Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

JOVENS DE AMARES REINVENTAM AS PAPAS DE SARRABULHO

Papas de Sarrabulho, Vinho Verde Loureiro e Laranja de Amares deram asas à imaginação de jovens estudantes

No âmbito do projeto Amar o Minho, o Município de Amares e a FeelTravel Minho desafiaram algumas escolas de hotelaria a reinventar alguns dos produtos âncora do concelho, nomeadamente as “Papas de Sarrabulho”, a Laranja de Amares e o Vinho Verde Loureiro. O resultado não podia ter sido melhor. Os participantes ousaram e apresentaram sugestões inovadoras, com magnífico aspeto e um sabor excecional.

IMG_20211021_123944.jpg

Desde o prato principal até às sobremesas, acompanhados pelo aroma inconfundível do Vinho Verde Loureiro de Amares (em novas aplicações), os jovens alunos surpreenderam com verdadeiras reinterpretações das Papas de Sarrabulho, doces à base de laranja e cocktails refrescantes.

A iniciativa inseriu-se no âmbito do projeto de valorização da enogastronomia “Minho Região Europeia da Gastronomia” e teve como objetivo promover uma maior valorização e visibilidade dos produtos endógenos do concelho de Amares junto do consumidor e público em geral, intensificando e diversificando a sua utilização na gastronomia, com o simultâneo incentivo aos jovens em formação na área da cozinha/pastelaria e restaurante/bar nas escolas da região do Cávado.

O desafio decorreu na Escola Profissional Amar Terra Verde, na Profitecla, Associação Empresarial de Braga, às quais o Município de Amares agradece toda a colaboração.

IMG_20211021_124958.jpg

IMG-20211014-WA0016.jpg

CENTRO QUALIFICA EPATV NO MUNDO DO FUTEBOL

O Centro Qualifica da EPATV, continua a desenvolver o seu trabalho de Certificação de Competências, apoiando todos os interessados em aumentar a sua escolaridade.

1633089987195.jpg

No dia, 18 de outubro Paulo Jorge Gomes, ex-jogador de futebol profissional terminou o seu 12º ano de escolaridade.  Paulo Jorge formou-se no S.C. de Braga, mas jogou internacionalmente, tendo passado pelo Chipre em Clubes como: Apoel, Anorthosis e Doxa.

Após deixar o futebol iniciou a sua carreira como treinador no S.C. de Braga onde continua a desenvolver funções e carreira. Foi nesta atividade profissional, que percebeu a importância de aumentar a sua escolaridade: “Apostar na minha formação enquanto treinador de futebol implica também concluir o 12º ano para poder aceder à atividade em toda a sua plenitude”.

A conclusão do ensino secundário, que não realizou na sua juventude, pela dedicação que a carreira lhe exigiu foi agora possível através do processo de RVCC no Centro Qualifica da EPATV.

ESCOLA AMAR TERRA VERDE PROMOVE PROJETO ERASMUS+

Escola Profissional Terra Verde leva a efeito a sessão do Multiplier Event do projeto Erasmus+ Schools 4.0- Innovation in VET, que se realiza no próximo dia 14 de Outubro, no auditório Carvalho Guerra, da UCP- Universidade Católica do Porto, de acordo com as informações abaixo disponibilizadas.

Apresentacao-Wallpaper.png

O evento tem um carater internacional, em formato blended ( presencial e on line) e terá tradução bilingue ( PT/EN) em simultâneo.

Sobre o Projeto:

Percecionando a necessidade de construir os pilares para reinventar a escola capaz de responder aos novos desafios e oportunidades da Educação e Formação Profissional dos atuais tempos em que vivemos, uma parceria transnacional constituiu-se para desenvolver, desde 2018, o Projeto nº 2018-I-PT OI-KA 202-O47463, no âmbito do Programa Erasmus +, chave KA2, intitulado "School 4.0 -Innovation in VET".

A parceria é constituída por quatro escolas profissionais portuguesas, da "Rede Escolas 4.0", os parceiros europeus da Dinamarca e Grécia, e EfVET da Bélgica (associação europeia das escolas profissionais), tendo como consultoria científica e pedagógica dois investigadores do Centro de Investigação em Desenvolvimento Humano (CEDH) e consultores do Serviço de Apoio à Melhoria da Educação (SAME), da Universidade Católica Portuguesa, Porto, Portugal, mais concretamente o  Prof. Doutor Joaquim Azevedo e a  Prof. Doutora Luisa Orvalho.

O objetivo desta parceria transnacional é coconstruir e publicar um Intelectual Output (IO), em língua portuguesa e inglesa, em suporte de papel e digital (e-book), com links em língua materna de cada parceiro, que se constitua como um referencial teórico-prático inovador para ajudar os diferentes stakeholders a repensar e identificar as mudanças a introduzir nas práticas pedagógicas, organizativas e avaliativas, para se passar de uma escola tradicional, só com aulas presenciais, para uma escola do século XXI, " SCHOOL 4.0", orientada para a mudança positiva, com aprendizagem também à distância e fazer de Aprendizagem ao Longo da Vida da base da sociedade do Conhecimento, através de uma abordagem centrada no ser humano, sustentabilidade e resiliência.

Neste Intelectual Output (IO), que tem prevista a sua divulgação internacional, na Universidade Católica Portuguesa - Porto, no dia 14 de Outubro de 2021, para além de divulgar as boas práticas desenhadas, implementadas pelos parceiros em contextos de sala de aula e formação de trabalho, pretendemos também partilhar histórias de vida (Life´s Stories) de "reference persons", onde se pretende que o testemunho seja inspirador na valorização da relação escola empresa.

AMARES HOMENAGEIA CHEFE SILVA

No momento em que se recordam seis anos do seu falecimento, Lafões e Amares /Caldelas honram a memória do saudoso Chefe Silva com a apresentação de um livro evocativo da sua grandiosa obra gastronómica. O livro terá a sua primeira apresentação no concelho de Amares, no dia 14 de outubro, dia evocativo do falecimento do Chefe Silva, numa estreita colaboração entre a Confraria dos Gastrónomos de Lafões e a Câmara Municipal de Amares. O Jardim das Termas, em Caldelas, será o palco desta apresentação que acontece pelas 16h00.

142156928_1520175384854963_734005891504197541_n.jp

A obra agora levada ao público pela Confraria dos Gastrónomos da Região de Lafões resulta da conjugação e colaboração de diversas instituições e particulares, nomeadamente a Câmara Municipal de Amares. Trata-se, de acordo com a Confraria dos Gastrónomos da Região de Lafões, de uma "singela homenagem e viagem de memórias à cozinha e aos sabores de um Chefe incomparável".

FORMAÇÃO FINANCIADA NA EPATV

Desde o passado mês de setembro, a Escola Profissional Amar Terra Verde ganhou nova vida no horário pós-laboral, com oferta de formação modular certificada para ativos empregados e desempregados.

1633089987195.jpg

A EPATV tem em execução um projeto de formação totalmente gratuita para todas as pessoas que pretendam melhorar ou aumentar os seus conhecimentos e competências.

A formação em oferta tem-se centrado na área da Cozinha e Pastelaria, estando, no momento, a decorrer uma ação de Cozinha Criativa e para o mês de novembro haverá duas novas ações nesta área: Preparação e confeção em cozinha (50h) e Pastelaria especial natal (25h).

Na área dos Cuidados de Beleza, está a decorrer uma formação de Técnicas de Maquilhagem e, em novembro, arrancarão duas ações: Técnicas de embelezamento de unhas - novas tecnologias (50h) e Design de sobrancelhas (25 h).

Intervenção pedagógica com crianças e jovens com necessidades educativas específicas (50h) e Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho (25h) estão também previstas para iniciar no próximo mês.

As inscrições para todas as ações encontram-se já disponíveis e podem ser realizadas presencialmente ou através do site da EPATV (www.epatv.pt).

MUNICÍPIO DE AMARES DESAFIA ALUNOS DE HOTELARIA A REINVENTAR PAPAS DE SARRABULHO

Com o intuito de promover Amares como destino enogastronomico, o Município de Amares, em articulação com a Feel Travel,, no âmbito do Projeto Minho-in, promoveu uma ação de sensibilização junto de algumas escolas de hotelaria com o objetivo de desafiar os alunos a reinventar alguns dos produtos âncora do concelho, nomeadamente as “Papas de Sarrabulho” e a Laranja de Amares e Vinho Verde Loureiro.

IMG-20210930-WA0008.jpg

A iniciativa surge no âmbito do projeto de valorização da enogastronomia “Minho Região Europeia da Gastronomia” e assenta na intenção de promover uma maior valorização e visibilidade dos produtos endógenos do concelho de Amares junto do consumidor e público em geral, intensificando e diversificando a sua utilização na gastronomia, com o simultâneo incentivo aos jovens em formação na área da cozinha/pastelaria e restaurante/bar nas escolas da região do Cávado.

A ideia é que cada participante apresente uma inovação/reinterpretação da receita das “Papas de Sarrabulho e Rojões à Moda de Amares”, através da execução de um prato para degustação e avaliação pela organização. Do mesmo modo, cada participante terá de apresentar uma sobremesa/doce que utilize a “Laranja de Amares” e em que este produto esteja em claro destaque na sua composição. Tudo isto associado Vinho Verde de Amares.

IMG-20210930-WA0012.jpg

EPATV HOMENAGEIA "SANGUE" DO ENSINO PROFISSIONAL SOLIDÁRIO - ENGª ANABELA SANTOS

A homenagem a Anabela Trindade Santos —  “sangue do ensino profissional”— alimentou o jantar do 28.º aniversário da EPATV (Escola Profissional Amar Terra Verde), ontem, na Torre de Gomariz, em vila Verde, cuja receita permite oferecer uma cadeira de rodas a um aluno com dificuldades motoras.

IMG_6849 (Large).jpg

O jantar para colaboradores e convidados – entre os quais se destacavam vários dirigentes de Escolas Profissionais do Norte e a nova presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Fernandes —  contou com a animação de três tenores (Manuel Soares, João Miguel Gonçalves e Rui Fernandes), bem como das sopranos Liliana Nogueira e Maria João Gomes.

A receita do jantar reverteu a favor da EPAJUDA que pretende oferecer uma cadeira de rodas a um aluno da EPATV— Guilherme — a necessitar de transplante de medula.

Anabela Santos, segunda diretora executiva da EPATV, estava rodeada de vários colaboradores e ouviu testemunhos de Diretores de Escolas como a EPRAMI, Escola Europeia de Ensino Profissional, Conde de S. Bento, Fermil de Basto, entre outras.

IMG_6911 (Large).jpg

EPATV CELEBRA 28 ANOS DE ATIVIDADE

Na celebração dos 28 anos: A EPATV deposita esperança num PRR que traga equidade

A EPATV espera recuperar os investimentos em tecnologias digitais — efetuados durante a pandemia — em sede do Plano de Recuperação e Resiliência, assim como espera que o mesmo Plano contemple incentivos aos estudantes com dificuldades económicas porque os “nossos alunos não são filhos de um deus menor, através de um subsídio especial para concluírem o ensino secundário” — reivindicou João Luís Nogueira.

IMG_6474 (Large).jpg

O Diretor Geral da EPATV falava num seminário sobre a Resiliência na Educação que assinalou os 28 anos da Escola sediada em Vila Verde e pediu equidade que “não é tudo para todos, mas para aqueles que precisam e não têm”.

A EPATV (Escola Profissional Amar Terra Verde) não esqueceu os seus progenitores autárquicos ao celebrar “28 anos a transformar vidas de mais de cinco mil jovens” de Vila Verde, Amares, Terras de Bouro, Braga e concelhos vizinhos.

João Luís Nogueira falava na presença da Vereadora da Educação da Câmara Municipal de Vila Verde (presidente eleita no dia anterior), Júlia Fernandes, de João Gonçalves, Diretor Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGESTE), Beatriz Santos, da Comissão de Proteção de Crianças e JOVENS, Odete Dantas, da APPACDM, e Ilídio Nunes, da Academia de Música de Vila Verde, cujos alunos animaram a sessão com a interpretação de vários temas musicais.

Numa sessão aberta e conduzida por Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica da EPATV, intervieram também Sara Leite, docente da escola, Luísa Orvalho (Universidade Católica - Porto), Ricardo Costa (Fundação Bernardo da Costa) e Paulo Coelho (Psicólogo Clínico).

O Diretor Geral da EPATV recordou alguns números para mostrar que “somos do tamanho dos nossos parceiros”, como os 70% de taxa de empregabilidade dos alunos da Escola, mais os dez por cento que prosseguem estudos superiores e apenas manifestou alguma tristeza com os cinco por cento de abandono escolar “porque vão trabalhar mais cedo” para apoiar as suas famílias.

IMG_6494 (Large).jpg

IMG_6500 (Large).jpg

AMARES: ISAVE INAUGURA ANO LETIVO

Sessão de abertura do ano letivo no ISAVE

Aumentar o número de licenciaturas, implementar mestrados e reforçar a dimensão europeia, contribuindo para o desenvolvimento local, são prioridades do novo Conselho de Direção.

isaveanoletivo (1).jpg

Decorreu em Amares, no dia 23 de setembro, nas instalações do ISAVE – Instituto Superior de Saúde, perante um auditório repleto de parceiros institucionais – autarquias, misericórdias, bombeiros voluntários, entidades de saúde… – professores, estudantes e funcionários do Instituto, a Sessão Solene de Abertura do ano letivo 2021/2022.

A cerimónia revestia-se de particular simbolismo por se tratar da primeira sessão pública desde que o ISAVE tem uma nova entidade instituidora, a SINTDEI (Sociedade Internacional de Desenvolvimento, Ensino e Investigação, Lda.).

Aberta a sessão por Susana Oliveira, responsável pelos Serviços Académicos, usou da palavra Bruno Ravaz, em representação do Conselho de Direção, que, depois de saudar o auditório, destacou, como eixos essenciais da atuação da nova entidade, a continuidade do projeto, a abertura ao mundo – tratando-se de uma escola que se quer europeia – e um desenvolvimento que beneficie estudantes, colaboradores, parceiros e a região.

isaveanoletivo (2).jpg

João Luís Nogueira, Diretor Executivo, dirigiu-se aos estudantes exortando-os a serem exigentes com a instituição, salientando a necessidade de mudança para uma ambição renovada no sentido de manter e reforçar uma formação de excelência.

isaveanoletivo (3).jpg

Pertenceu a Fausto Amaro, novo Presidente do ISAVE, a intervenção mais indiciadora do novo rumo a seguir. Depois de destacar o trajeto de sucesso da instituição, apontou a necessidade de aumentar o número de estudantes e de licenciaturas, de instituir mestrados em áreas de impacto para a região e de apostar na componente da formação ao longo da vida. O incremento de parcerias, o contributo para o desenvolvimento local, uma aposta mais consistente na inserção profissional dos diplomados e a abertura a estudantes de todas as nacionalidades foram outras ideias defendidas por aquele responsável.

O programa terminou com a atuação, muita aplaudida, da ISATUNA no espaço exterior das instalações do ISAVE.

COMANDANTE SILVA RIBEIRO – UM AMARENSE QUE FOI MAESTRO DA BANDA DA ARMADA

O Maestro Capitão-de-fragata Carlos da Silva Ribeiro nasceu em Santa Maria de Bouro, Amares, tendo vivido a sua infância em Vidago onde iniciou e desenvolveu os seus estudos musicais, sob a orientação do seu pai, então maestro da Banda Filarmónica local.

CapturarSILVRIBEIROMAESTROBARMADA.JPG

Em 1971 ingressou na Banda da Armada, após concurso nacional, onde desenvolveu a sua carreira como executante solista em Saxofone Alto, tendo-se apresentado várias vezes como concertista, até ascender a Maestro Oficial Músico da Armada.

Paralelamente, prosseguiu e concluiu a sua formação Militar/Académica/Artística, concluindo os cursos do Conservatório Nacional: Complementar de Saxofone, Acústica, História da Música e Superior de Composição, assim como os Estágios Técnico-Navais inerentes ao desenvolvimento da carreira na Armada.

Em 1983, frequentou o 1º Curso de Direção de Orquestra promovido pela Associação Portuguesa de Educação Musical e patrocinado pelo Conselho da Música da Alemanha Federal no qual foi lecionado pelo Maestro Hans Herbert Joris.

Integrou como executante as várias orquestras sinfónicas de Lisboa (Gulbenkian, Emissora Nacional (Sinfónica e Ligeira) e S. Carlos), alguns grupos de Música de Câmara no âmbito do Conservatório Nacional e ainda outros grupos de Música Ligeira, destacando-se neste âmbito a digressão que, em 1974, realizou ao Canadá e aos Estados Unidos da América, onde, a par de espectáculos realizados em várias cidades, participou em programas de televisão em Toronto e Nova Iorque.

A sua atividade no meio civil divide-se pela Direção de Bandas, de Coros e pelo ensino da Música em várias Academias, sendo repetidamente convidado a presidir aos júris de Mestrado em Direção de Banda pelo Instituto Superior PIAGET de Almada.

É autor de várias composições ligeiras inéditas com edição discográfica e diversos arranjos para Banda e pequenos agrupamentos.

É membro da Internacional Military Music Society.

Fonte: https://ccm.marinha.pt/

AMARES: SOLAR DAS BOUÇAS SERVE DE PALCO A FILMAGENS DA NOVA NOVELA DA TVI

“Para Sempre”, a futura telenovela portuguesa transmitida pela TVI, vai contar com imagens no Solar das Bouças, em Amares. A nova produção, que tem como pano de fundo as cidades de Braga, Lisboa e a vila do Soajo, será pautada pela imensa portugalidade e genuinidade minhota, da qual faz parte o concelho de Amares.

154-030 e 155-002_004.jpg

A história protagonizada por Diogo Morgado, Inês Castel-Branco e Pedro Sousa é produzida pela Plural Entertainment e escrita por André Ramalho.

"Para Sempre" conta a história de Pedro Valente (Diogo Morgado), um homem enigmático com um único objetivo: reconquistar Clara (Inês Castel-Branco), o seu amor de juventude.

As magníficas paisagens envolventes permitirão a Pedro não só descobrir-se e reencontrar o seu grande amor, como também deixarão o espectador maravilhar-se com estes locais em pleno coração do Minho. Ontem foi o último dia de filmagens no Solar das Bouças que despertarão certamente o desejo a uma visita ao concelho de Amares.

02-011_003.jpg

07-031_001.jpg

29-024_008.jpg

CDU FAZ CAMPANHA EM AMARES

Ação de campanha da CDU de Amares na feira semanal

A CDU de Amares marcou presença hoje, dia 15, numa ação de contacto com a população de Amares na feira semanal.

IMG_1139.JPG

A delegação da CDU que contou com a presença de do candidato à Camara Municipal de Amares, Manuel Joaquim da Silva, realizou uma ação de campanha que serviu para auscultar a população e para apresentar um documento com propostas concretas, que vão de encontro às necessidade e anseios dos Amarenses e que ao serem tidas em conta contribuem para a resolução de problemas concretos e para a melhoria de vida da população.

A CDU em Amares continuara nos próximos dias o contacto direto com a população, para um maior esclarecimento e auscultação das necessidades e problemas dos Amarenses, dando continuidade ao trabalho realizado e pautando a sua ação nos princípios fundamentais que caracterizam a CDU: trabalho, honestidade e competência.

IMG_1143.JPG

EPATV RESISTE À QUEDA DA POPULAÇÃO JOVEM MANTENDO NÚMERO DE ALUNOS E DE TURMAS

A preparação do novo ano letivo foi o tema central de uma reunião de professores e outros técnicos da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) que decorreu no dia 9 de setembro no auditório da instituição, em Vila Verde.

012epatvv.JPG

Ponto forte do encontro, e motivo de orgulho para todos os que estão ligados à escola – direção, colaboradores, alunos e suas famílias… - foi o facto, destacado na intervenção do seu responsável máximo, João Luís Nogueira, de a EPATV manter, no ano letivo que agora começa, e contrariando uma tendência generalizada, o número de alunos e de turmas do ano anterior.

De acordo com aquele responsável, apesar da forte queda populacional jovem que os concelhos da sua área de influência (Vila Verde, Amares, Terras de Bouro, Póvoa de Lanhoso, Ponte da Barca e Barcelos) registaram, a EPATV atinge este desiderato só possível devido ao “elevado nível de confiança dos pais e jovens do interior do Baixo Minho”.

De facto, se observarmos a quebra demográfica verificada em Amares (1.6%), Vila Verde (3%), Terras de Bouro (12,3%), Ponte da Barca (8,3%) ou Barcelos (3%), expressa nos últimos Censos, a manutenção de alunos e turmas permite à EPATV iniciar um novo ano letivo com renovada esperança, após um período muito difícil por causa da Covid 19.

Não obstante estes números, João Nogueira insistiu na necessidade de conter os níveis de abandono escolar, apelando à intervenção de todos os colaboradores, particularmente os diretores de turma, tornando ainda mais efetivo o acompanhamento e o diálogo com os alunos e as respetivas famílias, bem como a um registo de formação que prepare os futuros profissionais para a realidade que irão encontrar no mercado de trabalho.

Invocando o exemplo dos cursos da área da hotelaria e restauração, salientou que “em conjunto com as empresas, urge que encontremos estratégias para que os alunos não encarem como um óbice o facto de terem de trabalhar durante o fim-de-semana e o período de estágio pode desempenhar neste âmbito um importante papel”.

Destacando a importância da inovação no processo de ensino/aprendizagem, relevou a necessidade de uma constante valorização para melhor enfrentar, como referiu, “o medo do desconhecido que fragiliza as pessoas e as instituições”.

Para o ano letivo que terá início no dia 14 deste mês, a EPATV prepara investimentos ao nível dos equipamentos e das infraestruturas de molde a criar um ambiente escolar propício ao bem-estar da comunidade educativa, potenciando uma formação de qualidade. Por outro lado, a estratégia digital – um iPAD para cada aluno – estará concluída no final do próximo ano.

NÚMEROS POSITIVOS

Quanto ao ano letivo anterior, se é verdade que dez por cento dos cerca de 600 alunos abandonaram os estudos, quase sempre no primeiro ano do curso e, num número significativo de casos, por terem atingido a maioridade, merece saliência o facto de a taxa de conclusão ser de 76,1% e de 98% a de assiduidade às aulas.

Outro valor interessante é o da avaliação que os alunos fazem dos professores, que subiu de 4,71 para 4,74 (escala de 1 a 5), sendo os alunos finalistas — já feitos homens — que melhor classificação atribuem aos docentes.

A EPATV – que celebra 28 anos no próximo dia 27 – promove, no dia 13 deste mês, a cerimónia de receção a 179 novos alunos, dando início, no dia seguinte, a um ano letivo em que manterá 28 turmas em funcionamento numa prova de vitalidade que dá testemunho da pertinência do seu projeto educativo.

AMARES: JOVENS ADEREM A PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO AMBIENTAL

Centro de Valorização Ambiental de Amares acolheu 7 jovens em programa de voluntariado

Um grupo de 7 jovens participou, recentemente em Amares, no programa de voluntariado jovem para a natureza e florestas “Biodiversidade de Amares”, promovido pelo IPDJ e dinamizado pelo Município de Amares em parceria com a Junta de Freguesia de Dornelas. As atividades decorreram entre 4 e 21 de agosto, no Centro de Valorização Ambiental de Amares onde se encontra o Ecocanil- Espaço Circular e o Centro de Recolha Oficial de Animais do Município de Amares.

20210810_101907.jpg

Os jovens realizaram, entre outras, iniciativas de controlo de espécies invasoras e sinalização e manutenção de caminhos florestais. Durante este período de tempo, os participantes tiveram oportunidade, ainda, de contactar e envolver-se com a dinâmica do Ecocanil.

Recorde-se que, o programa do IPDJ é "O Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas" que é um programa de voluntariado juvenil, que decorre todo o ano, no âmbito da preservação da natureza, florestas e respetivos ecossistemas.

amaresambi.jpg

AMARES OFERECE MATERIAL EDUCATIVO

Oferta de material educativo vai ser efetuada aos alunos do 1º ciclo diretamente nos centros escolares

Material educativo.jpg

A Câmara Municipal de Amares informa todos os encarregados de educação, cujos educandos vão poder usufruir dos livros de atividades e material escolar oferecidos pela autarquia, correspondentes ao ano letivo 2021/2022, que o respetivo material educativo vai ser entregue pelos professores titulares diretamente aos alunos, em cada um dos centros escolares.

No que diz respeito ao material aos livros de atividades a oferta destina-se a todos os alunos que frequentam o 1º ciclo do ensino básico do concelho e no que concerne ao material escolar a medida aplica-se aos alunos posicionados no escalão A e B da segurança social.

Esta é uma medida que tem vindo a ser implementada, anualmente, com o intuito de promover a igualdade de oportunidades, o sucesso educativo e o ensino de qualidade das crianças, contribuindo, simultaneamente, para a redução dos encargos das famílias amarenses.

AMARES: IGREJA DO CONVENTO DE SANTA MARIA DE BOURO NO INÍCIO DO SÉCULO XX

Vista da fachada principal da igreja, situada na vila de Bouro em Amares.

Na origem do actual edifício está uma construção que terá sido habitada por eremitas, cujo orago era São Miguel.

Em 1148 D. Afonso Henriques doou o couto a monges beneditinos. Em 1195 o Mosteiro deixa a regra beneditina passando a reger-se pela de Cister invocando Nossa Senhora da Assunção.

Os vários edifícios monacais desenvolviam-se lateralmente à igreja de três naves, tendo como referência o claustro central.

Em 1834 com a extinção das ordens religiosas masculinas o mosteiro foi abandonado vindo depois a ser vendido em hasta pública a particulares.

Fonte: Arquivo Municipal do Porto

Capturaramaressantambouro.JPG

AMARES: CAPELA DE NOSSA SENHORA DA APRESENTAÇÃO EM CARRAZEDO FOI CLASSIFICADA IMÓVEL DE INTERESSE PÚBLICO HÁ 50 ANOS

Capela de Nossa Senhora da Apresentação, anexa à Igreja Paroquial de Carrazedo. Classificada como IIP - Imóvel de Interesse Público através do Decreto n.º 516/71, DG, I Série, n.º 274, de 22-11-1971

bf032cc06ac6544b986eb2f799dbb150.jpg

Nota Histórico-Artística

A capela de Nossa Senhora da Apresentação situa-se no interior da igreja paroquial de Carrazedo. Abre-se para a nave através de um arco de volta perfeita, em cantaria, encontrando-se, actualmente, sem qualquer elemento decorativo digno de nota, à excepção da dupla inscrição em latim e português, na parede fundeira, sob a janela. Trata-se de um espaço de dimensões reduzidas, pautado por uma extrema depuração, mas que ganha especial interesse por se acreditar que aqui repousem os restos mortais do poeta renascentista Sá de Miranda.

A sua sepultura encontra-se no pavimento, sob uma grade pedra rasa, juntamente com a de sua mulher, D. Briolanja Azevedo. Este espaço é também conhecido por Capela da Tapada, possivelmente em virtude de Sá de Miranda ter habitado a denominada Casa da Tapada, em Amares.

Não se conhece a data da sua edificação, embora diversos autores refiram que foi o filho do poeta o encomendador da capela. Jerónimo de Sá de Azevedo foi fidalgo da Casa Real, senhor da Casa da Tapada e da Honra de Avessadas, tendo, eventualmente, mandado construir uma capela dedicada a Nossa Senhora da Apresentação, para mausoléu de seu pai.

As poucas informações disponíveis não nos permitem perceber se o programa original era mais complexo em relação ao que chegou até nós. Mas é possível que sim, uma vez que a igreja paroquial foi objecto de uma profunda remodelação em 1750, que poderá ter alterado não a estrutura da capela mas, eventualmente, o programa decorativo que se lhe encontrava associado.

Em todo o caso, parecem não restar dúvidas sobre a antiguidade quer da capela de Nossa Senhora da Apresentação, quer da de Santa Margarida, também aberta na nave deste templo paroquial e, ao que tudo indica, ainda mais remota que a de Sá de Miranda. Assim, a remodelação de meados do século XVIII conservou as capelas, intervindo apenas na igreja, cuja fachada, de linhas curvas, deixa adivinhar a época em que foi levantada.

Muito embora nos questionemos sobre o programa arquitectónico e decorativo original desta capela, eventualmente mais ambicioso, não poderíamos deixar de citar as palavras de Domingos Silva, na sua Monografia do Concelho de Amares, a propósito desta questão: "É certo que jaz no chão raso e térreo, no estreito recinto da capela da Tapada, de paredes inteiramente desnudadas de altar e ornamentos; não carece, porém, da munificência arquitectónica de monumento sepulcral a emprestar grandeza à que reside na simplicidade da vida e da morte do eminente personagem cujos restos encerra e sempre praticou e apregoou bem alto os seus propósitos de modéstia e recolhimento" (1959, vol. II, p. 248)

(Rosário Carvalho)

ce7641637e0b1aa7d06bd471464bf3b3.jpg

f3ab46aa7a4f163f8abe0b760a1ef115.jpg

d7a799f169cb679e78f7de7359f3e5e5.jpg

Igreja_de_Carrazedo.jpgCapturarcrivos1.JPG

Capturarcrivos2.JPG

Capturarcrivos3.JPG

Capturarcrivos4.JPG

AMARES: REQUALIFICAÇÃO DO MOSTEIRO DE RENDUFE PARA CRIAÇÃO DE UNIDADE HOTELEIRA SERÁ EM BREVE UMA REALIDADE

Após formalizadas as questões processuais do concurso de concessão do Mosteiro de Rendufe, que visa a requalificação de uma área do monumento para utilização como unidade turística, aguarda-se agora o agendamento da cerimónia de lançamento da primeira pedra da obra.

119127448_10218367200026447_3398116212634767091_n.

Foto: Fernando Araújo

Recorde-se que a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, presidiu, no dia 7 de agosto de 2020, à abertura do concurso de concessão do Mosteiro de Santo André de Rendufe no âmbito do Programa REVIVE, com as presenças do Presidente do Município de Amares, Manuel Moreira, do Turismo de Portuga e da Direção Regional da Cultura do Norte.

Este processo foi precedido pela assinatura de um protocolo entre o Município de Amares, a Direção Regional da Cultura do Norte, a Fábrica da Igreja Paroquial de St.o André de Rendufe, a Arquidiocese de Braga e a Junta de freguesia de Rendufe que permitiu levar a cabo a exploração do imóvel, por concurso público, no âmbito do programa REVIVE.

A assinatura do contrato de concessão não pode acontecer no Mosteiro de Rendufe, tal como fora inicialmente previsto, por vicissitudes inerentes à pandemia, de acordo com a informação avançada pelo Turismo de Portugal. Espera-se que a obra inicie em breve para que possa estar concluída em 2025, tal como previsto.