Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

HIPERMERCADO “CONTINENTE” QUER INSTALAR-SE EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Câmara Municipal de Caminha está a analisar pedido de informação prévia para instalação de superfície comercial da SONAE em Vila Praia de Âncora. Em causa investimento de 6,5 milhões de euros e criação de uma centena de postos de trabalho

Deu entrada nos serviços da Câmara Municipal de Caminha, no final da passada semana, um pedido de informação prévia (PIP) da SONAE, para instalação de uma superfície comercial em Vila Praia de Âncora, da marca Continente, segmento Continente Bom Dia, que prevê a criação de uma centena de postos de trabalho e um investimento de 6,5 milhões de euros.

O promotor pretende instalar o equipamento em terrenos já adquiridos no Lugar de Sandia, junto à entrada Norte de Vila Praia de Âncora. A superfície comercial em causa tem uma área de implantação de 2.700 metros quadrados, incluindo armazéns.

O segmento Continente Bom Dia é uma das marcas da SONAE, constituindo superfícies em que predomina a área alimentar, sem lugar a instalação complementar de outras marcas do mesmo grupo.

A superfície prevista para Vila Praia de Âncora, como complementos da área principal, tem apenas uma pequena para-farmácia e uma cafetaria.

A Câmara Municipal entende que uma superfície deste tipo causa sempre algum impacto junto do comércio local e vai acompanhar todo o processo, por forma quer a minimizar as consequências junto das pequenas empresas locais, quer potenciando a presença e o relacionamento com o grupo SONAE.

No âmbito das negociações em curso, o presidente da Câmara, Miguel Alves, assegurou que a generalidade dos postos de trabalho serão ocupados por pessoas do concelho, recrutadas sobretudo entre a população desempregada, constante da Bolsa de Emprego da Câmara.

Durante as negociações, Miguel Alves garantiu também a promoção de parcerias com empresas locais, designadamente para o fornecimento de produtos para a loja.

Durante os últimos anos, o concelho perdeu várias empresas, nomeadamente na área de Vila Praia de Âncora, tendo como consequência numerosos desempregados e perdas em matéria de economia. A intenção da Câmara é inverter esta situação, criando mais emprego, proporcionando às pessoas condições para permanecerem na sua Terra, junto das suas famílias, com mais esperança, criando ao mesmo tempo uma nova atratividade para o concelho.