Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BARCELOS LANÇOU HOJE A PRIMEIRA PEDRA DAS “CASAS DA ALDEIA”

Casas da ALDEIA.jpg

Residências de Autonomização e Inclusão em Alvito S. Pedro

Realizou-se hoje o lançamento da primeira pedra para a construção das “Casas da Aldeia”, um projeto de Residências de Autonomização e Inclusão promovido pelo Centro Social Vale do Homem, uma cerimónia que contou a presença do Presidente da Câmara de Barcelos, Mário Constantino Lopes, da Secretária de Estado da Inclusão, Ana Sofia Antunes, e de Jorge Pereira, Presidente do Centro Social Vale do Homem.

O projeto “Casas da Aldeia”, que vai nascer na União de Freguesias de Alvito S. Pedro, S. Martinho e Couto, consta da construção de residências com capacidade para 27 pessoas, e assenta no conceito cohousing, um modelo sustentável de habitações colaborativas. Estes equipamentos terão um custo de 1,15 milhões de euros, montante financiado pelo Plano de Resiliência e Recuperação. Prevê-se que a empreitada de construção das Casas do Minho fique concluída em finais de 2025.

Para a Secretária de Estado da Inclusão, Ana Sofia Antunes, “a concretização deste projeto só é possível graças à mobilização do Centro Social Vale do Homem é à generosidade dos beneméritos este projeto”.  Desta forma, “em conjunto com o financiamento que foi possível mobilizar do PRR e o investimento da componente privada do Vale do Homem foi possível fazer nascer estas respostas diferenciadoras e inovadoras”, vincou a governante.

Por seu lado, o edil Mário Constantino Lopes sublinhou “a importância deste empreendimento para Barcelos e para toda a região”, mostrando a sua satisfação “por ver no nosso território mais uma resposta da sociedade às necessidades da população. Este novo conceito vem trazer uma nova dinâmica e estou certo de que fará caminho na integração das pessoas numa idade em que mais necessitam, possibilitando-lhes a oportunidade de conviver, participar e de se envolverem em comunidade”, vincou. O autarca de Barcelos terminou agradecendo ao Presidente Jorge Pereira a dinâmica da equipa do Centro Social Vale do Homem e à Secretária de Estado “porque é gratificante perceber e sentir que o Estado Central está presente e apoia estas ações”. 

Para Jorge Pereira, Presidente do Centro Social Vale do Homem, este é um projeto inovador e único a nascer em Barcelos, e vai fazer a diferença porque será o primeiro a dar respostas de Residências de Autonomização e Inclusão no concelho. O presidente da instituição aproveitou a ocasião para “agradecer aos presidentes de câmara dos municípios de Barcelos, Amares, Terras de Bouro, Braga, Póvoa de Lanhoso e Vila Verde parceiros do Centro Social Vale do Homem por todo o trabalho que tem sido feito em prol dos concidadãos do Vale do Homem e Cávado na promoção e coesão territorial e da melhoria da qualidade de vida.  Implementamos no território projetos e respostas diferenciadoras, sempre ao encontro das reais necessidades das populações”, disse.  Jorge Pereira sublinhou ainda “a bondade e generosidade do Prof. Dr. Manuel Joaquim Magalhães e Dra. Teresa Fontes pela doação que fizeram de uma forma depreendida e grandiosa abrindo mão da casa da aldeia onde nasceu e viveu a sua mãe, para um bem maior, uma casa social e cultural”.

Além de Barcelos, o Centro Social Vale do Homem está a construir edifícios em Vila Verde e Braga, com quatro novas respostas sociais com respostas para 150 novos utentes, num investimento total de mais de 8 milhões de euros, que permitirá criar nos 50 empregos. 

O que é o Cohousing

Esta nova valência do Centro Social Vale do Homem tem como principal objetivo dar uma maior resposta habitacional a pessoas com deficiência ou incapacidade, mas que conseguem viver de forma autónoma, proporcionando-se assim condições para um projeto de vida mais inclusivo, nomeadamente através da formação, apoio nas atividades de vida diária, integração no local de trabalho, entre outras ações.

Com origem na Dinamarca na década de 1960, o Cohousing “propõe um estilo de vida mais partilhado, incentivando a participação ativa dos residentes na criação e manutenção da sua comunidade. Para além da partilha de espaço físico, o projeto visa criar oportunidades para interações sociais regulares, organização de atividades coletivas, refeições partilhadas e eventos, fortalecendo os laços entre os moradores e promovendo um sentimento de pertença e apoio mútuo”.

MUNICÍPIO DE BARCELOS PROMOVE “TOURING 2024”

Imagem 1 (6).jpg

“Caminhar para conhecer Barcelos” regressa com o percurso “Trilho das Poças”

O Programa Touring 2024, promovido pelo Município de Barcelos, está de regresso e este ano conta com 20 iniciativas, a realizar entre os meses de março e novembro. Estas ações visam promover e potenciar o património e a identidade natural e cultural do concelho, muitas vezes situado fora das rotas turísticas habi-tuais.

O Programa Touring 2024 insere-se no conjunto de ações que promovem a descoberta identitária do concelho de Barcelos e constitui um fator complementar de oferta turística para todos os que escolhem Barcelos para passar férias ou simplesmente passar um fim de semana, numa das muitas unidades de alojamento espalhadas pelo território. Além da interpretação dos argumentos diferenciadores do território, onde se inclui o turismo de natureza com o programa “Caminhar para conhecer Barcelos”, os vinhos, o turismo industrial, o turismo náutico e o turismo criativo, este programa promove o contacto com as gentes de Barcelos e permite a fruição do território em diversas perspetivas.

O primeiro trilho do programa “Caminhar para conhecer Barcelos” acontece já no próximo dia 17 de março, com o percurso “Trilho das Poças”. Trata-se de uma caminhada com cerca de 10,5 km, de tipologia circular, um percurso rico em património cultural e ambiental, que passa pelas freguesias de Creixomil e Mariz, mas também uma pequena parte da U.F de Tamel Sta. Leocádia e Vilar do Monte.

O destaque do “Caminhar para conhecer Barcelos” deste ano vai para os produtos estratégicos "gastronomia e vinhos" e o "turismo criativo", com várias ações que promovem principalmente os vinhos de Barcelos, a doçaria barcelense e o folclore.

As inscrições para a participação neste programa são gratuitas, mas obrigatórias e limitadas ao número de lugares, e abrem 10 dias úteis antes de cada ação. Podem ser efetuadas no Posto de Turismo ou através dos seguintes contactos: turismo@cm-barcelos.pt ou pelo telefone 253 811 882.

O Programa “Caminhar para conhecer Barcelos” tem previstas as seguintes ações:

Turismo de natureza – Caminhar para Conhecer Barcelos – (8 rotas)

17 de março - Pelo Trilho das Poças ((8h30-13h00)

20 de abril - Trilho “Aquém Cávado” (8h30-13h00)

19 de maio - Pelos Trilhos do caminho de Fátima (8h30-13h00)

15 de junho - Caminho da Rainha (8h30-13h00)

20 de julho - Trilho das Fontes (8h30-13h00)

28 de setembro - Trilho do Rio Neiva (8h30-13h00)

12 de outubro - Trilho do Galo Assado à moda de Barcelos (8h30-13h00)

9 de novembro - Entre Vinhas (14h00-18h30)

Turismo náutico e observação da natureza

25 de maio - Passeio de barco no rio Cávado (15h30-16h45 | 16h45-18h00)

28 de setembro - Passeio de barco no rio Cávado (14h00-15h15 | 15h15-16h30)

Gastronomia e vinhos

9 de março - Rota criativa do Vinho e da Vinha (14h00-18H00)

15 de março - Conversas vínicas (19h00)

15 de junho - Formação sobre vinhos de Barcelos  (14h00-18h00)

20 de julho - Prova cega de vinhos de Barcelos – 15h00-18h00

data e horário a definir - Experiência de vindima tradicional em quinta de vinhos de Barcelos

16 de novembro - Rota criativa do Vinho e da Vinha  (14h00-18H00)

Turismo criativo

29 de março -  Workshop de doçaria de Barcelos

21 de setembro - Experiência de Folclore com desfolhada

27 de setembro - Dia Mundial do Turismo | Percurso pelo Mundo Maravilhoso do Figurado  (10h00-12h00 | 14h30 às 16h30)

26 de outubro - Visita Teatralizada - Barcelos Mágico (21h00-23h00)

Turismo industrial

13 de abril - Rota do Turismo Industrial (14h00-18h00)

CÂMARA DE BARCELOS APROVA MasterPlan DO RIO CÁVADO

Imagem 2 (2).jpg

Estudo prevê Parques Fluviais em Mariz, Barcelos, Barcelinhos, Tamel São Veríssimo, Manhente, Areias (Vilar e S. Vicente) e Ecoparque do Cávado

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou esta tarde o MasterPlan do corredor do rio Cávado, um documento que estabelece as grandes linhas de ação das condições de acesso ao rio e de fruição da água das suas praias, prevendo a criação de oferta de recreio em cinco parques fluviais e um Ecoparque: Parque Fluvial de Mariz; Parque Fluvial de Barcelos e Barcelinhos; Parque Fluvial de Tamel São Veríssimo; Parque Fluvial de Manhente; Parque Fluvial de Areias de Vilar e Ecoparque do Cávado.
Segundo o Presidente da Câmara, Mário Constantino Lopes, este “é um passo decisivo para ligar as pessoas ao rio, um passo importantíssimo na concretização de um projeto que se pretende potenciador de atratividade ao desporto, lazer, recreio e convívio ao ar livre, em comunhão e fruição das pessoas com a natureza. A aprovação deste documento balizador das intervenções que venham a ser executadas ao longo do rio é também o cumprir de mais um objetivo do nosso compromisso eleitoral, o que naturalmente me deixa muito feliz”, sublinhou o autarca barcelense.
A proposta do MasterPlan abrange uma área de 742 hectares e compreende as duas margens do rio Cávado ao longo de todo o concelho de Barcelos. Na margem direita, aponta para um potencial percurso de passadiço de 22km e na margem esquerda para uma ecovia potencial de 24 km. Os percursos destinados à mobilidade suave e trilhos entre margens têm extensão de cerca de 49km, interligando-se entre si por açudes e pontes, oferecendo circuitos que atravessam distintas paisagens.
O MasterPlan – Corredor Verde do Cávado, que tem assinatura do Arq. Vítor Mogadouro e da Arq. paisagista Laura Roldão Costa, resultou de um trabalho técnico interdisciplinar acompanhado pelo Executivo camarário e por técnicos municipais. Com este Plano, o Município de Barcelos fica dotado de um documento que lhe permite gerir e programar as intervenções no corredor verde do Rio Cávado de um modo concertado e coerente, tendo em consideração as suas funções ecológicas e ao mesmo tempo a potenciação da acessibilidade e fruição às margens do rio e dos equipamentos a construir. Para o efeito, estão previstos locais de estacionamento que permitirão aos utilizadores combinar os percursos a pé ou de bicicleta com o automóvel, além da integração da rede de ciclovias e percursos pedonais que promovam a ligação com diferentes ecossistemas e habitats.
Potenciar a relação das pessoas com o rio, o recreio e a atividade física
O MasterPlan preconiza uma série de intervenções espaciais para ambas as margens do Rio Cávado que visam aproximar as populações do rio e potenciar a fruição das suas margens e dos parques fluviais, num claro incentivo ao recreio, lazer, convívio e atividade física.
Relativamente à capacidade da oferta de recreio, educação ambiental e requalificação da paisagem, foram definidas as seguintes áreas de intervenção, que se materializam em cinco parques fluviais e uma proposta de Área Protegida de âmbito Regional ou Local, a saber, Parque Fluvial de Mariz; Parque Fluvial de Barcelos e Barcelinhos; Parque Fluvial de Tamel São Veríssimo; Parque Fluvial de Manhente; Parque Fluvial de Areias (Vilar e S. Vicente) e ainda Ecoparque do Cávado.
Parque Fluvial de Barcelinhos
O MasterPlan preconiza para a margem esquerda do rio Cávado, em Barcelinhos, a instalação de uma área de Parque Fluvial com conteúdo complementar ao programa da margem de Barcelos destinando-se ao desporto. A proximidade a Barcelos e Barcelinhos, a passagem da ecovia, o banco de areia que se deposita nesta margem e a topografia criam condições propícias para a instalação de espaços que assegurem a prática desportiva em meio terrestre e aquático e em situação de espaço público.
Assim, estão previstos edifícios/balneários de carácter não permanente, campos desportivos e percursos permeáveis, entre os quais campos de jogos (futebol, râguebi, ténis, etc.), ginásio exterior e parque infantil. Em síntese, pretende-se criar um parque público vocacionado para o desporto para todas as faixas etárias.
Parque Fluvial de Tamel São Veríssimo
A implantação de percurso marginal acompanhado pela faixa da mata ripícola e com pequenas bolsas destinadas ao lazer podem definir um parque linear fluvial entre a Ilha do Tostão e a Azenha de Tamel, numa extensão de cerca de 1,5km.
Parque Fluvial de Manhente
O MasterPlan propõe uma intervenção na atual área já utilizada pela população. A proposta de requalificação permitirá receber os visitantes em áreas devidamente preparadas e controladas, com delimitação de acessos e aparcamentos, colocação de sanitários de apoio e a requalificação do mobiliário urbano.
Parque Fluvial de Areias (Vilar e S. Vicente) e Ecoparque
Junto da Barragem da Penide, deseja-se criar o parque fluvial de Areias (Vilar e de S. Vicente) tirando partido das plataformas e acessos associados à Barragem.
O Parque Fluvial compreenderá espaços arborizados que possam ser usados por um elevado número de pessoas, preferencialmente durante o verão, havendo parqueamento automóvel, sanitários públicos, espaço de refeições e percursos para caminhar dos dois lados da Barragem da Penide.   
Relativamente ao Ecoparque, dada a sensibilidade ecológica do local, este deverá ser classificado como Paisagem Protegida das Lagoas de Caíde, sendo primeiramente vocacionado para proteção dos habitats tendo como funções complementares o turismo de natureza, nomeadamente para a observação de aves. RO
O programa do Ecoparque contempla uma pequena área de aparcamento, vedações e definição de entrada, percursos pedonais e pontos de observação, sinalética formativa e informativa, transformando aquelas Lagoas num local acessível para observatório da vida animal e um rico espaço natural no concelho de Barcelos.
Turismo sustentável de recreio e lazer
Entre os objetivos específicos que constam no MasterPlan, destacam-se a organização dos espaços no sentido de maximizar as áreas permeáveis revestidas com coberto vegetal que, sempre que possível, devem ser associadas áreas de recuperação dos ecossistemas naturais, assentes num modelo adequado que valorize o património construído pela sua relação com a natureza e a preservação das estruturas construídas associadas à prática da agricultura presente e do passado (moinhos, caminhos, muretes) com valor arquitetónico e cultural.
Simultaneamente, as propostas do Plano visam promover o turismo sustentável de recreio e lazer, atendendo a todas as classes etárias e estratos sociais, pela prática de vários desportos, nos espaços de uso público, capazes de atrair um elevado número de pessoas.

Imagem 1 (5).jpg

BARCELOS REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

REUNIÃO DE CÂMARA

O Executivo camarário de Barcelos reúne-se hoje, segunda-feira, 19 de fevereiro, às 15h00, com a seguinte ordem de trabalhos:

PROPOSTA N.º 1. Aprovar a ata da reunião ordinária realizada em 05 de fevereiro de 2024;
PROPOSTA N.º 2. Conceder auxílios económicos para refeições escolares a mais cinco crianças da educação pré-escolar e mais dez alunos do 1.º ciclo do ensino básico;
PROPOSTA N.º 3. Isentar um aluno de pagamento de refeições escolares;
PROPOSTA N.º 4. Atribuir apoio ao arrendamento habitacional a dois novos requerentes, aumentar o valor do apoio a três beneficiários, diminuir o valor do apoio a três munícipes, continuar o valor do apoio a cinco beneficiários;
PROPOSTA N.º 5. Contratar o candidato aprovado e colocado na sexta posição de acordo com a lista de ordenação final, devidamente homologada a 10 de agosto de 2022, por tempo indeterminado, na carreira/categoria de Técnico Superior (Educação Física), para exercer funções no Departamento de Cultura, Turismo, Juventude e Desporto, devendo ser chamado o candidato da lista e na ordenação seguinte, em caso de recusa ou desistência do posto de trabalho;
PROPOSTA N.º 6. Contratar os candidatos aprovados e colocados entre a vigésima segunda (22.ª) posição e a trigésima segunda (32.ª) posição, segundo a lista de ordenação final devidamente homologada a 21 de setembro de 2023, por tempo indeterminado, de doze postos de trabalho da carreira/categoria de Assistente Operacional (Cantoneiro de Limpeza), para exercer funções na Divisão de Serviços Urbanos, Gestão e Manutenção de Frota, devendo ser chamado o candidato da lista e na ordenação seguinte, em caso de recusa ou desistência do posto de trabalho;
PROPOSTA N.º 7. Conceder uma comparticipação financeira, no valor de 15.000,00€, à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Barcelos, para a aquisição de uma nova ambulância VDTD - Viatura Dedicada ao Transporte de Doentes, ainda adaptada para transporte de cadeira de rodas;
PROPOSTA N.º 8. Aprovar a Minuta do Acordo de Colaboração a celebrar entre o Município de Barcelos e a Cruz Vermelha Portuguesa;
PROPOSTA N.º 9. Aprovar a Adenda ao Protocolo de Colaboração celebrado entre o Município de Barcelos e a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Barcelos, visando o transporte de munícipes com deficiência das suas residências para os Centros de Atividades e Capacitação para a Inclusão da APAC e da APACI e regresso;
PROPOSTA N.º 10. Aprovar a Adenda ao Protocolo de Colaboração celebrado entre o Município de Barcelos e a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Barcelos;
PROPOSTA N.º 11. Conceder uma comparticipação financeira, no valor de 39.000,00€, ao Agrupamento 474 – Tamel São Veríssimo, do Corpo Nacional de Escutas, correspondente a 50% do valor total da obra de requalificação e ampliação do edifício sede do Agrupamento;
PROPOSTA N.º 12. Conceder uma comparticipação financeira, no valor de 85.000,00€, à Venerável Ordem Terceira de S. Francisco – Casa do Menino Deus, para apoiar nos custos com a realização das obras da Capela construída no início do sec. XVIII e que em 2033 completará 300 anos, e que precisa de uma intervenção no seu telhado, tetos, paredes, altares e retábulos, com partes de talha dourada a necessitar de limpeza e restauro;
PROPOSTA N.º 13. Conceder uma comparticipação financeira, no valor de 120.000,00€, à Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, para apoiar nos custos com as obras já realizadas de manutenção, conservação e restauro na sua igreja, no telhado, nas Capelas Mortuárias e no lar mais antigo de Barcelos, Lar da Misericórdia, antigo “Asylo D’Inválidos”, obras essas que totalizam o valor global de 364.220,32€;
PROPOSTA N.º 14. Atribuir uma comparticipação financeira, no valor de 1.765,00€, para apoio na edição do livro de homenagem ao barcelense Domingos da Calçada;
PROPOSTA N.º 15. Atribuir uma prestação financeira, no valor de 4.392,64€ (2.196,32€ para cada um dos escritores barcelenses), como comparticipação na edição do livro «Moçambique: Da colonização à guerra Colonial. A Intervenção da Igreja católica»;
PROPOSTA N.º 16. Aprovar a Minuta do Acordo de Colaboração a celebrar entre o Município de Barcelos e o GASC – Grupo de Acção Social Cristã;
PROPOSTA N.º 17. Aceitar a doação e incorporação de peça no acervo do Museu de Olaria;
PROPOSTA N.º 18. Conceder uma comparticipação financeira, no valor de 1.500,00€, à Delegação de Barcelos da Liga Portuguesa Contra o Cancro;
PROPOSTA N.º 19. Atribuir uma comparticipação financeira, no valor de 500,00€, aos Bombeiros Voluntários de Barcelos destinada a comparticipar o transporte em ambulância de uma munícipe portadora de deficiência com dificuldades de mobilidade;
PROPOSTA N.º 20. Ceder temporariamente ao Município de Miranda do Corvo 84 peças que integrarão a Exposição “O Real e o Imaginário: Memórias e Identidade no Figurado de Barcelos”;
PROPOSTA N.º 21. Aprovar submeter à Assembleia Municipal a apreciação e votação do Contrato-Programa entre o Município de Barcelos e a EMECB;
PROPOSTA N.º 22. Aprovar a Minuta de Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Barcelos e a Associação Futebol Veteranos do Minho;
PROPOSTA N.º 23. Aprovar a Minuta de Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo com a Associação Karaté Shotokan de Barcelos;
PROPOSTA N.º 24. Aprovar a Minuta de Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Barcelos e a Casa do Povo de Alvito;
PROPOSTA N.º 25. Aprovar a Minuta de Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo com a Associação Desportiva de Barcelos.
PROPOSTA N.º 26. Aprovar a Minuta de Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Barcelos e a União Cultural e Recreativa de Aborim;
PROPOSTA N.º 27. Aprovar a Minuta de Contrato-Programa de Patrocínio Desportivo entre o Município de Barcelos e o Gil Vicente Futebol Clube;
PROPOSTA N.º 28. Aprovar a Minuta de Contrato-Programa de Patrocínio Desportivo entre o Município de Barcelos e o Basquete Clube de Barcelos;
PROPOSTA N.º 29. Submeter à apreciação e votação da Assembleia Municipal a eliminação de uma via proposta para a freguesia de Galegos Santa Maria, ordenando ao Gabinete do PDM a alteração/correção da Planta de Ordenamento I, do Plano Diretor Municipal;
PROPOSTA N.º 30. Submeter à apreciação e votação da Assembleia Municipal a desafetação de uma parcela de terreno do domínio público municipal para o domínio privado do Município, com uma área de cerca de 800 m2, para posterior alienação, na freguesia de Lijó;
PROPOSTA N.º 31. Ratificar o despacho do Presidente da Câmara que aprovou a minuta da adenda ao contrato n.º 2, relativa ao Troço Urbano da Ecovia do Cávado;
PROPOSTA N.º 32. Aprovar o 2.º cálculo provisório da revisão de preços, relativa à empreitada de "Segunda fase do Estádio Cidade de Barcelos - Construção dos Campos de Treinos Complexo Desportivo de Barcelos", com pagamento ao adjudicatário da quantia de 91.905,68 €, com IVA incluído à taxa legal em vigor;
PROPOSTA N.º 33. Retificar o ato administrativo/deliberação relativa à proposta n.º 53, aprovada na reunião ordinária da Câmara Municipal, realizada em 06/09/2019, e na sessão da Assembleia Municipal, realizada em 27/09/2019, alterando o objetivo da desafetação de cedência à Junta de Freguesia de Macieira de Rates, para o objetivo de Construção do Parque Habitacional - 1.º Direito – Núcleo de Macieira de Rates", no âmbito da Estratégia Local de Habitação de Barcelos e submeter esta proposta à apreciação e votação da Assembleia Municipal;
PROPOSTA N.º 34. Ratificar o despacho do Presidente da Câmara de 02.02.2024, que aprovou indeferir a reclamação apresentada pelo adjudicatário da Empreitada de “Reabilitação do Mercado Municipal” que reclamava a retificação da conta final;
PROPOSTA N.º 35. Ratificar o despacho proferido pelo Vereador, José Paulo Matias, que aprovou/autorizou o pagamento às instituições parceiras do projeto Mediadores Municipais Interculturais: Centro Social da Paróquia de Arcozelo - 13.704,34 €; e Centro Social, Cultural e Recreativo Abel Varzim - 14.388,80 €;
PROPOSTA N.º 36.  Aprovar o Código de Conduta do Município de Barcelos e revogar o Código de Conduta anteriormente aprovado e publicado no Diário da República (2.ª Série) em 7 de abril de 2020 através do Aviso n.º 5890/2020;
PROPOSTA N.º 37. Aprovar o Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas do Município de Barcelos e Revogar o Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas, elaborado em 2009;
PROPOSTA N.º 38. Aprovar o MasterPlan do Corredor Verde do Rio Cávado na área de Barcelos;
PROPOSTA N.º 39. Retificar a deliberação do Executivo Municipal relativa ao Tarifário do Serviço de Recolha de Resíduos Urbanos 2024 para atribuição de tarifário reajustado a empresas que comprovem o devido encaminhamento dos resíduos provenientes da sua atividade;
PROPOSTA N.º 40. Ratificar o despacho do Presidente da Câmara Municipal, que autorizou a cedência, a título definitivo, de 3 secretárias e 3 cadeiras à Esquadra de Barcelos da Polícia de Segurança Pública;
PROPOSTA N.º 41. Ratificar o despacho proferido pelo Vereador, José Paulo Matias, que aprovou/autorizou a cedência, a título definitivo, de 7 mesas e 20 cadeiras ao Centro de Bem Estar Social de Alheira;
PROPOSTA N.º 42. Ratificar os despachos proferidos pelo Presidente da Câmara Municipal, que aprovaram/autorizaram o seguinte: a cedência de 1 pórtico, bem como a colocação de um ponto de luz à Delegação de Barcelos da Liga Portuguesa Contra o Cancro, para apoio a uma caminhada, realizada no dia 4 de fevereiro de 2024; a cedência de 3 tendas, montagem de 1 palco, colocação de chuveiros e lava-pés, colocação de 1 vedação e colocação de iluminação pública à Amigos da Montanha - Associação de Montanhismo de Barcelinhos, para apoio à realização do XXIV Jogos do Rio, a realizar nos dias 15, 22 e 29 de junho e 6 de julho de 2024; a autorização de utilização das Piscinas Municipais de Barcelos, com isenção de pagamento, dentro da disponibilidade de horário, para a formação e aulas práticas de mergulho, para o período de 2 de janeiro a 31 de agosto de 2024, da Associação Escola de Mergulho de Barcelos; a cedência do Pavilhão Municipal de Adães à ETG/EMEC - Escola de Tecnologia e Gestão de Barcelos, para realização de uma Ação de Curta Duração de Gira-Volei, realizada no dia 12 de fevereiro de 2024; a cedência do Pavilhão Municipal de Adães ao Grupo de Trabalhadores do Município de Barcelos, para apoio ao Campeonato Intermunicipal de Futebol de 5, realizado no dia 10 de fevereiro de 2024;
PROPOSTA Nº 43. Ratificar os despachos proferidos pela Vereadora, Mariana Carvalho, que aprovaram/autorizaram o seguinte: a cedência do espaço do refeitório do Centro Escolar de Gilmonde ao Agrupamento 724, Gilmonde, do Corpo Nacional de Escutas, para uma atividade de angariação de fundos denominada “Feira das Sopas”, no dia 2 de março; a cedência das instalações da Escola Básica de Moure à Barcelos Solidário – Benemérita Associação dos Dadores de Sangue do Concelho de Barcelos, para realização de uma recolha de sangue no dia 11 de fevereiro; a cedência das instalações do Centro Escolar da Várzea à Associação de Pais do JI e Ensino Básico do referido Centro Escolar, para realização de uma Assembleia Geral, no dia 2 de fevereiro; a disponibilização de 50 giveways ao Agrupamento de Escolas Gonçalo Nunes, para receção de um grupo de alunos Erasmus, a 7 de fevereiro; a cedência do espaço da cantina da EB1/JI de Alvelos à APAL – Associação de Pais dos Alunos de Alvelos, para realização de reuniões na primeira segunda-feira de cada mês, de janeiro a setembro; a cedência do espaço exterior da escola de Rio Côvo Santa Eugénia à Associação de Pais da referida escola, nos dias 11 e 12 de fevereiro, para guardar e decorar o camião alegórico do Desfile de Carnaval na cidade;
PROPOSTA N.º 44. Ratificar os despachos proferidos pelo Vereador, José Paulo Matias, que aprovaram/autorizaram: a cedência do Auditório Municipal, bem como do sistema de som e videoprojeção à ACIB – Associação Comercial Industrial de Barcelos, para realização de um evento subordinado ao tema “Perigo das Compras e Vendas Online”, no dia 19 de março; a cedência do parque de estacionamento interior norte do Estádio Cidade de Barcelos à Associação Cultural Motocavaquinhos, para realização da VIII Feira Internacional de Clássicos de Barcelos, nos dias 20 e 21 de abril; a cedência do Auditório Municipal, bem como de apoio técnico, designadamente, som e videoprojeção, disponibilização de 1 mesa central no palco, 4 cadeiras, púlpito com micro e microfones de mão ao Sisterp – Sindicato Independente e Solidário dos Trabalhadores do Estado e Regimes Públicos, para realização de uma reunião geral de esclarecimento, no dia 14 de fevereiro; o apoio para o fornecimento de almoços aos participantes do Encontro de Artistas Residentes do Plano Nacional das Artes, a realizar no dia 23 de fevereiro; a disponibilização de uma minhota pequena ao munícipe e fotógrafo amador Luís de Jesus Pires Carvalhido, para oferecer aquando da sua participação no encontro de Associações de Migrantes, no Luxemburgo, dias 24 e 25 de fevereiro; a disponibilização de 25 galos médios à Associação Nacional de Unidades de Saúde Familiar, para oferecer no Encontro da Primavera da USF-AN a realizar a 22 de março; a cedência de grades à Paróquia Santa Maria Maior de Barcelos, para apoio à Procissão dos Passos, a realizar nos dias 24 e 25 de fevereiro;
PROPOSTA N.º 45. Aprovar a Ata em Minuta.

BARCELOS: ANTIGA ESCOLA PRIMÁRIA DA VÁRZEA VAI DAR LUGAR A CRECHE

Obra de adaptação já arrancou

O edifício da antiga escola primária da freguesia da Várzea entrou em obras de reconversão/adaptação para poder acolher uma creche. A empreitada, com um custo de cerca de 300 mil euros, e um prazo de 240 dias, está a ser executada pela empresa JLAO, Construções, Unipessoal, Lda. As obras no antigo edifício do “Plano dos Centenários” visam adaptar o imóvel de forma a que possa receber 39 crianças: 7 crianças até à aquisição da marcha; 14 entre a aquisição da marcha e os 24 meses; e 18 crianças entre os 24 e os 36 meses.

Comentando o início desta empreitada, o Presidente da Câmara de Barcelos disse sentir-se “muito feliz, porque esta é a primeira vez que o Município vai concretizar, de forma direta, uma obra destinada a acolher crianças desde o berço até aos 3 anos”. Mário Constantino Lopes assegura que o seu Executivo “vai financiar mais equipamentos destes”, considerando que “a existência de creches é decisiva para apoiar as famílias e aumentar a natalidade”.

A instalação da creche compreende os seguintes compartimentos e espaços: espaço destinado à chegada e saída dos pais – átrio/receção, com arrumos para carrinhos de bebé; núcleo administrativo; gabinete técnico – equipado com espaço de isolamento; sala de educadores; sala de refeições com comunicação às copas; duas salas de atividades; berçário e sala-parque com copa de leite e higienização. Serão também criadas instalações sanitárias preparadas para receber pessoas com mobilidade reduzida e instalações sanitárias de ambos os sexos.

O prédio onde vai funcionar a Creche está inserido numa zona habitacional tranquila, com boa exposição solar, com fácil acesso de viaturas. É servido por infraestruturas de saneamento básico, tem ligação à linha de energia elétrica, água e telefone, e encontra-se afastado de zonas industriais poluentes, ruidosas ou insalubres e outras que pela sua natureza possam pôr em causa a integridade física ou psíquica das crianças.

Estão asseguradas condições de acesso e de evacuação fácil e rápida em caso de emergência.

As salas de permanência das crianças têm iluminação e arejamento naturais e aquecimento adequado. As áreas de serviço, quando não têm iluminação e arejamento natural, possuem ventilação forçada.

Imagem 1 (4).jpg

BARCELOS VAI CRIAR REDE MUNICIPAL DE SAÚDE MENTAL

1.jpeg

Foi dado hoje o primeiro passo para a criação da Rede Municipal de Saúde Mental, com a realização de uma reunião no Auditório Municipal, onde estiveram presentes dezenas de parceiros do Município, desde Juntas de Freguesia, Forças de Segurança, Instituições Públicas e de Solidariedade Social, entre outras.

Na abertura da sessão, o Vereador da Ação Social, António Ribeiro, salientou a importância da presença de todos, frisando: “temos no concelho um grande número de respostas desde a infância aos mais velhos, mas, apesar disso, sabemos que muitas pessoas não têm acesso a cuidados adequados de saúde mental, pelos mais diversos motivos. A criação desta rede de saúde mental, a primeira no nosso país, permitirá concretizar atividades de prevenção, educação e sensibilização”.

António Ribeiro acrescentou que “a criação desta Rede será um passo importante porque permitirá promover uma abordagem proativa e preventiva em relação à saúde mental, contribuindo para a redução dos estigmas associados aos distúrbios mentais e, ao mesmo tempo, aumentando a consciencialização sobre a importância dos autocuidados”.

Na sessão, Miguel Durrães, coordenador do desenvolvimento do plano de ação aprovado, fez uma apresentação do projeto, dos objetivos e dos passos necessários para “a criação de sinergias e partilha de experiências, com vista ao desenvolvimento de um trabalho consistente e profícuo”.

2.jpg

3.jpg

MULTIDÃO EM BARCELOS CELEBRA O CARNAVAL

Imagem 1 (3).jpg

Milhares de pessoas assistiram, na passada terça-feira, ao corso do Carnaval Popular de Barcelos. Mais de 2000 figurantes e dezenas de carros alegóricos invadiram a Avenida da Liberdade com muito humor, alegria, numa iniciativa que envolveu várias associações do concelho e a comunidade.

CLASSIFICAÇÃO (composições carro)

1.º APAL - Associação de Pais de Alvelos| Branca de Lítio e os Sete Mamões

2.º APEC - Associação de Pais e E.E. de Carapeços | A Preto e Branco

3.º Casa do Povo de Martim | Dragão Chinês

4.º Associação de Pais e EE do JI e EB Cristelo | O Gang na Aldeia

5.º Mais Juventude - Associação de Alvelos | A Tribo Hapilu

6.º Associação Social, Cultural e Recreativa de Chorente | O caos nas urgências

7.º Grupo de Jovens "Os Principais " de Vilar de Figos | Uma guerra diferente

8.º APPAR - Associação de Pais de Paradela | A Lenda do Galo de Barcelos

9.º APESE - Associação de Pais da Escola de Sta. Eugénia | Barcellywood

10.º Associação Desportiva de Carreira | Bowling

11.º Casa de Saúde S. José | Aqui somos todos loucos uns pelos outros

12.º Agrupamento de Escuteiros de Alheira - CNE 422 | 100 Anos da Disney

13.º Fábrica da Igreja Paroquial de Aldreu | Anos 80

14.º Centro Social e Paroquial Imaculado Coração de Maria | O Bowling do Governo

15.º FOCA - Associação de Pais de Carreira e Fonte Coberta | Jogos Tradicionais

Melhor teatralização satírica - APAL - Associação de Pais de Alvelos | Branca de Lítio e os Sete Mamões

Melhor carro - APEC - Associação de Pais e E.E. de Carapeços | A Preto e Branco

Melhor coreografia - Casa do Povo de Martim | Dragão Chinês

CDU-BRAGA ACUSA: NOVO HOSPITAL EM BARCELOS É UM EXEMPLO CLARO DAS “DUAS CARAS” DE PS, PSD, CDS, CH E IL

barcelos_1 (1).jpg

A CDU realizou uma visita ao Hospital de Barcelos e promoveu uma Tribuna Pública em defesa da construção de novas instalações.

As acções contaram com a presença de Sandra Cardoso, 1ª candidata pelo círculo de Braga, João Pimenta Lopes, deputado ao Parlamento Europeu, de Mário Figueiredo, Manuel Carvoeiro, Catarina Marques e Ricardo Silva, também candidatos à AR, e de Daniela Ferreira, da DORB e do CC do PCP.

É reconhecido que  actual Hospital de Santa Maria Maior, E. P. E., instalado em edifício da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, apresenta inúmeras debilidades que o impedem de dar uma resposta cabal e atempada às populações de Barcelos e Esposende, abrangendo mais de 150 mil pessoas.

O Hospital está localizado em instalações que estão há muitos anos sub-dimensionadas e desadequadas para a prestação de cuidados de saúde. E, para além das insuficiências do edificado, o Hospital continua a debater-se com carência de profissionais de saúde.

A construção das novas instalações do Hospital é uma promessa que os sucessivos governos PS e PSD/CDS optaram por não concretizar.

É também um exemplo claro das “duas caras” de PS, PSD, CDS, IL e CH que, no plano local e até na assembleia da república, dizem uma coisa mas depois fazem “veto de gaveta” na sua concretização.

O Governo do PS, tal como  governos anteriores PSD/CDS, faltou à palavra, pois não cumpriu o acordo entre a Administração Central e Município de Barcelos para construção de Novo Hospital em Barcelos.

A CDU recorda que em 2008 foram entregues um programa funcional e o estudo de viabilidade económico-financeira, que foi celebrado um acordo estratégico de colaboração entre o Ministério da Saúde e o Município de Barcelos, e que em 2010 foi autorizada a abertura do procedimento de concurso público internacional para a elaboração do projeto que deu até origem a estudo prévio aprovado no início de 2014, sem que se tenha tomado decisão sobre as fases seguintes do projeto.  Mais recentemente,  o Governo do PS anunciou a constituição de grupo de trabalho, que nada fez.

A CDU tem tido uma intervenção continuada em defesa do novo Hospital, tendo já apresentado diversas propostas na Assembleia da República, incluindo um projecto de resolução que contribuiu para o texto final aprovado por unanimidade em 2021.

A CDU recorda o projecto de resolução aprovado na Assembleia da República e que prevê que construção do Hospital tenha financiamento do Orçamento do Estado e que a sua construção e a gestão sejam públicas e não decorram de parcerias público-privadas.

O Grupo Parlamentar do PCP apresentou uma proposta com vista a dotação de verbas para este efeito em sucessivas discussões do Orçamento do Estado. A maioria absoluta do PS impediu a sua aprovação.

A contradição entre o que dizem no plano local e o que deliberam no plano nacional não se limita aos deputados eleitos pelo PS. Também PSD, CH e IL em anos anteriores não apoiaram as propostas de inclusão da construção do Novo Hospital em orçamentos do Estado.

A CDU sublinha também a passividade política da maioria liderada pelo PSD na Câmara de Barcelos, que apesar da não construção do Novo Hospital, da perda de valências do hospital  e da actual situação do serviço de urgência em Barcelos, recusa-se a ter uma posição mais firme na defesa do SNS e ter um papel activo na consciencialização e mobilização da população na luta contra esta injustiça.

A eleição de deputados da CDU pelo distrito de Braga é a melhor garantia para devolver a voz da região da Assembleia da República, elegendo representantes que farão no parlamento aquilo que dizem na região.

barcelos_2 (1).jpg

barcelos_3 (1).jpg

barcelos_4.jpg

barcelos_5.jpg

barcelos_6.jpg

BARCELOS: CHAFARIZ DO LARGO DO APOIO REGRESSOU À FORMA ORIGINAL

Imagem 1 (2).jpg

Já foi concluída a intervenção de restauro e colocado no seu devido lugar o chafariz do Largo do Apoio, repondo-se assim a integridade do monumento, após a sua queda ocorrida no evento do Halloween Noite Negra.

O restauro efetuado por uma empresa da especialidade, sob a supervisão do Arqueólogo Municipal, importou em 5 mil euros, despesa que será imputada à seguradora da equipa produtora do referido evento.

O restauro implicou a recuperação dos elementos fraturados do pináculo e da sua base, e a devolução ao local original. Os técnicos do Município que acompanharam a operação optaram pela não instalação da esfera que encimava o conjunto, por se tratar de um elemento introduzido na segunda metade do século XX, pelo que o Chafariz tem agora a forma original, como se pode comprovar pelas fotografias de postais da época.

O chafariz do Largo do Apoio foi construído cerca de 1620/1621, por iniciativa da Câmara Municipal de Barcelos, pelo mestre pedreiro João Lopes de Amorim, um artífice de Guimarães com obra de grande expressão no norte do país.

Foi, durante séculos, local de abastecimento de água doméstica para os moradores. O Largo, onde se realizava o mercado diário, é um dos sítios centrais da memória do casco medieval urbano de Barcelos.

Imagem 2 (1).jpg

Imagem 3 (1).jpg

LAMPREIA DÁ INÍCIO AOS FINS DE SEMANA GASTRONÓMICOS EM BARCELOS

lampreiabarcelos (2).jpg

Arroz de Lampreia, à bordalesa, ou ainda preparada no forno e até grelhada são as opções para se sentar à mesa e degustar a Lampreia do rio Cávado nos 17 restaurantes que aderiram ao fim de semana gastronómico, e que se realiza entre os dias 16 e 18 de fevereiro, promovido pelo Município de Barcelos.

Esta iguaria, muito sazonal, é razão de romaria para os amantes deste ciclóstomo e a sua degustação ficará ainda mais completa se a refeição for acompanha por um saboroso Vinho Verde de Barcelos.

Pesca da lampreia remonta ao tempo do Rei D. Manuel I

No Rio Cávado, curso de água que atravessa o concelho e cuja margem direita beija a cidade, a pesca deste ciclóstomo remonta ao tempo do Rei D. Manuel I, conforme atesta o Foral concedido a Barcelos em 1515, onde se refere que a Lampreia era muito apreciada pelo Clero e Nobreza e que os pescadores tinham direito a uma parte do que pescavam e o senhorio a três partes.

No Cávado, a pesca da lampreia inicia em janeiro e perdura até março. Este famoso ciclóstomo, que nasce nos rios e desce até ao mar, onde atinge a maturidade, regressa novamente aos cursos de água doce onde se dá o processo de reprodução, sendo que é nessa altura em que pode ser capturado.

Restaurantes Aderentes

Entre outros, estes são os restaurantes onde pode encontrar pratos de lampreia a seu gosto, mas é aconselhável reservar mesa com antecedência: Bagoeira (Barcelos), Casa dos Arcos (Barcelos), Chuva (Barcelinhos), Cozinha Regional de Barcelos (Várzea), Dom Carlos (Silva), Galliano (Barcelos), Manjar das Estrelas (Várzea), Maria de Medros (Barcelinhos), Os Mouros (Arcozelo), Pedra Furada (Pedra Furada), Restaurante O Cruzeiro “O Rabeca” (Gilmonde), Solar das Fontes (Várzea), Taberna Lopes (Gilmonde), Taberna do Armindo (Remelhe), Taberna “O Manhoso” (Tamel S. Veríssimo), Taberninha O Chico (Perelhal), e Vera Cruz (Barcelos).

lampreiabarcelos (1).jpg

BARCELOS: EXPOSIÇÃO “QUEM ÉS TU?”, DO TEATRO D. MARIA II, ABRE HOJE AO PÚBLICO

Na sequência da nota que enviamos sobre a Exposição Quem és tu?, do Teatro D. Maria II, relembramos que a inauguração acontece hoje, às 18hna Galeria Municipal de Arte.

Da programação da exposição Quem és tu? – Um teatro nacional a olhar para o país, fazem ainda parte visitas guiadas - hoje, às  18H30, e dia 2 de março, às 15h,  na Galeria Municipal de Arte e Theatro Gil Vicente -; uma oficina para famílias, no dia 17 de fevereiro, às 10h30, com coordenação de Vera Santos; e um debate, a 2 de março, às 17h, sobre as relações entre a memória do teatro e do país, moderado por Tiago Bartolomeu Costa, comissário da exposição, e organizado em colaboração com a Comissão para as Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril.

Exposição.jpg

A inauguração na Galeria Municipal de Arte e Theatro Gil Vicente acontece hoje, sexta-feira, dia 9 de fevereiro, às 18h00

Depois de ter percorrido 8 concelhos de Portugal continental e ilhas, desde março de 2023, a exposição Quem és tu? – Um teatro nacional a olhar para o país, com curadoria de Tiago Bartolomeu Costa, apresenta-se em Barcelos, na Galeria Municipal de Arte e Theatro Gil Vicente, de 9 de fevereiro a 2 de março.

Quem és tu? – Um teatro nacional a olhar para o país, organizada pelo Teatro Nacional D. Maria II, e desenvolvida em parceria com a Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril e o Museu Nacional do Teatro e da Dança, estabelece ligações entre a prática artística e o seu contexto político e social, acompanhando a história do Teatro ao longo de quase 100 anos, desde 1929 até à atualidade.

A concessão do Teatro Nacional D. Maria II à Companhia Rey Colaço-Robles Monteiro acompanhou 45 dos 48 anos da ditadura do Estado Novo. Nesse período, o teatro português desenvolveu-se, afirmou-se e definiu-se na relação com o regime. Recuperando a relação da companhia Rey Colaço-Robles Monteiro com o território nacional, esta exposição pensa as relações entre os espetáculos apresentados e as diferentes camadas de representação (do país, da sociedade, do teatro e dos regimes políticos), potenciando a perceção pública de uma certa ideia de (e para o) teatro nacional, tanto enquanto edifício, como na sua missão.

A partir de materiais documentais – figurinos e trajes, fotografias, registos sonoros e audiovisuais, programas, objetos de cena, imprensa –, produz-se um comentário crítico à história social e política que o país construiu, observando a permeabilidade e a resistência do teatro a essas realidades.

BARCELOS: JOSÉ MILHAZES NA ACIB APRESENTA A SITUAÇÃO NA UCRÂNIA E O IMPACTO NA EUROPA

Conf1.jpg

A ACIB organizou uma Conferencia com José Milhazes conhecido comentador televisivo e sobre o tema da Ucrânia e da guerra que assola o Este da Europa.

Com uma plateia de jovens dos cursos profissionais da ACIB e público em geral, José Milhazes apresentou o seu ponto de vista sobre a guerra na Ucrânia e o forte impacto na Europa.

Para João Albuquerque, Presidente da ACIB "esta conferência vem demonstrar o comprometimento da ACIB com a discussão dos temas que incidem sobre a sociedade em geral e com impacto na economia".

"A ACIB quer ao nível dos jovens que frequentam os seus cursos quer ao nível dos contactos com o público em geral procura dar um forte contributo à qualificação, ao conhecimento e ao aprofundamento da valorização da cidadania".

Na sua intervenção João Albuquerque destacou os impactos económicos que a guerra tem tido junto das empresas e dos consumidores.

Na sua apresentação, José Milhazes, destacou que em relação à guerra na Ucrânia " a procissão ainda vai no adro, que a Ucrânia é a linha da frente e a trincheira que defende a Europa".

De forma incisiva José Milhazes abordou o relaxamento da Europa devido aos muitos anos de Paz que vivem e com isso esqueceu-se de estar preparada para desafios como os que se vivem atualmente ao nível da defesa e segurança.

Respondendo a um conjunto significativo de perguntas José Milhazes foi abordando diferentes aspetos da guerra na Ucrânia insistindo na importância da ideia "o futuro da Ucrânia será o futuro da Europa."

Antes de iniciar a conferência os jovens e José Milhazes fizeram uma largada de pombas brancas em prol da Paz.

A Conferencia foi moderada pelo Dr. Vitor Pinho, figura ilustre de Barcelos no domínio da cultura que referiu "José Milhazes é um embaixador da Paz".

CONF2.jpg

CONF3.jpg

CONF4.jpg

Conf5.jpg

conf6.jpg

BARCELOS: ACIB PROMOVE SEMINÁRIO EM PARCERIA COM A GNR

Seminario 1.jpeg

Num evento com dezenas de empresários e representantes de empresas, a ACIB com o apoio da GNR através da sua Unidade de Proteção Ambiental realizou um Seminário subordinado aos temas das Contraordenações normalmente aplicadas à Industria.

Para o Presidente da ACIB, João Albuquerque este seminário é de relevante importância para as empresas pois permite que conheçam os aspetos que mais os podem penalizar aquando das inspeções e em caso de não cumprimento.

"O conhecimento da legislação ambiental aplicado à Industria é essencial para o desempenho da atividade e a ACIB continuará apoiar as empresas nesse difícil trabalho.

Os elementos da GNR – Núcleo de Proteção Ambiental, Rui Couto e José Inácio foram os oradores especialistas no tema e que apresentaram o regime de contraordenação que incide sobre os principais problemas detetados na Industria.

Rui Couto e José Inácio abordaram de forma muito explicita os diferentes regulamentos tendo esclarecido a plateia.

Num animado momento de perguntas e respostas os empresários presentes esclareceram as suas dúvidas.

A ACIB vê com muita preocupação as avultadas coimas que são aplicadas às Industrias no caso das infrações ambientais que são na sua essência elevadíssimas face a outros tipos de infrações. Estas coimas quando aplicadas condicionam a viabilidade das empresas.

Continuando na informação às empresas o próximo evento da ACIB será com a participação da ACT e do IEFP.

Seminario 2.jpeg

seminario 3.jpg

BARCELOS: DESFILE DE CARNAVAL DAS ESCOLAS CANCELADO

Devido à previsão do IPMA que emitiu aviso amarelo - chuva intensa e vento forte, o desfile de Carnaval das escolas, agendado para amanhã (sexta-feira), foi cancelado.

Lamentando a impossibilidade da realização do desfile, o Município agradece a colaboração das escolas pelo trabalho que tiveram e que infelizmente não vai poder ser concretizado.

Imagem 1.png

BARCELOS ACOLHEU ENCONTRO NACIONAL DA REDE PORTUGUESA DAS CIDADES INTERCULTURAIS

barc (1) (1).jpg

O Município de Barcelos recebeu ontem, na Casa da Criatividade e no Museu de Olaria, o Encontro Nacional da Rede Portuguesa das Cidades Interculturais, que contou com a presença de técnicos das cidades que compõem esta rede, a saber: Barcelos, Braga, Coimbra, Lisboa, Loures, Oeiras, Santa Maria da Feira, Vila Nova de Famalicão, Vila Verde, Viseu, freguesia de Paranhos e Porto.

Na sessão de abertura, a vereadora da Cultura, Elisa Braga, deu as boas-vindas aos presentes, dizendo ser “um privilégio acolhermos na Casa da Criatividade esta iniciativa, pois é um espaço que pretende consciencializar a comunidade para a importância da diversidade das expressões culturais, incluindo as mais tradicionais, reforçando o papel dos criativos e promovendo o intercâmbio e a interculturalidade.” A autarca acrescentou que “Barcelos é um exemplo na integração de culturas e é na cultura que se cruzam os caminhos e as comunidades”.

Ao longo da manhã, foi apresentado o balanço de 2023 (projetos e resultados), o balanço do projeto NET-IDEA e foram partilhadas as práticas das cidades envolvidas (Vila Verde, Braga e SM Feira) e apontadas as prioridades para 2024: apreciação da proposta de projeto conjunto para 2024 da RPCI.

Já no período da tarde, teve lugar a apresentação do trabalho desenvolvido ao nível da interculturalidade no concelho de Barcelos, pelos parceiros Association For All (IAFA), Mobility Friends, Associação SOPRO e GaloArtis. Da parte do Município de Barcelos, foi dado a conhecer o trabalho desenvolvido no âmbito do projeto FAMI 102 e 103 e os diferentes projetos na área da Educação, Cultura e Desporto, que demonstram as boas-práticas interculturais no concelho de Barcelos.

A encerrar o Encontro, o vereador António Ribeiro salientou que com esta jornada de trabalho “ficamos todos a ganhar, celebrando as diferenças”. O responsável pela Ação Social acrescentou que “não são as diferenças que nos dividem, mas a forma como lidamos com elas” e terminou dizendo que é urgente “eliminar o discurso do ódio, é um compromisso de todos nós. E em Barcelos é isso que queremos. Chegamos todos os dias e achamos que é sempre dia de recomeçar”. O autarca rematou: “os outros somos nós em muitas circunstâncias”.

A Rede Portuguesa de Cidades Interculturais integra um conjunto de municípios empenhados em criar cidades mais inclusivas, e que tem como prioridades promover a diversidade local, acolher famílias recém-chegadas e assegurar que todas as pessoas se sintam incluídas.

barc (2) (1).jpg

CÂMARA DE BARCELOS PROMOVE OBRAS EM QUATRO CENTROS DE SAÚDE

Candidatura ao PRR garante 3,6 milhões de euros

A Câmara Municipal de Barcelos acaba de garantir um financiamento de cerca de 3,6 milhões de euros destinados a efetuar obras de requalificação em cinco Centros de Saúde. As verbas, provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência – PRR, destinam-se a trabalhos de beneficiação no Centro de Saúde de Barcelinhos (2 milhões), na Unidade de Saúde Familiar Lígios (Lijó - 550 mil), Edifício Cávado Saúde (Lama - 690 mil), Centro de Saúde de Barcelos (S. José - 180 mil) e Edifício Alcaide de Faria (Vila Seca – 150 mil).  Estas empreitadas têm como prazo limite de conclusão junho de 2026.

Os investimentos previstos nestas candidaturas estão integrados no projeto “Cuidados de Saúde Primários com mais respostas” e destinam-se essencialmente a “requalificar ou adaptar edifícios para aumentar a eficiência energética, cumprir planos de contingência e/ou assegurar a acessibilidade e promover a segurança e o conforto de utentes e profissionais”.

Segundo se pode ler no enquadramento do programa, “este investimento é coordenado a nível nacional pela ACSS, I.P” e destinado a diversas entidades, entre as quais as “Autarquias Locais, enquanto pessoas coletivas territoriais dotadas de património e finanças próprias”, caso do Município de Barcelos.

Além de qualificar as instalações e os equipamentos dos Centros de Saúde, as intervenções a executar nos edifícios visam “adaptar as instalações e equipamentos dos Centros de Saúde aos novos modelos de prestação de cuidados de saúde e corrigir assimetrias regionais e locais. Outro objetivo muito importante é aumentar a eficiência energética dos diversos edifícios alocados aos serviços de saúde.

sau.jpg