Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO É CIDADE EDUCADORA DESDE 2010

Mais de mil alunos de Famalicão celebraram o Dia Internacional das Cidades Educadoras

Mais de um milhar de crianças e jovens do concelho de Vila Nova de Famalicão participaram nesta quarta-feira, 30 de novembro, nas comemorações do Dia Internacional das Cidades Educadoras que foi assinalado pela primeira vez pela Associação Internacional das Cidades Educadoras (AICE).

AFS_9578.jpg

A educação atravessou os muros da escola e estendeu-se por toda a cidade, invadindo as ruas, os espaços públicos e instituições.

Vila Nova de Famalicão, como Cidade Educadora e membro da Associação Internacional das Cidades Educadoras, juntou-se à iniciativa lançando o repto à comunidade educativa para que explorasse e abordasse, de uma forma lúdica, o conceito de Cidade Educadora e os princípios subjacentes nos diversos contextos da escola.

Várias foram as escolas que aderiram à iniciativa, com a organização de atividades diversificadas, desde pintura de murais, peças de teatro, workshops, pintura de uma parede da paragem do autocarro junto a uma escola e leitura pública do manifesto pelo vereador da Educação, Conhecimento e Empreendedorismo, Leonel Rocha. A esta iniciativa juntaram-se escolas dos Agrupamentos de Escolas de Ribeirão e Camilo Castelo Branco.

Para além disto, foram preparadas algumas atividades na Praça e Alameda D. Maria II e junto às escolas Camilo Castelo Branco e D. Sancho I, nomeadamente a realização de uma exposição em movimento sobre os princípios das cidades educadoras, em que os alunos entregavam às pessoas que passavam na rua pequenos prospetos e explicavam o conceito de cidade educadora, previamente trabalhado nas respetivas aulas. Decorreu também uma exposição de Estátuas Vivas, retratando os diversos contextos e vivências de uma cidade. Estas atividades estiveram a cargo da ACE – Escola de Artes de Famalicão.

Ao mesmo tempo, junto às Escolas Camilo Castelo Branco e D. Sancho I, realizou-se também uma peça de teatro de rua intitulada “À procura de uma escola para o Ismael”, interpretada pela Companhia de Teatro ADN da PASEC.

AFS_9621.jpg