Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

“GREEN WEEKEND” EM GUIMARÃES COMEMORA DIA DO AMBIENTE

Primeiro autocarro elétrico português estreou-se em Guimarães no fim de semana do ambiente. Entre 13 de junho e 04 de julho, volta à Cidade Berço para realizar novos testes de circulação e adaptação ao meio urbano.

Guimaraes_Green_Weekend.JPG

Um sucesso. É desta forma que se pode avaliar a primeira edição da Green Weekend que, ao longo de dois dias, levou até ao “coração” verde da cidade o ambiente nas suas mais variadas formas. Investigação científica, educação ambiental, gastronomia, cultura e desporto juntaram-se no “Bosque Urbano” de Guimarães para mostrar que o futuro pode e deve ser mais sustentável e mais verde.

Promovido pelo Município de Guimarães e pelo Laboratório da Paisagem, a Green Weekend, inserida na preparação da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020, juntou mais de três dezenas de parceiros e recebeu a visita de muitos milhares de pessoas. Motivos não faltaram, com atividades desde palestras ou workshops de cozinha a atividades físicas diversas e viagens no primeiro autocarro português 100% elétrico, que realizou os seus primeiros quilómetros na Cidade Berço e que circulará, a breve trecho, ao serviço dos Transportes Urbanos, como anunciou o Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, na abertura do evento.

No balanço ao fim de semana verde, Amadeu Portilha, Vice-Presidente e Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Guimarães, afirmou que «o objetivo foi conseguido». «Quando decidimos fazer esta iniciativa no centro da cidade, queríamos trazer o trabalho e a mensagem deste grande desígnio que queremos atingir, que é um dia ter condições para que Guimarães possa ser Capital Verde Europeia».

«Nestes dois dias procuramos mostrar às pessoas um pouco do trabalho que está a ser feito, muito dele no recato dos nossos gabinetes, sabendo que, com algumas alterações no comportamento, podemos ajudar a mudar o Mundo. Pequenos gestos que podem ajudar a mudar também a nossa cidade, que já é fantástica a tantos níveis, mas também aqui pode nascer um exemplo de uma cidade que se preocupa com a sustentabilidade ambiental», concluiu Amadeu Portilha, que anunciou nova edição para o próximo ano.