Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO AMPLIA CEMITÉRIO DE RIBA DE AVE

Bênção da ampliação do cemitério de Riba de Ave decorreu este domingo. Famalicão já investiu mais de 2,1 milhões de euros nos cemitérios do concelho desde 2002

O Dia de Todos os Santos, que se assinala nesta terça-feira, 1 de Novembro, fica habitualmente marcado pela romagem aos cemitérios, num dia em que se presta homenagem aos familiares e amigos que já partiram. Em Vila Nova de Famalicão, a tradição mantém-se.

DSC_0508.jpg

As condições dos cemitérios do concelho têm sido, de resto, uma das preocupações da Câmara Municipal que tem encetado aos longos dos últimos anos um plano de ampliação, reabilitação e modernização dos vários cemitérios do concelho, em conjunto com as Juntas de Freguesia.

Desde 2002, a autarquia famalicense investiu já mais de 2,1 milhões de euros, na intervenção de 33 cemitérios do concelho.

O último a ser intervencionado foi o cemitério da vila de Riba de Ave, cuja bênção se realizou este domingo, numa cerimónia que contou com várias dezenas de populares. A obra que permite colmatar uma das principais necessidades da freguesia, vai trazer maior dignidade, conforto e consolo à população que nesta terça-feira, irá participar nas cerimónias do Dia de Todos os Santos.

“O melhoramento dos nossos cemitérios é uma preocupação constante da autarquia”, refere a propósito o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, explicando que “depois da conclusão das obras em Riba de Ave, a autarquia quer concluir rapidamente as obras em Mogege, Gavião e Castelões, que estão neste momento a decorrer”. De seguida, a autarquia espera, a médio prazo, intervir também nos cemitérios de Gondifelos, Oliveira São Mateus e Antas.

O objetivo, explica Paulo Cunha, é dar resposta a uma das necessidades mais prementes das populações destas freguesias. "É fundamental dar essa dignidade aos cidadãos e honrar a memória dos que partiram”, acrescenta.

Ciente da importância que o tema representa para a população, Paulo Cunha salienta que o assunto tem merecido toda a atenção por parte do executivo municipal, que para além das obras, tem também apoiado as juntas de freguesia na criação de infraestruturas necessárias para uma limpeza rápida dos cemitérios, como áreas destinadas a arranjos florais e casas do lixo. 

DSC_0514.jpg

DSC_0549 (1).jpg