Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CAMINHO DE BRAGA A SANTIAGO INAUGURA MARCO KM 100 EM BÉRAN

A vila histórica de Berán, na província de Ourense, promove uma iniciativa sócio-cultural no domingo, dia 16, com o objetivo de assinalar o Km100 do Caminho da Geira e dos Arrieiros e a homologação pela Igreja deste itinerário jacobeu que liga Braga a Santiago de Compostela.

F75DA722-ADB9-416A-8BEB-4AA70F3E0EBE.jpeg

O evento decorre na área recreativa do Campo da Capela São Roque (coordenadas - 42.35053, -8.14243) e consiste na inauguração de uma escultura que alude à peregrinação e à comarca de O Ribeiro, da autoria e oferecida por Abdón Fernández, porta-voz da Plataforma Berán no Caminho.

Em simultâneo será presentado o livro intitulado “Berán Histórico – Berán Vila Termal no Caminho de Santiago”,  da autoria de Adolfo Luís Soto, residente na localidade.

O Arcebispado de Santiago de Compostela reconheceu o Caminho da Geira e dos Arrieiros em 28 de março 2019, mas a passagem do segundo aniversário da efeméride não pôde ser assinalada na data certa, porque a organização “pretendia a participação das associações portuguesas e galegas, o que não era possível devido à pandemia e ao encerramento das fronteiras”, explica Abdón Fernández, presidente da associação fundadora do projeto (AJCMR) e porta-voz da Plataforma Berán no Caminho, com sede no município de Leiró.

“O objetivo do encontro é reafirmar a presença de Berán no caminho, como um lugar de referência já que está a 100 km de Santiago, a distância mínima a percorrer a pé para obter a Compostela”, explica o porta-voz, considerando que “estar no mapa do Caminho é mais um impulso sócio económico para as populações da região”.

“Convidamos a estar presentes todos aqueles que queiram passar o dia na terra onde nasceu este projeto aproveitando para conhecer o património, cultura, história e provar a gastronomia da região”, adianta.

A Plataforma Berán no Caminho está, entretanto, a planear um encontro de peregrinos para julho, mês do Apostolo Santiago, que incluirá diversas atividades a anunciar oportunamente.

O Caminho da Geira e dos Arrieiros foi apresentado em 2017 em Ribadavia (Galiza) e Braga, reconhecido pela Igreja em 2019, reconhecido pela associação de municípios transfronteiriços Eixo Atlântico em 2020 e é um itinerário oficial da Peregrinação Europeia de Jovens do Ano Santo Jacobeu 2021/22.

Este percurso destaca-se por incluir patrimónios únicos no mundo: a Geira Romana e a Reserva da Biosfera do Gerês/Xurés. Além disso, o seu traçado é um dos escassos cinco que ligam diretamente à Catedral de Santiago de Compostela.

7A214FC6-7F76-44CA-9A59-3288B9A130E5.jpeg

EEBDA405-83B2-46A5-910A-D116FD91FE49.jpeg

C00CC49B-3E9B-4BD8-8659-E1F65E26BDD9.jpeg

BRAGA AVANÇA COM PROJECTO-PILOTO PARA A CRIAÇÃO DE BERÇÁRIOS E CRECHES EM TODO O CONCELHO

Adaúfe, Gualtar e Nogueiró podem acolher primeiras estruturas

O Município de Braga vai avançar com um projecto-piloto para a criação de estruturas de apoio à primeira infância, nomeadamente berçários/creches. Uma das primeiras soluções será implementada em Gualtar, em cooperação com a Junta de Freguesia e com várias instituições, mas o projecto irá abranger todo o Concelho de Braga.

CMB26072019SERGIOFREITAS00000020329.jpg

“Neste momento olhamos para o futuro e percebemos que existe uma área que nos parece particularmente crucial em todo o Concelho e que diz respeito às respostas para a primeira idade. Por força de uma Cidade jovem, em constante crescimento e continuamente a atrair e a fixar mais pessoas, temos vindo a sentir alguma dificuldade em dar uma resposta cabal à muita procura que tem existido em termos de berçários e creches em todo o Concelho”, explica Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, adiantando que o Município está particularmente empenhado em desenvolver alguns projectos-piloto nesta área, em articulação com as Juntas de Freguesia e instituições sociais.

“Nesse sentido, de acordo com o esforço anteriormente desenvolvido com a Junta de Freguesia de Gualtar e com o Centro Social do Vale do Homem, e no contacto com a Comissão de Trabalhadores do Hospital de Braga, estamos a preconizar que uma das primeiras soluções-piloto possa ser implementada na Freguesia de Gualtar, num dos terrenos municipais disponíveis para equipamentos”, refere Ricardo Rio, sublinhando a importância de “envolver todas estas instituições para dar corpo a esta solução”.

Na mesma linha, também a União de Freguesias de Nogueiró e Tenões dispõe de um terreno para este efeito, estando já em tramitação nos serviços municipais a apreciação de um apoio para elaboração dos projectos.

Por sua vez, a Junta de Freguesia de Adaúfe encetou diversas diligências ao longo deste mandato para poder vir a beneficiar de cedências de terreno de equipamento em projectos urbanísticos privados, mas caso as mesmas não se concretizem a curto prazo, avançará com a requalificação de um anterior edifício escolar, em articulação com o Município de Braga e outros parceiros da esfera social.

O Município de Braga vem também encetando contactos com as demais Juntas de Freguesia no sentido de fazer um levantamento exaustivo de necessidades e de identificação de potenciais promotores deste tipo de respostas em todo o território do Concelho.

Estes projectos poderão beneficiar das verbas inscritas no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para a criação destas novas valências, de forma a desenvolver experiências-piloto que correspondam às necessidades da população e assim alargar a rede existente deste tipo de equipamentos.

“Ao criarmos uma rede de serviços e de equipamentos de apoio à primeira infância, estamos a incentivar a natalidade e a apoiar as famílias Bracarenses. Este é um projecto que será implementado em articulação com as Juntas de Freguesia e com as diversas instituições e associações do Concelho, mas em que é fundamental um compromisso claro da Segurança Social no apoio a estas respostas”, conclui Ricardo Rio.

BRAGA: MANUAL DE APOIOS É A NOVA FERRAMENTA DE SUPORTE ÀS JUNTAS DE FREGUESIA E AOS BRACARENSES

Publicação reúne informação sobre programas e apoios promovidos pelo Município

O Município de Braga lançou esta Segunda-feira, 17 de Maio, o ‘Manual de Apoios’, uma nova ferramenta de suporte informativo dirigida às Juntas de Freguesias e aos munícipes.

CMB17052021SERGIOFREITAS002151382727.jpg

O ‘Manual de Apoios’ reúne toda a informação referente aos programas e projectos desenvolvidos pelo Município de Braga, que se refletem em serviços de apoio ao cidadão. Desde a Coesão Social e Solidariedade às empresas municipais, são disponibilizados todos os programas de apoio ao munícipe. O manual é constituído por uma breve descrição de cada um dos programas, público-alvo, respectivos contactos, formulários e/ou procedimento para acesso aos programas/serviços.

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, a publicação assume-se como “um meio facilitador de comunicação com todos os munícipes que queiram recorrer apoios que são disponibilizados pela Câmara Municipal”.

“Esta é uma via de concertação, articulação e compatibilização das políticas integradas nos diferentes sectores e níveis de intervenção. Pela proximidade privilegiada com o cidadão, os Presidentes de Junta são o primeiro contacto para esclarecer uma dúvida ou para um pedido de apoio social/burocrático. Queremos que a tríade - Câmara/Juntas de Freguesia/Cidadão - esteja cada vez mais próxima e articulada”, explicou Ricardo Rio durante a sessão realizada no Altice Forum Braga.

O presidente da Câmara Municipal salienta ainda que os projectos de criação local têm um carácter específico, sendo enquadrados e apoiados por políticas e programas inseridos em diversas esferas de actuação que favorecem a relação de proximidade.

“Temos assumido uma centralidade de relevo devido à capacidade de afirmação da identidade local, privilegiando o apoio aos diferentes segmentos da população”, concluiu o Autarca.

O Manual de Apoios está ainda disponível no site do Município em: https://bit.ly/3fuOUA2

CMB17052021SERGIOFREITAS002151382730.jpg

CMB17052021SERGIOFREITAS002151382725.jpg

CMB17052021SERGIOFREITAS002151382726.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA PROLONGA ISENÇÃO DE TAXAS E LICENÇAS DE ESPLANADAS ATÉ FINAL DE 2021

No âmbito do programa ‘Braga de Porta Aberta’

O Município de Braga prolongou até ao final de 2021 a isenção de taxas e licenças municipais para a extensão de esplanadas abertas em espaço público, de forma a compensar os sectores da restauração e do comércio pela perda de capacidade de lotação no interior dos estabelecimentos. A medida, aprovada hoje em sede de reunião de Executivo Municipal, enquadra-se no programa ‘Braga de Porta Aberta’, que visa apoiar os sectores da restauração e do comércio tradicional e minimizar os impactos sofridos devido à pandemia de Covid-19.

LVI_1802bra.jpg

Este aumento de área exterior permitirá aos operadores económicos minimizar o impacto da redução da capacidade instalada por força das disposições legais, actualmente em vigor.

Este é um regime de excepção e temporário que vigorará durante este ano para a instalação ou extensão de esplanadas abertas em espaço público em toda a área geográfica do Município de Braga.

Esta medida permite apoiar a manutenção dos postos de trabalho e mitigar situações de crise empresarial dos estabelecimentos de comércio e serviços Bracarenses. O Município de Braga continuará a acompanhar permanentemente a evolução da pandemia, actualizando o seu plano de acção sempre que se mostrar necessário e oportuno de forma a apoiar a actividade económica no Concelho.

BRAGA: LEI DA SEPARAÇÃO IMPÔS REFORMA DOS ESTATUTOS DA CONFRARIA DE SANTO AMARO DE VIMIEIRO

Através de Portaria publicada em Diário do Governo n.º 150/1912, Série I de 28 de Junho de 1912, o Ministério do Interior - Direcção Geral de Assistência - 1.ª Repartição, autorizou a Confraria De Santo Amaro, de Vimieiro, do concelho de Braga, a desviar dos seus respectivos fundos várias quantias, destinadas a fazer face às despesas com a reforma dos seus estatutos, exigida pela Lei da Separação.

Capturarbrag1.JPG

MUNICÍPIO DE BRAGA APRESENTA MANUAL DE APOIOS

O Município de Braga vai proceder à apresentação do Manual de Apoios, em cerimónia a realizar na próxima segunda-feira, dia 17 de Maio, pelas 18h00, no Altice Forum Braga.

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

Esta nova ferramenta de suporte informativo dirigida aos Presidentes de Junta e munícipes, reúne toda a informação referente a programas e projectos desenvolvidos pelo Município de Braga que se traduzem em serviços de apoio ao cidadão. Desde a Coesão Social e Solidariedade às empresas municipais, são disponibilizados todos os programas de apoio ao munícipe. O manual é constituído por uma breve descrição de cada um dos programas, público-alvo, respectivos contactos, formulários e/ou procedimento para acesso aos programas/serviços.

QUEM É A MINHOTA BENEDITA AGUIAR – A PSICÓLOGA CLÍNICA QUE CONCEBEU O PROJETO OFICINA DE ESTÉTICA, DIRIGIDO A MULHERES COM DOENÇA ONCOLÓGICA?

Benedita Aguiar é Psicóloga Clínica, Docente Universitária e Mãe de duas filhas, com 14 e 20 anos. Nasceu em Ponte da Barca e foi registada em Arcos de Valdevez

Benedita Aguiar nasceu a 10 de Setembro de 1976, no Hospital da Santa Casa da Misericórdia de Ponte da Barca, estando registada nos Arcos de Valdevez. Filha de Pai minhoto e de Mãe açoriana, é a segunda de quatro filhos. Com quatro anos foi viver para Braga, tendo frequentado a Fundação Calouste Gulbenkian. Aí integrou o ensino pré-escolar, bem como o Ballet.

FOTO BENEDITA.jpg

Fez o primeiro ciclo do ensino básico (na altura, a “escola primária”) no Colégio Paulo VI, em Braga, o segundo ciclo do ensino básico na Escola Preparatória André Soares, o terceiro ciclo na Escola Secundária Carlos Amarante e o ensino Secundário no Liceu Sá de Miranda.

Posteriormente candidatou-se à Licenciatura em Psicologia, na Universidade do Minho, tendo sido admitida. Teve um percurso académico destacável, tendo recebido, todos os anos, o Prémio de Mérito Escolar. Na altura as licenciaturas tinham a duração de cinco anos, porque ainda não havia o Acordo de Bolonha.

Após a licenciatura frequentou e concluiu o Mestrado em Psicologia da Saúde, tendo obtido uma classificação de muito bom, por unanimidade. A área da dissertação de Mestrado foi a Psicopatologia na Gravidez e no Puerpério, tendo concebido uma intervenção pioneira de preparação para estas fases do ciclo desenvolvimental.

Mais tarde integrou o quadro de Juízes Sociais do Tribunal de Família e Menores de Braga, o que foi um desafio do ponto de vista profissional.

Frequentou o Doutoramento em Psicobiologia na Universidade de Santiago de Compostela, tendo-se destacado na área da Depressão Pós-Parto. Simultaneamente foi Assistente Convidada na UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro) e no ISCE (Instituto Superior de Ciências Educativas de Felgueiras). Posteriormente integrou o corpo docente do ISAVE (Instituto Superior de Saúde do Alto Ave), onde ministrou a disciplina de Psicologia às Licenciaturas de Enfermagem e de Fisioterapia. Passaram-lhe pelas mãos inúmeros jovens que, como refere “são hoje um motivo de grande orgulho, pelo seu desempenho profissional”.

Em 2004, juntamente com o seu irmão mais novo, criou a Die Apfel: uma empresa de consultoria e formação, sedeada em Braga.

Desde 2010 é membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, tendo obtido a especialização em Psicologia Clínica e Sexologia.

Trabalhou em algumas Unidades de Saúde, tendo posteriormente realizado uma formação que sempre foi a sua maior paixão: maquilhagem. Nessa altura foi para Barcelona, onde realizou o  Curso Superior de “Maquillaje de Cine, TV y Moda con Caracterización y Prótesis”.

A aposta nesta nova área de formação permitiu dar vida a um sonho antigo: ajudar as mulheres com doença oncológica a melhorar a sua autoestima, através da melhoria da sua imagem. 

A Die Apfel celebrou, este ano de 2021, o 10º aniversário do Projeto Oficina de Estética, uma Iniciativa que nasceu no âmbito dos Cursos de Aprendizagem de Esteticismo e Cosmetologia, promovidos pela Die Apfel, com o apoio do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP). Ao desenvolver aquele Curso impôs-se a necessidade de aplicar os conhecimentos adquiridos em contexto de sala de formação e, também, de compreender a importância da Estética e da Cosmética, à luz de uma abordagem holística.

Nesta perspetiva abriu-se o Curso à comunidade, tendo-se desenvolvido atividades em diferentes instituições, nomeadamente no Hospital de Braga (Serviços: Oncologia, Ortopedia, Psiquiatria, Neurologia e Medicina Interna). A título de exemplo, no ano de 2014, já tinham realizado 3678 atendimentos, naqueles serviços.

Depois de concluídos os Cursos de Aprendizagem de Esteticismo e Cosmetologia, a Die Apfel entendeu que, numa ótica de responsabilidade social, deveria continuar este Projeto. Neste sentido, propôs à Administração do Hospital de Braga a implementação do Projeto, especificamente junto das Utentes acompanhadas pelo Serviço de Oncologia. A Die Apfel transmitiu que a continuação do Projeto teria um impacto positivo na promoção da autoestima das Utentes, com repercussões favoráveis ao nível da sua autoconfiança e do seu bem-estar integral.

O Hospital de Braga aceitou o desafio proposto, sendo que o Projeto atingiu, muito rapidamente, elevada notoriedade, inclusivamente ao nível da comunicação social nacional.  Dada a ampla dimensão da Iniciativa, a Die Apfel convidou a Perfumes & Companhia a associar-se à mesma.

No decurso deste projeto viveu momentos emocionalmente indiscritíveis que, como tal, fortaleceram-na como Pessoa e permitiram-lhe contribuir para um Mundo um pouco melhor!

CENTRO DE MEIOS AÉREOS ARCUENSE RECEBEU CORPORAÇÕES DE BRAGA, RIBA DE AVE E ARCOS DE VALDEVEZ

No âmbito da formação em “Segurança Operacional para Operadores de Serviço de Brigadas de Aeródromo”, a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez recebeu no seu heliporto, durante 5 dias, as corporações de Braga, Riba de Ave, Famalicão, e Arcos de Valdevez.

5fc22995-0d1f-45cd-8150-6ff54fbb4063.jpg

Esta receção das várias corporações deve-se ao facto do programa da formação desenvolvido pela Autoridade Nacional de Aviação Civil proporcionar o contato com uma aeronave de combate a fogos florestais.

A Câmara Municipal fica satisfeita pela escolha do Centro de Meios Aéreos arcuense, onde tem vindo a investir na realização de obras de melhoria das instalações e na sua certificação, para que seja possível usar o equipamento ao nível de todas as vertentes, incluindo voos de Proteção Civil e Aviação Civil.

5608e77c-8136-4616-be04-049a789c5d6c.jpg

175682352_4046785242027240_743273248000430338_n.jp

94f82912-650e-4a9a-a185-1a4f972397ca.jpg

BRAGA: MUSEU PIO XII CONTA A HISTÓRIA DA HUMANIDADE

UMA LUZ BRILHOU NAS TREVAS!

A viagem começa no Paleolítico, prosseguindo, devidamente ilustrada, até ao tempo dos romanos.

Convite -Museu.jpg

Segue-se uma nova aventura: João Batista anuncia; a Mãe traz ao mundo o Salvador; os Apóstolos seguem-nO; o Messias passa pela paixão e morte; ressuscita!

O cristianismo vai-se difundindo. Os cristãos celebram a sua fé. O centro da vida cristã é a Eucaristia. A cruz é o símbolo eloquente do amor infinito de Deus pela humanidade. E tudo isso se narra na Sala da Liturgia.

A sala Hamilton Gonçalves convida a parar. Convida a meditar. Convida a um mergulho no amor apaixonado de Deus, escrito a letras de ouro. Quanta beleza! Que delícia!

O espaço sucessivo plasma ao visitante a paixão de Jesus por meio de cruzes e calvários, concebidos, à imitação do estilo indo-europeu, pela enorme maestria de José Maurício Teixeira Pereira.

No último salão está espelhada, em estratégicos apontamentos, a história da Igreja: os evangelistas e os mártires; as devoções, as grandes construções e os grandes santos medievais; a Companhia de Jesus, o Concílio de Trento, S. Frei Bartolomeu dos Mártires,

as Missões e os estilos da arte moderna; nos tempos mais recentes, a presença da Igreja no campo social, na relação com os poderes civis e na relação com o mundo. E ainda o incremento de três devoções: ao Sagrado Coração de Jesus, à Eucaristia e a Nossa Senhora.

Por fim, no primeiro piso, à espera de todos, estará o maior retratista português do século XX: Henrique Medina. Uma arte imensa espraiada em mais de oitenta belezas.

Paulo Abreu

BRAGA ROMANA COM REGRESSO DIGITAL

De 19 a 23 de Maio os bracaraugustanos voltam a viajar no tempo e a revisitar o melhor da Braga Romana, a partir de um programa que será disponibilizado online. Apesar de ser uma realização praticamente realizada digitalmente, permitirá um retorno dos bracaraugustanos à Opulenta Cidade de Bracara Augusta. 

LV2_6820.jpg

Espetáculos de música e dança, oficinas pedagógicas, ações de formação, recriações do quotidiano, desafios e jogos, entre outros, serão motivos para ultrapassar o interregno provocado pelos condicionalismos da pandemia de COVID-19. Através de vários momentos de evocação das últimas 16 edições, Braga voltará a vestir-se à moda romana, cumprindo as normas vigentes e salvaguardando a saúde pública.

Através da página do facebook do Município de Braga, o público poderá desfrutar de nove espetáculos, onde as sonoridades do mediterrâneo se cruzam com corpos em movimento, vídeo-documentários, além da recriação de três dos momentos mais esperados pelo público: o batizado, o casamento e o funeral romano.

Nesta edição, o público poderá usufruir de várias um conjunto de acções de formação e oficinas pedagógicas, mediante inscrição. Destacam-se a formação em música mediterrânica, pelo multi-instrumentista Rúben Monteiro, que terá a duração de um ano; a formação em dança greco-romana, por Sara Toscano, e um conjunto de oito oficinas de arqueologia experimental e de latim promovidas pela “Axis Mundi”, que estão disponíveis gratuitamente no site do evento. A programação conta também com um quiz interativo que decorrerá em direto e desvendará quem melhor conhece os segredos da Opulenta cidade de Bracara Augusta.

Para a vereadora da Cultura, Lídia Dias, esta é a melhor forma de assinalar a programação da Braga Romana, uma vez que a situação pandémica ainda não permite o ajuntamento de grandes multidões.

“Não podíamos deixar de assinalar este momento tão especial para os Bracarenses, por isso mesmo preparamos um conjunto de ações que poderão ser vivenciadas através do universo digital”, refere Lídia Dias, mostrando-se convicta de que em 2022 a Braga Romana poderá voltar às ruas.

Para além do programa online, o evento promove a abertura gratuita dos espaços museológicos do período romano, nomeadamente a Fonte do Ídolo, Termas Romanas do Alto da Cividade e Domus da Escola Velha da Sé, com possibilidade de visita guiada sujeita a marcação prévia.

Restauração com menus de inspiração romana para take-away

Também a restauração Bracarense participará neste evento, através da apresentação de menus de inspiração no período romano. Estes menus serão desenvolvidos em colaboração com a Associação Comercial de Braga e vão estar disponíveis nos espaços de restauração em sistema take-away.

Inserida na programação está também a apresentação pública do projeto final da Musealização das Ruinas Arqueológicas da Insulae das Carvalheiras, que vai decorrer no dia 22 de Maio, no Museu D. Diogo de Sousa.

Para o público infantil, para além desafios online, será apresentada a peça de teatro “Titus e a Conta dos Dias”, no auditório de São Frutuoso, espaço do Seminário de São Pedro e São Paulo, na rua D. Afonso Henriques. Todas as atividades presenciais são de acesso livre, mas sujeitas a inscrição prévia.

BRAGA INTEGRA PROJECTO INTERNACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Parceria com cidade argentina de Villa Maria e com capital do Paraguai Assunção

Braga integra um projecto financiado pela União Europeia, através do programa Europe Aid, que é liderado pela cidade argentina de Villa Maria e tem ainda como parceiro a capital do Paraguai, a cidade de Assunção. Este projecto tem ainda como parceiro institucional a Mercociudades, rede das principais cidades da América do Sul. Sob o lema ‘Fomento do Desenvolvimento Urbano Integrado, Inclusivo, Resiliente e Ecológico’, Braga será o parceiro da União Europeia que funcionará como centro de boas práticas e que servirá para auxiliar à execução do Programa de Desenvolvimento Integrado (PDI) da cidade argentina, com financiamento europeu de 2,4 milhões de euros, no cumprimento dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. A maior parte do financiamento será para ajudar a cidade argentina de Villa Maria a executar este PDI.

Bragavillamaria.jpg

O presidente da Câmara Municipal de Braga demonstra a sua satisfação por participar neste projecto, uma vez que este está dentro do perfil internacional da cidade. “Nos últimos anos temos sido reconhecidos como um laboratório internacional de boas práticas em diversas dimensões, nomeadamente na execução da agenda 2030 das Nações Unidas, que é o que está em causa neste projecto”, destaca Ricardo Rio.

Este programa irá fortalecer as relações de cooperação com os governos locais ao favorecer o intercâmbio, o desenvolvimento de seminários e workshops sobre boas práticas, políticas inovadoras e marcos regulatórios que darão impulso a novas associações. Neste programa estão previstas iniciativas em diferentes áreas, sendo que a experiência de Braga será de vital importância no processo de aprendizagem entre pares e transferência de conhecimento. Os principais destinatários estão ligados ao ecossistema de inovação e empreendedorismo da cidade argentina, como a Universidade Nacional de Villa María, a Universidade Tecnológica de Villa María, AERCA, Cluster TIC - Impulso Tecnológico de Villa María, o Parque Tecnológico e ainda o Município de Villa Maria.

Este projecto terá o arranque oficial em Junho, com um seminário digital de boas práticas entre as três cidades participantes, a União Europeia para a Argentina e a Mercociudades. O Europe Aid é um programa de financiamento da União Europeia dirigido a outros continentes, no sentido de fomentar a prosperidade e inovação nas cidades, financiando programas que fortalecem o desenvolvimento sustentável.

O contributo de Braga para este projecto será no âmbito da promoção do empreendedorismo e inovação, mas também nas áreas dos resíduos e do consumo sustentável. Nesta parceria, além do Município de Braga, estarão também envolvidos a Agere e a Startup Braga, como parceiros para as acções do município argentino. Este é o primeiro projecto do género que Braga integra.

Villa Maria é uma cidade argentina da Província de Córdoba com 100 mil habitantes, enquanto Assunção é a capital do Paraguai, com mais de 2,5 milhões de habitantes. Neste projecto, as três cidades irão partilhar boas práticas e experiências, contribuindo para uma mudança estrutural de políticas na cidade líder do projecto, Villa Maria.

MUNICÍPIO DE BRAGA ESTERILIZOU 876 GATOS E 150 CÃES NOS ÚLTIMOS 3 ANOS

Integrada no Plano Estratégico para o Bem-Estar Animal, que visa a melhoria das condições de bem-estar animal em diversos eixos de intervenção, o Município de Braga está na linha da frente, no que diz respeito à esterilização de animais.

CMB25032021SERGIOFREITAS002151382481.jpg

Neste desígnio, foram estabelecidos protocolos com associações de protecção animal do Concelho (Abandoned Pets, a Associação para a Protecção de Animais Errantes de Braga (APPANIBRAG) e a Bragatos), para a implementação do programa CED (Captura, Esterilização e Devolução) de gatos de rua, resultando, desde 2018, na esterilização de 620 gatos errantes, dos quais, 173 gatos e 447 gatas, capturados em todo o território do Concelho de Braga. Estima-se que o trabalho desenvolvido tenha permitido o controlo de cerca de 1400 ninhadas e o nascimento de mais de 7000 crias.

No decorrer do processo de esterilização, todos os animais são simultaneamente identificados electronicamente, desparasitados, vacinados e registados na base de dados SIAC. Posteriormente são devolvidos ao local de origem ou encaminhados para a adopção.

Outra dimensão do projecto CED, é dar resposta às questões de limpeza nas colónias, tendo, por isso, o Município implementado alguns abrigos para gatos. Esta medida proporciona melhores condições para os animais e facilita a limpeza dos pontos de alimentação, evitando assim a proliferação de pragas, não colocando em causa a saúde pública e a segurança das pessoas.

Ainda no ano de 2020, foi lançado um programa extraordinário de apoio à esterilização de animais de companhia para detentores ou associações que representou um acréscimo de 406 esterilizações em 256 felídeos e também 150 canídeos. O programa que decorreu entre os meses de Julho a Novembro, pressuponha um reembolso financeiro aos detentores de animais que realizassem as esterilizações neste período.

O Município de Braga está dedicado não só a promover políticas de controlo da população animal, mas também o desenvolvimento de campanhas activas de adopção de medidas para o controlo da população animal existente no Concelho. Além de promover a esterilização de todos os animais abandonados, outro objectivo importante é o de sensibilizar os detentores de animais acerca da importância da esterilização, aumentando-lhes a saúde e a esperança média de vida, permitindo ainda diminuir o número de ninhadas, combatendo o abandono e sobrepopulação animal.