Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAMÉDICA APOIA MISSÃO HUMANITÁRIA EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Luvas esterilizadas e não esterilizadas, batas cirúrgicas, pensos e adesivos foram alguns dos produtos doados pela empresa bracarense

A Bramédica, empresa bracarense de distribuição de equipamentos médicos e hospitalares e material cirúrgico em todo o território nacional, doou hoje um conjunto de material médico e cirúrgico à Associação - Missão Humanitária Médico-Cirúrgica “Be@live”.

Luvas esterilizadas e não esterilizadas, batas cirúrgicas, pensos e adesivos servirão para auxiliar a ação dos vários médicos-cirurgiões, anestesistas, ginecologistas/obstetras, enfermeiros de anestesiologia, circulantes e instrumentistas na próxima missão humanitária em São Tomé e Príncipe, onde as carências de meios humanos e de material hospitalar são muitas.

Esta Missão Humanitária Médico Cirúrgica, que irá decorrer entre os dias 20 de setembro e 4 de outubro de 2019, visa levar uma equipa médico-cirúrgica completa para atuar nas áreas de cirurgia geral e ginecologia/obstetrícia. No Hospital Central de São Tomé, onde vai decorrer a missão, existem duas salas de bloco operatório pelo que se objetiva ajudar um maior número de pessoas. Com duas equipas a realizar cirurgias e consultas em simultâneo, estima-se conseguir operar entre 80 a 100 doentes neste período.

Estas missões médico-cirúrgicas realizam-se nos mais carenciados países da Comunidade de Língua Portuguesa. A Associação já operou cerca de 257 doentes e fez mais de 1000 consultas médicas, números que podem parecer insignificantes, mas que tiveram um impacto significativo naquelas populações. O acesso a cuidados de saúde diferenciados é escasso, pelo que esta intervenção consegue contribuir, também, para a diminuição da mortalidade materno infantil e para que os pais e mães melhorem a sua saúde e continuem a cuidar dos seus filhos.

A Responsabilidade Social é uma das apostas da Bramédica, que comemorou o seu 37º aniversário a 16 de junho. Esta é apenas uma das ações de cariz solidário planeadas pela empresa de Braga. “A Responsabilidade Social foi sempre uma preocupação nossa. Acreditamos que, enquanto empresa, devemos também trabalhar para a construção de uma sociedade mais justa e solidária”, afirma Manuel Martins, CEO da Bramédica.

Nos últimos anos, a Bramédica tem apresentado um crescimento bastante significativo, pelo que o seu sentido de responsabilidade tem crescido gradualmente também. No ano passado, o objetivo passava por consolidar o volume de faturação promovendo a estabilidade empresarial, mas acabou por ser superado e 2018 foi o melhor ano de sempre da empresa.

A Bramédica, certificada pelo INFARMED, I.P., é reconhecida pela qualidade, alta tecnologia e serviço personalizado de distribuição de equipamentos médicos, hospitalares e material cirúrgico, em todo o território nacional, pelo que para 2019 os objetivos são mais arrojados, com uma perspetiva de crescimento maior, de acordo com as estratégias definidas. São vários os projetos em negociação e já em desenvolvimento com o objetivo de criar um dinamismo superior na empresa, ao nível das vendas, da competitividade no mercado e, ao mesmo tempo, do alcance de potenciais clientes.

Sobre a Bramédica

Atuando em áreas como a fisioterapia, o desporto, a cardiologia, a ginecologia/obstetrícia, a ortopedia, o bloco operatório, a medicina no trabalho, a dentária e, mais recentemente, a área farmacêutica, o catálogo da Bramédica tornou-se muito mais vasto e completo. No entanto, a sua capacidade de resposta não diminuiu, estando preparada para responder de forma célere e eficiente ao pedido mais exigente.

Sempre com o principal objetivo de satisfazer os seus clientes, desenvolve um trabalho de elevado profissionalismo em colaboração com os seus parceiros, garantindo que os produtos e serviços prestados correspondem às mais altas exigências do mercado.

Sobre a Missão Humanitária Médico-cirúrgica “Be@live”

A “Be@live” é constituída por uma equipa de profissionais de saúde: médicos-cirurgiões, médicos anestesistas, médicos ginecologistas/obstetras e enfermeiros de anestesiologia, circulantes e instrumentistas, que levam a cabo missões humanitárias de forma voluntária e missionária em países subdesenvolvidos e com carência elevada na área da saúde.

O material médico necessário para os procedimentos cirúrgico é comprado, recolhido e angariado em Portugal. Posteriormente é transportado e acompanhado pela Equipa para os locais onde decorrem as missões humanitárias.

As missões são de curta duração, cerca de 15 dias, durante os quais a equipa promove procedimentos cirúrgicos, consultas e assistência médica as populações locais. Neste período são efetuados cerca de 50 procedimentos cirúrgicos e várias dezenas de consultas médicas a população local.