Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

DEVOLUÇÃO DO CASTELO AOS CERVEIRENSES E AO TURISMO DOMINA REUNIÃO COM PORTO E NORTE DE PORTUGAL

Reuniao PC com TPNP.jpeg

Propondo-se a alavancar a cultura e o turismo, com especial enfoque no património cultural e arquitetónico, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, reuniu, esta manhã, nos Paços do Concelho, com o Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Luis Pedro Martins, para debater oportunidades de dinamização turística do concelho. O impasse e potencial do Castelo de Cerveira foi um dos assuntos mais aprofundados neste encontro.

O autarca Rui Teixeira não tem dúvidas de que Vila Nova de Cerveira tem vários e diferenciadores fatores de atratividade que, trabalhados em parceria, contribuirão para potenciar um maior volume de turistas ao longo de todo o ano, e não só na época de verão. “O Castelo de Cerveira, ex-libris do concelho, não pode continuar de portas fechadas. O objetivo do município é devolver o Castelo aos Cerveirenses e a importância desse património para a economia e o turismo de Cerveira e da região”, afirma, lembrando que esse propósito “está a ser analisado e debatido no âmbito de um projeto europeu, o ARCHETHICS, através do qual a autarquia, em parceria com o Grupo de Ação Local, estão a desenvolver uma Estratégia Integrada de Revitalização Económica, Social e Cultural para o Castelo de Cerveira”.

Rui Teixeira abordou ainda o ponto de situação da concessão ao abrigo do Programa REVIVE e que, segundo o contrato assinado em 2019, “os prazos para execução já foram ultrapassados, pelo que deve ser encontrado uma solução urgente que vise a usufruição dos Cerveirenses e dos muitos turistas que sucessivamente questionam os serviços municipais sobre o encerramento de portas de um património inigualável classificado como Monumento Nacional”.

Não obstante, o Caminho de Santiago também foi outro dos assuntos debatido nesta reunião, com enfoque na elaboração de projetos e estratégias que capitalizem este trajeto. Rui Teixeira explicou ao Presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal que “Vila Nova de Cerveira tem um elemento diferenciador ao ser cruzamento de dois caminhos, o Caminho Português da Costa, já certificado, e o Caminho da Nossa Senhora do Norte, com travessia no rio Minho para o concelho vizinho de Tomiño, e cujo primeiro passo para a certificação foi dado em 2023, com a assinatura de uma declaração de apoio por sete concelhos da Galiza e do Norte de Portugal”.

Assumindo-se como um município cada vez mais ‘amigo’ dos peregrinos, a Câmara Municipal tem salvaguardado e promovido várias ações nesse sentido, nomeadamente com o reforço da sinalética de segurança para os peregrinos, bem como a entrada em funcionamento, em 2025, do primeiro albergue de peregrinos de gestão municipal no concelho, com financiamento aprovado.

A relevância histórica do património edificado, as belas paisagens, o vasto acervo documental e artístico, os inigualáveis sabores da gastronomia, aliados à hospitalidade dos Cerveirenses, à singularidade das tradições foram igualmente apresentados como argumentos imensuráveis para a atratividade de Vila Nova de Cerveira, de uma forma global e integrada, com o apoio sempre imprescindível do Porto e Norte de Portugal.