Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA CONSTRÓI PARQUE DE LAZER EM RUÍLHE

Parque de Lazer e Casa Mortuária são projectos para o futuro de Ruílhe

A Freguesia de Ruílhe irá contar com um Parque de Lazer e com uma Casa Mortuária. O anúncio foi feito por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante uma visita à Freguesia que o Executivo Municipal e realizou esta Sexta-feira, 17 de Janeiro.

CMB17012020SERGIOFREITAS000000215138613.jpg

O Parque de Lazer será implementado num terreno central da Freguesia, com cerca de 19 mil metros quadrados e contemplará a criação de zona verde, circuito de manutenção, equipamentos de fitness, zonas de alimentação e desportivas. “O Parque de Lazer é um projecto estratégico e ambicioso para Ruílhe e para toda a zona envolvente. Neste momento estamos a cumprir as etapas necessárias à sua concretização e num futuro muito próximo esperamos fechar o processo de aquisição do terreno para depois avançarmos com o projecto e respectiva execução”, adiantou Ricardo Rio.

Já em relação à Casa Mortuária, que será construída junto à Igreja paroquial, o Autarca referiu que este processo “assume a dimensão tradicional”, traduzindo-se num projecto predominantemente da Freguesia. “À semelhança do que aconteceu noutras Freguesias, a Autarquia atribui um apoio financeiro para o equipamento e depois existe a componente dos arranjos envolventes em que a Câmara também comparticipa”, explicou Ricardo Rio.

Nesta deslocação, acompanhada por Fernando Vilaça, presidente da Freguesia de Ruílhe, o Executivo visitou algumas obras já concluídas, a começar pela intervenção na EB1 de Ruílhe, um equipamento alvo de intervenção interior e exterior. O salão multiusos da Freguesia; a levada e ponte Abílio Alves da Cunha; a Rua do Leões; o alargamento da Rua das Lagarteiras, em frente à EB1; o parque de estacionamento e Rua de acesso ao cemitério, assim como a reformulação de medidas de acalmia na EM 562, foram algumas das intervenções que mereceram destaque durante esta visita.

“Temos tido uma grande colaboração com a Junta de Freguesia e com as instituições locais, nomeadamente com a Alfacoop, com Centro Social Padre David de Oliveira Martins, e com o projecto Rodellus. Ruílhe apresentava algumas carências e temos vindo a intervir ao nível das infra-estruturas viárias e na requalificação de equipamentos como a EB1 com a criação de um salão multiusos”, concluiu Ricardo Rio.

CMB17012020SERGIOFREITAS000000215138614.jpg

CMB17012020SERGIOFREITAS000000215138626.jpg

CMB17012020SERGIOFREITAS000000215138610.jpg

CMB17012020SERGIOFREITAS000000215138627.jpg

BRAGA ABRE FAN ZONE DA FINAL FOUR DA ALLIANZ CUP

Abertura da Fan Zone da Final Four da Allianz CUP, amanhã, Sábado, 18 de Janeiro, às 10h30, na Avenida Central, em Braga

O Município de Braga procede à abertura da Fan Zone da Final Four da Allianz CUP, pelas 10h30, na Avenida Central, em Braga.

A iniciativa contará com as presenças de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e Pedro Proença, presidente da Liga Portugal.

A Fan Zone irá estender o ambiente de entusiasmo da Final Four para fora do estádio durante os oito dias da Semana do Futebol. Está situada no centro da Cidade, aliando a cultura e tradição da zona ao entretenimento, música e actividades para todos os adeptos.

"BRAGA PROMENADE" TRAZ AO THEATRO CIRCO "INTÉRPRETES DE EXCELÊNCIA" DA MÚSICA CLÁSSICA

Programa inicia-se este Sábado no Theatro Circo

Decorreu hoje, dia 16 de Janeiro, a apresentação do programa musical ‘Braga Promenade’. Composto pela apresentação de alguns dos mais relevantes artistas do actual panorama musical nacional e internacional, o ‘Braga Promenade’ decorrerá no Theatro Circo e inicia este Sábado, 18 de Janeiro, com a apresentação no palco principal da Orquestra Filarmónica Portuguesa com o Coro de Berlim.

jalberto.fernandes - tc-17.jpg

O programa prolonga-se por mais dois concertos que terão lugar nos dias 26 de Janeiro (Recital de piano de Yulianna Avdeeva) e 2 de Fevereiro (Orquestra Filarmónica Portuguesa & Ray Chen).

Este evento, que surge do trabalho conjunto realizado entre o Município, o Theatro Circo e o maestro Osvaldo Ferreira, tem por objectivo o posicionamento de Braga como uma Cidade de referência da cultura europeia, promovendo e incrementando o diálogo intercultural e atraindo públicos de todo o país e, em particular, da região do Norte de Portugal e do Norte de Espanha.

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, esta é uma ´aposta pertinente´ uma vez que em Braga a música clássica tem público interessado, uma base formativa muito consolidada e tem gerado diversos talentos. “É importante dar corpo a um evento que projecta a cidade como palco de artistas com tanto reconhecimento internacional. A resposta do público, que praticamente já esgotou os três espectáculos, corrobora o acerto da nossa opção”, afirmou, deixando a garantia de que o ´Braga Promenade´ vai voltar em 2021 com ainda mais força e uma maior capacidade de interacção com outros agentes culturais da cidade e de envolvência em contexto de espaço público.

Por seu turno, Lídia Dias, vereadora da Cultura, salientou que a iniciativa traz a Braga ´intérpretes de excelência´. “É um bom prenúncio começar desta forma o ano em que somos Capital da Cultura do Eixo Atlântico. Estes concertos ajudam a que Braga se afirma cada vez mais como uma cidade cosmopolita e com uma oferta cultural bastante diversificada”, disse.

jalberto.fernandes - tc-3.jpg

jalberto.fernandes - tc-7.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA DISPONIBILIZA BIO TRITURADORES PARA DESTRUIÇÃO DE SOBRANTES

Projecto ‘Cuidar Braga’ quer reduzir número de queimas no Concelho

O Município de Braga quer reduzir em cerca de 40 por cento o número de queimas que se realizam no Concelho. Autarquia Bracarense adquiriu dois bio trituradores que serão disponibilizados gratuitamente à população que, desta forma, poderá proceder à destruição dos sobrantes agrícolas e florestais sem recorrer à utilização do fogo.

bragtrit (1).jpg

A medida faz parte do ‘Cuidar Braga’, um projecto desenvolvido pelo Município em parceria com as Juntas de Freguesia que visa a protecção da natureza, das pessoas e bens. Financiado pelo Fundo Recomeçar, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o projecto representa um investimento superior a 42 mil euros.

“O uso do fogo para queima de sobrantes agrícolas e florestais é a principal origem dos incêndios rurais. Com este projecto damos uma alternativa mais segura, tanto para as pessoas como para o meio ambiente. Acreditamos que assim será possível reduzir o número de ignições e as emissões de CO2”, explicou Altino Bessa, vereador do Ambiente e da Protecção Civil, na sessão de apresentação do projecto que decorreu esta Quinta-feira, na Quinta Pedagógica de Braga.

Altino Bessa lembrou que, além do perigo de incêndio, a realização de queimas e queimadas é responsável pela má qualidade do ar. “Este equipamento destrói tudo o que é combustível nos terrenos e transforma potenciais fragilidades em resíduos que são absorvidos pela terra, servindo de adubo natural”, acrescentou o vereador, salientando a necessidade de se alterar comportamentos nesta área.

A disponibilização do bio triturador é totalmente gratuita. Para poder usufruir deste serviço, os munícipes terão que contactar a Junta de Freguesia da sua área da residência e solicitar o equipamento que, após agendamento, será colocado no terreno.

O projecto ‘Cuidar Braga’ inclui ainda a realização de uma campanha de sensibilização junto da população, bem como acções de formação para os colaboradores das Juntas de Freguesias que irão manusear os equipamentos.

Mais informações sobre o projecto poderão ser obtidas junto da Divisão Municipal de Protecção Civil através do número 253 61 60 60.

bragtrit (2).jpg

bragtrit (3).jpg

bragtrit (4).jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA APRESENTA PROJECTO "CUIDAR BRAGA"

O Município de Braga apresenta o projecto ‘Cuidar Braga’, em conferência de imprensa que terá lugar amanhã, na Quinta Pedagógica de Braga, na freguesia de Real.

A sessão contará com a presença do vereador Altino Bessa.

O projecto ‘Cuidar Braga’ tem como principal objectivo a redução do número de queimas de sobrantes agrícolas e florestais, através da alteração de comportamentos.

MUNICÍPIO DE BRAGA APRESENTA PROGRAMA MUSICAL

O Município de Braga apresenta amanhã o programa musical ‘Braga Promenade’, em conferência de imprensa que terá lugar amanhã, no Theatro Circo, em Braga.

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

Composto pela apresentação de alguns dos mais relevantes artistas do actual panorama musical nacional e internacional, o ‘Braga Promenade’ tem início no Theatro Circo a 18 de Janeiro, com a apresentação no palco principal da Orquestra Filarmónica Portuguesa com o Coro de Berlim e prolonga-se em mais dois concertos que acontecem a 26 de Janeiro e 2 de Fevereiro.

MUNICÍPIO DE BRAGA APRESENTA PLATAFORMA DA TAXA TURÍSTICA AOS PROFISSIONAIS DO SECTOR

Sessão visa esclarecer dúvidas sobre o funcionamento da nova ferramenta

O Município de Braga promove na próxima Sexta-feira, 17 de Janeiro, uma sessão de esclarecimento sobre a Plataforma da Taxa Turística. A sessão, a realizar no auditório do Museu D. Diogo de Sousa, pelas 10h00, é dirigida a profissionais de empreendimentos turísticos, alojamento local e outras entidades do sector, com o objectivo de esclarecer dúvidas sobre a aplicação da taxa turística que entra em vigor no mês de Março.

LVI_4951.JPG

Esta Sexta-feira, a Autarquia passa a disponibilizar uma plataforma electrónica, de uso exclusivo dos profissionais do sector, para efeitos de registo, liquidação e entrega da Taxa Municipal Turística.

Todos os empreendimentos turísticos e estabelecimentos de alojamento local estão obrigados a fazer o registo na Plataforma, pelo que a sessão de esclarecimento visa clarificar dúvidas sobre o funcionamento desta nova ferramenta.

O valor da taxa é de 1,5 euros por pessoa/dormida em todos os empreendimentos turísticos e estabelecimentos de alojamento local, até a um máximo de quatro noites seguidas por pessoa/estadia. A taxa incide sobre hospedes com idade superior a 16 anos, sendo aplicada entre os meses de Março e Outubro.

A referida taxa não se aplica em hóspedes cuja estadia seja motivada por tratamento medico, estendendo-se a um acompanhante, desde que seja apresentado documento comprovativo de marcação/prestação de serviços médicos ou documento equivalente; hóspedes com incapacidade igual ou superior a 60%, desde que apresentem documento comprovativo da condição; e hóspedes que se encontrem alojados decorrente de declaração de emergência social ou Protecção Civil.

O regulamento da Taxa Municipal Turística de Braga está disponível para consulta no portal do Município, em www.cm-braga.pt

A aplicação da taxa turística permitirá ao Município de Braga prosseguir com a estratégia de promoção e afirmação turística do Concelho, fortalecendo os agentes económicos da Cidade e mantendo o crescimento do Turismo nos próximos anos, garantido, simultaneamente, a sustentabilidade e a equidade do sector.

O crescimento turístico alcançado nos últimos anos necessita de uma forte aposta na promoção turística como princípio de consolidação do destino ‘Braga’ e o custo inerente a este esforço pode ser co-financiado pelos próprios turistas, uma vez que são os grandes beneficiários destes serviços”.

BRAGA CRIA PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Assinatura Protocolo para criação do Plano Estratégico para o Desenvolvimento Sustentável tem lugar amanhã no Salão Nobre dos Paços do Concelho, Braga

O Município de Braga assina o protocolo com a Universidade do Minho, através do Instituto de Ciência e Inovação para a Bio-Sustentabilidade (IB-S), com vista ao apoio na criação do Plano Estratégico para o Desenvolvimento Sustentável, em cerimónia que terá lugar amanhã no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Braga.

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e do vice-Reitor da Universidade do Minho, Eugénio Campos Ferreira.

O protocolo vai permitir promover e implementar soluções concretas e inovadoras visando o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida do Concelho.

BRAGA: PROJECTO DO PARQUE DAS SETE FONTES E PLANO DE URBANIZAÇÃO FORAM APRESENTADOS EM SESSÃO PÚBLICA

Iniciativa realiza-se dia 8 de Fevereiro no Museu D. Diogo de Sousa

No próximo dia 8 de Fevereiro, pelas 09h30, está agendada uma sessão pública no Museu D. Diogo de Sousa onde será apresentado e aberto à discussão a versão preliminar do Plano de Urbanização das Sete Fontes e o respectivo projecto paisagístico para o Parque das Sete Fontes.

Plano de Urbanização Sete Fontes.jpg

A proposta técnica para elaboração do Plano de Urbanização para as Sete Fontes está praticamente concluída, estimando-se que seja enviada à CCDR-N até final do presente mês. No entanto, afigura-se necessário prorrogar por nove meses o seu prazo de elaboração para garantir que as entidades tutelares envolvidas tenham tempo para apreciar e pronunciar-se sobre os referidos documentos. Este pedido de prorrogação será submetido a votação na reunião do Executivo Municipal agendada para a próxima Segunda-feira, dia 13 de Janeiro.

Para Miguel Bandeira, vereador do Município de Braga, este é um momento ´há muito tempo desejado pela cidade e pelos cidadãos que, ao longo dos anos, se bateram pela salvaguarda e valorização´ das Sete Fontes. “É o culminar de um longo e intenso trabalho que envolveu uma equipa interdisciplinar nacional e internacionalmente reconhecida, com os mais altos níveis de competência científica, e o consumar de uma etapa importante. Seguem-se agora outros objectivos imprescindíveis à finalidade de construção do Parque Público, nomeadamente a cooperação e negociação com os proprietários. Prosseguimos fortemente empenhados neste desígnio”, garante. 

Após a apresentação da proposta técnica na sessão pública seguir-se-ão as restantes fases de trabalho, designadamente os pareceres e a concertação com as diversas entidades envolvidas, a participação pública e, finalmente, a aprovação formal do Plano.

“Queremos um processo transparente e participado”

O Município de Braga tem em curso um programa para as Sete Fontes capaz de afirmar a sua salvaguarda, viabilizar o seu usufruto pela população, assegurar o enquadramento urbanístico e potenciar o seu valor patrimonial e paisagístico.

“Queremos que este seja um projecto permanentemente escrutinado, transparente e participado”, refere Miguel Bandeira, lembrando que todo o desenho proposto procura assegurar a conservação e a valorização do monumento nacional; a salvaguarda da adução de água ao monumento e a gestão das águas pluviais.

Para além da dimensão de protecção de salvaguarda e conservação deste Monumento Nacional, procura-se promover um desenho que facilite a apropriação dos sistemas naturais (regeneração de habitats, promoção e instalação de novos habitats, os caminhos da água, a vegetação existente, etc...) sem deixar de se considerar a dimensão social e recreativa do espaço que se pretende criar.

BRAGA RECEBE COM ENTUSIASMO A FINAL FOUR DA TAÇA DA LIGA

Cidade marca o antes e o depois da competição

Braga prepara-se para viver intensamente a semana mais alta do futebol nacional com a Final Four Allianz CUP 2020. A derradeira etapa da prova que sagra o vencedor como ‘Campeão de Inverno’ disputa-se de 21 a 25 de Janeiro e promete envolver a Cidade e os visitantes num ambiente único, fruto de um formato competitivo que promove os valores de celebração, paixão e agregação em torno do futebol.

LV2_9772.jpg

Pelo terceiro ano consecutivo, Braga é o palco desta prova e a Cidade marca um antes e um depois desta competição, que este ano junta SC Braga, Vitória SC, Sporting CP e FC Porto. Durante a apresentação da prova, que decorreu esta Quinta-feira no Estádio Municipal de Braga, Ricardo Rio referiu que “é com muita expectativa e entusiasmo” que a Cidade de Braga acolhe mais uma vez a final four da Taça da Liga.

“Mais do um conjunto de jogos de futebol, a final four é também marcada por várias iniciativas de promoção da cultura, do desporto e, sobretudo, de convívio de quem é adepto do futebol. Se há alguém que venceu esta final four foi a Liga de Clubes, a Cidade de Braga e particularmente ganharam todos os adeptos do futebol, porque a Taça da liga deixou de ser uma competição de restos para passar a ser uma prova onde se joga atá ao último pingo de suor”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Braga, deixando uma palavra de gratidão à Liga Portugal e a Pedro Proença, presidente da instituição, pelo “voto de confiança que depositaram na Cidade de Braga durante as três edições”.

Braga vai receber um conjunto de actividades em torno das duas meias-finais e da final, nomeadamente, uma animada ‘FanZone’, que será instalada no Centro da Cidade, cuja abertura está marcada para dia 18 de Janeiro. A Corrida do Adepto, o Jogo das Lendas também são actividades de marca desta festa do futebol, a par de outras dinâmicas desportivas e culturais.

Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional lembrou que “Braga valorizou uma competição que estava moribunda e que agora é uma das grandes competições do futebol nacional e a Câmara Municipal de Braga fica registada como a primeira que acreditou verdadeiramente que este seria o modelo de competição que iria ter sucesso”.

Todas as informações sobre a Final Four Allianz CUP 2020 estão disponíveis no site da competição em:  www.ligaportugal.pt/pt/finalfour

LV2_9743.jpg

LV2_9848.jpg

LVI_2263.jpg

LVI_2367.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA GARANTE RESIDÊNCIA UNIVERSITÁRIA NA ANTIGA FÁBRICA CONFIANÇA

Edifício principal acolhe centro interpretativo da antiga fábrica

O Município de Braga preparou um novo caderno de encargos para o processo de alienação da antiga saboaria Confiança que, além de salvaguardar integralmente a volumetria da antiga fábrica, prevê a construção, nos terrenos adjacentes, de um novo edifício destinado exclusivamente a residência universitária.

CMB08012020SERGIOFREITAS000000215138638.jpg

O novo caderno de encargos será discutido na próxima reunião do Executivo Municipal, que se realiza na Segunda-feira, dia 13 de Janeiro. Após a validação do mesmo pelos órgãos autárquicos será agendada para meados de Fevereiro a hasta pública do imóvel, que terá um valor base de 3,6 milhões de euros.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, o pedido de classificação do imóvel justificou esta clarificação do projecto no que se refere à sua utilização futura. Os serviços municipais avançaram com um Pedido de Informação Prévia (PIP) para uma intervenção na fábrica Confiança que foi já devidamente homologado pelo Conselho Nacional de Cultura.

“Apesar de ter toda a legitimidade para avançar com a alienação da Confiança, reconhecida pelos tribunais na sequência das providências cautelares interpostas, o Município decidiu suspender essa venda até que não restassem dúvidas para eventuais investidores sobre o que podia ser ali feito, mesmo com o caderno de encargos existente”, explicou Ricardo Rio em conferência de imprensa realizada esta Quarta-feira, 8 de Janeiro.

A Autarquia garante, assim, a criação no edifício principal de um centro interpretativo/museu da memória da Confiança e serviços de apoio à residência universitária com capacidade para 300 unidades de alojamento. De acordo com esta estratégia arquitectónica será possível “repor a integridade do antigo edifício, salvaguardando-se a memória e o espaço da Via Romana XVII, e retomar a rua do Pulo que havia sido interrompida no passado com a ampliação das instalações fabris”.

Com esta solução, acrescentou Ricardo Rio, “garantimos a memória e integridade do edifício e potenciamos a ligação à Cidade, em especial à Universidade do Minho”.

CMB08012020SERGIOFREITAS000000215138639.jpg

Confiança 1.jpg

Confiança 2.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA REFORÇA ESCOLAS DO CONCELHO COM MAIS 29 ASSISTENTES OPERACIONAIS

Em dois anos foram contratados 150 novos colaboradores

O Município de Braga acaba de reforçar o número de assistentes operacionais nas escolas com a contratação de 29 novos colaboradores que passam a integrar os vários Agrupamentos de Escolas do Concelho. Com a incorporação destes novos colaboradores, a Autarquia Bracarense sobe para 150 o número de funcionários colocados nas escolas nos últimos dois anos, com vista a melhorar o serviço prestado a toda a comunidade educativa. Como resultado destas medidas, o Município passou a colocar 20 assistentes operacionais acima do rácio legalmente definido pelo Ministério da Educação, assumindo o orçamento municipal a totalidade dos encargos decorrentes destas contratações.

CMB03012020SERGIOFREITAS00000022544.JPG

“Esta é uma área de vital importância para o Executivo Municipal e temos vindo a reforçar o quadro de assistentes operacionais com recurso à bolsa de recrutamento. Estes 29 colaboradores fecham o ciclo de contratações desta bolsa de recrutamento e são um contributo essencial para repor a capacidade de intervenção do Município nesta vertente tão importante na sociedade”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a cerimónia que decorreu esta Sexta-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Entre Julho de 2018 e Janeiro de 2020, foram recrutados 150 novos assistentes operacionais – 133 mulheres e 17 homens –, com idades entre os 24 e os 62 anos, cujas habilitações académicas variam entre a escolaridade obrigatória e a licenciatura ou mestrado. Todos os novos colaboradores passaram a deter um vínculo permanente de trabalho em funções públicas na Câmara Municipal e vêm colmatar as necessidades do dia-a-dia das escolas do Concelho.

Com o final do prazo legal desta bolsa de recrutamento, e de forma a precaver a capacidade de resposta nesta área, o Município já lançou um novo procedimento concursal para uma outra reserva de recrutamento de assistentes operacionais de acção educativa. A este novo procedimento foram admitidos a concurso 1.101 candidatos.

“Esta bolsa de recrutamento permite-nos substituir de uma forma muito célere cada um dos recursos que forem saindo por aposentação ou outros motivos. Desta forma conseguimos a minorar os impactos que essas alterações possam ter no regular funcionamento das nossas escolas”, concluiu Ricardo Rio.

CMB03012020SERGIOFREITAS00000022543 (1).JPG

JOÃO DIOGO FERREIRA FOI DISTINGUIDO PELO GINÁSIO DE IDEIAS

João Diogo Ferreira integrou o projeto Creative Village, no âmbito do Ginásio de Ideias, tendo sido distinguido nesta iniciativa, pelo seu rigor e profissionalismo.

João Ferreira Fotografia.jpg

O Ginásio de Ideias foi promovido pela Associação Famílias, com o apoio da Iniciativa Portugal 2020, com financiamento EU/ FEDER, através do Programa POCI/COMPETE.

O projeto CREATIVE VILLAGE foi composto por sete ações, articuladas entre si, de modo a transformar as regiões NUT II Norte e Centro em Polos produtores de iniciativas com forte aposta no conhecimento e na criatividade.

Aquela ação teve como objetivo apoiar o lançamento de projetos empresariais. Nesse sentido, proporcionou-se um suporte especializado aos empreendedores através do apoio a projetos, apoio na elaboração de planos de negócio e ainda na realização de um concurso de ideias/pitch.

João Diogo Ferreira é um jovem advogado com escritórios próprios desde 2018, em Braga e em Vila Nova de Famalicão, caracterizando a sua atividade por uma advocacia especializada e próxima.

A par da sua profissão, colabora como formador nas áreas de Direito, Economia, Comunicação e Empreendedorismo de modo a dar atenção a estas áreas de forma transversal. Tem desenvolvido as funções de consultor Jurídico da Associação Nacional de Freguesias e da Casa do Conhecimento da Universidade do Minho.