Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO CELEBRA DIA DO CONCELHO

Dia do Concelho celebrado sob o signo da coesão e do empreendedorismo Famalicão premiou 15 projetos inovadores a pensar no futuro

As hortas adaptadas a pessoas com deficiências e incapacidades, criadas pelo Centro Social e Paroquial de Ribeirão, e as peúgas com tratamento antibacteriano, apresentadas pela empresa “Peúgas Carlos Maia”, são dois exemplos de ação visionária, que o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, premiou esta quarta-feira, 29 de setembro, no âmbito das comemorações do Dia do Concelho.

Centro Social e Paroquial de Ribeirão recebeu selo de excelência.jpg

Estes dois exemplos fazem parte de um rol de 15 projetos vencedores considerados como “um farol a seguir para o futuro do concelho”. Todos eles foram galardoados com um selo de excelência Famalicão Visão’25, durante uma cerimónia que decorreu junto aos jardins dos Paços do Concelho e contou com a presença de autarcas, responsáveis pelas associações e instituições do concelho, diretores de agrupamentos de escolas e um vasto conjunto de pessoas, que fazem parte das forças vivas de Famalicão.

Os selos Famalicão Visão’25 materializam-se num símbolo de excelência, identificando as iniciativas, ações e projetos que expressam e estimulam os valores da comunidade e a identidade famalicense, em harmonia com o Plano Estratégico de Famalicão. No fundo, reconhecem as boas práticas de empresas, instituições e associações com impactos assinaláveis no território, na economia e na sociedade. A atribuição de selos dividiu-se em quatro categorias: Famalicão Made IN que distinguiu sete projetos; B-Smart Famalicão que premiou quatro projetos e Força V - Famalicão Voluntário e Famalicão Comunitário que galardoaram dois projetos cada.

Neste final de dia de outono, que mais parecia de verão, o cenário foi perfeito para enaltecer o concelho de Vila Nova de Famalicão, representado pelas suas freguesias e pelas suas gentes. Paulo Cunha relembrou o “ato fundador de enorme relevo” do concelho que unia todos os presentes, assinalando que “quando em 1835, António Ribeiro Queiroz Moreira liderou uma comissão instaladora composta por sete famalicenses que tinham a missão de concretizar a proclamação da rainha D. Maria II e criar o concelho de Famalicão, aquilo que estes sete famalicenses fizeram foi o embrião do que nós 181 anos depois queremos que continue a ser o nosso concelho”. E sublinhou: “Um concelho composto por 49 comunidades, coeso e equilibrado, onde não existam diferenças entre o centro e a periferia e onde todas as pessoas possam usufruir das mesmas condições para concretização dos seus projetos”.

Para o autarca “o ato instituidor do concelho que a cada ano queremos lembrar serve muito mais do que para fazer uma referência ao passado, serve para lançarmos o futuro”. Assim, ficou desde logo instituído que a entrega dos próximos Selos Famalicão Visão’25 irá decorrer no Dia do Concelho 2017. Ficou ainda estipulado que as comemorações do Dia do Concelho serão itinerantes ditando o sorteio que a próxima freguesia a acolher a cerimónia será Pedome.

“A construção de uma comunidade nunca dependerá de um homem só e o progresso deste concelho nãirá depender só da Câmara Municipal, dependerá de Famalicão e dos famalicenses”, salientou ainda Paulo Cunha.

OS PROJETOS VENCEDORES

A atribuição de Selos Famalicão Visão’25 terá continuidade pelo menos até 2025 sendo que as candidaturas do próximo ano já estão abertas e decorrem até final de maio de 2017.

No que se refere aos vencedores deste ano destaque para a categoria Famalicão Made IN que distinguiu sete projetos, nomeadamente as peúgas com tratamento antibacteriano da empresa Peúgas Carlos Maia; o Colégio Bilingue – 1º Ciclo da Mundos de Vida; o projeto Injex – de 2013 a 2019’ da empresa Pinheiro de Lacerda, o II – Plano de Internacionalização Sustentável da Marjomotex II – Confeções; o projeto NETT – Novas Empresas Tecnológicas Têxteis do CITEVE - Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário; o projeto de internacionalização da marca âme moi da empresa AMBLV Acessórios de Luxo e ainda o projeto Wingsys Versão 2.0 da Famasete.

No que diz respeito à B-Smart Famalicão, foram premiados as ações do Bgreen / Ecological Film Festival’ da Oficina - Instituto Nun'Alvres; a Feira de Produtos da Terra da Comissão Social Inter-Freguesias do Vale do Este; as Hortas Acessíveis do Centro Social Paroquial de Ribeirão e Projeto SER – Sempre em Reabilitação do Centro Social e Cultural S. Pedro de Bairro.

No âmbito da Força V - Famalicão Voluntário, os selos distinguiram o Núcleo Re-food de Vila Nova de Famalicão da organização Re-food 4G e o projeto Time4U – Bolsa de Voluntariado e Participação Ativa Juvenil da associação YUPI – Youth Union of People With Initiative.

Por fim, na categoria Famalicão Comunitário foram reconhecidos o projeto CEVE Solidária da Cooperativa Elétrica do Vale do Este, pelo seu papel de desenvolvimento de serviço comunitário de excelência e de governação amigável para os cidadãos e ainda o projeto de Requalificação da Escola Básica de Arnoso Santa Eulália da Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB Quintão e Jardim de Infância Mosteiro – Arnoso Santa Eulália pelo seu papel de serviço comunitário exemplar, ascendendo a um novo patamar na participação cívica.

Cerimónia decorreu nos Paços do Concelho.jpeg