Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CORO DE PEQUENOS CANTORES DE ESPOSENDE APRESENTA DISCO COM SALA CHEIA

Com o Auditório Municipal de Esposende completamente lotado, o Coro de Pequenos Cantores de Esposende (CPCE) apresentou, no passado dia 21 de fevereiro, o seu primeiro disco, intitulado “Mudam-se os Tempos”. O espetáculo constituiu um momento cultural de elevado nível e qualidade e ficou marcado por vários momentos de particular emoção.

Concerto_CPCE

O projeto do CPCE nasceu da vontade e do empenho da Câmara Municipal e da Escola de Música de Esposende, tendo começado a dar os primeiros passos em 2009, sendo que do seu currículo constam atuações em vários palcos de relevância nacional. A edição deste disco, como ficou amplamente expresso no concerto de apresentação, espelha o patamar de excelência do Coro de Pequenos Cantores de Esposende.

A Vereadora da Educação e Cultura da Câmara Municipal expressou o orgulho e o reconhecimento do Município pelo trabalho do CPCE e pela edição deste trabalho discográfico. Jaqueline Areias realçou a qualidade e excelência do Coro, que classificou como “a joia cultural do concelho de Esposende”, acrescentando que o grupo é um verdadeiro embaixador do Município em território nacional e, a partir de agora, além-fronteiras. A Vereadora assegurou que o Município vai continuar a apoiar o projeto de elevado valor cultural, educativo e social.

No discurso de abertura, o diretor pedagógico da Escola de Música de Esposende – entidade que assume a responsabilidade artística do projeto – manifestou o orgulho que representa para a Escola poder desenvolver este projeto em parceria com a Câmara Municipal. Agradecendo a todos os que para ele têm contribuído, e recordando os responsáveis políticos e pedagógicos pela fundação da Escola de Música, representados na sala, Carlos Pinto da Costa referiu que “é motivo de grande satisfação coletiva podermos chegar a esta altura de franco crescimento, depois de tanto trabalho e investimento, e apresentar um disco com esta qualidade, disponível para venda em todo o mundo, através das plataformas on-line, para além dos meios mais tradicionais”.

O Coro de Pequenos Cantores de Esposende apresentou-se em concerto sob a direção da sua diretora de coro, Helena Venda Lima, contando com a participação de Ana Sousa (piano) e Diogo Zão (piano e órgão). O CPCE interpretou grande parte do repertório que integra o disco, intercalado com intervenções dos convidados, nomeadamente a Professora Doutora Elisa Lessa, do Departamento de Música da Universidade do Minho, e o compositor Osvaldo Fernandes.

Elisa Lessa fez uma alocução ao processo de desenvolvimento da escrita e interpretação de música dedicada às vozes infantis, em particular em Portugal. Em relação à criação do projeto e ao trabalho desenvolvido pelo Coro de Pequenos Cantores de Esposende, enfatizou a sua “inovação no panorama nacional, reflexo do trabalho de uma equipa alargada em prol da educação das crianças do concelho de Esposende que, sem dúvida, terá repercussões no seu trajeto futuro”. Um dos aspetos que valorizou prende-se com o acesso democratizado a um bem de enorme valor educativo e cultural, que promove, ele próprio, a integração social. Deu ainda destaque à qualidade e exigência técnica do repertório executado, enfatizando a excelência do trabalho dos compositores portugueses que escreveram as obras para este disco. Conforme referiu, “a oportunidade de executar estas e outras obras de qualidade é um privilégio para as crianças e constitui uma marca que as acompanhará sempre no seu percurso de vida”. Elisa Lessa realçou ainda a visão estratégica da Câmara Municipal pela criação e constante apoio ao projeto, e a Escola de Música de Esposende, por integrar um projeto desta natureza, de largo espetro e com grande potencial educativo, cultural e artístico, no seu projeto educativo, e pela forma entusiasta e apaixonada como os seus profissionais se dedicam ao mesmo.

O compositor Osvaldo Fernandes, cujo ciclo “Mudam-se os tempos”, por si composto, integra e dá nome ao disco, esteve presente no evento e fez uma abordagem ao seu processo criativo de escrita para as vozes infantis, fazendo ainda alguns apontamentos aos critérios utilizados nesta composição, propriamente dita.

Num evento carregado de emoções, os pais quiseram deixar o seu testemunho. Em sua representação, Isabel Rocha agradeceu à Câmara Municipal, promotora do projeto, por proporcionar esta oportunidade ímpar às crianças do concelho de Esposende, assim como à Escola de Música, pela forma como tem proporcionado às crianças aprendizagens muito enriquecedoras, a oportunidade de pisar palcos de grande relevo e de trabalhar com pessoas de grande qualidade no panorama artístico nacional e internacional. Em nome dos pais e das crianças, Isabel Rocha fez um agradecimento muito emotivo aos profissionais da Escola de Música que mais diretamente colaboram no projeto, destacando a diretora de coro, Helena Venda Lima, e o diretor pedagógico, Carlos Pinto da Costa, alvo de homenagem, como forma de assinalar os seus quinze anos em funções - treze dos quais como diretor pedagógico -, e pela forma “competente, entusiasta e determinada como fez crescer este projeto e toda a Escola”.

O evento contou com a colaboração, ao nível da produção, gestão de sala, captação vídeo, áudio e fotográfica, do Núcleo de Intervenção Cultural de Esposende.