Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA: 54ª EDIÇÃO DA AGRO É UM SINAL CLARO DE RECUPERAÇÃO DOS SECTORES DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ALIMENTAÇÃO

Certame realiza-se entre os dias 24 e 27 de Março

A 54ª edição da Feira Internacional da Agricultura, Pecuária e Alimentação – AGRO arrancou hoje, dia 24 de Março, e promete dar um sinal de clara recuperação aos sectores da agricultura, pecuária e alimentação, apresentando um conjunto de novidades e de regressos.

Agro240322_097.jpg

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga e da InvestBraga, a AGRO tem ´décadas de história´ e sempre foi um ´elo de ligação com a malha agrícola e pecuária que desempenha um papel preponderante no Concelho e região´.

“É uma feira que traz a Braga os representantes das principais marcas, empresas produtoras e criações de gado, demonstrando a vitalidade do sector e a sua capacidade inovadora. Nestes períodos de crises, com a pandemia e a guerra na Ucrânia, percebemos que a produção nacional é um elemento estratégico para a auto-sustentação”, referiu.

Já Carlos Silva, administrador executivo da InvestBraga, apontou como objectivo ultrapassar os 25 mil visitantes nesta que será a primeira feira do sector com alívio das medidas de mitigação da pandemia de COVID-19. “As áreas de ocupação desta edição da AGRO são idênticas às de 2019, com a vantagem de este ano apresentarmos mais equipamentos e tecnologia. Temos um conjunto de novidades e de apostas que visam dar relevância aos sectores presentes, reforçando aquela que tem sido a política da organização ao canalizar muitos dos seus esforços para este certame”.

A decorrer numa área de 25 mil metros quadrados, os quatro dias de feira ocuparão o recinto exterior do Altice Forum Braga, o piso 0 e 1 do pavilhão, a Sala de Congressos, o Pequeno Auditório e a Galeria do recinto, estando prevista a realização de mais de 25 actividades paralelas e três exposições. A AGRO terá também uma área de alimentação com seis restaurantes com carne DOP e um espaço de experimentação e degustação.

De forma a incentivar a digitalização dos processos, os bilhetes para a AGRO estão à venda por €3 (mais taxa de serviço) em MEO BlueTicket (https://bit.ly/bilhetes-agro-2022) e nas bilheteiras do Altice Forum Braga. A compra dos bilhetes no local do evento fará com que o bilhete tenha um custo de €3,50. As crianças até 12 anos não pagam.

A Televisão da AGRO, as emissões de rádio a partir da feira e os espaços de experimentação são outras das novidades da AGRO.

Agro240322_092.jpg

Agro240322_061.jpg

Agro240322_067.jpg

Agro240322_047.jpg

BRAGA INAUGURA AMANHÃ A 54ª EDIÇÃO DA FEIRA INTERNACIONAL DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ALIMENTAÇÃO

A abertura da 54.ª edição da AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação tem lugar amanhã, no Altice Forum Braga. A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga e da InvestBraga.

A 54ª edição da Feira Internacional da Agricultura, Pecuária e Alimentação – AGRO arranca amanhã e promete dar um sinal de clara recuperação aos sectores da agricultura, pecuária e alimentação, apresentando um conjunto de novidades e de regressos. O certame, organizado pela InvestBraga, decorre numa área de 25 mil metros quadrados, sendo que os quatro dias de feira ocuparão o recinto exterior do Altice Forum Braga, o piso 0 e 1 do pavilhão, a Sala de Congressos, o Pequeno Auditório e a Galeria do recinto, estando prevista a realização de mais de 25 actividades paralelas e três exposições.

A AGRO terá também uma área de alimentação com seis restaurantes com carne DOP e um espaço de experimentação e degustação.

VIANA DO CASTELO: GRUPO FOLCLÓRICO DE CASTELO DO NEIVA EXPLICA A RIQUEZA DAS ALGAS COMO FERTILIZANTE AGRÍCOLA NATURAL

Aula a Bordo "Maré de Sargaço - Atividades Agro-Marítimas" no Centro de Mar!

A riqueza do mar não se restringe ao peixe nem às atividades relacionadas com a pesca. Existe um conjunto de atividades a que o povo se dedicou, até meados do século XX, e que consistiam em aproveitar de outra forma os recursos do mar.

A estas atividades, que complementavam os trabalhos do campo, dá-se o nome de: atividades agro-marítimas. Nas atividades agro-marítimas era utilizado o sargaço (ou argaço), nome pelo qual se designam as algas marinhas junto à costa e que representavam um dos adubos naturais mais empregados na faixa litoral do Alto-Minho.

Nesta aula a Bordo recebemos o Grupo Etnográfico de Castelo do Neiva para nos falar sobre a riqueza das algas enquanto fertilizante agrícola natural e da importância do trabalho dos sargaceiros no nosso concelho ao longo dos tempos.

25 de março das 10:30 às 11:30

Orador convidado: Grupo Etnográfico de Castelo do Neiva

Público-alvo: 1º e 2º ciclo

Modalidade: Presencial

Inscrições em www.cmia-viana-castelo.pt

275233579_1244512202623519_4824013693058766957_n.j

CRÉDITO AGRÍCOLA LANÇA CAMPANHA PARA APOIAR AGRICULTORES E EMPRESAS AGRO-ALIMENTARES

Sob o mote “À sua Produção some a Inovação”, a mais recente campanha de soluções específicas para Agricultores e Empresas Agro-alimentares do Crédito Agrícola, estará em vigor até dia 01 de Abril.

CA_Agricultura2022.jpg

O Crédito Agrícola acaba de lançar a nova campanha CA Agricultura com a prioridade de valorizar e apoiar os projectos de financiamento que incorporem as melhores práticas agrícolas e de desenvolvimento rural, promovendo a Eficiência Energética, a Inovação e a Sustentabilidade.

Sob o claim “À sua Produção some a Inovação”, esta campanha é dirigida a todas as Empresas e ENI dos segmentos Agricultura, Agroindústria e Florestas que necessitem de soluções financeiras e de protecção para a actividade corrente de fundo de maneio e para investimentos de médio e longo prazo nas explorações agrícolas que procurem implementar projectos de carácter estruturante.

Entre as soluções de financiamento, destaque para o crédito à tesouraria, para fazer face às necessidades do dia-a-dia, e para o crédito ao investimento que permite o financiamento, de médio e longo prazo, para a aquisição de imóveis, de equipamentos, de efectivos pecuários e de factores de produção, destinados à normal actividade das Empresas e dos Agricultores. Destaque ainda para o apoio à internacionalização das empresas e a existência de ofertas CA, como a Conta Depósitos à Ordem Empresas, os Cartões Visa Electron, os Cartões de Crédito CA Agricultura, os Cartões Clube A, o Cartão CA Buffet e o acesso ao Online Empresas.

Estão ainda disponíveis soluções de leasing mobiliário (veículos automóveis e máquinas agrícolas), leasing imobiliário para aquisição de bens imóveis (explorações agrícolas, instalação de agro-indústrias, armazéns, escritórios e espaços comerciais) e linhas de crédito protocoladas, que dão acesso às condições previstas nos protocolos de financiamento estabelecidos entre o Crédito Agrícola, o Banco Europeu de Investimento (BEI), Fundo Europeu de Investimentos (FEI) e as Sociedades de Garantia Mútua (SGM), destinados ao sector e à promoção de medidas de eco-eficiência.

Por fim, entre as soluções de protecção, destaque para os Seguros Não Vida, onde se incluem o CA Tractores e Máquinas Agrícolas e o CA CliniCard, bem como os Seguros Vida, onde se incluem o CA Empresa Viva, o CA Corporate e o CA Pessoa Chave.

Estas soluções visam contribuir para que se atinjam as metas que a Política Agrícola Comum (PAC) preconizará, como a promoção de um sector agrícola inteligente, competitivo, resiliente e diversificado, de modo a garantir a segurança alimentar a longo prazo; apoio e reforço da protecção do ambiente, incluindo a biodiversidade e a acção climática, contribuindo igualmente para o cumprimento dos objectivos da União Europeia em matéria de ambiente e de clima, nomeadamente, os compromissos assumidos no âmbito do Acordo de Paris; e, ainda, o reforço do tecido socioeconómico das zonas rurais.

Sobre o Crédito Agrícola:

O Grupo Crédito Agrícola é um grupo financeiro de génese cooperativa constituído, na sua base, por Caixas de Crédito Agrícola. O Grupo de âmbito nacional, com capitais exclusivamente nacionais, conta com mais de 430 mil Associados, mais de 1 milhão e 900 mil Clientes e mais de 600 Agências, distribuídas pelo território nacional. Foi fundado em 1911, tendo como foco inicial o apoio ao financiamento de agricultores em Portugal tendo, ao longo dos anos, expandido o âmbito da sua actividade para outros sectores e alargado a sua área de actuação. O Grupo é composto actualmente, para além das Caixas Agrícolas e da Caixa Central, por empresas dedicadas à actividade seguradora e a banca especializada.

Foi o primeiro banco a disponibilizar o contactless em Portugal, a oferecer o primeiro cartão de pagamento com chip e o primeiro cartão vertical, tendo sido pioneiro na disponibilização de pagamentos com Apple Pay aos seus clientes.

TERRAS DE BOURO: GABINETE DE APOIO AO AGRICULTOR E CONFAGRI PROMOVEM COLÓQUIO

O Município de Terras de Bouro, na continuação da política de apoio ao setor agrícola, reconhecendo a sua importância para a economia local, irá promover, através do seu Gabinete de Apoio ao Agricultor em parceria com a Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, CCRL (CONFAGRI), um colóquio destinado aos agricultores de Terras de Bouro e a todos os eventuais interessados nas matérias a abordar.

Cartaz-T.Bouro-Moimenta-2022.jpg

O evento realizar-se-á a 7 de fevereiro (segunda-feira), no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelas 10h00, e serão tratados os seguintes temas: Pagamentos diretos; Regime de pagamento base; Pagamento ecológico (Greening); Pagamento redistributivo; Apoio aos Jovens Agricultores; Regime da pequena agricultura; Apoios ligados à produção; Vacas aleitantes/leiteiras; Ovinos e caprinos e ainda no Desenvolvimento rural, as Medidas Agroambientais e MAZD (indemnizações compensatórias).

A organização informa que, em virtude da situação pandémica em que vivemos, e dado que o evento é presencial, será obrigatório o uso de máscara e o distanciamento social possível no espaço onde se irá realizar a reunião.

SECRETÁRIO DE ESTADO DA AGRICULTURA REUNIU COM EXECUTIVO MUNICIPAL E VISITOU EXPLORAÇÃO EM VIANA DO CASTELO

O Secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Rui Martinho, reuniu ontem com o executivo municipal para abordar diversos projetos em desenvolvimento. Na ocasião, o autarca Luís Nobre aproveitou para dar nota do ponto de situação do PIERACA - Plano de Intervenção no Espaço Rústico para Afife, Carreço e Areosa (PIERACA).

ABELO4994_geral.jpg

O plano, que prevê uma intervenção em 900 hectares de terrenos agrícolas nas três freguesias, pretende dar aos agricultores daquelas freguesias o potencial que ali está concentrado, para que possa ser mais rentável, quer para as suas famílias, quer para o concelho, quer ainda para a economia nacional.

O plano retomou um processo de emparcelamento das veigas daquelas três freguesias iniciado em 1989, e que está desajustado nos seus objetivos e funções face à atualidade.   Os 900 hectares da veiga daquelas três freguesias estão integrados no Plano Diretor Municipal (PDM) e no Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC). Com o PIER, aquela área poderá vir a ser dinamizada com os fundos do Portugal 2021.

Posteriormente, Rui Martinho visitou a Aromáticas Vivas, empresa classificada como o maior produtor nacional de ervas aromáticas frescas. A Aromáticas Vivas foi fundada em 2009 com o objetivo de ser, em Portugal, a maior e mais inovadora produtora de ervas aromáticas frescas. Conta, atualmente, com uma área de produção superior a 40.000 m2, produzindo e comercializando uma variada gama de ervas aromáticas em vaso e cortadas ao longo de todo o ano.

ABELO5087_mesa.jpg

ABELO5540_platas.jpg

ABELO5906_amores.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA INAUGURA FEIRA INTERNACIONAL DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ALIMENTAÇÃO

O Município de Braga inaugura a 53ª AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, em cerimónia que terá lugar amanhã, Quinta-feira, dia 16 de Setembro, pelas 12h00, no Altice Forum Braga.

241410217_4723479397683210_4008871110386946202_n.p

A AGRO vai apresentar de novo um vasto e diversificado programa de conferências e seminários e, também, um espaço dedicado a demonstrações, apresentações e degustações. As várias actividades paralelas serão promovidas por parceiros da organização e serão, certamente, um dos pontos fortes da Feira.

A AGRO junta os principais agentes do sector: agricultores, criadores de gado (raças autóctones e outras do sector agropecuário), produtores, importadores, armazenistas e revendedores dos sectores agroalimentar e pecuário, especialistas nacionais e estrangeiros dos vários sectores e público em geral.

A iniciativa contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, e do Administrador Executivo da InvestBraga, Carlos Silva.

BRAGA REALIZA FEIRA INTERNACIONAL DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ALIMENTAÇÃO

53ª edição da AGRO decorre entre os dias 16 e 19 de Setembro

A edição de 2021 da AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação contará com mais de 15.000 m² de exposição, 6 Restaurantes de Carne DOP, 80 expositores, 7 concursos e 13 actividades paralelas.

CMB13092021SERGIOFREITAS002151384259.jpg

Aproveitando as valências do Altice Forum Braga, a AGRO vai apresentar de novo um vasto e diversificado programa de conferências e seminários e, também, um espaço dedicado a demonstrações, apresentações e degustações. As várias actividades paralelas serão promovidas por parceiros da organização e serão, certamente, um dos pontos fortes da Feira.

O certame tem ainda espaço para os tradicionais concursos pecuários, que decorrem no interior do pavilhão num ringue com 300 m². No total, a Agro contará com sete competições: XXXII Concurso Nacional da raça Barrosã; IX Concurso Nacional da raça Cachena; Concurso da raça Arouquesa; Concurso da raça Maronesa; Concurso da raça Minhota; XV Concurso Nacional de Galinhas de Raças Autóctones e Concurso Nacional de Ovelhas de raça Bordaleira entre Douro e Minho e Churra do Minho.

A AGRO junta os principais agentes do sector: agricultores, criadores de gado (raças autóctones e outras do sector agro-pecuário), produtores, importadores, armazenistas e revendedores dos sectores agro-alimentar e pecuário, especialistas nacionais e estrangeiros dos vários sectores e público em geral.

O evento contará ainda com um conjunto de iniciativas de índole cultural protagonizadas pelos grupos culturais da Universidade do Minho.

Esta é uma das mais importantes feiras de agricultura do Noroeste Peninsular, sendo a mais importante feira de agricultura, pecuária e alimentação do Norte de Portugal, sendo a única feira portuguesa a integrar a Eurasco – European Federation of Agricultural Exhibitions and Show Organizers. A AGRO faz ainda parte das feiras acreditadas pela UFI – The Global Association of the Exhibition Industry, sendo todos os seus dados estatísticos (entradas, metros alugados, número de expositores) devidamente atestados.

Horários

16 de Setembro de 2021 - quinta-feira: das 10h00 às 23h00

17 de Setembro de 2021 - sexta-feira: das 10h00 às 23h00

18 de Setembro de 2021 - sábado: das 10h00 às 24h00

19 de Setembro de 2021 - domingo: das 10h00 às 20h00

Bilhetes

Gratuito até aos 12 anos

Maiores de 12 anos: 2€ / dia

SEGURANÇA / COVID-19

As condições de segurança sanitária dos espaços serão reforçadas, assim como o acesso simplificado a este evento, não sendo necessário a apresentação do Certificado de Vacinação e/ou teste negativo.

CMB13092021SERGIOFREITAS002151384261.jpg

EMPRESA ARCUENSE "SABORES DO VEZ" FOI PREMIADA NA FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA EM SANTARÉM

A empresa arcuense Sabores do Vez- Fumeiro Tradicional, viu os seus produtos serem premiados no Concurso Nacional de Enchidos Tradicionais, que se realizou na Feira Nacional de Agricultura, em Santarém.

IMG_0728.JPG

Este foi mais um reconhecimento da qualidade que os caracteriza, promovendo, para além da própria marca e produtos, o território de Arcos de Valdevez e a região da Peneda - Gerês, enquanto território de excelência, também, no que ao fumeiro tradicional diz respeito.

Para o grupo arcuense “este reconhecimento externo premeia, acima de tudo, a equipa de colaboradores da SABORES DO VEZ, que com o seu trabalho diário, mantém o foco na qualidade e no fazer bem, objetivo esse que foi o propósito que levou à criação deste projeto e que desta forma vê, de forma inequívoca, o seu trabalho e o seu contributo para a promoção da região, serem devidamente reconhecidos.”

De referir que no concurso Nacional de Enchidos Tradicionais participam inúmeros produtores de enchidos de todas as regiões do País. O júri é composto por especialistas independentes que, através de provas cegas, elegem os melhores produtos presentes a concurso.

A Câmara Municipal endereça os parabéns à Sabores do Vez, desejando-lhe os maiores sucessos na promoção dos seus produtos, os quais contribuem para alavancar o nome de Arcos de Valdevez e o território.

PAREDES DE COURA VAI TER LABORATÓRIO RURAL

Laboratório Rural nasce da parceria com Universidades, Institutos de Investigação, Comunidade Intermunicipal e Organizações Não Governamentais, de Portugal e Espanha

O Município de Paredes Coura juntamente com mais nove entidades -- Universidades, Institutos de Investigação, Comunidade Intermunicipal e Organizações Não Governamentais, de Portugal e Espanha – avançaram com uma parceria com o compromisso de estabelecer uma rede colaborativa para implementar e desenvolver o projeto denominado Laboratório Rural.

foto Laboratório Rural.jpeg

Laboratório Rural: alunos de engenharia florestal da Universidade de Vigo a acompanhar uma ação de gestão florestal em operações silvícolas com recurso a tração animal e promovida pela APTRAN, na Colónia Agrícola de Chã de Lamas. Para a Professora Joana Nogueira, da ESA-IPVC, “a tarefa que pudemos observar responde simultaneamente a objetivos de eficácia, eficiência, bem-estar animal, segurança laboral e redução dos impactos negativos da atividade humana sobre sistemas naturais com elevado valor de conservação”.

“O despovoamento rural e os avanços da floresta não são os melhores caminhos para assegurar com maior eficácia a proteção ambiental. A melhor forma de proteger o meio ambiente é através da presença humana nos territórios e da implementação de práticas inovadores que atualizam modos de produção, práticas e tecnologias antigas que respeitam o ritmo certo do mundo e garantam o equilíbrio ambiental entre o homem e a paisagem. Porque, no fundo, paisagem é relação”, defende Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, justificando assim este novo projeto: “O nosso Laboratório Rural nasce, precisamente, neste contexto de fazer as coisas bem e de forma sustentada com o conhecimento mais atualizado de instituições e cientistas em permanente diálogo com a comunidade”, salienta.

Tendo como área geográfica de intervenção o concelho de Paredes de Coura, com especial destaque para a Paisagem Protegida do Corno de Bico, o Laboratório Rural tem por objetivo estimular a inovação e o desenvolvimento rural, fazendo parte desta parceria a Universidade da Coruña, Universidade de Vigo, Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO – Universidade do Porto), Instituto Superior de Agronomia (Lisboa), Centro de Investigação de Montanha (CIMO – Instituto Politécnico de Bragança), Instituto Politécnico de Viana do Castelo, CIM Alto Minho, Associação Portuguesa de Tracção Animal e a Associação de Conservação do Habitat do Lobo Ibérico.

São propósitos deste Laboratório Rural estimular e responder a iniciativas das comunidades rurais que desejem adotar uma direção inovadora, mas sem os meios financeiros ou técnicos para fazê-lo. Mas também demonstrar a capacidade de renovar a ruralidade, explorar novos caminhos e soluções para as questões do desenvolvimento rural e ação climática, concentrando-se em abordagens ou modelos colaborativos ou baseados na comunidade. Aumentar o controlo das áreas rurais sobre seu futuro e seu desenvolvimento a partir de iniciativas das quais eles são os iniciadores e designers, mas também identificar caminhos de potencial sucesso e sustentáveis que possam servir de vitrine para outras comunidades rurais, captando e direcionando fontes de financiamento nacionais e/ou internacionais, articulando também a assistência financeira e acompanhamento técnico/investigação de projetos.

O desenvolvimento do projeto Laboratório Rural é participado por todas as entidades que subscrevem esta parceria, sendo a coordenação efetuada pelo Município de Paredes de Coura e com todas as atividades, ações e projetos de caráter técnico-científico, formativo, informativo e de promoção a realizarem-se neste concelho, nomeadamente na Paisagem Protegida do Corno de Bico.

ESPOSENDE: PRESIDENTE DA REPÚBLICA VISITOU SOCIEDADE AGRÍCOLA CARREIRA GONÇALVES

O Presidente da República visitou a Sociedade Agrícola Carreira Gonçalves, em Esposende.

A Sociedade familiar, gerida pelos irmãos José Manuel e Jorge Carreira Gonçalves, tem atualmente 140 vacas, uma sala de ordenha em carrossel e uma produção anual de 1,5 milhões de litros de leite.

Acompanharam o Presidente da República nesta visita o Presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira, o Presidente da Associação de Produtores de Leite de Portugal, Jorge Oliveira e o Presidente da União das Freguesias de Fonte Boa e Rio Tinto, Carlos Escrivães.

Texto: Presidência da República

Fotos: Rui Ochoa / Presidência da República

210510-prmrs-ro-0018-4118.jpg

210510-prmrs-ro-0005-3861.jpg

210510-prmrs-ro-0007-3879.jpg

210510-prmrs-ro-0011-3935.jpg

210510-prmrs-ro-0015-4035.jpg