Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

COMÉRCIOS DE MONÇÃO COM CACHOS DE UVAS ARTÍSTICOS À PORTA

Trabalhos decorativos, feitos de videira seca, pasta de papel e fio do norte, foram executados pelos comerciantes num workshop sobre vitrinismo que decorreu, na semana passada, na Biblioteca Municipal de Monção. Participação de uma centena de comerciantes.

13 (Large)

Os empresários e comerciantes associam-se à Feira do Alvarinho de Monção, entre 29 de junho e 1 de julho, com a colocação de um elemento artístico e decorativo (cacho de uvas) alusivo ao certame no exterior dos seus estabelecimentos comerciais.

O objetivo passa pelo envolvimento de todos num dos acontecimentos mais festivos do concelho, pela valorização de Monção como um território vinícola de excelência e pela dinamização do comércio tradicional através da criação de mais um motivo apelativo para cativar os clientes.

Com presença na maioria das ruas de Monção, centro histórico e urbanizações envolventes, a colocação dos cachos de uva, feitos de videira seca, pasta de papel e fio do norte, tem início esta sexta-feira, 15 de junho, prolongando-se até depois da Feira do Alvarinho.

Esta iniciativa, que irá abranger uma centena de estabelecimentos comerciais, resultou de uma parceria entre os comerciantes, o Ateliê “Flor Agreste”, coordenado por Patrícia Oliveira, e o Município de Monção que, desta forma, cumpre o objetivo de apoiar o tecido comercial local.

Em que consistiu? Na última semana, em horário pós laboral, os comerciantes participaram num workshop de vitrinismo, onde aprenderam algumas técnicas artísticas e decorativas focalizadas na conceção de um elemento alusivo à Feira do Alvarinho.

Decorrendo na Biblioteca Municipal, daqui saíram os cachos de uvas, aparentemente iguais mas certamente diferentes, uma vez que foram executados por várias mãos. As mãos dos nossos empresários e comerciantes que, com disponibilidade e criatividade, mostraram o seu contributo para a promoção da Feira do Alvarinho.

07 (Large)

10 (Large)

12 (Large)