Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

AMARES VAI AMPLIAR PARQUE INDUSTRIAL MONTE RABADAS

Acordo com proprietários viabiliza ampliação do Parque Industrial Monte Rabadas já em 2020

O Município de Amares e os proprietários dos terrenos junto ao Parque Industrial Monte Rabadas chegaram a acordo sobre os termos e condições de colaboração para execução do arruamento, que permitirá ampliar o respetivo parque, harmonizar a área industrial e desviá-la das vias junto às áreas residenciais.

IMG_7810.jpg

Este acordo traz luz verde ao fim das negociações que já se arrastavam desde 2016 e permitirá dar reposta às reivindicações e por fim ao descontentamento dos moradores da Rua de Santo Aleixo e faz extinguir o processo de expropriação que se encontrava em curso.

Espera-se a conclusão deste arruamento durante o presente ano.

AMARES RENOVA IMAGEM NA INTERNET

Amares apresenta-se com nova imagem, novo site e novo portal de turismo

Identidade espelha o concelho e as suas raízes mais profundas

amares.ptaaaamm.jpg

O Município de Amares tem uma nova imagem de marca, um novo site e uma plataforma de turismo. A nova imagem é simples, contemporânea e apelativa, e a expressão de uma identidade inspirada pelo seu território, as suas gentes, património, valores e tradições, abraçando a sua simbologia e todo o legado emocional intrínseco à palavra Amares.

Trata-se de uma forte aposta do Município de Amares, que procurava uma nova marca capaz de representar, reforçar e diferenciar a identidade e o concelho, e espelhar as suas raízes mais profundas e, ao mesmo tempo, acompanhar as exigências dos novos tempos, no que diz respeito ao marketing territorial, enquanto estratégia capaz de atrair pessoas e investimento.

A nova imagem surge no âmbito da estratégia de turismo / comunicação do Município de Amares, através da qual têm vindo a ser pensadas e definidas um conjunto de linhas orientadoras, que o município pretende considerar na sua comunicação, como forma de divulgar e potenciar o que de melhor o seu território tem para oferecer.

“Amares é um nome que vale por si. Precisávamos de uma nova imagem que transmitisse a nossa identidade. Vamos continuar a apostar na divulgação do nosso território e em todas as suas potencialidades. Divulgar Amares é atrair pessoas e investimento. Para além disso, quisemos dar um salto qualitativo na proximidade e transparência com os cidadãos, dai a aposta em ferramentas mais modernas e eficazes de comunicação, como o novo site que disponibilizamos. Queremos que os cidadãos se sintam perto da autarquia.”

A nova imagem, que tem como cor dominante o laranja (associado à laranjas de amares),  conjuga a tradição e modernidade e possibilita múltiplas aplicações, mas de acordo com uma identidade única. O Município de Amares ganha um discurso muito mais claro e efetivo junto da população e de todos os seus interlocutores. Esta identidade reflete a relação permanente de união entre o Município de Amares e os cidadãos que é transversal a todos os pelouros. Em suma, a Identidade do Município de Amares apela ao espírito de união. União de capacidades, de valências, de esforços e de objetivos do Município de Amares.

Novo Site: mais funcional, atrativo, moderno e organizado

No que se refere ao novo site do Município de Amares ( https://amares.pt/), trata-se de uma plataforma digital mais funcional, moderna, atrativa e organizada, com o intuito de facilitar a comunicação entre a autarquia e os seus munícipes, mas também de dar a conhecer o concelho junto dos seus visitantes.

Com um design capaz de responder às exigências dos novos tempos, o novo site tem a capacidade de se adaptar aos variados dispositivos (computador, telemóveis ou tablets), facilitando a navegação aos utilizadores.

Apostando na modernização, mas também na informação de proximidade com os munícipes, numa lógica de compromisso de interação e transparência, esta nova ferramenta digital, disponibiliza uma série de conteúdos informativos (notícias e eventos institucionais), bem como, documentos, regulamentos, requerimentos, entre muitas outras vantagens. O portal de turismo pretende ser uma ferramenta direcionada para os turistas que sistematiza as diversas ofertas existentes no território.

AMARES DEBATE BEM-ESTAR NO TRABALHO

ISAVE debate quarta-feira “O bem-estar no trabalho”

“O bem-estar no trabalho” é o tema do Seminário que se realiza na próxima quarta-feira, dia 15 de janeiro, às 14 horas, no auditório do ISAVE – Instituto Superior de Saúde – em Amares.

Reinaldo Sousa Santos – da Faculdade de Economia da Universidade do Porto - é o orador convidado para esta sessão formativa que aborda o “efeito positivo da proximidade e relacionamento na felicidade no trabalho”.

image003ammares.jpg

AMARES: ISAVE DINAMIZA PÓS-GRADUAÇÃO EM CUIDADOS PALIATIVOS E CONTINUADOS

O ISAVE – Instituto Superior de Saúde – promove os cuidados continuados e paliativos através de uma pós-graduação que arranca em fevereiro, ao longo de um semestre, estando as candidaturas abertas.

Coordenada pela Prof. Doutora Lígia Monterroso, esta ação de formação decorre às sextas-feiras (19-21 horas) e sábados (todo o dia), nas instalações do ISAVE, em Amares.

A formação destina-se a ex-estudantes do ISAVE, Técnicos superiores nas áreas de saúde, do social, da educação e da psicologia e está organizada segundo o sistema europeu de créditos (30 ECTS).

Esta pós-graduação pretende formar quadros especializados que respondam às exigências da prestação de cuidados continuados e paliativos e pretendam adquirir competências práticas específicas nesta área contribuindo para o planeamento sustentável, humanizado e melhoria dos serviços prestados. O curso tem como formadores Conceição Antunes (Poverello, Montariol, Braga), Rui Jorge Silva (Mestre em Medicina e Médico Interno), Denny Marques Rodrigues (Médico pneumologista), Nuno Babo (Anestesiologista em Coimbra), Nuno Teles Pinto (Medicina Geral e familiar), Almerindo Rodrigues (Auditor de Qualidade), Maria José Tavares (Saúde Comunitária), Gilvan Pacheco (Neurociências e Fisioterapia), Elisabete Ribeiro (Enfermeira Chefe de Ortopedia  no Hospital de Braga), Andreia Dias (Enfermagem) e Liliana Rodrigues (Psicologia).

AMARES ACOLHE CRIAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES DE SAÚDE

Gestão de Organizações sociais e de saúde no ISAVE (Amares)

Sob coordenação do Dr. Isaque Dias, o Instituto Superior de Saúde (ISAVE) prepara o lançamento, no próximo mês, de nova ação de pós-graduação na área da Gestão de Organizações Sociais e de Saúde, na sua sede em Amares.

Trata-se de uma pós-graduação que dura um semestre, com aulas às sextas-feiras (18-23 horas) e sábados (todo o dia), e se destina a técnicos superiores na área das ciências Sociais e Humanas, Gestão e Saúde e outros interessados que atuam em IPSS (Centros Sociais, Misericórdias, Associações ou Cooperativas, etc.).

Ministram esta formação docentes com provas dadas nas Universidades Católica Portuguesa (Isaque Dias), ISCTE (Paulo Teixeira e Luís Filipe Monteiro), La Rioja (Óscar Bernardes).

AMARES: URJALÂNDIA RECEBEU MILHARES DE VISITANTES

A Urjalândia – Aldeia de Natal Sustentável, realizada na aldeia do Urjal em Seramil Amares, superou largamente as expectativas.

Para Manuel Moreira, Presidente do Município, “A Urjalândia faz parte de uma estratégia global de promoção do concelho de Amares e de sensibilização ambiental e, de facto, na sua terceira edição, é já um marco forte nos nossos cartões-de-visita. Estamos muito satisfeitos com a adesão e o entusiasmo das pessoas. O Urjal é genuíno, é uma aldeia lindíssima e tem a natureza em todo o seu esplendor. A originalidade, a entrega e a criatividade como o evento é preparado permitiram captar a atenção do público. Efetivamente há um envolvimento enorme de toda uma equipa e da própria comunidade de habitantes que preparam a aldeia para acolher os visitantes”. “Este ano alargamos o campo de divulgação e promoção do evento e, porque o tempo também ajudou, houve um fluxo impressionante de pessoas que vieram um pouco de todo o país e da vizinha Espanha. Vamos continuar a apostar na qualidade do evento e da programação e, nesse sentido, já estamos a pensar na próxima edição e em algumas soluções que têm de ser criadas, nomeadamente para facilitar o fluxo automóvel e o estacionamento. Estamos convencidos que esta iniciativa veio para ficar como uma referência daquilo que é a sustentabilidade e será um ponto de encontro e um pretexto para visitar Amares pela altura do Natal”, concluiu o autarca.

Cavaquinhos, viola braguesa, gatuna, jogos tradicionais, feira de produtos locais, adegas de outros tempos, oficinas de cariz ambiental e caminhadas interpretativas da fauna foram ingredientes do fim-de-semana vivido no Urjal. A terceira edição contou também com várias sessões de ciência dinamizadas pelo Planetário Móvel e diversas atividades da Casa das Ciências.
A aldeia integrou a casa do Pai Natal construída em materiais reciclados por onde passaram milhares de crianças.

Este ano regressou a parada com cerca de 70 pais natal e a degustação de 7500 fatias de um bolo-rei de laranja com mais de 30 metros. Outra das atrações do fim-de-semana foi, para além do slide, arborismo, 15 aves de rapina, passeios a cavalo e de póneis, a fogueira de natal e a eucaristia.

Para o presidente da Junta de Freguesia de Seramil, Vilela e Paredes Secas Rui Tomada: “Foi tão bom que nem sei o que dizer. Quem diria que, depois destes três anos, um evento que começou de forma tão tímida atingiria sucesso nestas proporções. Fomos visitados por milhares de pessoas vindas de todo o concelho, dos mais variados pontos do país e até da vizinha Espanha”. “Este sucesso é fruto do empenho de todas as pessoas que estiveram envolvidas neste evento, desde a organização, moradores, instituições e visitantes, todos fizeram e viveram esta iniciativa de forma tão entusiástica. Isso é a prova de que esta não pode ser uma iniciativa fechada mas sim aberta a todo o concelho, instituições e a todos moradores que se envolveram, abriram as portas das suas casas e disponibilizaram os seus terrenos, os seus espaços, o seu tempo, para que mais uma edição se concretizasse de forma tão bem sucedida”, acrescentou

Já para o professor Mota Alves, da ATHACA: “A Urjalândia é um bom exemplo de tudo o que se deve procurar fazer nas nossas aldeias e no território interior. Esta atividade foi um sucesso reconhecido por todos e uma excelente forma de promover o território, porque se falou muito da Urjalândia, da Aldeia do Urjal e do concelho de Amares. Sentiu-se uma felicidade imensa e um orgulho nos habitantes da Aldeia, que voltou a ter vida, e uma grande alegria em todos os que visitaram e é desta dinâmica que os nossos sítios mais rurais precisam para se manterem vivos e manterem viva a sua identidade, a sua cultura e a sua história. Superou todas as expetativas e é uma marca que deve fazer-se perdurar para o futuro, mantendo as mesmas caraterísticas e identidade, mas naturalmente acompanhando a própria evolução do evento”. “O programa procurou valorizar as coletividades locais envolvendo outras instituições que lhe deram um caráter inovador sem alterar a autenticidade da aldeia. Apesar do momento alto do evento ter decorrido nos dias 28 e 29 estamos muito satisfeitos pelo facto de semanas antes e depois continuar a receber inúmeros visitantes.”

O vereador do ambiente, Vitor Ribeiro, destaca “a marca urjalândia que se consolidou como um dos eventos de referência em matéria ambiental.  A genuinidade do evento só é possível face ao maior envolvimento da comunidade local. Este ano estamos gratos às juntas de freguesia de Barreiros, da Torre e Portela e de Amares e Figueiredo, à confraria da Nossa Sra. da Abadia, à paróquia de Seramil, representada pelo Sr. Padre Neiva, ao Agrupamento de Escolas de Amares, à AFA, à Santa Casa da Misericórdia de Amares, à Associação Vilelense e ao Urban Academy pelo envolvimento na edição deste ano.” 

AMARES RENOVOU TÍTULO DE "AUTARQUIA MAIS FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL"

Amares está novamente de parabéns! O Município, liderado por Manuel Moreira, recebeu, esta tarde, a bandeira atribuída pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR), que tem como objetivo galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de apoio municipal às famílias.

78191558_1173740926165079_3200908670372151296_n.jpg

Este é o segundo ano consecutivo que o Município de Amares recebe esta distinção como resultado de um conjunto de medidas e políticas sociais destinadas às famílias amarenses e orientadas por uma linha de ação de proximidade, equidade e responsabilidade social.

Para o Presidente Manuel Moreira, “as medidas que implementamos no apoio às famílias, às pessoas mais desfavorecidas economicamente, à população sénior e para promoção da saúde estão hoje plenamente consolidadas e constituem, na nossa opinião, um avanço significativo nas políticas locais. É uma distinção que nos orgulha e nos motiva a continuar a estar na linha da frente nas políticas sociais”.

Entre as medidas e políticas sociais implementadas pelo Município Amarense está a comparticipação mensal da medicação a mais de 200 idosos do concelho, o apoio à aquisição da vacina “Bexsero”, destinada a prevenir a meningite, a gratuitidade do transporte a todos os alunos de Amares, que se encontrem a cumprir a escolaridade obrigatória, desde o 5º ao 12º ano, o apoio na deslocação de alunos portadores de deficiência física ou que possuem qualquer outra limitação, assumindo os custos com os transportes fora e dentro da sua área de residência e os projectos “Habitação Digna”, ou “Cartão Municipal Sénior”, entre outros.

A cerimónia de entrega da respetiva bandeira ao presidente Manuel Moreira decorreu no Auditório da Fundação FEFAL, em Coimbra, e contou também com a presença da vereadora da Ação Social, Educação e Saúde, Cidália Abreu.

AMARES FOMENTA HÁBITOS DE LEITURA

Amares: Cabine de Leitura inaugurada em Caldelas com o intuito de "Levar, ler, devolver". Espaço resulta de antiga cabine telefónica e pretende fomentar a litercia

A Câmara Municipal de Amares e a Altice Portugal, através da Fundação Altice, inauguraram, esta manhã, em Caldelas, junto à Loja Interativa de Turismo, uma Cabine de Leitura (uma mini biblioteca), nascida a partir de uma antiga cabine telefónica. O espaço pretende aproximar os livros da população e incutir novos hábitos de leitura.

IMG_5518.jpg

Esta é uma das várias Cabines de Leitura já distribuídas um pouco por todo o país que são dinamizadas pela Fundação Altice, que reaproveita cabines telefónicas e, mediante parcerias com entidades autárquicas ou outras, assegura a sua adaptação, colocação e dinamização com o objetivo de estreitar laços comunitários, exercer a cidadania e fomentar a leitura num espaço totalmente inesperado, com o mote: "Levar, ler, devolver".

A transformação da estrutura, que em tempos foi usada como cabine telefónica, é fruto de um projeto de Altice Portugal ao qual a Câmara Municipal de Amares se candidatou.

“Temos na biblioteca municipal uma certa vaidade e certo orgulho, foi luta de muitos anos criar aquela biblioteca e fazemos um esforço para dinamizá-la. Vemos este espaço como um braço da nossa Biblioteca Municipal Francisco Sá de Miranda”, referiu o vice-presidente e vereador da Cultura, Isidro Araújo. “Este é um conceito brilhante para conseguir disseminar a cultura e temos seguramente outras cabines para candidatar”, considerou o autarca referindo-se ao novo equipamento.

O projeto enquadra-se na política de responsabilidade social da empresa e tem como objetivo fomentar a literacia, conforme explicou o administrador da Altice Portugal, João Zúquete. “Pretende ser um espaço de cultura, de comunhão, um vector de proximidade e estou curioso por perceber o que as gerações mais novas vão pensar sobre este mobiliário urbano”.

Aproveitando a presença de alguns alunos do Centro Escolar de Caldelas, a Conselheira da Fundação Altice, Maria de Belém, sublinhou a necessidade de incutir hábitos de leitura começando logo desde tenra idade, bem como de adquirir competências.

“O livro permite aceder à cultura, sonhar, viver e aprender. Infelizmente, em termos de competências Portugal está muito atrasado. É algo que precisa de ser estimulado”, sublinhou Maria de Belém que entregou a esta cabine de leitura dois exemplares de livros que escreveu sobre mulheres. “Todos temos que ter acesso às mesmas coisas”, concluiu.

A inauguração do espaço contou com a presença da vereadora da Educação do Município de Amares, Cidália Abreu, da diretora executiva da Fundação Altice, Ana Estelita, e do presidente da União de Freguesias de Caldelas Sequeiros e Paranhos.

IMG_5525 (1).jpg

IMG_5544.jpg

CÂMARA DE AMARES QUER MAIOR MODERNIZAÇÃO E SIMPLIFICAÇÃO ADMINISTRATIVA NAS OPERAÇÕES URBANÍSTICAS

Novas normas para instrução de processos em formato digital já disponíveis

No âmbito do processo de modernização e simplificação administrativa, a Câmara Municipal de Amares desenvolveu um conjunto de normas técnicas para a instrução dos processos das operações urbanísticas em formato digital, com o objetivo de sistematizar, uniformizar e estabelecer as regras aplicáveis aos ficheiros entregues para o efeito. A proposta para desmaterialização dos processos foi apresentada, esta manhã, em reunião do órgão executivo, pelo presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel, Moreira, e aprovada por unanimidade.

A partir de hoje (25 de novembro) todos os pedidos relativos a operações urbanísticas em formato digital, devem cumprir as normas aprovadas, no entanto, continua, até alteração do regulamento municipal, a ser obrigatório entregar os pedidos também em formato papel.

Numa fase experimental ou transitória, pelo prazo de dois meses, a submissão de processos de operações urbanísticas, no Balcão Único do Município de Amares, deverá ser feita em ambos os formatos (papel e digital), sendo necessário entregar as declarações de conformidade, relativas aos projetos, entre os ficheiros entregues em digital e os documentos entregues em papel, segundo modelo de declaração próprio.

Os processos submetidos em formato digital devem cumprir as normas técnicas para apresentação de pedidos de operações urbanísticas, estipuladas pelo Município de Amares.

Ressalva-se que, decorrido o período transitório, todos os processos deverão ser submetidos em formato digital respeitando as normas técnicas, que se encontram disponíveis para consulta no site do Município de Amares.

A tramitação dos processos em formato digital de operações urbanísticas é fruto do cumprimento da legislação em vigor prevista no art. 8.º-A do Regime Jurídico da Urbanização e Edificação.

MEIO MILHAR DE ATLETAS AVENTURAM-SE NO AMARES TRAIL

Sá de Miranda e António Variações inspiraram nova edição da prova

A Casa da Tapada, em Fiscal, Amares, local onde outrora viveu o grande poeta Francisco de Sá de Miranda, foi o local de partida para mais uma edição do Amares Trail, que reuniu meio milhar de atletas para percorrer os trilhos do concelho. Paulo Mesquita e Ana Sousa foram os grandes vencedores do trail longo.

IMG_5191.jpg

O atleta do EDV Viana-Trail, que este ano se sagrou campeão nacional da Taça de Skyrunning, percorreu os 25 quilómetros do percurso definido no tempo de 1.49.51m. Já Ana Sousa, da equipa Team Lantemil, concluiu a prova com o tempo 2.22.33m.

Vasco Carvalho e Marcelo Martins completaram o pódio masculino, alcançando o segundo e terceiro lugar, respetivamente, enquanto Adriana Gomes e Joana Fernandes terminaram a prova na segunda e terceira posição.

Sob o lema "SE TE AMARES, VENCERÁS...", a prova voltou a desafiar os atletas a viver uma experiência única por terras d´Amares, aventurando-se no trail longo, com uma extensão de 25 km, ou no trail curto, com distância de 15 km. Para os mais destemidos, ponto alto foi uma super especial de 1,5 km, cronometrada, no Monte de São Pedro Fins. No ano, em que se fosse vivo teria celebraria 75 anos de idade, o filho da terra António Variações foi lembrado pela organização e figurou nas t-shirt´s, que fizeram parte dos kits dos atletas.

Trail curto e super especial dá vitória ao amarense Avelino Macedo

No trail curto, a vitória, no setor masculino, sorriu a “prata da casa”, com o amarense Avelino Macedo (Vila Verde a Correr)  a cortar a meta no primeiro lugar, ao percorrer os 15 quilómetros, no tempo de 1.5.33m. O atleta venceu, ainda, a super especial no Monte de São Pedro Fins. Já em feminino, a vitória foi alcançada por Francisca Martins (individual), com o tempo de 1.17.56.

Todos os resultados: https://lap2go.com/pt/event/amares-trail-2019/timetable?fbclid=IwAR0bMxO_i0SIqIKbyXFhK7Wy27Y4KCiT1u_FoqY_QYev19_nftmeSt0smyE

Prova é uma marca dos eventos desportivos do concelho

A par da cerimónia de entrega de prémios do Amares Trail 2018, o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, destacou a projeção deste evento desportivo que se destaca, ano após ano, pela forma como atrai atletas das mais variadas zonas, “quer pelas magníficas condições naturais que o concelho de Amares possui para a prática de trail, quer pela forma como a prova está organizada proporcionando uma experiência única aos participantes pelas mais belos trilhos do concelho”.

“O Amares Trail é um dos eventos desportivos de referência do nosso concelho e uma prova dada de que a aposta que temos feito neste género de iniciativas tem contribuído para colocar Amares na agenda de eventos desportivos dos atletas que nos procuram e trazem, consigo outros participantes”.

Finalizada mais uma edição, Alfredo Vieira e Miguel Ribeiro, da organização, traçam um balanço “muito positivo”, arriscando dizer que esta foi “talvez a melhor edição de sempre quer em termos percurso, quer pelo trajeto técnico (com menos asfalto e trilhos mais técnicos), quer pela beleza natural com que brindou os participantes”. Destaque, ainda, para o local de partida com “a mata centenária em volta da a Casa da Tapada”, para um trajeto 80% diferente das edições anteriores e uma super especial ainda mais desafiante. O próximo objetivo espera a organização é “certificar a prova para concorrer para o campeonato nacional de Trail para chegar a atletas de topo”.

IMG_5220.jpg

IMG_5412.jpg

AMARES REABILITA PRAÇA DO COMÉRCIO

Já arrancaram as obras de reabilitação da Praça do Comércio em Amares

A empreitada para reabilitação da Praça do Comércio, em Ferreiros, Amares, já está em curso. O projeto prevê melhorar as condições de mobilidade, tornando-a mais agradável, com mais espaços verdes e com mais estacionamento à superfície.

“Este foi um compromisso com os amarenses que agora estamos a cumprir com o objetivo de melhorar a vida da população. Esta será uma obra para as gerações futuras. Pensámos uma praça com uma imagem urbana mais ordenada e apelativa, capaz de atrair novos públicos e de fomentar a atividade económica. Queremos trazer mais turistas, queremos mais comércio, queremos estar na linha da frente, por isso, vamos investir numa praça moderna e apelativa”, referiu o Presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, que assumiu, ainda, em campanha eleitoral, o objetivo de intervir neste espaço.

Manuel Moreira salienta que a remodelação do espaço prevê a remoção de barreiras arquitetónicas para “possibilitar a circulação de pessoas com mobilidade reduzida e uma mobilidade mais segura dos idosos e crianças” e que a obra vai ser financiada em 85% por fundos comunitários. “Esta foi uma oportunidade única de realizar esta intervenção porque houve financiamento disponível no Programa Operacional Regional do Norte, com vista à adoção de medidas destinadas a melhorar o ambiente urbano”, e “apesar do concelho ter outras carências esta verba destinava-se exclusivamente a esta prioridade de investimento, definida pelo Norte 2020”, realça o autarca.

Paulo Gomes, presidente da União de freguesias de Ferreiros, Prozelo e Besteiros, mostrou-se muito satisfeito com o início da empreitada. “Há muitos anos que se prometia esta obra que agora se está a realizar, agradeço ao presidente Manuel Moreira ter tido a coragem de abraçar este projeto pois é uma obra de todos os amarenses”, referiu. “Esta obra é muito importante para a comunidade que represento, quer para os cidadãos que frequentam o espaço, quer para o comércio. Acho que a praça ficará muito mais agradável e funcional o que vai facilitar e melhorar as dinâmica que realizamos” acrescentou Paulo Gomes.

A Praça do Comércio, um espaço central do concelho, apresentava inúmeras barreiras arquitetónicas, nomeadamente degraus, muros e desníveis desprotegidos, para além de um piso altamente escorregadio e um estacionamento desorganizado. O parque de estacionamento subterrâneo ostentava inúmeras deficiências, nomeadamente a iluminação e pontos de infiltração de águas pluviais.

O novo projeto consiste fundamentalmente na melhoria, ordenamento e simplificação da mobilidade no centro urbano, quer ao nível da circulação viária quer ao nível da circulação pedonal. A praça oferecerá maior superfície verde e mais espaço para os peões, isento de barreiras arquitetónicas. Para além da praça propriamente dita, a intervenção prevê, ainda, os arranques dos arruamentos que com ela confluem, a rua da Corredora e a abertura de novo arruamento que entronca com praça a sul, e ligará com a Avenida de Sto. António.

A empreitada será financiada através da Operação Operação NORTE-04-2316-FEDER-000169, designada "Reabilitação da Praça do Comércio", com um custo total de 2 567 073.53€ e terá uma taxa de comparticipação de 85% aplicada ao investimento elegível de 2 314 673,61€.

Intervenção composta por três componentes

a)Realização de arranjos de superfície, que consistem essencialmente no reperfilamento das faixas de rodagem e dos passeios, no sentido de eliminar barreiras arquitetónicas e promover a melhoria das condições de circulação de modo suave no centro urbano quer ao nível viário quer pedonal, no reordenamento do estacionamento de superfície, na integração do logradouro do edifício sede da União de Freguesias de Ferreiros, Prozelo e Besteiros, que passa a acolher a estátua a Sá de Miranda, na substituição do pavimento por granito (aplicados de diferentes formas e em diversos tamanhos), na construção de uma pérgula pulverizadora para tornar a praça mais aprazível nos dias de calor, na relocalização do parque infantil e do cruzeiro, por forma a permitir a colocação de palcos ou carroceis em dias festivos, na deslocalização do quiosque da praça para a Galeria de Artes, na instalação de mobiliário urbano diverso e equipamentos para recolha seletiva de resíduos sólidos; b) Requalificação do parque de estacionamento subterrâneo, o reordenamento do estacionamento e a instalação de um acesso mecânico ente o parque e a praça, para cumprimento da legislação em matéria de acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida; c) Reorganização espacial da Galeria de Artes, para nela integrar as instalações sanitárias que serão removidas do parque de estacionamento e o quiosque existente na praça.

AMARES HOMENAGEIA ANTÓNIO VARIAÇÕES

António Variações vai ser homenageado a 7 de dezembro

O filho da terra, António Variações, vai ser homenageado no dia 7 de dezembro, mês em que o ícone da música faria 75 anos.

Homenagem      Variações.jpg

A iniciativa vai decorrer no Mosteiro de Santo André, em Rendufe, a partir das 20h45, com um recital de música de câmara a marcar o início desta homenagem. O momento vai ser protagonizado pelo Re: Flexus Trio, constituído pelas instrumentistas Ana Sofia Matos (clarinete), Maria Isabel Mendonça (piano) e Mariana Morais (Viola d’ arco). Durante o recital vai estar exposta a obra Variações, em resina cristal, da autoria de Rueffa, artista plástica, a qual fará uma breve apresentação no intervalo do recital.

No final, vai ter lugar a entrega, a título póstumo, da Medalha de Mérito Concelhio – Grau Ouro, da Câmara Municipal de Amares a António Joaquim Rodrigues Ribeiro (António Variações).

A homenagem vai ser levada a cabo pela Câmara Municipal de Amares em articulação com a Comissão Promotora da Homenagem a António Variações (2018-2020), Junta de Freguesia de Rendufe e a Paróquia de Rendufe (Santo André).

AMARES FOI UM DOS FINALISTAS DO CONCURSO "MUNICÍPIOS DO ANO - PORTUGAL 2019"

A Urjalândia- Aldeia de Natal Sustentável foi o projeto apresentado pelo Município de Amares aos “Prémios Municípios do Ano - Portugal 2019”, na categoria Norte, em municípios com menos de 20 mil habitantes. O projeto, um dos quatro finalistas, foi distinguido com uma menção honrosa, na passada sexta-feira, na cerimónia de atribuição de prémiosdeste concurso, que tem por objetivo reconhecer as boas práticas dos municípios portugueses.

IMG_0101.jpg

A Urjalândia é um projeto pioneiro, em Portugal, que visa mostrar as práticas de sustentabilidade, com a envolvência das comunidades rurais, dinamizando o Urjal,onde as marcas dos seus cerca de 20 habitantes estão muito presentes. Trata-se de um projeto concentrado na época natalícia em que toda a aldeia é decorada de modo ecológico, através da reutilização de materiais recicláveis e de materiais naturais, o que resulta de vários meses de trabalho da comunidade rural.

Para o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira,estar na final deste concurso “é por si só honroso e é um reconhecimento de que o Município de Amares é um território competitivo e inovador.”“Temos trabalhado de forma muito determinada, tendo como objetivo estar na linha da frente nas políticas de desenvolvimento dos territórios. Queremos, efetivamente, ser capazes de promover o melhor da nossa cultura e das nossas gentes, pois temos muito orgulho no que somos e no que temos”, sublinhou o autarca.“Este é um projeto que se distingue pela forma como alia a sustentabilidade ambiental e a ruralidade de uma forma harmoniosa, que tem vindo a envolver com muita paixão a comunidade, desde a sua conceção até à realização, e que reunia todos os requisitos para ser um potencial vencedor, sendo que estar na final é por si um grande orgulho”, concluiu.

Para o vereador do Ambiente do Município de Amares, Vítor Ribeiro,a menção honrosa é “um enorme reconhecimento” do trabalho que o município tem feito em parceria com a união de freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas “em prol da sustentabilidade ambiental”. “É um grande orgulho o nosso concelho ser reconhecido como um dos quatro municípios com os melhores projetos de sustentabilidade ambiental da zona norte e este reconhecimento é para todos os amarenses.Esta distinção faz com que arranque em força a 3ºedição da Urjalândia nos dias 21, 22 e 23 de dezembro, na Aldeia do Urjal, em Seramil.”

Lembrando que este projeto começou por ser algo “experimental” e que nasceu “pequenino”, o presidente da União de Freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas, Rui Tomada, reconheceu que estar entre os quatro finalistas “constituiu um motivo de orgulho e é a prova de que quando os projetos são abraçados de alma e coração podem chegar longe”. “Esta distinção mostra a força deste projeto que tem já bons alicerces para continuar a crescer e dar frutos”, acrescentou.

O concurso “Municípios do Ano Portugal” é promovido, anualmente,pela Universidade do Minho, através da sua plataforma UM-Cidades e tem como princípio, designadamente, reconhecer as boas práticas de projetos implementados pelos municípios com impacto no território, na economia e na sociedade, promovendo o crescimento, a inclusão e a sustentabilidade.

IMG_0083.jpg

Urjalândiadá lugar a Centro de EducaçãoAmbiental

No seguimento do sucesso das duas edições do evento Urjalândia foi levada a cabouma candidatura com o nome de “Urjalândia a circular” ao programa JUNTAr + do Fundo Ambiental com a União de Freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas. Esta candidatura foi aprovada em agosto do corrente ano com um financiamento de 25.000 euros, tendo sido classificada em 4º lugar a nível nacional, num total de 100 candidaturas. Fruto desta candidatura está a ser criado um Centro de Educação Ambientaldesignado Urjalândia a Circular.

76911631_736722330181411_183579495075151872_n.jpg

AMARES HOMENAGEIA ANTÓNIO VARIAÇÕES

António Variações vai ser homenageado a 7 de dezembro

O filho da terra, António Variações, vai ser homenageado no dia 7 de dezembro, mês em que o ícone da música faria 75 anos.

Homenagem      Variações.jpg

A iniciativa vai decorrer no Mosteiro de Santo André, em Rendufe, a partir das 20h45, com um recital de música de câmara a marcar o início desta homenagem. O momento vai ser protagonizado pelo Re: Flexus Trio, constituído pelas instrumentistas Ana Sofia Matos (clarinete), Maria Isabel Mendonça (piano) e Mariana Morais (Viola d’ arco). Durante o recital vai estar exposta a obra Variações, em resina cristal, da autoria de Rueffa, artista plástica, a qual fará uma breve apresentação no intervalo do recital.

No final, vai ter lugar a entrega, a título póstumo, da Medalha de Mérito Concelhio – Grau Ouro, da Câmara Municipal de Amares a António Joaquim Rodrigues Ribeiro (António Variações).

A homenagem vai ser levada a cabo pela Câmara Municipal de Amares em articulação com a Comissão Promotora da Homenagem a António Variações (2018-2020), Junta de Freguesia de Rendufe e a Paróquia de Rendufe (Santo André).

AMARES COMBATE VESPA ASIÁTICA

Município de Amares já destruiu 150 ninhos de vespas asiáticas em 2019

O Município de Amares, no âmbito do programa de minimização dos efeitos provocados pela vespa velutina, também conhecida como vespa asiática, procedeu, até ao momento, à exterminação de 150 ninhos.

Ninho Vespa      asiática.JPG

Nos Serviços Municipais de Proteção Civil deram, ainda, entrada cerca de 100 avistamentos, que no local se verificaram corresponder a ninhos de vespa cabro, uma espécie europeia semelhante à vespa asiática, mas que pode ser distinguida para além do tamanho pela cor das patas. Enquanto a vespa cabro (europeia) apresenta as patas de cor acastanhada, a vespa asiática tem as patas sempre amarelas e são também mais pequenas. A coloração do abdómen (mais escuro na vespa asiática) é outra das caraterísticas que pode permitir mais facilmente identificar as duas espécies.

Considerando, o número de falsos alarmes registados, o Município de Amares apela para que apenas sejam comunicados os ninhos referentes à vespa asiática, uma vez que colónias de outras espécies não serão destruídas, e estas situações podem contribuem para atrasar os processos referentes à eliminação dos ninhos de vespa asiática.

A Câmara Municipal de Amares apela, ainda, a todos os cidadãos para que não tentem destruir os ninhos de vespas asiáticas por meios próprios, já que nestes casos podem tornar-se extremamente agressivas. Por outro lado, a sua destruição deve cumprir todos os procedimentos recomendados. As colónias destruídas de forma incorreta darão origem a várias, contribuindo, assim, para um agravamento do problema, acrescentam os Serviços Municipais de Proteção Civil.

Para mais informações ou apresentação de requerimento para destruição de ninhos de vespas asiáticas os munícipes devem dirigir-se aos serviços camarários.

CENTENAS DE SENIORES DO CONCELHO DE AMARES CELEBRAM O SÃO MARTINHO

Perto de duas centenas de seniores, do concelho de Amares, desfrutaram, durante a tarde de ontem, de um agradável magusto, assinalando o dia de São Martinho, que se comemora, anualmente a 11 de novembro.

IMG_4916.jpg

As quentes e boas castanhas assadas, saboreadas com muita animação a acompanhar, foram os ingredientes principais para mais um momento de convívio entre os seniores de várias IPSS´s do concelho de Amares, aos quais se juntaram, uma vez mais os utentes do Centro de Atividades Ocupacionais – CAO Ser Igual, que brindaram o público com uma atuação de bombos.

Nesta iniciativa, que soma já várias edições, marcaram presença o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, e o vereador do Desporto, João Esteves, que enalteceram o contributo deste género de ações para uma comunidade ativa, inclusiva e feliz.

"São Martinho, toca a mexer", assim se chamou esta iniciativa promovida no âmbito do projeto “Desportiv@Mente 4G”, dinamizado ao abrigo do Plano Nacional de Desporto para Todos, promovido pelo IPDJ, e coordenado pelo Clube Desportivo, Recreativo e Cultural Amarense (CDRCA), em parceria com a Câmara Municipal de Amares, a Valoriza (Projeto Luz de Presença, Ser Igual - Centro de Atividades Ocupacionais, Valor Humano - CLDS 3G), Juntas de Freguesias locais e IPSS´S do concelho.

Promovido, anualmente, este magusto é apenas uma das várias iniciativas dinamizadas pelos parceiros que integram este projeto, que conta com uma equipa multidisciplinar de técnicos do Município de Amares e da Valoriza, que, diariamente, desenvolvem uma série de atividades com o intuito de promover o envelhecimento ativo e inclusivo da população sénior do concelho.