Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BIBLIOTECAS DE ESPOSENDE PREPARAM LEITORES PARA O FUTURO

Semana da leitura 2019: Rede de Bibliotecas do Concelho de Esposende quer leitores para o futuro

A Rede de Bibliotecas do Concelho de Esposende, em parceria com os estabelecimentos de educação e ensino dos vários agrupamentos concelhios e com o apoio da Câmara Municipal de Esposende, vai promover, entre os dias 11 e 15 de março, a Semana da Leitura 2019.

semana_leitura2019.jpg

O evento tem como primordial objetivo fomentar o gosto pelo livro e a leitura ao longo da vida, especialmente junto da comunidade educativa, razão pela qual este ano foi escolhido o tema “Hoje leitor, amanhã leitor”. Nesta edição, e à semelhança de anos anteriores, pretende-se divulgar o trabalho de muitos profissionais, que, de forma anónima, contribuem para o sucesso educativo das crianças do concelho, como reflete a programação, recheada de iniciativas, onde as crianças e jovens participam de forma criativa e empenhada.

Assim, ao longo da Semana da Leitura, serão desenvolvidas atividades como teatro, cinema, exposições, sessões de contos, animação da leitura, dramatizações, palestras e ações de formação, saraus de poesia e música, concursos literários e apresentações de livros, para vários tipos de públicos. De realçar o papel das escolas, dos professores em geral e dos coordenadores das várias bibliotecas escolares do concelho, que se empenham na promoção da leitura ao longo do ano e, em especial, nesta semana.

Deste modo, e dentro da diversidade de oferta cultural, todas as crianças da educação pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico terão contadores de histórias como Isabel Fernandes Pinto e Rui Ramos. As crianças e jovens do 3.º ciclo e secundário terão Paulo Condessa com o espetáculo de poesia performativa “Monstros embalsamados”, que procura dar “sangue e vida” aos nomes maiores da literatura portuguesa. Aos professores é proporcionada uma ação de formação “Aprendizagem ativa com recurso às TIC: as novas metodologias de construção e comunicação do saber”, com Silvia Araújo, da Universidade do Minho, e, por sua vez, a investigadora Maria do Sameiro Araújo participará numa palestra alargada sobre o tema “Ler ou não ler, eis a questão”.

A terminar a semana, destaque para a Mesa Redonda, subordinada ao tema “A atualidade da Leitura”, com a participação de Teolinda Gersão, Fernando Pinto do Amaral e Eduardo Marçal Grilo, com moderação de Aida Alves (BLCS), a ter lugar no dia 15 de março, no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio, aberta à comunidade em geral.

Na qualidade de membro da Rede de Bibliotecas do Concelho de Esposende e enquanto biblioteca pública, a Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura assume um papel relevante, constituindo-se como o centro local de informação, que torna prontamente acessíveis aos seus utilizadores o conhecimento e a informação de todos os géneros.

Ao verter para a gestão municipal os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, o Município de Esposende está a cumprir as metas definidas nomeadamente para criar um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas. Neste contexto, a Semana da Leitura vai ao encontro do ODS 4 - Educação de Qualidade, ODS 5 – Igualdade de Género, ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes e ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos.

BIBLIOTECA DE ARCOS DE VALDEVEZ RECEBE LEITURAS DIFERENTES

Biblioteca Municipal recebeu “Leituras Diferentes"

A Biblioteca Municipal Tomaz de Figueiredo recebeu esta segunda-feira, dia 3 de dezembro, a atividade "Leituras Diferentes". Uma atividade integrada no projeto "Alto Minho a Ler: uma estratégia para o sucesso escolar", que faz parte da candidatura PIICIE- “Alto Minho School 4 All” – Planos integrados e inovadores de combate ao insucesso escolar", promovido pela Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e a CIM. “Leituras Diferentes” decorre até ao próximo dia 6, e integra sessões direcionadas a públicos escolares e profissionais de educação e de bibliotecas, incluindo pessoas com deficiência e/ou incapacidade, tais como surdez, cegueira e baixa visão, autismo, Trissomia 21, défice cognitivo, doença mental.

Miguel Horta_3_DEZ (34)

Esta atividade visa apoiar o combate ao abandono escolar pela valorização da leitura, associada à escrita e à criação, numa perspetiva inclusiva que desenvolva competências entre os agentes educativos, de modo a permitir mais e melhores projetos no futuro e rentabilizar recursos públicos comuns já existentes - bibliotecas, museus, escolas, profissionais, cultura da comunidade valorizando a leitura e as literacias.

Miguel Horta_3_DEZ (58)

Com a duração de 90 minutos cada, as sessões são dinamizadas por Miguel Horta, da Laredo Associação Cultural, com a colaboração de bibliotecas municipais e agrupamentos de escolas dos municípios do Alto Minho, assim como de outras entidades dedicadas a pessoas com deficiência e/ou incapacidade.

As sessões têm como objetivo promover a leitura e a competência da palavra em pessoas com necessidades educativas especiais; partilhar recursos de mediação leitura em estratégias de inclusão, úteis ao trabalho das unidades de ensino especial e outras estruturas; mobilizar recursos existentes em cada agrupamento ou estrutura, através da biblioteca municipal e/ou das redes municipais ou intermunicipais de bibliotecas (incluindo as escolares); e criar/adaptar novos recursos que valorizem significativamente as propostas em desenvolvimento.

Calendário das Sessões - Dezembro de 2018:

- Dia 3.12.2018, 2ª feira

10h30-12h00 Arcos de Valdevez, Biblioteca Municipal Tomaz de Figueiredo, com Agrupamento de Escolas de Valdevez

14h30-16h00 Ponte da Barca, Biblioteca Municipal, com Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca

- Dia 4.12.2018, 3ª feira

10h00-11h30 Melgaço, Biblioteca Municipal, com APPACDM Associação Portuguesa de Pais e

Amigos do Cidadão Deficiente Mental. Delegação de Melgaço
14h30-16h00 Monção, Biblioteca Municipal, com Agrupamento de Escolas de Monção

- Dia 5.12.2018, 4ª feira

10h30-12h00 Vila Nova de Cerveira, Biblioteca Municipal, com Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira

Print

- Dia 6.12.2018, 5ª feira

09h00-10h30 Paredes de Coura, Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, com Agrupamento de Escolas de Paredes de Coura e CAO Centro de Atividades Ocupacionais da Santa Casa da Misericórdia de Paredes de Coura

SERVIÇOS DE APOIO ÀS BIBLIOTECAS ESCOLARES MARCAM ENCONTRO EM FAMALICÃO

Estão abertas as inscrições para o 11.º Encontro de Serviços de Apoio às Bibliotecas Escolares. Iniciativa é promovida pela Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco de Vila Nova de Famalicão nos dias 23 e 24 de novembro

Estão a decorrer até 19 de novembro as inscrições para o 11º Encontro de Serviços de Apoio às Bibliotecas Escolares, que vai realizar-se em Vila Nova de Famalicão, nos dias 23 e 24 de novembro. AS inscrições são gratuitas, mas obrigatórias e limitadas à capacidade da sala. A ficha de inscrição está disponível em https://bibliotecasdefamalicao.blogspot.com/. O encontro é acreditado como formação contínua (15 horas) com o registo CCPFC/ACC-101341/18.

AFS_2238

Com o objetivo de refletir sobre as práticas desenvolvidas pelas Bibliotecas Escolares e pelos Serviços de Apoio às Bibliotecas Escolares, a iniciativa é promovida através da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em parceria com o Grupo de Trabalho das Bibliotecas de Famalicão e o Centro de Formação de Associação de Escolas de Vila Nova de Famalicão realizam. A edição deste ano, subordinada ao tema “Os contributos da Biblioteca para a literacia medi@tica” pretende evidenciar os contributos das bibliotecas para o desenvolvimento de competências, propiciadoras de novas formas de aprender, interagir e comunicar através dos média e apresenta-se como um espaço de partilha de ideias, de práticas de literacia dos média que visam dotar os alunos de conhecimentos necessários para o seu uso criativo e informado.

Durante os dois dias do encontro realizar-se-ão conferências de enquadramento do tema, de onde se destaca a conferência de Margarida Toscano, da Rede de Biblioteca Escolares; a partilha de boas práticas do Município convidado deste ano, Pombal, com o trabalho desenvolvido na Biblioteca Municipal de Pombal e no Agrupamento de Escolas de Pombal; o painel sobre literacia mediática com os oradores Jorge Borges, da Rede de Bibliotecas Escolares, Rui Lima, do Jornal Cidade Hoje e Sara Pereira do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho e, ainda, um conjunto de oficinas formativas dedicadas às mais diversas áreas da biblioteconomia que realizar-se-ão, este ano, em vários espaços culturais do concelho de Vila Nova de Famalicão, uma forma de dar a conhecer melhor a nossa cidade aos participantes do Encontro.

De salientar ainda a colaboração e articulação do programa da 11ª edição do Encontro de Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares, com a Fundação Cupertino de Miranda, local onde se realizar-se-á o programa da tarde do dia 24 de novembro, com o painel "Literacia mediática: uma competência básica na sociedade atual" e os lançamentos do “Caderno 17”, do Centro Português do Surrealismo e do livro “POEMANIFESTO”.

O Encontro encerrará com o espetáculo POEMANIFESTO, seguido de cocktail

BIBLIOTECA ASSOMBRADA EM FAMALICÃO ATRAI CENTENA E MEIA DE CRIANÇAS

Iniciativa realiza-se nas noites de sexta-feira e sábado na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão

Cerca de meia centena de crianças vai celebrar o Halloween na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão, participando num conjunto diversificado de atividades que incluem jogos, oficinas, hora do conto e, para finalizar, uma visita (assustadora) ao depósito de publicações que estará decorado a rigor. Trata-se da quarta edição da “Biblioteca Assombrada”, que vai decorrer esta sexta-feira e sábado a partir das 20h30.

Biblioteca assombrada

A iniciativa que esgotou rapidamente as inscrições, tem, nos últimos anos, alcançado um grande sucesso entre os mais novos, criando uma relação de proximidade e cumplicidade entre as crianças, a biblioteca e os livros.

No dia 26 de outubro, sexta-feira, a atividade é dirigida ao público escolar, em concreto aos alunos do 3º ao 5º ano e, no dia 27 de outubro, sábado, é dirigida ao público geral para crianças dos 8 aos 10 anos. Ambas as sessões realizar-se-ão, das 20h.30 às 23h.30, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco.

BIBLIOTECA DE MONÇÃO DISPONIBILIZA CATÁLOGO ONLINE

A Biblioteca Municipal de Monção disponibiliza, a partir de hoje, 22 de outubro, Dia da Biblioteca Escolar, um catálogo on-line, com 42.860 livros, acessível no portal municipal www.cm-moncao.pt, possibilitando aos leitores daquele equipamento cultural aceder a um conjunto de serviços através da Internet.

catalogo 1

Desta forma, acedendo ao catálogo online, os leitores terão a oportunidade de pesquisar os documentos existentes na biblioteca, efetuar reservas de livros, renovar os empréstimos, ou apresentar sugestões de novas aquisições. Tudo à distância de um clique.

Podem também exportar, imprimir e gravar registos, consultar o histórico de pesquisa e de empréstimos, e gerir preferências de leitura. Operações que garantem uma maior “cumplicidade” entre a biblioteca e os seus leitores, estendendo-a além do seu espaço físico.

Este novo serviço, que aprofunda o relacionamento entre a biblioteca e os seus utilizadores, integra também as seis bibliotecas escolares existentes no concelho, juntando-se a um serviço semelhante oferecido pelo Arquivo Municipal, onde também é possível consultar o acervo documental daquela estrutura.  

“O catálogo online é mais um passo do Município para uma maior aproximação dos utilizadores à biblioteca municipal e escolares, disponibilizando um conjunto de serviços acessíveis em qualquer local e a qualquer hora”

João Oliveira

Vereador da Ação Social, Cultura e Turismo

https://catalogo.biblioteca.cm-moncao.pt/

NB - O Dia da Biblioteca Escolar é celebrado na quarta segunda-feira do mês de outubro, “calhando”, este ano, no dia 22 de outubro. Este dia tem como objetivo destacar a importância das bibliotecas escolares na educação, assim como promover o gosto pela leitura. A data foi comemorada pela primeira vez em outubro de 1999.

BARCELOS PROMOVE ENCONTRO DE BIBLIOTECAS

Encontro de Bibliotecas promove inclusão e flexibilidade curricular

O Município de Barcelos promove a oitava edição do Encontro de Bibliotecas de Barcelos com o objetivo de promover a leitura e o livro, nos dias 19 e 20 de outubro, na Biblioteca Municipal. Esta iniciativa conta com a colaboração com a Rede de Bibliotecas Escolares de Barcelos e o Centro de Formação da Associação de Escolas dos Concelhos de Barcelos e Esposende.

Cartaz Encontro de Bibliotecas

Bibliotecas em Linh@: Leitura, Inclusão, Flexibilidade Curricular é o grande mote deste encontro que irá juntar vários nomes ligados ao ensino e às bibliotecas e onde serão discutidos o papel das Bibliotecas e as estratégias para incentivar os mais jovens à leitura.

O programa do 8º Encontro de Bibliotecas de Barcelos tem início às 14h00, do dia 19, com a habitual sessão de abertura presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, com António Boaventura, do Centro Formação da Associação de Escolas dos Concelhos de Barcelos e Esposende, e com Isabel Mendinhos, do Ministério da Educação.

Depois será apresentado publicamente o projeto “Barcelos a Ler” que visa a promoção e valorização da literacia como meio fundamental para potenciar o sucesso escolar. Este é um projeto destinado aos alunos do 1º ciclo em que o principal foco será criar espaços inovadores

O encontro proporciona a todas as pessoas ligadas à promoção do livro e da leitura uma reflexão sobre estes temas, e reúne um painel de conferencistas convidados, nomeadamente escritores, professores e investigadores, representantes das várias dimensões constitutivas da comunidade educativa escolar (bibliotecários, professores, educadores, técnicos de biblioteca e animadores culturais, etc), procurando uma reflexão dialógica em torno de questões emergentes ligadas à importância da literacia e a devida promoção, a organização e gestão de bibliotecas e, num âmbito mais alargado, da formação dos alunos.

O segundo dia é dedicado aos workshops com temas como “A leitura na era digital”, “Como motivar crianças e jovens para a leitura” ou “Especificidades do conto tradicional português” entre outros, com especialistas e docentes.

Barcelos possui uma das maiores redes de bibliotecas escolares do país. São 29 estruturas na promoção dos livros e da leitura, animadas por um programa de atividades culturais desenvolvido em permanência pelo Município de Barcelos.

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE INTEGRA REDE INTERMUNICIPAL DE BIBLIOTECAS

Os Presidentes e representantes dos seis Municípios que constituem a CIM Cávado (Amares, Barcelos, Braga, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde) e o Diretor-Geral da DGLAB, Dr. Silvestre Lacerda, celebraram um Acordo de Cooperação para a constituição da Rede de Intermunicipal de Bibliotecas de Leitura Pública do Cávado, envolvendo a CIM Cávado e a Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB).

rede bibliotecas

O lançamento da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, em 1986, marcou o início de um esforço comum por parte da Administração Central e Local, que permitiu a criação de um conjunto de novos equipamentos, para grande parte dos municípios portugueses, e assim oferecer às populações serviços modernos de Biblioteca.

A importância do aprofundamento deste trabalho cooperativo torna-se essencial para criar, melhorar e potenciar as funções sociais, educativas e culturais que uma biblioteca pública deve providenciar à sua comunidade e a todos os cidadãos que a visitam. Áreas como a promoção das literacias, a inclusão social e o conhecimento em todas as áreas do saber, são cada vez mais importantes, no mundo globalizado em que vivemos.

Após 32 anos sobre o seu o lançamento, e à luz de um novo paradigma, a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas deve agora incentivar o crescimento e o desenvolvimento de redes intermunicipais eficientes, para ir ao encontro das necessidades particulares das comunidades regionais, através do apoio à criação de um conjunto diversificado de competências, recursos e serviços.

O objetivo das Bibliotecas de Leitura Pública do Cávado é melhorar o serviço prestado aos munícipes e a todos os cidadãos, contribuindo para o seu desenvolvimento pessoal e comunitário. Tal implica a qualificação dos serviços das bibliotecas públicas, através de ações de disponibilização e atualização dos diferentes recursos e serviços, de forma cooperativa, articulada e em rede, de modo a consolidar os públicos existentes e a atrair novos utilizadores, com interesses e necessidades diferenciadas.

BARCELOS ADERE À REDE REGIONAL DE LUDOTECAS

O Município de Barcelos subscreveu, com a Direção Regional de Cultura do Norte e a Associação Cidade Curiosa, um protocolo de colaboração para a execução do projeto “Rede Regional de Ludotecas”, de forma a divulgar e recuperar o jogo de tabuleiro como ferramenta lúdico-pedagógica de socialização e integração.

Protocolo Ludoteca1

O Município de Barcelos esteve na sessão de assinatura do protocolo, que decorreu no dia 3 de julho, em Vila Real, pela Vice-Presidente da Câmara Municipal, Armandina Saleiro. No âmbito deste protocolo, compromete-se a criar uma ludoteca, a ser instalada na Biblioteca Municipal e no Museu de Olaria para a qual receberá da Direção Regional de Cultura do Norte o montante de 6.172,38€ para a compra de jogos de tabuleiro.

A Associação Cidade Curiosa tem como papel desenvolver um conjunto de ações de formação, de modo a dotar os técnicos municipais das ferramentas necessárias ao funcionamento da ludoteca que fará parte da Rede Regional de Ludotecas.

O governo, através do Orçamento Participativo de Portugal, decidiu atribuir três milhões de euros para projetos apresentados por cidadãos, tendo saído vencedores 38 projetos de âmbito nacional e regional, nas áreas da cultura, agricultura, ciência e educação e formação de adultos, em Portugal Continental, e nas áreas da justiça e administração interna, nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores. Entre os projetos vencedores encontra-se o projeto 502 Rede Regional de Ludotecas que será implementado nos concelhos de Barcelos, Braga, Esposende, Póvoa de Lanhoso, Viana do Castelo e Vila Verde.

Os objetivos específicos do projeto são a introdução do jogo de tabuleiro no seio familiar como ferramenta potenciadora de criação/restabelecimento de laços; apoio a lares de idosos em atividades potenciadoras do exercício mental; apoio a escolas na criação de atividades alternativas geradoras de melhoramentos ao nível do raciocínio, concentração, persistência, ao mesmo tempo que se promove o alargamento de grupos.

Protocolo Ludoteca

CIM CÁVADO CELEBRA PROTOCOLO PARA A CRIAÇÃO DA REDE INTERMUNICIPAL DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS DO CÁVADO

Cerimónia de assinatura do Acordo de Cooperação para a constituição da Rede de Intermunicipal de Bibliotecas de Leitura Publica do Cávado

Decorreu dia 2 de julho, no Museu dos Biscainhos, em Braga, a cerimónia de assinatura do Acordo de Cooperação para a constituição da Rede de Intermunicipal de Bibliotecas de Leitura Publica do Cávado, entre a CIM Cávado e a Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB).

capa

Na cerimónia estiveram representados, através dos seus presidentes, os seis Municípios que constituem a CIM Cávado (Terras de Bouro, Amares, Barcelos, Braga, Esposende e Vila Verde) e o Diretor-Geral da DGLAB, Silvestre Lacerda. O grupo de trabalho dos Bibliotecários das seis bibliotecas de leitura pública da CIM Cávado e os representantes do Secretariado da CIM Cávado marcaram também presença na sessão.

O objetivo das Bibliotecas de Leitura Pública do Cávado é «melhorar o serviço prestado aos munícipes e a todos os cidadãos, contribuindo para o seu desenvolvimento pessoal e comunitário. Tal implica a qualificação dos serviços das bibliotecas públicas, através de ações de disponibilização e atualização dos diferentes recursos e serviços, de forma cooperativa, articulada e em rede, de modo a consolidar os públicos existentes e a atrair novos utilizadores, com interesses e necessidades diferenciadas».

20180702_162517

20180702_162521

20180702_162643

BARCELOS RESTAURA LIVROS DO ANTIGO CONVENTO DE VILAR DE FRADES

Livros da Biblioteca do convento de Vilar de Frades alvo de tratamento técnico

Os livros da biblioteca do antigo convento de Vilar de Frades, pertença do espólio biográfico da Biblioteca Municipal de Barcelos, estão a ser objeto de tratamento técnico, tendo em vista o seu estudo e valorização.

restauro_biblioteca

Este trabalho, que tem vindo a ser realizado desde fevereiro, é um projeto do Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto coordenado por José Meirinhos, financiado pela Direção Regional da Cultura do Norte, no âmbito da candidatura Mosteiros a Norte do Portugal 2020.

O projeto visa o estudo das bibliotecas monásticas no norte do país, desde o período medieval até ao período moderno de constituição das bibliotecas públicas, para compreender o seu papel na difusão e circulação do saber, na constituição de espólios em áreas específicas do saber e na formação de leitores e de escolas.

Após o primeiro contacto com o espólio do antigo convento de Vilar de Frades, constatou-se que havia necessidade de iniciar imediatamente um tratamento preventivo de limpeza e consolidação dos livros, ficando de hora a hipótese de restauro, que implicaria excessivos custos.

Em estudo estão 991 volumes, na sua generalidade em muito mau estado de conservação, que estão a ser objeto do tratamento necessário para os preservar da melhor forma (limpeza, ordenação, consolidação e reacondicionamento), seguindo-se a sua devida catalogação e indexação.

O projeto está dividido em três tarefas: consolidação e catalogação, de 1 de fevereiro de 2018 a 30 de junho de 2018; estudo, de 1 de fevereiro de 2018 a 31 de dezembro de 2019; difusão e publicações, de 1 de novembro de 2018 a 31 de dezembro de 2019.

Serão analisados os melhores meios para a publicação e difusão das publicações que venham a ser realizadas, bem como para o depósito dos livros em condições que favoreçam a sua consulta ou musealização.

A informação produzida será disponibilizada em diferentes suportes: catálogo físico e online e ficheiro em suporte eletrónico. 

REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES CRESCE EM FAMALICÃO

Rede de Bibliotecas Escolares cresce em Famalicão

São já 29 as bibliotecas escolares do concelho de Vila Nova de Famalicão que integram a Rede Nacional de Bibliotecas Escolares. A última foi inaugurada esta segunda-feira, 12 de março, pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e pertence à Escola Básica do Louro/Mouquim, do Agrupamento de Escolas D. Maria II.

DSC_3237

O novo espaço, inaugurado em festa e com alegria por toda a comunidade educativa, vai agora servir os mais de duzentos alunos do pré-escolar e primeiro ciclo deste estabelecimento de ensino do concelho famalicense.

Paulo Cunha, que ontem se fez acompanhar pelo vereador da Educação do município, Leonel Rocha, referiu que as bibliotecas escolares “são um elemento forte no processo de formação das crianças”, mas lembrou que “criar hábitos de leitura é uma tarefa de toda a comunidade”.

Refira-se ainda que a inauguração desta segunda-feira marcou o encerramento da 9.ª edição da Semana da Leitura das Bibliotecas de Vila Nova de Famalicão, que decorria desde o passado dia 5 de março.

DSC_3346

DSC_3347

BIBLIOTECAS DE ESPOSENDE REALIZAM CONCURSO DE LEITURA

Rede de Bibliotecas de Esposende apurou vencedores do concurso de leitura

A Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura, em Esposende, recebeu, no passado dia 5 de março, segunda-feira, a Fase Regional- 2º Momento do Concurso Nacional de Leitura (CNL).

concurso leitura

A iniciativa, integrada no Plano Nacional de Leitura 2027, conta com a colaboração da Rede das Bibliotecas Escolares, da Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), do Instituto Camões, da Direção de Serviços de Ensino e Escolas Portuguesas no Estrangeiro (DSEEPE) e da RTP.

Com o objetivo de estimular hábitos de leitura e de pôr à prova competências de expressão escrita e oral junto da população escolar, o universo do concurso é alargado, na atual edição, a todos os níveis de ensino básico e secundário. Assim, esta 12ª Edição 2017/2018 do CNL dirige-se aos alunos dos 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e aos alunos do Ensino Secundário.

Em colaboração com a Rede de Bibliotecas do Concelho de Esposende, a Biblioteca Municipal organizou esta fase do Concurso. A Rede nomeou um Júri (Coordenadora da Biblioteca Municipal, Luísa Leite - por inerência de funções, Raquel Ramos, coordenadora interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares e o escritor/jornalista Alberto Serra) que selecionou as obras a ler, por ciclo; elaborou as provas escritas, e presidiu a esta fase do concurso, que visa apurar um aluno vencedor por cada ciclo de ensino.

Assim, os alunos do 1.º Ciclo leram “Um fidalgo de pernas curtas”, de Ilse Losa; os alunos do 2º ciclo “O caderno do avô Heinrich”, de Conceição Tomé; e os alunos do 3º ciclo leram “O velho que lia romances de amor”, de Luís Sepúlveda. Os alunos do ensino secundário leram “Intermitências da Morte”, de José Saramago.

Este 2º momento do CNL contou com a presença da Vereadora da Cultura, Angélica Cruz, que felicitou todos os participantes e enalteceu o trabalho de equipa em prol da leitura, tendo entregue os prémios aos vencedores, e algumas ofertas a todos os participantes.

Os alunos vencedores são: Carolina Azevedo (1º ciclo), André Roças (2º ciclo), Lara da Costa (3º ciclo). A aluna vencedora do Ensino Secundário é Maria Constança Cerqueira Peixoto que não participou nesta fase visto o concelho de Esposende apenas ter uma Escola Secundária.

Estes alunos vão disputar a 3º Fase Intermunicipal, em Amares, em data a marcar.

TERRAS DE BOURO APOIA BIBLIOTECAS ESCOLARES

Município de Terras de Bouro ofereceu obras literárias às bibliotecas escolares

No dia 30 de novembro, na sede do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro e na presença da Dr.ª Liliana Machado, Chefe de Gabinete da Presidência, além da respetiva equipa de apoio às bibliotecas, decorreu uma ação lúdica teatral para as crianças dos jardins-de-infância de Moimenta e Chorense, momento que assinalou a entrega da oferta pelo Município de obras de educação literária para uso em contexto escolar.

Desta forma, o Município de Terras de Bouro continua a contribuir para a formação completa do indivíduo e do cidadão em contexto escolar, uma vez que a literatura veicula tradições e valores e é, como tal, parte integrante do património.

CAPA

DSC06607

DSC06620

DSC06622

VIZELA PROMOVE BIBLIOTECAS ESCOLARES

Bibliotecas de Vizela apresentaram projetos no X Encontro de Serviços de Apoio às Bibliotecas Escolares

A Câmara Municipal de Vizela, através da Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes, e a Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Vizela apresentaram as boas práticas que promovem no X Encontro de Serviços de Apoio às Bibliotecas Escolares, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Famalicão, no passado dia 24 de novembro.

Apres. projetos bibliotecas

Márcia Castro, pela Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes, e Elsa Oliveira, pela Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Vizela, apresentaram, respetivamente, os projetos ‘Ler é aprender’ e ‘Liga-te à Poesia’, ambos considerados projetos de mérito em 2013 pela Rede de Bibliotecas Escolares.

‘Ler é aprender’ foi promovido no seio da Rede de Bibliotecas de Vizela, numa parceria entre os Agrupamentos de Escolas de Infias e Vizela e a Biblioteca Municipal.

FAMALICÃO RECEBE 10º ENCONTRO DE SERVIÇOS DE APOIO ÀS BIBLIOTECAS ESCOLARES

Esta sexta e sábado, 24 e 25 de novembro, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco

“Bibliotecas: da utilidade à necessidade” é o tema do décimo Encontro de Serviços de Apoio às Bibliotecas Escolares, que decorre esta sexta e sábado, dias 24 e 25 de novembro, em Vila Nova de Famalicão.

Encontro vai decorrer na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco

O encontro destina-se a bibliotecários municipais, professores bibliotecários, equipas das bibliotecas escolares, educadores de infância e professores do ensino básico e secundário das escolas/agrupamentos.

O primeiro dia do evento decorrerá na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco e contará com a realização de várias conferências de enquadramento do tema, destacando-se a presença da Coordenadora da Rede Nacional de Bibliotecas Escolares, Manuela Pargana Silva, e dos escritores Gonçalo Cadilhe e Filipe Morato Gomes. O segundo dia da iniciativa, sábado, dia 25, ficará marcado por mais de uma dezena de workshops formativos dedicados às mais diversas áreas da biblioteconomia, que terão lugar na Escola Secundária Camilo Castelo Branco.

Demonstrar o papel que as bibliotecas escolares e municipais desempenham na formação de leitores competentes, autónomos e críticos e debater sobre a dimensão estratégica que estes espaços públicos de leitura representam na atual sociedade da informação são os grandes objetivos desta iniciativa, organizada pela Câmara Municipal em parceria com o Grupo de Trabalho das Bibliotecas de Famalicão e o Centro de Formação de Associação de Escolas de Famalicão (CFAE).

BIBLIOTECA PESSOAL DO ESCRITOR FAMALICENSE ACESSÍVEL E GRATUITA PARA TODOS

Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco disponibiliza online espólio de Vasco de Carvalho

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, de Vila Nova de Famalicão, disponibiliza desde esta quarta-feira, o espólio do escritor famalicense Vasco de Carvalho, através da biblioteca digital de acesso online totalmente gratuito disponível em www.bibliotecacamilocastelobranco.org.

Biblioteca de Vasco de Carvalho

No dia 8 de novembro de 1961 desaparecia, da ilustre sociedade famalicense, a incontornável figura de Vasco César de Carvalho. A imprensa da época noticiava “Faleceu o escritor Vasco de Carvalho. Na quarta-feira de manhã a notícia correu célere e provocou em todos uma expressão de espanto e ao mesmo tempo de amargura: morreu o Vasco de Carvalho!“

No dia em que se cumpria a passagem do 56.º aniversário sobre a sua morte, o Município de Vila Nova de Famalicão, através da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, leva a efeito esta simbólica homenagem a um ilustre historiador autodidata famalicense.

Como em tempos se inscreveu no catálogo da exposição Vasco de Carvalho: Aspetos de Vila Nova, que lhe foi dedicada em 2005, no âmbito das comemorações do Foral de D. Sancho I e por ocasião do aniversário dos 170 anos da fundação do concelho, foi grande o mérito deste homem, que dedica uma vida ao amor por uma terra, que acredita só ser possível estudá-la, esmiuçando o passado, refletindo o presente e garantindo o futuro.

Prova disso foi a doação, de toda a sua biblioteca, à Câmara Municipal, para integrar o fundo documental da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, no ano de 1961, pouco antes de falecer.

Desta forma, Vasco de Carvalho pôs à disposição de toda a comunidade, dos investigadores e curiosos, os seus conhecimentos, desde as origens desta terra até à época contemporânea, através de milhares de documentos com informações sobre monumentos, festas, figuras populares, feiras, personalidades locais, homenagens, vida política, comércio, etc.

A Biblioteca Digital Vasco de Carvalho, que se junta agora à já disponível Biblioteca Digital da Oposição Democrática de Vila Nova de Famalicão, representa mais um marco importante da história mais recente da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, pois revela o resultado de um trabalho persistente na promoção e divulgação da sua Sala de Fundo Local, entendida como um dos garantes da preservação da memória cultural do concelho de Vila Nova de Famalicão.

ESPOSENDE RECEBE SECRETÁRIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR

14.º Encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas

No encerramento do 14.º Encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, a Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Fernanda Rollo, defendeu que “cada biblioteca deve ser uma porta para a Ciência Aberta, basta que as bibliotecas se inscrevam”.

sec estado ensino superior 1

“As bibliotecas são esse espaço, esse cosmos onde tudo pode acontecer, importantes na ligação do estudo à comunidade. Com o programa Ciência Aberta, as bibliotecas vão ter de mudar na sua postura física, criando espaços mais amplos para facultar a partilha, nomeadamente de repositórios digitais”, alertou a Secretária de Estado.

“Todos temos de fazer mais pela promoção da literacia, pela literacia digital e o Plano Nacional de Leitura está projetado para essa necessidade”, apontou Fernanda Rollo que manifestou disponibilidade para ajudar as bibliotecas, nomeadamente com disponibilização de ferramentas para acesso às novas tecnologias.

A governante anunciou o programa que pretende aproximar ciência e cultura -C2 Diálogos Cruzados- que visa aliar estas duas áreas, assim como o projeto Volta ao Conhecimento que desperta o interesse pela aquisição de conhecimentos e associa o conhecimento ao território.

No balanço a este encontro de bibliotecários que ocorreu vinte e cinco anos após a realização, também em Esposende, do 1.º Encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, a vereadora da Educação e Cultura do Município de Esposende, Angélica Cruz, lembrou que o encontro abriu “múltiplas oportunidades, graças à participação de conferencistas de elevada qualidade que ajudaram a refletir sobre as exigências e os novos desafios colocados às bibliotecas públicas na contemporaneidade, permitindo também conhecer projetos de grande valor.

Queremos melhorar o serviço prestado pelas bibliotecas para contribuir na formação de verdadeiras comunidades de leitura e outras, para que possamos dar resposta à sociedade da comunicação. Depositamos grande esperança nos projetos perspetivados no âmbito das CIM”, disse Angélica Cruz.

Isabel Costa, presidente da Delegação Regional Norte da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas, destacou a importância dos debates realizados pelos grupos de estudo, alertando para as preocupações bem diferentes daquelas verificadas há 25 anos.

Já o diretor-geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Silvestre Lacerda, vincou a colaboração das três entidades responsáveis pelo evento, destacando o trabalho de técnicos do município, assim como do ex-vereador, Maranhão Peixoto.

“O alargamento da rede é um sonho, incluindo todas as estruturas, mas para isso é necessário evoluir na qualidade de serviços e olhar o cidadão no centro da sua ação”, destacou Silvestre Lacerda.

Este encontro debateu assuntos diversos do universo do livro e da leitura, nomeadamente os novos paradigmas das tecnologias da comunicação, passando pela formação e literacias, as redes e cooperação e a gestão de espaços, públicos e coleções.

sec estado ensino superior

BIBLIOTECAS ESCOLARES DE ESPOSENDE ESTÃO EM REDE

14.º Encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas decorre em Esposende. 27 e 28 de outubro

Esposende vai acolher amanhã e sábado, dias 27 e 28 de outubro, o 14.º Encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas. O Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, vai presidir à sessão de abertura e a Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Fernanda Rollo, encerrará o evento, a decorrer no Auditório Municipal de Esposende.

REDES_BIBLIOTECAS

O evento é organizado pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, em colaboração com a Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD), e conta com o apoio do Município de Esposende.

Esta edição assinala a passagem dos 30 anos da criação do Programa da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas e os 25 anos da realização do 1.º Encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas em Esposende. Sob o lema “Num mar de oportunidades: bibliotecas em redes” pretende-se refletir sobre o panorama atual das bibliotecas públicas, sobre os sucessos alcançados e dificuldades enfrentadas, mas também abordar os desafios futuros, as conquistas obtidas ao longo de três décadas e o que ainda falta concretizar. Numa conjuntura em que a criação de redes surge como uma oportunidade de desenvolvimento e de gestão eficaz dos recursos cada vez mais escassos, as bibliotecas encontram-se num momento crucial para estabelecer pontes a nível local e regional.

Agendada para as 10h30, a sessão de abertura desde 14.º Encontro contará com a presença do Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, e do Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, entre várias outras individualidades. Segue-se a entrega do Prémio de Boas Práticas em Bibliotecas Públicas, na sua 3ª edição e que foi atribuído à Biblioteca Municipal de Ílhavo pelo projeto "Ao som das histórias".

Por forma a dar continuidade ao desenvolvimento do Programa da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, este 14.º Encontro aposta num modelo inovador e participativo, onde diversos temas e experiências se cruzam para apontar caminhos e definir estratégias no contexto europeu, aproveitando as dinâmicas que o digital trouxe para o campo da ciência e da cultura, refletindo sobre os permanentes desafios tecnológicos, as rápidas mutações sociais e a alteração dos hábitos de acesso à informação. Através da apresentação de conferências de enquadramento e da realização de grupos de reflexão, os participantes no Encontro serão envolvidos na reflexão em torno de temas fundamentais para as bibliotecas públicas de hoje.

Assim, uma das convidadas é Ilona Kish, que proferirá a comunicação “A library renaissance for the 21st century in Europe”. Llona Kish é responsável pelo Programa de Bibliotecas Públicas 2020, da Comunidade Europeia, que reúne 65 mil bibliotecas públicas em toda a União Europeia e é administrado pela Fundação de Leitura e Escrita. É responsável pela equipa de Bruxelas, integra o grupo consultivo e outras relações estratégicas dentro do Programa. Ilona Kish foi Secretária Geral da Culture Action Europe, uma associação que promove as associações artísticas e culturais em toda a Europa.

Já no período da tarde, na Escola Básica António Correia de Oliveira, os grupos de reflexão irão debruçar-se, em sessões paralelas, sobre temáticas como Serviços e Inovação, Formação e literacias, Redes e cooperação, Regulação e profissão, Tecnologias e comunicação, Espaços, públicos e coleções, Advocacy e valor social, e Direitos de Autor e Reutilização da Informação Pública.

No segundo dia do Encontro da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, no período da manhã, terá lugar a apresentação das conclusões dos grupos de reflexão e, de tarde, vai falar-se sobre O mundo dos papéis e o mundo das coisas: Ciência Aberta, conhecimento para todos.

A Sessão de Encerramento está agendada para as 15h00, com a presença da Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Fernanda Rollo.

MUNICÍPIO DE BARCELOS PROMOVE 7º ENCONTRO DE BIBLIOTECAS DO CONCELHO

Pedro Chagas Freitas e Álvaro Laborinho Lúcio são algumas das presenças deste encontro que promove a leitura e o livro, nos dias 20 e 21 de outubro, na Biblioteca Municipal

Agir, Articular, Transformar são as palavras de ordem do 7º Encontro de Bibliotecas de Barcelos, que decorre nos dias 20 e 21 de outubro, na Biblioteca Municipal, organizado pelo Município de Barcelos, em colaboração com a Rede de Bibliotecas Escolares de Barcelos e o Centro de Formação da Associação de Escolas dos Concelhos de Barcelos e Esposende.

Cartaz - 7.º Encontro de Bibliotecas Escolares

Este ano subordinado ao tema “Bibliotecas em Linh@ - Agir, Articular, Transformar”, o programa do 7º Encontro de Bibliotecas de Barcelos tem início às 14h00, do dia 20, com a habitual sessão de abertura presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes. O encontro conta ainda com a presença de António Boaventura, do Centro de Formação da Associação de Escolas dos Concelhos de Barcelos e Esposende, e de Helena Araújo, da Rede de Bibliotecas Escolares do Ministério da Educação. Ainda no mesmo dia, às 15h00, será debatido o primeiro tema - “ Literacia : competência essencial do aluno no século XXI”, por Álvaro Laborinho Lúcio, escritor e ex-ministro da justiça.

O encontro proporciona a todas as pessoas ligadas à promoção do livro e da leitura uma reflexão sobre estes temas, e reúne um painel de conferencistas convidados, nomeadamente escritores, professores e investigadores, representantes das várias dimensões constitutivas da comunidade educativa escolar (bibliotecários, professores, educadores, técnicos de biblioteca e animadores culturais, etc), procurando uma reflexão dialógica em torno de questões emergentes ligadas à importância da literacia e a devida promoção, a organização e gestão de bibliotecas e, num âmbito mais alargado, da formação dos alunos.

Ao longo dos dois dias do encontro, realizam-se ainda diversos workshops, com a participação de Pedro Chagas Freitas, Joana Viana, Elisa Cerveira e Mariana Celas.

Barcelos possui uma das maiores redes de bibliotecas escolares do país. São 27 estruturas na promoção dos livros e da leitura, animadas por um programa de atividades culturais desenvolvido em permanência pelo Município de Barcelos.