Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA: CERQUIDO É O REFÚGIO PERFEITO PARA SE AVENTURAR PELAS MONTANHAS DO MINHO

Hoje é o Dia Internacional da Montanha.

Cerquido Village and Spa, é um refúgio na Serra d’Arga, perfeito para se aventurar pelas montanhas do Minho à descoberta de recantos sagrados com séculos de estórias, mitos e lendas que, ainda hoje, instigam a nossa imaginação.

PaisagemPiscina

Onde se vive num ritmo único. Onde há tempo para a família, para os amigos. Onde há tempo para caminhar, correr, andar de bicicleta ou a cavalo. Onde há tempo para observar as estrelas e relaxar. Onde há tempo para a natureza!

P_IMG2

Vaca-Serrad'ARga

ROMARIA A SÃO JOÃO D’ARGA É UMA DAS MAIS GENUÍNAS DO MINHO

A tradição ainda é o que era! – milhares de romeiros rumaram a Arga de S. João para cumprir promessas a S. João ou pedir-lhe ajuda para arranjarem casamento ou cura de verrugas, quistos, doenças de pele e infertilidade. Nem todos vão a pé como antigamente mas poucos são os minhotos que dispensam esta festa pois ela continua a ser uma das mais genuínas de toda a região e do país. E, até da vizinha Galiza não faltam os nossos irmãos galegos a comungar da mesma Fé – e da mesma identidade cultural!

40368448_1836849859702868_158074626356805632_n

Muitos ainda vêm em ranchos como antigamente, subindo a pé o monte, cantarolando aqui e merendando acolá. Pelo caminho, o “penedo do casamento” é sítio obrigatório de paragem no percurso dos romeiros. Os solteiros atiram-lhe uma pedra para que esta fique em cima dele, dependendo o tempo de espera do casamento das tentativas feitas até o conseguir. Reza a lenda que o penedo “arranja testo para qualquer panela”… porém, como os tempos estão difíceis, vão ouvindo-se com frequência cantar os seguintes versos:

   Ó meu Senhor S. João

   Casai-me que bem podeis

   Já tenho teias de aranha

   Naquilo que bem sabeis

Uma vez chegado ao local do santuário, situado a cerca de 800 metros de altitude, os peregrinos dão três voltas à capela findas as vão dar uma esmola ao santo… e outra ao diabo!

Cumprida a devoção, a romaria dá lugar ao folguedo. Juntam-se os tocadores de concertina e abrem-se as goelas para os cantares ao desafio. Canta-se e dança-se no terreiro até ao amanhecer. Come-se e bebe-se nas tasquinhas à volta do santuário ou nas lojas dos “quarteis” onde também existe alojamento para pernoitar pois, caso contrário, terá de ser feito ao relento, na área envolvente do mosteiro. Apesar de ainda ser Verão, as noites são frias e, como agasalho, recomenda-se um copito de aguardente com mel, uma especialidade típica da Serra d’Arga.

Um poeta alfacinha de que não recordamos o nome, terá criado estes graciosos versos a repeito de S. João Baptista e de seu primo Jesus a quem baptizou nas águas do rio Jordão:

   São João, reparem nisto,

   Teve este grande condão;

   Ao baptizar Jesus Cristo,

   Foi quem fez de Cristo cristão

Mal despontam os primeiros raios de sol, é chegada a altura de regressar a casa. A aldeia regressa à sua habitual pacatez e o silêncio volta à serra. Apenas uma escassa centena de almas habita as pouco mais de duas dezenas de habitações que compõem Arga de S. João, abrangendo uma extensão de treze quilómetros quadrados.

- S. João d’Arga é uma das mais genuínas romarias minhotas. Para o ano lá voltaremos!

Fotos: Município de Caminha

40379629_1836852169702637_6324408969074835456_n

40391314_1836857436368777_2028066012229795840_n

40395555_1836860593035128_421878531358720000_n

40398623_1836855546368966_7266405673452175360_n

40400818_1836861899701664_8719827979422662656_n

40409730_1836856896368831_2136578635841142784_n

40411143_1836859773035210_1730086764690800640_n

40417642_1836853386369182_3041146177702592512_n

40424695_1836859636368557_2276237958556155904_n

40427410_1836855463035641_9094004503752998912_n

40432680_1836857916368729_6744957336177082368_n

40446505_1836851073036080_8583108557526794240_n

40449329_1836859523035235_6219444499551092736_n

40458157_1836858056368715_36102395578548224_n

40227567_1836856266368894_3728220110452686848_n

40269988_1836859103035277_6364208472501780480_n

40273340_1836861756368345_8054576217157795840_n

40284185_1836858736368647_4856914829824229376_n

40290517_1836862233034964_1139687293028663296_n

40293627_1836857509702103_2825760980921745408_n

40294491_1836860813035106_3157412591672754176_n

40297176_1836858663035321_2476521311589892096_n

40301224_1836858893035298_747868438910730240_n

40301329_1836861233035064_8014932522259447808_n

40301831_1836858456368675_7043379661132267520_n

40307369_1836856033035584_4788083958816440320_n

40307430_1836852346369286_7196029103844098048_n

40318654_1836860513035136_7054171049931309056_n

SERRA D’ARGA É PALCO DO II ENCONTRO DE ESCALADORES DE 31 DE AGOSTO A 2 DE SETEMBRO

A partir de amanhã, o Encontro de Escaladores da Serra D'Arga está de volta ao concelho.  Até domingo, a Serra d’Arga vai reunir praticantes de escalada e amantes de desporto de natureza, num dos locais de referência da modalidade, cujo objetivo é tornar esta área de Portugal numa das zonas escola de escalada de referência a nível nacional.

encontro escaladores Serra d Arga (1)

Esta atividade é promovida pelo Clube de Escalada de Braga em pareceria com a Câmara Municipal de Caminha.

Para o Município, este encontro enquadra-se na sua estratégia de promoção da Serra d’Arga, já que a valorização do território da Serra d’Arga como espaço privilegiado de educação para a sustentabilidade e para o usufruto da natureza de forma integrada é um dos seus objetivos estratégicos. De facto, esta iniciativa assume um papel importante na valorização dos recursos endógenos e diferenciadores do território, como é o caso da Parede de Escalada de Penice, situada em Arga de Baixo, estrutura natural com caraterísticas e potencialidades de destaque para a prática da modalidade de escalada, nomeadamente para a escalada desportiva e bloco. A escalada é considerada um desporto seguro e responsável, que reúne várias gerações e potencia a prática familiar.

Assim, até domingo são muitas as atividades programadas dirigidas para os praticantes de escalada e para os amantes de desporto de natureza. De acordo com o Clube de Escalada de Braga, este ano existem cerca de 20 novas vias num total de mais de 60 vias que variam entre os graus IV e 7b de escalada desportiva. Além das vias de desportiva, existem outros sectores excelentes para os fãs da pratica de bloco, com um muito potencial e com milhares de linhas para serem abertas.

Programa:

Sexta-feira

12h30 - Abertura - Receção dos atletas no Mosteiro de São João d’Arga

Sábado

9h00 – 19h00 -  Atividades de escalada na parede de Penice

20h00 – Jantar convívio no Mosteiro de São João d’Arga

Domingo

9h00 – 17h00 - Atividades de escalada na parede de Penice

18h00 - Encerramento

encontro escaladores Serra d Arga (2)

REUNIÕES DESCENTRALIZADAS DO EXECUTIVO CAMINHENSE COMEÇAM ESTE MÊS NA FREGUESIA DE ARGA

Reunião pública decorre no dia 29 de novembro, no edifício da Junta de Freguesia de Arga de Baixo, pelas 18h30

As reuniões públicas descentralizadas vão iniciar este mês na Freguesia de Arga. Miguel Alves e o restante executivo vão a Arga de Baixo para esclarecerem e ouvirem as questões levantadas pela população de Arga de Baixo, Cima e São João. A reunião descentralizada vai decorrer no dia 29 de novembro, no edifício da Junta de Freguesia de Arga de Baixo, pelas 18h30.

.

As sessões públicas descentralizadas continuam a fazer parte da agenda do executivo caminhense. Recorda-se que estas sessões tiveram inicio em 2014, aquando do primeiro mandato de Miguel Alves.  

As reuniões públicas descentralizadas são um instrumento de participação que os munícipes têm à disposição para dialogar diretamente com as pessoas que comandam os destinos do concelho. Além de favorecerem a proximidade junto da população, estas reuniões permitem ao presidente e vereadores da Câmara Municipal ouvir, esclarecer e prestar contas da gestão municipal, contribuindo assim para uma democracia local mais participativa.

Recordamos que estas reuniões apresentam como único ponto da ordem de trabalhos a audição dos munícipes. Assim, os munícipes interessados em intervir deverão proceder à respetiva inscrição, com uma antecedência mínima de 48 horas, na Câmara Municipal, através do telefone 258 710 300 ou do e-mail geral@cm-caminha.pt. Ainda o podem fazer na sede da Junta de Freguesia Arga de Baixo, Cima e São João. É de realçar que, no momento da inscrição, os munícipes deverão indicar o contacto telefónico e o assunto a tratar. Será dada prioridade aos assuntos relacionados com as freguesias em questão e de interesse coletivo e/ou público.

RAIO ATINGE ROMARIA DE S. JOÃO D'ARGA E FAZ UM FERIDO

Relâmpago cai em romaria em Caminha e faz pelo menos um ferido

Um relâmpago que provocou uma descarga elétrica numa romaria na serra d'Arga, Caminha, fez pelo menos um ferido, que foi transportado para o hospital, disse à Lusa um responsável dos bombeiros locais.

"Foram enviadas duas ambulâncias para o local, sendo que uma delas transportou uma jovem de 19 anos [para o hospital]", disse um bombeiro que acompanha as operações.

Salientando que "não há rede de telemóvel", o responsável disse que, para já, não há ainda mais informações disponíveis.

A Lusa constatou no local que não há eletricidade desde pelo menos as 22:00 e que o raio caiu na zona do adro do mosteiro, causando pânico entre as pessoas que participavam na peregrinação até ao templo erguido em honra de São João Baptista, na serra d'Arga, em Caminha.

O mosteiro data do século XII e, segundo a classificação do Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico (IGESPAR), é "um dos mais importantes testemunhos medievais da região, não obstante a sua pequenez e simplicidade". Em 2015, foi alvo de obras de beneficiação orçadas em mais de meio milhão de euros.

A capela, que integra o mosteiro, terá sido construída no século XIII, pertencendo ao "românico tardio", e é "simples e decorativamente despojada".

O templo recebeu esta noite milhares de peregrinos, mantendo a tradição de percorrer a pé várias dezenas de quilómetros até à aldeia onde vivem 70 pessoas, a maior parte idosos.

Fonte: Agência LUSA

MINISTRO DA CULTURA NA ABERTURA DA ARTE NA LEIRA EM ARGA DE BAIXO

Na Casa do Marco, em Arga de Baixo, pelas 15h30

O ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, vai estar amanhã em Caminha, para a abertura da edição 2017 da Arte na Leira, pelas 15h30. A Casa do Marco, em Arga de Baixo, acolhe este ano trabalhos de mais de três dezenas de artistas, nacionais e estrangeiros, nas áreas da pintura, escultura, tapeçaria, desenho, cerâmica e fotografia.

Retrato_oficial_Castro_Mendes.jpg

Até ao dia 20 de agosto vai ser possível visitar a Arte na Leira, admirar e adquirir obras de arte, mas também conviver com os artistas e participar no programa de animação que brevemente será anunciado. Visitar a Casa do Marco, ao longo deste período, é também uma oportunidade para subir a lindíssima Serra de Arga e tomar contacto com a arte num cenário natural e raro.  

Esta é uma mostra única. A Casa do Marco e a sua leira, no meio da serra, transformam-se por esta altura numa galeria de arte moderna. Visitantes e aldeões cruzam-se num espaço genuinamente rural, sem preconceitos, com uma naturalidade que distingue o evento. Como escreveu Miguel Alves, a qualidade das obras, a par desta singularidade, são caraterísticas distintivas. O promotor, o artista Mário Rocha, é capaz de “reunir no mesmo espaço intelectuais e pastores, sem que uns e outros experimentem qualquer sensação de desconforto, ao coexistirem lado a lado numa galeria natural e extraordinariamente diferente”, conclui o presidente da Câmara Municipal de Caminha.

Arte na Leira (1).jpg

ARTE NA LEIRA ABRE ESTE SÁBADO ÀS 16H00 EM ARGA DE BAIXO

Arte, música, convívio e boa gastronomia marcam este dia de festa em Arga de Baixo

Mais de três dezenas de artistas participam este ano na Arte na Leira, um evento consagrado, que há 19 anos transforma a Casa do Marco, em Arga de Baixo, numa galeria de arte única. O segredo é, talvez, para além da qualidade dos trabalhos e de toda a organização, a conjugação perfeita entre a arte moderna e a natureza - a grande moldura de toda a mostra. O artista Mário Rocha é o promotor e o dono da “Casa” e a 19ª edição abre este sábado, dia 15 de julho, pelas 16h00. O evento conta com o apoio da Câmara Municipal.

arte na leira 2016 (1).jpg

Pintura, escultura, tapeçaria, desenho, cerâmica e fotografia são as áreas principais da mostra, que envolve este ano um total de 29 artistas, nacionais e estrangeiros, a que acresce a participação do Instituto Politécnico. Nas presenças estrangeiras importa realçar os artistas vindos da Alemanha e da França.  Destaque também para a presença e participação crescente de associados da Sociedade Nacional de Belas Artes.

A abertura este ano acontecerá um pouco mais cedo do que é habitual, pelas 16h00 como referimos, mas esta festa das artes e da cultura prolonga-se pelo resto do dia, e só termina à noitinha, com lançamento de fogo de artifício. A música também vai estar presente neste primeiro dia. Os sons do piano e do violino vão enquadrar todo o convívio, onde a gastronomia também não vai faltar.

Até ao dia 20 de agosto vai ser possível visitar a Arte na Leira, admirar e adquirir obras de arte, mas também conviver com os artistas e participar no programa de animação que brevemente será anunciado. Visitar a Casa do Marco, ao longo deste período, é também uma oportunidade para subir a lindíssima Serra de Arga e tomar contacto com a arte num cenário natural e raro.  

Conforme escreveu Miguel Alves, no catálogo da 19ª edição, por esta altura a magia da serra mistura-se com a arte: “a nossa Serra de Arga tem um brilho único que tem conquistado gente de muitas proveniências, que desperta sentimentos e que nos obriga a voltar. Normalmente, os visitantes sentem-se atraídos pela natureza, pela rudeza das pedras, pelas tradições, por uma genuinidade de locais e de gentes que está mesmo aqui à beira, mas que nos permite mergulhar num mundo imenso e diferente do bulício das vilas e das cidades - como por magia”. Mas “todos os anos, pelo verão, é a Arte que encima este fascínio da Serra, em Arga de Baixo, terra de gente boa e de arte moderna por uns dias, nas suas diferentes manifestações, desde logo a pintura e a escultura, dominantes na Arte na Leira, mas sobretudo as telas esmagadoras que saem das mãos do Mário Rocha”, conclui o presidente da Câmara de Caminha.

Miguel Alves destaca também a personalidade rara do artista Mário Rocha, sobejamente conhecido e reconhecido e de quem pouco mais há a dizer; que é capaz de “reunir no mesmo espaço intelectuais e pastores, sem que uns e outros experimentem qualquer sensação de desconforto, ao coexistirem lado a lado numa galeria natural e extraordinariamente diferente”. É também o homem que, há 19 anos, teve a coragem de iniciar este percurso pela Serra de Arga, hoje consolidado, mas nessa altura constituiu uma aventura. Homem espontâneo, com a simplicidade que de que só os grandes homens são capazes, Miguel Alves conclui: “obrigado Mário por conservares essa espontaneidade e por a partilhares connosco, na nossa Serra, neste maravilhoso concelho de Caminha”.

Arte na Leira.jpg

MUNICÍPIO DE CAMINHA VAI AUMENTAR COBERTURA DA REDE DE TELECOMUNICAÇÕES E REDE DE DADOS 3G NAS FREGUESIAS DA SERRA D’ ARGA

Protocolo com a Vodafone cria condições para projeto aprovado no Orçamento Participativo

A Câmara Municipal de Caminha vai assinar um protocolo com a Vodafone Portugal – Comunicações Pessoais, S. A. para o aumento de cobertura da rede de telecomunicações e rede de dados 3G na União de Freguesias de Arga, que contempla os territórios de Arga de Baixo, Arga de Cima e Arga de São João. Este protocolo, já aprovado pelo Executivo, vem também criar condições para a execução de um dos projetos aprovados no quadro do primeiro Orçamento Participativo de Caminha.

Conforme explicou o vice-presidente da Câmara, Guilherme Lagido, a materialização deste protocolo prepara o território para a futura instalação da rede Wifi, permitindo no imediato o acesso da população à rede móvel, através do reforço do sinal. Calcula-se que mais de três quartos da população passem a poder utilizar telemóveis. Trata-se de uma importante melhoria das condições deste território, não apenas pela capacidade de comunicação em termos gerais, mas também em situações de emergência, como são os incêndios.

Este foi um projeto debatido com cada uma das freguesias abrangidas e houve o cuidado de reduzir ao máximo o impacto visual das antenas que terão de ser instaladas.

A Vodafone vai apresentar ainda uma proposta para a implementação da rede Wifi que beneficie o território da União de Freguesias de Arga e freguesia de Dem e serão também pedidos orçamentos às outras operadoras.

No quadro do protocolo aprovado, o aumento e reforço da cobertura 3G será efetuado com recurso a equipamentos designados por Smallcells/Femtocells.  O Município isentará a Vodafone do pagamento de quaisquer taxas municipais decorrentes da instalação e posterior manutenção de Smallcells/Femtocells, e infraestruturas de suporte necessárias, nos territórios das freguesias mencionadas;

Recorde-se quea implementação da Rede Wi-Fi para as freguesias das Argas, foium dos quatro projetos vencedores do primeiro Orçamento Participativo de Caminha, escolhidos por mais de duas mil pessoas.