Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

“PENSÃO FLOR & OPUS QUATRO” ATUA EM PONTE DE LIMA

30 de Novembro – 21h30 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

Os novos projectos da música portuguesa, que cada vez mais se afirmam no contexto musical nacional e internacional, continuarão a integrar a programação do Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, que na próxima quarta-feira, 30 de Novembro, véspera de feriado, apresenta o grupo Pensão Flor acompanhada de um projecto bem conhecido em Ponte de Lima, o qual integra duas intérpretes limianas e que dá pelo nome de Opus Quatro.

pensao_4x3_.jpg

“A história dos Pensão Flor começou absolutamente por acaso e junta… duas guitarras portuguesas. Tiago Curado de Almeida começou muito novo a ter aulas de guitarra portuguesa com Manuel Portugal. Mas durante alguns anos trocou-a pela guitarra clássica e por outras músicas que não a sonoridade característica do fado de Coimbra, a sua cidade. Em 2012, porém, Tiago foi convidado por Manuel Portugal a participar numa homenagem a António Portugal, mítico guitarrista de Coimbra e pai de Manuel. Tiago respondeu à chamada e a cumplicidade entre os dois foi retomada. Uma cumplicidade que cresceu de forma exponencial e criativa quando Tiago compôs, fruto das agruras e mágoas do amor, a sua primeira canção: “Entrega”. A semente dos Pensão Flor estava definitivamente lançada, muito mais canções nasceram e ao núcleo fundador dos Pensão Flor juntaram-se músicos oriundos de algumas das instituições musicais mais respeitadas da cidade como o GEFAC, a Brigada Victor Jara, os WrayGunn ou os Belle Chase Hotel: Vânia Couto, Luís Pedro Madeira, Luís Garção Nunes, Pedro Lopes e Gonçalo Leonardo. Foi com eles que Tiago e Manuel gravaram “O Caso da Pensão Flor” (2013), uma fantasia musical que tinha como protagonistas os hóspedes desta hospedaria.

Os Pensão Flor chegam ao seu segundo álbum, “Sul” (2016), com a renovada intenção de dar à música portuguesa novas, radiantes e inesperadas canções onde a música portuguesa de raiz – seja urbana como o fado de Lisboa ou de inspiração mais rural – encontra facilmente ecos noutras músicas deste mundo: o tango, a morna, a pop vintage ou a música erudita do romantismo. Uma música em que todos estes elementos se conjugam de uma forma orgânica, verdadeira, singela e de uma beleza deslumbrante. Com uma nova formação em que se mantêm os músicos, compositores e letristas Vânia Couto (voz), Tiago Curado de Almeida (guitarra clássica e voz) e Luís Pedro Madeira (piano e acordeão) – aos quais se juntaram Hugo Gambóias (guitarra portuguesa) e Ni Ferreirinha (baixo acústico) –, os Pensão Flor estão, em “Sul”, mais maduros, mais ousados, mais conscientes do caminho a seguir, das histórias que querem contar e das emoções que pretendem transmitir.”

“Fundado em Fevereiro de 2013, o Opus Quatro é um quarteto de cordas constituído por João Cristóvão e Miguel Gil, violinos, pela Susana Magalhães, viola de arco e pela Gabriela Magalhães, violoncelo, que averba inúmeras participações em cerimónias solenes e eventos sociais, além das realizações de carácter exclusivamente artístico e musical. Destacam-se as participações com o Cordis, Jorge Roque, Pensão Flor, Cuca Roseta, We Trust, Alberto Índio, Os Quatro e Meia, Império dos Sentados, João Gentil, Miguel Gameiro, Mariza e Anselmo Ralph. Contando com um repertório variado e formação incidindo no clássico, o Quarteto tem ancorado a sua jovem identidade na música ligeira e no fado.”

Os bilhetes encontram-se à venda no Teatro Diogo Bernardes (2,00€) e todas as informações podem ser obtidas pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

pensao_mupi_.jpg