Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESCRITOR BARCELENSE JOSÉ ILÍDIO TORRES APRESENTA O LIVRO “BEATRIZ E O ESPELHO MÁGICO”

Sábado, 28 de fevereiro, às 21h00, na Biblioteca Municipal de Barcelos

José Ilídio Torres, um dos mais conceituados escritores barcelenses vai apresentar o seu novo livro “Beatriz e o Espelho Mágico”, na Biblioteca Municipal de Barcelos, no próximo dia 28 de fevereiro, pelas 21 horas.

A sessão de apresentação terá a participação da ilustradora do livro, Rosa Vaz, dos alunos da Escola dos Penedos-Arcozelo e do Bairro 1º de Maio e da “Talentitanto” – Associação, Projeto Allegro, com direção da Prof. Cristiana Gonçalves.

“Beatriz e o Espelho Mágico” é o terceiro livro para o público infantil e juvenil de José Ilídio Torres, depois de ter publicado “4 histórias de pais & filhos”, em 2012 e “A lenda das Cruzes”, em 2011.

“Beatriz e o Espelho Mágico” é uma história acerca de uma menina que tinha um tio, contador de histórias e escritor, que adorava. A história passa-se num dia de Natal, quando o seu tio narra uma lenda de um povo africano, de uma criança branca perdida chamada Nimé, que apareceu misteriosamente a uma tribo. Esta criança tinha algumas semelhanças com a menina perdida e dai resulta uma história apaixonante que prende os leitores até ao fim.

José Ilídio Torres nasceu, em Agosto de 1967, em Barcelinhos, Barcelos. É professor na EB2,3/S de Vizela, Infias. Desde muito cedo é interessado na leitura e na escrita, tendo pertencido ao corpo redatorial que fundou a revista “Amanhecer”, da Escola Secundária de Barcelos. Mais tarde, estudante de Direito em Coimbra, foi premiado em poesia num concurso promovido pela Associação Académica.

Cursou Arqueologia na Faculdade de Letras do Porto, mas acabou licenciado em ensino pelo ISCE, desempenhando a função de professor no ensino oficial. Pelo meio, o jornalismo, em títulos regionais como o “Notícias de Barcelos”, “Barcelos Popular” ou “Primeiro de Janeiro”. Em 2007 começou a editar os seus textos e poemas.

Publicou já os seguintes livros: “A tristeza que matou os peixes que nadavam nos teus olhos”, Corpos Editora, 2007; “Contos de Água e Areia”, Às Artes, 2007;  “Diário de Maria Cura”, Temas Originais, 2009; “Para Além do Tempo” Temas Originais, 2010; “Crónicas do Novo Mundo”, 2010; “Os poemas não se servem frios”, Temas Originais, 2010; “A Lenda das Cruzes”, Câmara Municipal de Barcelos, 2011; “4 histórias de pais & filhos”, 2012 e “Beatriz e espelho mágico”, 2013

Rosa Vaz nasceu em Angola. Vive em Braga. Está representada em várias colecções particulares e públicas e Instituições. Artista plástica e promotora cultural com incidência na Lusofonia. É membro de várias associações culturais e de apoio Sócio/Cultural e Humanitário entre elas,  a Associação de Escultura e Arte Contemporânea de Vila Nova de Famalicão,  a O.N.G.D. Engenho e Obra, em Braga, e a Casa de Angola no Minho/Braga.

É artista do projecto ARTÁFRICA da Fundação Calouste Gulbenkian. Participou num vasto conjunto de exposições individuais e colectivas em Portugal e no estrangeiro.