Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESPOSENDE APOIA SECTOR AGRÍCOLA

Município de Esposende já concedeu incentivos ao investimento a 26 empresários do setor agrícola

O Município de Esposende procedeu, no dia 6 de fevereiro, à assinatura de contratos de investimento com vinte empresários agrícolas do concelho. Em causa está a isenção de taxas concedida ao abrigo do Regulamento de Concessão de Incentivos ao Investimento, bem como o apoio à legalização de unidades produtivas possibilitando o acesso a fundos comunitários.

_DSC2299.jpg

Desde que está em vigor, este regulamento já permitiu apoiar 26 empresários do setor agrícola, sendo que o montante dos benefícios se eleva a 57.826 euros. Esta política de apoio é justificada com a relevância que o setor agrícola assume no contexto empresarial do concelho.

Na sessão realizada nos Paços do Concelho, o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, expressou a sua satisfação pela expressiva adesão dos empresários agrícolas a esta medida, possibilitando a viabilidade de negócios que em muito contribuem para a dinâmica empresarial concelhia.

_DSC2342.jpg

Apesar da isenção de taxas e da concessão de benefícios fiscais se traduzirem numa perda de receita para o Município, para Benjamim Pereira há um benefício maior a considerar, que é a manutenção no concelho das empresas e dos postos de trabalho associados a tão importante setor.

Sobre o Regulamento de Concessão de Incentivos ao Investimento, o Presidente Benjamim Pereira lembra que proporciona um conjunto alargado de benefícios, entre os quais reduções e isenções de taxas e concessão de benefícios fiscais, para quem se instale e crie postos de trabalho no concelho, bem como para os agentes que pretendam ampliar os seus negócios ou criar novos projetos.

Estas medidas vão ao encontro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, concretamente o ODS 8 – Trabalho digno e crescimento económico, ODS 9 – Indústria, Inovação e Infraestruturas e ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos.

_DSC2344.jpg