Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CENTRO ESCOLAR DE RIBEIRÃO VENCE MARCHAS ANTONINAS EM FAMALICÃO

Os últimos foram os primeiros. Parabéns Ribeirão!

Marcha da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Centro Escolar de Ribeirão venceu a grande noite das Marchas Antoninas de Famalicão

ARCA.jpeg

Nem sempre o ditado se confirma, mas no passado domingo à noite, em Vila Nova de Famalicão, os últimos foram mesmo os primeiros. Foi preciso esperar até ao fim para ver brilhar a marcha da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Centro Escolar de Ribeirão (APEECER), que com o tema “Por Santo António Prometido, Amigo, Namorado e Marido” levou para casa o prémio de “Melhor Marcha”.

Atrás ficaram a ARCA – Associação Recreativa e Cultural de Antas, com o tema “Aconteceu em Veneza”, e a Associação Desportiva e Cultural de S. Martinho de Brufe, com as “Romarias de Santo António”, que ficaram em segundo e terceiro lugar, respetivamente.

Esta foi a primeira vez que Ribeirão se fez representar nas Marchas Antoninas pela mão da APEECER, que em noite de estreia encantou o conceituado júri do desfile, bem como os milhares de famalicenses que não quiseram perder a grande noite das Festas Antoninas.

Para a conquista do título de “Melhor Marcha”, foi determinante a vitória  que a Marcha de Ribeirão arrecadou nas categorias de Arcos, Guarda-Roupa, Letra e Coreografia. À ARCA, pela forma contagiante como desfilou pelas ruas da cidade, foi atribuído o título de “Marcha Mais Popular”, para além do prémio de “Melhor Música”.

O júri independente e com formação nas áreas avaliadas foi composto por Carlos Alberto Vieira e Rui Alpoim, de Viana do Castelo,  João Capela, de Barcelos, e Bernardete Costa e Ana Carolina Capitão, de Esposende. O júri de rua, que atribuiu o prémio da popularidade foi composto pelos famalicenses Jorge Pinto, Vasco Freitas e João Afonso Machado.

Mas prémios à parte, parece ser unânime que a fasquia da qualidade das Marchas Antoninas tem aumentado de ano para ano e que o novo cenário escolhido para esta edição – os Paços do Concelho - contribuiu para que a noite do passado domingo fosse ainda mais deslumbrante.

“A aposta nas Marchas tem sido muito grande. São, claramente, o ponto alto das nossas Festas e as associações têm sabido corresponder da melhor forma, com muita qualidade e profissionalismo”, referiu no final da noite o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

Quanto ao novo figurino das Marchas, o edil famalicense não escondeu o enorme agrado pela beleza e grandiosidade que os Paços do Concelho vieram dar ao espetáculo.

Recorde-se que este ano foram dez as marchas que desfilaram pelas ruas do concelho, num total de 1200 marchantes. Para além das cerca de 2300 pessoas que assistiram às atuações nas bancadas instaladas nos Paços do Concelho, as Marchas Antoninas de Famalicão foram seguidas na ruas e via online por muitos milhares de pessoas.

BRUFE (1).jpeg

RIBEIRÃO (1).jpeg