Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ARCOS DE VALDEVEZ APOIA FORMALIZAÇÃO DE REDE DE BIBLIOTECAS

Rede de Bibliotecas de Arcos de Valdevez - Celebrado protocolo. Plataforma online disponibiliza mais de 55 mil títulos aos leitores

Considerando a necessidade de dar continuidade e desenvolver todo um trabalho iniciado em 2007, foi celebrado esta terça-feira, dia 7 de maio, o protocolo de colaboração entre Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, o Agrupamento de Escolas de Arcos de Valdevez e a Escola Profissional do Alto Lima – Epralima para formalização da constituição da rede de Bibliotecas de Arcos de Valdevez.

IMG_7710biarc (2).JPG

Neste ato, todos os parceiros foram unânimes em dizer que este foi um dia muito feliz e que é um gosto integrar esta rede que permite aumentar o conhecimento e melhorar as práticas de leitura.

Para o Presidente da Câmara Municipal João Esteves este é um processo que está a ser levado a cabo no sentido de se continuar a construir uma comunidade com mais conhecimento e com melhores acessos à cultura e educação.

IMG_7710biarc (1).JPG

Esta rede surge como forma de reconhecer e potenciar todo um trabalho colaborativo que, informalmente desenvolvido no âmbito do SABE (Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares de Arcos de Valdevez) permitiu criar parcerias direcionadas para a rentabilização de recursos humanos, tecnológicos e informacionais e para o desenvolvimento de ações cooperativas no intuito de elevar o nível educativo e cultural do Concelho de Arcos de Valdevez, em prol, sobretudo, do progresso dos níveis de literacia dos cidadãos.

A RBAV define-se como uma estrutura de cooperação aberta à livre participação das Bibliotecas, visando o fomento de uma política coordenada de aquisições, a observância de princípios técnicos biblioteconómicos e informáticos uniformizados, a compatibilização e a troca de informação bibliográfica, a dinamização do empréstimo inter-bibliotecas, a organização de atividades de promoção e animação da leitura, a promoção das multiliteracias e a construção e gestão de um Portal acessível através do respetivo endereço eletrónico.

Através deste protocolo agora celebrado, as partes comprometem-se a criar e dar continuidade à organização e gestão de projetos de intervenção e cooperação na área das Bibliotecas; promover e estreitar a ligação entre os responsáveis da comunidade local, a Câmara Municipal, a Biblioteca Municipal Tomaz de Figueiredo, escolas e respetivas bibliotecas escolares e outros parceiros tidos por convenientes na prossecução dos objetivos comuns neste âmbito; fomentar a ligação inter-instituições por forma a potencializar recursos através de uma partilha e cooperação efetivas; promover a troca de experiências entre os seus membros, no âmbito da organização, gestão, animação e dinamização de bibliotecas; criar e garantir a atualização do Portal e Catálogo Coletivo das Bibliotecas do Concelho de Arcos de Valdevez; e ainda fomentar o empréstimo inter-bibliotecas e o desenvolvimento de políticas de aquisições concertadas que visem a otimização de recursos.

IMG_7710biarc (3).JPG

IMG_7710biarc (4).JPG

BIBLIOTECA DE FAMALICÃO LANÇA INICIATIVA PARA “PAIS IN/FORMADOS”

Primeira sessão realiza-se na Biblioteca Municipal no dia 6 de dezembro

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco vai promover um conjunto de sessões informativas, dirigidas a pais e encarregados de educação, intitulada “Pais IN/Formados”. Dinamizadas por psicólogos, as sessões pretendem ajudar os pais na sua missão de educadores, fornecendo-lhes informação, orientação e aconselhamento sobre diversas temáticas ligadas à criança e ao jovem, tais como, birras, pré-adolescência, dependências, bullying, entre outras.

Biblioteca Camilo Castelo Branco (41)

A primeira sessão realiza-se já no próximo dia 6 de dezembro e é subordinada ao tema “Pais de Cabelos em pé! Pré-adolescência, e agora?”, contando com a dinamização da psicóloga Cristina Faria. As inscrições já se encontram abertas através do telefone 252312699 ou do email mariajoaosilva@bibliotecacamilocastelobranco.org e são gratuitas, sujeitas a confirmação.

Para 2019, estão agendadas mais duas sessões. No dia 15 de março o tema da sessão será “Birras: o meu filho desafia-me, e agora?” e será dinamizada pelo psicólogo Paulo Coelho. Para 31 de maio está agendada uma sessão com um tema bem pertinente e muito atual que é “Socorro, tenho um youtuber lá em casa!” e será dinamizada pela psicóloga Maria Ribeiro.

A iniciativa, que conta com a parceria da Clínica de Desenvolvimento – MIM (Braga) e do seu grupo clínico de psicólogos especializados, pretende ser um espaço de partilha para pais, educadores e profissionais na área da educação e decorrerá na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em horário pós-laboral, das 18h30 às 20h.

Os principais objetivos do projeto Pais in/formados são os de proporcionar aos pais/educadores um espaço de partilha de reflexões e experiências; promover a autoestima e o sentido de confiança nos pais; promover e potenciar a comunicação entre pais e filhos e ajudar os pais a lidar com os comportamentos e hábitos das crianças e jovens.

O projeto conta com a parceria da FECAPAF - Federação Concelhia das Associações de Pais de Famalicão, que colaborará na divulgação das sessões informativas junto das Associações de Pais do concelho de Vila Nova de Famalicão.

BIBLIOTECA DO EXÉRCITO POSSUI A OBRA “OS ESTRANGEIROS NO LIMA” DE MANOEL GOMES DE LIMA BEZERRA

A obra original em dois volumes “Os estrangeiros no Lima ou Conversaçõens eruditas sobre varios pontos de Historia Ecclesiastica, Civil, Litteraria, Natural, genealogia, Antiguidades, Geographia, Agricultura, Commercio, Artes e Sciencias com Huma descripção de todas as Villas, Freguesias, e lugares notaveis da Ribeira Lima...”, da autoria do escritor limiano Manoel Gomes de Lima Bezerra, publicado em Coimbra pela Real Officina da Universidade entre 1785 e 1791 “Com licença da Real Mesa Censoria, e Privilegio Real”, encontra-se disponível para consulta na Biblioteca do Exército, em Lisboa.

Capturarq

PONTE DA BARCA EVOCA LAUREANO BARROS

Ponte da Barca evocou Laureano Barros, o matemático que coleccionava livros

A estreia do documentário de Paulo Pinto, foi um dos momentos do programa que Ponte da Barca dedicou no passado sábado ao matemático que aqui reuniu uma das mais notáveis bibliotecas privadas portuguesas.

1 (2).jpg

O grande bibliófilo, matemático e intelectual anti-fascista Laureano Barros (1921-2008), que reuniu na sua quinta da Fonte da Cova uma das mais extraordinárias bibliotecas privadas portuguesas da segunda metade do século XX, foi homenageado no passado sábado em Ponte da Barca, onde passou as últimas décadas da sua vida, com um programa que incluiu a estreia do documentário Laureano Barros, Rigoroso Refúgio, realizado por Paulo Pinto, e o lançamento do livro O Grilo na Varanda, que reúne a correspondência de Luiz Pacheco para o coleccionador, um volume organizado e prefaciado por João Pedro George, biógrafo do autor de Comunidade, e editado pela Tinta da China.

2 (2).jpg

Livro e filme foram apresentados na Casa de Santo António do Buraquinho, em Ponte da Barca, numa sessão em que, além dos respectivos autores, participou Paulo Pacheco, filho de Luiz Pacheco.

Antes disso, num programa também de tributo à paixão de coleccionar, José Pacheco Pereira apresentou a colecção de livros Ephemera, através da qual têm vindo a ser estudados e divulgados alguns núcleos específicos do gigantesco arquivo e biblioteca que reuniu na sua propriedade da Marmeleira, em Rio Maior. Durante toda a sessão decorreu a Oficina de Composição Manual, pelo tipógrafo Álvaro Pedreira, numa parceria com o Museu Nacional da Imprensa.

Já no fim da tarde, decorreu uma conversa com três coleccionadores de livros – António Maria Pinheiro Torres, Carlos Almeida e Jorge Meireles, a esta evocação de Laureano Barros, intitulada Biblioteca Vertical numa alusão à reconhecida verticalidade de carácter do homenageado, e encerrou à noite com um concerto do fadista Ricardo Ribeiro no Largo da Misericórdia.

3 (1).jpg

4 (2).jpg

5.jpg

7.jpg

8.jpg

10.jpg

11.jpg

CASA DE PONTE DE LIMA: ONDE PÁRA A BIBLIOTECA DELFIM GUIMARÃES?

Entre 1995 e 1997, recebeu a Casa de Ponte de Lima mais de três milhares de livros oferecidos por autarquias locais e embaixadas de países estrangeiros acreditados no nosso país, além de outras entidades. Destinavam-se estas ofertas á criação de uma biblioteca a privilegiar a História, arte, património, literatura e folclore das mais diversas regiões do país e de todo o mundo – a Biblioteca Delfim Guimarães!

DSCF1793 ccpl-grafiti (2).JPG

Entre as entidades mais generosas, destaca-se naturalmente a Câmara Municipal de Ponte de Lima, a Embaixada dos Estados Unidos da América e a Junta de Freguesia de Campolide que ofereceu uma magnífica enciclopédia de História.

Este objetivo foi por várias vezes referido nas assembleias gerais daquela entidade e mencionado nos respetivos relatórios de atividades. Porém, passaram já mais de duas décadas desde que foi levado a efeito nessa campanha de angariação e da instalação da referida Biblioteca Delfim Guimarães jamais se ouviu falar…e, em relação aos livros doados? Responda quem souber!

FEIRA DE VELHARIAS DE ESPOSENDE DESTACA LIVREIROS

1 de março – Largo Rodrigues Sampaio

A próxima edição da Feira de Velharias do Município de Esposende, que terá lugar no próximo domingo, dia 1 de março, vai dar destaque aos livreiros. O certame passará a versar uma temática, em cada mês, ao invés de colocar em evidência um só colecionador.

DSC02533

Assim, nesta edição haverá uma oferta muito variada de publicações, para todos os gostos, desde revistas antigas e raras até livros usados, que já fizeram o deleite de uns e esperam agora encontrar novos leitores. Considerando que estarão em destaque, os livreiros prometem fazer bons preços.

A Feira de Velharias realiza-se ao longo de todo o ano, sempre no primeiro domingo de cada mês, no Largo Rodrigues Sampaio, no centro da cidade, entre as 10h00 e as 19h00. Participam dezenas de colecionadores, livreiros, antiquários e particulares, com o objetivo de comercializar os seus artigos, vendendo-os ou trocando-os por outros, de especial interesse.

Além de proporcionar a venda, compra e troca de velharias, antiguidades e colecionismo, este evento confere animação à cidade e dinamiza a economia local.

DSC02298

ESPÓLIO BIBLIOGRÁFICO DE VÍCTOR CASTILHO ENRIQUECE ARQUIVO MUNICIPAL DE PONTE DE LIMA

O património documental do Arquivo Municipal de Ponte de Lima está mais rico, graças à recente aquisição de um valioso acervo documental.

IMG_8432 BIS F []

O Município de Ponte de Lima adquiriu ao bibliófilo e colecionador limiano Victor Castilho um valioso acervo documental constituído por diversos manuscritos, partituras, fotografias antigas de paisagens e monumentos, jornais, revistas e livros impressos, alguns dos quais raros, todos referentes ao concelho de Ponte de Lima e/ou a autores limianos, num total de 250 documentos.

Esta aquisição, que em muito contribui para o enriquecimento do fundo local, reveste-se de grande importância para a investigação e para o conhecimento da história do concelho de Ponte de Lima.

O acervo documental será brevemente disponibilizado ao público no Arquivo Municipal de Ponte de Lima.

FEIRA DE VELHARIAS DE ESPOSENDE DESTACA ALFARRÁBIOS DE CRISTINA BRAGA

Livros usados da colecionadora Cristina Braga em destaque na Feira de Velharias de janeiro

Cristina Braga é a colecionadora que vai estar em destaque na Feira de Velharias de Esposende, no próximo mês de janeiro. Com acesso livre, o certame decorrerá no dia 5 de janeiro de 2014, entre as 10h00 e as 19h00, no Largo Rodrigues Sampaio.

unnamed

Esta será a segunda vez que esta colecionadora natural de Braga terá em destaque os seus artigos, concretamente livros usados. Do seu vasto espólio, composto por largos milhares de volumes, constam diversas monografias e muitos livros de Esposende, que, já esgotados, só se encontram em segunda mão.

Na próxima edição da Feira de Velharias de Esposende, Cristina Braga terá, assim, disponível uma vasta coleção de livros, romances e contos, de temáticas variadas, para todos os gostos, a preços muito convidativos.

Presença regular neste certame, Cristina Braga percorre o norte do país, em diversos eventos, desde feiras de velharias, antiguidades, usados e feiras do livro. Iniciou-se nestas andanças há quase duas décadas, influenciada pelo pai filatelista. Começou por vender faianças, louça variada, objetos decorativos e do lar e utensílios diversos, passando mais tarde a comercializar apenas livros usados.

A Feira de Velharias de Esposende é organizada pela Câmara Municipal de Esposende, no primeiro domingo de cada mês, tendo em vista a promoção, venda, compra e troca de velharias, antiguidades e colecionismo.