Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO DE CAMINHA APRESENTA SOLUÇÃO PARA A CRISE VIVIDA PELOS BOMBEIROS DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Acordo com credores e apoio financeiro imediato do município deverão ser o início de um esforço repartido que libertará contas da Associação Humanitária

bombeiros 2

O presidente da Câmara Municipal de Caminha vai propor ao Executivo, já na próxima semana, a atribuição de um valor extraordinário imediato, de 15 mil euros, à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora, para fazer face aos novos compromissos que deverão ser assumidos com os credores, através de um acordo, que permitirá desbloquear as contas bancárias, penhoradas na sexta-feira passada. Este é o primeiro passo de um esforço repartido entre município, bombeiros e comunidade, que vai honrar o compromisso assumido e não honrado pelo anterior Executivo e pôr fim à intranquilidade que se abate há anos sobre os bombeiros de uma Vila que completa 90 anos precisamente no próximo dia 8 de julho.

As dívidas que atormentam a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora remontam ao ano de 2008 e dizem respeito a projetos de arquitetura e especialidades então encomendados a duas firmas, com vista à apresentação de uma candidatura que permitisse requalificar o cineteatro que é sua pertença.

O Executivo de então assumiu apenas verbalmente o pagamento dos projetos, mas nunca cumpriu o prometido. Isso mesmo está atestado em numerosos documentos, sobretudo troca de correspondência eletrónica entre as partes. Também a anterior direção dos bombeiros, designadamente Francisco Sampaio e o seu vice-presidente (senhor Adriano), confirmaram a promessa, que lhes foi feita de viva voz e na qual confiaram.

Situação financeira difícil impediu solução mais célere

Confrontado com mais estas dívidas, no valor, em conjunto, de cerca de 50 mil euros, o atual Executivo reuniu com os órgãos dos bombeiros, atuais e direção anterior, assim como com os arquitetos credores. Conforme Miguel Alves explicou hoje de manhã, as dificuldades financeiras encontradas na Câmara, com esta e várias outras “surpresas” semelhantes, não tornaram possível encontrar uma solução no tempo dos arquitetos. Sexta-feira passada, chegou a notícia da penhora das contas por parte de uma das empresas, credora de 30 mil euros, a que já acrescem juros e custos que elevam o valor para os 37 mil euros sensivelmente.

Ainda na sexta-feira, Miguel Alves reuniu com a Associação Humanitária e começou a desenhar-se uma solução, apresentada, em conferência de imprensa, hoje de manhã. Entretanto, o advogado dos bombeiros, com as garantias do apoio da Câmara, está em vias de conseguir um acordo de faseamento da dívida em 12 prestações e a Câmara garante não apenas os primeiros pagamentos, como está a trabalhar para que esta e a outra dívida possam ser pagas, deixando os bombeiros livres para a prestação dos importantes serviços de que a comunidade necessita.

“Estou aqui para honrar esse compromisso”

Assim, além dos 15 mil euros, Miguel Alves aproveitou o fim de semana para negociações com os promotores do concerto de Anselmo Ralph, que atuará a 9 de agosto, em Vila Praia de Âncora, no âmbito do “verão 5 estrelas” e conseguiu que parte do valor dos bilhetes (2,5 euros por bilhete) revertesse para a Associação Humanitária. Tedo em conta as previsões para o concerto, esta receita, a juntar ao subsídio extraordinário do município, deverá permitir reunir cerca de 27.500 euros. Aqui, entrará também a comunidade, que será chamada a apoiar, através da compra dos bilhetes, os seus bombeiros, tendo o presidente da Câmara apelado à participação e ao esforço conjunto.

A Câmara porém vai mais longe e está a preparar outros projetos, desde logo a exploração de parques de estacionamento em Vilar de Mouros, nos dias do Festival, que beneficiarão também os bombeiros de Caminha.

Miguel Alves revelou também que está a ser preparado um espaço comercial junto à praia, que deverá ser entregue aos Bombeiros de Vila Praia de Âncora para exploração.

“Estou aqui para honrar esse compromisso”, disse o presidente da Câmara, referindo-se à promessa verbal dos antecessores. “Hoje sabemos a verdade sobre este assunto e vamos resolver este problema que nos criaram e que herdámos”.