Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO DE BRAGA INAUGURA FEIRA INTERNACIONAL DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ALIMENTAÇÃO

O Município de Braga inaugura a 53ª AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, em cerimónia que terá lugar amanhã, Quinta-feira, dia 16 de Setembro, pelas 12h00, no Altice Forum Braga.

241410217_4723479397683210_4008871110386946202_n.p

A AGRO vai apresentar de novo um vasto e diversificado programa de conferências e seminários e, também, um espaço dedicado a demonstrações, apresentações e degustações. As várias actividades paralelas serão promovidas por parceiros da organização e serão, certamente, um dos pontos fortes da Feira.

A AGRO junta os principais agentes do sector: agricultores, criadores de gado (raças autóctones e outras do sector agropecuário), produtores, importadores, armazenistas e revendedores dos sectores agroalimentar e pecuário, especialistas nacionais e estrangeiros dos vários sectores e público em geral.

A iniciativa contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, e do Administrador Executivo da InvestBraga, Carlos Silva.

BRAGA REALIZA FEIRA INTERNACIONAL DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ALIMENTAÇÃO

53ª edição da AGRO decorre entre os dias 16 e 19 de Setembro

A edição de 2021 da AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação contará com mais de 15.000 m² de exposição, 6 Restaurantes de Carne DOP, 80 expositores, 7 concursos e 13 actividades paralelas.

CMB13092021SERGIOFREITAS002151384259.jpg

Aproveitando as valências do Altice Forum Braga, a AGRO vai apresentar de novo um vasto e diversificado programa de conferências e seminários e, também, um espaço dedicado a demonstrações, apresentações e degustações. As várias actividades paralelas serão promovidas por parceiros da organização e serão, certamente, um dos pontos fortes da Feira.

O certame tem ainda espaço para os tradicionais concursos pecuários, que decorrem no interior do pavilhão num ringue com 300 m². No total, a Agro contará com sete competições: XXXII Concurso Nacional da raça Barrosã; IX Concurso Nacional da raça Cachena; Concurso da raça Arouquesa; Concurso da raça Maronesa; Concurso da raça Minhota; XV Concurso Nacional de Galinhas de Raças Autóctones e Concurso Nacional de Ovelhas de raça Bordaleira entre Douro e Minho e Churra do Minho.

A AGRO junta os principais agentes do sector: agricultores, criadores de gado (raças autóctones e outras do sector agro-pecuário), produtores, importadores, armazenistas e revendedores dos sectores agro-alimentar e pecuário, especialistas nacionais e estrangeiros dos vários sectores e público em geral.

O evento contará ainda com um conjunto de iniciativas de índole cultural protagonizadas pelos grupos culturais da Universidade do Minho.

Esta é uma das mais importantes feiras de agricultura do Noroeste Peninsular, sendo a mais importante feira de agricultura, pecuária e alimentação do Norte de Portugal, sendo a única feira portuguesa a integrar a Eurasco – European Federation of Agricultural Exhibitions and Show Organizers. A AGRO faz ainda parte das feiras acreditadas pela UFI – The Global Association of the Exhibition Industry, sendo todos os seus dados estatísticos (entradas, metros alugados, número de expositores) devidamente atestados.

Horários

16 de Setembro de 2021 - quinta-feira: das 10h00 às 23h00

17 de Setembro de 2021 - sexta-feira: das 10h00 às 23h00

18 de Setembro de 2021 - sábado: das 10h00 às 24h00

19 de Setembro de 2021 - domingo: das 10h00 às 20h00

Bilhetes

Gratuito até aos 12 anos

Maiores de 12 anos: 2€ / dia

SEGURANÇA / COVID-19

As condições de segurança sanitária dos espaços serão reforçadas, assim como o acesso simplificado a este evento, não sendo necessário a apresentação do Certificado de Vacinação e/ou teste negativo.

CMB13092021SERGIOFREITAS002151384261.jpg

EMPRESA ARCUENSE "SABORES DO VEZ" FOI PREMIADA NA FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA EM SANTARÉM

A empresa arcuense Sabores do Vez- Fumeiro Tradicional, viu os seus produtos serem premiados no Concurso Nacional de Enchidos Tradicionais, que se realizou na Feira Nacional de Agricultura, em Santarém.

IMG_0728.JPG

Este foi mais um reconhecimento da qualidade que os caracteriza, promovendo, para além da própria marca e produtos, o território de Arcos de Valdevez e a região da Peneda - Gerês, enquanto território de excelência, também, no que ao fumeiro tradicional diz respeito.

Para o grupo arcuense “este reconhecimento externo premeia, acima de tudo, a equipa de colaboradores da SABORES DO VEZ, que com o seu trabalho diário, mantém o foco na qualidade e no fazer bem, objetivo esse que foi o propósito que levou à criação deste projeto e que desta forma vê, de forma inequívoca, o seu trabalho e o seu contributo para a promoção da região, serem devidamente reconhecidos.”

De referir que no concurso Nacional de Enchidos Tradicionais participam inúmeros produtores de enchidos de todas as regiões do País. O júri é composto por especialistas independentes que, através de provas cegas, elegem os melhores produtos presentes a concurso.

A Câmara Municipal endereça os parabéns à Sabores do Vez, desejando-lhe os maiores sucessos na promoção dos seus produtos, os quais contribuem para alavancar o nome de Arcos de Valdevez e o território.

PAREDES DE COURA VAI TER LABORATÓRIO RURAL

Laboratório Rural nasce da parceria com Universidades, Institutos de Investigação, Comunidade Intermunicipal e Organizações Não Governamentais, de Portugal e Espanha

O Município de Paredes Coura juntamente com mais nove entidades -- Universidades, Institutos de Investigação, Comunidade Intermunicipal e Organizações Não Governamentais, de Portugal e Espanha – avançaram com uma parceria com o compromisso de estabelecer uma rede colaborativa para implementar e desenvolver o projeto denominado Laboratório Rural.

foto Laboratório Rural.jpeg

Laboratório Rural: alunos de engenharia florestal da Universidade de Vigo a acompanhar uma ação de gestão florestal em operações silvícolas com recurso a tração animal e promovida pela APTRAN, na Colónia Agrícola de Chã de Lamas. Para a Professora Joana Nogueira, da ESA-IPVC, “a tarefa que pudemos observar responde simultaneamente a objetivos de eficácia, eficiência, bem-estar animal, segurança laboral e redução dos impactos negativos da atividade humana sobre sistemas naturais com elevado valor de conservação”.

“O despovoamento rural e os avanços da floresta não são os melhores caminhos para assegurar com maior eficácia a proteção ambiental. A melhor forma de proteger o meio ambiente é através da presença humana nos territórios e da implementação de práticas inovadores que atualizam modos de produção, práticas e tecnologias antigas que respeitam o ritmo certo do mundo e garantam o equilíbrio ambiental entre o homem e a paisagem. Porque, no fundo, paisagem é relação”, defende Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, justificando assim este novo projeto: “O nosso Laboratório Rural nasce, precisamente, neste contexto de fazer as coisas bem e de forma sustentada com o conhecimento mais atualizado de instituições e cientistas em permanente diálogo com a comunidade”, salienta.

Tendo como área geográfica de intervenção o concelho de Paredes de Coura, com especial destaque para a Paisagem Protegida do Corno de Bico, o Laboratório Rural tem por objetivo estimular a inovação e o desenvolvimento rural, fazendo parte desta parceria a Universidade da Coruña, Universidade de Vigo, Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO – Universidade do Porto), Instituto Superior de Agronomia (Lisboa), Centro de Investigação de Montanha (CIMO – Instituto Politécnico de Bragança), Instituto Politécnico de Viana do Castelo, CIM Alto Minho, Associação Portuguesa de Tracção Animal e a Associação de Conservação do Habitat do Lobo Ibérico.

São propósitos deste Laboratório Rural estimular e responder a iniciativas das comunidades rurais que desejem adotar uma direção inovadora, mas sem os meios financeiros ou técnicos para fazê-lo. Mas também demonstrar a capacidade de renovar a ruralidade, explorar novos caminhos e soluções para as questões do desenvolvimento rural e ação climática, concentrando-se em abordagens ou modelos colaborativos ou baseados na comunidade. Aumentar o controlo das áreas rurais sobre seu futuro e seu desenvolvimento a partir de iniciativas das quais eles são os iniciadores e designers, mas também identificar caminhos de potencial sucesso e sustentáveis que possam servir de vitrine para outras comunidades rurais, captando e direcionando fontes de financiamento nacionais e/ou internacionais, articulando também a assistência financeira e acompanhamento técnico/investigação de projetos.

O desenvolvimento do projeto Laboratório Rural é participado por todas as entidades que subscrevem esta parceria, sendo a coordenação efetuada pelo Município de Paredes de Coura e com todas as atividades, ações e projetos de caráter técnico-científico, formativo, informativo e de promoção a realizarem-se neste concelho, nomeadamente na Paisagem Protegida do Corno de Bico.

ESPOSENDE: PRESIDENTE DA REPÚBLICA VISITOU SOCIEDADE AGRÍCOLA CARREIRA GONÇALVES

O Presidente da República visitou a Sociedade Agrícola Carreira Gonçalves, em Esposende.

A Sociedade familiar, gerida pelos irmãos José Manuel e Jorge Carreira Gonçalves, tem atualmente 140 vacas, uma sala de ordenha em carrossel e uma produção anual de 1,5 milhões de litros de leite.

Acompanharam o Presidente da República nesta visita o Presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira, o Presidente da Associação de Produtores de Leite de Portugal, Jorge Oliveira e o Presidente da União das Freguesias de Fonte Boa e Rio Tinto, Carlos Escrivães.

Texto: Presidência da República

Fotos: Rui Ochoa / Presidência da República

210510-prmrs-ro-0018-4118.jpg

210510-prmrs-ro-0005-3861.jpg

210510-prmrs-ro-0007-3879.jpg

210510-prmrs-ro-0011-3935.jpg

210510-prmrs-ro-0015-4035.jpg

VIEIRA DO MINHO DISPONIBILIZA PLATAFORMA DE COMÉRCIO ELETRÓNICO

O Município de Vieira do Minho disponibiliza a plataforma online para venda de produtos locais, que já conta com mais de duas centenas de aderentes.

A Plataforma Vieira Rural é mais uma ferramenta que o Município colocou à disposição do tecido económico local, no âmbito das medidas de apoio à Covid-19.

Esta Plataforma está em constante evolução, por forma a satisfazer o maior número de aderentes.

A adesão e o acesso à plataforma são gratuitos. Para mais informações pode contactar através do telefone 253 649 270 ou do endereço de email vieira-rural@cm-vminho.pt.

Para aceder à Plataforma: www.vieira-rural.pt.

Vieira_Rural.jpg

DEPUTADA CRISTINA RODRIGUES RECOMENDA QUE SEJAPUBLICADA A LEGISLAÇÃO SOBRE PREVENÇÃO DA CONTAMINAÇÃO E REMEDIAÇÃO DOS SOLOS - ProSolos

A Deputada Cristina Rodrigues submeteu hoje uma iniciativa que recomenda ao Governo que publique a legislação ProSolos que visa estabelecer o regime jurídico da prevenção da contaminação e remediação dos solos, com vista à salvaguarda do ambiente e da saúde humana.

CristinaRodrigues_byPedroAntunes_2020_ (1).jpg

Os solos representam não só uma base para a produção alimentar, como acolhem mais de um quarto da biodiversidade do planeta, desempenhando um papel fundamental no ciclo de carbono e na mitigação das alterações climáticas.

Contudo, apesar da importância que os solos representam, a sua gestão e conservação tem vindo a ser largamente negligenciada tanto a nível internacional como nacional.”, afirma a parlamentar.

De acordo com o relatório das Nações Unidas acerca do estado dos solos, um terço dos solos mundiais encontram-se severamente degradados, colocando em causa a segurança alimentar mundial.

Na União Europeia, a contaminação dos solos está relacionada principalmente com a aplicação de pesticidas, actividade industrial e gestão inadequada de resíduos, sendo os principais contaminantes: hidrocarbonetos, solventes, pesticidas e metais pesados.

Perante este cenário, várias entidades internacionais têm vindo a reconhecer a necessidade da recuperação dos solos a nível mundial.

Para colmatar a inexistência de legislação nacional para a Prevenção da Contaminação e Remediação dos Solos, terá sido elaborado e colocado em consulta pública em 2015 um projecto legislativo (ProSolos). Com esta legislação seria possível responsabilizar os autores da contaminação dos solos, refletindo-se num ganho de 25 milhões de euros para o país aos quais se acrescentariam ganhos ambientais e na saúde pública, segundo um estudo da Agência Portuguesa do Ambiente de 2017.

Perante a ausência da publicação da legislação ProSolos no final de 2017, como terá informado o ex-Secretário de Estado, Carlos Martins, a Assembleia da República terá aprovado em 2019 a  Resolução da AR n.º 198/2019 – “Recomenda ao Governo que publique o diploma que estabelece o regime jurídico da prevenção da contaminação e remediação dos solos”.

Passados 5 anos da consulta pública e 2 anos da publicação da Resolução da Assembleia da República, a legislação “ProSolos” ainda não foi publicada, demonstrando falta de comprometimento de Portugal em cumprir as directrizes assumidas nacionalmente e internacionalmente, na conservação e descontaminação dos solos.”, refere a Deputada.

PAREDES DE COURA REALIZA FEIRA DE TROCA DE SEMENTES

Feira de Troca de Sementes de Paredes de Coura: 6 e 7 março | online

A Feira Anual de Troca de Sementes regressa este sábado e domingo, 6 e 7 de março, em versão online, contornando assim os constrangimentos provocados pela pandemia da Covid-19. Organizada pelo Município e a Associação Quinta das Águias, em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Paredes de Coura, esta 7ª edição da Feira Anual de Troca de Sementes é mais um contributo para a valorização e preservação das sementes e plantas locais,  face ao perigo de extinção provocado pela concorrência de variedades híbridas e transgénicas, que prejudicam o equilíbrio dos nossos ecossistemas.

“A progressiva perda de variedades genéticas de muitas sementes constitui um perigo para a humanidade, porque muitas dessas variedades eram mais resistentes a pragas e doenças. Além do mais, estas representam um património que importa não perder. A educação, a informação e a partilha são das armas mais importantes para contrariar a crescente perda de muitas sementes, quer por desleixo quer pela influência e pressão dos grandes grupos agroalimentares”, defende Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, reforçando a importância “de preservar a biodiversidade biológica e incrementar as formas sustentáveis de produção de alimentos, porque simultaneamente contribuímos para uma alimentação mais saudável e um modo de produção mais justo”.

Sabiam que perdemos 94% de sementes de vegetais no século XX

Das 544 variedades de couve, restam 28

Das 158 variedades de couve-flor, restam nove

Das 55 variedades de couve-rábano, restam três

Das 34 variedades de alcachofra, restam duas

Das 288 variedades de beterraba, restam 17

90 por centro das espécies de pepino estão perdidas

A diversidade dos stocks de sementes está tão ameaçada como o panda, a águia-real ou o urso polar

A preservação das sementes autóctones assume assim uma importância vital, uma vez que são cada vez mais raras, sendo progressivamente substituídas por sementes comerciais, que são as mesmas em todo o mundo, enquanto as sementes locais se foram adaptando durante muitas gerações às condições de solo e clima específicas da sua região de origem. Uma vez que as sementes contêm o futuro da vida, é importante mantê-las vivas.

A Troca de Sementes vai proporcionar às pessoas o acesso às sementes originais que as poderão cultivar para sua própria utilização e para as manter vivas. A Feira Anual de Troca de Sementes está inserida no Projeto Educar para o Futuro – Terra orientado pelo Serviço Educativo do Município, em parceria com o Agrupamento de Escolas e com a Associação Quinta das Águias.

A edição online da Feira de Troca de Sementes irá realizar-se no Facebook do seguinte modo:

- Os interessados deverão enviar, até ao dia 4 de março de 2021, indicação das sementes disponíveis para troca, juntamente com o nome, proveniência, data e fotografia nítida. Deverão indicar também o perfil de Facebook, para que a troca seja combinada desta forma. Se não tiver perfil de Facebook, poderá indicar um contacto a ficar disponível online.

- Nos dias 6 e 7 de março, os organizadores publicarão na página do evento um álbum de fotos por participante, com as respetivas informações e tags para contacto.

- Os participantes farão diretamente as trocas e envios entre si.

- Apenas serão aceites trocas e não vendas de sementes.

Nota: Só serão aceites sementes em modo de produção biológico. 

PONTE DE LIMA: MERCADO AGROLIMIANO JÁ ESTÁ ONLINE

Município de Ponte de Lima promove até 24 de janeiro a edição especial da VI Feira 100% Agrolimiano

O mercado Agrolimiano já está online. Ponte de Lima lançou hoje uma plataforma digital de incentivo e promoção aos produtores locais, a consultar em mercadoagrolimiano.pt

website-mercado-agrolimiano.jpg

A autarquia reinventou uma solução para promover a economia local e apoiar os produtores a reerguerem-se através do desenvolvimento de uma plataforma digital que permitirá criar soluções e assegurar a preponderância de compra e venda de produtos locais.

Assumindo um formato totalmente digital este evento pretende mostrar, divulgar e difundir o setor agroalimentar de Ponte de Lima num momento em que os profissionais enfrentam um dos maiores desafios de sempre, e que tem sido severamente penalizado com a atual situação pandémica que o país e o mundo atravessa.

Durante este período e, através desta iniciativa inédita no setor agroalimentar, serão apresentados e promovidos vários produtores e os produtos do território, facilitando a realização de negócios, criando campanhas exclusivas e fornecendo todas as informações necessárias, levando Ponte de Lima numa viagem aos quatro cantos do mundo.

Até ao momento estão inscritos 16 produtores locais, que apresentam uma diversidade de produtos únicos e endógenos como o mel, a sidra, o vinho verde, enchidos e fumados, fruta, hortícolas, cogumelos, carne, doces e chocolates, entre outros, perspetivando-se que outros adiram ao projeto.

Com entregas gratuitas em todo o território nacional, e durante o período da feira, através de um simples clique poderá aceder a mercadoagrolimiano.pt e no conforto do seu lar, receber e consumir os produtos que adquirir nas melhores condições.