Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

EMPRESA LABINA REDEFINE CONCEITO DE FUNDIÇÃO A PARTIR DE BRAGA

Empresa é a mais recente Embaixadora Empresarial do Concelho

A Labina, empresa de Fundição Injectada, juntou-se ao leque de Embaixadores Empresariais Bracarenses. Com o principal foco de negócio direccionado para a indústria automóvel, a empresa aposta na modernização e na vanguarda tecnológica para se posicionar na linha da frente de um mercado pautado pela exigência.

CMB14062016SERGIOFREITAS000000825.jpg

Gerida há mais de 30 anos pelos irmãos Jorge e José Pimenta, a empresa tem registado uma grande evolução e opera essencialmente no mercado internacional, pois cerca de 70% da sua produção é destinada a diversos mercados espalhados um pouco por todo o mundo. No entanto, a sua produção não satisfaz apenas o ramo automóvel. A Labina está presente na indústria da aeronáutica, na construção e na iluminação.

“A inovação é um dos pontos fortes da Labina que conseguiu redefinir o conceito de fundição. Estamos a falar de uma empresa de Braga que adopta a mais avançada tecnologia nesta área e que satisfaz sectores de vanguarda internacional e de grande exigência na qualidade dos seus produtos”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a visita às instalações da empresa, que decorreu esta Terça-feira, 14 de Junho, e que resultou na atribuição do título de Embaixador Empresarial.

Segundo o Autarca, são empresas como a Labina que “criam um efeito contagiante no mercado e estabelecem uma rede de parcerias muito proveitosa, beneficiando assim diversas empresas da Região”.

Com um volume de vendas a ascender a cerca de 11 milhões de euros no ano transacto, a Labina tem vindo a investir um milhão de euros por ano, com o objectivo de modernizar e dotar a empresa dos mais avançados meios tecnológicos do sector. A expansão das instalações é algo que está no horizonte da empresa e, segundo Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, é neste campo que a Agência para a Dinamização Económica “pode desempenhar um papel crucial quer na intermediação com proprietários vizinhos, quer na identificação de outros espaços disponíveis para que essa expansão de realize atempadamente”.

Actualmente, a Labina conta com 94 colaboradores - um aumento de 30% em relação a 2015 -, e em Julho do próximo ano espera ter nos seus quadros 130 colaboradores devidamente qualificados. No entanto, esta é uma das grandes dificuldades da empresa, uma vez que não existe formação académica ou profissional especializada nesta área.

Sobre esta matéria, Ricardo Rio referiu que o Município e a InvestBraga “já tinham identificado esta necessidade há bastante tempo”. Por isso, e com o apoio do IEFP, a Câmara de Braga “tem desenvolvido projectos pioneiros a nível nacional no sentido de requalificar e ajustar a formação de recursos humanos, satisfazendo a forte procura das empresas nestas áreas”, concluiu o Autarca.

CMB14062016SERGIOFREITAS000000827.jpg

CMB14062016SERGIOFREITAS000000828.jpg

CMB14062016SERGIOFREITAS000000841.jpg