Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO DE BRAGA REALIZA ESTUDO DE PÚBLICOS DE CULTURA

Participantes têm direito a 50% de desconto no Theatro Circo ou gnration

No contexto da estratégia Braga Cultura 2030 e da candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027, o Município de Braga lançou um estudo de públicos que visa traçar o perfil dos públicos dos equipamentos e eventos culturais de referência no concelho, bem como identificar potenciais novos públicos no território.

O questionário pode ser acedido aqui http://www.lasics.uminho.pt/limesurvey/index.php/721156?lang=pt. Aos participantes neste questionário é oferecido 50% de desconto num espectáculo de programação própria do Theatro Circo ou do gnration. A ideia desta oferta é que o próprio questionário seja motor de participação na actividade cultural do concelho. Ao mesmo tempo, quem participar no seu preenchimento está a contribuir para o processo de candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura.

Para usufruir do desconto de 50% num espectáculo, o participante só precisa de se dirigir à bilheteira do Theatro Circo ou do gnration, indicando o endereço de correio electrónico que usou no preenchimento do questionário.

A informação recolhida neste Estudo de Públicos será de grande relevância para o processo de candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027. Este estudo pretende traçar um retrato detalhado dos públicos de cultura do concelho e a identificação de potenciais públicos.

Permite também efectuar a análise da comunicação estratégica do município e dos equipamentos culturais visados, identificando alguns dos seus impactos para o diálogo, o envolvimento, a fidelização, a captação e a formação de públicos. Através dele será ainda quantificada a satisfação dos públicos com a oferta cultural actual na cidade

Este estudo foi encomendado ao Observatório de Políticas de Comunicação e Cultura (POLObs) do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho.

A Estratégia Cultural de Braga 2020-2030 é o resultado de um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido desde 2018 pela equipa criada pelo Theatro Circo e pelo Município de Braga, para preparar a candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027.

BRAGA EXIGE MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA FERROVIÁRIO NACIONAL

Missiva enviada à Comissária Europeia dos Transportes, Adina Valean: Ricardo Rio é um dos signatários de carta que exige a modernização do sistema ferroviário nacional

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, é um dos signatários de uma carta dirigida à Comissária Europeia dos Transportes, Adina Valean, em que se alerta para o risco de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa em virtude do sistemático atraso na adopção da bitola europeia (1.435 mm) nas linhas internacionais.

A carta é assinada por 29 cidadãos portugueses de diferentes áreas, entre os quais três autarcas: Ricardo Rio, José Ribau Esteves, Presidente da Câmara Municipal de Aveiro, e António Almeida Henriques, Presidente da Câmara Municipal de Viseu. A missiva conta ainda com as assinaturas de personalidades como Mira Amaral, ex-ministro da Indústria, João Luís Mota Campos, ex-secretário de Estado da Justiça, ou João Duque, professor catedrático do Instituto Superior de Economia e Gestão.

Como refere Ricardo Rio, é fundamental que o plano de recuperação e utilização dos fundos oriundos da União Europeia para fazer face à crise imposta pela Covid-19 inclua o investimento na modernização das infra-estruturas ferroviárias. “Sendo Portugal um país periférico, o sistema ferroviário é um elemento essencial para assegurar a coesão territorial no contexto europeu e a minoração dos desequilíbrios económicos e sociais”, adianta.

Como salienta a missiva, Portugal ´corre o risco de ficar privado de vias terrestres competitivas para o transporte de mercadorias de e para a maior parte da União Europeia´, impedindo-se ainda a ´concorrência na operação ferroviária internacional´ e relegando Portugal para uma situação de ´monopólio ferroviário´.

Assim, na carta é pedido que o novo TEN-T (Trans-European Transport Network) seja aproveitado para “impulsionar uma transformação” na infra-estrutura ferroviária portuguesa ´no sentido da sua integração plena nas redes europeias´.

Os subscritores manifestam-se contra a possibilidade da certificação como interoperáveis de linhas da Rede Core em bitola ibérica, o que seria apenas a ´justificação burocrática de um erro histórico´ e ´contribuiria para a não abertura à Europa do sistema ferroviário português´.

BRAGA: AGERE IMPLEMENTA SISTEMA TELEMÁTICO DE GESTÃO DE FROTAS

A AGERE implementou, em parceria com a Mercedes, um sistema de ‘Fleetboard’ nas suas 23 viaturas de limpeza urbana. Trata-se de um sistema ambientalmente responsável, já utilizado em outras áreas de negócio, mas que torna a AGERE pioneira na sua implementação na área da gestão dos Resíduos Urbanos em Portugal.

agere-fleetboard-3.jpg

Esta aplicação inovadora do sistema apresenta vantagens para a conservação dos veículos, minimizando o seu desgaste e permitindo diminuir os circuitos de recolha, o que por sua vez se traduz numa poupança de combustível e consequentemente redução da emissão de CO2. Esta diminuição contribui para o cumprimento dos objectivos estratégicos a que a AGERE se propõe, nomeadamente no aumento da eficiência energética e na garantia da sustentabilidade empresarial.

No que respeita à segurança e conforto dos motoristas, o ‘Fleetboard’ permite uma adaptação das métricas e parametrizações avaliando o estilo de condução, para que se possa adequar evolutivamente aos diferentes tipos de serviço, já que fornece dados que permitem detectar as maiores dificuldades dos motoristas, a ser corrigidas através de formação.

As soluções de telemetria de ligação inteligente em rede e informação sobre os veículos, infra-estruturas, redes rodoviárias, dados do motorista e da carga transportada, optimizam a gestão de processo logístico, permitem redução de custos, a optimização da utilização do veículo, aumento de produtividade e um estilo de condução mais eficiente e preventivo, minimizando o risco de acidente.

Esta é uma decisão que privilegia o bem-estar dos motoristas da empresa e é mais uma evidência da responsabilidade social e ambiental que a AGERE pretende promover em toda a sua linha de actuação.

1-agere-fleetboard.jpg

ENCONTRO TRANSFRONTEIRIÇO PROMOVE CAMINHO QUE LIGA BRAGA A SANTIAGO DE COMPOSTELA

A recém-criada Plataforma Berán no Caminho, que defende o “traçado original” do itinerário jacobeu que liga Braga a Santiago de Compostela, anunciou esta quarta-feira, dia 5 de agosto, a realização de um encontro de “caráter internacional e transfronteiriço” dedicado aos peregrinos.

PLATAFORMA CAMINHO GEIRA BRAGA SANTAIGO 03.JPG

“Uma comissão permanente está a organizar um evento anual chamado 'O Caminho em nós', que promoverá o encontro internacional de peregrinos do Caminho da Geira e dos Arrieiros (ou Minhoto Ribeiro)”, explica Abdón Fernández, porta-voz da plataforma e presidente da Associação do Caminho Jacobeu Minhoto Ribeiro (ACJMR).

“O evento, ainda sem data marcada, consistirá num programa cultural, assente num projeto de caráter transfronteiriço com Portugal e pondo em relevo a situação privilegiada de Berán como um ponto de partida, pois está a 102 quilómetros de Santiago”, a distância mínima para os peregrinos a pé obterem a Compostela, adianta Abdón Fernández.

Esta é uma das principais iniciativas da plataforma, constituída no sábado, dia 1 de agosto, com o “objetivo de defender o itinerário que a ACJMR apresentou em 1 de abril de 2017 em Braga”. Está aberta à participação de todas as associações ou pessoas individuais, e pretende ainda “defender e divulgar o Caminho da Geira desde Beade pelo caminho real até Lebosende”

Neste sentido, “estão a desenhar-se diversas iniciativas, como abaixo-assinados, caminhadas e uma campanha de divulgação nas redes sociais com t-shirts alusivas ao caminho”, refere o porta-voz.

A plataforma “convida todas organizações, associações e grupos de peregrinos a passarem por Berán como gesto de apoio à manutenção do itinerário pela localidade, como está reconhecido pelo arcebispado de Santiago de Compostela” desde 28 de março de 2019.

“Este traçado já é uma realidade, após o aval de suma importância dado pelo arcebispado, e está perto de conseguir a oficialização pelas entidades civis”, pelo que “é importante valorizar e consolidar a passagem de peregrinos por Berán”, salienta Abdón Fernández.

A Plataforma Berán no Caminho, promovida pela ACJMR, que defende um traçado semelhante ao proposto pela Associação Codeseda Viva, já recolheu 225 assinaturas físicas e 190 digitais em defesa do “traçado original” do caminho que liga Braga a Santiago, na distância de 240 quilómetros. A primeira edição de 100 t-shirts alusiva à passagem por Berán está praticamente esgotada. Esta campanha contará, em breve, com outro tipo de artigos.

O Caminho da Geira e dos Arrieiros foi reconhecido pela Igreja no ano passado, quando o delegado de peregrinações do cabido da Catedral de Santiago, o deão Segundo L. Pérez López, assinou um certificado onde refere que o traçado cumpre "as condições de outros caminhos de peregrinação" e por isso "concede a Compostela" a quem o percorrer. Está em curso o processo de homologação pelas entidades civis.

No ano passado foi percorrido por 367 peregrinos em 10 meses. A maioria partiu de Braga (227), seguindo-se Castro Laboreiro (104), Entrimo e Ribadavia (com oito cada).

Os portugueses constituem o maior grupo (80%), havendo ainda registo da passagem de italianos, suíços, franceses, brasileiros, polacos e holandeses.

Além dos peregrinos que receberam a Compostela (e, como tal, entraram nas estatísticas), a associação  Codeseda Viva considera que muitos outros o fizeram, apontando uma estimativa global de 850 pessoas.

PLATAFORMA CAMINHO GEIRA BRAGA SANTAIGO 04.JPG

PLATAFORMA CAMINHO GEIRA BRAGA SANTAIGO 01.JPG

PLATAFORMA CAMINHO GEIRA BRAGA SANTAIGO 02.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA TRANSFERE MAIS DE 1,5 MILHÕES EUROS PARA INTERVENÇÕES NAS FREGUESIAS

Política de proximidade em prol do desenvolvimento do território

O Município de Braga vai transferir um valor superior a 1,5 milhões de euros para a realização de intervenções em diversas Freguesias do Concelho, dando assim continuidade à política de proximidade em prol do desenvolvimento do território que tem vindo a dinamizar.

Cidade Braga.jpg

As propostas, em forma de Contratos Interadministrativos de Delegação de Competências e Apoios Financeiros, foram apreciadas nas últimas duas sessões da Assembleia Municipal, após já terem sido aprovadas em sede de reunião do Executivo Municipal.

Estão consideradas obras espelhadas pelo território que, no seu conjunto, irão promover um desenvolvimento coeso e sustentável do Concelho e que emanam de uma auscultação directa e aberta com todos os autarcas:

União de Freguesias de Merelim São Pedro e Frossos verá executado o alargamento da rua de Sobremoure.

União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães foram destinadas verbas para a execução de três obras: as requalificações da Rua da Fonte Seca e da Rua da Glória e rua João Braga/Travessa João Braga;

Junta de Freguesia de Sobreposta irá receber um apoio destinado a apoiar as obras no complexo da piscina e para a drenagem de águas pluviais da rua da Senhora da Conceição

União de Celeirós, Aveleda e Vimieiro - Requalificação do arruamento e da área verde na rua das Mimosas;

União de Freguesias de Guisande e Oliveira (São Pedro) - Alargamento e repavimentação da travessa das Agras e Parque das merendas do campo de futebol de Guisande;

Junta de Freguesia de Gualtar - Alargamento do caminho vicinal da Vergadela à Franqueira - aditamento;

União de Freguesias de Arentim e Cunha - Rede de águas pluviais no caminho municipal 1303 - aditamento, reforço estrutural de muro de suporte – rua do Assento (C.M. 1303), construção de conduta de águas pluviais na rua da Liberdade, requalificação da rua da Caínha, substituição de conduta de águas na rua do Souto em Arentim, requalificação do caminho da Caínha e alargamento e requalificação da rua da Calçada da Pessa;

Junta de Freguesia de Tebosa - Requalificação da travessa da Igreja; requalificação do tanque público;

Junta de Freguesia de Tadim - Rede de águas pluviais da travessa da rua do Banido;

União de Freguesias de Escudeiros e Penso (São Vicente e Santo Estevão) - Requalificação da rua de Soutelo, requalificação da rua da Igreja e rua do Assento, requalificação do caminho da Bouça (rua da Bouça, lugar do Outeiro ou Soutinho), requalificação da antiga escola primária: cobertura do telheiro exterior, aquisição de viatura para serviços diversos de apoio da autarquia;

União de Freguesias de Crespos e Pousada - Pavimentação da rua da Cruz, danos causados pela passagem da depressão Elsa e Fabien; pintura do edifício da EB de Crespos, construção do parque infantil de Crespos;

Junta de Freguesia de Ruílhe - Requalificação da estrada das Lagarteiras, junto à EB 1 de Ruílhe – aditamento e execução do alargamento e execução de passeios da rua das Lagarteiras;

Junta de Freguesia de Sequeira - Pavimentação do parque de estacionamento junto ao campo de futebol, elaboração do projecto do caminho da Torre – rua de Trás-o-Rio, elaboração do projecto do muro de suporte na rua da Boavista e drenagem de águas pluviais; reconstrução do muro de suporte da rua de Trás-o-Rio;

União de Freguesias de Lomar e Arcos - Construção de vedação na rua Monsenhor Avelino Gonçalves;

Junta de Freguesia de Adaúfe - Mudança de paragem do bus na rua da Presa;

União de Freguesias de Vilaça e Fradelos - Parque infantil de Fradelos;

Junta e Freguesia de Esporões - Parque de lazer das Boucinhas; trabalhos de limpeza de ruas das últimas intempéries, projecto de remodelação do salão da Junta, substituição parcial de tubagens na recolha de águas pluviais em alguns pontos da freguesia – rua da Azenha, Marco e adjacentes;

Junta de Freguesia de Priscos - Aquisição de uma viatura para transporte regular (crianças) da freguesia para actividades desportivas e culturais e projecto da obra de construção do novo acesso ao jardim-de-infância; criação de zona de lazer do loteamento do Pinheiral e requalificação de espaço em Azevido;

Junta de Freguesia de Lamas - Colocação de vedação no jardim-de-infância;

União de Freguesias de Morreira e Trandeiras - Projecto de especialidades da obra da rua das Veigas; construção de muro na rua da Portela – Morreira, iluminação da Escola e Jardim-de-Infância de Trandeiras;

União de Freguesias de Merelim São Paio, Panóias e Parada de Tibães - Projecto da obra de requalificação do largo de São Roque;

União de Freguesias de Nogueiró e Tenões - Remodelação do exterior do edifício da Junta de Nogueiró;

Recorde-se que, durante o actual mandato, a Autarquia Bracarense já investiu mais de 20 milhões de euros nas Freguesias do Concelho, quer por delegação nas Juntas de Freguesia, quer por administração directa da Câmara Municipal.

BRAGA LANÇA CONCURSO DE IDEIAS PARA CRIAÇÃO DE MONUMENTO EVOCATIVO A D. DIOGO DE SOUSA

Propostas devem ser entregues até 12 de Outubro

O Município de Braga tem aberto até 12 de Outubro o período de apresentação de propostas ao concurso de ideias para a criação de um monumento evocativo ao Arcebispo D. Diogo de Sousa. Com esta iniciativa, o Município pretende evocar a figura mais importante do urbanismo Bracarense de todos os tempos.

D_diogo_sousa.jpg

A instalação deve fazer a evocação da personalidade religiosa e secular de D. Diogo de Sousa, com recurso a linguagens, processos e materiais de matriz contemporânea e integrar-se de forma harmoniosa com o contexto urbano e histórico. O monumento será instalado no Campo da Vinha, entre a rua dos Capelistas e a rua Dr. Justino Cruz.

Segundo o vereador do Urbanismo e Património, Miguel Bandeira, não é possível compreender a história da Cidade de Braga sem conhecer a obra mecenática do Arcebispo D. Diogo de Sousa (1505-1532).

“Ainda hoje o fundamental dos espaços públicos do centro histórico de Braga tem a sua marca. O relevo da sua obra é tão importante no plano civil como no religioso. Há uma Braga antes e uma depois de D. Diogo de Sousa. Com D. Diogo de Sousa Braga abriu-se ao mundo, modernizou-se no domínio urbano, da economia (rede de mercados), na assistência e na saúde, no ensino lançando as bases dos Estudos Gerais de Braga e na reforma da igreja”, salienta o vereador.

Para Miguel Bandeira, “esta intervenção é um repto lançado a todos os artistas para finalmente cumprirmos esta dívida com a figura maior de Braga, dando-nos o privilégio de a executar”.

O regulamento do concurso está disponível no portal do Município de Braga, em www.cm-braga.pt.

As propostas serão avaliadas por um júri que inclui Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, Miguel Bandeira, vereador do Urbanismo e Património, cónego José Paulo Abreu, João Duarte, da Sociedade Nacional de Belas Artes, e António Ponte, director regional de Cultura do Norte.

As propostas e os documentos que a instruem deverão entregues até às 18h00 do dia 12 de Outubro, no edifício gnration, situado na Praça Conde de Agrolongo nº 123. O montante global do prémio é de 4.000,00€ (quatro mil euros), que será atribuído ao vencedor do concurso. Aos autores dos restantes trabalhos, que se distingam pela sua singularidade, poderão ser atribuídas até duas Menções Honrosas, a que corresponderão prémios pecuniários no valor de 1.000,00€ (mil euros) cada.

Após o encerramento do concurso, a entidade adjudicante promoverá uma exposição pública dos trabalhos admitidos. Qualquer pedido de informação complementar será esclarecido e resolvido, devendo ser colocada por escrito para o seguinte endereço de correio electrónico: concurso.ddsousa@cm-braga.pt.

De referir que todos os elementos que constituem o presente concurso estão integralmente disponibilizadas na plataforma electrónica - http://www.saphety.com – utilizada pelo Município de Braga.

MUNICÍPIO DE BRAGA ASSOCIA-SE AO PROJECTO "THREE4CLIMATE - TRÊS PRESIDÊNCIAS PELO CLIMA"

Protocolo de colaboração assinado com FCiências.ID

O Município de Braga assinou um protocolo com a FCiências.ID - Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências no âmbito do projecto “Three4Climate – Três presidências pelo clima”, cujo lema é “Think European – Act Local”. O projecto Three4Climate faz parte da Iniciativa Europeia para o Clima (EUKI).

Centro Braga.jpg

O objectivo passa por promover a colaboração do Município, a vários níveis, para a acção climática no território, traduzindo o espírito da Presidência do Conselho Europeu entre Alemanha (segunda metade 2020), Portugal (primeira metade de 2021) e Eslovénia (segunda metade de 2021), num espírito de cooperação a todos os níveis da governança. A FCiências.ID é uma das entidades parceiras do Three4Climate.

Nesse âmbito, está prevista a participação de representantes do Município em dois eventos, um na Alemanha o outro na Eslovénia, assim como o acolhimento dos participantes da Alemanha e da Eslovénia numa visita de estudo a realizar no Município de Braga. O entendimento engloba ainda a participação de representantes do Município nos eventos previstos de carácter europeu - nomeadamente um workshop em Bruxelas e visitas de trabalho a organizações e instituições europeias relevantes - e nas acções de gestão e comunicação inerentes ao projecto.

O Município irá ainda envolver-se activamente com as organizações responsáveis pela implementação do projecto para planear, em conjunto, as actividades programadas e fornecer a informação necessária para uma avaliação de necessidades do Município e das escolas, assim como para fins de orientação e avaliação do projecto.

Já a FCiências.ID compromete-se, entre outros aspectos, a apoiar a participação do Município nas actividades do projecto e a colaborar no desenvolvimento conjunto de uma rede dinâmica de Municípios europeus para a mitigação das alterações climáticas.

ESTUDANTES DO ISAVE FORAM AO SANTUÁRIO DO SAMEIRO PARA A BÊNÇÃO DAS FARDAS DE ENFERMAGEM

ISAVE: fé, alegria e lágrimas na bênção de fardas no Sameiro

À alegria da bênção das fardas de enfermagem — num ato de fé — seguiram-se as lágrimas da saudade e despedida do ISAVE — Instituto Superior de Saúde — este sábado, dia 1 de agosto, na Cripta do Santuário do Sameiro.

IMG_2833.JPG

Numa Eucaristia presidida pelo padre carmelita Manuel Freitas e animada pela Tuna do ISAVE, professores, finalistas e familiares celebraram a Bênção das Fardas de Enfermagem, cumprindo todas as regras impostas pela DGS.

Na mensagem final, o padre Manuel Freitas agradeceu a presença de “todos os que acompanharam as finalistas, pais, familiares, professores, colegas” e lembrou que “o percurso não é fácil nem em linha reta e exige muita persistência, dedicação e cuidados de saúde com qualidade, segurança e dignidade”.

Além da Presidente do ISAVE, Prof. Mafalda Duarte, estiveram presentes vários professores, tendo a Diretora do Curso, Lígia Monterroso saudado as finalistas num dia em que “as emoções são muitas e o sentimento de ganho e de perda é misto, na dualidade de deixar o caminho do ensino e iniciar o caminho da vida profissional”.

Em nome de todos os professores, Lígia Monterroso disse sentir “um misto de dever cumprido na vossa formação, mas ao mesmo tempo saudade de vos ver partir”.

Quanto ao futuro, a Diretora do Curso de Enfermagem lembrou que, após quatro anos de estudo, “vestir uma farda branca é dar-se num todo àqueles que sofrem em leitos tenebrosos de dor ou aqueles que anseiam pelas palavras ou o afago de uma mão”.

Lígia Monterroso desafiou os seus “novos colegas” a serem “enfermeiros sedentos de conhecimento, de humanismo e responsabilidade” porque “a humanidade, o carinho são fundamentais para a enfermagem evoluir sempre” até porque “a enfermagem precisa de sorrisos e muita garra, sim, essa que faz o barco andar na água que não volta a passar”.

A concluir a sua mensagem, a Diretora da Licenciatura lembrou que “a persistência é uma das caraterísticas do enfermeiro independentemente das batalhas que temos de travar” uma vez que a “capacidade de organização e liderança ditam o caminho, sendo que a determinação e o questionamento não nos podem deixar indiferentes”.

“Sejam ouvintes de histórias, sejam anjos da guarda, sejam sabedoria, sejam o auge da esperança nunca perdida com os conhecimentos que vos transmitimos, tentem ser os melhores a aplicar os quatro saberes (saber/saber, saber/ser, saber/estar sem nunca esquecer o caminho do saber/evoluir)” — concluiu Lígia Monterroso.

Andreia Castro proferiu a primeira Leitura, seguindo-se Carolina Martins que entoou o salmo e, na homilia, o padre Manuel Freitas desafiou os finalistas: “atrevei-vos a ser enfermeiros, a buscar outros sonhos, a dar testemunho da generosidade, da luta pela justiça com amor aos pobres”.

“Concorrei em tudo para o bem de todos, a começar pelos que estão ao nosso lado, com especial atenção aos que não têm cunhas ou influências para se safarem” — conclui o sacerdote carmelita,

Tiago Cação explicou o significado da entrega dos símbolos do curso no Ofertório — a lamparina, a capa de estudante, um livro, a farda, o pão e vinho colocados sobre o altar — e Cristiana Antunes recitou a Oração dos Fiéis, seguindo-se a bênção das fardas pelo presidente da Eucaristia, após a declamação do Juramento de Enfermeira/o.

Após a saudação final, em nome dos finalistas, proferida por Isilda Oliveira que agradeceu aos pais, professores, irmãos, avós e namorados o apoio e dedicação que nunca faltaram ao longo do curso, com algumas em lágrimas, as finalistas receberam das mãos de Mafalda Duarte e de Lígia Monterroso um emblema do ISAVE.

A terminar, o Padre Manuel Freitas instou os enfermeiros a terem “um sorriso, um consolo, algo vosso, mesmo que a cura não chegue aos vossos pacientes”, benzendo depois as fardas das novas enfermeiras.

O sacerdote despediu-se com esta advertência: “não ides conseguir tudo, mas dai um bocadinho de vós a cada pessoa que precise da vossa técnica e conhecimento”.

IMG_2757.JPG

BRAGA: RETOMA DA PROGRAMAÇÃO DO THEATRO CIRCO AFIRMA-SE PELA "VANGUARDA E INOVAÇÃO"

Apresentada programação de Setembro/Outubro

Decorreu hoje, dia 31 de Julho, a apresentação de resultados e balanço da retoma de actividade do Theatro Circo após o período de encerramento, motivado pela pandemia de Covid-19, e a Rentrée da Programação, com as propostas para Setembro/Outubro.

CMB31072020SERGIOFREITAS002151381119.jpg

Como sublinhou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, o Theatro Circo estava a viver um período ´continuamente muito positivo´ da sua actividade até à fase da pandemia, registando uma programação ecléctica, diversificada e que ia ao encontro de diferentes tipologias de públicos de dentro e fora do Concelho. “Ao longo dos últimos anos, a programação tem conseguido ter uma adesão superior ou muito próxima dos 100 mil espectadores por ano, um número marcante para uma sala de espectáculos com capacidade para perto de 900 lugares. Para além disso, o Theatro é ainda um catalisador de outras dinâmicas e participa activamente na articulação de projectos de grande importância para a cidade, como o são o Braga Cultura 2030 ou a Braga Media Arts”, referiu, sublinhando o facto de o Theatro ter, logo que possível, aberto as suas portas e ajustado a programação às circunstâncias, continuando a assumir todas as suas responsabilidades com parceiros, prestadores de serviço e colaboradores.

Ricardo Rio realçou ainda que, para além da componente da programação, a recuperação materializa-se no arrojo com que o Theatro Circo assume responsabilidades adicionais. “A partir de Setembro o Theatro passa a coordenar a rede de espaços culturais de natureza programativa sob a alçada do Município, com a incorporação do gnration, e a preparação do novo Media Arts Center, que ficará localizado no antigo Cinema São Geraldo. Continuaremos a ter um Theatro Circo cada vez mais em prol de Braga e todos os Bracarenses”, disse.

CMB31072020SERGIOFREITAS002151381122 (1).jpg

Sob a retoma da programação, Paulo Brandão, programador do Theatro Circo, realçou a adesão do público à iniciativa ´7 Quintas Felizes´, às sessões de cinema e às oficinas disponibilizadas. “Mesmo com todas as limitações, tivemos mais de 950 espectadores no 7 Quintas Felizes e 300 nas sessões de cinema, sendo que o feedback das oficinas foi extremamente positivo”, revelou. O programador destacou ainda o sucesso do espectáculo online de comemoração do 105.º aniversário do Theatro, no dia 21 de Abril, que juntou dezenas de artistas e teve um total de mais de 25 mil visualizações.

Por seu turno, Lídia Dias, vereadora da Cultura, abordou o relatório de contas de 2019 da empresa municipal. “O Theatro Circo fechou o ano de 2019 com um resultado positivo de cerca de quatro mil euros e passaram cerca de 98 mil pessoas pelo Theatro, sendo que o ligeiro decréscimo face ao ano transacto justifica-se pelo encerramento do espaço no mês de Agosto e na aposta em espectáculos que consideramos fundamentais e dirigidos à qualificação e capacitação junto do público, como é o caso da Braga Media Arts”, referiu, lembrando que a solidez dos resultados do Theatro permite que a casa de espectáculos se afirme, neste período de pandemia, pela ´vanguarda e inovação´.

Programação Setembro/Outubro incluí múltiplas actuações de artistas nacionais

Para Setembro/Outubro, pese embora a menor densidade, a programação do Theatro Circo inclui uma maior aposta no teatro e múltiplas actuações de artistas portugueses, a começar por Miguel Ângelo, dia 5 de Setembro, e a terminar com Noiserv. Uma semana depois, recebe Moullinex, com a convidada Selma Uamusse, seguindo-se, no dia 18 de setembro, David Bruno, a apresentar o mais recente álbum, “Raiashopping”. No dia seguinte, sobem ao palco da sala da Avenida da Liberdade Medeiros/Lucas, com Rui Souza ao piano, enquanto Rui Massena fecha o mês de setembro no dia 26. Ainda em Setembro, o monólogo teatral “A Grande Vaga de Frio”, com Isabel Silvestre, é encenado no dia 11.

Outubro começa com a cantautora Cátia Mazari Oliveira e o seu projecto A Garota Não, no dia 02. A Orquestra Filarmónica Portuguesa, sob direcção de Osvaldo Ferreira, apresenta “From Mozart to Beethoven”, no dia seguinte.

Nos dias 9 e 10 de Outubro, o encenador Tiago Correia leva ao palco “Alma”, e a Jangada Teatro apresenta “Pinóquio”, em 16 e 17 do mesmo mês. Ainda no teatro, o Theatro Circo acolhe uma récita de “Castro”, com encenação de Nuno Cardoso, no dia 22. No dia 24 de Outubro, o Theatro Circo recebe ainda Noiserv, que estará a apresentar o novo disco, “Uma palavra começada por N”.

Adicionalmente, entre 11 de Setembro e 31 de Outubro, vai estar exposta, no Salão Nobre, a mostra “Live, Love, Refugee”, do fotógrafo Omar Imam, numa parceria com os Encontros da Imagem.

CMB31072020SERGIOFREITAS002151381123.jpg

PONTE DE PROZELO LIGA AMARES A BRAGA

A Ponte do Porto ou Ponte de Prozelo, localiza-se sobre o rio Cávado na freguesia de Pousada, entre os concelhos de Amares e Braga.

116582463_3491153030919520_7034162271240651241_o.jpg

HISTÓRIA:

Esta ponte foi construída durante a Idade Média, em aparelho de granito, e é constituída por onze arcos desiguais, um tabuleiro, estreito e irregular, com dois metros e oito decímetros de largura, entre muros de vedação. Tem cento e cinquenta metros de comprimento, possuindo fortes talhamares a montante e tímpanos vazados nos elementos centrais.

Até à data da construção da ponte de Prado, a ponte do Porto foi a única ponte existente no baixo Cávado.

Encontra-se classificada como Monumento Nacional desde 1910.

LENDA:

Segundo a lenda local, "esta ponte foi construída para poder conquistar as terras da outra margem do rio, pelos homens numa única noite, com pedras trazidas pelas mulheres que vinham de Terras de Bouro, a cerca de 30 quilómetros da zona."

Fonte: https://monumentosdesaparecidos.blogspot.com/

MUNICÍPIO DE BRAGA APRESENTA EQUIPA DE SAPADORES FLORESTAIS

O Município de Braga apresenta a equipa de sapadores florestais da Associação Florestal do Cavado, em conferência que terá lugar, amanhã, no Clube de Caçadores de Braga, localizado na Variante do Alto da Vela, em Braga.

2

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e do vereador da Protecção Civil, Altino Bessa.

Constituída por cinco elementos com uma viatura de apoio cedida pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), a equipa incide a sua intervenção sobre os perímetros florestais do Mosteiro de São Martinho de Tibães, zonas que têm grande relevância, não apenas no contexto florestal, mas também no plano ambiental, paisagístico, cultural, religioso e turístico, cuja preservação e protecção é fundamental e é uma prioridade em termos da defesa da floresta contra incêndios.

MUNICÍPIO DE BRAGA APRESENTA RESULTADOS DA RETOMA DO THEATRO CIRCO

Apresentação de resultados da retoma do Theatro Circo após encerramento devido à Covid-19

O Município de Braga apresenta os resultados e balanço da retoma de actividade do Theatro Circo após o período de encerramento motivado pela pandemia de Covid-19, em conferência de Imprensa terá lugar na próxima Sexta-feira, dia 31 de Julho, no Salão Nobre do Theatro Circo.

Theatro Circo.JPG

A par deste assunto, serão também abordadas as acções implementadas em período de confinamento e será apresentada a Rentrée da Programação, com as propostas para Setembro/Outubro.

A conferência de imprensa contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, da Vereadora da Cultura, Lídia Dias, e do Director Artístico do Theatro Circo, Paulo Brandão.

OCDE DESTACA BRAGA COMO UM EXEMPLO NA RESPOSTA À PANDEMIA COVID-19

Boas práticas elogiadas a nível internacional

Braga foi uma das cidades destacadas pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) no que diz respeito às políticas públicas de resposta ao coronavírus (COVID-19).

Braga (4)vv.jpg

Foram vários os exemplos de medidas tomadas por Braga que a OCDE destacou, num relatório elaborado sobre o tema, como boas práticas no combate à crise da COVID-19, tanto no início como numa fase mais avançada da pandemia.

Entre outros aspectos, foi elogiada as isenções aplicadas às taxas de ocupação de espaço, as isenções e reduções concedidas pela Agere, a criação de linha de telefone pública para atender os idosos em isolamento ou em situação mais vulnerável, a disponibilização de alojamento para pessoas afectadas pela COVID-19, o pagamento dos testes a utentes e profissionais dos lares ou a desinfecção de locais de maior risco com recurso aos Bombeiros Sapadores.

A somar a isto, foi ainda destacada a importância da actuação da InvestBraga, através de consultoria gratuita e webinars, no apoio às pequenas empresas no sentido de desenvolverem aptidões digitais, como o recurso ao e-commerce, trabalho remoto e videoconferências.

No relatório publicado a OCDE enfatizou o esforço que as cidades efectuaram e o papel determinante que continuam a ter no contexto desta pandemia, agindo como veículos de implementação de medidas nacionais e liderando respostas inovadoras, recorrendo a tecnologia e outros recursos próprios ou da comunidade e construindo uma proximidade única com os cidadãos.

Por fim, a OCDE refere no seu relatório que existe uma oportunidade se tomar decisões ´ousadas e corajosas´ que contribuam para a construção, a longo prazo, de cidades mais inclusivas, verdes e inteligentes.

Para além de Braga, também as cidades portuguesas de Porto, Lisboa, Viana do Castelo, Vila Nova de Famalicão e Sintra são referidas no relatório.

O relatório pode ser consultado aqui: http://www.oecd.org/coronavirus/policy-responses/politicas-de-reposta-das-cidades-4a98f3a8/?fbclid=IwAR1-qlXktrKUAL1CuZEe7FS3pNXIc6Hlm7br2LfR32QTXkx56abGpnV-25o#p-d1e2109

MUNICÍPIO DE BRAGA REDUZ TAXA DE IMI PARA 2021

Diminuição de 3% aprovada por unanimidade

No próximo ano, os Bracarenses vão ter uma redução de 3% no Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), uma decisão tomada hoje em sede de Reunião do Executivo Municipal.

Bragaimi.jpg

Na ordem dos trabalhos constava uma proposta da CDU que propunha uma redução de 5% na taxa de IMI aplicável a prédios urbanos, uma medida que teria um impacto muito significativo na tesouraria do Município, uma vez que representava uma redução cerca de 1,5 milhões de euros na receita da Autarquia para 2021. Após a análise da proposta, e tendo em consideração a conjuntura actual e os efeitos da pandemia para os cidadãos e empresas, o presidente da Câmara Municipal de Braga propôs que essa redução fosse de 3% representando, ainda assim, um decréscimo da receita municipal em cerca de 1 milão de euros.

“Porque sabemos que este é um ano atípico com muitas famílias e empresas a serem confrontadas com dificuldades, aceitamos em anuir a esta proposta da CDU, embora com uma condicionante. A proposta inicial representaria um encargo de cerca 1,5 milhões de euros na receita esperada para 2021, por isso propusemos que a redução seja de 3% o que representa uma diminuição da receita em quase 1 milhão de euros para a Câmara Municipal, mas será um importante apoio às famílias Bracarenses”, explicou Ricardo Rio.

Embora a actual maioria não tenha decidido nenhuma descida do IMI durante este mandato e o anterior, Ricardo Rio lembrou que este Executivo já teve que suportar as consequências da descida de 12,5% da taxa de IMI que foi decidida em 2013 e que só entrou em vigor em 2014. “A partir do primeiro ano do primeiro mandato e até aos dias de hoje, assistiu-se, por essa via, a uma perda muito significativa da receita potencial proveniente do IMI”, referiu.

O Autarca voltou a referir que, “por uma questão de coerência, a maioria deste Executivo não iria avançar com nenhuma proposta de redução de impostos num ano pré-eleitoral. No entanto, uma vez que a proposta foi apresentada pela CDU, entendemos que este factor está ultrapassado”.

A finalizar, Ricardo Rio vincou a importância desta receita e recordou os encargos e investimentos municipais que não dão grande margem de folga ao orçamento anual da Autarquia. “A verdade é que o orçamento municipal tem as suas limitações e os encargos têm vindo a aumentar com o nível de investimento a ser reforçado de ano para ano e a Câmara tem de conseguir ter os recursos necessários para fazer face a todos esses encargos”, concluiu o Edil.

BRAGA REALIZA FEIRA DO LIVRO

Feira do Livro de Braga

28 de Julho, às 18h00 - Conversa com Rui Cardoso Martins, em «streaming», moderação de Tito Couto

Rui Cardoso Martins (Portalegre, 1967) é escritor, cronista e argumentista. É autor dos romances «E Se Eu Gostasse Muito de Morrer» (2006), «Deixem Passar o Homem Invisível» (2009, Prémio APE), «Se Fosse Fácil Era Para os Outros» (2012) e «O Osso da Borboleta» (2014), e das colectâneas de crónicas «Levante-se o Réu» (2015) e «Levante-se o Réu Outra Vez» (2016, Prémio APE). Tem livros traduzidos em diversas línguas. Foi repórter do Público e é cronista no Jornal de Notícias e na Antena 1. É argumentista de cinema e televisão e autor de peças de teatro. Actualmente, é professor da cadeira de Arte da Crónica, da pós-graduação em Artes da Escrita da FCSH-UNL.

28 de Julho, às 21h30 – Livros com RUM | Conversa Com Sérgio Godinho

Sérgio Godinho é inegavelmente um dos nomes maiores da música feita em Portugal e continua a trilhar um percurso bastante interessante na escrita.

Depois de guiões de cinema (Kilas, o Mau da Fita), peças de teatro (Eu, Tu, Ele, Nós, Vós, Eles!), séries de televisão, histórias infanto-juvenis (O Pequeno Livro dos Medos), poesia (O Sangue por Um Fio), crónicas (Caríssimas Quarenta Canções), e contou (Vidadupla), é no romance que tem centrado a sua acção. Depois de 'Coração Mais Que Perfeito'(2017, Quetzal), Sérgio Godinho regressa à ficção com 'Estocolmo' (Quetzal), tema para a conversa desta semana.

30 de Julho, às 21h30 – Livros com RUM | Conversa Com Afonso Cruz

É um dos autores nacionais mais profícuos, daí os seus constantes regressos ao nosso programa. A conversa desta semana é sobre 'Jalan, Jalan. Uma Leitura do Mundo', um livro sobre experiências de viagem.

31 de Julho, às 21h30 – CTB: 40 anos | 40 textos

40 anos de Teatro/ 40 anos de Leituras / 40 textos. Actores da CTB e convidados lêem pequenos textos de poesia, contos, romances, teatro e afins

ESBOÇO DE DESENHO RETRATA A SEMANA SANTA DE BRAGA EM MEADOS DO SÉCULO XX

Esboço a lápis representando a festa mais característica do Minho, a Semana Santa em Braga, na década de cinquenta do século passado, pertencente a um conjunto de desenhos alusivos às ex-províncias de Portugal e suas capitais de Distrito, para ilustrar o calendário anual da Empresa do Bolhão. Idealizado por António Cruz Caldas, enquanto empregado, litógrafo maquetista, na empresa.

Fonte: Arquivo Municipal do Porto

Capturaresboçobragasemansanta.PNG

AGUARELA RETRATA SEMANA SANTA EM BRAGA EM MEADOS DO SÉCULO XX

Desenho a aguarela representando a festa mais característica do Minho, a Semana Santa em Braga (Abril), pertencente a um conjunto de desenhos alusivos às ex-províncias de Portugal e suas capitais de Distrito, para ilustrar o calendário anual da Empresa do Bolhão. Idealizado por António Cruz Caldas, enquanto empregado, litógrafo maquetista, na empresa.

Fonte: Arquivo Municipal do Porto

Capturarbragaestudo.PNG

BRAGA REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

Reunião Pública do Executivo Municipal de Braga: Segunda-feira, dia 27 de Julho, pelas 09h30, no gnration, Braga

O Município de Braga realiza a Reunião pública do Executivo Municipal que terá lugar na Segunda-feira, dia 27 de Julho, pelas 09h30, no edifício gnration, em Braga.

Em análise estarão, entre outros assuntos, a proposta de execução do projecto ‘Eu já passo Aqui’; o regulamento de funcionamento e utilização das instalações desportivas municipais; a proposta de classificação da Mamoa de Lamas e do Edifício n.º1 da Praça da República como Bens Culturais de interesse Municipal; a requalificação da Avenida Padre Júlio Fragata; as respostas socioeducativas de fornecimento de refeições escolares e actividades de animação e apoio à família destinadas às crianças do pré-escolar e do 1º Ciclo do Ensino Básico da rede pública do Concelho; o Programa Municipal de Enriquecimento Curricular para o ano lectivo de 2020/2021 e propostas de apoios financeiros.

A ordem de trabalhos desta Reunião está disponível para download em: http://goo.gl/7ETwJX

Capturarmamoalamasbra.PNG

Mamoa de Lamas