Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CRIANÇAS ENCERRAM FESTA DE S. MIGUEL EM CABECEIRAS DE BASTO

Feira e Festas de S. Miguel encerra com ‘prata da casa’

Dezenas de crianças do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto participaram esta tarde, 30 de setembro, em diversas atividades desportivas no Parque do Mosteiro, uma iniciativa integrada no programa da Feira e Festas de S. Miguel 2015, que chega esta noite ao fim com a atuação do grupo cabeceirense Quadrângulo.

Crianças em diversas atividades desportivas no Pa

Ontem à noite, dezenas de pessoas assistiram à atuação da Banda Cabeceirense e da Banda de Música de Arcos de Valdevez, um espetáculo muito apreciado pelo público.

Cabeceiras de Basto viveu, assim, intensamente 12 dias de grande animação, um programa muito diversificado preparado a pensar em todos os Cabeceirenses e forasteiros que por esta altura do ano visitam a nossa terra.

A Grandiosa Procissão em Honra de S. Miguel, a Sessão Solene do Dia do Município que se celebrou ontem, o cortejo etnográfico, o teatro, o concurso pecuário de gado bovino, a ronda das concertinas, as corridas de cavalos, as chegas de bois, a garraiada, a desfolhada, os cantares ao desafio, as bandas de música, o folclore, a Agrobasto, e muita música tradicional portuguesa, com destaque para a atuação do jovem artista Mickael Carreira, foram os destaques desta edição 2015 do cartaz que trouxe um mar de gente até Cabeceiras de Basto.

Esta feira secular, fundada pelos Beneditinos, trouxe também ao de cima aquilo que de melhor se produz na região, bem como as tradições mais genuínas, onde a tradição se cruza com a modernidade.

Organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, a Feira e Festas de S. Miguel contou com a colaboração da Comissão de Festas, da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, da Paróquia de Refojos, das Juntas de Freguesia, dos expositores, comerciantes, feirantes, industriais e ainda de vários patrocinadores que fizeram desta iniciativa mais um evento de sucesso.