Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

SAMUEL ÚRIA PARTICIPA O ANIVERSÁRIO DA CASA DAS ARTES DE FAMALICÃO

Espaço cultural famalicense celebra amanhã 15 anos ao serviço da Arte e da Cultura

A Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão está há quinze anos com o fôlego das grandes casas de espetáculo nacionais. O espaço cultural famalicense celebra esta quarta-feira, dia 1 de junho, mais um aniversário e não vai deixar passar a data em branco. O próximo fim-de-semana promete ser de festa e vai contar com um convidado especial: Samuel Úria.

Samuel Úria (foto de Rita Carmo) (2).jpg

 O músico português tem concerto agendado para esta sexta e sábado, dias 3 e 4 de junho, e é o principal nome das comemorações do 15.º aniversário da Casa das Artes. Samuel Úria prepara-se para apresentar em Famalicão o seu mais recente trabalho – “Carga de Ombro” – lançado no final do passado mês de abril e sucessor de “A Descondecoração” (2010) e “O Grande Medo do Pequeno Mundo” (2013).

Os concertos irão decorrer a partir das 22h30, no Foyer da Casa das Artes e terão um limite máximo de 150 espectadores. O bilhete tem o custo de 1 euro, reduzindo para metade para estudantes e portadores do Cartão Quadrilátero Cultural.

Antes da atuação de Úria, pelas 21h30, há ainda tempo para um outro momento. Falamos da apresentação da peça de teatro itinerante “Por Detrás do Sol”, um projeto performativo, coproduzido com a Narrativensaio.

Tocado e cantado ao vivo, “Por detrás do Sol” joga-se na hibridez entre o teatro e as artes plásticas, transpondo barreiras entre o real e o imaginário. Os intérpretes convocam o público para uma viagem pelas várias salas da Casa das Artes, experienciando atmosferas distintas em cada espaço. 
Trata-se de uma instalação encenada a partir de histórias de várias figuras das artes e da literatura, como Charles Baudelaire, Simone de Beauvoir, Chavela Vargas, Camilo Pessanha, Frida Kahlo e Florbela Espanca, que deambulam pelas salas falando sobre temas como o amor, o desamor a vida e a obra. 

Mas a programação de junho da Casa das Artes não se fica por aqui. Na música, destaque ainda para o concerto dos Grandfather’s House, no dia 25, no café concerto. A banda bracarense, cujo som viaja entre o rock e o blues, é composta por Rita Sampaio, Tiago Sampaio e João Costeira e acaba de lançar o seu disco de estreia, intitulado “Slow Move”.

No que toca a teatro, junho reserva-nos ainda dois outros momentos. No dia 17 e 18, o grande auditório recebe a peça “Lisístrata”, uma coprodução da Casa das Artes e a ACE – Escola de Artes de Famalicão, e no dia 25 de junho, a peça “A Fera Amansada”, uma adaptação da obra de William Shakespeare levada à cena pelo Jangada Teatro.

Por fim, o cinema, que continua a ser uma das grandes apostas do espaço cultural famalicense. “Os 33” e “10 Cloverfield Line” são algumas das propostas cinematográficas para este mês.

Mais informações no site oficial da Casa das Artes de Famalicão, em www.casadasartes.org