço da programação de rua

Este ano será reforçada a aposta na programação de rua, fora dos palcos, com novo circo, teatro, dança, bandas de rua, magia, instalações audiovisuais, cinema, etc. Os museus e espaços culturais da cidade estarão abertos durante a noite com programação para famílias e as Praças da cidade estarão ocupadas com actividades artísticas. Para os mais novos haverá ainda um Espaço Infantil dedicado, para além das actividades para crianças que irão decorrer nos museus e nas ruas.

No âmbito do Concurso Artístico promovido pela Fundação Bracara Augusta (FBA) - que tem como objectivo enriquecer culturalmente a Noite Branca, escolhendo os melhores projectos nas áreas das Media Arts, Artes Visuais, Arquitectura, Design, Arte Urbana e Arte Sonora -, foram seleccionados seis projectos, três dos quais nacionais e três estrangeiros, oriundos do Japão, da Dinamarca e de Itália. No total foram 88 as candidaturas.

No que se refere aos Laboratórios de Verão, também promovidos pela FBA e destinados a apoiar artistas ou colectividades do distrito de Braga, foram quatro os projectos seleccionados que serão desenvolvidos em contexto de residência artística no gnration.

A programação completa poderá brevemente ser consultada no site oficial do evento: http://noitebrancabraga.com/

Tal como nos anos anteriores, os TUB aderem à Noite Branca criando três linhas específicas que, durante toda a noite, unem o centro da cidade aos parques de estacionamento do Estádio Municipal de Braga, do E. Leclerc e da Avenida Robert Smith, por 1€ (ida e volta).

Já a CP assegura bilhetes especiais a 2€ (ida e volta) nos Comboios Urbanos do Porto, com origem em qualquer estação da rede e destino a Braga.

CMB05072019SERGIOFREITAS00000019838.jpg