Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIOS DE FRONTEIRA REAFIRMAM IRMANDADE SOB O RIO MINHO

Os 13 concelhos da raia minhota - cinco portugueses e oito galegos -, procederam, esta terça-feira, à assinatura conjunta da Ata de Reconhecimento de Fronteira do Rio Minho. A cerimónia de periodicidade anual decorreu em pleno rio Minho, entre Vila Nova de Cerveira e Tomiño, a bordo do NRP Rio Minho da Marinha Portuguesa, e visa a afirmação das relações institucionais e sociais existentes no presente e para o futuro.

3M1A3636.jpg

A convite do Capitão do Porto de Caminha, o Capitão-tenente Pedro Miguel Costa, e do Comandante Naval do Miño, Ignacio Tobarra, estiveram presentes no NRP Rio Minho os representantes dos municípios portugueses de Caminha, Vila Nova de Cerveira, Valença, Monção e Melgaço, e dos concelhos galegos A Guarda, O Rosal, Tomiño, Tui, Salvaterra do Miño, As Neves e Arbo que, pela assinatura do documento, solidificaram a irmandade daquela linha imaginária do rio Minho, comprometendo-se com a continuidade da sua preservação e valorização.

Do lado português, a lancha NRP Rio Minho partiu de Vila Nova de Cerveira, levando a bordo os autarcas portugueses, e a lancha espanhola, Cabo Fradera, saiu de Tui, com os representantes galegos. As duas embarcações encontraram-se no meio do rio, para uma cerimónia conjunta que acontece pela quarta vez, e na qual se formalizou a assinatura do documento.

À semelhança dos seus homólogos, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, e as alcaldesas dos Ayuntamientos de O Rosal, Ánxela Fernández Callís, e de Tomiño, Sandra Gonzalez Alvarez, formalizaram a ata de vistoria de fronteira entre os dois países, onde consta que não se verificou qualquer alteração no percurso do referido curso de água.

Além dos autarcas, marcaram presença na cerimónia o Comandante da Capitania de Caminha, Pedro Costa, o Comandante da Capitania de Tui, Juan Diaz, o Presidente da Delegação Portuguesa da Comissão Internacional de Limites, Embaixador Mário Godinho de Matos, o Diretor Geral da Autoridade Marítima e Comandante Geral da Polícia Marítima, Vice-Almirante Luis de Sousa Pereira, e o Comandante de las Unidades de la Fuerza de Acción Marítima en Ferrol y Comandante Naval de Ferrol y La Coruña, D. Fernando José Suárez Fonseca.

A cerimónia oficial enquadra-se nos termos do Artigo 25º do Tratado de Limites entre Portugal e Espanha, de 29 de setembro de 1864, quando foi reconhecida a linha fluvial do rio Minho que serve de fronteira entre os dois países.

3M1A3707.jpg