Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BARCELOS APRESENTA NOVAS EDIÇÕES DE LIVROS

Lançamento de livros na Biblioteca Municipal de Barcelos

Realiza-se, nos dias 16 e 17 de novembro, na Biblioteca Municipal de Barcelos, o lançamento de dois livros.

Biblioteca Municipal de Barcelos

O primeiro, intitulado “Enterro da Loba”, do barcelense António Gaspar Cunha, será apresentado por José Moreira da Silva, no dia 16, às 21h30. Trata-se de um livro de ficção, editado pela Editorial Novembro, sobre as praxes académicas, com a história de uma aluna universitária.

António Gaspar Cunha começou por escrever poesia, dando expansão ao saber e, sobretudo, ao viver acumulados durante os seus 50 anos de vida. Escrever é, para si, não só uma emancipação, mas também uma expressão do seu pensamento acerca do mundo atual, fazendo-o através de uma “tormentosa serenidade”, expressa quer na sua escrita poética, quer na narrativa.

“Yang Sheng” é o título do livro de  Wenqian Chen, que será apresentado no dia 17 de novembro, às 15h00, e que fala dos fundamentos da Medicina Tradicional Chinesa e como podemos aplicá-los no nosso dia a dia.

Wenqian Chen, fundadora e diretora do Centro de Terapias Chinesas em Lisboa, partilha a sua experiência quotidiana com doentes portugueses para nos oferecer conselhos práticos e fáceis de seguir e revela os segredos de uma ciência milenar, a medicina tradicional chinesa, que cada vez conquista mais adeptos entre os ocidentais.

TEATRO EM BARCELOS É UM FESTIVAL

Festival de Teatro de Barcelos mostra dinâmica teatral do concelho

O 31.º Festival de Teatro de Barcelos, organizado pela Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos e com o apoio do Município de Barcelos, teve a maior audiência de sempre, com o Teatro Gil Vicente lotado em todos os 7 espetáculos de grupos do concelho que se realizaram entre 6 de outubro e 3 de novembro.

Imagem 1

Foi com o espetáculo "Pão Nosso", do Teatro de Balugas, concebido e interpretado por Cândido Sobreiro, que encerrou no dia 3 de novembro o 31.º Festival de Teatro de Barcelos, peça que abordou de uma forma teatral e poética o ciclo do pão na aldeia, terra onde já se amassou muito pão e onde o pão era o sustento.

A atribuição de prémios decorreu no dia 11 de novembro, dia que marcou a estreia da peça “Nariz” pel'A Capoeira- Companhia de Teatro de Barcelos.

O júri do concurso era composto por Tiago Ferreira (ator de A Capoeira), Flora Miranda (atriz e cantora) e Leandro Covinha (jornalista).

A peça de teatro “Pão Nosso”, do Teatro de Balugas, venceu o prémio de melhor espetáculo no Festival de Teatro de Barcelos, tendo sido ainda contemplada com os prémios de melhor cenário, melhor sonoplastia, melhor iluminação cénica e melhor guarda-roupa.

Quanto à melhor interpretação feminina, foi atribuída a Telma Domingues, da Via 3 Companhia de Teatro, e melhor interpretação masculina atribuída a Filipe Gomes dos Pioneiros da Ucha.

As menções honrosas foram distinguidas na categoria de sonoplastia, iluminação cénica e espetáculo, respetivamente às peças: “Só Podia Ser Assim” da Associação Só Podia, à peça “Arístides, e agora?” e à peça “Trair pelos dois” do Grupo de Teatro Amador da Pousa “O Branselho?.

O festival teve como principal objetivo a troca de experiências entre grupos, o desenvolvimento da arte teatral e a promoção de novos projetos teatrais. 

Imagem 2

BARCELOS MODERNIZA INFORMÁTICA NAS ESCOLAS

Câmara aposta na modernização de equipamentos informáticos das escolas. Plataforma dinamiza comunidade educativa do concelho

As escolas do concelho estão a beneficiar da modernização de equipamentos informáticos, fruto de um investimento que o Câmara Municipal de Barcelos está a fazer, no âmbito das tecnologias de informação e comunicação, estimado em 577 mil euros. O projeto Comunidade Educativa Digital visa a dinamização da comunidade educativa ao nível do ensino pré-escolar, básico e secundário, dotando esta comunidade de ferramentas e meios digitais que auxiliem na gestão de alimentação e transportes escolares.

CMB_Plataforma digital

A comunidade escolar do concelho de Barcelos envolve, para além da Câmara Municipal e serviços municipais, juntas de freguesia, agrupamentos de escolas, escolas e jardins de infância, empresas fornecedoras de refeições escolares e de transportes escolares e várias IPSS’s.

Sob a designação “Reengenharia, simplificação e desmaterialização dos serviços públicos municipais”, este projeto foi financiado em 85% pelo Programa Norte 2020, cabendo o restante financiamento ao Município de Barcelos, e pretende adaptar os serviços municipais às novas exigências, reconhecendo a importância das novas tecnologias na construção de uma administração local moderna, eficiente e acessível.

A atual plataforma educativa digital vai ser reforçada com mais serviços colaborativos, nomeadamente a gestão de infraestruturas e ocorrências escolares, o acompanhamento de crianças pela CPCJ ou a desmaterialização do acervo histórico, prevendo-se ainda a modernização dos equipamentos informáticos escolares com a aquisição de cerca de 200 computadores e 89 multifunções a distribuir pela generalidade das escolas e jardins de infância.

Ainda na área das tecnologias de informação e comunicação, os alunos beneficiam pelo quarto ano consecutivo da Plataforma + Cidadania que visa o desenvolvimento de literacia digital nos alunos; o contacto dos alunos com ferramentas pedagógicas inovadoras; o desenvolvimento de valores da cidadania através da exploração de diferentes temáticas abordadas de forma lúdica (educação ambiental e desenvolvimento sustentável, educação para a saúde, igualdade de género e currículo local), destinada a alunos do 1ºciclo do ensino básico.

Este projeto foi desenvolvido pelos municípios do Quadrilátero Urbano com a Universidade do Minho, e tem como missão reduzir e prevenir o abandono escolar precoce e promover a igualdade de acesso a uma educação de boa qualidade.

BARCELOS ABATE ÁRVORES DE GRANDE PORTE QUE REPRESENTAM PERIGO

Trânsito cortado em Palme devido a abate de árvores

A Câmara Municipal de Barcelos vai proceder ao abate de árvores de grande porte em risco de queda na freguesia de Palme, o que obrigará à interdição de trânsito na Estrada Nacional Desclassificada (END) 305, nos dias 19, 20 e 21 de novembro, entre as 8h00 e as 18h00.

Com vista a minorar os constrangimentos para os utilizadores desta via, serão indicados percursos alternativos.

O desvio para os veículos pesados será realizado pela Estrada Municipal (EM) 556, do cruzamento de Fragoso até à Estrada Nacional (EN) 103, em Forjães, e vice-versa.

A alternativa para as viaturas ligeiras será pelo Caminho Municipal (CM) 1009, desde a sede da Junta de Freguesia de Palme até à EN 103, em Forjães, e vice-versa.

No local será colocada sinalização adequada, solicitando-se aos automobilistas que sigam pelos itinerários alternativos indicados. Estará também presente no local a autoridade para garantir a gestão do trânsito.

Entretanto, nos próximos dias 14, 15 e 16 de novembro, haverá intervenções de menor dimensão que vão obrigar ao condicionamento de trânsito. No dia 14, os trabalhos vão realizar-se na EN306, em Lijó; no dia 15, na EN 306, em Alheira, Pereira e Barcelinhos; no dia 16, na EN 103, em Abade de Neiva.

No âmbito da intervenção em Palme serão abatidas 43 árvores e no conjunto das restantes 18.

Estas intervenções têm por base exames fitossanitários e biomecânicos, desenvolvidos por uma entidade externa, os quais concluíram que as árvores indicadas apresentam fragilidades que podem colocar em causa a segurança das pessoas, bem como o cumprimento do Decreto-Lei 124/2006, na sua versão atualizada.

MISSIONÁRIOS EVOCAM D. ANTÓNIO BARROSO

Exposição missionária itinerante evoca D. António Barroso

Os institutos missionários que se dedicam à evangelização em Portugal e no mundo, promovem uma exposição itinerante que, atualmente, está patente até ao dia 17 de novembro na Sala Gótica dos Paços do Concelho.

Cartaz

Intitulada «Pelos caminhos do mundo», a  exposição missionária presenta em três momentos. O primeiro é constituído por um conjunto de roll-ups (cartazes) que, apostando essencialmente na imagem, procuram apontar para uma entidade divina que faz caminho com as pessoas e que as envolve no seu projeto de vida para todos. Uma série de objetos que falam do encontro de culturas e religiões é a proposta do segundo bloco. E, finalmente, o terceiro, em forma de jogo, procura envolver o visitante na aventura de percorrer os caminhos do mundo.

A exposição dará relevo especial à figura do missionário de Remelhe, D. António Barroso, numa altura em que se comemora o aniversário do seu nascimento e passam 100 anos do seu falecimento.

A exposição decorre, também, na perspetiva do Mês Missionário Extraordinário (outubro de 2019), proposto pelo Papa Francisco, e coincide com a celebração do Ano Missionário (outubro de 2018 a Outubro de 2019), sugerido pela Conferência Episcopal Portuguesa.

No dia 10 de novembro, esta exposição será objeto de uma visita especial, durante a sessão cultural evocativa de D. António Barroso, antigo missionário em Angola, bispo de Himéria, em Moçambique, de Meliapor, na Índia e na diocese do Porto.

Posteriormente, a exposição percorrerá outros espaços do país, lançando-se, ela mesma, na aventura dos caminhos da missão.

BARCELOS OFERECE GALOS

Câmara oferece galos de Barcelos para apelar à inclusão do novo hospital no OE2019

A Câmara Municipal continua a defender a construção de um novo hospital público em Barcelos e a reivindicar a inclusão da obra no Orçamento do Estado para 2019. Nesse sentido, o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, fez chegar na passada sexta-feira à Assembleia da República e ao Governo uma carta a apelar à inclusão da construção do novo hospital no Orçamento do Estado.

IMG_3052

A missiva foi enviada para o Presidente da Assembleia da República, Primeiro-Ministro, Ministro das Finanças, Ministro da Saúde, Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Líderes dos Grupos Parlamentares, Presidente da Comissão de Saúde e a todos os deputados pertencentes à Comissão de Saúde.

A carta foi acompanhada por um Galo de Barcelos, ícone do artesanato da cidade e símbolo de Portugal, em cuja base está escrito o apelo: “Pela construção do novo hospital - Barcelos”. O objetivo passa por chamar a atenção para a necessidade da realização desta importante obra que iria servir 153 mil utentes da sua área de influência, correspondente aos concelhos de Barcelos e Esposende.

O documento sublinha a aprovação, a 12 de julho de 2018, na Assembleia da República, de quatro Projetos de Resolução que pugnavam pela construção de um novo hospital público em Barcelos, através dos quais “todos os Grupos Parlamentares com assento na Assembleia da República reconhecem que seria fundamental a inclusão, no Orçamento do Estado para 2019, de um modelo de financiamento conducente à construção do Novo Hospital em Barcelos”, o que permitiria à Câmara Municipal “avançar com a aquisição do terreno”.

Na carta, a Câmara Municipal lembra, ainda, o “Acordo Estratégico para o lançamento de um Novo Hospital em Barcelos” assinado com o Ministério da Saúde em 2009 e nota que o atual Governo, em várias iniciativas públicas, “também reconheceu a importância da construção de um Novo Hospital em Barcelos”.

O Município de Barcelos refere que o atual edifício, propriedade da Santa Casa da Misericórdia, “apresenta uma estrutura física antiquada, funcionalmente desequilibrada e desarticulada, estando longe de dispor das condições apropriadas para prestar cuidados de saúde de acordo com os melhores padrões de qualidade e segurança do Serviço Nacional de Saúde, e assim assegurar um atendimento e acolhimento adequados aos seus utentes”.

O texto sublinha, ainda, que “a atividade realizada nas várias linhas assistenciais ilustra a imprescindibilidade de um novo hospital, num modelo de proximidade”, sendo que, de acordo com os dados do Relatório de Gestão e Contas do Hospital Santa Maria Maior, referente a 2016, foram realizadas 71 312 consultas externas, na atividade cirúrgica foram intervencionados 4 561 doentes e o serviço de urgência registou 69 751 episódios.

“Assim sendo, seria fundamental a abertura da dotação orçamental em sede de Orçamento de Estado para 2019”, conclui a Câmara Municipal de Barcelos, destacando “a urgência e justeza desta obra”.

DEPUTADO BARCELENSE JOEL SÁ QUESTIONA MINISTRO DA EDUCAÇÃO SOBRE ESCOLAS DE BARCELOS

Joel Sá questiona o Ministro da Educação sobre a requalificação da Escola Secundaria de Barcelinhos e as dificuldades da Escola Básica Integrada de Fragoso.

Joel_Sá

O deputado barcelense Joel Sá mais uma vez em defesa de Barcelos questionou o Ministro da Educação sobre a requalificação da Escola Secundaria de BARCELINHOS e as dificuldades da Escola Básica Integrada de FRAGOSO, no âmbito da apreciação, na especialidade, da proposta de lei n.º 155/XIII (4.ª) - Aprova as Grandes Opções do Plano para 2019 - e da proposta de lei n.º 156/XIII (4.ª) - Aprova o Orçamento do Estado para 2019.

Conforme se pode assistir no vídeo, disponível em https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=949002388620301&id=440792356107976 

Acompanhe a actividade política e parlamentar do deputado Joel Sá em www.facebook.com/JoelSa.Barcelos

BARCELOS INAUGURA CASA MORTUÁRIA DE PANQUE

Presidente da Câmara inaugura Casa Mortuária de Panque

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, inaugurou no domingo, dia 4 de novembro, a Casa Mortuária de Panque.

Inauguração Casa Mortuária

Na cerimónia de inauguração, que juntou a população local, o Presidente da Câmara começou por dizer que esta é “uma obra necessária que vem dignificar aqueles que partem”. E em resposta aos pedidos feitos pelo autarca da freguesia e pelo pároco, Miguel Costa Gomes assinalou que a gestão municipal continua a ser feita com rigor e atenta às necessidades das populações, lembrando que desde 2010 as freguesias do concelho beneficiam do “protocolo dos 200% que tem como principal objetivo apoiar as freguesias nas suas competências, uma vez que estas são parceiros estratégicos no desenvolvimento do poder local junto das populações. Esta é, portanto, uma aposta do Município numa gestão mais descentralizada, reconhecendo nas juntas de freguesia o elo fundamental de ligação aos cidadãos.”

Já o Presidente da Junta, António Neves, sublinhou que “estamos hoje aqui a concretizar e a finalizar a obra pensada e desejada por muitos, e também por muitos anos, e graças à cooperação entre as duas entidades, conseguiu-se um local condigno para os nossos ente queridos, para os quais chegou a hora de partir, e também dar o conforto a quem, na sempre difícil hora, cá fica”.

O autarca acrescentou que “obviamente temos de evidenciar todo o empenho dedicado pelo Ex.mo Sr. Presidente da Câmara que ao longo de todo o projeto assim o demonstrou” e “quero lembrar e agradecer todo o profissionalismo dos técnicos camarários que executaram um magnífico projeto”.

Por sua vez, o pároco da freguesia, Carlos Leme, disse que “velar e tratar os restos mortais dos nossos entes queridos é um dever cívico, mas para nós cristãos é também uma obra de misericórdia. A partir de hoje temos umas instalações com a dignidade que tão nobre tarefa exige.”

O Município de Barcelos atribuiu para a obra da Casa Mortuária o valor de 40 mil euros.

Casa Mortuária

MUNICÍPIO DE BARCELOS SUBMETE ORÇAMENTO MUNICIPAL A APROVAÇÃO DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL

Orçamento municipal para 2019 ascende a mais de 68 milhões euros

A Câmara Municipal de Barcelos deliberou, em reunião realizada no dia 31 de outubro, submeter à aprovação da Assembleia Municipal a proposta das Grandes Opções do Plano e Orçamento para o ano de 2019, no valor de 68.103.000€.

Trata-se de um aumento de mais de 3,5 milhões de euros face ao Orçamento de 2018 e consubstancia a estratégia da atuação política para 2019 assente na estimativa dos recursos financeiros.

Prevê-se que as receitas correntes atinjam os 57.272.240€ e as de capital os 10.830.760€; quanto às despesas correntes, regista-se o valor de 39.107.190€, o que representa um aumento em relação a 2018, justificado com a subida das despesas com pessoal, destinado ao preenchimento de recursos humanos dos serviços municipais, muito afetados pelo corte de pessoal em ano anteriores, tendo em vista terminar com o recurso a programas do IEFP. As despesas de capital são de 28.955.810€.

Ainda quanto às receitas é de realçar um aumento em todos os items, designadamente as provenientes dos impostos diretos, sendo de destacar o aumento significativo das transferências correntes e de capital por via do Fundo de Equilíbrio Financeiro.

O documento salienta como principais programas e investimentos estruturantes, a consolidação do programa associado à classificação de Barcelos como Cidade Criativa da UNESCO, bem como a valorização das produções artesanais onde se destaca a certificação do bordado de crivo e a valorização dos recursos culturais imateriais e materiais. Será mantida a aposta na área ambiental e o incremento nas questões da mobilidade, pela efetivação da Autoridade de Transportes e avaliação do serviço experimental Barcelos Bus, entre outras ações.

Destaque, ainda, para a construção do canil municipal, da desmaterialização dos processos de obras, da criação de um Fórum Estratégico Municipal e de um Centro de Empreendedorismo, a continuação da aposta na Educação, etc.

Entre os grandes investimentos está o protocolo dos 200% com as freguesias – que em 2019 é de mais de 5,1 milhões de euros – e a execução de obras estruturantes, como a reabilitação do Mercado Municipal, a ETAR em Macieira de Rates, as obras no Bairro Fundação Salazar e do Centro Escolar da Várzea, entre outros, para além do lançamento a concurso público para a ligação da circular urbana em Gamil.

Outras deliberações

Ainda na mesma reunião foi deliberado atribuir apoio financeiro à renda de casa a 20 agregados familiares; um contrato de desenvolvimento desportivo com o Grupo Desportivo Águas Santas, que inclui uma comparticipação financeira do Município no valor de 3.500,00€; autorização para a realização da despesa e abertura do procedimento para o fornecimento contínuo de combustíveis rodoviários; a atribuição de subsídios às juntas de freguesia no valor global de 41.000,00€, destinado a obras em caminhos e cemitérios; um subsídio no valor de 1.500,00€ à Associação Cultural e Recreativa Feira da Isabelinha; a revisão do protocolo de colaboração com a Associação Florestal do Cávado para a integração da nova equipa de sapadores florestais.

BARCELOS PROMOVE ARROZ PICA NO CHÃO

Depois do Concurso do Galo Assado, a Câmara Municipal de Barcelos vai promover, no fim de semana de 10 e 11 de novembro, outro dos pratos mais emblemáticos da gastronomia barcelense e minhota: O Arroz Pica no Chão.

Imagem 1

A esta iniciativa aderiram 27 restaurantes do concelho que se propõem a integrar nos seus cardápios o Arroz Pica no Chão, um prato que faz parte do vasto e rico património gastronómico regional, mas que assume em Barcelos uma importância capital no quadro gastronómico local.

O Fim de Semana do Arroz Pica no Chão visa promover as mais-valias turísticas da gastronomia barcelense, potenciadas pela figura e simbologia do Galo de Barcelos. Pretende-se associar o galo e a produção do artesanato barcelense a outras áreas de relevância cultural e do património imaterial, como é a gastronomia, criando produtos turísticos integradores das tradições locais e regionais e, ao mesmo tempo, dinamizar o setor da restauração e da economia local.

Esta ação está inserida no programa anual “7 Prazeres da Gastronomia”, promovido pela Câmara Municipal, que prima pela divulgação das qualidades gastronómicas da região de Barcelos.

A par do Fim de Semana do Arroz Pica no Chão, realiza-se no sábado, dia 10 de novembro, a “Rota do Vinho e da Vinha” que visita dois produtores de vinho do concelho de Barcelos: a Quinta dos 9, em Cossourado, e os Vinhos Zarague, em Vila Seca. A realização desta rota tem como objetivos a promoção e o conhecimento dos vinhos produzidos em Barcelos, através da realização de visitas técnicas e provas dos vinhos produzidos nestas duas unidades locais.

A participação na Rota do Vinho e da Vinha é gratuita mas as inscrições são limitadas, devendo ser formalizadas até ao dia 8 de novembro por email através de turismo@cm-barcelos.pt ou por telefone 253 811 882. 

Restaurantes Pica no Chão

MUNICÍPIO DE BARCELOS PRESENTE NA CERIMÓNIA DE CELEBRAÇÃO DO CONSÓRCIO DE PARCEIROS

A Vereadora da Ação Social, Armandina Saleiro, esteve hoje presente na sessão solene de oficialização da V edição do Projeto Sorrir que visou a Celebração do Consórcio de Parceiros, que tem como parceiros chave o Município de Barcelos e o Centro de Respostas Integradas de Braga, enquanto Entidade que monitoriza o desenvolvimento do projeto.

Imagem 1

Trata-se de um momento significativo para continuar a intervir no âmbito do tratamento de dependências e pretende valorizar esta dimensão que é o consórcio de parceiros.

O Projecto Sorrir teve, no passado dia 1 de outubro, o início oficial da sua V Edição, cujo término está previsto para 31/12/2019. Esta nova edição resulta de uma nova candidatura do GASC ao Eixo de Tratamento do Programa de Respostas Integradas de Barcelos, no âmbito do Plano Operacional de Respostas Integradas, aprovada a 17 de setembro pelo Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e Dependências (SICAD).

Na sua intervenção, Armandina Saleiro referiu que “é uma honra para o Município de Barcelos estar associado a este projeto desde a sua nascença e tendo finalidades tão objetivas que levam à sua concretização” salientando  a “importância de ter alargado este projeto para a área dos jovens”.

O Projecto Sorrir é um projeto importante na Missão do GASC – Grupo de Acção Social Cristã, centrada no apoio ao próximo, pois representa um serviço que responde a uma necessidade concreta, objetiva e real do Concelho de Barcelos, que é o tratamento no âmbito dos comportamentos aditivos e dependências pela representatividade que este fenómeno tem no território de Barcelos.

A V Edição do Projecto Sorrir vem dar continuidade à intervenção especializada no âmbito do tratamento de dependências de substâncias psicoativas ilícitas e/ou álcool, que se foi desenvolvendo, no território, ao longo das várias edições, desde 2009, mas, desta vez, vê alargado o seu âmbito de atuação também aos comportamentos aditivos sem substância, designadamente ao Jogo Patológico.Ao todo, ao longo das várias edições do Projecto Sorrir, passaram pelo serviço mais de 600 utentes.

Para além de parceiros como a Associação de Pais e Amigos das Crianças, a Casa de saúde S. José e a Casa de Saúde S. João de Deus que acompanham o Projecto Sorrir desde a sua primeira edição, em 2009, o projeto integra entidades muito ecléticas no que respeita ao seu âmbito de atuação e por isso também muito enriquecedoras no seu contributo, sendo estas: Delegação de Barcelos da Cruz Vermelha Portuguesa, a Associação para o Desenvolvimento,  a Associação Recovery, o Grupo de Alcoólicos Anónimos de Barcelos, a  ATAHACA através do Projecto Open-b, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Barcelos, o Centro de Emprego e Formação Profissional de Barcelos e a  Direção Geral de Reinserção Social e Serviços Prisionais