Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FOLCLORE IBÉRICO VAI ASSINALAR O 23º ANIVERSÁRIO DO GRUPO DE FOLCLORE "CASA DE PORTUGAL" EM ANDORRA

No próximo dia 4 de Maio terá lugar a 7ª edição do Festival de Folclore Ibérico – Principado de Andorra, uma organização do Grupo de Foclore ‘Casa de Portugal’ por motivo da celebração do 23º aniversario da instituição.

GFCP 2017.JPG

O palco do Complexo Socio-cultural de Encamp irá acolher a partir das 21’30 horas cerca de duzentos folcloristas representativos da cultura tradicional de Espanha, Principado de Andorra e Portugal.

O Grupo anfitrião, que apresenta as tradições do Alto Minho, irá acolher durante dois dias o Rancho Folclorico de Paranhos da Beira que viajará desde Seia para apresentar o folclore da Serra da Estrela, o Grupo de Coros y Danzas “Pilarica” que irá viajar desde Valladolid para apresentar a cultura castelhano-leonesa e o folclore dos vales de Andorra estará representado pelo Esbart Valls del Nord.

Após a mostra folclórica os organizadores vão preparar uma festa-convívio para o público assistente com o Grupo musical Euphória e os folcloristas e personalidades serão presenteados com um catering oferecido pelo Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’.

Anualmente, este evento conta com a assistência de diversas personalidades andorranas e portuguesas e uma vez mais vai ter o apoio do Comú d’Encamp. A organização deste encontro de culturar é uma realidade graças ao patrocínio de mais de meia centena de empresas portuguesas e andorranas e a aposta do empresário José Costa, gerente da empresa  Nova Constructora, patrocinador principal do festival.

GFCP Cartell.jpg

QUADRA NATALÍCIA EM ANDORRA COM CÂNTICOS EM PORTUGUÊS

A capital do Principado de Andorra realizou no passado sábado mais uma edição da animação do mercado de Natal com os tradicionais cânticos natalícios. O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ foi o encarregado de apresentar na Aldeia de Natal da Praça del Poble cânticos tradicionais no idioma de Camões.

44436339630_78763efc64_b

Por terceiro ano consecutivo as vozes e a musica tradicional portuguesa entoaram no final da tarde do dia oito cânticos ao Menino Jesus, à Natividade e à adoração por parte dos pastores.

Coincidindo com a grande afluencia de turistas de visita ao Principado a plateia estava repleta de entusiastas que poderam desfrutar dos cânticos do cancioneiro português como Natal de Elvas, Entrai Pastores Entrai ou o Menino está dormindo, entre outros.

Após a protocolar foto de grupo, deslocaram-se a um conhecido restaurante português onde, reunindo a “família” da colectividade, celebraram o tradicional jantar de Natal.

O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ é uma entidade cultural fundada em 1996 integrada por cinquenta membros e promove no Principado de Andorra a cultura tradicional portuguesa assim como a afirmação da portugalidade através da participação e colaboração em iniciativas andorranas.

44436339630_78763efc64_b

45529601164_8289caf5bf_b

QUADRA NATALÍCIA EM ANDORRA COM CÂNTICOS EM PORTUGUÊS

A capital do Principado de Andorra realizou no passado sábado mais uma edição da animação do mercado de Natal com os tradicionais cânticos natalícios. O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ foi o encarregado de apresentar na Aldeia de Natal da Praça del Poble cânticos tradicionais no idioma de Camões.

Nadales2018 (2)

Por terceiro ano consecutivo as vozes e a musica tradicional portuguesa entoaram no final da tarde do dia oito cânticos ao Menino Jesus, à Natividade e à adoração por parte dos pastores.

Coincidindo com a grande afluencia de turistas de visita ao Principado a plateia estava repleta de entusiastas que poderam desfrutar dos cânticos do cancioneiro português como Natal de Elvas, Entrai Pastores Entrai ou o Menino está dormindo, entre outros.

Após a protocolar foto de grupo, deslocaram-se a um conhecido restaurante português onde, reunindo a “família” da colectividade, celebraram o tradicional jantar de Natal.

O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ é uma entidade cultural fundada em 1996 integrada por cinquenta membros e promove no Principado de Andorra a cultura tradicional portuguesa assim como a afirmação da portugalidade através da participação e colaboração em iniciativas andorranas.

Nadales2018 (1)

Nadales2018 (3)

MINHOTOS EM ANDORRA CANTAM EM PORTUGUÊS MÚSICAS NATALÍCIAS

Cânticos natalícios em português na capital de Andorra

A quadra natalícia assume principal protagonismo em Andorra la Vella através de iniciativas culturais e lúdicas formadas por concertos musicais, feiras de produtos natalícios e alimentares, actividades de lazer principalmente destinadas aos mais jovens e animação de rua.

Nadales2017 (3)

De 1 a 30 de dezembro uma nova edição do “Poblet de Nadal” irá decorrer com a típica recreação de uma aldeia natalícia encravada nos Pirinéus.

O mercado de Natal é o ponto de encontro da aldeia onde o Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ assume protagonismo na tarde do dia 8 de dezembro.

Nadales2017 (2)

Por terceiro ano consecutivo, integrado nos Concerto de “Nadales” que os organizadores apresentam diariamente, os cânticos natalícios em português irão ser apresentados pelo grupo oferendo aos assistentes temas do cancioneiro popular lusitano como o “Natal de Elvas”, “Foi na noite de Natal” e “O menino está dormindo”, entre outros.

O sentimento de portugalidade vai de novo estar presente em Andorra a cargo do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ que, após o concerto, tem agendado o tradicional jantar de Natal destinado à “família” da colectividade e com os votos de Bom Natal e Próspero 2019.

Nadales2017 (1)

CULTURA E GASTRONOMIA LUSITANAS REINARAM NA MAIOR FEIRA COMERCIAL DE ANDORRA

Andorra la Vella, capital do Principado, acolheu no passado fim de semana a 40ª edição da Fira d’Andorra, o maior certàmen multi-sectorial do país com mais de 60.000 visitantes.

Fira2018 (4)

Nos dias 26, 27 e 28 as empresas comerciais e entidades associativas apresentaram-se na maior montra comercial do país com destaque para o sector automóvel e a venda de forfaits para a eminente temporada de esquí.

Paralelamente realizou-se a 8ª edição da Fira d’Associacions, espaço dedicado ao movimento associativo andorrano, e no qual a portugalidade esteve representada pelo Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’, entidade que ha 22 anos promove a cultura tradicional no Principado.

Fira2018 (7)

Os membros do Grupo decoraram o stand recreando uma cozinha à moda antiga onde não faltou uma chaminé repleta de enchidos a defumar e nas paredes, não faltaram atrezzos característicos como os quadros com fotografias antigas, cebolas e alhos. Na bancada do stand os visitantes puderam adquirir e degustar a gastronomia típica como os bolinhos e pataniscas de bacalhau muito apreciados pela sociedade andorrana assim como os rissóis, enchidos, natas, brôa, azeite, bolos caseiros, bifanas e moelas, produtos elaborados pelos membros do Grupo. O vinho branco servido na típica tijelinha fez as delícias do imenso público que visitou durante os tres dias da mostra o espaço português que recebeu calorosos elogios pela recreação e decoração.

Pelo palco do certâmen marcaram presença as danças e cantigas tradicionais portuguesas, no sábado às 19 horas com a actuação do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ e no domingo, às 17 horas foi a vez do Rancho Folclórico dos Residentes do Alto Minho fazer a sua actuação.

O stand do Grupo contou com a visita de Antoni Martí, Primeiro Ministro do Principado e de Conxita Marsol, Presidente da Câmara de Andorra la Vella, entre outras personalidades políticas, da cultura e do sector empresarial  andorrano e português.

Fira2018 (8)

Fira2018 (9)

PORTUGALIDADE VAI MARCAR PRESENÇA NA MAIOR FEIRA COMERCIAL DE ANDORRA

A cultura tradicional e a gastronomia portuguesas vão marcar presença nos próximos dias 26, 27 e 28 de Outubro na 40ª edição da Fira d’Andorra d’Andorra la Vella, certàmen multi-sectorial que na passada edição contou com mais de 70.000 visitantes.

GFCP Fira2017 (3)

O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ será o encarregado de assegurar, durante os tres dias da mostra, a presença da gastronomia tradicional portuguesa e no sábado, a partir das 19 horas, o folclore ocupará o cenário da carpa das Associações através das danças e cantigas minhotas.

Integrada na “Fira d’Andorra”, a oitava edição da “Fira d’Associacions”, contará com 52 entidades de âmbito cultural, desportivo, social e escolar, entre outros, e na qual os membros do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ apresentam um stand onde os visitantes podem degustar iguarias portuguesas como os bolinhos e pataniscas de bacalhau muito apreciadas pela sociedade andorrana assim como bifanas, moelas, rissóis, brôa, enchidos e vinho verde. Além da gastronomia o Grupo dispõe para venda de produtos de artesanato como bordados e ceramica assim como o ultimo trabalho discográfico.

GFCP Fira2017 (1)

A Fira d’Andorra distribuida numa superfície de 12.000 m2 é um ponto de encontro entre visitantes e expositores, mais de 150,  distribuidos en diferentes sectores como o turismo, automóvel, comércio, entidades públicas e privadas, alimentação e associações onde o Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ assegura ha oito anos, a promoção da portugalidade no Principado de Andorra.

GFCP Fira2017 (2)

MINHOTOS EM ANDORRA REALIZAM FEIRÃO PARA “MATAR” A SAUDADE

Feirão em Andorra, para “matar” a saudade...

Decorreu no passado dia 8 de Julho a quinta edição do Mercado Tradicional “O Feirão” organizado pelo Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ no Principado de Andorra com o apoio do Comú d’Andorra la Vella.

Feirao2018a

A Praça Guillemó da capital andorrana acolheu na manhã de domingo a feira à moda antiga integrada por cinco zonas temáticas que os elementos do Grupo recrearam de forma a reafirmar a portugalidade no Principado.

Cerca de duas centenas de pessoas visitaram a mostra, puderam degustar os petiscos portugueses e apreciar as cantigas e danças tradicionais do norte de Portugal.

Os produtos hortícolas (couve, alface, fruta) os animais da capoeira vivos (galos, coelhos, cabrito) fizeram as delícias dos mais pequenos e os produtos apresentados foram os primeiros a ser vendidos.

No espaço do artesanato os visitantes puderam apreciar e adquirir os trabalhos realizados pelas mãos habilidosas das lavradeiras do Grupo.

A doçaria portuguesa mereceu destaque com bolos caseiros de todo tipo e não faltaram os pastéis de Belém, Torta de Azeitão, Sonhos de cenoura e Docinho do Convento.

O stand dos enchidos, azeite transmontano e brôa de milho, fizeram as delícias dos visitantes que os adquiriram até finalizar existências.

A tasquinha foi o ponto de encontro de sabores do Feirão no qual o vinho verde serviu para regar os petiscos elaborados pelos elementos do Grupo e para matar saudade dos sabores lusitanos. As pataniscas e bolinhos de bacalhau, bifanas, moelas e a feijoada provocaram satisfação generalizada naqueles que quizeram degustar a gastronomia portuguesa enquanto as danças do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ e a musica tradicional portuguesa a cargo do Grupo Folclórico dos Residentes do Alto Minho e do Rancho Folclórico da Penya Encarnada, convidades pelos anfitriões, amenizavam o evento até ao inicio da tarde de domingo.

O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ inicia agora um periodo de descanso depois de uma temporada repleta de actividade de promoção da portugalidade em terras andorranas e além fronteiras.”

Feirao2018b

Feirao2018c

Feirao2018d

Feirao2018e