Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

O CONCELHO DE CAMINHA É O SEGUNDO MAIOR DESTINO DO DISTRITO E O SEXTO EM TODO O MINHO

INE mostra que houve mais 35% de turistas, mais dormidas e maior impacto económico

É cada vez maior o número de turistas que procuram Caminha. O concelho foi o segundo,no contexto do Alto Minho, com mais turistas em 2015. Em todo a província do Minho, Caminha é agora o sexto destino mais visitado pelos turistas apenas ultrapassado por Braga, Guimarães, Viana do Castelo bem como por Terras do Bouro (Gerês) e Esposende. Os números são oficiais e estão publicados no Anuário Estatístico da Região Norte de 2015. De acordo com o documento, o aumento da procura de alojamentos turísticos, face a 2014, foi de 35 por cento, e o retorno para a economia local foi também significativo. Os proveitos da hotelaria no concelho de Caminha em 2015 superaram os2.2 milhões de euros.

artbeerfest.jpg

Segundo os números do Anuário Estatístico da Região Norte, um documento do Instituto Nacional de Estatística, 33.231 turistas pernoitaramno concelho de Caminha em 2015, o que nos coloca na segunda posição a nível distrital, com um crescimento extraordinário (35%) face ao ano anterior.

No“top 5” distrital (Viana, Caminha, Vila Nova de Cerveira, Ponte de Lima e Valença), Caminha foi também o município que mais cresceu de 2014 para 2015.

Com o fantástico resultado de 2015, Caminha deixou de ser o terceiro município com mais turistas no Alto Minho para passar a ser o segundo. À nossa frente ficou apenas Viana do Castelo, a capital do distrito, com 85.895 turistas. Em todo o Minho, Caminha passa para o sexto lugar dos destinos mais procurados.

Relevantes são ainda os dados sobre o número de dormidas, que também subiu: em 2014 registaram-se 49.044, passando em 2015 para as 67.109, o que se traduz num crescimento de 26 por cento.

Dados relevantes ainda são o crescimento global do número de estrangeiros - em 2014, 27 por cento dos hóspedes eram estrangeiros, enquanto em 2015 essa percentagem subiu para os 31por cento – e a diminuição do fator sazonalidade em 2015, quando comparado com o ano anterior: em 2014 apurou-se que 54,5 por cento das dormidas foram concentradas entre julho e setembro; já em 2015, só 51,5 por cento das dormidas se concentraram no mesmo período.

Segundo Miguel Alves, o Presidente da Câmara de Caminha, “estes números tornam evidente o acerto da estratégia que vem sendo seguida. A aposta na Cultura, a qualificação dos eventos, o reforço da comunicação no país e no estrangeiro, a melhoria do espaço público, a recuperação do património e o diálogo permanente com os agentes económicos que contribuem com investimento e divulgação dos seus equipamentos, começam a dar frutos extraordinários. Está à vista de todos: o concelho de Caminha recupera turistas, dimensão e prestígio.”

O Anuário Estatístico da Região Norte aponta também o impacto económico, registando proveitos da hotelaria no concelho de Caminha, em 2015, como referimos, superiores a 2.2 milhões de euros o que representa uma subida de 600 mil euros relativamente ao ano anterior.

Refira-se que as estatísticas da procura agora tornadas públicas são números oficiais do INE e referem-se a indicadores de hóspedes, dormidas e proveitos dos estabelecimentos turísticos por Município em 2015.