Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

"TRAGA PILHAS" DA EPATV PREMIADO PELAS ECO-ESCOLAS

PARABÉNS à Escola Profissional Amar Terra Verde pelo prémio no projeto GERAÇÃO DEPOSITRÃO no escalão escolas com ensino secundário, profissional e superior.

EPATV - Traga pilhas_4.jpg

A Escola Profissional Amar Terra Verde associou-se mais uma vez à Geração Depositrão, no projeto “Constrói o teu Traga Pilhas”. Esta atividade consistiu na construção de um equipamento de recolha de pilhas, usando a reutilização de materiais com criatividade e originalidade.

Num enquadramento de uma aprendizagem baseada em projetos, os alunos RECOLHERAM e REUTILIZARAM componentes eletrónicos de anos anteriores, e criaram um sistema eletrónico que permite a interação do TRAGA PILHAS com as pessoas que dele se aproximem e/ou coloquem pilhas para a reciclagem, por exemplo, a contabilização das pilhas permitirá efetuar uma estimativa da quantidade de produtos perigosos que se irão RECILAR.

Com a construção do TRAGA PILHAS os alunos adquiriram conhecimentos acerca da importância da reciclagem de pilhas e da reutilização de equipamentos – A ECONOMIA CIRCULAR.

A participação nos desafios lançados pela ECO-ESCOLAS promove nos alunos da EPATV a “consciência e responsabilidade ambiental e social, trabalhando colaborativamente para o bem comum, com vista à construção de um futuro sustentável” (Perfil do Aluno – domínio do Bem-Estar, Saúde e Ambiente). 

A RECICLAGEM é fundamental e as escolas representam um papel muito importante na informação, formação e educação dos adultos de AMANHÃ!

EPATV - Traga pilhas_2.jpg

AMARES: ANA LUÍSA AMARAL RECEBEU PRÉMIO LITERÁRIO FRANCISCO DE SÁ DE MIRANDA

Cerimónia decorreu na Casa da Tapada, antiga residência do poeta a quem o prémio honra.

O Presidente do Município de Amares, Manuel Moreira, procedeu, na passada sexta-feira (dia 23 de julho), à entrega do Prémio Literário Francisco de Sá de Miranda, à escritora Ana Luísa Amaral, que se sagrou vencedora da segunda edição do concurso com a obra ‘Ágora’. O evento aconteceu na Casa da Tapada, em Fiscal, local onde viveu parte da sua vida o poeta a quem o prémio homenageia.

Prémio Literário (3).jpg

“Foi um prazer imenso entregar o prémio da 1.ª edição ao escritor Nuno Júdice. Hoje, é também com enorme honra que entrego o prémio à escritora Ana Luísa Amaral, a quem agradeço muito a sua presença em Amares. Peço-lhe que leve o nome do nosso concelho e que a partir de agora faça parte da sua história”. O edil felicitou a poetisa pela conquista do prémio e por todo o seu trabalho literário, reconhecido nacional e internacionalmente.

“Amares quer, mais uma vez, marcar a importância da cultura e dos homens e mulheres que fazem a literatura nos países de língua portuguesa. Com este prémio honramos também a história do nosso concelho e memória coletiva de Amares e das suas gentes”, destacou Manuel Moreira, reforçando a importância de manter viva a memória “de um vulto maior que muito orgulha o concelho”.

Manuel Moreira deixou, ainda, um agradecimento a todos os que têm tornado possível a concretização desta iniciativa nomeadamente, ao Centro de Estudos Mirandinos e toda a equipa que o suporta, bem como ao pelouro da cultura que tem feito um trabalho “tão importante” de promoção de Sá de Miranda.

A cerimónia foi abrilhantada por um recital de poesia protagonizado por Leonor Alves e um momento musical a cargo do Trio de Flautas da AECA.

Prémio Literário (2).jpg

‘Ágora’ foi escolha unanime entre o júri

O Prémio Literário Francisco Sá de Miranda está na sua segunda edição e é promovido bienalmente pela Câmara Municipal de Amares, através do Centro de Estudos Mirandinos, com o intuito de homenagear e divulgar o poeta e humanista Francisco de Sá de Miranda, bem como incentivar a criação literária no domínio da poesia. A presente edição contou com a participação de 202 autores, que concorreram ao prémio no valor pecuniário de 7.500 euros. O júri integrou o Vereador da Cultura da Autarquia, Isidro Araújo, Ana Isabel Moniz, da Universidade da Madeira, e foi presidido por Sérgio Guimarães de Sousa, Diretor do Centro de Estudos Mirandinos.

Sérgio Guimarães de Sousa admitiu que “foi uma verdadeira maratona ler no escasso tempo disponível todas as obras a concurso, até porque ler poesia é ler com demorada atenção”. Reconheceu, no entanto, que a escolha foi unanime e destacou algumas razões que levaram a escritora a vencer o concurso literário, desde logo “a condição humana que ocupa um lugar central, mas também a relação com obras maiores da pintura e a revisitação de episódios bíblicos.

Prémio Literário (1).jpg

Ana Amaral recebeu distinção com “honra e privilégio”

“É uma enorme honra e privilégio para mim receber este prémio, cujo patrono é Sá de Miranda, para mim um dos maiores da literatura portuguesa e também a meu ver o maior sonetista da nossa história. Agradeço muito ao júri que me concedeu esta distinção”, sublinhou a escritora. “Sá de Miranda é um autor cuja poesia se mantém atual, acrescentou a escritora para quem “a grande poesia é do seu tempo, mas atravessa tempos, tem essa capacidade”. Deixando uma reflexão sobre a arte, Ana Luísa Amaral confessou: “A arte, e no meu caso, a arte da poesia é absolutamente fulcral, pois é a partir dela que sentimos e pensamos o mundo, os outros seres vivos e viventes, e nos pensamos enquanto seres humanos”, disse. No final, a poetisa deixou uma palavra de carinho à sua filha, genro e pai.

Depois de ouvir a poetisa, Isidro Araújo, Vice-presidente do Município de Amares e membro do júri, mostrou-se emocionado com o discurso da escritora, revelando mesmo estar “sem palavras”. “Foi um momento único que todos tivemos o privilégio de partilhar e agradeço à Ana Luísa Amaral pela lição que deixou”, enalteceu Isidro Araújo, desejando votos de um futuro cheio de sucesso à poetisa.

Prémio Literário (4).jpg

PINTORA ANA FERNANDES EXPÕE EM AMARES

O Presidente do Município de Amares, Manuel Moreira, e o Vice-Presidente e Vereador da Cultura, Isidro Araújo, inauguraram, esta manhã, a exposição de pintura “Utopia e Distopia”, da autoria Ana Cristina da Costa Fernandes. A mostra vai estar patente na Biblioteca Municipal de Amares até ao dia 20 de agosto e a entrada é livre.

IMG_7790.jpg

A beleza da abstração reside na perceção do espetador e só os sonhadores podem interpretar sonhos. Ao desafio do espaço de uma tela e pelo caminho do abstrato, respondo com cores, formas e texturas, imaginando sempre o meu elemento favorito, a ÁGUA. A água que tudo reflete e faz refletir. Ali reconta-se a vida com novo colorido, novas formas. Sempre em incessante movimento, aberta a renovados olhares, sentires…A água que não conhece obstáculos, contornando-os sempre. Que oferece carícias quando nela mergulhas…A água faz-me sonhar!" (Ana Fernandes)

IMG_7800.jpg

EPATV: METALOMECÂNICA EMPREGA 20 JOVENS INOVADORES

Empregabilidade total e inovação  — a merecer patentes — são a marca de água das Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos vinte finalistas do Curso Técnico Profissional de Produção Metalomecânica da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) realizadas ontem.

IMG_5566.jpg

“Deixais saudades” — garantiu várias vezes, a prof. Sandra Monteiro, presidente do Júri, após as sete PAP's que foram apresentadas ao longo da manhã, perante um júri que integrava os Prof. Ermelinda Leão (Diretora de Curso), Marco Alves (Diretor de Turma) e João Vale, além de Tiago Araújo (representante da empresa Bysteel) e Paulo Amorim (do SITE — Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte —Norte).

A Diretora Pedagógica lembrou a importância deste Curso para a economia do interior minhoto: “na Comunidade Intermunicipal do Cávado (Amares, Braga, Barcelos, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde), apenas a EPATV e a Secundária Carlos Amarante possuem este curso, mas na Eletrotecnia só existe um Curso Técnico Profissional na EPATV). Os nossos empresários merecem estas apostas nossas que exigem os melhores e seguros equipamentos e máquinas e professores competentes”.

Esta é a prova, para os mais distraídos, “da importância da EPATV num território, com 1245,8 Km2 de área, onde vive uma população superior a 410 mil pessoas” — destacou a Prof. Sandra Monteiro.

IMG_5568.jpg

IMG_5597.jpg

IMG_5605.jpg

MUNICÍPIO DE AMARES OFERECE LIVROS AOS ALUNOS DO 1º CICLO

Município de Amares volta a oferecer livros de atividades e material escolar a alunos do 1º ciclo

Por mais um ano consecutivo, a Câmara Municipal de Amares vai voltar a distribuir, gratuitamente, os livros de atividades a todos os alunos que frequentam o 1º ciclo do ensino básico do concelho, bem como material escolar aos alunos posicionados no escalão A e B da segurança social.

Os encarregados de educação serão contactados antecipadamente para proceder ao levantamento do respetivo material educativo correspondente ao ano letivo 2021/2022.

Esta é uma medida que tem vindo a ser implementada, anualmente, com o intuito de promover a igualdade de oportunidades, o sucesso educativo e o ensino de qualidade das crianças, contribuindo, simultaneamente, para a redução dos encargos das famílias amarenses. Este apoio representa um investimento global de cerca de 21 mil euros por parte da Autarquia.

ISAVE EM BÊNÇÃO DE FARDAS: "O ENFERMEIRO PODE SER A FAÍSCA DO AMOR AO OUTRO"

“O enfermeiro pode ser a faísca deste amor nos lares, nos centros de saúde e nos hospitais” — afirmou esta manhã, dia 17 julho, na Cripta do Sameiro, o Coordenador Arquidiocesano da Pastoral Universitária de Braga.

IMG_5460 edit.JPG

O padre Eduardo Duque falava na celebração Eucarística que incluiu a bênção das fardas das duas dezenas de finalistas da licenciatura de Enfermagem do Instituto Superior de Saúde (ISAVE), com sede em Amares.

Este dia foi o culminar de um trajeto de vários anos de dedicação, estudo, sacrifício e empenho na frequência de uma Licenciatura de Enfermagem que credibiliza o ISAVE além fronteiras.

O Padre Eduardo Duque saudou a presidente do ISAVE e vários professores presentes, os pais, os avós e os novos enfermeiros, a quem propôs “ir para fora de si próprios para perceber que a vida é mais sublime quando é dada”.

O Coordenador da Pastoral Universitária sublinhou que “os enfermeiros, vós, tendes essa prerrogativa. O enfermeiro tem tudo para poder ser especial para as pessoas. Sois a presença de Deus para o utente. Deus fala através das vossas vidas, das vossas mãos, do vosso tempo e do vosso sorriso”.

Na presença de Jorge Freitas, representante da Região Norte da Ordem dos Enfermeiros, e Mafalda Duarte, presidente do ISAVE, a Diretora da Licenciatura, Lígia Monterroso, saudou os seus novos colegas de profissão, após o primeiro de muitos cânticos entoados pelo Grupo Coral da Ysatuna.

“Vós despertastes para a beleza do amor ao escolher esta profissão, que vos permite dar-se aos que sofrem em momentos dolorosos”.

IMG_5463 edit.JPG

IMG_5495 edit.JPG

IMG_5551 edit.JPG

FRIO E CLIMATIZAÇÃO: EMPRESAS DIGLADIAM-SE POR FINALISTAS DA EPATV

Hoje, dia 16 de julho, a Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), viveu um dia grande com as Provas de Aptidão Profissional (PAP) prestadas pelos finalistas do Curso Técnico Profissional de Frio e Climatização: todos empregados nas empresas onde estagiaram.

IMG_5432 (Large).jpg

Se mais finalistas houvera, mais empregos seriam criados pelas empresas do Baixo Minho após três anos com mais de uma mão cheia de centenas horas práticas e teóricas.

Foi um dia de felicidade para o Diretor do Curso, Aurélio Machado, bem como para os restantes membros do júri presidido pela Diretora pedagógica da EPATV, Sandra Monteiro.

No acompanhamento dos estágios, O Diretor do Curso confirmou que as empresas têm falta de técnicos nesta área e começam também “a alertar a Escola a incentivar os alunos que querem ser Técnicos Superiores que este Curso é o melhor primeiro passo desta caminhada”.

As provas dos alunos foram avaliadas ainda pela Diretora de turma, Carla Veloso, pelo dirigente do SITE (Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Centro-Norte), Paulo Amorim, Gerente da JPSR, João Paulo Ribeiro, e professora Ermelinda Leão.

Ao longo da manhã, os alunos apresentaram as suas máquinas com inovações e acrescentos ao trabalho que os finalistas do ano passado não conseguiram concluir por causa da pandemia.

Alexandre Sousa e António Ferreira concluíram uma instalação elétrica numa bancada didática de conservação e congelação e começam a trabalhar — sem pausa para férias — nas empresas onde estagiaram nos últimos dois anos.

Aurélio Machado deu conta de uma situação impensável há anos: “as empresas vêm à escola procurar alunos, antes de acabar o curso e oferecem transporte. Ao que nós chegamos!”

O momento mais alto da manhã foi protagonizado por Angel Rosário e Marco António Tinoco: o primeiro, como farol de resistência aos dramas da vida e o segundo como um jovem que tem competência e conhecimento para prosseguir os estudos na Universidade.

Angel Pereira Rosário veio com o pai — emigrante na Venezuela há 30 anos — para Vila Verde, para o acompanhar no tratamento de uma doença, deixando a mãe naquele país onde grassa uma enorme crise económica, social e política. Desenvolveu um esforço duplicado na aprendizagem da nossa Língua, adaptar-se a um novo país e nova vida.

“Espero que tenha sido compensador. És um caso de grande sucesso, devido às enormes dificuldades iniciais. És um dos grandes embaixadores da EPATV, uma escola que não deixa ninguém para trás” — desabafou, emocionado, o Diretor do curso.

IMG_5441 (Large).jpg

IMG_5419 (Large).jpg

AMARES CONSTRÓI CONDUTORA ADUTÓRIA A RESERVATÓRIO DA SENHORA DA PAZ

Obra de execução da conduta adutora a reservatório da Sra. da Paz está em curso

A Câmara Municipal de Amares está a levar a cabo a execução de uma das fases do projeto de ligação ao “Reservatório da Torre”, cuja conduta adutora fará a ligação entre o Reservatório da Sr.ª da Paz até à Rua José Alves Leite, numa extensão de 902 m.

IMG_9419.JPG

“Neste momento, o reservatório principal do concelho, na Sra. da Paz, encontra-se a efetuar a distribuição do abastecimento de água e adução ao reservatório da Torre, por uma única conduta, o que tem originado diversas ineficiências no sistema, por isso, torna-se fundamental a separação da conduta de distribuição da de adução”, explica o Presidente do Município de Amares, Manuel Moreira.

Atualmente, estes dois reservatórios encontram-se ligados através da rede de distribuição, conduzindo diversas vezes a ineficiências no sistema e na adução do Reservatório da Torre, razão pela qual se pretende a ligação destes dois reservatórios através de uma conduta adutora independente.

Com esta intervenção pretende-se reforçar o abastecimento de água ao reservatório da Torre e R5-Besteiros através da conduta já executada na rua 25 de Abril.

Condutaamar.jpg

LOJA DO CIDADÃO DE AMARES ATENDEU MAIS DE 4 MIL PESSOAS EM SEIS MESES DE GESTÃO MUNICIPAL

Em seis meses de gestão municipal, a Loja do Cidadão de Amares atendeu um total de 4373 pessoas. Desde o início de 2021 até ao dia 30 de junho, recorreram aos serviços do Espaço de Cidadão 1334 pessoas e passaram pelo Instituto dos Registos e Notariado 3039 cidadãos.

IMG_9440.jpg

No que concerne ao Espaço do cidadão, algumas das solicitações efetuadas prenderam-se com a revalidação ou pedido de segundas vias de cartas de condução, pedido de chave móvel digital, pedido de registos criminais ou de contumácia, entre outros. Já no que ao Espaço do Cidadão os serviços prestados relacionaram-se com o pedido do cartão do cidadão, entrega de passaporte, serviços de registo civil (casamentos, óbitos, nascimentos e transcrições), bem como serviços de registo predial e Casa Pronta.

Recorde-se que, a transferência de competências do Espaço do Cidadão, até ao final de 2020 da responsabilidade da administração central, passou a ser feita pela Autarquia, com o intuito de prestar um serviço de maior proximidade por quem conhece o território e as necessidades da população em matéria de acesso aos serviços públicos disponibilizados neste local.

A Loja do cidadão está aberta de segunda a sexta das 9h00 e as 16h00.

EPATV: PAF DE EMPREGADOS DE RESTAURANTE/BAR OFERECE RECITAL DE CORES E PALADARES

Os finalistas do Curso de Educação e Formação (oitavo e nono anos de escolaridade) da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) ofereceram aos seus convidados um recital de sabores, repletos de cor através de um “brunch” que constituiu a sua Prova de Avaliação Final (PAF).

IMG_5364 (Large).jpg

Com apoio dos Professores Olga Martins (Diretora de Curso), Marco Alves (Diretor de Turma) e António Igreja, ao longo da manhã deste dia 15 de julho, os finalistas prepararam uma alternativa de refeição, misturando os pratos matutinos com as receitas para o meio dia. O nome é uma fusão entre as palavras "breakfast" (café da manhã, em inglês) e "lunch" (almoço, em inglês).

Perante um júri que incluiu a Diretora Pedagógica da Escola, Sandra Monteiro, um representante da APHORT (Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo) e José Antunes (docente e proprietário do Restaurante Churrasqueira de Caldelas), os jovens, apesar de viverem idades e um contexto difícil “estiveram bem” — assinalou Camilo Sousa.

O representante da APHORT elogiou o trabalho dedicado, empenhado e competente dos professores da EPATV, uma vez que os alunos “se desembaraçaram bem nas suas tarefas”.

O brunch era constituído por uma paleta diversificada de cores e sabores que incluiu iogurte grego com mirtilos, chocolate e granola, panquecas, papas de aveia, ovos mexidos sobre tosta e abacate, tosta de queijo fresco com salmão fumado, cogumelos salteados, bolo de laranja, seleção de frutas, pão de espinafres, águas aromatizadas, sumo natural de frutas, café, leite e chá.

Sandra Monteiro não escondeu a sua alegria: “Está espetacular! Isto nem no Sheraton. Está um luxo, cinco estrelas”.

Olga Martins, diretora de curso, lembra que o percurso de um CEF requer outro tipo de ensino para a aprendizagem, mas todos concluíram com muito sucesso”. A Diretora de Curso revelou que a avaliação final onde cada um teve tarefas específicas permite-nos saborear um balanço muito positivo, pelo empenho, dedicação com que demonstraram os seus conhecimentos nas FCT's (Formação em Contexto de Trabalho). Todos continuam na Escola (agora no Ensino Secundário Profissional) e a maioria quer seguir esta área de atividade”.

IMG_5399 (Large).jpg

IMG_5332 (Large).jpg

IMG_5345 (Large).jpg

EDUCAÇÃO DE ADULTOS EM DESTAQUE NA EPATV: ALMOÇO PEDAGÓGICO

Realizou-se ontem, dia 14 de julho, na Escola Profissional Amar Terra Verde, o “MasterChef”, uma atividade integradora dinamizada pelos formandos do Curso de Educação e Formação de Adultos – EFA – Técnico(a) de Cozinha/Pastelaria, apoiados pelos formadores do curso. Uma atividade integradora na operacionalização do plano curricular do curso de Educação e Formação de Adultos que tem por base uma metodologia de trabalho transversal entre as diversas componentes da formação. Foi com base nesta metodologia que o curso EFA da EPATV, ao longo dos meses de formação, trabalhou na criação de uma ementa saudável que culminou com a apresentação dos pratos desenvolvidos.

IMG_5251.jpg

A turma foi dividida em três grupos, sendo que cada grupo ficou responsável pela confeção de dois pratos, resultando uma ementa composta por: três entradas – salada tropical, húmus com nachos e caldo verde; dois pratos principais – bacalhau à lagareiro e bifinhos de perú recheados; e uma sobremesa – panna cotta de iogurte.

Foi com esta ementa criativa, saudável e saborosa que os formandos surpreenderam a equipa técnico-pedagógica do curso, a qual desfrutou da degustação dos pratos confecionados no restaurante pedagógico da EPATV.

A Direção da EPATV salienta a motivação, o empenho e o espírito de equipa demonstrados pelos formandos no decorrer da atividade e a importância da formação de adultos na comunidade escolar reforçando a partilha de saberes e intergeracionalidade na educação e no conhecimento.

IMG_5306.jpg

IMG_5156.jpg

IMG_5216.jpg

MUNICÍPIO DE AMARES ASSEGUROU VACINAÇÃO EM CASA A MAIS DE 80 PESSOAS ACAMADAS

Os munícipes de Amares que se encontram acamados foram vacinados contra a COVID-19 em casa, evitando deslocações. O Município de Amares custeou as despesas inerentes ao pagamento de profissionais da área da saúde para assegurar a vacinação a 83 pessoas nesta condição de vulnerabilidade, vacinação essa que ocorreu nos meses de março, abril e maio de 2021.

Este apoio teve como finalidade evitar que estas pessoas acamadas, e consequentemente muito debilitadas fisicamente, tivessem que ser sujeitas ao esforço de terem que ser deslocadas até os pontos de vacinação.

Este serviço foi devidamente certificado por técnicos competentes, designadamente médicos e enfermeiros e ocorreu em parceria com o Aces-Gerês Cabreira.

ENCONTRARTE AMARES REINVENTA-SE NA SUA FORMA PARA CONTINUAR A DAR PALCO ÀS VARIADAS LINGUAGENS ARTÍSTICAS

O Encontrarte Amares regressa em 2021 reinventado na sua forma, mas não no seu propósito – o de promover atos de convergência. De 12 a 24 de julho deste ano, Amares acolhe criadores das mais variadas linguagens artísticas, para uma celebração à diversidade. Contrariando a centralidade das passadas edições, este ano propõe deambulações pelo território de Amares, evocando a paisagem, os cheiros, as cores e o património para uma discussão poética sobre outras formas e caminhos coletivos.

IMG_9397.jpg

O Mosteiro de Santo André de Rendufe, o Santuário da Nossa Senhora da Abadia, o Solar das Bouças, a Aldeia do Urjal, a Pedreira da Nossa Senhora da Paz e a Delegação de Amares da Cruz Vermelha Portuguesa serão Ágoras de apresentação, potenciando o cruzamento entre as rotinas de cada um destes espaços e a criação artística. Durante 12 dias, estes espaços acolhem os artistas João Pais Filipe, Ruca Bourbon, José Rosinhas, Paulo Neves, Sarah Klimsch, Carlos Silva, Diogo Santos, Francisco Barbosa e João Abel Mota. Será neste ato de imersão e na possibilidade de gerar dinâmicas de empatia, entre artista e espaço, que novas propostas artísticas serão criadas.

Fruto dos tempos que se afiguram, a 7ª edição do Encontrarte Amares reinventa-se na sua forma. Procura outras possibilidades de celebrar, de continuar pertinente e atuante nos dias que correm. A programação, desenhada para acolher visitantes no dia 24 de julho em Amares, desenrola-se agora numa outra arena pública – a digital.

A iniciativa foi dada a conhecer, esta manhã, em conferência de imprensa à comunicação social no Solar das Bouças, um dos espaços que vai servir de inspiração aos artistas.

IMG_9351.jpg

EPATV: ELETROTÉSNICOS COM FUTURO GARANTIDO

Com “destinos programados” — uns com contratos de trabalho resultantes do estágio, outros com prosseguimento de estudos para o IPCA e IPVC — , os 18 finalistas do Curso Técnico Profissional de Eletrotecnia defenderam, no dia 9 de julho, as suas Provas de Aptidão Profissional (PAP) na Escola Profissional Amar Terra Verde.

IMG_5130.jpg

Em 2020, “onze dos nossos alunos seguiram estudos superiores no IPCA” — revelou Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica. Para já, “temos um para CTeSP em Melgaço (IPVC) e mais quatro para o IPCA. Estamos na terceira PAP — entre dez — deste ano. O balanço não pode ser melhor.”.

A manhã do dia 9 de julho arrancou com a apresentação de um sistema de rega para um estádio relvado pela tripla Rui Oliveira, Tiago Costa e Hugo Azevedo. Os dois começam a trabalhar na próxima segunda-feira e o terceiro vai ingressar num CTeSP da área.

Perante o júri presidido por Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica, e constituído pelos professores Carlos Silva (Diretor de Curso), Pedro Arantes (Diretor de Turma), Aurélio Machado (Orientador de Projeto), Sandra Guedes (Corretora), Marco Monteiro (da empresa Smov Energy), Cláudio Pimenta (empresa ODARP) e Paulo Amorim (Sindicato SITE-Norte), foram apresentados seis projetos inovadores.

Um deles foi construído pelo Sérgio Costa, Leonel Salgado e Hugo Ribeiro e consiste num fumigador elétrico auto-sustentável, uma ferramenta para apicultores que é alimentada a energia solar. Os jurados consideraram-no uma “ideia engraçada e bem conseguida”. Mais um trio com emprego já garantido.

Uma instalação de ITED (Infra-estruturas de telecomunicações em edifícios) foi a prova de Francisco Azevedo, Luís Araújo e Toni Fernandes que nos remeteu às origens do Telegrama (1684) e do Telemóvel (1973). Um vai seguir para o IPCA e os outros começam a trabalhar já.

Rafael Silva, Edgar Cunha e Hugo Vieira presentearam os jurados com uma prova de manutenção de instalações elétricas e telecomunicações. Um segue para o IPCA, outro vai trabalhar e o terceiro está indeciso entre trabalhar ou ingressar no ensino superior.
“Ficamos tão felizes por terem os vossos destinos planeados e podem continuar a dispor de nós” — afirmou a Diretora Pedagógica da EPATV.

Rodrigo Novais, José Oliveira e Francisco Valente mostraram uma coletânea de vídeos-tutoriais, do género “Faça você mesmo”. Ao longo de vários meses, os programas que eles produziram debruçaram-se sobre a melhor maneira de iluminar com LED, fazer uma extensão elétrica, fazer uma iluminação de Natal, entre outras ações a realizar em casa. Foi mais um trio que vai reforçar o IPCA e as empresas da região.

Chegou a vez de apresentar uma máquina que separa automaticamente objetos com cores diferentes, numa iniciativa concretizada por José Mota, Pedro Ferreira e Tiago Pires, através de um sistema triplo: mecânico, pneumático e automação elétrica. Deste trio sai mais um jovem que prossegue os estudos superiores e os outros têm emprego garantido.
“Desejamos-vos o melhor e saibam que podem sempre contar connosco e com a EPATV para o que precisarem”, rematou o Diretor de Curso.

IMG_5136.jpg

IMG_5115.jpg

IMG_5123.jpg

EPATV: DESIGN GRÁFICO CELEBROU A CRIATIVIDADE

Realizou-se, no dia 8 de julho, na Escola profissional Amar terra Verde (EPATV), as Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos quinze finalistas do Curso Técnico de Design Gráfico, com aplauso para todos de todos os membros do júri: Sandra Monteiro, diretora pedagógica; Fátima Pimenta, diretora de curso e professora orientadora; Ricardo Cabral e Ana Luís Nogueira, professores acompanhantes do projeto; Daniela Matos, diretora de turma; e o convidado Raúl Peixoto, ADN Agency. Foi um dia de celebração da criatividade.

IMG_5102-Large-1536x1024.jpg

A jornada de oito horas encerrou com chave de ouro: Diana Abreu e João Costa — uma dupla tímida— colocou a cereja no topo de um bolo que constitui a sagração da criatividade deste curso da EPATV.

Esta dupla oriunda de Amares e de Rio Caldo apresentou a proposta de um jogo digital — www.elfernthegame.itch.io/elfern — para o qual elaboraram texto e grafismo, partindo de uma escrita manual, seguindo-se a escrita digital e depois a codificação. É um trabalho espantoso com 32 personagens criadas, com doze expressões diferentes, no mínimo, às quais acrescem 64 expressões do personagem principal (PK). Este jogo inclui a descrição dos personagens, cenários trabalhados pelos dois e é divulgado através de crachás. “Nunca me aconteceu ter um trabalho de tanta maturidade e qualidade. É pena que a EPATV — como comunidade — não faça ideia do trabalho gigantesco que fizestes em três anos. Que orgulho tenho de vós” — disse o professor Ricardo Cabral.

A manhã abriu com a PAP de Thomas Barbosa Rodrigues, vindo de Carreiras (S. Miguel), que apresentou uma marca de roupa que pretende renovar o estilo urbano do graffiti, masculino e feminino, que incluiu a elaboração de um catálogo, website, com o lema  Streetwear never dies. Além dos modelos, Thomas Rodrigues, apresentou também um saco de embalagem, um vídeo que levou Sandra Monteiro, Diretora pedagógica, a desabafar: “este projeto não pode ficar nesta sala”.

Iara Fonseca (de Terras de Bouro) e Vanessa Matos (de Amares) mostraram ao júri várias coleções de t-shirts inspiradas nos Lenços de Namorados, com bordados alusivos aos planetas, flores e mar integradas na marca Natincor. Tudo foi feito à mão e o projeto inclui um saco de pano, cartão de visita, envelope, código QR com ligações para as redes sociais.

Por sua vez, Mário Ferreira, de Carreiras (S. Miguel), cujo trajeto de vida emocionou os jurados, apresentou uma loja online que nasceu com desenhos e evoluiu para o design e fabrico de porta-chaves, elaboração de cartazes, vídeos, telas, logótipos, panfletos e retratos a carvão, os quais são vendidos com apoio do Instagram. Este jovem, com uma doença pulmonar que exigiu um transplante “não deitou a toalha ao chão nem encarnou o papel de coitadinho e transformou a sua doença numa bela oportunidade” — sublinhou Raúl Peixoto, da ADN Agency, reforçando ainda: “vamos ouvir falar muito de ti”.

Da Loureira, Vila Verde, veio a Maria Inês Ferreira, autora da Minês, uma marca de roupa feminina, apresentando cartão de visita, etiquetas com duas cores, embalagem própria para as coleções de constelações e do universo, através de uma proposta simples, mas distintiva que pode ser apreciada no site e no Instagram.

Da Loureira veio também o Hugo Araújo que formou, com Luís Pedro Silva (de Vilarinho), uma dupla de luxo para apresentar uma marca de roupa — Hunilu — que deixou o júri boquiaberto. Criaram várias t-shirts com frases diferentes, alusivas a uma vida positiva, inseridas num cilindro, numa aposta na sustentabilidade ambiental, apresentando também um vídeo promocional. É uma proposta com história, conceitos e valores potentes. “Quando olho para vós, eu vejo design” — sustentou a prof. Fátima Pimenta, porque “fizeram uma ótima equipa e ideias não vos faltam”.

João Magalhães é um dos dois finalistas vindos de Valdozende, Terras de Bouro. Vestiu o avental e apresentou a sua loja de café — Coof —  através de um projeto que inclui logótipo, vestuário para os empregados, embalagens ecológicas, autocolantes e QR com a ementa da loja que pode ser consultada no Instagram. A apresentação da PAP teve um pequeno luxo: um intervalo para servir um café com bolachas. Os detalhes da proposta incluem dispensador de guardanapos, balcão decorado com as cores da marca e letreiro exterior.

Voltemos a Terras de Bouro para disputar com Leandro Silva e com a Patrícia Silva, de Gême (Vila Verde), um jogo de tabuleiro, O Renascer da espada. Trata-se de um tema medieval, com peças impressas em 3 D, que nos falam de quatro Reinos (Água, Terra, Elétrica e Fogo) que lutam para conquistar os outros reinos, liderar o planeta e escravizar outras nações. Sosseguem, porque é apenas um belíssimo jogo de 18 cartas, lançadas por um dado piramidal, mas espantem-se porque este jogo “aproveita o talento e criatividade de duas pessoas diferentes que conseguem um resultado fantástico que vai desde a criação de regras, de uma história, criação de figuras e espadas”. Trata-se de uma criação fantástica que poderá despoletar um torneio inter-turmas — como foi sugerido pela prof. Ana Luís Nogueira.

De Prado sai uma proposta de canoagem, através de João Manuel Alves Carneiro, na ótica de lazer e ocupação dos tempos livres, utilizando as canoas, gaivotas e insufláveis. Esta proposta pressupõe a criação de uma empresa, com uma carrinha de nove lugares, parcerias com escolas, IPSS e Centros de Estudo, aquisição de terreno e construção de sede. A divulgação inclui canecas, sacos, t-shirts e bonés, bem como outdoors e Mupi’s, um site e QR.

Paulo Araújo, de Valdozende, trouxe uma obra de encanto, com desenhos talentosos que acompanham os poemas todos de Mensagem de Fernando Pessoa, num livro feito à mão, com capa costurada. Joana Simões veio de S. Vicente da Ponte (Amares) para apresentar a sua proposta de sacos ecológicos de linho com ilustrações coloridas criando a marca BagLogic, com mensagens em inglês. É um ternurento combate ao uso do plástico, “com beleza e simplicidade, amiga do ambiente e agradável à vista”. O projeto incluiu etiquetas, cartões, catálogo, redes sociais.

IMG_5082.jpg

IMG_5073.jpg

IMG_5046.jpg

IMG_4961.jpg

IMG_4979.jpg

IMG_4986.jpg

IMG_4935.jpg

DOCENTE DO ISAVE INTEGRA COMISSÃO COORDENADORA DOS NÚCLEOS ACADÉMICOS DA RACS

Daniela Gonçalves, docente da área das ciências biológicas e coordenadora dos Estágios/Ensinos Clínicos do ISAVE - Instituto Superior de Saúde, integra a Comissão Coordenadora dos Núcleos Académicos da RACS – Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia.

daniela gonçalves.jpg

A RACS - Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia apresenta como missão a promoção da formação e cooperação científica na área das ciências da saúde entre instituições do ensino superior e centros de investigação de países e comunidades de língua portuguesa.

A Comissão Coordenadora dos Núcleos Académicos tem como finalidade definir e gerir as políticas de ação geral dos Núcleos Académicos em estreita relação com a Direção da RACS. Atualmente, estão identificados 17 (dezassete) Núcleos Académicos das seguintes áreas da saúde: Audiologia, Ciências Biomédicas Laboratoriais, Ciências Médicas, Ciências da Nutrição, Ciências da Visão, Enfermagem, Farmácia / Ciências Farmacêuticas, Fisiologia Clínica, Fisioterapia, Imagem Médica e Radioterapia, Ortoprotesia / Podologia, Psicologia, Saúde e Ambiente, Saúde Oral, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional e Terapêuticas Não Convencionais.

MUNICÍPIO DE AMARES PROMOVE D. GUALDIM PAIS JUNTO DOS MAIS NOVOS

O Presidente do Município de Amares, Manuel Moreira, e a Vereadora da Educação, Cidália Abreu, estiveram de visita aos centros escolares do concelho para oferecer aos alunos do 4º ano a recente publicação: “D. Gualdim Pais O Cruzado de Portugal”. A obra da autoria do amarense, Secundino Cunha, ilustrada por Sebastião Peixoto, faz parte de uma coleção de ilustrações de figuras de relevo nacional e pretende disseminar junto dos mais novos esta figura incontornável do Município de Amares, mestre da Ordem do Templo em Portugal.

800px-Tomar_036.jpg

Estátua de Gualdim Pais em Tomar. Foto: Wikipédia

Para Manuel Moreira “esta é mais uma forma de homenagear a figura de D. Gualdim Pais e levar até aos mais novos um pouco do percurso histórico, da identidade e do património cultural do concelho, deixando marcas nas gerações futuras para que possam perpetuar o sentido da história e a sua memória”.

Editada numa parceria entre o Município de Amares e a OPERA OMNIA esta obra surge ainda numa linha de continuidade das comemorações evocativas dos 900 anos do nascimento de D. Gualdim Pais, assinalados em 2018. Trata-se de uma edição muito desejada e acarinhada também pela União de Freguesias de Amares e Figueiredo que desde a primeira hora se disponibilizou para promover esta publicação.

De referir que a obra foi distribuída pelos alunos do 4º ano uma vez que a temática faz parte do programa curricular deste ano letivo.

ADELINO SOUSA VAI SER O NOVO PROVEDOR DO IDOSO DO MUNICÍPIO DE AMARES

Gracinda Faustino cessa funções com sentimento de dever cumprido
Adelino Sousa, ex. presidente da Junta de Freguesia de Goães, vai assumir funções como Provedor do Idoso do Município de Amares, substituindo a enfermeira Gracinda Faustino neste trabalho de proximidade, proteção e segurança para com os seniores do concelho.

IMG_9211.jpg

Para a Vereadora da Ação Social, Cidália Abreu, “a enfermeira Gracinda fez um trabalho extraordinário enquanto Provedora do Idoso. Aliás, trabalho esse que já vinha fazendo há muitos anos de forma totalmente voluntaria, apenas lhe foi acrescentado o título de “Provedora do Idoso”. Muito obrigada pela sua capacidade de entrega em prol dos que mais precisam”, sublinha.
“O Sr. Sousa, um homem lutador e constantemente empenhado no bem comum, autarca durante décadas, fundador da Casa do Povo do Vale do Cávado, vai assumir agora o cargo de Provedor do Idoso. O Concelho de Amares ficar-lhe-á também muito grato pela sua disponibilidade imediata em abraçar uma causa tão nobre.
Quase a cessar funções, Gracinda Faustino diz que fica com “um sentimento de dever cumprido”. “Foi um trabalho muito gratificante lidar com os idosos do Concelho de Amares e as instituições que me acolheram com muito carinho”, confessou Gracinda Faustino. “Foi muito bonito a passar a mensagem de que eram pessoas muito úteis na sociedade porque eram grandes enciclopédias, porque tinham histórias de vida lindíssimas, e porque deram muito de si. Sabe-me a muito bom estes 4 anos”.
O futuro Provedor do Idoso espera estar à altura deste desafio e não desiludir ninguém. “Pelo menos tudo farei nesse sentido. Tenciono trabalhar em prol dos idosos e penso que a minha experiência nessa área me faz reunir as condições para agarrar este projeto. Além disso, tenho muito carinho pelos idosos”, referiu.
Amares foi um dos concelhos pioneiros neste projeto de empreendedorismo social
O Presidente da Comissão de Proteção do Idoso, Carlos Branco, lembrou que Amares foi um dos primeiros concelhos a aderir à figura do Provedor do Idoso e fez um balanço positivo dos quatro anos de mandado que agora cessam.
“Durante este tempo estivemos numa fase experimental, havia um conjunto de ações que tiveram de ser reformuladas fruto da pandemia e este próximo mandado consiste em aprofundar e reforçar o papel do provedor do idoso na comunidade”, explicou.
“O trabalho da enfermeira Gracinda foi excelente. Ela começou a desbravar todo o terreno, embora já fosse conhecedora da realidade local, e conseguiu um trabalho inexcedível no apoio que deu aos idosos”, acrescentou.

IMG_9254.jpg

IMG_9258.jpg

IMG_9260.jpg

IMG_9192.jpg

IMG_9200.jpg

CONSULADO DO URUGUAI INSTALA-SE EM AMARES

Primeira visita Oficial do Cônsul abre portas a acordos de cooperação bilaterais

O Cônsul Honorário da República do Uruguai em Braga, Pedro Carvalho Esteves, foi recebido pelo Presidente do Município de Amares, Manuel Moreira, nos Paços do Concelho, na sua primeira visita oficial ao Concelho de Amares.

207707389_1622773704595130_1892020819684911794_n.j

A visita contemplou um momento de contacto com o Instituto Superior de Saúde instalado em Amares (ISAVE) e a Associação Empresarial do Vale do Homem (AEVH), para além de uma visita à empresa amarense SAP Metal, situada em Dornelas, e à Casa Lata, ligada ao alojamento local e produção e comercialização de vinho. Segundo o Presidente da Autarquia, a visita foi muito positiva e abriu portas a algumas possibilidades de cooperação.

“O objetivo foi dar a conhecer o nosso concelho e abrir o diálogo a alguns interlocutores que podem ter aqui um papel importante. Estamos muito satisfeitos pela instalação do consulado no nosso território e esperamos poder desenvolver relações de cooperação bilaterais e criar oportunidades para novos investimentos e negócios”, referiu Manuel Moreira.

Referindo-se ao Concelho de Amares, Pedro Carvalho Esteves mostrou-se muito agradado com o seu potencial. “Amares um bom ponto de partida. Estou muito satisfeito por tudo o que vi até agora e parece-me que temos boas bases de trabalho para conseguir desenvolver essas linhas de cooperação bilaterais, que podem trazer vantagens para todos”.

O consulado da República do Uruguai em Braga, instalado no concelho de Amares, na freguesia de Carrazedo, tem jurisdição também nos distritos de Viana do castelo, Bragança e Vila Real.

202780663_1622775087928325_5598302308586741230_n.j

205998029_1622774664595034_4468628100924192576_n.j

206768316_1622773597928474_3666851216254423543_n.j