Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA PROMOVE SAÚDE ESCOLAR

Município de Ponte de Lima promove a saúde junto da comunidade escolar

O Município de Ponte de Lima, em conjunto com a Unidade de Cuidados na Comunidade Saúde Mais Perto, do Centro de Saúde de Ponte de Lima, está a desenvolver um conjunto de ações pedagógicas no âmbito do Programa de Saúde Escolar, integrado no Plano Nacional de Saúde.

A Câmara Municipal de Ponte de Lima está envolvida no projeto PASSE - Programa de Alimentação Saudável em Saúde Escolar, dando um importante contributo para a divulgação e conceção de materiais PASSE entre outros apoios.

O PASSE é um programa da Administração Regional de Saúde, I.P., em parceria com a Direção Regional de Educação do Norte. A criação e a gestão deste programa de promoção de alimentação saudável são do PASSE Regional do Departamento de Saúde Pública da ARS Norte, I.P., o qual realiza formação às equipas PASSE locais. São estas equipas PASSE que, em conjunto com os Agrupamentos de Escolas, desenvolvem e implementam o Programa.

Em Ponte de Lima, o PASSE é dinamizado pela equipa de Saúde Escolar da UCC Saúde Mais Perto do Centro de Saúde de Ponte de Lima, em parceria com o Serviço de Nutrição e da Unidade de Saúde Pública da ULSAM, que trabalham em parceria na promoção da saúde no contexto escolar, consciencializando os alunos nas suas escolhas alimentares, de forma a irem ao encontro das recomendações nutricionais.

Ainda neste contexto da alimentação, foi desenhado o PODE, o primeiro projeto que integra o Programa de Prevenção de Doenças Cardiovasculares da Unidade de Saúde Pública do Alto Minho (USPAM), que pretende envolver todas as zonas de alimentação coletiva das escolas do distrito. A construção de ferramentas que permitam às escolas a escolha e oferta de alimentos/refeições nutricionalmente equilibrados e higienicamente seguros, constitui o grande objetivo deste projeto.

No concelho de Ponte de Lima encontram-se em projeto 8 escolas, nomeadamente, Escola Básica António Feijó, Escola Básica da Feitosa, Escola Básica da Ribeira, Escola Básica e Secundária de Arcozelo, Escola Básica das Lagoas, Escola Básica de Freixo, Escola Básica e Secundária de Ponte de Lima e Escola Básica da Correlhã. Pretende-se alargar este projeto, gradualmente, a todas as escolas do concelho.

Para a execução do projeto irá ser utilizado material formativo e de avaliação, bem como um programa informático de análise nutricional a ser aplicado a todas as ementas escolares de forma a detetar eventuais erros e proceder à sua correção em tempo útil. O objetivo final será proporcionar uma alimentação equilibrada e nutricionalmente rica, sendo confecionada com todas a regras de higiene necessárias à saúde e bem-estar das crianças e jovens.

O PRESSE é o Programa Regional de Educação Sexual em Saúde Escolar, promovido pela Administração Regional de Saúde do Norte, I.P. (ARSN) através do seu Departamento de Saúde Pública (DSP) em parceria com a Direção Regional de Educação do Norte (DREN), que tem como finalidade incluir, nos projetos educativos e nos currículos das escolas básicas e secundárias, um programa de educação sexual estruturado e sustentado, para aumentar os fatores de proteção e para diminuir os comportamentos de risco dos alunos em relação à sexualidade.

Ainda no âmbito deste programa, serão criados Gabinetes de Informação e Apoio (GIA), que serão espaços dotados de profissionais da área da saúde e educação sexual, e darão apoio a um vasto leque de ações levadas a cabo nestas áreas. Será um espaço para os jovens esclarecerem dúvidas e serem encaminhados para serviços que permitam uma escolha consciente dos métodos contracetivos mais adequados.

Incluído no Plano Nacional de Saúde, o Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral (PNPSO), projeta uma estratégia global de intervenção assente na promoção da saúde, prevenção e tratamento das doenças orais, desenvolve-se ao longo do ciclo de vida e nos ambientes onde as crianças e jovens vivem e estudam.

O programa pretende criar, a nível nacional, uma base de dados sobre a saúde oral; elucidar e melhorar a alimentação e higiene oral, para desta forma diminuir as cáries dentárias e melhorar a saúde oral; diminuir as disparidades entre os grupos mais débeis da sociedade.

Para pôr em prática todas as ações previstas no programa, será necessário o envolvimento de todas as entidades necessárias à sua prossecução, tais como os profissionais de saúde, de educação, pais e autarquias.

Num contexto mais próximo, podemos encontrar o projeto SOBE (Saúde Oral Bibliotecas Escolares), que trata a saúde oral nas bibliotecas escolares, e que tem como objetivo a integração da saúde oral no currículo das escolas, para desta forma divulgar e sensibilizar crianças e famílias para esta temática tão importante.

As Escolas/Agrupamentos candidatam-se ao projeto através da plataforma online, com o apoio dos profissionais de saúde da Equipa de Saúde Escolar.