Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CÂMARA DE VIZELA REINICIOU DISTRIBUIÇÃO DE KITS DE PROTEÇÃO ÀS IPSS

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

KITS IPSS.jpg

Assim, e tendo em atenção a evolução da pandemia de Covid-19, e face à Declaração do Estado de Contingência, a Câmara Municipal elaborou um novo Plano de Contingência para esta nova fase, tendo em atenção as condicionantes de regresso de férias, regresso às aulas, o estado de contingência e a evolução da situação epidemiológica, que define um conjunto de medidas preventivas, de acompanhamento e monitorização da situação evolutiva do COVID-19.

Nesse seguimento, a Câmara Municipal iniciou a redistribuição de EPI’s e Kits de proteção pelas IPSS, de onde cumpre destacar a Santa Casa da Misericórdia de Vizela, o Centro Social e Paroquial de Santa Eulália, o Centro Social e Paroquial de S. Miguel e a AIREV, e ainda às Unidades de Saúde Familiar do Centro de Saúde de Vizela, aos Bombeiros Voluntários de Vizela e à GNR.

Estes kits disponibilizados pela Autarquia são constituídos por gel desinfetante, máscaras, viseiras e equipamentos de proteção individual (EPI’s) disponibilizados pela Autarquia e tem como objetivo apoiar a comunidade local na prevenção e combate, ajudando a colmatar a falta destes artigos junto da comunidade.

A Câmara Municipal de Vizela tem acompanhado atentamente a evolução do surto epidémico do COVID-19 no Concelho e tomado as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE CELORICO DE BASTO CELEBRAM 94 ANOS DE EXISTÊNCIA

15 de agosto é a data de aniversário dos Bombeiros Voluntários Celoricenses

Momento de celebração foi marcado pela entrega de grande número de distinções honoríficas aos bombeiros da corporação. Um momento emotivo para bombeiros, familiares e amigos.

“Homens que estão sempre na linha da frente, homens voluntários por opção e profissionais na ação, dignos do máximo respeito e atenção por parte de todas as entidades com poder de decisão” como salientou o Comandante desta corporação, Fernando Gomes.

O presidente da Direção apelou a “mais e melhores regalias sociais para os bombeiros”

_DSC3813.jpg

As comemorações deste 24 aniversário contaram ainda com uma sessão solene, no cineteatro dos BVC, com diversas individualidades convidadas, para a atribuição de medalhas de Assiduidade a diversos elementos que integram os Corpos Sociais da Associação Humanitária, distinções honoríficas da Liga dos Bombeiros Portugueses.

O ponto alto destas distinções honoríficas vinculou-se com a atribuição de três colares de Valor e Mérito a individualidades que se destacaram pela forma benemérita como têm, ao longo dos anos, brindado esta Associação, sendo eles o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, o Presidente da AHBVC, Fernando Freitas, e ainda Carlos Henrique Azevedo Vieira de Castro, sócio benemérito da Associação. 

Durante o discurso protocolar, o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, não pode deixar de salientar a importância de valorizar todos aqueles que fizeram e continuam a fazer o melhor para que a Associação desempenhe as suas funções com o máximo brio e disponibilidade. “ Temos que dar valor à história e valorizar tudo o que foi feito ao longo destes 94 anos, com muitas coisas positivas e boas impulsionadas por muitas pessoas que deram o seu melhor, bombeiros e bombeiras, corpos sociais e comunidade que soube e sabe dar o seu contributo. Neste contexto de agradecimento, não posso deixar de salientar o Comandante Marinho Gomes, que representou e representará sempre a vontade, o querer, a dedicação de servir o próximo, numa entrega total à causa humanitária” recordar que o Comandante António Manuel Marinho Gomes faleceu em setembro último e deixou uma marca incontornável de dedicação a esta corporação. O autarca manifestou ainda uma palavra de apreço ao Presidente da Direção, Fernando Freitas, que cessa funções no final de 2020. “Quero também dar uma palavra de apreço ao Presidente da Direção, meu caro amigo, Fernando Freitas, pela sua grande capacidade de levar adiante esta empreitada que é gerir esta Associação Humanitária, e não posso deixar de salientar o meu reconhecimento pessoal e da comunidade pelos anos de dedicação, um homem empenhado, com visão, reivindicativo no melhor sentido da palavra, porque o que pede não é para os bombeiros mas para que os bombeiros e os corpos sociais possam servir nas melhores condições, com toda a disponibilidade e profissionalismo, as pessoas, 24h sobre 24h. O que eu peço é que quem o venha a suceder tenha também este espirito de missão e esta visão renovada ano após ano de acordo com os tempos e as necessidades.”. O autarca concluiu o seu discurso afirmando que, mesmo estando também na reta final do seu mandato à frente da autarquia acredita que “ainda é possível fazer algo que acrescente aquilo que já foi feito, projetos que nunca estarão terminados, havendo sempre o que fazer na causa humanitária”.

_DSC3854.jpg

Efetivamente, e antecedendo o discurso do Presidente da Câmara Municipal, o presidente da Direção já tinha demonstrado, de forma efusiva e convicta, o seu espirito reivindicativo solicitando ao autarca alguns desejos que gostariam de ver concretizados. “No âmbito do Corpo dos bombeiros defendo mais e melhores regalias sociais para os bombeiros e uma união abrangente, apelando à Câmara Municipal de Celorico de Basto a criação do Regulamento de concessão de Regalias aos Bombeiros Voluntários de Celorico de Basto, à imagem do que tem sido feito em inúmeros Municípios deste país. Por outro lado, sendo reivindicações antigas, não quero deixar de expressar a minha mágoa por terminar o meu mandato e não ver criado um Monumento ao Bombeiro numa praça pública deste Município e, por outro lado, na toponímia da sede do concelho não ter uma rua ou avenida com a denominação de “Bombeiros Voluntários Celoricenses” e o Memorial no Cemitério de Britelo, para não deixar cair no esquecimento os homens, bombeiros falecidos em serviço, José Ferreira da Mota, Artur da Silva Pereira e Rui Miguel Monteiro Marinho Mesquita”. O presidente pediu ainda a criação de “uma Unidade Local de Formação de Bombeiros, que permita responder com maior eficácia no âmbito das operações de proteção civil”.

_DSC3950.jpg

Fernando Freitas lembrou todos os homens que em 1926 conseguiram erguer a Associação Humanitária Celoricense, “uma memória coletiva de homens de boa vontade, que devem ser recordados e merecedores do nosso carinho e respeito, que criaram uma Associação para servir a comunidade”. Uma associação “cada vez mais indispensável que serve a população com verdadeiro espirito de trabalho e sacrifício, independentemente das circunstâncias vividas”. E nesse sentido uma palavra de apreço a todos os bombeiros que hoje receberem as distinções honoríficas, distinções simbólicas que visam valorizar quem tudo dá a esta corporação”.

O Presidente da Direção além dos desejos que gostaria de ver cumpridos, agradeceu ao Presidente da Autarquia todos os apoios que sempre atribuiu à Associação Humanitária contribuindo para o bom funcionamento da mesma. Agradeceu também a individualidades presentes e ausentes pelo altruísmo com que brindaram e brindam os bombeiros, verdadeiros mecenas, que contribuíram e contribuem para que os bombeiros e os corpos sociais possam desempenhar as suas funções nas melhores condições.

Fernando Freitas demonstrou ainda alguma indignação face à forma como os bombeiros estão a ser tratados durante este período especialmente difícil. “Não posso deixar de demonstra a minha indignação e mágoa face à forma como o governo, durante este período particularmente difícil, tratou os bombeiros, um tratamento pautado pela indiferença e falta de sensibilidade junto de uma entidade merecedora de todo o respeito”.

Quase a finalizar, Fernando Freitas lembrou e homenageou o comandante Marinho Gomes, “um homem simples e determinado que ao longo de mais de 42 anos serviu os nossos bombeiros, o nosso saudoso comandante Marinho Gomes será sempre lembrado e continuará entre nós como uma estrela que nos guia”.

A sessão solene contou ainda com a atribuição de dois crachás de ouro da Liga dos Bombeiros Portugueses ao atual comandante, Fernando António Marinho Gomes, e ao Vice-presidente da Direção da AHBVC, Casimiro Manuel Campos Magalhães Costa.

Uma sessão que contou com a presença de várias individualidades, além dos anteriormente mencionados, refira-se o Presidente da Assembleia Geral dos Bombeiros Voluntários Celoricenses, José Marcelino Mota, o Comandante Operacional Distrital de Braga, Hermenegildo Abreu, o Vice-presidente do Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses, Comandante José Luís Morais e o presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Braga, Jorge Agostinho Machado além das muitas individualidades presentes nesta sessão solene dos 94 anos da fundação dos Bombeiros Voluntários Celoricenses.

_DSC3997.jpg

_DSC4017.jpg

_DSC4054.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA APRESENTA EQUIPA DE SAPADORES FLORESTAIS

O Município de Braga apresenta a equipa de sapadores florestais da Associação Florestal do Cavado, em conferência que terá lugar, amanhã, no Clube de Caçadores de Braga, localizado na Variante do Alto da Vela, em Braga.

2

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e do vereador da Protecção Civil, Altino Bessa.

Constituída por cinco elementos com uma viatura de apoio cedida pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), a equipa incide a sua intervenção sobre os perímetros florestais do Mosteiro de São Martinho de Tibães, zonas que têm grande relevância, não apenas no contexto florestal, mas também no plano ambiental, paisagístico, cultural, religioso e turístico, cuja preservação e protecção é fundamental e é uma prioridade em termos da defesa da floresta contra incêndios.

MUNICÍPIO CAMINHENSE VAI ATRIBUIR AOS BOMBEIROS DE CAMINHA E VILA PRAIA DE ÂNCORA SUBSÍDIOS NO MONTANTE DE 45 MIL EUROS

Reunião de Câmara terá lugar pelas 15H00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho

O Município vai atribuir subsídios no montante de 45 mil euros às duas corporações de bombeiros do concelho de Caminha. Na próxima reunião de Câmara, Miguel Alves vai propor ao executivo a atribuição de um subsídio à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caminha, para apoio na aquisição de um veículo florestal de combate a incêndios, e à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora outro para apoio na aquisição de uma ambulância de transporte de doentes urgentes.  A reunião de Câmara vai decorrer dia 20 de julho, pelas 15H00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

49551472_2206018336109742_5781988542716575744_o.jpg

As corporações de bombeiros do concelho prestam serviços à comunidade, tais como: combate aos incêndios florestais, proteção de pessoas e bens, transporte de doentes, etc. Neste sentido, o executivo vai votar a atribuição de um subsídio à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caminha para apoio na aquisição de um veículo florestal de combate a incêndios, no montante de 25 mil euros. O executivo vai ainda pronunciar-se sobre a atribuição de um subsídio à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora para apoio na aquisição de uma ambulância de transporte de doentes urgentes, no valor de 20 mil euros.

Da ordem de trabalhos faz parte a atribuição de um subsídio à Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora para apoio na requalificação da Rua de Vales, no valor de 15 mil euros.

O executivo também vai votar a atribuição de um subsídio à Junta de Freguesia de Riba de Âncora para apoio na requalificação do Caminho de Santo Amaro, no montante de 70 mil euros.

1907393_720288011340962_8078988110161062708_n.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE VIZELA APOIA COM 5.000,00€ BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS PARA ABERTURA DE CAMINHOS FLORESTAIS

Desde que assumiu funções, que este Executivo Municipal tem assumido a área do Proteção Civil como fundamental na ação autárquica, tendo procedido no início deste mandato ao reforço dos equipamentos da Proteção Civil, com a aquisição de uma viatura 4x4 com diverso equipamento e a constituição da equipa de prevenção de Proteção Civil, que foi também devidamente equipada com o fardamento respetivo.

BVV Caminhos.jpg

Assim, a Câmara Municipal, em parceria com várias entidades, como os Bombeiros Voluntários de Vizela, a Brigada de Sapadores Florestais, e a empresa contratada para o trabalho de gestão de combustíveis/limpeza florestal, encontram-se no terreno tendo em vista a preparação do período critico de incêndios rurais/florestais.

Nesse seguimento, a Câmara Municipal vai apoiar os Bombeiros Voluntários de Vizela com 5.000,00€ para as despesas com o equipamento necessário à execução dos trabalhos de limpeza dos principais acessos ao Monte de S. Bento, assim como a proceder à abertura de caminhos florestais.

De destacar que, tendo em atenção o período que se avizinha, a Câmara Municipal está a efetuar todo o planeamento municipal, acautelando uma intervenção mais rápida nos incêndios na sua fase inicial, para assim se limitar o seu desenvolvimento.

De destacar que este Executivo Municipal definiu a área de proteção civil como uma prioridade tendo implementado uma nova política, não apenas ao nível da reorganização do serviço municipal de Proteção Civil, nomeadamente na aquisição de equipamentos para reforçar a sua operacionalidade no terreno junto das populações, mas também no trabalho que tem sido feito em parceria com os Bombeiros Voluntários e a GNR de Vizela.

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE TERRAS DE BOURO CELEBRAM 35 ANOS A LUTAR VIDA POR VIDA

35º Aniversário dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro

O Município de Terras de Bouro congratula-se com o 35ºAniversário dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro.

A Autarquia enaltece o espírito, a dedicação e a bravura do Nosso Corpo de Soldados da Paz ao longo da sua corajosa história,  bem evidenciada na vida do concelho de Terras de Bouro! 

CapturarBombeirosTBouro35anos.PNG

ANTIGO QUARTEL DE BOMBEIROS DE CERVEIRA VIRA EDIFÍCIO DE CULTURA

Antigo Quartel dos Bombeiros em pleno centro histórico será adaptado a Edifício de Cultura e Inovação num investimento de 1.2ME

Pela dimensão e pela localização estratégica, há vários anos que a reabilitação do Antigo Quartel dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira era uma prioridade para o atual executivo municipal, com o objetivo de instalar a nova Biblioteca Municipal e acolher os Serviços Municipais de Intervenção Social (SMIS) e a Segurança Social. Após uma reprogramação física, temporal e financeira, a candidatura, aprovada em maio de 2019, aloca um investimento total superior a 1.2ME e cujo início de execução está previsto para entre os meses de setembro ou outubro.

IMG_3075.jpg

Para o edil cerveirense, trata-se de uma obra há muito desejada que, por um lado, “dá vida a um espaço emblemático e muito bem localizado e, por outro lado, vai solucionar alguns constrangimentos provocados pela urgente deslocalização dos Serviços Municipais de Intervenção Social e dos serviços da Segurança Social que, atualmente, estão instalados em imóveis que, a curto prazo, serão demolidos para executar a 2.ª fase da requalificação da Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira, onde nascerá um amplo campus escolar”.

Fernando Nogueira vê ainda esta reabilitação como uma oportunidade para construir uma nova e moderna Biblioteca Municipal, “num espaço mais adequado à realidade atual, em termos de acessibilidade, estética e funcionalidade, libertando o histórico imóvel do Solar dos Castros para preparar uma possível candidatura para acolher o Museu da Bienal de Cerveira, em plena ‘sala de visitas’ do concelho”.

Com o lançamento de concurso previsto para o mês de julho, a intervenção no Antigo Quartel dos Bombeiros Voluntários visa uma recuperação generalizada do interior do imóvel localizado à entrada do centro histórico, de modo a definir as novas valências com espaços amplos e áreas generosas que respondam às exigências atuais da prestação de um serviço público de qualidade, ao nível de acessibilidade, de segurança e de comodidade.

De acordo com o projeto, o rés-do-chão será totalmente ocupado, mantendo o funcionamento independente ou integrado do Cineteatro de Cerveira e garantindo a polivalência do piso superior para fins culturais, recreativos e de associativismo, sendo necessárias alterações mínimas de compartimentação interior e da cobertura. As técnicas construtivas aplicadas serão adequadas e os materiais apropriados para evitar o recurso a equipamentos consumidores de energias não renováveis e, por consequência, mais dispendiosos.

Com uma duração prevista de oito meses, a empreitada aloca um investimento total de 1.2ME, com um montante elegível de 740 mil euros e uma comparticipação comunitária de 85% (628 mil euros) do FEDER, através do Programa Operacional NORTE 2020.

CÂMARA E BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VIZELA AVANÇAM COM LIMPEZA DOS TERRENOS FLORESTAIS

Portugal assinalou ontem o terceiro ano da tragédia de Pedrogão Grande, violento incêndio que deflagrou a 17 de junho de 2017, e que provocou a morte a 66 pessoas, no mais mortífero fogo registado em Portugal.

BVV (1).JPG

Desde que assumiu funções, que este Executivo Municipal tem assumido a área do Proteção Civil como fundamental na ação autárquica, pelo que tem trabalhado para evitar que catástrofes em tudo similares não se verifiquem no concelho de Vizela, tendo procedido no início deste mandato ao reforço dos equipamentos da Proteção Civil, com a aquisição de uma viatura 4x4 com diverso equipamento e a constituição da equipa de prevenção de Proteção Civil, que foi também devidamente equipada com o fardamento respetivo.  

Assim, a Câmara Municipal, em parceria com várias entidades, como os Bombeiros Voluntários de Vizela, a Brigada de Sapadores Florestais, e a empresa contratada para o trabalho de gestão de combustíveis/limpeza florestal, encontram-se no terreno tendo em vista a preparação do período critico de incêndios rurais/florestais.

Os Bombeiros Voluntários de Vizela encontram-se no Monte de S. Bento, há cerca de 15 dias, a efetuar a limpeza dos principais acessos, assim como de alguns caminhos penetrantes, num total de cerca de duas dezenas de bombeiros, apoiados com todo o equipamento necessário à respetiva limpeza.

Assim, na encosta de S: bento, virada para Tagilde, já efetuaram o alargamento e limpeza de mais de 2 km de caminhos florestais, e na encosta virada para S. João já fizeram o alargamento e limpeza de mais de 3 km de caminhos florestais.

Assim, com este planeamento municipal, pretende-se acautelar uma intervenção mais rápida nos incêndios na sua fase inicial, para assim se limitar o seu desenvolvimento.

De destacar que este Executivo Municipal definiu a área de proteção civil como uma prioridade tendo implementado uma nova política, não apenas ao nível da reorganização do serviço municipal de Proteção Civil, nomeadamente na aquisição de equipamentos para reforçar a sua operacionalidade no terreno junto das populações, mas também no trabalho que tem sido feito em parceria com os Bombeiros Voluntários e a GNR de Vizela.

CERVEIRA REFORÇA SAPADORES FLORESTAIS COM EQUIPAMENTO DE PREVENÇÃO

Equipa de Sapadores Florestais reforçada com equipamento de prevenção

Fruto da proposta vencedora na edição 2019 do Orçamento Participativo Jovem 'Melhor Equipamento e Mais Segurança’, a equipa de Sapadores Florestais de Vila Nova de Cerveira (ESF20-111) acaba de ser apetrechada com um conjunto de equipamentos para apoiar nos trabalhos de limpeza e prevenção a incêndios florestais.

OP Jovem 2019 Sapadores 1.jpg

Apresentada pelo jovem estudante da ETAP Cerveira, Duarte Pires, a ideia tem como objetivo contribuir para “o bom desempenho dos elementos que integram a equipa de Proteção Civil que, diariamente, trabalham em prol da segurança e bem-estar das pessoas e seus bens, através da aquisição de equipamento”.

Após sinalizadas as necessidades, a verba de 5 mil euros serviu para adquirir dez EPI’s Florestal Sapadores (casacos e calças), cinco Torgas – Ferramenta Florestal Multifunções, duas Mochilas Extintoras, uma Roçadora de Mochila e cinco Máscaras Ignífugas. Complementarmente, o ICNF - Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, através do Fundo Florestal Permanente, também cedeu à equipa mais uma Motosserra, uma Roçadora Florestal e cinco EPI’s de Silvicultura (calça, casaco, camisola, t-shirt e botas).

De relembrar que a edição 2019 do OPJovem teve dois projetos vencedores - ‘Mais Equipamento e Melhor Segurança’ e Registo para Todos’ -, para um investimento de 10 mil euros. A edição deste ano 2020 foi cancelada pois, apesar da vertente digital associada, é certo que o trabalho no terreno carece de dinâmicas sociais de participação pública contínuas.

BOMBEIROS DE FAMALICÃO NÃO DESCURAM QUALIFICAÇÃO EM TEMPO DE PANDEMIA

Certificação de competências através do Centro Qualifica

Ainda que permanecendo ativos na linha da frente do combate à pandemia da COVID-19, os bombeiros do concelho de Vila Nova de Famalicão não descuram a sua formação pessoal e apostam na certificação de competências.

Bombeiros de Famalicão não descuram qualificaç

O Centro Qualifica de Vila Nova de Famalicão realizou no passado sábado, dia 9 de maio, uma sessão de júri de certificação profissional dirigida a 14 bombeiros das corporações dos Bombeiros Voluntários de Famalicão e dos Bombeiros Voluntários de Riba Ave. Esta sessão contou com a participação de formadores qualificados nesta área de certificação, da Liga dos Bombeiros Portugueses e da Associação Comercial e Industrial de Famalicão.

Mesmo nesta fase pandémica em que a exigência imposta é alta, estes bombeiros, demonstrando altos níveis de esforço, empenho e persistência, concluíram com sucesso os Processos de Reconhecimento, Validação e Certificação (PRVCC) de Competências na saída profissional de Bombeiro.

A destacar que já tinham sido certificados 6 profissionais dos Bombeiros Voluntários de Riba Ave e encontram-se a desenvolver o processo de RVC Profissional de Bombeiro/a, 17 profissionais dos Bombeiros Voluntários Famalicenses. Para além da certificação profissional, 30 bombeiros das três corporações do concelho estão a realizar o Processo RVC Escolar de nível secundário (12º ano).

Durante esta fase pandémica, já foram também realizadas sessões de júri escolares que permitiram a vários adultos aumentarem o seu nível de qualificação, e acompanhados mais de 210 adultos, de 16 de março a 30 de abril, através dos recursos online.

O processo de reconhecimento, validação e certificação de competências profissionais e escolares constitui-se como uma das dimensões de intervenção do Centro Qualifica, orientado por uma metodologia e instrumentos específicos, construídos com vista a possibilitar a evidenciação e a demonstração de competências formais, informais e não formais, previamente adquiridas pelos candidatos nos diversos contextos da sua vida, à luz de um determinado referencial de competências profissionais e escolares disponível no Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ).

Este processo de RVCC tem como premissa fundamental a valorização profissional das aprendizagens adquiridas pelos candidatos ao longo da sua vida para a melhoria dos seus níveis de qualificação, empregabilidade e reconhecimento social.

O Centro Qualifica de Famalicão continua a desenvolver a sua atividade que viabiliza a continuidade das inscrições, do encaminhamento para formação qualificante ou do desenvolvimento e certificação dos processos de RVCC, no sentido de assegurar a resposta adequada aos adultos, utilizando os recursos online.

Mais informações e inscrições através do Portal Famalicão Educativo, em www.famalicaoeducativo.pt/_centro_qualifica_inscricao

CABECEIRAS DE BASTO APOIA OS BOMBEIROS

Câmara aprova apoio financeiro aos Bombeiros Cabeceirenses. Reforço de cinco mil euros para fazer face ao Covid-19

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto aprovou, por unanimidade, na sua reunião camarária da passada sexta-feira, dia 8 maio, um apoio extraordinário aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses no valor de 5 mil euros, montante este que acresce ao apoio regular anual de 35 mil euros, perfazendo assim um subsídio, neste ano de 2020, de 40 mil euros. Para além de apoiar as ações previstas no Plano de Atividades da Associação o subsídio tem assim como objetivo ajudar a custear as despesas extraordinárias e perdas de receita neste tempo difícil de combate ao Covid-19.

Cabeceiras de Basto - Bandeira3.jpg

Ainda na sequência das principais deliberações do Executivo Municipal Cabeceirense, foi aprovada, por maioria, a prorrogação do prazo de execução da empreitada de ‘Requalificação do Espaço do Campo do Seco e suas envolventes e de enquadramento, na Vila de Cabeceiras de Basto’, bem como uma proposta referente aos trabalhos complementares no valor global de 24.659,94 euros. A obra deverá ficar concluída no final do corrente mês de maio.

Foi deliberado, por unanimidade, estabelecer o prazo de trinta dias para consulta pública sobre a Proposta de Regulamento de Projetos e Iniciativas Empresariais de Relevante Interesse Municipal – PIERIM Cabeceiras de Basto. Trata-se de um regulamento que estabelece as regras e as condições que regem a concessão de incentivos fiscais ao investimento no Município. Note-se que os incentivos a conceder aplicam-se aos projetos de investimento de todos os setores da atividade económica.

No decurso desta reunião foi aprovada, por unanimidade, a constituição da Comissão de Vistorias no âmbito do Regime Jurídico da Urbanização e Edificação.

Aprovada por unanimidade foi, também, a Alteração Modificativa n.º 3 - Revisão Orçamental n.º 1, na sequência da integração do saldo da gerência do exercício económico de 2019 no Orçamento Municipal vigente.

Com quatro votos a favor do PS e três abstenções dos vereadores do IPC, foi aprovado o Inventário dos Bens Móveis e Imóveis que constituem o património da autarquia Cabeceirense que ascende ao valor global de 134.259.532,44 euros.

De entre outros assuntos, foi aprovada, por maioria, a abertura de diversos procedimentos concursais, em especial para reforço das brigadas municipais com novos assistentes operacionais.

MUNICÍPIO DE VIZELA CELEBRA PROTOCOLO COM OS BOMBEIROS

Câmara assinou protocolo com Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vizela

Na sequência do surto da nova estirpe de coronavírus SARS-COV-2, foi decretado o Estado de Emergência Nacional, tendo sido decretadas pela Presidência do Concelho de Ministros, um conjunto de medidas de ordem preventiva e restritiva, designadamente deveres de confinamento obrigatório e de especial proteção, para evitar a transmissão da doença na comunidade.

ASS. BVV.JPG

De igual modo, tendo em consideração a atual situação evolutiva do surto epidémico, o Município de Vizela implementou o respetivo Plano de Contingência Municipal e adotou, ainda, um conjunto de medidas excecionais com âmbitos temporais e de aplicação diferenciados, designadamente no combate ao surto, no estímulo à recuperação económica e na proteção social.

Assim, e dadas as dificuldades com que as instituições se têm deparado, torna-se de primordial importância mitigar os constrangimentos de natureza diversa com que estas se deparam, pelo que a Câmara Municipal e a Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vizela assinaram o protocolo de atribuição de apoio financeiro extraordinário, no valor de € 10.000,00 (dez mil euros), para fazer face às dificuldades decorrentes do surto epidémico do coronavírus SARS-COV-2 e, assim, assegurar o desenvolvimento e realização das atividades sociais regulares daquela corporação.

De destacar que este protocolo vem juntar-se aos já aprovados de atribuição de apoio financeiro de €50.000,00 para o desenvolvimento da atividade de carácter regular dos Bombeiros Voluntários de Vizela e de apoio financeiro na aquisição do VCOT - Veículo de Comando Táctico, no valor de €65.000,00.

Com a atribuição destes apoios, a Câmara Municipal pretende reconhecer a importante missão que é desempenhada pelos Bombeiros de Vizela, em prol da qualidade de vida das populações e do desenvolvimento do nosso Concelho.

BOMBEIROS DE BRAGA DESINFETAM LAR CONDE DE AGROLONGO

Bombeiros Sapadores vão proceder à desinfecção de ala no Lar Conde de Agrolongo

Através da Protecção Civil de Braga, os Bombeiros Sapadores irão proceder hoje á desinfecção de uma ala do Lar Conde de Agrolongo. A iniciativa, que terá lugar às 16h00, irá incidir numa ala onde foi detectado um caso positivo de Covid-19.

Esta medida tem como objectivo salvaguardar a segurança dos utentes e funcionários desta instituição, sendo que os Bombeiros Sapadores irão ainda proceder à desinfecção das entradas principal e de mercadorias, assim como das zonas comuns. Após este caso confirmado, o Município de Braga realizou testes aos 33 utentes e funcionários dessa ala que se revelaram todos negativos.

A ala será desocupada (de acordo com uma reorganização desenvolvida pela Protecção Civil, pelo Delegado de Saúde e pela própria Instituição) para que a desinfecção se possa realizar.

MUNICÍPIO DE VIZELA ENTREGA MÁSCARAS ÀS IPSS’s, USF’s E BOMBEIROS

Na sequência do surto da nova estirpe de Coronavírus (COVID-19), foi decretado o Estado de Emergência Nacional, através do Decreto Presidencial n.º 14-A/2020, de 18 de março, e posteriormente renovado pelo Decreto Presidencial n.º 17-A/2020, de 02 de abril, tendo sido decretadas pela Presidência do Conselho de Ministros, através do Decreto n.º 2-A/2020, de 20 de março, e do Decreto n.º 2-B/2020, de 02 de abril, um conjunto de medidas de ordem preventiva e restritiva, designadamente deveres de confinamento obrigatório e de especial proteção, para evitar a transmissão da doença na comunidade.

entrega mascaras.jpg

Neste seguimento, a Câmara Municipal, com contributo de vários empresários do nosso Concelho e da nossa região, e nos termos já apresentados na reunião do grupo de crise, está a entregar um kit às IPSS do Concelho, de onde cumpre destacar a Santa Casa da Misericórdia de Vizela, o Centro Social e Paroquial de Santa Eulália, o Centro Social e Paroquial de S. Miguel e a AIREV, e ainda às Unidades de Saúde Familiar do Centro de Saúde de Vizela e aos Bombeiros Voluntários de Vizela.

Assim, a Câmara Municipal está agora a entregar máscaras cirúrgicas oferecidas pelo empresário vizelense Paulino Moura, proprietário da empresa Atrai que, face as relações profissionais que mantém com China, conseguiu adquirir essas máscaras em tempo recorde para oferecer ao concelho de Vizela.

O objetivo da distribuição deste Kits é apoiar a comunidade local na prevenção e combate, ajudando a colmatar a falta destes artigos junto da comunidade.

De destacar que a Câmara Municipal de Vizela tem acompanhado atentamente a evolução do surto epidémico do COVID-19 no concelho e tomado as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

FAMALICÃO APOIA BOMBEIROS E CRUZ VERMELHA

Famalicão dá apoio extra de 70 mil euros para Bombeiros e Núcleo da Cruz Vermelha. Verba extraordinária acresce aos apoios mensais no valor de 26 mil euros

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai atribuir um apoio extraordinário no valor de 20 mil euros a cada uma das três corporações de bombeiros do concelho e de 10 mil euros ao Núcleo da Cruz Vermelha de Ribeirão, reforçando condições que permitam às mesmas instituições dar a melhor resposta possível à população no atual contexto de emergência social provocado pela pandemia COVID-19.

AFS_5672.jpg

A garantia tinha sido já deixada pela autarquia no final de mês de março. Depois de analisadas as necessidades com que as corporações se confrontam, a proposta para a atribuição deste apoio extra de 70 mil euros é agora analisada na reunião do executivo municipal de amanhã, quinta-feira, dia 9 de abril.   

Refira-se que em termos de socorro e transporte de doentes, o Município de Vila Nova de Famalicão é servido por três corporações – Bombeiros Voluntários de Famalicão, Bombeiros Voluntários Famalicenses e Bombeiros Voluntários de Riba de Ave – e pelo Núcleo da Cruz Vermelha de Ribeirão.

Para além deste pacote financeiro excecional, o executivo famalicense discute também amanhã a atribuição da segunda parcela do subsidio anual concedido às forças de socorro.

Em causa estão os apoios referentes ao segundo trimestre deste ano, no valor de 22 500 euros (7 500 euros por mês) para cada uma das corporações de bombeiros e de 10 500 euros ( 3 500 euros por mês) para a Cruz Vermelha de Ribeirão.

Em discussão estará também a atribuição do apoio financeiro referente ao segundo trimestre do ano para o funcionamento das equipas de intervenção permanente de cada uma das corporações de bombeiros, no valor de 10 600 euros para cada corporação.

Recorde-se que no total são perto de meio milhão de euros que anualmente a Câmara de Vila Nova de Famalicão investe nas forças de socorro do concelho, investimento que este ano será reforçado para garantir uma resposta mais eficaz à crise de saúde pública com que o concelho, o país e o mundo se depara.

PONTE DE LIMA APOIA BOMBEIROS

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprova a antecipação das verbas do subsídio anual à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima, no valor 16.500,00€

Face à atual emergência de saúde pública a nível internacional relativa à pandemia provocada pela COVID-19, a Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou, por unanimidade, na reunião realizada a 6 de abril, antecipar a atribuição de apoio financeiro à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários, de forma a garantir que as entidades que trabalham no concelho ao nível do apoio aos cidadãos mais vulneráveis mantenham a sua capacidade de atuação.

quartel_bombeiros_pontedelima_1_1024_800.jpg

De acordo com a proposta apresentada, a medida foi aprovada considerando, que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários para além das atividades desenvolvidas no âmbito civil, presta ainda os mais variados serviços de cariz social às populações e instituições abrangidas nas suas áreas de atuação, constituindo a sua existência um fator de segurança para as populações que servem.

Neste contexto, a emergência de saúde pública obriga a um esforço redobrado do Corpo de Bombeiros Voluntários; prevendo-se que a atual situação provoque um acréscimo de despesas das atividades desenvolvidas no âmbito da Proteção Civil, para fazer face a situações excecionais previstas nos respetivos Planos de Contingência.

E no âmbito das suas competências, a Câmara Municipal pode apoiar atividades de natureza social, cultural, educativa, desportiva, recreativa ou outra de interesse para o Município. Com base nestes pressupostos, o Executivo Municipal aprovou o pagamento antecipado dos duodécimos [no valor de 5.500,00€ cada] referentes aos meses de maio, junho e julho, num total de 16.500,00€, relativos ao subsídio anual no valor de 66,000,00€.

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO DISTRIBUI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL AOS BOMBEIROS E À CRUZ VERMELHA

O Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) entregou ontem, dia 7 de abril, material de proteção individual aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses e à Delegação do Arco de Baúlhe da Cruz Vermelha Portuguesa, na sequência da evolução da situação de emergência provocada pelo novo coronavírus Covid-19.

Entrega de equipamento de proteção individual (3

Máscaras FFP2 (máscaras para utilização de técnicos de saúde no transporte de doentes), fatos e viseiras de proteção em acrílico foram adquiridas pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto para proteção dos técnicos e voluntários das instituições com o intuito de travar a disseminação da infeção.
De salientar que às Equipas de Sapadores Florestais do concelho, também eles agentes de proteção civil, foram também entregues igualmente máscaras e viseiras de proteção em acrílico, assegurando, desta forma, o cumprimento das medidas preventivas e de autoproteção determinadas pelas autoridades.
A Câmara Municipal, através dos Serviços Municipais de Proteção Civil, continua, assim, a acompanhar, em permanência, a situação de emergência que vivemos para agir quando e onde for necessário.

Entrega de equipamento de proteção individual (1

Entrega de equipamento de proteção individual (2

MUNICÍPIO DE VIZELA ENTREGA VISEIRAS DE PROTEÇÃO EM ACRÍLICO ÀS IPSS's, USF's E BOMBEIROS

Na sequência do surto da nova estirpe de Coronavírus (COVID-19), foi decretado o Estado de Emergência Nacional, através do Decreto Presidencial nº 14-A/2020, de 18 de março, tendo sido decretadas pelo Governo, através do Decreto n.º 2-A/2020, de 20 de março, um conjunto de medidas de ordem preventiva e restritiva, designadamente deveres de confinamento obrigatório e de especial proteção, para evitar a transmissão da doença na comunidade.

entrega BVV.jpeg

Neste seguimento, a Câmara Municipal, com contributo de vários empresários do nosso Concelho e da nossa região, e nos termos já apresentados na reunião do grupo de crise, está a entregar um kit às IPSS do Concelho, de onde cumpre destacar a Santa Casa da Misericórdia de Vizela, o Centro Social e Paroquial de Santa Eulália, o Centro Social e Paroquial de S. Miguel e a AIREV, e ainda às Unidades de Saúde Familiar do Centro de Saúde de Vizela e aos Bombeiros Voluntários de Vizela.

Hoje, para além do gel desinfetante, foram ainda entregues 1500 máscaras doadas pela empresa Pocargil, e ainda viseiras de proteção em acrílico disponibilizadas pela Autarquia.

De destacar que desde o início desta pandemia, a Câmara Municipal já entregou 2500 máscaras, com o apoio das empresas Confeções Cruzeiro e Dr. Phone, 500 litros de álcool gel, e 50 barreiras de proteção em acrílico para balcões de atendimento.

O objetivo da distribuição deste Kits é apoiar a comunidade local na prevenção e combate, ajudando a colmatar a falta destes artigos junto da comunidade.

De destacar que a Câmara Municipal de Vizela tem acompanhado atentamente a evolução do surto epidémico do COVID-19 no concelho e tomado as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

MUNICÍPIO DE BRAGA APOIA CONSTRUÇÃO DO NOVO QUARTEL DOS BOMBEIROS

Ricardo Rio visitou corporação da Associação Humanitária. Município aumenta subsídio aos Bombeiros Voluntários e atribui 100 mil euros para construção do novo Quartel

O Município de Braga vai aumentar o subsídio anual atribuído aos Bombeiros Voluntários para 20 mil euros e, em 2022, esse valor duplicará face à cifra actual e chegará aos 30 mil euros. A garantia foi dada por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante uma visita à corporação dos Bombeiros Voluntários, adiantando ainda que a Autarquia Bracarense irá canalizar cerca de 100 mil euros para apoio à construção do novo quartel. “A componente da contrapartida nacional da candidatura a financiamento comunitário das obras no actual quartel, entretanto abandonada, será agora canalizada para apoio à elaboração do projecto do novo quartel a edificar no terreno doado pela Câmara Municipal à Associação”, garantiu.

CMB31032020SERGIOFREITAS00215138410.jpg

“A próxima reunião de Câmara será particularmente importante e bem demonstrativa da actual relação entre os Bombeiros Voluntários e a Autarquia. Vamos aumentar em mais de 30% o subsídio atribuído à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Braga, passando de 15 para 20 mil euros anuais, com o compromisso que em 2022 o subsídio seja de 30 mil euros. Ou seja, o valor actual deste subsídio – que não existia e que foi criado no mandato anterior –, será assim duplicado com vista a apoiar directamente a actividade dos Bombeiros Voluntários”, anunciou esta Terça-feira Ricardo Rio, sublinhando o “imenso respeito pela actividade que esta Associação desenvolve em prol de toda a população”.

Outro dos “grandes propósitos” é o apoio à mudança dos Bombeiros Voluntários para um novo quartel. “Na próxima Segunda-feira será também aprovada uma excepcionalidade para o projecto que vai ser implementado aqui nas actuais instalações o que, como contrapartida, vai viabilizar a permuta para a construção do novo quartel dos Bombeiros Voluntários”, adiantou Ricardo Rio.

Lembrando que o Município de Braga já tinha assumido os custos da contrapartida nacional da candidatura a fundos comunitário, Ricardo Rio explicou que “uma vez que não foi possível concretizar essa candidatura, dado que houve uma mudança nas orientações do Governo relativamente ao apoio a este tipo de projectos, o Município vai canalizar essa verba, cerca de 100 mil euros, para apoio à concretização do novo quartel, além da isenção de todas as taxas municipais”.

A finalizar, o Autarca reconheceu o “enorme contributo, assim como o esforço e dedicação” dos Bombeiros Voluntários durante a actual crise desencadeada para COVID-19. Nesse sentido, Ricardo Rio deixou a garantia que o Município “vai disponibilizar algum equipamento que vai receber ao longo dos próximos dias e vai ainda agilizar com a direcção da Associação, os testes necessários aos bombeiros que eventualmente venham a ter suspeitas de infecção”, concluiu o Autarca.

CMB31032020SERGIOFREITAS00215138404.jpg

CMB31032020SERGIOFREITAS00215138405.jpg

CMB31032020SERGIOFREITAS00215138411.jpg