Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PEREGRINOS DOS PAÍSES DO LESTE EUROPEU DESCOBREM CAMINHO DE BRAGA A SANTIAGO DE COMPOSTELA

Primeiras peregrinas de leste já concluíram caminho Braga-Santiago

As duas primeiras peregrinas oriundas do leste da Europa a completarem a pé o Caminho da Geira Romana e dos Arrieiros, que liga Braga a Santiago de Compostela, chegaram esta semana à capital da Galiza com dois dias de diferença.

Mgdalena goras

A peregrina Magdalena Goras –  também a primeira mulher a cumprir sozinha este itinerário jacobeu -, da Polónia (Cracóvia), afirma que “gostou do espírito puro deste caminho de Santiago, uma rota solitária, mas em que a população gosta de ajudar”. “Muitas vezes fiquei impressionada com a hospitalidade dos habitantes das aldeias por onde passa o caminho”, destaca.

“As pessoas sabiam que eu era peregrina e senti-me tratada de maneira excecional. Foi uma experiência única. Estou grata por estes encontros, conversas, generosidade e ajuda”, explica a peregrina, de 44 anos, historiadora de arte e arquiteta, que se dedica ao património.

Magdalena Goras, que terminou o Caminho da Geira Romana e dos Arrieiros (ou Minhoto Ribeiro) na terça-feira, 25, considera “impressionante percorrer a natureza, às vezes desértica, encontrar aldeias desabitadas na floresta, com o encanto dos momentos misteriosos, ao encontro dos traços do caminho histórico no património e na memória das pessoas”.

Para Lana Mars, de 29 anos, que vive na Ucrânia (Kiev), “o principal durante o caminho foram os desafios pessoais”, que lhe permitiram conhecer-se melhor, as “aldeias quase abandonadas, o património histórico e os habitantes da região”.

“Podemos escolher muitos caminhos. Mas o meu principal sonho é que o Caminho da Geira Romana e dos Arrieiros seja oficializado o mais rapidamente possível. Tem muito edifícios históricos que eu gostava que estivessem abertos”, adianta a peregrina, que chegou a Santiago de Compostela na quinta-feira, 27.

“Mas por outro lado – salienta - não quero que se torne muito turístico, porque para mim o espírito do caminho inclui não ser muito comercial. Eu penso que este caminho vai escolher os seus próprios peregrinos porque é muito difícil. Não é para toda a gente”.

Estas duas peregrinas do leste da Europa palmilharam o traçado de 240 quilómetros apresentado em abril de 2017, em Braga, pela Associação Jacobeia do Caminho Minhoto Ribeiro (AJCMR), percorrido até agora por 300 pessoas, estimando-se que o número cresça bastante ainda no corrente ano.

O projeto que pretende reabilitar este itinerário histórico ganhou também a adesão da Associação Codeseda Viva que, como a AJCMR, pretende o reconhecimento do Caminho da Geira Romana e dos Arrieiros (ou Minhoto Ribeiro) e a sua consequente homologação até ao Ano Santo Jacobeu de 2021.

lana mars 2

Lana mars