Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ARCUENSES PRATICAM DESPORTO ESCOLAR JUNTO DA NATUREZA

No âmbito do Desporto Escolar e da promoção de atividades dos alunos junto da Natureza, a Câmara Municipal aprovou celebrar um protocolo de colaboração com o Agrupamento de Escolas de Valdevez e a ARDAL para apoiar as atividades de dinamização do grupo/Equipa do Desporto Escolar na Porta do Mezio.

Através deste protocolo os alunos poderão realizar, quinzenalmente, atividades promocionais de Exploração da Natureza, nomeadamente BTT, Orientação, Escalada, Slide e Pontes suspensas.

Esta é mais uma forma de realizar atividades lúdicas com os alunos fora de portas, estimulando-lhes o gosto por atividades ao ar livre e o gosto e cuidado pela Natureza, bem como proporcionar aos jovens uma maior diversidade de atividades desportivas e de lazer.

ARCOS DE VALDEVEZ EXPANDE REDE DE FIBRA ÓTICA

A Câmara Municipal está a expandir a rede de fibra ótica no concelho.

Recentemente aprovou a abertura de procedimento, pelo valor base de 73.500,00€, para levar fibra a Soajo e permitir expandir também pelas freguesias no trajeto.

fibra-otica-4.jpg

A Autarquia ao promover a expansão da rede de cobertura de fibra ótica no concelho está a criar condições para as pessoas poderem ter comunicações digitais avançadas, tais como ligações a 10 GB e verem alargada a rede de internet sem fios (wi-fi).

 A Câmara Municipal está também a preparar um procedimento para levar a fibra ótica ao Extremo e a Sistelo.

Estes são investimentos realizados a pensar no futuro e nas boas condições de vida das populações, pois a acessibilidade digital hoje em dia é essencial para qualquer tipo de atividade, seja lúdica, seja laboral.

ARDAL REALIZA ATIVIDADES COM ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR

No âmbito da candidatura Lobo e Homem – Plano de Pedagogia e interpretação ambiental sobre o lobo ibérico, a ARDAL-Porta do Mezio, está a desenvolver várias atividades com alunos do Ensino Superior.

atividades ensino superior (1) - Cópia.jpg

Este projeto tem por objetivo promover o conhecimento e a sensibilização para a conservação da natureza, particularmente do Lobo Ibérico e seus habitats de conservação prioritária, junto da várias instituições de Ensino Superior, nomeadamente Universidade de Aveiro, Universidade Portucalense, Universidade do Minho, Instituto Politécnico do Porto e Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

Esta operação consiste na criação de um plano pedagógico para os estudantes universitários, um público nunca antes trabalhado no nosso contexto, que visitarão o território e serão incentivados a desenvolver investigação académica sobre o tema, em contacto com as comunidades locais, culminando na implementação de um Centro de Interpretação do Lobo Ibérico e de um inovador Espaço Pedagógico ao Ar Livre, o “Covil do Lobo”, ambos dedicados ao contexto natural e cultural desta espécie no PNPG. A operação Lobo e Homem - Plano de Pedagogia e Interpretação Ambiental sobre o Lobo Ibérico surge da necessidade de criar, quer espaços pedagógico-interpretativos, quer momentos de investigação e reflexão sobre o Lobo Ibérico, que sejam pontos de partida para a alteração de perceções, atitudes e comportamentos face à biodiversidade e ao Lobo Ibérico no contexto do PNPG.

A ARDAL, gestora da Porta do Mezio, pólo estabelecido de atração e de gestão de públicos do PNPG, assume-se como promotora deste projeto que está em linha com a temática da Porta - Conservação da Natureza e da Biodiversidade.

Esta candidatura foi aprovada no âmbito do programa POSEUR, na tipologia de intervenção Plano de Valorização do Parque Nacional da Peneda-Gerês -.Reserva da Biosfera Gerês/Xurês.

atividades ensino superior (2) - Cópia.JPG

MUNICÍPIO ARCUENSE TEM MELHOR EFICIÊNCIA FINANCEIRA

Arcos de Valdevez no Top dos Municípios do Alto Minho com Melhor Eficiência Financeira

O Município de Arcos de Valdevez ocupa a 3ª posição no ranking ao nível da eficiência financeira dos municípios do distrito de Viana do Castelo, e a 63ª posição a nível nacional dos municípios de média dimensão, tendo subido cinco posições face ao ano anterior. Esta informação é do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, referente à prestação de Contas de 2018, divulgado pela Ordem dos Contabilistas Certificados.

300x300px-anuario.png

Este posicionamento é fruto de uma gestão responsável, criteriosa e transparente, indispensável à sustentabilidade económica e financeira do Município para o reforço das políticas públicas e da confiança na governação local.

Nesta avaliação de desempenho são considerados um conjunto de indicadores financeiros como o índice de liquidez, o resultado operacional, o grau de execução da receita e da despesa, a diminuição do passivo e o prazo médio de pagamentos. De referir que a Câmara Municipal diminuiu o seu prazo médio de pagamentos, que passou de 30 para 20 dias e a sua dívida, que atingiu o valor mais baixo dos últimos anos.

Para o Presidente da Câmara Municipal “Este resultado reflete o esforço do Executivo na boa gestão das contas, sem descurar a realização de investimento na melhoria da qualidade de vida e no reforço da atratividade e competitividade de Arcos de Valdevez.”

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

REUNIÃO ORDINÁRIA DE 08 DE NOVEMBRO DE 2019

            PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA:

  • No período antes da Ordem do Dia o Sr. Presidente convidou a Câmara a estar presente na inauguração da d’art vez, no próximo sábado, dia 16 de novembro, pelas 21h45 na Casa das Artes e informou dos vários momentos que compõem o programa desta mostra;
  • O Sr. Presidente congratulou-se pela forma como decorreram as atividades da Semana da Igualdade e enalteceu o trabalho de todos os que colaboraram nesta organização;
  • De igual modo referiu-se à realização de mais uma edição do Halloween no Paço de Giela, que levou centenas de pessoas a este espaço;

FORNECIMENTO DE 1 PAR DE FIBRA ÓTICA ESCURA PARA UTILIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ, COM LIGAÇÃO ENTRE A CÂMARA MUNICIPAL - PORTA DO MEZIO - VILA DE SOAJO: foi autorizada a abertura de um procedimento no valor de 73.500,00 Euros, para efetuar uma ligação dedicada, a 10GB,cobertura da Rede Wifi do Município de Arcos de Valdevez em vários pontos da Vila de Soajo e ligação telefónica entre a Escola de Soajo, Câmara Municipal e Agrupamento de Escolas através de um telefone IP ligado à central da Câmara Municipal.

AMPLIAÇÃO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA A CARRALCOVA E VILELA DE GRADE: foi aprovado dar início ao procedimento concursal tendente à adjudicação da empreitada referida em epígrafe, pelo preço base de 1.360.477,65 euros.

            O projeto preconiza:

            - Adução a partir de Vila Boa: Construção de Estação elevatória no R4 (Vila Boa) e conduta de adução em FDD de diâmetro 75mm, numa extensão de cerca de 5.00 km;

            - Rede de Distribuição: construção de um reservatório com capacidade para 50m3, bem como a instalação de condutas, numa extensão de cerca de 16 km, 2 estações elevatórias, 10 redutoras de pressão e 246 ramais domiciliários.

Reconversão de arruamento da margem esquerda do rio Vez – Lamela: foi aprovada a abertura de procedimento pelo valor base de 295.060,00 euros e prazo contratual de 150 dias

PROTOCOLOS:

Foi aprovado celebrar um protocolo de colaboração entre o Agrupamento de Escolas de Valdevez, a Autarquia e a ARDAL para apoiar as atividades de dinamização do grupo/Equipa do Desporto Escolar através de atividades promocionais de Exploração da Natureza (BTT, Orientação, Escalada, Slide, Pontes suspensas) a realizar quinzenalmente na Porta do Mezio.

Requalificação do Campo de Jogos do Adecas: foi aprovado o auto de consignação da empreitada referida em epígrafe, adjudicada às firmas RED – Relvados e Equipamentos Desportivos, Lda. E BALTOR – Engenharia e Construção, Lda., pelo preço de 332.560,97 euros.

REQUALIFICAÇÃO DO CAMPO DE JOGOS DO CENTRO RECREATIVO E CULTURAL DE TÁVORA (ST.ª MARIA): foi aprovado o auto de consignação da empreitada referida em epígrafe, adjudicada à firma Costa & Carreira, Lda., pelo preço de 197.873,40 euros.

Reabilitação de Espaços Urbanos - Requalificação da Rua Félix Alves Pereira: foi aprovado o auto de consignação da empreitada referida em epígrafe, adjudicada à firma Martins & Filhos, S.A., pelo preço de 156.065,20 euros.

Construção do parque de autocaravanismo da Lamela: foi aprovada a abertura de procedimento pelo valor base de 149.895,00 euros e prazo contratual de 150 dias.

RECTIFICAÇÃO DE DELIBERAÇÃO RESPEITANTE AO PROCEDIMENTO “Adaptação Funcional de Infraestruturas de AVAC, Ar comprimido, Eletricidade e Telecomunicações de nave da Incubo”: foi retificada a deliberação de 28 de agosto e aprovado o valor deste procedimento no montante de 79.654,80 euros, acrescido de IVA.

Oficinas de Criatividade Himalaya - Fornecimento de Módulos Exteriores para Público Infanto-Juvenil: foi aprovado adjudicar à empresa Associação Exploratório Infante Dom Henrique, pelo valor de 25.550,00 euros, sem IVA.

AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE LIMPEZA E DESINFEÇÃO EM VÁRIOS EDIFÍCIOS MUNICIPAIS - PAÇOS DO CONCELHO E EDIFÍCIO DA ANTIGA BIBLIOTECA (RUA PADRE MANUEL HIMALAYA) – 2019: foi aprovado adjudicar os serviços à empresa Higireal – Serviços de Limpeza, Lda., pelo valor de 18.252,00 euros, sem IVA.

Reabilitação de Espaço Público do Centro Histórico - Espaços Envolventes ao Cemitério Municipal: foi aprovado dar início ao procedimento concursal pelo valor base de 70.500,00 euros.

REQUALIFICAÇÃO URBANA E PAISAGÍSTICA DO LARGO DO EIRÓ EM SOAJO (1.ª FASE): foi aprovado o Auto de Consignação da obra referida em epígrafe, adjudicada à empresa BALTOR STEEL, LDA., pelo valor de 59.895,27 euros (S/IVA) e prazo de execução de 60 dias.

FORNECIMENTO, EXECUÇÃO E REPARAÇÃO DA INSTALAÇÃO PARA LIGAÇÃO DE REDE DE ILUMINAÇÃO EXTERIOR, REDE DE ABASTECIMENTO E INFRAESTRUTURAS DE UTILIZAÇÃO EM ENERGIA ELÉTRICA E TELECOMUNICAÇÕES: a Câmara aprovou adjudicar o fornecimento à empresa Electro de Agrelos, Lda., pelo valor de 62.295,00 euros, sem IVA.

A Câmara aprovou apoiar a Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez, no montante de 50.000,00 mediante a celebração de protocolo de colaboração, para ajudar a fazer face ao custos com a execução das obras de ampliação do ERPI (Estrutura Residencial para Pessoas Idosas) no Complexo Vilagerações.

A Câmara aprovou proceder ao pagamento da despesa do transporte em táxi, no valor de 6,00€/dia + IVA, em meses de horário de inverno, de uma utente do Centro de Atividades Ocupacionais, da Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez, dada a sua fragilidade e a situação de carência económica do seu agregado familiar.

PEDIDO DE ALTERAÇÃO DO VALOR DO PROTOCOLO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSPORTE ESCOLAR: foi aprovado o aumento de 2,00€ no serviço de transporte escolar efetuado pela ARCAO, passando o valor do Protocolo de 23,00€ para 25,00€ diários.

“26° Nuit Folklorique"

A Câmara Municipal aceitou o convite da Ronda-Típica Os Bravos de PAM (L'union Sportive et Culturelle Franco-Portugais de Pont à Mousson), para participar no seu 26° festival, que se intitula “26° Nuit Folklorique", no dia 9 de Novembro (sábado), no Espace Montrichard - Pont à Mousson, França.

RECONHECIMENTO DE BENEFICIO FISCAL À AQUISIÇÃO DE HABITAÇÃO POR JOVENS NO CONCELHO DE ARCOS DE VALDEVEZ: a Câmara aprovou reconhecer o direito à isenção total do Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT) na aquisição de imóvel destinado a habitação própria e permanente do agregado familiar de requerente do concelho.

ARRENDAMENTO DO ESPAÇO DESTINADO A BAR/CAFETARIA NO CENTRO DE FORMAÇÃO E EXPOSIÇÕES DE ARCOS DE VALDEVEZ: a Câmara aprovou autorizar a abertura de novo concurso público para adjudicação do arrendamento do espaço, bem como aprovar o respetivo caderno de encargos do procedimento.

Escala de turnos de funcionamento das Farmácias

A Câmara tomou conhecimento e deu parecer favorável a escala de turnos de funcionamento das farmácias, referente a este concelho.

EXPANSÃO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA A MIRANDA (DEVESINHA/ PONTINHA/ SOUTELINHO/ CENDUFE/ CARVALHEIRA): foi aprovado o auto de receção provisória da empreitada referida em epígrafe.

LIGAÇÃO ENTRE O IC 28 E O PARQUE EMPRESARIAL DAS MOGUEIRAS - TROÇO A - ENTRADA SUDOESTE DA SEDE DO CONCELHO: foi aprovado o cálculo definitivo da revisão de preços da obra referenciada, no montante de 27.326,82 euros.

Reconstrução de muros de suporte em Cendufe e Padreiro (SalvadoR): foi aprovado homologar o auto de vistoria, bem como autorizar a liberação parcial da caução.

Retificação do traçado de um troço do CM 1308 – Tabaçô: a Câmara aprovou homologar o auto de vistoria, bem como autorizar a liberação parcial da caução.

REABILITAÇÃO, CONSTRUÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS MUNICIPAIS - OBRAS ACESSÓRIAS E PAVIMENTAÇÕES DIVERSAS: foi aprovado o auto de receção provisória da empreitada referida em epígrafe, adjudicada à firma SRB - Construções, Lda.

ampliação do parque empresarial de Paçô - obras de urbanização: foi aprovado homologar o auto de vistoria, bem como autorizar a liberação da caução.

Caminho de Ligação do Pardejo ao Bacelo - Freguesia de Guilhadeses e Santar: foi aprovado o auto de vistoria e autorizada a liberação de mais 15 % da caução inicial. 

Porta do mezio - centro de promoção e valorização de produtos locais: foi aprovado homologar o auto de vistoria, bem como autorizar a liberação da caução.

parque infantil do Jardim dos Centenários: foi aprovado homologar o auto de vistoria, bem como autorizar a liberação da caução.

Pavimentação e definição de estacionamento de apoio ao campo de futebol de Távora (Stª Maria): foi aprovado homologar o auto de vistoria, bem como autorizar a liberação da caução.

Piscina Municipal - Impermeabilização de lava-PÉs e Espelho de Água: foi aprovada a receção definitiva da empreitada em epígrafe, bem como autorizada a restituição ao empreiteiro das importâncias retidas como garantia e, ainda, promover a extinção da caução.

REABILITAÇÃO de infraestruturas de drenagem de águas residuais: A Câmara aprovou homologar o auto de vistoria, bem como autorizar a liberação da caução.

Ampliação e Beneficiação da Rede de Abastecimento de Água - Freguesia de Gondoriz (Seixal/Vila Boa): a Câmara aprovou homologar o auto de vistoria, bem como autorizar a liberação da caução.

EQUIPA SUB 14 DO CRAV JOGOU EM BRAGA

A equipa sub 14 do CRAV deslocaram-se a Braga no passado dia 10 de novembro para participar no torneio organizado pela ARN juntamente com o Braga Rugby.

CRAV-Formação2.JPG

Não foi sem apreensão que as equipas chegaram, em virtude do mau tempo que se fez sentir durante a semana do convívio. Todavia, sem ser um dia bonito, não choveu significativamente, o que permitiu a realização do evento com normalidade. 

Estiveram presentes equipas/clubes de todo o pais.

Sobre o evento propriamente dito, correu nos moldes habituais, ou seja, com o entusiasmo das jovens promessas do Rugby, e o bom exemplo de pais e treinadores, que souberam dar o exemplo: o Rugby não passa de um jogo, onde vencer é importante, mas o que sobretudo interessa é a diversão e o prazer que este jogo tão singular proporciona. O CRAV contou com a participação de 7 atletas, Rodrigo, André Cunha, André Queiroz, Enya Gomes, Francisco Pereira, Gabriel Teixeira e Martim Cerqueira onde a alegria e a satisfação de poder jogar Rugby reinou. 

O CRAV convida também a todos os leitores/filhos interessados na modalidade, a comparecer aos treinos que se realizam todas as terças-feiras e sextas-feiras, pelas 18h no estádio municipal dos Arcos de Valdevez. Junte-se assim à grande família que é o CRAV. 

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA BIENAL DE ARTE ARCUENSE

d’art-VEZ 2019: “Teixeira de Queiroz: Obra e Tempo”

16 de novembro 2019 a 26 de janeiro 2020

No ano em que Arcos de Valdevez celebra a memória de um dos seus mais eminentes vultos culturais, o escritor Francisco Teixeira de Queiroz, a D’Art-Vez assume também essa celebração, como foco principal de influência e reflexão de cerca de uma centena de artistas que integram esta edição 2019 da bienal de arte arcuense.

Capturarartvez1.PNG

Embora fosse médico, Teixeira de Queiroz revelou uma enorme sensibilidade literária, que, curiosamente, tinha na pintura uma fonte inspiradora e norteadora do seu trabalho criativo. Foi um homem atento ao seu Tempo, à Cultura, à Identidade do seu País e à da sua terra natal, Arcos de Valdevez, elementos que agora servem de mote e inspiração à seleção artística da Bienal.

Através de um programa alargado e dedicado a vários públicos, o Município assinalou neste ano de 2019 o centenário da morte do escritor com diversos eventos, entre os quais a presente edição da D’Art-Vez, que na sua dinâmica cultural celebra a Arte como destino final da essência humana, da identidade coletiva e da criatividade.

Este ano, a mostra ganha um novo momento na sua dinâmica, desta feita de verdadeira descentralização cultural, ao colocar uma parte da coleção expositiva em mais dois espaços do concelho, um em Soajo e outro em Sistelo.

Queremos reconhecer o trabalho, tantas vezes abnegado, mas sempre livre, dos nossos artistas, na verdade “amigos” da causa cultural desta bienal que conta já com uma História longínqua de mais de 30 anos.

A presente edição da D’Art-Vez é pois uma oportunidade para todos nós, 100 anos depois de Teixeira de Queiroz, continuarmos a marcar o concelho e o país, celebrando a Arte e a Cultura.

João Manuel Esteves

(Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez)

PROGRAMA

 16 de Novembro | 21h45

 Inauguração da “D’ArtVez 2019”, seguida de momentos musicais pelo D’ArtVez Ensemble

 Casa das Artes

17 de Novembro | 15h00

Abertura da exposição “D’ArtVez no Território - Soajo”

Casa do Povo de Soajo

23 de Novembro | 22h00 

Estreia da peça de teatro/musical: 

“O Grande Homem”, de Teixeira de Queiroz, pelo GTV- Grupo de Teatro do Vez 

Auditório da Casa das Artes

7 de Dezembro | 21h30 

Abertura da exposição “D’ArtVez no Território - Sistelo”, seguida de Momento musical dos alunos do CMDAV 

Sede da Junta de Freguesia de Sistelo

14 de Dezembro | 15h00 

Apresentação do livro “Barões Assinalados”, da autoria de António Cacho, seguido de apresentação do Roteiro Poético do Vez 

Casa das Artes/Biblioteca Municipal

21 de Dezembro | 15h00 e 21h00 

Visitas guiadas à D’ArtVez, com participação dos autores 

Casa das Artes

21 de Dezembro | 22h00 

Concerto do coral polifónico “A Cumpagnia” (Córsega) 

Centro Interpretativo do Barroco

4 de Janeiro | 21h30 

Grande concerto de Ano Novo da Banda da Sociedade Musical de Arcos de Valdevez 

Auditório da Casa das Artes

18 de Janeiro | 14h00-18h00

 Visitas guiadas à D’ArtVez, com participação dos autores

 Casa das Artes

Visitas pedagógicas com escolas

NOTA: Visitas pedagógicas para Público escolar durante dias da semana, mediante prévia marcação/organização.

Capturarartvez2.PNG

 

JOVENS FRANCESES VISITAM ARCOS DE VALDEVEZ

Município arcuense recebeu jovens de Décines-Charpieu

Entre os dias 27 de outubro e 1 de novembro o Município de Arcos de Valdevez recebeu um grupo de jovens de Décines-Charpieu, da zona de Lyon, no âmbito de um intercâmbio organizado entre os dois municípios, cujo objetivo foi o de promover o espírito de solidariedade entre os jovens, sensibilizando-os para o trabalho voluntário e para uma cidadania ativa.

20191030_103334.jpg

Em Arcos de Valdevez estiveram 7 jovens franceses e 3 acompanhantes, nomeadamente uma vereadora e dois técnicos das áreas de Ação Social e Desporto, que desenvolveram diversas atividades, em articulação com a Associação Social Recreativa Juventude de Vila Fonche, Agrupamento de Escolas de Valdevez e Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez;

Este grupo teve a oportunidade de realizar passeios pelo concelho, para conhecimento dos principais pontos turísticos (Sistelo, Mezio, Paço de Giela, etc) e desenvolveram diversas atividades Comunitárias junto do público escolar e da população mais idosa.

Este intercâmbio surgiu na sequência da celebração do protocolo de cooperação entre as duas Câmaras Municipais, em 2018, em prol do desenvolvimento dos cidadãos e das regiões, acreditando-se que esta cooperação se irá traduzir em benefícios para os cidadãos e para os respetivos territórios.

20191030_154629.jpg

20191030_163934.jpg

20191031_102852.jpg

20191031_102926.jpg

EXECUTIVO ARCUENSE APROVOU ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO

O Maior Orçamento Arcuense para 2020: Mais Oportunidades e Qualidade de Vida para Todos

O Executivo Municipal aprovou o Orçamento e Grandes Opções do Plano (GOP) para 2020, no valor de cerca de 31 milhões de euros. Assim, pretende-se intensificar apoio social e bem-estar às famílias com menos recursos, à população idosa e aos jovens; fazer a valorização do património ambiental, histórico, desportivo e cultural; e reforçar a aposta na modernização, empreendedorismo e talento, bem como na fixação e atração de pessoas e investimento, visando a criação de rendimento e emprego, o reforço da atratividade e competitividade e a melhoria da qualidade de vida em Arcos de Valdevez.

Neste sentido, as Grandes Opções do Plano assumem, em 2020, um investimento de 20 milhões de euros, representando o maior investimento em funções sociais, com cerca de 12 milhões de euros, seguindo-se as funções económicas, com cerca de 6 milhões de euros.

O ano 2020 ficará assim marcado pela conclusão e lançamento de projetos de investimentos de elevado relevo para o concelho e para os arcuenses, dos quais a expansão das redes de abastecimento de água e saneamento; a melhoria da rede de estradas; a requalificação e revitalização de espaços públicos; a abertura da Oficina de Criatividade Himalaya; o início da obra no Espaço da Memória Valdevez; o alargamento da rede de equipamentos culturais e desportivos; a expansão da rede de fibra ótica nas freguesias; a modernização das escolas; a construção de mais apartamentos para arrendamento jovem; a dinamização do programa Repovoar; a ampliação dos parques empresariais; a dinamização do Centro de Apoio Tecnológico à Indústria em parceria com o IPVC; a criação de espaços de comercialização de produtos locais e de divulgação das potencialidades do concelho, as esplanadas do Vez, o espaço de promoção do Vinho Verde e o parque de autocaravanismo na Lamela. Será melhorada a rede de ecovias, passadiços e miradouros. E serão abertos o Parque Biológico na Porta do Mezio, o Centro de Biodiversidade de Sistelo e o Posto de Turismo na Peneda.

Todo este investimento será potenciado pelo Município e vários parceiros, através da atribuição de incentivos financeiros e da realização de vários eventos de cariz social, económico, cultural, desportivo e recreativo.

Para o Presidente da Câmara Municipal “Este Orçamento é mais uma etapa na consolidação de Arcos de Valdevez como um concelho sustentável e com oportunidades para todos, assumindo a continuidade do projeto de construção de um concelho mais inclusivo e social, mais inovador, mais verde e sustentável, mais próximo e competitivo e mais conectado.”

om 2020.png

AUGUSTO SANTOS SILVA ENCERROU A SEMANA DA IGUALDADE EM ARCOS DE VALDEVEZ

Sociólogo e governante veio a Arcos de Valdevez falar sobre “Migrações: Inevitáveis e positivas”

conferencia_augusto santos silva (1).JPG

“As migrações são resultados de desigualdades e a melhor maneira de lhes responder é através da Igualdade” – Augusto Santos Silva

Augusto Santos Silva, Sociólogo, professor catedrático da Faculdade de Economia do Porto e atual Ministro dos Negócios Estrangeiros, encerrou no passado dia 2 de novembro a I Semana da Igualdade de Arcos de Valdevez.

Sob a temática “Migrações: Inevitáveis e positivas” explicou aos presentes, no auditório da Casa das Artes concelhia, a importância das migrações, as suas dimensões, os seus lados positivos e negativos.

Contextualizando os fluxos migratórios, Augusto Santos Silva adiantou que as migrações são uma constante da história e que desde sempre os povos tiveram necessidade de migrar, quer seja em busca de melhores condições de vida, quer seja por questões profissionais ou até devido à sua vida académica.

Ressalvando que uns dos principais destinos para as migrações são a Europa, os Estados Unidos ou o Canadá, atestou que 80% das migrações são para África e que, ao contrário do que muitas vezes se pensa, a larga maioria das migrações são legais e cumprem as regras dos países de acolhimento.

Fazendo alusão aos benefícios das migrações nos países de acolhimento adiantou que a formações de alguns países não seria a mesma sem elas, sendo disso exemplo os Estados Unidos, no entanto afirmou também que para os países de origem também trazem benefícios devido às transferências bancárias que os migrantes fazem para os seus países natais ou do investimento realizado nos mesmos- “uma grande fatia da riqueza é produzida pelos migrantes”, atestou.

O sociólogo também apontou a migração como sendo um regulador quase automático, pois “funcionam como reguladores quanto à variável emprego e em termos demográficos”.

“As migrações também estão muito ligadas ao tráfico de pessoas, às redes de contrabando e de exploradores de mão-de-obra”, referiu também, adiantando ser necessário que as Políticas Públicas sejam informadas pelos factos. Na sua opinião a única forma de travar estes movimentos é através da celebração de um pacto global para emigrações legais, seguras e reguláveis, o qual permitirá fazer o combate à rede de tráfico de pessoas; cooperar com os países de origem em matéria de desenvolvimento; implementar políticas de integração dos migrantes naquilo que toca aos valores, aos costumes e normas dos países de acolhimento.

“Portugal é uma das provas de que a emigração é um fenómeno positivo” atestou, referindo que a emigração portuguesa é dos bons casos de estudo para políticas internacionais, pois os emigrantes lusos mostram bem como é possível manterem as ligações ao seu país de origem e ao mesmo tempo integrarem-se tão bem nos seus países de acolhimento, adotando as suas regras e os seus modos de vida.

Por fim concluiu que “as migrações são resultado de desigualdades e a melhor forma de as combater à através da Igualdade”, já que se as pessoas tiverem as mesmas oportunidades de vida nos seus países não sentirão necessidade de sair. Se tiverem emprego, bons rendimentos, acessos à educação, à saúde, entre outros aspetos, emigrar será sempre a ultima hipótese a escolher.

O autarca João Esteves agradeceu a presença do Sociólogo e atual Ministro dos Negócios Estrangeiros em Arcos de valdevez, e explicou que a 1ª Semana VEZ de IGUALDADE pretendeu chamar à atenção de pessoas de diferentes idades e interesses para os riscos da exclusão baseada na diferença.

O Presidente da Câmara fez também um breve resumo das atividades realizadas durante esta Semana da Igualdade, garantindo que esta foi apenas a primeira de muitas em que se proporá debater as questões da Igualdade em Arcos de Valdevez.

Finalizou, agradecendo também toda a colaboração da Conselheira para a Igualdade, Manuela Melo, nestas matérias.

conferencia_augusto santos silva3.JPG

conferencia_augusto santos silva4.JPG

conferencia_augusto santos silva5 (1).JPG

ARCOS DE VALDEVEZ: PAÇO DA GIELA VOLTOU A CELEBRAR O HALLOWEEN

No dia 31 de Outubro foi celebrada, mais uma vez, a noite de Halloween no Paço de Giela! Esta organização do Paço de Giela/Município, com a colaboração dos diversos bares do concelho, voltou a superar todas a expectativas, tendo o espaço sido o local de eleição de milhares de visitantes para se divertirem na noite mais terrífica do ano.

77004074_1010319625982482_4542901906728550400_o.jpg

Desde os mais pequenos aos adultos, todos se quiseram vestir a rigor e contribuir para o cenário verdadeiramente assustador.

Os fantasmas do século XVI, D. Leonel Lima e sua esposa, responsáveis pela construção do Paço foram os anfitriões, no entanto por lá também andaram vampiros, bruxas e várias figuras assustadoras.

Da programação fizeram parte o concerto da cantora Bárbara Bandeira e a animação continuou ao longo da noite com a atuação de vários DJs, Meninos da Vadiagem (MegaHits), DJ MARKO (Azenha), DJ CELSUS (GUIA) e DJ Tiago Fragateiro.

Os mais pequenos tiveram ainda à sua disposição um Cantinho de Sustos; pinturas faciais; jogos tradicionais alusivos ao tema e ainda a oferta de saquinhos de guloseimas.

Esta foi mais uma edição que se revelou um sucesso e com provas dadas de que deverá ter continuidade.

Contamos convosco na edição do próximo ano!

73346482_1010324762648635_5345784899561324544_o.jpg

74286723_1010320035982441_3007263833539477504_o.jpg

74344333_1010324269315351_7130557163549753344_o.jpg

74599545_1010325139315264_3023208839496335360_o.jpg

74674389_1010319829315795_168960929638121472_o.jpg

74677040_1010325219315256_5646902458228670464_o.jpg

75252958_1010324382648673_8064172312263393280_o.jpg

ARCUENSES LIMPAM MARGENS DO RIO PENEDA

Dia de Ação comum pela Natureza: Município de Arcos de Valdevez e associação H2AVE - promoveram limpeza das margens do rio Peneda

No dia 26 de Outubro teve lugar uma caminhada/limpeza de lixo doméstico nas margens do rio Peneda, situado na freguesia da Gavieira, concelho de Arcos de Valdevez, tendo sido retirados das margens do seu leito muitos resíduos.

IMG_20191026_140647.jpg

Esta ação, promovida pela H2Ave - Associação Movimento Cívico para a Dinamização e Valorização do Vale do Ave, com o apoio da Câmara Municipal, integrou-se no Dia de Ação Comum pela Natureza e destinou-se a todos os que quiseram ajudar a preservar o Parque Nacional Peneda-Gerês, diminuindo o lixo que polui os seus preciosos ecossistemas.

A Câmara Municipal agradece a todos os colaboraram nesta iniciativa em prol do ambiente e que ajudou a que o rio Peneda “voltasse a sorrir”.

73318243_3117320995007695_4047442133093711872_o.jpg

75429506_3117333261673135_729052603798781952_o.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ AVANÇA NA MOBILIDADE DIGITAL

A autarquia arcuense está a apostar na expansão da rede de Internet sem fios (Wi-fi) e faz parte neste momento da lista dos 47 municípios portugueses que vão receber vales de 15 mil euros, atribuídos pela Comissão Europeia, para a instalação de redes de internet sem fios (wi-fi) em locais e edifícios públicos.

big_wifi4eu-720x433.jpg

Houve mais de 11 mil municípios a manifestar o interesse no programa chamado WIFI4EU, mas no final a lista ficou reduzida a 1780 localidades de diversos países europeus.

Em Portugal, além da Autarquia arcuense foram contemplados mais 4 municípios da região norte, sendo que a nível nacional, desde o início do programa, contabilizam-se 207 municípios.

A seleção foi feita pela Agência Executiva de Inovação e Redes – um organismo da Comissão europeia.

A iniciativa WiFi4EU tem como objetivo proporcionar acesso à Internet de alta qualidade a residentes e visitantes locais nos principais centros de vida da comunidade local, como parques, praças, bibliotecas ou edifícios públicos, contribuindo para a redução da exclusão digital, e contribuir para o aumento do acesso aos serviços públicos online que melhoram a qualidade de vida nas comunidades locais.

COMPRAR CASA É MAIS BARATO EM ARCOS DE VALDEVEZ

De acordo com um estudo do Compara.Ja, Arcos de Valdevez é um dos municípios da região onde o preço das casas é mais baixo e atrativo.

Arcos_Valdevez2n.jpg

O portal gratuito que compara as ofertas de crédito habitação procurou perceber quanto tempo uma família necessita para pagar a sua habitação, com base nos rendimentos e preço por m2 médios.

Para esta análise, o simulador procurou analisar, com base numa taxa de esforço mensal de 33%, ou seja, um terço do orçamento total do agregado familiar, (Uma taxa de esforço elevada significa que grande parte dos rendimentos da família se destina a pagar prestações dos empréstimos bancários.) qual o prazo mínimo de um crédito à habitação para a aquisição de um imóvel com 100m2 em cada localidade, chegando à conclusão que em Arcos de Valdevez é possível concretizar o sonho de ter casa própria em menos tempo que em outros municípios.

CENTRO INTERPRETATIVO NA PENEDA, EM ARCOS DE VALDEVEZ, CONTA “ROCHAS COM HISTÓRIA”

A Câmara Municipal aprovou, no âmbito do projeto “Rochas que Contam Histórias – valorização do património geológico e geomorfológico arcuense”, a aquisição de equipamentos, pelo valor de 173.695,00 euros, sem IVA.

O projeto “Rochas que Contam Histórias” visa tornar uma área de Arcos de Valdevez num grande centro interpretativo para a valorização do património geológico e geomorfológico arcuense, onde se vão identificar e interpretar um conjunto diverso de valores naturais e a sua relação com os restantes valores ali presentes e que é suporte de um conjunto de habitats e de espécimes da fauna e da flora, alguns dos quais protegidos. Trata-se, portanto, de criar condições “in loco” para que a comunidade infanto-juvenil e o público em geral possam conhecer os aspetos naturais do seu território, os aprenda a interpretar e desta forma adquira uma maior consciencialização para a proteção da natureza.

Com o projeto também se pretende promover a articulação entre o uso eficiente dos recursos naturais e as atividades socioeconômicas com estímulos para o contributo destas para a conservação, gestão, ordenamento e conhecimento da biodiversidade, dos ecossistemas e dos recursos geológicos.

O Centro Interpretativo estará localizado junto ao Santuário da Nª Sª da Peneda, onde será disponibilizado um conjunto de informação sobre o património natural e geológico de Arcos de valdevez, criado um site e uma aplicação móvel, bem como serão sugeridos trilhos interpretativos.

A Operação “POSEUR-03-2215-FC-000059 - Rochas que Contam Histórias - Arcos de Valdevez”, é cofinanciada pelo FC, Programa Operacional POSEUR, Portugal2020, Eixo III - Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos e conta com um Investimento Elegível de 342.555,00 € e Comparticipação Comunitária de 291.171,75 €.

CRAV PERDE COM O CAMPEÃO NACIONAL

Agronomia 58 vs CRAV 3

Numa deslocação que se antevia difícil a Lisboa, para defrontar o atual campeão em título, a Agronomia, o CRAV viajou ainda sem a sua equipa na máxima força.

FotoBeleza_098.jpg

Apesar da superioridade que se previa por parte dos agrónomos foi uma 1ª parte agradável, com claro ascendente da equipa da casa, mas onde os arcuenses também foram demonstrando capacidade para contrariar e até tomar conta do jogo em alguns períodos.

O CRAV, mostrando alguma evolução em relação aos últimos jogos jogou descomplexado, criando alguns problemas  defensivos ao adversário. Ainda assim graças ao seu plantel recheado de bons jogadores foi com naturalidade que os da Tapada convertendo em pontos o ascendente natural de que dispunham. Ao intervalo o resultado era de 22-3.

No reatar da partida a toada do jogo manteve-se, superioridade agrónoma e um nunca baixar de braços dos minhotos que durante largos minutos concederam somente um ensaio à equipa da casa.

Quanto mais o jogo ia entrando no seu último quarto mais se notou a profundidade de banco e plantel por parte da equipa lisboeta, que com mais e melhores recursos foi refrescando e em alguns caos reforçando a equipa, o que fez com que nesse período  conseguisse cavar mais profundamente o fosso pontual entre as duas equipas, terminando no final em 58-3.

Apesar do resultado e derrota pesada o CRAV foi mostrando alguns argumentos, que com o seu plantel completo lhe vai seguramente permitir bater-se a bom nível contra as equipas do “seu campeonato”.

FotoBeleza_124.jpg

FotoBeleza_122.jpg

EQUIPAS DE FORMAÇÃO DO CRAV FORAM À GALIZA

As equipas sub 8, sub 10 e sub 12 do CRAV deslocaram-se a Vigo no passado dia 2 de novembro para participar na V edição do torneio realizado no cidade galega.

CRAV-Formação.jpg

Não foi sem apreensão que as equipas chegaram, em virtude do mau tempo que se fez sentir na semana anterior ao convívio. Todavia, sem ser um dia bonito, não choveu significativamente, o que permitiu a realização do evento com normalidade. 

Estiveram presentes equipas/clubes de toda a Galiza, com apenas três participantes nacionais: Braga Râguebi, Sport Clube do Porto e CRAV.

Sobre o evento propriamente dito, correu nos moldes habituais, ou seja, com o entusiasmo das jovens promessas do Rugby, e o bom exemplo de pais e treinadores, que souberam dar o exemplo: o Rugby não passa de um jogo, onde vencer é importante, mas o que sobretudo interessa é a diversão e o prazer que este jogo tão singular proporciona.

PORTA DE LINDOSO ACOLHE EXPOSIÇÃO "O LOBO IBÉRICO EM PORTUGAL"

No âmbito da candidatura “Plano de Valorização da Biosfera 2017 – Desenvolvimento de Conteúdos para a Porta do Lindoso – Operação POSEUR-03-2215-FC-000072” está disponível durante o mês de novembro, na Porta de Lindoso, a exposição “O Lobo Ibérico em Portugal”. Esta exposição foi cedida pela Associação de Conservação do Habitat do Lobo Ibérico (ACHLI), e tem por base o trabalho profícuo de vários anos do fotografo da natureza João Cosme.

Esta exposição procura divulgar informações sobre o habitat do Lobo Ibérico, relação entre o homem e o lobo, estudos sobre o lobo, bem como outros assuntos relacionados com o mesmo.

A exposição pode ser visitada de Segunda a Sexta-feira, das 10h às 12h30 e das 14h às 17h.

IMG_20191104_110003_3.jpg

IMG_20191104_110107_1_3.jpg

IMG_20191104_110150_1_2.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ APROVA REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DO ASSOCIATIVISMO

O movimento associativo assume, cada vez mais, um papel fundamental no processo de participação dos cidadãos na vida pública e, consequentemente, uma importância maior no processo de desenvolvimento sustentado de Arcos de Valdevez.

Na procura de dinamizar e disponibilizar, aos arcuenses e visitantes, uma oferta regular e diversificada de atividades, e com vista à valorização da dinâmica associativa, enquanto promotor do desenvolvimento local e reconhecendo o mérito de ações desenvolvidas pelas diversas entidades, torna-se fundamental reforçar o seu papel dinamizador de uma crescente participação cívica, bem como o seu contributo para a atividade social, cultural, recreativa e desportiva em todo o Município.

Na última Reunião de Câmara foi aprovado o projeto de Regulamento do Conselho Municipal do Associativismo.

O Conselho Municipal do Associativismo tem por objetivo promover a cooperação entre todas as entidades que, na área do Município de Arcos de Valdevez, têm intervenção no domínio do associativismo.

Pretende-se que este Conselho seja dividido em 4 áreas, nomeadamente Juventude; Desporto; Cultura e Etnografia, sendo os seus principais objetivos reunir o movimento associativo do concelho, envolvendo as associações e os dirigentes; desenvolver iniciativas por forma a efetivar a cooperação e intercâmbio entre associações e articular a troca de informações e de recursos entre as várias entidades; possibilitar o enriquecimento da atividade das populações no âmbito cultural, desportivo, recreativo e juvenil; acompanhar e contribuir para a definição de políticas municipais e linhas orientadoras da promoção da vida associativa; incentivar a construção de estratégias de promoção do associativismo, alicerçadas numa eficaz participação da comunidade; contribuir, a todos os níveis de intervenção local, para a prática de políticas que promovam e garantam o desenvolvimento e satisfação das necessidades do associativismo no Concelho; contribuir para o planeamento estratégico de desenvolvimento concelhio de políticas municipais dirigidas ao movimento associativo; elaborar e apresentar propostas e sugestões sobre questões relacionadas com o seu âmbito e área de intervenção; sensibilizar para o associativismo; contribuir para a implementação do registo municipal de novas associações e regularização das estruturas associativas existentes; promover a troca de informações e cooperação entre as entidades representadas; propor iniciativas que perspetivem a cooperação e o intercâmbio associativo e o desenvolvimento do trabalho interassociativo, com o fim, entre outros, de incrementar o número de associações com atividade regular e efetiva; criar comissões específicas no âmbito do Conselho Municipal do Associativismo.

Por fim, este conselho será constituído pelo Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez; o Vereador do Pelouro do Desporto, Juventude e Associativismo da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez que assegura a substituição do Presidente nas suas ausências e impedimentos; um representante de cada uma das Associações, por elas designado, sediadas no concelho e legalmente constituídas, com atuação no âmbito cultural, desportivo, social, recreativo e juvenil; um representante do Serviço de Desporto, Juventude e Associativismo da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez; e um representante de cada um dos partidos políticos, ou movimentos de cidadãos, com representação na Assembleia Municipal.

O projeto de Regulamento deste Conselho, que esteve em Consulta Pública, será agora colocado à consideração da Assembleia Municipal.