Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA VAI ACOLHER II CONGRESSO INTERNACIONAL DE DEMÊNCIAS - CUIDAR E PREVENIR

Evento integrado na Semana da Saúde Mental

Realizou-se hoje, dia 20 de Setembro, a apresentação do II Congresso Internacional De Demências – Cuidar e Prevenir. Organizado pelo Município de Braga em parceria com o ACES, o evento terá lugar nos dias 10 e 11 de Outubro, no Altice Forum Braga, está inserido no Programa da Semana da Saúde Mental.

CMB20092019SERGIOFREITAS00000021089.jpg

Este congresso, que contará com a presença dos principais profissionais da área a nível nacional e internacional, servirá para discutir assuntos como a necessidade de investir no diagnóstico precoce, estratégias de prevenção para as demências e para a promoção da saúde mental e a importância dos cuidadores.

Como referiu Sameiro Araújo, vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, o Município tem vindo a implementar algumas estratégias de prevenção nesta área, nomeadamente através de programas de actividade física ou do projecto ´Café Memória´, que pretende ser o ponto de encontro para pessoas com problemas de memória e demência e seus familiares.

“Teremos uma semana de grande actividade no que há saúde mental tem respeito e que tem neste Congresso o seu ponto alto”, referiu, adiantando que entre os dias 4 e 20 de Outubro estará patente no BragaParque a exposição ´Um Olhar sobre a Demência´.

Em Portugal existem 182 mil pessoas que sofrem de Alzheimer e, segundo a Organização Mundial de Saúde, em todo o mundo, há 47,5 milhões de indivíduos com demência, registando-se 7,7 milhões de novos casos por ano. Ainda de acordo com esta instituição, até 2030 os indivíduos com este tipo de doença deverão chegar aos 75,6 milhões, números que poderão triplicar, até 2050, atingindo-se os 135,5 milhões.

Face a esta realidade, considera o Município ser essencial debater o tema das doenças degenerativas e preparar as respostas adequadas para fazer face à evolução deste tipo de enfermidades e do envelhecimento da população mundial.

Programa completo em: https://drive.google.com/file/d/1DKTQsKhO5ZEoDE1G2L0D0CU8D4B8QpXk

CMB20092019SERGIOFREITAS00000021086.jpg

CMB20092019SERGIOFREITAS00000021087.jpg

BRAGA ASSINALA SEMANA DO CLIMA

Apresentação da Semana do Clima. Sexta-feira, dia 20 de Setembro, pelas 10h00, na Alameda do Estádio Municipal

O Município de Braga apresenta a Semana do Clima, em sessão que terá lugar amanhã, Sexta-feira, dia 20 de Setembro, pelas 10h00, na Alameda do Estádio Municipal.

O Município vai assinalar a Semana do Clima com um conjunto de actividades que visam sensibilizar a comunidade para os problemas ambientais, com especial ênfase para as alterações climáticas. As actividades decorrem de 20 a 27 de Setembro e contam com a parceria de diversas entidades.

Limpeza do Rio Este e de pequenas lixeiras, troca de sementes e partilha da experiência dos produtores e contributo da agricultura biológica para a sustentabilidade ambiental, observação astronómica ou um Festival Vegan, são algumas das actividades que fazem parte do programa.

BRAGA INAUGURA SALÃO AUTO

Amanhã, Sexta-feira, dia 20 de Setembro, pelas 18h00, no Altice Forum Braga

O Município de Braga promove a abertura do Salão Auto que terá lugar amanhã, Sexta-feira, dia 20 de Setembro, pelas 18h00, no Altice Forum Braga.

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

Durante o próximo fim-de-semana, o Altice Forum Braga volta a entrar na rota dos grandes eventos. A quinta edição do Salão Auto apresenta-se consolidada, sendo já um certame de referência na dinamização económica do sector, prometendo trazer a Braga milhares de aficionados do mundo automóvel.

Com 25 marcas presentes distribuídas por 10.000 m2 no interior e exterior do Altice Forum Braga, o evento conta com a exposição de viaturas novas, de competição e clássicas, veículos semi-novos e usados. A presença em exposição do novo McLaren Senna – o único exemplar em Portugal –, assim como uma pista de Karting para crianças, são algumas das atracções do certame.

CENTRO DE JUVENTUDE DE BRAGA ABRE PORTAS EM FINAIS DE OUTUBRO

Reservas podem ser já efectuadas através do email cjb@investbraga.com

O Centro de Juventude de Braga, resultante das obras de requalificação da Pousada de Juventude, abre portas em finais de Outubro. As reservas para utilização do espaço, situado na Rua de Santa Margarida, podem ser já efectuadas através do email cjb@investbraga.com.

CMB18092019SERGIOFREITAS00000021005.jpg

O novo Centro de Juventude, que inclui a rejuvenescida Pousada da Juventude (com capacidade para acolher mais de 100 utentes), manterá em complemento os mesmos serviços de apoio já antes instalados no edifício: os serviços descentrados do IPDJ, a Agência Nacional Erasmus +, Juventude em Acção e a Loja Ponto JÁ.

Durante uma visita efectuada ao local, Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, referiu que este é um espaço que terá ´excepcionais condições de acolhimento´. “Estamos na fase dos últimos retoques no sentido de abrir portas até final do mês de Outubro e estamos já a aceitar reservas. As várias associações e instituições de Braga que tiverem projectos nacionais ou internacionais que necessitem de apoio do ponto de vista do acolhimento poderão socorrer-se deste espaço”, referiu.

A exploração e dinamização do equipamento é da responsabilidade da InvestBraga, empresa municipal vocacionada para a dinamização económica. Carlos Silva, administrador da InvestBraga, afirmou que este será um espaço de experiências. “Mais do que um espaço para dormir, este será um Centro de Juventude que irá criar dinâmicas interessantes para os jovens. Temos salas de formação, salas para projectos e apresentações, um auditório equipado de raiz e outras valências que irão contribuir para a criação dessas mesmas dinâmicas e sinergias”, disse, adiantando ainda que o espaço terá uma vasta oferta de serviços tecnológicos e diferenciadores a nível turística e capacidade para receber diferentes tipos de públicos.

CMB18092019SERGIOFREITAS00000021009.jpg

CMB18092019SERGIOFREITAS00000021020.jpg

BRAGA RECEBE RACE FOR THE CURE 2019

Apresentação da Race For The Cure 2019

O Município de Braga promove a Race For The Cure 2019, com apresentação pública em conferência de imprensa que terá lugar amanhã, Quinta-feira, dia 19 de Setembro, pelas 11h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

RACEFORTHECURE.JPG

A Race For The Cure, Corrida e Caminhada contra o Cancro de Mama mais popular do mundo, chega pela primeira vez a Portugal. A iniciativa irá decorrer em Braga no dia 29 de Setembro, pelas 09h30, e tem o apoio do Município.

No mesmo âmbito, realiza-se no dia 28 de Setembro, no Altice Fórum Braga, o II Congresso «A Qualidade de Vida do Doente Oncológico».

SALÃO AUTO DE BRAGA ESPERA ULTRAPASSAR OS 6 MIL VISITANTES

Certame decorre de 20 a 22 de Setembro no Altice Forum Braga

Durante o próximo fim-de-semana, o Altice Forum Braga volta a entrar na rota dos grandes eventos. A quinta edição do Salão Auto apresenta-se consolidada, sendo já um certame de referência na dinamização económica do sector, prometendo trazer a Braga milhares de aficionados do mundo automóvel.

CMB16092019SERGIOFREITAS00000020948.jpg

Com 25 marcas presentes distribuídas por 10.000 m2 no interior e exterior do Altice Forum Braga, o evento conta com a exposição de viaturas novas, de competição e clássicas, veículos semi-novos e usados. A presença em exposição do novo McLaren Senna – o único exemplar em Portugal –, assim como uma pista de Karting para crianças, são algumas das atracções do certame que espera superar os cerca de seis mil visitantes registados na edição anterior.

“Este é mais um evento que demonstra toda a capacidade do Altice Forum Braga que, com a sua versatilidade, se mostra totalmente capaz de receber a mais variadas iniciativas, oferecendo as melhores condições para expositores e visitantes. O Salão Auto é um evento para toda a família, mantendo-se fiel à matriz original ao ser realizado em ligação aos parceiros do sector”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga e da InvestBraga, durante a apresentação do evento, convidando os Bracarenses a visitarem o certame.

O Salão Auto terá também a maior representação do sector da mecânica auto e ainda a realização de diversas actividades, desde test drives de viaturas eléctricas a simuladores automóveis, passando por actividades paralelas como conferências e workshops onde serão abordados os temas mais prementes do sector. Haverá também cinco pistas de Slot, com competições nesta modalidade e a oferta de carros Slot.

O evento conta com a parceria da Associação Nacional do Ramo Automóvel, dos Clubes Automóvel Antigo e Clássico de Braga, Bicavalaria do Minho e Clube Mini de Braga, e do Clube Slot de Braga.

O Salão Auto poderá ser visitado na Sexta-feira das 18h00 às 24h00, no Sábado das 14h00 às 24h00, e no Domingo, último dia do evento, entre as 10h00 e as 20h00. O bilhete diário tem um custo de 3€ e poderá ser adquirido online na ticketline.

CMB16092019SERGIOFREITAS00000020943.jpg

CMB16092019SERGIOFREITAS00000020945.jpg

CMB16092019SERGIOFREITAS00000020946.jpg

LIVRO DE ALEXANDRA PEREIRA DE CASTRO

Resgatar bracarenses do breu da ingratidão

  • Costa Guimarães

O Hotel do Elevador, no Bom Jesus do Monte, acolheu hoje à tarde a apresentação do novo livro de Alexandra Pereira de Castro que se assume como um gesto de homenagem a “Grandes vultos de Braga dos séculos XVIII e XIX” que se libertam do breu da ingratidão e  a “cidade desamou”.

IMG_2226.JPG

A sessão, promovida pela Confraria do Bom Jesus do Monte, decorreu  numa sala Cónego José Marques, repleta de amigos e convidados e enriqueceu a celebração deste Património Cultural da UNESCO.

Trata-se de uma obra com mais de 250 páginas que evoca a vida e obra de Manuel Rebello da Costa, grande benfeitor do Bom Jesus, e de outros bracarenses que se libertaram da lei da morte através de obras valerosas: D. Jerónimo José da Costa Rebello, Bispo do Porto, e os Comendadores Joaquim José da Costa Rebello, Barão da Gramoza, e José Narcizo da Costa Rebello, Cónego de Braga.

Braga tem uma grande dívida de gratidão para com estes benfeitores” que foram monárquicos liberais, proprietários abastados mas solidários com inúmeras instituições da Cidade dos Arcebispos — acentuou a autora da obra

IMG_2199.JPG

Na sala podiam-ver-se o Reitor da Basílica dos Congregados, Paulo Terroso, o director adjunto do Colégio Dom Diogo de Sousa, AntónioAraújo, o ex-ministro da Economia, Manuel Braga da Cruz, a mãe e irmã da autora, César Valença, ex-director do Museu Nogueira da Silva, Luís Costa, director do Lar D. Pedro V, e Varico Pereira, vice-presidente da Confraria do Bom Jesus do Monte, a quem coube a  tarefa de apresentar o livro e a autora.

Quanto ao livro, Varico Pereira definiu-o como “um tributo aos benfeitores e antepassados que foram membros da Confraria do Bom Jesus do Monte, o que constitui um motivo de inspiração para o futuro”.

O Vice-presidente da Confraria destacou o “eminente relevo desta obra para os bracarenses, para a nossa Confraria e para Braga”, enquanto a autora agradeceu a oportunidade dada pela Confraria do Bom Jesus para acolher a apresentação deste livro, ganhando mais relevo porque foi escrito antes da Declaração do Bom Jesus do Monte como património da UNESCO. Recorde-se que o Hotel Elevador era um antigo quartel destinado a acolher os romeiros do Bom Jesus.

Depois, Alexandra Pereira de Castro apresentou uma síntese da sua obra que é mais um esforço para trazer o passado ao presente e fazer com que os  antepassados estejam connosco, numa tentativa de falar antecipadamente do futuro — parafraseando o Padre António Vieira.

IMG_2211.JPG

Com uma bela encadernação, a obra tem o valor inexcedível de reproduzir a cores dezenas de fotos que estavam escondidas em arquivos particulares e de instituições, às quais acresce a numerosa e vária documentação que confere a este trabalho um rigor científico inquestionável pelos críticos mais eruditos. Foi um esforço para que os bracarenses não conheçam estes seus antepassados “apenas de retrato” mas os conheçam “de verdade” como se o sangue deles bulisse no sangue bracarense.

O prefácio do livro é da autoria de Artur Anselmo Pereira de Castro faz-nos viajar a um tempo em que duas facções que, “além de se digladiarem, ultrapassavam pelo ódio mútuo a civilidade e a tolerância”, em que o “esbulho dos bens, a prisão, o assassinato, a convocação da turba para por e depor eminências políticas, o exílio dos sucessivos derrotados, satisfaziam à época, o ideal do domínio e da vingança” (cf. pág. 13).

É neste tempo, da rainha D. Maria II, que se verifica a ascensão de três grandes vultos e irmãos, D. Jerónimo, Bispo do Porto, Barão da Gramoza e Cónego José Narciso da Costa Rebello, cuja vida o prefaciador resume, lembrando que na génese destes três grandes vultos se encontra Manuel Rebelo da Costa, que “foi tão só o segundo benfeitor e zelador do Santuário do Bom Jesus do Monte, nascido ainda no século XVII e falecido no século seguinte” (cf. p. 16) porque o primeiro foi o Arcebispo D. Rodrigo de Moura Telles.

A ele se deve um vasto conjunto de obras naquele Santuário e assim se “compreende o carinho e orgulho da Autora no destapar do esquecimento de tão relevantes antepassados, benfeitores, religiosos, políticos e escritores que a cidade de Braga desamou mas que deixaram obras e benemerência que se estendem muito para além da memória menos grata da cidade” (cf. p.17).

Esta é mais uma obra de historiografia da genealogista bracarense e Membro da Academia de Letras e Artes de Portugal,  Alexandra Maria Ferreira Braga de Sousa Louro Pereira de Castro que, nos últimos sete anos ofereceu aos bracarenses as obras “História e Genealogia Familiar — Famílias Convergentes do Visconde de Vila Nova de Famalicão” (2012), “Memorial do Cemitério de Monte d'Arcos de Braga — Arte Tumular e seus eméritos” (2016), “Jerónimo de Sousa Louro — In Memoriam — e o Monumento de S. Frutuoso de Montélios” (2018).

Alexandra Pereira de Castro não esconde que esta investigação apresenta um tronco da sua família que não “estava totalmente estudado e que passa agora a estar reunido numa só publicação” e resulta da sua dedicação à Genealogia.

Nesse trabalho, a autora descobriu que, no século XVIII, um seu antepassado “foi uma figura respeitada e importante nesta cidade de Braga, não só por ser um abastado proprietário, mas também por ter sido o segundo maior benfeitor do Bom Jesus do Monte”. Foi um “tesouro encontrado que me deixou emocionada e orgulhosa” — assegura a autora, na página 20.

Trata-se de Manuel Rebello da Costa, um dos grandes temas deste livro, que, apesar de ter tido “dezoito filhos também teve a infelicidade de ver falecer prematuramente nove deles e os outros nove seguiram a vida religiosa”, pelo que a descendência deste rico ramo não foi devidamente assegurada.

O livro abre com um capítulo dedicado ao tronco comum da família bracarense descendente de Manuel Pinto e de D. Antónia Costa, onde se incluem os nomes que dão corpulência ao livro: Manuel Rebello da Costa, D. Jerónimo José da Costa Rebello (Bispo do Porto), Comendador Joaquim José da Costa Rebello (Barão da Gramoza), Comendador José Narcizo da Costa Rebello (Cónego de Braga), António José Pinto da Costa Rebello (1.º Visconde da Gramoza), Joaquim Augusto Pinto da Costa Rebello (2.º Visconde da Gramoza), Joaquim Guilherme da Costa Rebello Cunha Reis (3.º Visconde da Gramoza), D. Maria Adelaide Justina da Costa Rebello Cunha Reis (Senhora da Casa das Goladas), Dr. César da Costa Araújo Valença (Senhor da Casa da Sarola de Baixo) e a autora, Alexandra Maria Ferreira Braga de Sousa Louro Pereira de Castro, proprietária da Casa de Juste (Santa Lucrécia de Algeriz) e co-herdeira da Casa de Galvão (Melgaço).

Os capítulos seguintes são dedicados aos “grandes vultos bracarenses”, sempre bem documentados os aspectos pessoais, profissionais, testamentários e solidários de cada um deles, sem cortes e bem contextualizados.

Alexandra Pereira de Castro pretendeu apenas “relembrar filhos de Braga”, sem manifestar alguma pena “que a cidade  não os valorizou e esqueceu”. Deu exemplo de uma cidade brasileira, Tiradentes, perto de S. Paulo, onde existe uma rua com o nome do Barão da Gramoza, enquanto em Braga nada existe, apesar de ser verdade que, “sem eles, a História de Braga e desta Confraria não ficaria completa”.

IMG_2228.JPG

ESCRITOR, BISPO E COMBATENTES

Nesta sequência são lembrados os filhos de Manuel Rebello da Costa, como é o caso de José Rebello da Costa, Cónego secular que se notabilizou na escrita e insubstituível para conhecer a História do Porto e da Região de Entre Douro e Minho, no século XVIII, ou avó e mãe da autora.

A vida e obra de D. Jerónimo José da Costa Rebelo, Bispo do Porto, está espectacularmente documentada em 52 páginas com documentos e fotos que nos elucidam sobre os tempos difíceis que se viveram no século XIX.

Ficamos a saber que a escadaria da Capela de Guadalupe  — “Água de Lupe, sítio mais lindo de Braga” — foi custeada pelo 1.º Barão da Gramoza, Comendador José Joaquim da Costa Rebello, nascido em finais do séc. XVIII, tornando-se um abastado proprietário, capitalista e fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Morava numa casa do Campo de Sant'Ana (hoje Avenida Central), antigo hospício dos Religiosos Capuchos de S. Frutuoso e foi Provedor da Santa Casa de Misericórdia de Braga e ocupou o cargo de Presidente da Câmara Municipal de Braga, em 1846. É um dos beneméritos do Bom Jesus do Monte e da Ordem Terceira de S. Francisco (cf. p. 157) mas o seu testamento é a prova eloquente da sua generosidade com inúmeras instituições, familiares e amigos (cf. pp. 160-167).

Dotado de uma personalidade de combate, surge-nos o Comendador José Narcizo da Costa Rebello, cónego da Sé de Braga, nascido em 1791, merecedor do tratamento de “Senhoria” pelo Rei D. João VI, mas nem isso evitou ter sido preso político, passando vinte dias na Cadeia do Aljube do Porto, em 1830. Em 25 de Agosto “foi absolvido por não haver prova necessária para a condenação” (cf. p. 175).

Foi nomeado Cónego da Sé de Braga em 1826 mas teve a Oposição de outros capitulares que lhe negaram a posse. O Arcebispo teve apresentar queixa ao Rei que censurou e obrigou os capitulares opositores a darem-lhe posse. O testamento mostra a sua grandeza de alma, sendo singular a disposição de doar três mil cruzados para a Câmara Municipal de Braga construir uma estátua a D. Pedro V, na Alameda de Sant'Ana (cf. pp. 193-207).

Estranhamente, em 1913, a Câmara Municipal de Braga “desrespeitou o testamento e transferiu a estátua para o Campo Mouzinho de Albuquerque” — sustentou Alexandra Pereira de Castro, antes de uma animada sessão de autógrafos.

As páginas finais — coroadas com índice onomástico — são dedicadas à família de Costa Rebelo da Cunha Reis, a partir do Coronel Caetano Maria da Cunha Reis, filho do Senhor da Casa Grande do Campo das Hortas e das Casas de Alvação e Torre de Alvite, em Cabeceiras de Basto, sempre na perspectiva de olhar para a posteridade, inspirada na experiência dos seus antepassados.

IMG_2241.JPG

QUEM É A AUTORA?

Monárquica assumida, Alexandra Maria Ferreira Braga de Sousa Louro Pereira de Castro, nasceu em S. João do Souto, Braga, em Outubro de 1963.

Esta investigadora na área da Genealogia, é Dama de Mérito da Sacra e Militar Ordem Constantiniana de S. Jorge e membro da Associação da Nobreza Histórica de Portugal e da Academia Portuguesa de Ex-Libris, sendo Delegada no Minho desta Academia.

É também membro da Associação Portuguesa de Genealogia, do Instituto Português de Heráldica, da Academia de Letras e Artes de Portugal e “Academico d'Onore” da Real Academia Sancti Ambrosii Martyris de Itália.

No seu curriculum consta ainda a filiação no Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (Brasil), e Confraria dos Vinhos Verdes. Nos últimos sete anos, brindou os bracarenses e amantes de temas históricos com quatro livros.

IMG_2245 (1).JPG

BRAGA PROMOVE-SE NA SUÍÇA

Município participa em prestigiada feira de Lausanne

Braga está a participar na Comptoir Helvetique, uma prestigiada feira de negócios e turismo, que se realiza de 13 a 22 de setembro, em Lausanne, na Suíça. Portugal é o país convidado desta edição e o seu pavilhão foi organizado pela Câmara de Comércio de Indústria e Serviços Suíça-Portugal, que convidou o município de Braga a estar presente com um espaço próprio.O Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, foi um dos convidados da inauguração, tendo destacado que "a Suíça é um país muito interessante para a nossa cidade em várias dimensões e foi esse o motivo que nos levou a participar nesta relevante feira de turismo e negócios ". Além da grande comunidade portuguesa que reside na Suíça e particularmente nesta região francófona, é de destacar o seu potencial económico e tecnológico, que pode ser de grande importância para o nosso país e que motivou esta visita de dois dias do autarca Bracarense a Lausanne, que foi acompanhado por Gary Heath, Diretor Executivo para a Inovação do INL.

Image-1brsuiç.jpg

A participação de Braga nesta feira tem dois importantes objetivos e que estão espelhados nos conteúdos em exposição. Em primeiro lugar, divulgar toda a oferta turística que a cidade tem para oferecer, numa altura em que "Braga vive um momento de grande euforia, com dois acontecimentos de grande impulso turístico: o mais relevante, a elevação do Bom Jesus a Património da Humanidade da UNESCO, mas também a escolha como Segundo Melhor Destino Turístico Europeu", realçou Rio. A outra dimensão é a dinamização económica e a promoção de Braga como centro atractivo para a captação de investimento. "Além de toda a informação sobre as vantagens económicas que temos para oferecer através da Invest Braga e Startup Braga, temos também um espaço do INL, pois é importante demonstrar todo o potencial tecnológico da cidade. Aliás, o INL tem sido fundamental neste início de relações com a Suíça e a sua presença nesta feira vai reforçar esta dinâmica que está a ser criada. Braga representa o Portugal de futuro, que é moderno, empreendedor, inovador e tecnológico e é isso que estamos a aqui promover em Lausanne", destacou o autarca Bracarense. Ricardo Rio disse ainda que a participação nesta feira inclui-se num esforço mais vasto, pois "estamos a criar uma relação especial entre Braga e Lausanne e esta presença aqui vai reforçar as nossas intenções". Nesta feira está também uma empresa de Braga, o Grupo Bernardo da Costa, que tem um espaço de exposição próprio e que está a apostar no mercado suíço.

Nesta inauguração participaram ainda o Embaixador de Portugal na Suica, António Ricoca Freire, bem como diversas autoridades Suíças, como o ministro das Finanças do Cantão de Vaud, Pascal Brollis, do presidente da Câmara Municipal de Lausanne, Gregoire Junod, da deputada federal Ada Marra ou da presidente da Câmara de Comércio e Indústria e Serviços Suíça-Portugal, Marina Prevost.

BRAGA E LAUSANNE (SUIÇA) DE MÃOS DADAS NA INOVAÇÃO E NO DESPORTO

“Foram fatores pessoais, institucionais, científicos, económicos e desportivos que impulsionaram o estabelecimento de um novo patamar de cooperação entre as cidades de Braga e Lausanne, para o qual auguramos um enorme sucesso no futuro próximo” – Foi assim que o Presidente da Câmara Municipal de Braga explicou a abertura das duas importantes cidades de Portugal e da Suíça para a implementação de projetos futuros conjuntos, tendentes a afirmar ambos os territórios entre os espaços mais inovadores no contexto europeu.

69765721_1398715093618429_7574068813818232832_n.jpg

As declarações de Ricardo Rio foram produzidas após um encontro com o seu homólogo de Lausanne, Grégoire Junod, na qual participaram também a Presidente da Câmara de Comércio de Indústria e Serviços Suíça-Portugal, Marina-Prévost Mürier, e o Diretor Executivo para a Inovação do INL – Laboratório Internacional de Nanotecnologia, Gary Heath.

No Cantão de Vaud, que integra a cidade de Lausanne, a comunidade portuguesa representa quase 13% da população, entre os quais muitos cidadãos com fortes ligações a Braga e a esta Região. 

Por sua vez, o INL tem em curso diversos projetos de parceria com a prestigiada EPFL – Escola Politécnica Federal de Lausanne, uma das instituições de ensino superior mais prestigiadas à escala global nas áreas das ciências e da tecnologia, com uma comunidade académica que agrega mais de 120 nacionalidades.

Um exemplo destas parcerias foi o acordo recentemente celebrado entre o INL e a empresa suíça IPROVA que passou a juntar Braga (e o INL) às suas anteriores localizações em Londres, Cambridge, Califórnia e Tóquio, desde o passado mês de Julho, com visto ao desenvolvimento de projetos na área da inteligência artificial e “machine-learning”.

O objetivo do INL e da Câmara Municipal de Braga é alargar este tipo de parcerias a outras empresas e startups suíças, trazendo também fundos de capital de risco para investir em startups de Braga ou do ecossistema da Startup Braga.

Na conversa entre Rio e Junod ficou também assumido o empenho de ambos em estabelecer ligações entre o polo de inovação de Lausanne na área do desporto, para que muito contribui o seu estatuto de cidade-sede do Comité Olímpico Internacional e de diversas Federações, com projetos de empreendedorismo na área do deporto e saúde a desenvolver na cidade de Braga.

Nesta deslocação a Lausanne, Ricardo Rio teve também oportunidade de contatar com diversos membros da comunidade portuguesa, entre os quais os luso-eleitos Sandra Pernet e José Martinho. 

A breve trecho, a visita será retribuída por diversos responsáveis do Município de Lausanne e da EPFL a Braga.

QUATRO BRACARENSES SAEM DO BREU DA INGRATIDÃO

LIVRO DE ALEXANDRA PEREIRA DE CASTRO

O Hotel do Elevador, no Bom Jesus do Monte, acolheu hoje à tarde a apresentação do novo livro de Alexandra Pereira de Castro que se assume como um gesto de homenagem a quatro “grandes vultos de Braga dos séculos XVIII e XIX” que se libertam do breu da ingratidão.

62421955_2220149628032840_8441793859926622208_n.jpg

A sessão, promovida pela Confraria do Bom Jesus do Monte, decorreu  numa sala Cónego José Marques, repleta de amigos e convidados e enriqueceu a celebração deste Património Cultural da UNESCO.

Trata-se de uma obra com mais de 250 páginas que evoca a vida e obra de Manuel Rebello da Costa, grande benfeitor do Bom Jesus, e de outros bracarenses que se libertaram da lei da morte através de obras valerosas, como são os casos de D. Jerónimo José da Costa Rebello, Bispo do Porto, e os Comendadores Joaquim José da Costa Rebello, Barão da Gramoza, e José Narcizo da Costa Rebello, Cónego de Braga.

Trata-se de mais uma obra de historiografia da genealogista bracarense e Membros da Academia de Letras e Artes de Portugal,  Alexandra Maria Ferreira Braga de Sousa Louro Pereira de Castro que, nos últimos sete anos ofereceu aos bracarenses as obras “História e Genealogia Familiar — Famílias Convergentes do Visconde de Vila Nova de Famalicão” (2012), “Memorial do Cemitério de Monte d'Arcos de Braga — Arte Tumular e seus eméritos” (2016), “Jerónimo de Sousa Louro — In Memoriam — e o Monumento de S. Frutuoso de Montélios” (2018).

Capturarbra1 (1).jpg

BRAGA REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL EM SESSÃO EXTRAORDINÁRIA

Reunião Extraordinária do Executivo Municipal. Segunda-feira, dia 16 de Setembro, pelas 18h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, Braga

O Executivo Municipal de Braga reúne em Sessão Extraordinária na próxima Segunda-feira, dia 16 de Setembro, pelas 18h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

No final da referida reunião, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, estará disponível para esclarecimentos adicionais, assim como os vereadores eleitos pelo Partido Socialista e pela CDU.

Em análise estarão, entre outros assuntos, o processo de descentralização — Transferência de Competências; as Zonas de Estacionamento de Duração Limitada; a alteração aos estatutos dos TUB; contratos interadministrativos de delegação de competências e propostas de apoios financeiros a diversas entidades.

A ordem de trabalhos desta Reunião, bem como a acta da Reunião anterior, está disponível para download em: http://goo.gl/7ETwJX.

BRAGA TEM "VISÕES DO FUTURO"

Conferência ‘Visões do Futuro’ realiza-se amanhã, Sexta-feira, dia 13 de Setembro, pelas 09h30, no gnration, Braga

O Município de Braga promove a conferência ‘Visões do Futuro’ que terá lugar amanhã, Sexta-feira, dia 13 de Setembro, pelas 09h30, no gnration, em Braga.

Numa organização conjunta do Município de Braga e da DECO PROTESTE, o gnration é palco do evento ‘Visões do Futuro’, numa altura em que muito se debate sobre um futuro sustentável, melhores opções de mobilidade e hábitos de vida saudáveis. A iniciativa insere-se no programa da Semana Europeia da Mobilidade, debatendo temas como a mobilidade, sustentabilidade e vida saudável, com especial ligação à inteligência urbana, o peão e a cidade, e a tecnologia ao serviço da qualidade de vida.

PROGRAMA

  • 9h30 | Abertura e boas vindas
  • 9h45 | Keynote Speaker | Tecnologia ao serviço da qualidade de vida
  • 10h15 | Mesa-redonda | Inteligência ao serviço da cidade
  • Apresentação do projecto BUILD pelo Vereador Miguel Bandeira
  • 11h15 | Coffee break
  • 11h45 | Mesa-redonda | Mobilidade Sustentável – O peão e a cidade
  • 12h30 | Conclusões e fecho

BRAGA VAI TER VARIANTE DO RIO CÁVADO

Município avança para conclusão do troço da Variante do Cávado e regularização do Rio Torto. Concurso público prevê investimento superior a 1,6 milhões de euros

O Município de Braga vai avançar com a conclusão do segundo troço da variante do Cávado que liga a rotunda do centro comercial ‘Nova Arcada’ à rotunda do Estádio Municipal. Esta intervenção inclui a regularização do Rio Torto, que lhe é paralelo, entre a mesma rotunda e a Estrada Nacional 201. A proposta para concurso público, no valor de 1 milhão e 663 mil euros, foi aprovada esta Segunda-feira, 10 de Setembro, em sede de reunião de Executivo.

CMB02032018SERGIOFREITAS00000011216.jpg

A intervenção envolve, ainda, a criação de bacias de retenção no Rio Torto e o arranjo da superfície de toda a área envolvente. “Esta intervenção representa uma enorme mais-valia para as populações da zona de Frossos, Palmeira, Real e Dume e vai aliviar o fluxo de trânsito no acesso ao centro da Cidade”, sustentou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

Recorde-se que em Março do ano passado, foi aberto ao trânsito a primeira fase do troço da variante do Cávado e agora, com o licenciamento por parte da CCDR-N, será concluída a segunda fase que vai permitir a ligação à zona de Frossos.

“Um dos grandes problemas com que Braga se confronta é o enorme fluxo de trânsito de atravessamento no centro da Cidade. Esta variante do Cávado será um dissuasor desse mesmo fluxo e vai criar condições de escapatória mais acessíveis e mais céleres para quem não necessita de ir para o centro de Braga”, explicou Ricardo Rio.

Para o futuro, o Município tem o objectivo de dar sequência a esta variante do Cávado de forma a melhorar circulação de trânsito e retirar fluxo do centro da Cidade, bem como dar apoio às actividades económicas, garantindo as ligações aos parques industriais de Adaúfe e Pitancinhos e às auto-estradas A3 e A11.

Para isso, a Autarquia pretende efectuar a ligação da rotunda da Avenida do Estádio à circular de Braga, em Ferreiros, com saída para as auto-estradas, cujo projecto está estimado em cerca de 9 milhões de euros. Já no sentido Norte, com a ligação entre a rotunda do ‘Nova Arcada’ e os parques industriais de Adaúfe e Pitancinhos, está previsto um investimento de 4 milhões de euros.

BRACARENSES BENEFICIAM DE NOVA REDUÇÃO DE IRS EM 2020

Propostas de Fiscalidade Municipal serão analisadas amanhã, em reunião de Executivo

Os Bracarenses vão pagar menos Imposto Sobre o Rendimento (IRS) em 2020. A medida será votada amanhã, Terça-feira, 10 de Setembro, em sede de reunião de Executivo, onde, além da participação variável no IRS, para a qual o Município de Braga abre mão de cerca de setecentos e cinquenta mil euros a favor dos Bracarenses, serão analisadas as várias propostas de fiscalidade municipal, nomeadamente a fixação da taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), o lançamento da derrama e a Taxa Municipal de Direitos de Passagem (TMDP).

Braggga1.jpg

Desta forma e dando continuidade à estratégia de redução progressiva da carga fiscal dos Bracarenses, o Executivo Municipal propõe uma taxa de IRS de 4% dos rendimentos dos contribuintes a cobrar no ano de 2020, ao invés dos 5% de taxa máxima que seria possível a favor dos munícipes. 

No que se refere ao Imposto sobre Imóveis (IMI), este cifrar-se-á, em 2020, em 0,35% para prédios urbanos. Os proprietários que exerçam a reabilitação de edifícios degradados terão uma minoração em 20%, incentivando assim a reabilitação urbana, a fixação de população e a atracção de novos residentes para as áreas de reabilitação urbana.

Será também aplicada uma redução em 50% a prédios urbanos arrendados cujos contratos tenham sido celebrados ao abrigo do programa Encaixa-te ou semelhante, promovendo a ´clusterização´ de actividades culturais e criativas e reforçando a polarização comercial do Centro Histórico.

Quanto aos prédios urbanos degradados e sem intervenção, o Executivo Municipal irá aplicar um agravamento de IMI de 30%, como forma de estimular a sua reabilitação.

Para além destas medidas, e como tem sido prática corrente, haverá lugar à redução da taxa do imposto a aplicar ao prédio ou parte de prédio urbano destinado a habitação própria e permanente, atendendo ao número de dependentes que compõem o respectivo agregado familiar.

Pela primeira vez tal beneficio será concedido a famílias com um dependente a cargo. Assim, existirá uma dedução fixa de 20 euros para quem tem um dependente a seu cargo, de 40 euros para quem tem dois dependentes a cargo e 70 euros para quem tem três ou mais dependentes a cargo.

Quanto à derrama sobre o lucro das empresas, por fruto de imposições legais, deixa de ser possível a aplicação da isenção total para empresas com volume de negócios até 150 mil euros, como vinha a ocorrer até então, aplicando-se assim a estes casos a taxa mínima de 0,1%. Para além destas o Município de Braga irá aplicar uma taxa de 1,5% às empresas que apresentem resultados superiores a 150 mil euros.

Por fim, será fixada em 0,25% a Taxa Municipal de Direitos de Passagem (TMDP) para o ano de 2020. A taxa aplica-se sobre a facturação mensal emitida pelas empresas que oferecem redes e serviços de comunicações electrónicas acessíveis ao público, em local fixo, para todos os clientes finais do Município.

INVESTIGADORA MARIA BARTHEZ APRESENTA EM LISBOA O LIVRO “FRANCISCO LAGE: DA PRÁTICA À TEORIA”

Francisco Lage (1888-1957) foi dramaturgo e etnógrafo, além de grande responsável pelo Museu de Arte Popular.

Maria Barthez vai apresentar a obra “Francisco Lage: Da Prática à Teoria”, em cerimónia que vai ter lugar na Sala dos Espelhos do Palácio Foz, no próximo dia 12 de setembro, pelas 18 horas, com entrada livre.

Capturarfoz.PNG

O livro versa a “ação de homem que sempre se preocupou em salvaguardar a autênticidade das nossas tradições populares”.

Do site da BragaTV trasncrevemos a seguinte nota biográfica: “Francisco Lage, natural da freguesia de São José de São Lázaro, revelou-se como um homem de ação, multifacetado, de pensamento eclético, susceptível de visionar o seu interesse pela história, pela arte, pela etnografia, que marcam e aprofundam a sua evolução profissional, enquanto colaborador do Secretariado Nacional da Informação Cultura Popular e Turismo. Personagem responsável pelas atividades folcloristas do SPN/SNI, Francisco Lage foi ainda o autor do programa funcional do Museu de Arte Popular, inaugurado em 1948. Amante de teatro, tendo inclusive sido autor de diversas peças, Francisco Lage dedicou-se também à indústria e teve uma breve passagem pela política local. A si se deve também o interesse pela divulgação do Abade de Priscos, esforço que promoveu nos anos imediatos à morte deste gastrónomo.”

http://www.bragatv.pt/

francisco_lage.jpeg

imageflag.png

CDS APRESENTA CANDIDATURA POR BRAGA ÀS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS

O CDS PP apresentou hoje em conferência de imprensa a sua candidatura pelo distrito de Braga às próximas eleições legislativas.

CI sede do partido.jpeg

Esta sexta-feira Telmo Correia, primeiro da lista de candidatos, acompanhado por militantes da estruturas concelhias do CDS PP, fez viagem em transportes colectivos entre estes quatro concelho.

No final, em conferência de imprensa, deixou notas sobre as dificuldades registadas e sobre as propostas do CDS PP nesta matéria.

Estação de Braga.jpeg

Viagem Comboio Famalicão Braga.jpeg

MUNICÍPIO DE BRAGA ADMITE NOVOS ASSISTENTES OPERACIONAIS PARA AS ESCOLAS DO CONCELHO

Município avança com novo concurso para assistentes operacionais nas escolas do Concelho. Novo ano lectivo assume continuidade da estratégia de compromisso

O Município de Braga vai avançar com um novo concurso para a admissão de assistentes operacionais para as escolas do Concelho. A garantia foi dada por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a sessão de abertura do ano lectivo 2019/2020, que juntou esta Sexta-feira, 6 de Setembro, cerca de 450 agentes educativos em funções nos diversos estabelecimentos de ensino do Concelho.

CMB06092019SERGIOFREITAS00000020580.jpg

“O Município tem reforçado o quadro de assistentes operacionais, com recurso à bolsa de recrutamento. Dos cerca de 600 colaboradores nestas funções, 120 foram contratados nestes últimos dois anos e, actualmente, têm um vínculo permanente com a Câmara Municipal. Essa bolsa de recrutamento está quase a terminar o prazo legal, por isso, vamos lançar brevemente um novo procedimento concursal para repor a capacidade de intervenção do Município nesta área tão importante na sociedade”, adiantou Ricardo Rio.

Na sessão, que decorreu no Altice Forum Braga, o Autarca explicou que o Município tem recorrido à bolsa de recrutamento para fazer face às necessidades que vão surgindo, como reformas ou mudanças de carreira. “Quando o anterior concurso foi aberto, o objectivo era contratar 14 profissionais. À medida que foi sendo necessário, fomos substituindo de uma forma muito célere cada um dos recursos que iam saindo de forma a minorar os impactos dessas alterações e, entretanto, já foram contratados 120”, salientou Ricardo Rio.

Durante a manhã, assistentes operacionais, assistentes técnicos e técnicos superiores em funções nos estabelecimentos de ensino do Concelho, assim como representantes dos Agrupamentos de Escolas, das Associações de Pais e Juntas de Freguesia, estiveram reunidos numa sessão de convívio, mas sobretudo de alinhamento de estratégias e motivação para o ano lectivo que se inicia.

Lídia Dias, vereadora da Educação, realçou que para o início de mais um ano lectivo, “umas das palavras de ordem é compromisso”, no sentido de se trabalhar diariamente com o objectivo de reunir sempre as melhores condições para que em Braga a Educação seja cada vez mais de excelência. “Os agentes educativos são um dos principais motores de funcionamento dos estabelecimentos de ensino do concelho, orientando-se, diariamente, para o apoio a alunos, docentes e encarregados de educação, no desenvolvimento do projecto educativo dos seus Agrupamentos de Escolas”, referiu Lídia Dias, lembrando que a Autarquia tem acautelado a baixa de pessoal não docente “através de uma movimentação positiva de recursos humanos e os dados hoje apresentados são reveladores de uma estratégia que passa pela antecipação de problemas de forma a serem resolvidos de forma célere e eficaz”.

Com esta iniciativa, o Município proporcionou aos colaboradores dos estabelecimentos de ensino, momentos de partilha de experiências na multiplicidade de funções que assumem durante todo o ano lectivo. A sessão contou ainda com a participação do psicólogo clínico Paulo Coelho, que abordou o tema ‘Olhos que vigiam, mãos que aprumam: valorizar a multifuncionalidade dos Agentes Educativos’.

CMB06092019SERGIOFREITAS00000020586.jpg

CMB06092019SERGIOFREITAS00000020582.jpg

CMB06092019SERGIOFREITAS00000020589.jpg

CMB06092019SERGIOFREITAS00000020590.jpg

BRAGA REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

Reunião Pública do Executivo Municipal de Braga realiza-se Terça-feira, dia 10 de Setembro, pelas 09h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, Braga

O Município de informa que a próxima reunião pública do Executivo Municipal terá lugar Terça-feira, dia 10 de Setembro, pelas 09h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

No final da referida reunião, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, estará disponível para esclarecimentos adicionais, assim como os vereadores eleitos pelo Partido Socialista e pela CDU.

Em análise estarão, entre outros assuntos, as propostas relativas aos impostos municipais; o relatório de contas semestral do Município; o projecto do Complexo Monumental da Capela de Frutuoso; contratos interadministrativos de delegação de competências e propostas de apoios financeiros a diversas entidades.

A ordem de trabalhos desta Reunião, bem como a acta da Reunião anterior, está disponível para download em: http://goo.gl/7ETwJX.

BRAGA QUER REDUZIR CONGESTIONAMENTO AUTOMÓVEL JUNTO DAS ESCOLAS

Projecto ‘School Bus’ arranca a 16 de Setembro. Iniciativa reduz congestionamento automóvel no perímetro das escolas

O Município de Braga, em parceria com os Transportes Urbanos de Braga (TUB), volta a promover o ‘School Bus’ no ano lectivo 2019/2020. O projecto arranca no próximo dia 16 de Setembro no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade.

brrag (3).jpg

Recorde-se que o ‘School Bus’ foi implementado no ano lectivo transacto com o objectivo de reduzir o congestionamento automóvel no perímetro das escolas da malha urbana da Cidade. Esta iniciativa visa a promoção da mobilidade sustentável, da segurança e da qualidade de vida na envolvente das escolas e nos percursos casa-escola, assim como o incentivo ao recurso a modos de transporte sustentáveis a longo prazo.

Tendo como objectivo o alargamento do projecto a outras escolas, no ano lectivo 2019/2020 o ‘School Bus’ abrange os seguintes estabelecimentos de ensino: EB 2,3 Francisco Sanches; EB 2, 3 André Soares; Colégio Leonardo da Vinci, Colégio D. Diogo de Sousa, Colégio Teresiano, Conservatório de Música Calouste Gulbenkian,

A ligação a estas escolas é feita a partir das quatro principais entradas de Braga, com interfaces na Av. Robert Smith (junto ao ‘Minho Center’), em Maximinos (junto ao ‘Continente Bom Dia’), na Variante do Fojo (junto à ‘Montalegrense’) e junto ao Estádio Municipal.

De cada interface sairão autocarros em dois horários: 07h45 (com destino às Escolas André Soares, Francisco Sanches e Conservatório Calouste Gulbenkian) e 08h20 (com destino ao Colégio Leonardo Da Vinci, Colégio D. Diogo de Sousa e Colégio Teresiano).

A utilização deste serviço está sujeita a inscrição prévia, através do seguinte endereço: https://schoolbus.tub.pt/.

Recorde-se que no ano lectivo anterior, o ‘School Bus’ teve a adesão de mais de 400 alunos. Do ponto de vista ambiental, o projecto conseguiu retirar 166 veículos das imediações das escolas, representando uma poupança diária calculada de 14 km por cada veículo. Em termos de emissões, a poupança ascendeu a cerca de 73,5 toneladas de CO2/ano lectivo.

O serviço que foi avaliado pelas famílias como ‘muito bom/excelente’. As escolas também vêem com agrado a iniciativa, realçando o seu carácter educativo na criação de hábitos de mobilidade e comportamentais.

Cerca 98 por cento das famílias inquiridas afirmaram a intenção de utilizar o projecto ‘School Bus’ no ano lectivo seguinte, salientando o importante auxílio do serviço nas suas rotinas diárias e no cumprimento dos horários familiares.

brrag (4).jpg

brrag (1).jpg

brrag (2).jpg

AGERE "REFRESCA" A NOITE BRANCA DE BRAGA

Durante os concertos e nas horas de maior calor dos três dias da Noite Branca 2019, os 'Aguadeiros' da Agere – jovens que transportam reservatórios de água – irão circular por entre a multidão no centro de Braga, servindo água a todos os que pretendam hidratar-se.

Agere NB.jpg

A iniciativa insere-se na campanha de sensibilização “Beba Água da Torneira” – que pretende exaltar a qualidade e segurança da água de consumo público do Município de Braga – e tem como objectivo trazer fácil acesso a hidratação gratuita a todos os participantes no evento. Os 'Aguadeiros' estarão em constante circulação durante os períodos dos concertos e nas horas de maior calor das tardes de Sábado (7) e Domingo (8), prontos a encher os copos e garrafas reutilizáveis da Noite Branca – que poderão ser adquiridos nos locais próprios.

Além da equipa móvel, a empresa municipal irá colocar três novos bebedouros no centro da Cidade – Praça do Município, Largo das Carvalheiras e Largo de São Francisco - assim como reforçará o número de contentores de resíduos, com o propósito de que todos contribuam para o conforto e limpeza durante o evento.

De Sexta a Domingo, os mais pequenos poderão brincar e aprender no stand da Agere - Universo Cristalina - junto ás 'Pirâmides da Avenida Central', com jogos e brindes educativos.