Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CERVEIRA EXPÕE OBRAS DO SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESCULTURAS DO MINHO

Obras do I Simpósio Internacional de Esculturas do Minho expostas em frente à Câmara Municipal

A 'Vila das Artes' está a receber, a partir de hoje, a exposição das esculturas do I Simpósio Internacional, de Cerveira-Tominho, no Jardim de Chagny, em frente ao edifício da Câmara Municipal. A iniciativa visa dar a conhecer à comunidade residente e turistas os trabalhos finais deste evento transfronteiriço.

IMG_5814

Depois de criadas com paixão e razão, no espaço contíguo à Fortaleza de Goian, ao longo de 17 dias, as obras de arte dos seis artistas internacionais atravessaram a Ponte da Amizade para se instalarem temporariamente no centro de Vila Nova de Cerveira.

Após esta exposição pública, as obras de arte vão ocupar os espaços públicos já definidos por Tominho e por Vila Nova de Cerveira. As três selecionadas para a ‘Vila das Artes’ são as de Kuang-Hua Hsiang, de Taiwan, Viktar Kopach da Bielorrússia, e Vitor Reis, de Portugal.

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, faz um balanço muito positivo deste I Simpósio Internacional, definindo-o como um evento “de enorme relevo que confere uma maior visibilidade à cooperação entre estas duas localidades, consubstanciada nas esculturas que fazem perdurar a amizade”.

Já a alcaldeza de Tominho, Sandra Gonzalez, realça uma iniciativa que “deve ser consolidada no futuro”, fruto do interesse quer dos artistas quer das próprias populações que acompanharam a evolução dos trabalhos, e da sua vertente praticamente inédita entre dois países.

O I Simpósio Internacional de Escultura do Minho, organizado pelos Concelhos de Cerveira e Tominho, no âmbito da Carta da Amizade, resultou num espaço de experiência e liberdade criativa, proporcionando um momento íntimo entre artistas e comunidade em geral, e que se pretende repetir dentro de dois anos.