Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

DESEMPREGO DESCEU EM ARCOS DE VALDEVEZ

Em Junho o desemprego desceu em Arcos de Valdevez, registando-se 478 desempregados, menos 46 do que em maio deste ano e menos 119 relativamente a junho do ano passado.

3coindu.jpg

Esta é uma boa notícia para o concelho que vê refletido nos números os esforços na promoção do emprego e empreendedorismo, no apoio ao investimento e na fixação e atração investimento empresarial.

 O investimento por parte do Município nos parques empresariais, nas iniciativas de dinamização do turismo e do comércio e na agricultura, são reflexo disso. Estas medidas são implementadas para apoiar a criação e atração de mais empresas, gerando mais emprego, promovendo o rendimento e o desenvolvimento, de forma a melhorar a qualidade de vida dos munícipes.

O desenvolvimento empresarial no meio rural também tem sido objeto de atuação por parte do Município, no sentido de estimular o empreendedorismo, a criação de emprego e autoemprego em meio rural

Por outro lado, a promoção do Turismo também tem contribuído muito para esta dinamização e diminuição do desemprego.

A Câmara Municipal procura apoiar as empresas existentes e os novos projetos de forma a gerar mais rendimento e emprego no concelho.

ação de capacitação cachena (4).jpg

Parques Empresariais 3.jpg

Posto de Turismo da Peneda5.jpg

Press Trip - Turismo Porto e Norte (165).JPG

IMG_20210725_143752.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ: AVANÇA A BOM RITMO A EXPANSÃO DO PARQUE EMPRESARIAL DE PAÇÔ

Empreitada de 1,3M€ vai criar mais lotes

A ampliação do parque empresarial de Paçô é de mais 17 mil metros quadrados e vai permitir a criação de 8 novos lotes destinados à indústria.

a859a4be-249f-4762-a355-3e461837b2f6.jpg

Encontra-se a decorrer a bom ritmo a empreitada de Consolidação estrutural do Parque Empresarial de Paçô, adjudicada à empresa Martins & Filhos, S.A., pelo valor de € 1 294 549,84.

A obra contempla a ampliação da zona industrial, a reconversão de todas as infraestruturas de água, saneamento, elétricas e de telecomunicações, a requalificação das áreas de estacionamento, passeios, áreas verdes, assim como se verificará a repavimentação dos acessos internos do Parque Empresarial à EN101.

A Operação “NORTE-02-0853-FEDER-037609 - Estruturação da Área de Acolhimento Empresarial de Paçô - Arcos de Valdevez”, é cofinanciada pelo FEDER, Programa Operacional Norte2020, Portugal2020, Eixo Prioritário 2 - Competitividade das Pequenas e Médias Empresas e conta com um Investimento Elegível de 979.708,20€ e Comparticipação Comunitária de 832.751,97€.

A Câmara Municipal avança com o apoio à economia, alargando as áreas de acolhimento empresarial, incrementando a captação de novos investimentos e a criação de emprego e rendimento, e, ao mesmo tempo, contribui para a fixação e atração de pessoas.

fe736dea-5c4f-4158-8669-6f6d5802eaa2.jpg

IMG_4268.JPG

ARCOS DE VALDEVEZ NO GUIA DE VERÃO DO JORNAL EXPRESSO

O Guia de Verão Porto e Norte do Jornal Expresso, do dia 23 de julho, na secção dedicada aos Jardins e Ecovias sugere a Ecovia do Vez como uma das propostas a usufruir por parte dos verdadeiros amantes da natureza!

guiaexpressarcos (3).png

É ao longo dos rios Lima e Vez, rodeados de intenso verde, que corre esta ecopista. (…) Conte com verde refrescante, cursos de água e a imersão na paisagem única do Gerês.

Todo o percurso respeita o meio envolvente e ajudou a recuperar património existente ao longo de caminho, que pode também ser apreciado”, pode ler-se.

Arcos de Valdevez volta, assim, a destacar-se novamente num jornal de referência nacional pelos melhores motivos, o que vem atestar mais uma vez a oferta turística variada e de qualidade existente no nosso território.

guiaexpressarcos (2).png

guiaexpressarcos (1).png

ARCOS DE VALDEVEZ EM DESTAQUE NO PROGRAMA "SOMOS PORTUGAL" DA TVI

Arcos de Valdevez esteve em destaque este fim-de-semana no programa “Somos Portugal” da TVI, que foi transmitido em direto, no domingo, a partir do Largo da Lapa,  para Portugal e para o mundo, através da TVI Internacional.

somos portugal38.jpg

Ao longo de seis horas os apresentadores deram a conhecer à grande audiência da TVI a beleza natural e paisagística, a cultura, a gastronomia e a oferta turística do concelho, sem esquecer as habituais brincadeiras com o público e os interessantes apontamentos de reportagem destinados a desvendar as muitas experiências possíveis de realizar em Arcos de Valdevez.

Esta foi mais uma oportunidade de promover o concelho em direto para milhares de pessoas, de dar a conhecer o que de melhor se faz na nossa terra e o muito de bom que o Concelho tem para oferecer. Nesta emissão foram destacados o Património Natural e Cultural, uma gastronomia rica e diversas opções de turismo de natureza, entre as quais se destacaram a Porta do Mezio, porta de entrada para o PNPG, o Soajo, a Peneda, Sistelo, as ecovias e os trilhos, as florestas da Miranda e Rio Frio, o Paço de Giela, as Oficinas de Criatividade Himalaya e o Centro Interpretativo do Barroco.

Mereceram igualmente destaque as tradições seculares, o folclore, o artesanato, o fumeiro, o vinho verde e os sabores tradicionais.

Com esta iniciativa, o Município pretendeu promover os recursos endógenos do território que, cada vez mais, se assumem como um importante fator de desenvolvimento de Arcos de Valdevez.

somos portugal.jpg

somos portugal2.jpg

somos portugal3.jpg

somos portugal18.jpg

somos portugal19.jpg

somos portugal20.jpg

somos portugal21.jpg

somos portugal33.jpg

somos portugal35.jpg

"DE VOLTA À PRAÇA" REGRESSA A ARCOS DE VALDEVEZ

1 de agosto no Jardim dos Centenários

Parceria com o Coliseu do Porto e o Teatro Nacional São João

O projeto de Volta à Praça vai regressar a Arcos de Valdevez no próximo dia 1 de agosto para dois espetáculos no Jardim dos Centenários, de entrada gratuita.

223451483_348846573385287_2433374411189342458_n.jp

Às 18h00 estará em cena a Companhia Erva Daninha, a qual tem como missão a criação de circo contemporâneo explorando o diálogo entre diferentes expressões das artes performativas.

Este grupo irá apresentar o espetáculo “Trator”. Um novo espetáculo para espaço público e alternativo. Um projeto coreográfico que coloca os corpos e um trator em diálogo através do cruzamento das técnicas de circo e da dança. Uma pesquisa acrobática onde se procura investigar sobre a simbiose máquina-homem, a relação do corpo com o objeto e com o espaço. Um espetáculo que procura ser poético, abrangente e com uma dramaturgia abstrata e simbólica que trabalha um trator e dois acrobatas num espaço circular, um confronto simbólico associado à identidade do território.

Pelas 22h00 atuará no mesmo local a companhia de teatro Palmilha Dentada.

O Teatro da Palmilha Dentada tem no café-teatro uma das suas linguagens de eleição, aquela de que mais vezes se serve para abordar e provocar o público a exercícios de reflexão mais exigentes, tornando-se marca de reconhecimento. Em “Indefensável” retoma essa gramática, aliada ao vaudeville e ao teatro de revista, ao humor visual, ao circo e ao concerto musical, num espetáculo por quadros, onde se compromete a defender o indefensável. É um espetáculo, para todas as idades, falantes ou não da língua portuguesa, sem moralismo ou moralidade, onde é exposta a defesa de situações indefensáveis estimulando o sentido crítico da audiência no confronto com o indefensável. Fica ao público a decisão de se revelar, de se manifestar, ou, se preferir, continuar a aceitar como peculiaridade cultural a xenofobia suave dos sapos à entrada dos estabelecimentos comerciais, a insistir que entre marido e mulher não se mete a colher. O café-teatro sempre foi uma das vertentes criativas do Teatro da Palmilha Dentada, esta proposta junta teatro, circo, música, humor visual e absurdo num espetáculo para toda a família. Este é um espetáculo pensado para tenda e uma praça calma, jardim ou descampado.

O projeto de Volta à Praça é um Programa Saltimbanco que salta de concelho em concelho com espetáculos de circo com teatro e dança à mistura. O Coliseu Porto Ageas e o Teatro Nacional São João fazem-se à estrada para levar os seus melhores programas a várias localidades do Norte do país.

Acompanhados pela Orquestra Circo Coliseu, com música original de Filipe Raposo, e apresentados pelo mestre-de-cerimónias Rui Paixão, os artistas presentes neste cartaz fazem uma síntese entre o circo clássico e o contemporâneo, com números devedores a ambas as tradições. Entre nomes incontornáveis e famílias que se dedicam ao circo há várias gerações, o Circo do Coliseu Ageas dá também o palco a novos e novíssimos artistas e números, sempre numa perspetiva da procura do inédito e singular enquanto procura afirmar as facetas mais alegres das nossas vidas.

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ APRESENTA VALORIZAÇÃO DOS FORTES DO EXTREMO (SÉCULO XVII)

O Município de Arcos de Valdevez apresentará ao público no próximo dia 1 de agosto, pelas 9h00, a sinalética de visita dos Fortes do Extremo, datados do século XVII, resultantes do projeto de conservação, valorização e divulgação destas importantes estruturas patrimoniais, que a Câmara Municipal, em parceria com a Universidade do Minho, implementa desde 2018, coincidindo com as intervenções/campanhas arqueológicas e os levantamentos científicos realizados.

Forte Bragandelo.JPG

A intervenção incidiu maioritariamente no Forte de Bragandelo, o melhor conservado dos dois existentes, tendo recebido sinalética interpretativa, com modelos tridimensionais e informação gráfica de apoio ao visitante, permitindo uma experiência nova e única no seu género em todo o território nacional.

Estes Fortes, enquadrados no período da Guerra da Restauração da independência portuguesa do século XVII, representam uma mais-valia para o turismo e a cultura do concelho e da região, uma vez que são exemplares únicos no contexto de toda a Península Ibérica, não só pelo estado de conservação, mas sobretudo pelas preciosas informações que trouxeram sobre esse conflito histórico e a importância do Extremo no contexto dessa Guerra Peninsular.

extremo_logo.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ: ESTÁ EM CURSO A OBRA DO CENTRO ETNOGRÁFICO DE SOAJO

Está em curso a empreitada do Centro Interpretativo do Soajo - Alteração e adaptação funcional de edifício, a qual tem por objetivo a Alteração e Adaptação Funcional de Edifício a Centro Etnográfico do Soajo.

IMG_3271 - Cópia.JPG

A localizar no Largo do Eiró, no edifício da primitiva Casa da Câmara, esta primeira intervenção do Centro Interpretativo e Etnográfico de Soajo foi consignada por 73.197,61 € (com IVA).

Esta primeira fase da empreitada prende-se com a recuperação da estrutura do edifício.

O piso inferior manter-se-á de apoio, com instalação sanitária de acesso público, e zona de arrumos e armazenagem. O piso superior será reorganizado e adaptado ao centro etnográfico, compartimentado com pequeno backoffice e sala de exposição, ampla e adequadamente infraestruturada para receber os conteúdos temáticos do projeto.

Após a realização das obras de construção, seguir-se-á a fase da montagem das exposições temáticas que irão promover o legado histórico e etnográfico deste antigo concelho, através de um discurso interpretativo que seja acessível a escolas, turistas e à própria comunidade local.

Esta segunda fase foi adjudicada por cerca de 80 mil euros e compreende a História, o Território e a Etnografia, que serão comunicadas através de uma multiplicidade de meios, assentes no multimédia, vídeos, objetos e painéis interpretativos. Conteúdos que já se encontram a ser produzidos para uso futuro.

A Operação “NORTE-06-3928-FEDER-000184- Qualificação das Experiências de Touring Cultural do Minho - Centro Etnográfico de Soajo / Arcos de Valdevez”, é cofinanciada pelo FEDER, Programa Operacional Norte2020, Portugal2020, Eixo Prioritário 6 – Emprego e Mobilidade dos Trabalhadores, e conta com um Investimento Elegível de 151.275,55€ e Comparticipação Comunitária de 128.584,22€.

Com este investimento alarga-se a rede de equipamentos culturais do concelho. Através do mesmo pretende-se valorizar e promover o vasto e rico património cultural de Soajo, bem como reforçar a sua identidade local e atrair visitantes, dinamizar o comércio, a restauração e o turismo.

centro etnografico de soajo.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ: ALTERCAÇÕES NA CÂMARA MUNICIPAL EM 1926 FORAM CONDENADAS NA CÂMARA DOS DEPUTADOS... DOIS MESES DEPOIS ERA INSTAURADA A DITADURA MILITAR!

Domigues_dos_santos.jpg

Deputado José Domingos dos Santos

A propósito de uma altercação na Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, o deputado José Domingos dos Santos interveio na sessão de 12 de Março de 1926 da Câmara dos Deputados, fazendo referência aos factos ocorridos.

Capturararcoscamar.JPG

"O Sr. José Domingues dos Santos: - Sr. Presidente: Há cêrca de quinze dias já que eu pedi a presença do Sr. Presidente do Ministério e Ministro do Interior para tratar de alguns casos que reclamam a intervenção de S. Exa. Lamento que só hoje os possa tratar e espero que, de futuro, S. Exa. seja mais atencioso para com os representantes da Nação, que têm o direito e o dever de formular na Câmara as reclamações que entendem.

Sr. Presidente: quero principiar por apresentar ao Sr. Presidente do Ministério o meu protesto, que é também o da Esquerda Democrática, contra mais uma arbitrariedade cometida por um representante do Poder. Parece, Sr. Presidente, que não vivemos numa terra civilizada, onde impera a lei; parece que vivemos em pleno sertão africano, onde dominam os caprichos e as contingências do acaso.

O caso a que me vou referir é bem sintomático disso.

Em Arcos de Valdevez foi anulada a eleição camarária por despacho proferido por um juiz auditor, de onde não houve recurso, tam graves tinham sido as irregularidades praticadas. Automaticamente, como determina a lei, devia tomar posse a vereação anterior. De facto, assim sucedeu. Mas um dia, em que essa vereação estava tratando sossegadamente de negócios municipais, o administrador do concelho, à frente do alguns díscolos, entrou na Câmara, agrediu os vereadores e pô-los fora do edifício. Sabe V. Exa. Sr. Presidente do Ministério, quem presidia à sessão na Câmara?... O antigo Deputado Sr. Germano de Amorim, que, violentamente, como os outros, foi, pelo delegado de V. Exa., pôsto também fora, insultado e agredido.

Podemos continuar neste regime, permitindo que as piores arbitrariedades, os piores abusos, sejam praticados pelos representantes do Poder? Compete aos representantes do Poder manter a ordem ou são êles, afinal, os próprios a fomentar a desordem ? Já mais do uma vez temos chamado a atenção do Govêrno para várias irregularidades que vêm sendo praticadas pelos administradores dos concelhos que, há tempos a esta parte, parecem não ter outra missão senão a do avivar conflitos e comprometer o Poder.

Espero, Sr. Presidente, ser desta vez mais feliz na minha reclamação do que quando há dias protestei também contra um analfabeto, que administra o concelho do Barreiro. Desse caso tratará o meu ilustre colega, Sr. Pestana Júnior.

E indispensável pôr termo a esta forma de lazer administração. Ou vivemos num País onde a luta legal é permitida, ou temos de ir dizer aos nossos correligionários que assim é impossível viver.

Chamo ainda a atenção do Sr. Presidente do Ministério para outro facto. Há tempos, formulei as minhas reclamações contra o jôgo o não o fiz por mero capricho, nem por má vontade pessoal contra quem quer que fôsse. Desconheço os homens que jogam; não entro nessas casas; mas sei que há uma lei que considera como crime o jôgo e que puno severamente es homens que jogam. Prometeu-me o Sr. Presidente do Ministério que tomaria enérgicas medidas contra o jôgo. Sei que há dias se procedeu a uma rusga nos vários clubes; simplesmente, três ou quatro horas antes de a rusga lá chegar, já ela era esperada. E desta vez, tinham tanto a certeza da hora a que lá apareceriam os homens da polícia para fazer a rusga que, ao chegarem êles, tinham sido tomadas já todas as precauções devidas.

Mas há mais: essas precauções tinham sido tomadas de tal forma, que, ao chegarem êles, nem sequer tiveram de interromper o jôgo e continuaram tranquilamente a jogar!... O Govêrno desconhece êstes factos?... Só os desconhece, para que serve então toda essa aluvião de polícias, que por toda a parto aparecem? Se os conhece, porque não castiga severamente os culpados?...

Sr. Presidente: não queremos continuar a tiver neste regime de mentira, sabendo que o jôgo é um crime, que se joga em Lisboa e que não se tomam as devidas providências.

Espero não ter do voltar a êste assunto, porque, se tiver de fazê-lo, tratá-lo hei por outra forma mais enérgica, e porventura mais eficaz."

Germano_José_de_Amorim_(Arquivo_Histórico_Parlam

Antigo deputado Germano de Amorim presidia aos trabalhos camarários

Monçanense de nascimento, Germano de Amorim exerceu as funções de Notário no Cartório Notarial de Arcos de Valdevez, vindo a falecer neste concelho. Foi jornalista, jurista e político, tendo militado no Partido Democrático. Fundou em Arcos de Valdevez o Centro Republicano Teixeira de Queirós, o qual viria a ser substituído pelo Centro Republicano Democrático Arcoense. Foi presidente da Comissão Executiva da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, tendo em 1925, no exercício das suas funções, conseguido trazer a luz eléctrica para o concelho.

Foi director de diversos jornais, Provedor da Misericórdia de Arcos de Valdevez, iniciado na Maçonaria e membro da Carbonária.

"ESPAÇO VALDEVEZ" - OBRA EM CURSO

Município de Arcos de Valdevez vai ter espaço dedicado aos 7000 anos de História do concelho

espaço valdevezz.JPG

Está em curso a obra do “Espaço Valdevez”, junto à Praça Municipal, inspirado na figura central de Félix Alves Pereira, um arcuense que foi um dos maiores arqueólogos portugueses do seu tempo.

Com este espaço, pretende-se criar um percurso de visita e de museu que percorre 7000 anos de História do concelho, e do seu impacto na realidade do país, desde a Pré-história até à Implantação da República.

Este espaço será composto por cinco salas dando especial relevância a algumas das áreas arqueológicas onde Félix Alves Pereira trabalhou. Todas as salas de exposição deverão conter remissões para os monumentos e locais de Arcos de Valdevez, num convite capaz de cativar e aproximar os visitantes do património cultural do concelho.

O projeto “Plataforma da Memória Arcuense: Espaço Valdevez / Arcos de Valdevez” consiste na beneficiação de um edifício existente, propriedade do Município e localizado em pleno centro urbano de Arcos de Valdevez. O Espaço Valdevez será equipado por vários conteúdos, particularmente, equipamentos interativos, que realcem os marcos importantes da História do concelho, permitindo a fácil integração do público nos acontecimentos cronológicos.

A operação “NORTE-04-2316-FEDER-000359 - Plataforma da Memória Arcuense: Espaço Valdevez / Arcos de Valdevez” é cofinanciada pelo FEDER, Programa Operacional Norte2020, Portugal 2020, Eixo Prioritário 4 – Qualidade Ambiental, com um Investimento Elegível de 331.546,00€ e Comparticipação Comunitária de 281.814,10€, e encontra-se também integrada no PARU - Plano de Ação de Regeneração Urbana de Arcos de Valdevez.

ARCOS DE VALDEVEZ: CALHEIROS E MENEZES ARRENDOU TERRA EM RIO DE MOINHOS POR 6 MIL RÉIS NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX

Carta enviada por José [Lopes de Calheiros e Meneses] a Clara [Carolina Malheiro Lobato Teles de Meneses] sobre os dois barris de vinho que transportou o barqueiro e sobre o emprazamento de uma terra a um homem de Santa Eulália de Rio de Moinhos [Arcos de Valdevez], arrendada por 6000 reis dando de foro 8000 reis.

Data indeterminada entre 1810 a 1833

Fonte: Arquivo Municipal de Ponte de Lima

PT-MPTL-ACP-07_ GERA__O-7.1-001-000045_m001_dissem

PT-MPTL-ACP-07_ GERA__O-7.1-001-000045_m002_dissem

"SOMOS PORTUGAL" DA TVI EM ARCOS DE VALDEVEZ

Este domingo, 25 de julho no Largo da Lapa

No próximo dia 25 de julho, entre as 14h00 e as 20h00, o programa "Somos Portugal" da TVI estará em Arcos de Valdevez, mais precisamente no Largo da Lapa, numa emissão onde se destacarão as potencialidades culturais, turísticas e gastronómicas do concelho.

somos portugal2.jpg

Este programa é já uma referência dos programas de entretenimento nas tardes de domingo, da TVI.

O Somos Portugal, programa líder das tardes de domingo, percorre as mais variadas localidades de norte a sul do país, levando até à  casa de todos os  portugueses espalhados pelo mundo, o melhor que existe e se faz  no nosso país.

Uma das marcas mais fortes do entretenimento televisivo em Portugal e um exemplo de identificação com o público, junta música popular, recebendo artistas consagrados e dando oportunidade a novos lançamentos, tradições e festas regionais e grande animação proporcionada por uma equipa versátil de apresentadores, acarinhados pelos espectadores.

No próximo domingo, 25 de julho não perca a emissão em direto em Arcos de Valdevez!

ARCOS DE VALDEVEZ: GOVERNO AUTORIZOU EM 1919 A CONFRARIA DE NOSSA SENHORA DA PENEDA A PROCEDERA GASTOS COM A REALIZAÇÃO DE OBRAS

O Ministério do Trabalho - Instituto de Seguros Sociais Obrigatórios e de Previdência Geral - Direcção de Serviços da Tutela da Assistência, através da Portaria nº. 1880, publicada em Diário do Govêrno n.º 134/1919, Série I de 9 de Julho de 1919, autorizou a Confraria de Nossa Senhora da Peneda, erecta na freguesia da Gavieira, do concelho de Arcos de Valdevez, a levantar do seu capital uma determinada quantia para construção e conclusão dos edifícios complementares das obras do Asilo de Inválidos.

Naquele tempo, era o Governo quem decidia sobre a utilização dos dinheiros da Confraria...

Capturargav1.JPG

Capturargav2.JPG

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

241 - Cópia.JPG

REUNIÃO ORDINÁRIA DE 16 DE JULHO DE 2021

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA:

No período Antes da Ordem do Dia o Sr. Presidente deu nota da situação COVID no concelho, o qual contava à data com 15 casos ativos;

De igual forma realçou as comemorações do Dia do Concelho, as quais contaram com várias iniciativas, entre as quais a abertura da Avenida D. Afonso Henriques e dos Campos de Futebol Sintéticos do Távora e do ADECAS;

Deu nota igualmente da apresentação do Livro da arcuense Vanda Pinto, na Casa das Artes, na passada 5ª feira dia 15 de julho. Uma edição apoiada pela Câmara Municipal que, sobre a forma de quadras, se debruça sobre várias obras literárias estudadas no ensino secundário, e que irá ser distribuída pelos alunos do 10º, 11º e 12ºanos.

De igual forma informou que no sábado, dia 17 de julho, também outro arcuense, Vidal Paredes, iria apresentar um livro na Casa das Artes sobre Couto e Ázere, a história das freguesias, as suas personagens e outros temas ligados a estas localidades;

Informou igualmente que no sábado dia 17 de julho arrancaria a iniciativa Noites no Paço com os espetáculos dos portugueses Mão Morta e do Coro Arcos Vocale; esta 6ª edição prolongar-se-á até dia 28 de agosto e por lá passarão também os Clã, os Motus Ensemble (Portugal / Holanda), a fadista Carminho e Luísa Sobral.

O sr. Presidente também informou que esteve nas Oficinas de Criatividade Himalaya com o Diretor Geral da DGEST, o Delegado Regional da Educação, os diretores do CENFIPE do Alto Minho, os Presidentes dos Agrupamentos de todas as escolas que compõem este centro de formação e alguns de Viana do Castelo. Neste encontro foi-lhes apresentado o espaço e solicitado o envolvimento na definição de programas educativos relativos às Oficinas de Criatividade Himalaya;

Informou igualmente que a APA estaria em Sistelo na terça-feira, dia 20 de julho para analisar a situação da derrocada no Lugar da Igreja e ver quais os melhores procedimentos a serem adotados;

O Sr. Presidente também informou que o IPVC irá lecionar em Arcos de Valdevez um Curso Técnico Superior Profissional (CTESP) em Mecânica Automóvel;

Informou igualmente que o CITIN já está a dar os primeiros passos e que têm sido realizadas com periodicidades reuniões para avançar com as áreas de intervençõ na indústria 4.0.

O sr. Presidente deu nota também que têm sido realizadas reuniões em cada um dos municípios integrantes do PNPG, no âmbito do Plano de Cogestão. Através destes encontros pretende-se explicar a todas as entidades envolvidas o que se pretende fazer com este plano e solicitar contributos para a sua elaboração;

Em Arcos de Valdevez esta reunião teria lugar na terça-feira, dia 20 de julho, pelas 16h30, na Porta do Mezio;

A vereadora do Desporto deixou uma referência, com votos de muito sucesso, ao arcuense Gonçalo Esteves, recentemente contratado pelo Sporting. Gonçalo tem 17 anos e joga no escalão sub-19 e já fez dois jogos completos nesta pré-epoca.

CONTINUAÇÃO DAS CARREIRAS DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO DE PASSAGEIROS - PAGAMENTO DE UMA COMPENSAÇÃO FINANCEIRA AO CONCESSIONÁRIO PARA O PERÍODO DE 1 DE JULHO A 31 DE DEZEMBRO DE 2021: foi aprovada a celebração de um Contrato de Serviço Público que visa garantir a continuação das carreiras de transporte público coletivo de passageiros, mediante a atribuição de uma compensação financeira pelo Município de Arcos de Valdevez ao operador SALVADOR ALVES PEREIRA & FILHOS, Ldª, no valor de 191.500,00, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor, para o período de 1 de julho a 31 de dezembro de 2021, para as seguintes carreiras públicas, correspondente a:

            * Eiras – Aguiã – Arcos de Valdevez;

                        * CCT – Sabadim;

                        * Oliveira – Arcos de Valdevez

* Ermelo – Arcos de Valdevez;

            *Miranda – Arcos de Valdevez;

* Portela de Alvite – Sistelo – Arcos de Valdevez;

            *CCT – Távora;

* Soajo – Arcos de Valdevez;

* Ermelo por Oliveira – Arcos de Valdevez;

* Extremo por Loureda – Arcos de Valdevez;

            * Travassos – Rio Frio – Arcos de Valdevez;

* CCT – Prozelo – Sabadim;

* CCT – Giela – Sabadim;

* Soajo – Arcos – Miranda – Arcos de Valdevez;

* Ermelo – Vale – S. Jorge – Arcos de Valdevez.

  • Período não escolar:

As carreiras vão realizar-se 38 dias no ano de 2021 (Segunda, quarta-feira e sexta), sendo que o custo diário é de 250,00€ por carro, acrescido da taxa de IVA legal em vigor, sendo reativados 5 percursos.

  • Período escolar:

As carreiras vão realizar-se 72 dias no ano de 2021 (Segunda, a sexta feira), sendo que o custo diário é de 250,00€ por carro, acrescido da taxa de IVA legal em vigor, sendo reativados 8 percursos.

Idem, aprovada a celebração de um Contrato de Serviço Público que visa garantir a continuação das carreiras de transporte público coletivo de passageiros, mediante a atribuição de uma compensação financeira pelo Município de Arcos de Valdevez ao operador AUTO VIAÇÃO CURA, Ldª, no valor de 49.400,00€ ao qual acresce o IVA à taxa legal em vigor, para o período de 1 de julho a 31 de dezembro de 2021, para as seguintes carreiras públicas, correspondente a:

         Arcos de Valdevez - Ponte de Lima (por Ponte da Barca) - € 50,00;

A carreira vai realizar-se 5 dias/semana no ano de 2021 (Segunda a Sexta-feira), sendo que o custo diário é de 50,00€ referente a 20% do percurso total, acrescido da taxa de IVA legal em vigor.

         Arcos de Valdevez - Ponte de Lima (por Refoios) - € 125,00;

A carreira vai realizar-se 5 dias/semana no ano de 2021 (Segunda a Sexta-feira), sendo que o custo diário é de 125,00€ referente a 50% do percurso total, acrescido da taxa de IVA legal em vigor.

         Ponte de Lima - Arcos de Valdevez (por Refoios) - € 125,00;

A carreira vai realizar-se nos períodos escolares 5 dias/semana no ano de 2021 (Segunda a Sexta-feira), sendo que o custo diário é de 125,00€ referente a 50% do percurso total, acrescido da taxa de IVA legal em vigor.

         Arcos de Valdevez - EB2/3 Padre Himalaia – Távora - € 250,00;

A carreira vai realizar-se nos períodos escolares 5 dias/semana no ano de 2021 (Segunda a Sexta-feira), sendo que o custo diário é de 250,00€, acrescido da taxa de IVA legal em vigor.

* Esta carreira inclui na referida compensação financeira um trajeto adicional entre Arcos de Valdevez e Padroso, com apenas duas paragens na Freguesia de Padroso a efetuar-se às quartas-feiras.

REFEIÇÕES ESCOLARES 2021/2022 - PEDIDO DE AUTORIZAÇÃO PARA ABERTURA DE PROCEDIMENTO DE CONSULTA PUBLICA COM VISTA À AQUISIÇÃO DE SERVIÇO DE FORNECIMENTO DE REFEIÇÕES PARA A EB DE ARCOS DE VALDEVEZ - ESCOLA BÁSICA PROF. ANTÓNIO DE MELO MACHADO: Foi autorizada a abertura de procedimento de consulta pública, de acordo com o definido no CCP, com vista à aquisição de serviço de fornecimento de refeições para os alunos do 1º ciclo da EB de Arcos de Valdevez, pelo período correspondente ao ano letivo 2021/2022, sendo o preço base por refeição no valor de 1,54€;

REABILITAÇÃO, CONSTRUÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS MUNICIPAIS (BLOCO 12) - OBRAS DE CORREÇÃO DE TRAÇADOS PARA MELHORIA DA SEGURANÇA RODOVIÁRIA: foi aprovado adjudicar o procedimento acima referido ao concorrente Martins & Filhos, S.A., pelo valor de € 123.727,50, mais IVA.

ESCOLA PADRE HIMALAIA - REQUALIFICAÇÃO DE ESPAÇOS EXTERIORES: Foi aprovado adjudicar o procedimento acima referido ao concorrente Amorim & Coroas, Lda., pelo valor de € 94.983,29, mais IVA.

BENEFICIAÇÃO DE EDIFÍCIOS MUNICIPAIS: foi aprovada a abertura de procedimento pelo valor base de 77.500,00 euros e prazo contratual de120 dias.

REABILITAÇÃO, CONSTRUÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS MUNICIPAIS - BLOCO 10 - RENOVAÇÃO DE PAVIMENTOS BETUMINOSOS: foi aprovado o auto de consignação da empreitada acima referida, adjudicada à empresa Predilethes, Construções, Lda., pelo valor de 360.255,05 euros e pelo prazo de execução de 300 dias.

BENEFICIAÇÃO DO PAVIMENTO DESPORTIVO NO PAVILHÃO MUNICIPAL: foi aprovado o auto de consignação da empreitada acima referida, adjudicada à empresa Sports Partner, Lda., pelo valor de 24.999,00 euros e pelo prazo de execução de 30 dias.

REABILITAÇÃO DA COBERTURA DO EDIFÍCIO OPERACIONAL DO CENTRO DE MEIOS AÉREOS: foi aprovado o auto de consignação da empreitada acima referida, adjudicada à empresa Rematelaborado, Lda., pelo valor de 37.020,00 euros e pelo prazo de execução de 60 dias.

PROPOSTA DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO PARA "FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA AOS EDIFÍCIOS MUNICIPAIS E ILUMINAÇÃO PÚBLICA”: foi aprovada a abertura de novo procedimento nos mesmos moldes do anterior e com o preço base 975.009,78 euros, resultante do somatório do preço base dos seguintes lotes:

Lote 1.1 - Local de consumo abastecido em Baixa Tensão Normal - 144.079,18€;

Lote 1.2 - Local de Consumo abastecido em Baixa Tensão Normal - Iluminação Pública - 627.928,84€

Lote 2 - Local de consumo abastecido em Baixa Tensão Especial - 203.001,76€.

APOIO À ESTRUTURAÇÃO DE CONTEÚDOS PARA OFICINAS DE CRIATIVIDADE HIMALAYA/CENTRO DE ECOCIDADANIA: Foi autorizada a abertura de um procedimento POR AJUSTE DIRETO tendo em vista o apoio à estruturação de conteúdos para Oficinas de Criatividade Himalaya/ Centro de Ecocidadania, não podendo exceder os 20.000 euros.

REDIMENSIONAMENTO E REQUALIFICAÇÃO DE INFRAESTRUTURAS VIÁRIAS JUNTO AO EDIFÍCIO DAS PISCINAS MUNICIPAIS: foi aprovado o pedido de autorização para proceder ao acerto das estremas dos prédios, bem como a assunção das despesas decorrentes da demolição dos muros de vedação do empreendimento, parcialmente construídos, com vista a possibilitar ou redimensionar a serventia atualmente existente no local, de forma a conferir-lhe adequadas condições de utilização e de acessibilidade à referida zona desportiva - 3ª fase.

RELATÓRIO FINAL DE PROCESSO DE INQUÉRITO: A Câmara tomou conhecimento do Relatório Final elaborado no âmbito do Processo de Inquérito aberto para apuramento das circunstâncias em que ocorreu o acidente de que resultou a morte do trabalhador do Município, José Rodrigues Dantas, para efeitos de apreciação e decisão.

AQUISIÇÃO DE MADEIRA IPÊ PARA PASSAGEM PEDONAL URBANA: foi aprovado adjudicar o procedimento acima referido ao concorrente Manuel Amorim da Silva, pelo valor de € 19.500,00, mais IVA.

CONTRATO DE LOCAÇÃO FINANCEIRA (LEASING) PARA AQUISIÇÃO DE DUAS VIATURAS NOVAS LIGEIRAS DE PASSAGEIROS 100% ELÉTRICAS: Foi aprovado adjudicar o procedimento acima referido ao concorrente Caixa Geral de Depósitos, S.A., pelo valor de € 44.258,48, mais IVA.   

PEDIDOS DE OCUPAÇÃO DA VIA PÚBLICA PARA COLOCAÇÃO DE ESPLANADA: foi autorizado à Eclipse Fresca - Café Bar, Lda., com sede na Rua Dr. Joaquim Carlos da Cunha Cerqueira, 57, nesta vila e concelho, A colocação de esplanada amovível, durante a época alta, de maio a setembro.

Foi autorizado ao Restaurante O Encontro, A colocação de esplanada no espaço exterior ao estabelecimento, sito na Rua Dr. Vaz Guedes, nesta vila e concelho.

Foi autorizado a Davide Manuel Esteves Oliveira, proprietário da Pastelaria Profiterole, sita na Rua Dr. Félix Alves Pereira, nº 162, nesta vila e concelho, a cedência de dois lugares de estacionamento para colocar a esplanada.

REFORÇO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA AO PARQUE EMPRESARIAL DE PADREIRO: foi aprovada uma prorrogação LEGAL do prazo até 31/07/2021, isto é, de 42 dias, a fim de o empreiteiro conseguir concluir a execução dos trabalhos.

EXPANSÃO DA REDE DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUIAS - CAMINHO DE PENAGUDE – AGUIÃ: Foi aprovada a prorrogação do prazo LEGAL até 31/07/2021, isto é, de 40 dias, a fim de proceder ao fecho administrativo da obra.

EXPANSÃO DA REDE DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS -CAMINHO DE PENAGUDE - AGUIÃ - APROVAÇÃO DE TRABALHOS: foram aprovados os trabalhos a menos no valor de 9.562,10 euros (S/IVA) E OS trabalhos complementares de espécie não previstas no contrato inicial no valor de 12.501,50 euros (S/IVA).

AMPLIAÇÃO DA REDE DE SANEAMENTO BÁSICO - FREGUESIA DE PARADA AO LONGO DA EN 101: foi aprovado o auto de vistoria para efeitos de liberação de caução e homologação.

REQUALIFICAÇÃO DO CAMPO DE JOGOS DO ADECAS: foi aprovada a substituição do desconto para garantia do contrato, no valor de 8.357,07 euros, por garantia bancária.

BENEFICIAÇÃO DO CM 1301 (DA EN 101 A NOGUEIRAS) - RIO DE MOINHOS: foi aprovada a homologação do auto e liberação da caução nos termos deste.

EDIFÍCIO ESPAÇO VALDEVEZ - REABILITAÇÃO E ALTERAÇÃO FUNCIONAL: foi aprovada a prorrogação do prazo a título gracioso por mais 92 dias.

ESCOLA PADRE HIMALAYA - ALTERAÇÃO E AMPLIAÇÃO DO JARDIM DE INFÂNCIA: foi aprovada a prorrogação de prazo a título gracioso por mais 31 dias.

REABILITAÇÃO, CONSTRUÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS MUNICIPAIS (BLOCO A) - CAMINHA DE VILA NOVA, PENAGUDE E AGUIÃ_ PEDIDO DE PRORROGAÇÃO DE PRAZO: foi aprovada a prorrogação de prazo da obra a título GRACIOSO por 38 dias, isto é, até 30 de julho de 2021.

REABILITAÇÃO, CONSTRUÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS MUNICIPAIS - CORREÇÃO DE TRAÇADOS E PAVIMENTAÇÕES EM CAMINHOS DE VÁRIAS FREGUESIAS - S. JORGE, GRADE, OLIVEIRA, PROZELO E ÁLVORA: foi aprovado homologar o auto de receção definitiva; autorizar a restituição ao empreiteiro dos depósitos de garantia e quantias retidas como garantia da obra; e autorizar o cancelamento ou extinção das garantias bancárias.

REABILITAÇÃO DE PAVIMENTOS E EM VIAS MUNICIPAIS - BLOCO 2: foi autorizada a liberação de 90% da caução total, por terem decorrido 4 anos completos desde a recção provisória, sendo agora o montante a liberar de mais 15 % da caução inicial.

BENEFICIAÇÃO DO PAVIMENTO DESPORTIVO DA SALA ESPECIALIZADA DO PAVILHÃO MUNICIPAL: foi aprovado o novo mapa de quantidades retificado e que o prazo limite para apresentação das propostas seja prorrogado em 5 dias.

CONHECE A DOÇARIA TRADICIONAL DE ARCOS DE VALDEVEZ?

O concelho de Arcos de Valdevez é um dos concelhos minhotos que possui uma mais rica e variada doçaria tradicional. A sua fama ultrapassa os limites da nossa região. E, na Páscoa, quando o pároco vai dar a cruz a beijar e as portas abrem-se para receber conterrâneos e amigos que literalmente invadem o quinteiro perfumado de aromas de alecrim, funcho e rosmaninho, não há mesa que não disponha destas deliciosas iguarias que só as gentes arcuenses têm mestria de conceber.

11266139_478240095670882_371091339992586564_o.jpg

São elas os Charutos dos Arcos e o Pão de Ló do Soajo, o Bolo de discos e os Calhaus do Soajo, o Bolo de Mel e, como não podia deixar de ser, os tão característicos Rebuçados dos Arcos.

A doçaria tradicional de Arcos de Valdevez também possui os seus guardiães que não deixam os seus méritos por mãos alheias. Encontram-se entre eles a Padaria do Soajo e a Doçaria Central, localizada na rua General Norton de Matos, na vila de Arcos de Valdevez.

Em relação à Doçaria Central – prestes a completar o seu duplo centenário! – é justo fazer-lhe uma referência especial. E, para isso, nada melhor do que transcrever o seu própria historia oficial.

“Fundada em 1830 a Doçaria Central tem como especialidades o Doce Sortido; Pão de Ló; Charutos dos Arcos e Rebuçados dos Arcos.

Desde que foi fundada por Francisca Doceira, em 1830, que cada doce guarda o saber e o sabor dos ensinamentos que recebeu num convento. O lento passar do tempo permitia mil e uma experiencias com açúcar, ovos, amêndoa, chocolate e coco transformando as receitas em verdadeiros tesouros.

Mantendo os segredos sempre em família, de geração em geração, entrar na Doçaria Central é recuar á época das balanças decimais, dos fornos a lenha e das batedeiras á manivela. Utensílios com mais de cem anos que guardam o sabor de sempre”.

- Quando visitar Arcos de Valdevez não deixe de deliciar-se com estas maravilhas da doçaria tradicional minhota!

166647285_1779363588891853_6178779463011861877_n.j

65166407_1224452557716295_2486566363921907712_n.jp

176692054_1977153409115363_6385508901968166918_n.j

178962666_1981645765332794_6163160429488711516_n.j

bolo_de_mel_1_970_2500.jpg

Bolo_de_Discos_2_1_970_2500.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ LANÇA COLEÇÃO DE 10 POSTAIS ILUSTRADOS

Arcos de Valdevez: Sketching com História

No âmbito da ação promocional de valorização do património cultural “Alto Minho 4D – Viagem no tempo”, a qual teve como principal objetivo a criação de uma rede de 10 rotas/ itinerários cronológicos culturais baseados na história e nos bens patrimoniais do Alto Minho, de forma a contribuir para a promoção da autenticidade e da identidade do território e para a mobilidade turística na região, decorreu a atividade experiencial “Sketching com História”.

arcos-capa - Cópia.png

Ao longo de 12 meses, mais de meia centena de artistas entusiastas do desenho passaram pelos concelhos, através de residências artísticas ou de encontros de sketching, para observar, sentir e registar de forma espontânea os principais recursos identitários deste território.

No caso de Arcos de Valdevez esta experiência resultou na compilação de 10 desenhos de monumentos, locais emblemáticos, prédios ou ruas como o Mosteiro de Ermelo, Sistelo, a Ponte Centenária, a Valeta, a Igreja de S. Paio, o Paço de Giela, prédios antigos da Vila ou a Igreja da Lapa.

Através desta participação, o Município contribuiu para promover o conhecimento, o usufruto e a valorização turística dos valores históricos, artísticos e científicos dos bens patrimoniais do Alto Minho e de Arcos de Valdevez.

Uma iniciativa lançada pela CIM do Alto Minho, e realizada em parceria com a Associação Urban Sketchers Portugal (USkP), que pretendeu reunir vários artistas nos concelhos do Alto Minho em encontros de sketching e valorizar a promoção turística do património cultural e natural da região.

arcos1 - Cópia (3).png

arcos1 - Cópia (4).png

arcos1 - Cópia (5).png

arcos1 - Cópia (6).png

arcos1 - Cópia (7).png

arcos1 - Cópia (8).png

arcos1 - Cópia (9).png

arcos1 - Cópia (1).png

arcos1 - Cópia (2).png

arcos1 - Cópia (10).png

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE GASTRONOMIA COM CARNE CACHENA

A Câmara Municipal promoveu uma reunião de trabalho na EPRALIMA - Escola Profissional do Alto Lima, que contou com a participação de 28 restaurantes do concelho, no âmbito de uma ação de promoção da gastronomia com Carne da Cachena.

publicacao___delicie_se__cozinhe_carne_da_cachena_

Nesta ação os restaurantes locais ficaram a conhecer novas propostas para cozinhar a carne cachena, tais como, carpaccio de cachena, lombo de cachena folhado, trufas de cachena, ou tutano de cachena com puré de bróculos. Estas e outras receitas, bem como outra informação sobre a carne cachena estão disponíveis na brochura promocional “Delicie-se, Cozinhe Carne da Cachena”, disponível para consulta no site visitarcos.pt.

Com esta medida a Câmara Municipal pretende impulsionar e promover a gastronomia com a cachena por parte dos restaurantes, não descurando as opções mais tradicionais.

Todos os restaurantes interessados provaram os pratos e foram-lhes também disponibilizadas as fichas de inscrição para ações de capacitação da EPRALIMA, que poderão ser dadas na escola ou nos próprios restaurantes.

ação de capacitação cachena (4).jpg

ação de capacitação cachena (1).jpg

ação de capacitação cachena (2).jpg

ação de capacitação cachena (3).jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ RENOVA CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE DOS SERVIÇOS

A Câmara Municipal renovou a certificação do sistema de Gestão da Qualidade relativamente a todos os Serviços.

apresentação do relatório APCER.jpg

O Presidente da Câmara Municipal, João Esteves, agradece a todos os colaboradores da Autarquia o envolvimento e louva o seu empenho e dedicações diárias, os quais permitiram alcançar este resultado.
Nos passados dias 24 e 25 de junho foi realizada na Câmara Municipal, uma auditoria por parte da Associação Portuguesa de Certificação – APCER, a fim de avaliar a implementação da norma NP EN ISSO 9001:2015, no que se refere seu Sistema de Gestão da Qualidade. O resultado foi positivo, tendo sido recomendada a manutenção da Certificação, pois foi evidenciado um sistema estruturado, documentado e que cumpre com os requisitos do referencial normativo.

A autarquia, com a certificação de todos os serviços municipais, procura prestar um serviço público melhor, fomentar uma maior proximidade e reforçar a confiança dos arcuenses nos Serviços Municipais.

NOITES NO PAÇO DE GIELA REGRESSAM EM JULHO E AGOSTO A ARCOS DE VALDEVEZ

Pelo sexto ano consecutivo o Paço de Giela recebe o evento “Noites no Paço de Giela”, que em cinco datas de Julho e Agosto, sempre sábados, coloca neste Monumento Nacional, e na sua incrível envolvente, projetos musicais de forte originalidade e muito intimismo.

A primeira data será a 17 de Julho com os MÃO MORTA + CORO ARCOS VOCALE, seguindo-se a 31 os Clã. Em Agosto as Noites no Paço recebem os MOTUS ENSEMBLE (Portugal / Holanda) a 13, a fadista Carminho a 14 e a 28 Luísa Sobral.

Todos os concertos são às 22h00, de entrada gratuita e 100% ao ar livre, respondendo em total segurança às atuais necessidades dos eventos públicos, estando assegurado numero máximo de espetadores e respetivos mecanismos de proteção e convívio.

Informação adicional:

- O espetáculo é gratuito e sem reserva prévia;

- O ingresso é emitido na bilheteira local por ordem de chegada e de forma crescente, dos lugares próximos do palco para os mais afastados;

- Abertura do espaço 45 minutos antes da hora do espetáculo;

- Não existem lugares para coabitantes;

- Lotação do espaço: 240 lugares, unicamente sentados.

- USO OBRIGATÓRIO DE MÁSCARA PRÓPRIA

PROGRAMA “NOITES NO PAÇO DE GIELA 2021”

noites no Paço - Mão Morta.jpg

17 de Julho

sábado às 22h00

MÃO MORTA + CORO ARCOS VOCALE no PAÇO DE GIELA

Com uma discografia que soma mais de catorze discos de originais (aos quais se juntam registos ao vivo ou compilações), os Mão Morta têm sido, ao longo das últimas três décadas, um dos grandes pilares do rock português. Em 1985, a banda de Braga estreou-se no Orfeão da Foz no Porto e, desde então, tem conquistado os melhores palcos portugueses como o Rock In Rio Lisboa, o Alive, o Primavera Sound Porto, o Reverence e o Festival Paredes de Coura – onde são presença recorrente –, além de actuações por Espanha, França, Itália e Brasil.

A história de Mão Morta é marcada por álbuns como "Mutantes S.21" (1992), um disco que é um clássico na memória colectiva e que nos leva numa viagem aos recantos mais sinuosos de nove cidades – de Lisboa a Paris, passando por Istambul ou Amesterdão –, "Vénus em Chamas" (1994) que mostrou os novos caminhos experimentais que, na época, se perfilaram no horizonte da banda, e "Maldoror" (2007), que registou a performance apresentada na cidade-natal do grupo, num Theatro Circo renovado esgotado com um público deleitado pelo espectáculo cénico ancorado nos "Cantos de Maldoror" do Conde de Lautréamont.

A banda de Adolfo Luxúria Canibal lança em 2019 o seu mais recente trabalho “No Fim Era o Frio”. Editado em Setembro de 2019, foi música do espectáculo de dança criado em cooperação com a coreógrafa Inês Jacques, e que, para além da banda, inclui a presença de seis bailarinos. Este trabalho de cariz mais conceptual, estreou no início desse mesmo ano, numa sala completamente lotada do Guidance – Festival Internacional de Dança Contemporânea de Guimarães.

noites no Paço - Clã.jpg

31 de Julho

sábado às 22h00

CLÃ

no PAÇO DE GIELA

A história que acompanha os Clã já faz parte de cada um de nós. Fundada em 1992 pela cantora Manuela Azevedo e pelo músico Hélder Gonçalves, respectivamente vocalista e compositor, a sua estreia é marcada pelo álbum “LusoQUALQUERcoisa” (1996). Em 2019, a banda alterou a sua formação, substituindo dois membros fundadores, Pedro Rito e Fernando Gonçalves, pelo baterista Pedro Oliveira e pelo baixista Pedro Santos, na qual anunciam “Véspera”, álbum que marca o regresso da banda no ano seguinte. Depois de “Corrente” (2014) e “Fã” (2017) e sob o signo da estranheza dos tempos em que vivemos,“Véspera” é lançado em pleno confinamento e é muito bem recebido com os temas “Tudo no Amor”, “Sinais”, “Armário” e “Jogos Florais”, constantemente presentes nas rádios nacionais. São 10 canções originais que contam com participações de Aurora Robalinho, Capicua, Carlos Tê, Samuel Úria, Regina Guimarães e Sérgio Godinho e com as colaborações artísticas de Vasco Mendes, Joana X, Nuno Marques e André da Loba. A digressão de apresentação do novo disco passa pelo Noites No Paço, com a energia e excelência dos concertos que a banda sempre nos ofereceu, em que as novas canções e os clássicos continuam a fazer a história da qual fazemos parte.

noites no Paço Motus Ensemble.jpg

MOTUS ENSEMBLE (Portugal / Holanda)

no PAÇO DE GIELA

Motus é um ensemble de percussão com formação flexível. Procedente do latim, o nome pretende retratar os movimentos associados à execução destes instrumentos. O ensemble é essencialmente formado pelos músicos portugueses Hugo Pereira, João Sequeira e Pedro Pinto e pelo holandês Rens Rutten, estudantes do Conservatório de Roterdão, Países Baixos. Individualmente, já atuaram em Portugal, Espanha, França, Alemanha, Mónaco e Países Baixos. Para a sua época de estreia, o grupo preparou Canto Ostinato de Simeon ten Holt, uma das obras clássicas mais relevantes da música holandesa. Com a formação de quarteto de percussão e piano, o grupo procura levar a audiência a uma viagem relaxante de 80 min com belas melodias e harmonias, onde as dinâmicas e nuances serão parte predominante desta jornada.

noites no Paço - carminho.jpg

14 de Agosto

sábado às 22h00

CARMINHO no PAÇO DE GIELA

Carminho é uma das grandes vozes do fado na atualidade e uma das artistas portuguesas com maior projeção internacional.

Nasceu no meio das guitarras e das vozes do fado, filha da conceituada fadista Teresa Siqueira, estreou-se a cantar em público aos doze anos, no Coliseu. O fado esteve sempre tão presente que nunca pensou que pudesse ser a sua profissão. Durante a faculdade cantava em casas de fado, e foram várias as propostas para gravar mas decidiu esperar. Licenciou-se em Marketing e Publicidade e percebeu que cantar exigia uma maturidade e um mundo que ainda não tinha. Por isso mesmo, durante um ano viajou pelo mundo, participou em missões humanitárias e regressou a Lisboa decidida a entregar-se por inteiro a um percurso artístico.

noites no Paço - Luísa Sobral.jpg

28 de Agosto

sábado às 22h00

LUÍSA SOBRAL no PAÇO DE GIELA

Luísa Sobral é uma das mais importantes compositoras e cantoras da nova geração de músicos portugueses.

Inicia o seu caminho artístico após um percurso académico bem sucedido no Berklee College of Music, em Boston. O primeiro disco, The Cherry On My Cake (2011), é um êxito imediato em Portugal, ocupando os lugares cimeiros dos tops de vendas durante várias semanas e chegando mesmo a Disco de Platina.

Segue-se uma extensa digressão nacional e internacional. Luísa estreia-se em Espanha, no Festival de Jazz de Barcelona e no Festival de Jazz de Cartagena, e abre os concertos de Ute Lemper na Union Chapel (Londres), e de Melody Gardot ao longo de uma digressão na Alemanha e no London Jazz Festival (Barbican Centre). A crítica e público rendem-se ao talento de Luísa, que é nomeada para os Globos de Ouro nas categorias de Artista Revelação e Melhor Intérprete Individual. O ano culmina com uma atuação no mítico programa da BBC ‘Later…with Jools Holland’.

BLOG TRIP DÁ A CONHECER ARCOS DE VALDEVEZ

Blog Trip: Experiências “Grupo”. 16,17 e 18 de julho

Objetivo deste tour é dar a conhecer Arcos de Valdevez aos milhares de seguidores dos 5 bloggers

187343808_315601480069981_3192133288157789345_n.jp

No âmbito do Roteiro “Em Grupo”, o Município de Arcos de Valdevez está a organizar a visita de um grupo de bloggers ao concelho, de 16 a 18 de julho.

Durante o próximo fim-de-semana, os bloggers de viagens Contos Alfacinhas; Mundo Indefinido; Marlene On The Move; Daniela Santos Araújo e Travel Random Notes irão realizar um tour por Arcos de Valdevez que terá início com uma prova de vinhos e produtos locais no Espaço Vinhos e Sabores.

No âmbito desta vinda ao concelho, o grupo vai realizar também um jipe tour pelas serras do Soajo e Peneda, caminhadas aquáticas, observação noturna de Estrelas na Porta do Mezio, visitar os “Fortes do Extremo” (Fortes da Guerra da Restauração), passear na Cascata de Rio Cabrão, realizar passeios de Eco-bike e degustação de produtos locais.  

A visita, organizada pelo Município, visa divulgar o melhor da região junto de “bloggers” de viagem, que, posteriormente partilharão com a sua comunidade digital, as experiências que vivenciaram no nosso concelho, contribuindo, em simultâneo, para a promoção do concelho como destino turístico, a nível nacional e internacional.