Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CRIANÇAS DE CERVEIRA FORAM AO CINEMA... E COMERAM PIPOCAS!

Moral da história ‘O Grinch’ cativou as crianças do concelho

Para assinalar a quadra natalícia, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira voltou a surpreender os cerca de 500 alunos do ensino pré-escolar e do 1º ciclo do concelho, proporcionando uma sessão cinematográfica muito divertida sobre a história do Grinch, com direito a umas deliciosas pipocas e mais uma prenda didática.

IMG_8574

Explicar o verdadeiro sentido do Natal às crianças tornou-se mais fácil recorrendo ao famoso Grinch. Tendo sido a animação com a maior estreia da história entre filmes deste Natal, a autarquia cerveirense dinamizou, esta quarta e quinta-feira, três sessões cinematográficas no Cineteatro, convidando as crianças para assistir e refletir sobre a história d’ ‘O Grinch’.

O cenário foi o mais próximo de uma sala de cinema: à entrada sentia-se um cheiro doce a pairar no ar que direcionava a pequenada até ao carrinho das pipocas. A Vereadora da Educação, Aurora Viães, dava umas saborosas boas-vindas e dizia aos meninos e meninas para estarem atentos à moral da história que iriam assistir. Pipocas na mão ou na barriguinha, em pleno Cineteatro, uma tela gigante passava alguns trailers de outros filmes de animação, e eis que, todos sentados, se apagam as luzes e… ação.

Era uma vez um rabugento chamado Grinch que tem como missão roubar o Natal, até que o espírito solidário de uma menina, a Cindy Lou Who, lhe dá a volta ao coração. Divertido, emocionante e visualmente impressionante, é uma história universal sobre o espírito natalício e o indomável poder do otimismo. O ‘bicho verde’ pretendia destruir a simbologia do Natal. Mas percebeu, já no final, que o Natal não era material, não eram os presentes, nem os enfeites e decorações, mas sim o que reside no interior dos nossos corações: a amizade, a fraternidade, o convívio com aqueles de quem mais gostamos.

À saída, a avaliação à história foi muito positiva, com muitas das crianças a ficarem sensibilizadas. “O final foi tão giro que quase chorava”!, comentava um menino.

Mas as surpresas ainda não ficaram por aqui. E esta quinta e sexta-feira, o Presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, o Vice-presidente, Vitor Costa, e a Vereadora da Educação, Aurora Viães, deslocaram-se aos centros escolares para oferecer mais um pequeno, mas importante presente, este com caráter didático. Foram entregues vários livros mediante as faixas etárias e os níveis de ensino.

A época natalícia é vivida com grande euforia pelas crianças e, contribuindo para espalhar ainda mais sorrisos, a Câmara Municipal organiza, anualmente, a Festa de Natal das Escolas, proporcionando um dia animadamente diferente.

IMG_8767