Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GUIMARÃES REQUALIFICA RUA PADRE GASPAR RORIZ

REQUALIFICAÇÃO DA RUA PADRE GASPAR RORIZ

Rua que liga o Campo da Feira à Igreja de São Francisco em obras até agosto

Programa de trabalhos terá duas fases. Intervenção atende às características da rua, natureza e duração da empreitada.

Guimaraes_Rua_Padre_Gaspar_Roriz.JPG

A Câmara Municipal de Guimarães iniciou esta segunda-feira, 13 de junho, a requalificação da Rua Padre Gaspar Roriz, via de sentido único que liga o Largo República do Brasil à Igreja de São Francisco e que terá o trânsito condicionado até ao próximo dia 16 de agosto para a realização de uma intervenção cujos trabalhos serão divididos em duas fases ao longo dos dois meses.

A obra, integrada no âmbito da requalificação do Parque das Hortas e da área envolvente, inclui a reformulação das redes de drenagem de águas pluviais, saneamento, eletricidade e telecomunicações, bem como a melhoria das condições de circulação pedonal naquela artéria paralela ao Edifício S. Francisco Centro, na cidade de Guimarães.

A 1ª fase de intervenção na Rua Padre Gaspar Roriz decorrerá até ao dia 11 de julho e consiste na interrupção do trânsito entre o Largo da República Brasil e o Lar de São Francisco. Durante este período, o acesso à Rua Padre Gaspar Roriz será efetuado pela Alameda São Dâmaso, invertendo o sentido atual da rua, uma vez que serão executados trabalhos entre o Campo da Feira e a Ordem de São Francisco.

Já a 2ª fase da empreitada entra em vigor no dia 12 de julho e prolonga-se até 16 de agosto, sendo interrompido o tráfego rodoviário na outra metade da rua, ou seja, entre a Alameda de São Dâmaso (Sul) e a Ordem São Francisco. A postura de trânsito, por sua vez, será igualmente invertida e o acesso passará a ser feito pelo Campo da Feira, tal como sucedia antes do início das obras.

Durante a execução da intervenção, será também proibido o estacionamento em toda a extensão da via. O trânsito pedonal, onde os trabalhos interferem e condicionam as vias, será garantido. No decurso da obra, será constituída uma rua sem saída apenas para utilização dos moradores, estando também assegurado o acesso a garagens, infantário e lar da Ordem de São Francisco.