Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CAMINHA: ENTRE MARGENS – ENCONTRO DE TOCADORES QUER CHEGAR AOS AÇORES E À MADEIRA EM 2017

III edição foi um sucesso quer em termos de participação quer da afluência de público

Nos últimos três dias, Caminha foi a capital da música e do instrumento tradicional com a realização da III edição doEntre Margens – Encontro de Tocadores. Oficinas, mostra de construtores, palestras, foliadas e bailes ao improviso, concertos,arruadas de gigantones, apresentação de Cd e de livros. Agrande afluência de visitantes e de participantes contribuiu para que esta edição seja a consolidação do projeto. A organização já está a trabalhar na próxima edição, com umprojeto ainda mais ambicioso: Madeira, Açores e parte mais a norte da Galiza são regiões a envolver em 2017.

entre margens (1).jpg

O Entre Margens visa promover o encontro entre tocadores de instrumentos tradicionais de gerações distintas, fomentando a partilha de conhecimentos, repertórios e técnicas instrumentais através das diferentes atividades que integram o cartaz.Na realidade, esta edição do certame foi um sucesso quer ao nível da qualidade do programa quer da afluência de visitantes e de participantes.

Segundo a organização, as oficinas de viola de arame,gaite-de-fole, regueifa e fado à desgarrada,cante alentejano e harmónica de boca e danças mirandesas foram muito participadas. De facto, contaram com participantes oriundos do Algarve, Alentejo, Caldas da Rainha, Bragança e da Galiza.

Também os concertos com os GalandumGalundaina, Pedro Mestre e Óscar Fernandez e Alba contaram com a praça cheia. Outro sucesso foram as foliadas e bailes ao improviso, que conseguiram cativar as pessoas pela noite dentro. 

As palestras são outro dos pontos fortes do programa dado o seu elevado interesse técnico. No sábado, contaram com a presença de Carlos Núñes, um dos mais conceituados gaiteiros galegos.

A mostra de construtores de instrumentos musicais tradicionais contribuiu também para a afirmação deste projeto. Em Caminha, estiveram 22 construtores oriundos de todo o país e da Galiza.

A organização avança que este é um projeto que tem crescido de edição para edição e que esta terceira é a sua afirmação, isto é, a sua consolidação. A organização já pensa na quarta edição e os objetivos são ambiciosos: quer alargar este projeto de promoção da música, dos instrumentos e da cultura comum aos Açores, Madeira e mais a norte da Galiza.

Trata-se de uma organização da Câmara Municipal de Caminha e Junta de Freguesia Caminha\Vilarelho em parceria com a Associação Pédexumbo, a Associação Coreto e Fundação Inatel.

entre margens (2).jpg

entre margens (3).jpg

entre margens (4).jpg

entre margens (5).jpg