Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

DIRETORA DO MUSEU NACIONAL FERROVIÁRIO VISITA MUSEU DAS TERRAS DE BASTO

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado da vereadora da Cultura, Dra. Carla Lousada, e de técnicos do Município, recebeu ontem, dia 22 de maio, a diretora do Museu Nacional Ferroviário (MNF), Arq. Ana Fontes, numa visita ao Museu das Terras de Basto/Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe que é um dos dez núcleos que compõem o Museu Nacional Ferroviário.

Diretora do Museu Nacional Ferroviário visitou Museu das Terras de Basto (1)

A diretora do MNF fez-se acompanhar pela Dra. Judite Roque, técnica de restauro do Museu Nacional Ferroviário e pela Dra. Mara Covas, técnica responsável pelo inventário deste mesmo Museu Nacional.

De salientar que os serviços do Museu das Terras de Basto solicitaram ao Museu Nacional Ferroviário um parecer técnico sobre a conservação preventiva do material circulante patente nas exposições permanentes, tendo em vista a manutenção do espólio do Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe.

Para além das explicações técnicas dadas por aquelas responsáveis, foram ainda abordadas outras questões relacionadas com o funcionamento e dinamização do Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe.

Recorde-se que hoje, dia 23 de maio, se celebra o 14º aniversário do Museu das Terras de Basto que abriu ao público em 2004 e que tem vindo, desde então, a cumprir a sua missão ao nível da investigação, renovação de exposições, serviço pedagógico/educativo, bem como, a recuperação e conservação do espólio existente, entre outras atividades agregadoras de novos públicos.

Do espólio exposto destacam-se a Locomotiva MD 407 (1908); a Automotora a gasolina ME 5 (1948); a Carruagem CEfv 79 (1876); a Carruagem-salão SEfv 4001 (1905); a Carruagem-salão SEyf 201 (1906); a Carruagem CEyf 453 (1908); o Furgão DEfv 506 (1908); o Vagão EAKLMO 5937023 (1909/11) e a Cisterna UHK (1926).

De destacar, ainda, que em 2005, o Museu das Terras de Basto foi distinguido pela Associação Portuguesa de Museologia, com a atribuição da Menção Honrosa – melhor Museu Português.