Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PRIMEIRA RONDA DAS REUNIÕES PÚBLICAS DESCENTRALIZADAS TERMINOU ONTEM EM CAMINHA E VILARELHO

No total intervieram 125 munícipes e as reuniões foram participadas por aproximadamente 1000 pessoas

Terminou ontem, na Junta de Freguesia de Caminha/Vilarelho, em Vilarelho, a primeira ronda das reuniões públicas descentralizadas. Durante um ano e meio aproximadamente, o executivo rumou a todas as juntas de freguesia do concelho para ouvir as preocupações e os desafios de cada um dos munícipes inscritos. No total intervieram 125 munícipes e as reuniões foram participadas por aproximadamente 1000 pessoas.

3M1A8929

Em jeito de balanço desta primeira ronda, Miguel Alves manifestou a sua satisfação pelos números e resultados alcançados: “Estas reuniões são de saudar e marcam a diferença. Estou satisfeito com o modo como têm corrido. Estas reuniões são momentos complementares a todos os outros fóruns de debate político que nós temos”.

Sobre as marcas já deixadas por este executivo Miguel Alves lembrou durante a cerimónia do 25 de abril: “abriram-se as portas aos cidadãos, facilitando o acesso direto ao núcleo de decisão municipal: no atendimento direto da Presidência agendado para cada segunda-feira, ora em Caminha, ora em Vila Praia de Âncora, foram feitas quase 500 entrevistas individuais desde o início do mandato; a Assembleia Municipal passou a ser transmitida em direto via internet, conta com milhares de visualizações e teve um efeito multiplicador na presença de pessoas em cada sessão; foram criadas as Reuniões Descentralizadas da Câmara Municipal e criou-se a figura do Provedor do Munícipe como cargo independente e intermediário entre o cidadão e a administração municipal. Mudamos para aumentar o escrutínio público”.

Recorde-se que as reuniões públicas descentralizadas são uma marca deste executivo liderado por Miguel Alves e tiveram início em janeiro de 2014, em Dem. Depois disso, o executivo esteve em Vila Praia de Âncora, Lanhelas, Gondar e Orbacém, Cristelo e Moledo, Argela, Vilar de Mouros, Riba de Âncora, Vile, Argas, Seixas, Âncora, Caminha e Vilarelho e Venade e Azevedo. No total foram 125 as pessoas que quiseram partilhar com o executivo as suas preocupações e nestes encontros entre executivo e munícipes participaram cerca de mil pessoas.

Os temas mais abordados ao longo destas 14 reuniões foram: acessibilidades, saneamento, PDM, iluminação, educação, transportes, desporto, cultura, entre muitos outros.

Miguel Alves lembrou em Vilarelho que estas reuniões públicas descentralizadas são a inovação deste mandato: “são importantes porque trazem ao executivo de forma mais direta as preocupações das populações”. De facto, as sessões públicas descentralizadas são um instrumento de participação que as pessoas têm à disposição para dialogar diretamente com os decisores políticos do concelho. Além de favorecerem a proximidade junto da população, estas reuniões permitem ao executivo ouvir, esclarecer e prestar contas da gestão municipal, contribuindo assim para a criação de elos de ligação mais fortes entre as pessoas e o executivo e para uma democracia local mais participativa.

3M1A8952