Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GUIMARÃES REFORÇA RECOLHA DE RESÍDUOS URBANOS NO CENTRO HISTÓRICO

MORADORES ESTÃO A ADERIR A MODELO PIONEIRO

Guimarães reforça recolha de resíduos urbanos no Centro Histórico com nova viatura

Objetivo é aumentar a capacidade de recolha e, consequentemente, melhorar o serviço. Habitantes têm aderido ao novo sistema.

Guimaraes_CH_Viaturas

O Centro Histórico de Guimarães passou a dispor de mais um veículo de recolha de resíduos urbanos, no âmbito do projeto pioneiro recentemente implementado pela Câmara Municipal, onde cidadãos e empresários da zona histórica só pagam o lixo que produzem. A viatura híbrida, com capacidade de armazenamento para 2 metros cúbicos de volumes e uma autonomia de 350 quilómetros, junta-se à viatura elétrica que iniciou o sistema “PAYT”, sigla da expressão inglesa “Pay-as-you-throw”, que significa “Paga o que produz”.

A recolha de lixo já está a ser efetuada por estas duas viaturas que percorrem todo o Centro Histórico em diferentes períodos do dia e onde o cidadão deve entregar diretamente o seu saco de lixo indiferenciado ou reciclável (papel, vidro, plástico). O Município de Guimarães já retirou os contentores e outro mobiliário urbano destinado ao depósito de resíduos. Além dos mini ecopontos, os utilizadores precisam de sacos plásticos apropriados que, nesta fase inicial, serão distribuídos gratuitamente pela empresa municipal “Vitrus”.

«É disponibilizado um mini ecoponto por cada habitação para a separação do lixo reciclável e cada morador ou comerciante vai passar a utilizar sacos próprios e adequados à deposição do lixo doméstico. Quantos menos sacos utilizar, menos vai pagar», refere Amadeu Portilha, Vice-Presidente da Câmara Municipal, com competências delegadas na área do Ambiente. «O objetivo da Autarquia e da Vitrus é que cada utilizador defina a tarifa que vai pagar, na medida em que quanto mais separar e menos lixo doméstico produzir, menos sacos vai utilizar e menos vai pagar», acrescentou.

Vários colaboradores da empresa municipal estão já no terreno com o objetivo de auscultar os utilizadores e ajudar a esclarecer como funciona o novo sistema. «Nesta fase inicial de implementação, continuamos a ouvir as pessoas por forma a percebermos como podemos melhorar a nossa atuação e, para já, estão a aceitar bem o novo modelo», considera Daniel Pinto, administrador da empresa municipal.

As viaturas de recolha do lixo realizam várias passagens diárias por todas as ruas do Cento Histórico, iniciando o seu percurso, de segunda a quinta, às 07:30 horas, com novas passagens às 09h30, 15h30, 19h30, 21h30 e 00h30. Às sextas e sábados, é efetuada uma passagem extra às 02h30. Fora destes períodos, é proibida qualquer deposição de lixo na via pública.